Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
36Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila Agente de SAUDE

Apostila Agente de SAUDE

Ratings: (0)|Views: 10,276 |Likes:
Published by Viviane Leal Brum

More info:

Published by: Viviane Leal Brum on Apr 22, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/21/2014

pdf

text

original

 
Apostila para EstudosProva de
Agente Comunitário de Saúde
Conhecimentos Específicos
Provas Aplicadas
Elaborada por 
Manuel Raposo
 
 
 
SAÚDE EM DESTAQUEO MINISTÉRIO
O Ministério da Saúde é o órgão do Poder Executivo Federal responsável pelaorganização e elaborão de planos e políticas blicas voltados para a promão,prevenção e assistência à saúde dos brasileiros.É função do ministério dispor de condições para a proteção e recuperação da saúdeda população, reduzindo as enfermidades, controlando as doenças endêmicas e parasitáriase melhorando a vigilância à saúde, dando, assim, mais qualidade de vida ao brasileiro.
MISSÃO
“Promover a saúde da população mediante a integração e a construção de parceriascom os órgãos federais, as unidades da Federação, os municípios, a iniciativa privada e asociedade, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e para o exercício dacidadania" 
SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)
 
O que é o SUS
2
 
Objetivos do Sistema Único de Saúde-SUS :
(Lei nº 8.080/1990 – Art. 5º)
I
- a identificação e divulgação dos fatores condicionantes e determinantes da saúde;
II
- a formulação de política de saúde destinada a promover, nos campos econômico esocial, a observância do disposto no §1º do artigo 2º desta Lei;
III
- a assistência às pessoas por intermédio de ações de promoção, proteção e recuperaçãoda saúde, com a realização integrada das ações assistenciais e das atividades preventivas.
Princípios do SUS
Diversos autores1-3 propõem a divisão dos princípios fundamentais do SUS em doisgrandes grupos:
doutrinários
(ou
éticos
), que se referem aos objetivos finalísticos do sistema e incluiriam:- o
direito universal à saúde
, entendido não só como a oferta de serviços e açõesde saúde, mas abrangendo também, em seu conceito, “
 políticas sociais e econômicas quevisem à redução do risco de doença e de outros agravos
” (CF), incluindo como “
fatoresdeterminantes e condicionantes, entre outros, a alimentação, a moradia, o saneamentobásico, o meio ambiente, o trabalho, a renda, a educação, o transporte, o lazer e o acessoaos bens e serviços essenciais; os níveis de saúde da população expressam a organizaçãosocial e econômica do País
” (Lei no 8.080/90);-
a eqüidade
, compreendida como o reconhecimento das diferenças existentes nasnecessidades de saúde, quer regionais ou individuais, com o desenvolvimento de açõesobjetivando a justiça social, isto é, que reduzam a exclusão e beneficiem, prioritariamente,aqueles que possuem piores condições de saúde; e-
o atendimento integral à saúde
, mediante a articulação de ações e serviçospreventivos e curativos, individuais e coletivos, necessários à efetiva melhoria dos níveis desaúde da população.
organizacionais
(ou
operativos
), referentes aos processos que permitirão o cumprimentodas principais diretrizes do SUS:- a
descentralização
de ações e serviços de saúde, com direção única em cadaesfera de governo e ênfase na municipalização;- a
regionalização
e a
hierarquização
da rede de serviços assistenciais; e- a
participação da população
na formulação e acompanhamento das políticas dosistema.Entretanto, para ambos os grupos, podemos destacar situações históricas quecondicionaram a oportunidade e a importância política de implementação dessas diretrizes.Com relação à universalidade do direito à saúde, sabemos que, durante grande partedo século passado, os serviços de assistência médica e odontológica só eram garantidosaos beneficiários da previdência social e provisionados pelo Ministério da PrevidênciaSocial, que gerenciava recursos financeiros muito superiores aos da área de Saúde Pública,privilegiando a assistência médica curativa e os produtores privados de serviços de saúde.Certamente, esse tipo de desenvolvimento da rede assistencial ocasionou grandesdisparidades regionais. No que se refere aos recursos de saúde existentes, a concentraçãodos serviços em grandes centros urbanos, especialmente nos Estados com economias maisavançadas, gerou desigualdades no acesso da população aos serviços, com carênciasacentuadas justamente nos locais com os piores indicadores de saúde, justificandoamplamente a preocupação com a eqüidade no SUS.
3

Activity (36)

You've already reviewed this. Edit your review.
Camila Ribeiro added this note
Apostila Agente Comunitário de Saúde
1 thousand reads
1 hundred reads
duhyh liked this
Vanderlei Macedo liked this
Moisés Silva liked this
Lucilene Cruz liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->