Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
29Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Memorial Descritivo

Memorial Descritivo

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 14,683|Likes:
Published by Elicio Gomes Lima
Esse material foi elaborado como requisito basico para o concurso público da docencia superior. síntese da trajetória profissional, bem como das experiencias de vida vinculadas ao magistério e a educação.
Esse material foi elaborado como requisito basico para o concurso público da docencia superior. síntese da trajetória profissional, bem como das experiencias de vida vinculadas ao magistério e a educação.

More info:

Published by: Elicio Gomes Lima on May 31, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

11/02/2013

pdf

text

original

 
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS/SPMEMORIAL DESCRITIVO:
De Elicio Gomes Lima
.
[Mestrado em Educação]. Faculdade de Educação/Universidade Estadual deCampinas, SP:
INTRODUÇÃO:
Não se pode negar a singularidade da construção histórica, principalmente quandorelacionada a uma área do conhecimento em que o sujeito epistemológico se destaca e seidentifica como ator e autor de sua produção de vida vinculado ao meio intercambiável por trocas, superações que nos despertam e nos movem aos interesses objetivados econdicionantes sociais e por vezes nos provocam traumas e nos paralisam!
Mas,caminhar é preciso....
Este memorial é um recorte valioso de minha trajetória profissional,e como sujeito do processo de transformação pessoal e sociocultural é uma faceta daminha vida que se relaciona a educação nas dimensões escolar e acadêmica. Escolar enquanto docente envolvido num processo de formação continua e na acadêmica secaracteriza por uma busca constante para a expansão dos meus conhecimentos rumo àsuperação profissional e sociocultural. Pois bem, na mobilização da construção de minhahistória de vida a busca pela sobrevivência sempre foi o principal fator que nos mobiloupara alcançarmos um pequeno espaço ao sol, pois afinal o sol “nasce pra todos”. Assim, quero iniciar falando do ano de 1970, período em que meu pai fugindo dascondições miseráveis do cotidiano em que vivíamos em uma cidadezinha da Bahia(Cândido Sales), resolveu num momento de angústia e de desespero trazer sua famíliacomposta de quatro filhos, para tentar sobreviver na cidade grande, São Paulo capital,onde nasceram, ainda mais dois filhos para aumentar a tão extensa e numerosa família eas imensas dificuldades e perplexidades vividas por todos os membros dessa família.
1
MEMORIAL DESCRITIVO
 
De fato, a vida nunca foi fácil para nós, meu pai trabalhava duro para pagar o aluguel deum pequeno quarto na periferia de São Paulo e para sustentar sua grande família. Por ser o filho mais velho, muito cedo comecei a trabalhar para ajudar no sustento de meusirmãos, fazendo todos os tipos de serviços, na luta pela sobrevivência ligada à situaçãovivida. Em meio à luta pela sobrevivência, minha mãe sempre me estimulou a frequentar aescola, apesar de muitas vezes ter que me ausentar das aulas para buscar meios deobtermos o pão daquele dia. Entretanto, entre idas e vindas e principalmente pelo apoio,pelo estímulo, e pelo incentivo de alguns poucos professores e professoras que marcaramminha vida, de modo muito especial pelas suas sensibilidades e pelos compromissospolíticos e sociais que envolviam as respectivas práticas pedagogias, mantive-me firme naesperança de alcançar o diploma e chegar a conclusão do curso de primeiro grau.Inquestionavelmente seria, e foi uma vitória, o primeiro passo fecundo em direção a vidaadulta e autônoma, no sentido de ampliar saberes no campo cultural e dos domínios maiscomplexos que permeiam as relações sociais.Nesta direção, o ano marcante foi o de 1981 em que com muito esforço conseguiformar-me no Curso do primeiro grau da 8ª série, numa escola Municipal, (João de Deus)a qual minha mãe havia me transferido, após o término da 5ª série na Escola MunicipalDrº Afrânio de Mello Franco, que atendia até a 5ª série. A formatura para mim foi ummomento mágico, um sonho concretizado que em vários momentos parecia inatingível,uma grande vitória, uma festa muito esperada por todos aqueles (as) professores (as) queacreditaram na minha capacidade, na minha vontade e que muito mais que quaisquer outros contribuíram para que eu superasse as grandes angústias, os imensos medos eenfrentasse os desafios e as dificuldades, explorasse as possibilidades e enveredasse por novos caminhos com esperança. O apoio, a orientação, e o estímulo daqueles mestres emestras, fortaleceu dentro de mim uma vontade, ainda hesitante, de assegurar umatrajetória que ainda procurava seus pontos de referência. Ter concluído o primeiro grau,ter progredido era um privigio, era como navegar triunfante sobre um oceano depossibilidades, de confiança e de júbilo.Embalado por esse momento de êxito e confiante em romper o conformismo detantos momentos da vida, arrisquei, mais um passo ousado, ao participar de um processode seleção em 1982, no SENAI
1
Anchieta – Vila Mariana - SP, que selecionava jovens
1
 
SENAI
-
Serviço
Nacional de Aprendizagem Industrial – Promoção da Educação para o Trabalho
2
 
para fazer cursos na área de mecânica geral, para atender a necessidade de mão-de-obralatente da indústria metalúrgica de São Paulo e da grande São Paulo, como um todo.Numerosos foram os jovens que disputaram aquelas poucas vagas, absorvidos pelapossibilidade de ascendência e aspirando em tornar-se profissionais e integrar-se àindústria, que oferecia sarios e oportunidades. Disseram-me que as vagas eramlimitadas e só os melhores entrariam no curso, e o “resto” seria todo descartado noresultado dos exames; sem considerar isso, o recente passado me proporcionou naquelemomento, a segurança e a convicção para arriscar à entrar em concorrência com eles.Sob uma expectativa que parecia demasiadamente idílica, e de outro lado a crençana superação e com um sentimento de angústia fiz o exame, aguardei o resultado queseria divulgado em uma lista na secretaria do SENAI Anchieta da Vila Mariana. Consulteia relação dos nomes aprovados e a angústia cedeu lugar à alegria, pois havia sidoaprovado, a alegria da superação lastreada à luz do passado, impulsionou-me à olhar paraa frente e a acreditar no futuro e na capacidade de romper limites e seguir adiante.Diante disso, mesmo antes do término do curso no SENAI surge uma oportunidadeem março de 1983, para trabalhar em uma indústria metalúrgica, (Eximport Industria Ltda)no controle de qualidade, como auxiliar de controle. Esta oportunidade mudou minha vida,afirmando-me como sujeito capaz de buscar respostas no tempo, em meio aos conflitos,para transformar minha condição de existência, aceitando os novos desafios que seevidenciavam diante de meus olhos, encorajado pela experiência de vida.Como se vê, até então, minha opção profissional estava vinculada à sobrevivênciae, sobretudo, ao sonho crescente da busca de uma sociedade mais justa, ou que pudesseser menos injusta? Assim, a oportunidade de mudar de vida, o gosto por sonhar, o meuestado de busca, foi alimentado por essa oportunidade objetiva, num setor estreito eorientado para o tecnicismo Contradição? Subjetividade do sujeito? e/ouTransformação ?. Após ter concluído o curso de mecânico geral no SENAI, que teve aduração de aproximadamente dois anos e meio, a empresa promoveu-me para inspetor dequalidade, passei a perceber um aumento no salário que permitiu ajudar muito mais meupai, no sustento da falia. O fato de ter “optado” por uma escola de formãoprofissionalizante, que educava o jovem para o trabalho, para a ambição do êxito social epara uma “cultura geral, harmoniosa”, manteve-me afastado do ensino normal – colegial,
3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->