Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
ABNT NBR 6406-1980

ABNT NBR 6406-1980

Ratings: (0)|Views: 1,977|Likes:
Published by neistolberg

More info:

Published by: neistolberg on May 21, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/10/2013

pdf

text

original

 
Copyright © 1980,ABNT–Associação Brasileirade Normas TécnicasPrinted in Brazil/ Impresso no BrasilTodos os direitos reservadosSede:Rio de JaneiroAv. Treze de Maio, 13 - 28º andarCEP 20003-900 - Caixa Postal 1680Rio de Janeiro - RJTel.: PABX (021) 210-3122Telex: (021) 34333 ABNT - BREndereço Telegráfico:NORMATÉCNICA
ABNT-AssociaçãoBrasileira deNormas Técnicas
Palavra-chave: Calibrador10 páginas
Calibradores - Característicasconstrutivas, tolerâncias
NBR 6406
DEZ 1980Origem: ABNT NB-172/1971CB-04 - Comitê Brasileiro de Máquinas e Equipamentos MecânicosCE-04:005.06 - Comissão de Estudo de Tolerâncias e AjustesNBR 6406 - Gauges - Structural characteristics, tolerances - ProcedureDescriptor: GaugesReimpressão da NB-172/1971Procedimento
SUMÁRIO
1 Objetivo2 Terminologia3 Temperatura de referência4 Generalidades5 Tolerâncias6 Marcação dos calibradores de fabricação7 Recebimento e rejeição de peças
1 Objetivo
1.1
Esta Norma fixa os princípios e características constru-tivas dos calibradores usados na verificação de peças fa-bricadas segundo a NBR 6158. Indica também as condiçõesde recebimento de peças e dá regras e tabelas para o cál-culo das tolerâncias de fabricação dos calibradores e con-tracalibradores.
2 Terminologia
2.1
Os termos usados nesta Norma baseiam-se naNBR 6173.
3 Temperatura de referência
3.1
A temperatura de referência é de 20
o
C, conforme deter-minada na NBR 6165.
4 Generalidades
4.1 Tipos de calibradores
Os calibradores fixos podem ser divididos nos três seguin-te grupos, dependendo de sua função:
4.1.1 Calibradores de fabricação para dimensões limites
São usados na verificação de peças.
4.1.2 Calibradores de referência e contracalibradores
São usados no controle e regulagem de calibradores.
4.1.3 Blocos padrões
São usados para verificar outros tipos de calibradores e pa-ra aferir instrumentos de medição por leitura.
4.2 Verificação das dimensões limites de acordo com oprincípio de W. Taylor
4.2.1
 
Princípio de Taylor: a dimensão limite “Passa” deveser verificada com um calibrador de comprimento igual aocomprimento de ajustagem da peça (calibrador “Passa”) ea dimensão limite “Não Passa” deve ser verificada com umcalibrador que apalpa a superfície da peça em dois pontosdiametralmente opostos e verifica uma posição de cadavez.
4.2.2
A aplicação estrita do princípio de Taylor nem sempreé conveniente ou necessária. Para calibradores “Passa” justificam-se exceções nos seguintes casos:a)quando é conhecido ou permitido supor que, com oprocesso de fabricação utilizado, o erro de retilineida-de do furo, ou do eixo não afeta a característica deajuste das peças acopladas, é permitido o uso decalibradores de comprimento incompleto;
Cópia não autorizada
 
 
2NBR 6406/1980
b)quando o furo circular é muito grande, é permitidousar um calibrador vareta com pontas esféricas, sefor conhecido ou permitido supor que com o processode fabricação utilizado o erro periférico circular dofuro é tão pequeno que não afeta a característica deajustagem das peças acopladas.c)quando na verificação de eixos o uso de calibradoranular cilíndrico é inconveniente e for conhecido oupermitido supor que com o processo de fabricaçãoutilizado os erros da periferia (particularmente a trian-gulação) e da retilineidade do eixo são tão pequenosque não afetam a característica de ajustagem.Para calibradores “Não passa” há exceções nos seguintescasos:a)os pontos de contacto estão sujeitos a um desgasterápido e podem ser substituídos por pequenas super-fícies planas, cilíndricas ou esféricas.b)no controle de furos muito pequenos podem ser uti-lizados tampões de forma completa.c)no controle de peças não rígidas que facilmente sedeformam usam-se calibradores de forma cilíndricacompleta.
4.3 Calibradores recomendados
São recomendados os seguintes tipos de calibradores, deuso corrente no controle da fabricação de peças:
Tipos de calibradores recomendadosD = diâmetroUnid. mm
D < 10Calibrador tampão cilíndrico completoladoPassaCalibrador tampão esférico completo10
D <120Calibrador tampão cilíndrico completoCalibrador tampão esférico completoFuros120
D <315Calibrador tampão cilíndrico ou esférico secionados315
DCalibrador vareta com pontas esféricasD < 6Calibrador tampão cilíndrico completoladoNão passaCalibrador tampão esférico secionado ou6
D <315Calibrador chato cindrico com faces reduzidasCalibrador vareta com pontas esféricas315
DCalibrador vareta com pontas esféricasladoCalibrador anular cilíndrico de forma completaPassaCalibrador de bocaEixoslado“Não passa”D
315D
315Calibrador de boca
4.4 Contracalibradores
Na verificação de calibradores que se utilizam no controleda fabricação de eixos, são recomendados contracalibra-dores em forma de disco, secionados ou não. Não foram fi-xadas tolerâncias para contracalibradores anulares desti-nados à verificação de calibradores de fabricação, para fu-ros. Recomenda-se a verificação de tais calibradores defabricação da mesma forma que dos contracalibradores dedisco por comparação com blocos padrões.
4.5 Desgaste dos calibradores
É admitido desgaste somente no lado “Passa” dos calibra-dores, dentro dos limites estabelecidos nesta Norma.
5 Tolerâncias
5.1
Os campos de tolerâncias da peça, a tolerância de fa-bricação e o desgaste permissível do calibrador são mos-trados na Figura 1.
5.2
Os valores numéricos para o cálculo das tolerâncias defabricação constam das Tabelas 1 e 2, expressas em µm.
Cópia não autorizada
 
NBR 6406/19803
Tabela 1 - Calibradores para medidas externas (eixos)(Valores das tolerâncias da Figura 1 em µm)
Grupo deSímboloQualidade da peça conforme tolerância ISOdimensõespara(mm)fórmula 5 6 789 1011 12 13 14 15 16T 46101425 4060100140250400600H
1
 /2 0,61 1,51,5 2 5 5de1até3H
p
 /2 0,40,4 0,60,6 0,6 1 1y
1
11,5 30 0 0 0z
1
11,5 25102040T 58121830 4875120180300480750H
1
 /2 0,751,25 22 2,5 6 6acima3até6H
p
 /2 0,50,5 0,750,75 0,75 1,25 1,25y
1
11,5 30 0 0 0z
1
12 36122448T 69152236 5890150220360580900H
1
 /2 0,751,25 22 3 7,5 7,5acima6até10H
p
 /2 0,50,5 0,750,75 0,75 1,25 1,25y
1
11,5 30 0 0 0z
1
12 37 14 2856T 811182743 701101802704307001100H
1
 /2 11,5 2,52,5 4 9 9acima10até18H
p
 /2 0,60,6 11 1 1,5 1,5y
1
1,52 40 0 0 0z
1
1,52,5 48163264T 913213352 841302103305208401300H
1
 /2 1,252 33 4,510,510,5acima18até30H
p
 /2 0,750,75 1,251,25 1,25 2 2y
1
23 40 0 0 0z
1
1,53 59193672
 /continua
Cópia não autorizada

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
1 thousand reads
Damasio Correia liked this
gantoniazzi123 liked this
hsamurai liked this
hsamurai liked this
Taís Faria liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->