Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
2Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Resposta dos candidatos a reitoria aos estudantes - UFPel

Resposta dos candidatos a reitoria aos estudantes - UFPel

Ratings: (0)|Views: 1,476|Likes:
Published by Fabricio Sanches

More info:

Published by: Fabricio Sanches on May 29, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

06/04/2012

pdf

text

original

 
CARTA- PROGRAMA DA ASSEMBLEIA GERAL DE ESTUDANTES DA UFPEL AOS/AS CANDIDATOS À REITORIA.
Aquilo que julgamos imprescindível para uma UFPEL democrática e popular.
1.
 
Infraestrutura(i)
 
Ampliação da rota do transporte inter-campi, compromisso com a manutenção do serviço já existente.(ii)
 
Centralização das bibliotecas, ampliação e melhoramento do sistema Sisbi.(iii)
 
Criação de um Centro de Integração Estudantil, visando fomento nas relações acadêmicase no acesso ao lazer.(iv)
 
Aumento da estrutura das salas de aula.(v)
 
Dinamismo na fiscalização dos serviços administrativos prestados à comunidadeacadêmica, visando corrigir as desigualdades no atendimento prestado aos discentes edocentes, o qual é resultado da descentralização física da universidade.(vi)
 
Amplo debate sobre o Hospital Universitário, sobretudo com os cursos das áreas dasaúde, visando à construção de um hospital modelo, transdisciplinar.(vii)
 
Valorização das estruturas já existentes da UFPEL, em especial do Campus Capãodo Leão, visando sua utilização no turno da noite através de melhorias estruturais,principalmente de transporte, alimentação, iluminação e segurança.2.
 
Ensino, Pesquisa e Extensão.(i)
 
A extensão e a pesquisa devem estar voltadas ás demandas sociais coletivas.(ii)
 
A pesquisa e a extensão devem ser públicas, nesse sentido somos contrários amanutenção dos incentivos privados para pesquisa e extensão voltadas aos interessesmercantis (vide Votorantim, Monsanto, Bunge...).(iii)
 
Ampliação do corpo docente, priorizando os cursos das áreas de Ciências Humanas deforma a contemplar demandas de pesquisa e extensão, proporcionando uma formaçãomais íntegra.3.
 
Gestão e Administração(i)
 
Transparência na gestão dos recursos da universidade.(ii)
 
Criação de um Orçamento Participativo, onde as categorias poderão dialogar e definir asprioridades financeiras da universidade.(iii)
 
Desburocratização dos órgãos de comunicação administração-estudante.(iv)
 
Consulta prévia dos setores envolvidos nas demandas administrativas.
 
(v)
 
Contrariedade as Fundações de Apoio. Plano de gestão que vise a diminuição dasfundações na gerência universitária.(vi)
 
Construção de uma estatuinte da UFPEL, envolvendo os três segmentos visando arenovação do estatuto da universidade.4.
 
Acesso e Assistência Estudantil(i)
 
Consolidação do debate de ações afirmativas na UFPEL, através de fóruns que envolvamnão só a comunidade acadêmica, mas também a sociedade civil e os movimentos sociais.(ii)
 
Diminuição dos valores do Restaurante Escola e construção de um restauranteuniversitário.(iii)
 
Compromisso com a pauta de moradia, em especial com as demandas da Casa doEstudante que não pode ser fechada de maneira autoritária e sem amplo debate com osdiscentes que a tem por residência.(iv)
 
Ampliação da Assistência Estudantil(v)
 
Ampliação do PROASA e criação de um ambulatório para atendimento aos docentes,servidores técnicos-administrativos e estudantes.(vi)
 
Criação da creche universitária.(vii)
 
Ampliação dos direitos estudantis das universitárias gestantes e mães.
 
Chapa 1
AOS ESTUDANTES DA UFPel, EM RESPOSTA AO DOCUMENTO INTITULADO “CARTA
-PROGRAMA DOS/AS ESTUDANTES DA UFPEL AOS/AS CANDIDATOS À
REITORIA”, a
Chapa 1
 –
Manoel e Márcia
 
encaminha as seguintes manifestações, que vão expostas em meio às propostas constantes na “Carta
-
Programa”:
 
1.
 
Infraestrutura
i)Ampliação da rota do transporte inter-campi, compromisso com a manutenção do serviço já existente.
- A
Chapa 1
assume o compromisso de manter e ampliar o serviço de transporte entre os campi da Universidade;
ii) Centralização das bibliotecas, ampliação e melhoramento do sistema Sisbi.
- Não está
muito claro na proposta, o que se pretenda, exatamente, por “centralização das bibliotecas”. Porém, a supor que se trate da r 
euniãodelas em um único lugar, a
Chapa 1
não comunga de tal ideia. A proposta da
Chapa 1
é a de que cada curso tenha a sua casa e, por isso, acredita-se que asbibliotecas devam estar próximas às Unidades a que respectivamente servem e dotadas de um sistema informatizado moderno e eficiente. Considerando amanutenção inevitável de diversas bibliotecas, também será inevitável e desejável a duplicação de acervo em alguns casos.
iii) Criação de um Centro de Integração Estudantil, visando fomento nas relações acadêmicas e no acesso ao lazer.
- É também compromisso da
Chapa 1
 , a construção de Centros de Convivência, que terão, justamente, esse propósito.
iv) Aumento da estrutura das salas de aula.
- Trata-se de uma decorrência natural e inevitável da necessidade de qualificar e consolidar o crescimento da UFPel, compromisso primeiro da
Chapa 1
.
v) Dinamismo na fiscalização dos serviços administrativos prestados à comunidade acadêmica, visando corrigir as desigualdades no atendimento prestadoaos discentes e docentes, o qual é resultado da descentralização física da Universidade;
- Efetivamente, o fato de que a UFPel, sobretudo pela dimensão que adquiriu nos últimos 4 anos, tem seus cursos funcionando em locais diversos,impõe redobrada atenção à eficiência dos serviços administrativos que presta à comunidade acadêmica. A
Chapa 1
tem compromisso com o aprimoramentode tais serviços, com a introdução de tecnologias que para tanto contribuam e com a escolha de pessoas competentes para as funções que lhes incumbam.
vi) Amplo debate sobre o Hospital Universitário, sobretudo com os cursos das áreas da saúde, visando à construção de um hospital modelo, transdisciplinar.
- O Hospital-Escola por certo será tema de profundo debate já a partir de janeiro de 2013. Impõe-se realmente que se intensifique atransdisciplinariedade nas atividades do hospital, de modo que ele efetivamente sirva de instrumento da formação de todos os estudantes da área da saúde.
vii) Valorização das estruturas já existentes da UFPEL, em especial do Campus Capão do Leão, visando sua utilização no turno da noite através de melhoriasestruturais, principalmente de transporte, alimentação, iluminação e segurança.
- Se o uso do Campus Capão do Leão à noite for, efetivamente, algo do interesse da comunidade que nele trabalha ou estuda, a
Chapa 1
 , noexercício da reitoria, apoiará e desenvolverá iniciativas no sentido de dotar o campus da estrutura necessária para tanto.
2.
 
Ensino, Pesquisa e Extensão
 i)
 
A Extensão e a pesquisa devem estar voltadas às demandas sociais e coletivas.
- É também a opinião da
Chapa 1
.
ii) A pesquisa e a extensão devem ser públicas, nesse sentido somos contrários à manutenção dos incentivos privados para a pesquisa e extensão voltadasaos interesses mercantis (vide Votorantim, Monsanto, Bunge...)
- A
Chapa 1
não comunga do entendimento de que incentivos privados sejam, por si sós, nocivos ao desenvolvimento da pesquisa e da extensãoda Universidade. É politica do Governo Federal o estímulo as PPP-Parcerias Público Privadas onde as partes que fazem parte da parceria colaboram dediferentes formas para que o resultado obtido seja frutífero para todos os envolvidos- iniciativa privada, IFES, pesquisador e discente. Como expressa estedocumento no item anterior, é certo que a extensão e a pesquisa devem estar voltadas às demandas sociais e coletivas. Sociais e coletivos, portanto, hão deser os benefícios das atividades de pesquisa e de extensão desenvolvidas na Universidade. A
Chapa 1
trabalhará pela ampliação dos recursos destinados à pesquisa e à extensão, sejam eles públicos ou privados, desde que o benefício delas resultante tenha repercussão social.
iii) Ampliação do corpo docente, priorizando os cursos das áreas de Ciências Humanas de forma a contemplar demandas de pesquisa e extensão,proporcionando uma formação mais íntegra.
- Sem prejuízo da busca pela ampliação do corpo docente, em todas as áreas em que isso for necessário, é importante, porém, não perder de vistaque os principais esforços no momento devem concentrar-se na formação do quadro docente dos novos cursos e, de modo especial, no incremento do quadrode técnicos-administrativos, que, como é sabido por todos, não cresceu na mesma proporção em que aumentou a quantidade de alunos (cerca de 15.000novos) e professores (cerca de 600 novos).
3.
 
Gestão e Administração

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->