Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
0Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Poemas_novos_francisco_luís_fontinha

Poemas_novos_francisco_luís_fontinha

Ratings: (0)|Views: 91|Likes:

More info:

Published by: Francisco Luís Fontinha on Apr 30, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

01/25/2013

pdf

text

original

 
A cidadeA cidade tem os seus medosTem a noiteE portas e muitas portasDe saídaDe entrada Na garganta da cidadeAs escadas para o sótãoA claraboia com vista para o tejoVão e vêm as sombras cansadas com as mãos na algibeiraEntram nas portas de entradaFingem que dormemE os sexos embrulhados em papel de paredeDescem e mergulham no pavimento encharcadoÀ porta de saídaUma minissaia presa a um candeeiroÀ porta de entradaUm magala à espera de um cigarroE na rua junto ao rioUm automóvel abraçado aos silêncios de BelémOlha com desdém para a minissaiaE sorri ao magalaO magala entra e senta-seE os silêncios de BelémAcariciam-lhe as pernas até que a noite poise nelesE os misture num fumo branco de medoE sémenA cidade tem os seus medosTem a noiteE portas e muitas portasDe saídaDe entradaA cidade é uma merda.
 
A escada da insóniaSento-me na escada da insóniaE poiso a cabeça na almofada da solidãoSobre mim os suspiros do jasmimQue cambaleiam entre a noite e o sonhoSento-me e poiso a cabeçaE na escada da insónia um sorriso agarrado ao corrimãoUm pequeno sorriso de gaivotaCom dentes de marfimE gravata às bolinhas…E a escada começa a subir E o meu corpo a minguar  Nos suspiros do jasmim.
 
A fogueira da vidaTudo arde na fogueira da vidaE os sonhos cessam como as andorinhasApós a primaveraTudo ardeExceto na fogueira da vidaO sofrimentoTudo arde na fogueira da vidaE tudo morre lentamente No silêncio da noiteEvapora-se o mar nas manhãs de invernoE à volta do pescoço do amanhecer Crescem suspiros de solidãoTudo arde na fogueira da vidaComo uma árvore que tomba no chãoOu uma simples lágrima que se desprende do rostoMagoado e triste da neblinaTudo ardeE tudo se renova na fogueira da vida

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->