Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
metais[1]

metais[1]

Ratings: (0)|Views: 115 |Likes:
Published by paulo1americo

More info:

Published by: paulo1americo on May 03, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/26/2013

pdf

text

original

 
Trabalho de Química Inorgânica II - Prof. Ms. Maria Carolina Goetz 
1) Introdução
Diz-se que a Química Inorgânica mistura uma vasta coleção de fatos desconexos, contrastandocom a Química Orgânica, onde aparenta existir uma grande precaução quanto à sistematizaçãoe a ordem. Essa afirmação é em parte verdadeira, já que os assuntos tratados em QuímicaInorgânica são muito mais diversos e complicados, e as regras para os comportamentosquímicos ainda não estão muito bem estabelecidas. Dizemos que os objetos de estudo sãocomplicados porque mesmo em meio de elementos de estruturas eletrônicas similares, comoLi, Na, K, Rb e Cs – Grupo 1 –, surgem diferenças nos comportamentos, devido às diferençasnos tamanhos dos átomos, nos potenciais de ionização, nas energias de hidratação, desolvatação, e assim por diante. Algumas dessas diferenças podem ser bastante sutis (p.ex.aquelas que permitem que as células humanas e outros sistemas vivos diferenciem Li, Na e K).Em resumo, cada elemento se comporta de um modo especial. A Química Orgânica lida com muitos compostos que são formados por 
 poucos
elementos:carbono nos estados de hibridação
sp, sp
 
ou
sp
3
,
 junto com H, O, N, S e os halogênios e raramente – B, Si, Se, P e Hg. A química é majoritariamente a de compostos moleculares quesão líquidos ou sólidos comumente solúveis em solventes apolares; destiláveis ou cristalizáveis,e normalmente estáveis ao ar ou à presença de oxigênio, apesar de serem combustíveis. A Química Inorgânica, em contraste, lida com muitos compostos formados por 
muitos
elementos. Envolve o estudo da química de mais de 100 elementos que podem formar compostos como gases, líquidos ou sólidos; cujas reações podem ser (ou podem necessitar ser) estudadas a temperaturas muito baixas ou muito altas. Os compostos podem formar cristais iônicos, covalentes-extendidos ou moleculares, e sua solubilidade pode variar do 0 emqualquer solvente a alta solubilidade em alcanos; eles podem reagir espontânea evigorosamente com o ar ou com a água. Além disso, enquanto os compostos orgânicosseguem quase invariavelmente a regra do octeto, com um número de coordenação e devalência máximos de 4 para todos os elementos, os compostos inorgânicos podem ter númerosde coordenação que chegam até 14, sendo aqueles de 4, 5, 6 e 8 especialmente comuns; emeros de vancia que variam de -2 a +8. Finalmente, existem tipos de ligação emcompostos inorgânicos que não apresentam paralelos na química orgânica, onde as ligações
e
 p

 p
 
normalmente prevalecem. Apesar de vários conceitos ajudarem a trazer um pouco de ordem na química inorgânica, omais velho e, até hoje, mais significativo é a tabela periódica dos elementos. A ordem nessatabela depende das estruturas eletnicas dos átomos gasosos. Adicionando-sesucessivamente elétrons aos níveis de energia disponíveis, podemos construir um padrão de
© por Bruno Ramos, 2004.
1
 
Trabalho de Química Inorgânica II - Prof. Ms. Maria Carolina Goetz 
estruturas eletrônicas dos elementos desde o mais leve ao mais pesado atualmente conhecido,o elemento 111 (Roentgênio). Com base nas configurações eletrônicas, os elementos podemser classificados em períodos e grupos, como na tabela periódica.
Natureza e Tipo dos Elementos
De acordo com suas naturezas e seus tipos, os elementos podem ser classificadosbasicamente em 5 tipos, de acordo com Cotton et. al. [02]:
-
Elementos monoatômicos:
He, Ne, Ar, Kr, Xe e Rn:
São os gases nobres, que comsuas estruturas eletrônicas de níveis completos são necessariamente monoatômicos.No estado de vapor, o mercúrio (5d
10
6s
2
)
 
também é monoatômico. Entretanto, omercúrio líquido (apesar de sua pressão de vapor relativamente alta, assim como suasolubilidade em água e em outros solventes) apresenta condutividade elétricaapreciável e tem aparência metálica. Isso ocorre porque os orbitais 6
 p
encontram-sedisponíveis para participar de ligações metálicas.
-
Moléculas diatômicas:
H
2
, N
2
, O
2
, F
2
, Cl
2
, Br 
2
e I
2
:
Para os halogênios, a formação deuma única ligação em uma molécula diatômica completa o octeto. Para o nitrogênio eo oxigênio, ligações ltiplas permitem uma simples mocula diatômica. Asmoléculas diatômicas de fósforo e de enxofre são estáveis a temperaturas elevadas,mas não a temperatura ambiente. No dihidrogênio, a formação de uma ligação simplescompleta o nível 1 de cada um dos dois átomos.
-
Moléculas poliatômicas discretas:
P
4
, S
n
, Se
8
e fulerenos (C
n
):
Do segundo períodoem diante da tabela, as ligações
do tipo das encontradas no O
2
e no N
2
são menosefetivas. O arranjo dos átomos em cadeias poliatômicas leva à uma maior estabilidadedo que o arranjo diatômico. O enxofre tem uma profusão de alótropos, que contémanéis de enxofre multiatômicos. O mais conhecido até então é o S
20
. Tais alótropossão conhecidos como ciclohexaenxofre, ciclooctaenxofre e assim por diante.
-
Elementos com estruturas estendidas:
Em alguns elementos, os átomos formam 2,3 ou 4 ligações covalentes um com o outro, resultando em cadeias, planos ou redestridimensionais (estruturas estendidas). Os elementos mais importantes que fazemisso são: C, P, S, Si, As, Se, Ge, Sb, Te, Sn e Bi.
-
Metais:
A maioria dos elementos o metais. Estes elementos m muitaspropriedades físicas diferentes das dos outros sólidos. Vale notar:
 Alta refletividade;alta condutividade elétrica (que diminui com o aumento da temperatura); alta
© por Bruno Ramos, 2004.
2
 
Trabalho de Química Inorgânica II - Prof. Ms. Maria Carolina Goetz 
condutividade térmica; propriedades mecânicas, como força e ductibilidade.
Os metais,assunto deste trabalho, serão organizados e descritos detalhadamente a seguir.
2) Os Metais
Os elementos metálicos são os mais numerosos dos elementos, e suas propriedades químicassão de grande importância tanto para a indústria quanto para a pesquisa contemporânea.Todos os elementos dos blocos
s
,
e
da tabela periódica são metais, e sete dos trintaelementos do bloco
 p
também (alumínio, gálio, índio, tálio, estanho, chumbo e bismuto). Ogermânio e o polônio são às vezes descritos como metais.
Propriedades Gerais
[1]
 A maioria dos metais tem condutividades elétrica e térmica elevadas, e são maleáveis edúcteis. Entretanto, existe uma gama de propriedades dentro dessa uniformidade geral. Umaspecto dessa diversidade é a força de coesão entre átomos, como indicado pela variação nasentalpias de vaporização:
Fig1.
Entalpiasde vaporização,gráfico kJ/mol x número atômico
Uma aplicaçãoprática dasbaixas entalpiasde vaporizãodos grupos 1 e12 (os metaisalcalinos; zinco, cádmio e mercúrio) éo uso de vapores de sódio e mercúrio em lâmpadas de descargas elétricas, como lâmpadasfluorescentes. Os metais com as entalpias de vaporização (ou
sublimação
) mais altas sãoencontrados no meio das séries 4
e 5
. O Tungstênio (W), que possui a maior entalpia desublimação de todos os elementos, é usado como filamento nas lâmpadas incandescentesporque se volatiliza muito lentamente a altas temperaturas.
© por Bruno Ramos, 2004.
3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->