Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
16Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
POP Higiene Corporal – Banho no Leito

POP Higiene Corporal – Banho no Leito

Ratings: (0)|Views: 2,522 |Likes:
Published by Sandra Regina

More info:

Published by: Sandra Regina on May 29, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/13/2014

pdf

text

original

 
 
PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃOPOP
Página 1 de 4CódigoPOP 005Data EmissãoMAIO/ 2012Data de VigênciaMAIO / 2012Próxima RevisãoMAIO/ 2013Versão nº
1
Área Emitente: GE - SRCAIADO
Assunto:
 
: HIGIENE CORPORAL
 –
BANHO NO LEITO
 
Objetivo:
 
Finalidade de manter a integridade da pele e controlar odores produzidos pelas glândulassudoríparas do corpo do paciente, quer seja com dependência total ou não, que necessite decuidados de higiene integrais (Higiene ocular, nasal, auricular, íntima e corporal).
Setor:
Enfermagem
Periodicidade da execução:
Diariamente e sempre que for necessário.
Responsável
:
Enfermeiro,
 
Técnico e Auxiliar de Enfermagem.
 
Indicação
:
manutenção da integridade física, o bem estar, o relaxamento e a sensação de conforto.Sendo de grande importância para avaliação do paciente, através da observação, objetivandoproporcionar atendimento de forma holística
 
Pré-requisito(s)-
Material
 
• Carrinho de banho ou mesa de cabeceira• Biombos• Bacia• Jarro com água aquecida• Sabão líquido ou sabonete• Compressas limpas• Luvas de procedimentos• Fralda descartável• Comadre ou patinho• Camisola ou pijama• Lençóis• Traçado plas
tificado
• Toalha
 
 
Procedimento:
Providenciar o material necessário
• Explicar ao paciente o procedimento.• Transportar o material até a unidade do paciente.• Preparar o ambiente: posicionar biombo, hamper e alinhamento dos
 
Lençóis.
• Lavar as mãos.• Utilizar avental e máscara, se necessário;• Abaixar as grades.• Colocar luvas de procedimentos.• Oferecer comadre ou patinho ao paciente• Desprender a roupa de cama, retirar colcha, cobertor, travesseiro e camisola, deixando
-oprotegido com o lençol;
• Fazer higiene oral e nasal do paciente e higiene do couro cabeludo, se necessário;• Abaixar a cabeceira da cama, caso seja possível;
 Lavar os olhos do paciente do angulo interno para o externo
• Lavar, enxaguar e secar o rosto, orelhas e pescoço;• Retirar a camisola ou camisa do pijama, mantendo o tórax protegido pelo lençol;• Iniciar lavando, enxugando e secando os braços e mãos do lado oposto ao que se está
trabalhando, depois o lado mais próximo. Com movimentos circulares proporcionar ativaçãoda circulação observando as condições da pele e mamas
• Deixar a região genital coberta com o lençol• Lavar, enxaguar e secar as pernas e as coxas, do tornozelo até a raiz da coxa, do lado
oposto a que se está trabalhando, depois o mais próximo;
• Colocar a bacia sob os pés e lavá
-los, principalmente nos interdigitos, observando ascondições dos mesmos, secá-los bem;
• Trocar a água da bacia e a luva de banho (compressa)• Colocar a comadre no p
aciente
• Fazer higiene íntima no paciente• Retirar a comadre e colocar do lado da cama• Colocar o paciente em decúbito lateral com as costas voltadas para você, lavar, enxaguar e
secar as costas, região glútea e sacra, observando as condições da pele e possíveis áreascom hiperemias;
• Deixar o paciente em decúbito lateral, empurrando a roupa úmida (molhada) para o meio da
cama;
 
• Aplicar álcool a 70% no colchão• Trocar as luvas de procedimento para não contaminar a roupa limpa• Proceder à arrum
ação do leito com o paciente em decúbito lateral
• Virar o paciente sobre o lado pronto da cama• Retirar a roupa suja e desprezá
-la no hamper
• Aplicar álcool a 70% na outra metade do colchão• Trocar as luvas de procedimentos• Finalizar a arrumação do leito• Vestir o paciente• Pentear os cabelos do paciente
 Utilizar travesseiros ou rolos acolchoados para deixar o paciente no decúbito mais confortável
• Retirar os materiais utilizados, levando
-os para o expurgo;
• Recompor a unidade do paciente• Retirar luvas, avental e máscara;• Anotar no plano terapêutico as anormalidades detectadas
 
Higiene Ocular
• Deve ser feita com soro fisiológico e compressas de gazes limpas. Em caso de pós
-operatório de cirurgia ocular a gaze deverá se esterilizada.
• A limpeza dos olhos deve ser realizada do canto interno do olho para o canto externo,
facilitando a drenagem de eventuais partículas.
• Em alguns pacientes as pálpebras ficam semi abertas, expondo as córneas a infecções
,utiliza-se gaze úmidas sobre as mesmas ou pode-se utilizar um adesivo (pequeno), paramantê-las fechadas de forma eficaz.
Higiene Nasal
• Em pacientes que se encontram com sonda nasogástrica, enteral e cateter de oxigênio
nasal os orifícios nasais devem ser inspecionados para verificar a existência de lacerações eúlceras de pressão.
• Retirar as secreções visíveis do nariz utilizando cotonetes com soro fisiológico.• Observar cuidadosamente no septo nasal e asas do nariz sinais inflamatórios, hemorra
gias

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->