Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Influência da concentração inicial de etanol na fermentação alcoólica de leveduras

Influência da concentração inicial de etanol na fermentação alcoólica de leveduras

Ratings: (0)|Views: 1,062 |Likes:
Published by FCiências
www.fciencias.com
www.fciencias.com

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: FCiências on Jun 04, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/07/2012

pdf

text

original

 
 
Relatório da disciplina de Biologia Celular 2011/12Faculdade de Ciências da Universidade do Porto
Influência da concentração inicial de etanol nafermentação alcoólica de leveduras
Saccharomyces cerevisae
 
Joana Marques
1
, João Oliveira
2
, Miguel Oliveira
3
, Sara Paulo
4
 
1
joana.amc.marques@gmail.com,
2
johny_eduardex@hotmail.com,
3
miguel_ferreira_oliveira@sapo.pt,
4
sara.lnp@gmail.com
Introdução
Uma grande variedade de organismos vivos pode utilizar vias metabólicasfermentativas para produzir e obter energia (sob a forma de ATP). Estes processos ocorrem emmeios anaeróbios e provocam a degradação de glicose ou outros compostos orgânicos emmoléculas mais simples, obtendo energia. O tipo de produto resultante destes processosdepende não só do tipo de organismo como também do ambiente em que estão inseridos.Consoante o principal produto obtido, podemos destacar dois tipos de fermentação: afermentação láctica (produção de ácido láctico), que ocorre, por exemplo, em organismoseucariontes e a fermentação alcoólica (produção de etanol e libertação de CO
2
), comoacontece nas leveduras e em algumas bactérias.No caso da fermentação alcoólica, a partir da quebra de uma molécula de glicose emduas moléculas de piruvato (glicólise),
ocorre libertação de energia, sendo parte destaconservada sob a forma de ATP e NADH.
As moléculas de piruvato sofrem entãodescarboxilação, libertando-se dióxido de carbono, e de seguida redução, originando etanol elevando à oxidação de NADH a NAD
+
, que pode ser novamente utilizado na glicólise.
[1]
Equação geral da glicólise:
Glucose + 2 NAD
+
+ 2 ADP + 2 P
i
 
→ 2 Piruvato + 2 NADH + 2 H
+
+ 2 ATP + 2 H
2
O
[1]
 
Equação geral da fermentação alcoólica:
C
6
H
12
O
6
 
2
C
2
H
5
OH + 2 CO
2[2]
 
Influência da concentração inicial de etanol na fermentação alcoólicaRelatório da disciplina de Biologia Celular 2011/12
|
2Figura 1: Esquema representativo da fermentaçãoalcoólica.
[3]
As leveduras degradam a glicose em duasmoléculas de piruvato, durante a glicólise, ocorrendo afosforilação de duas moléculas de ADP em ATP e a reduçãode duas moléculas de NAD
+
a NADH. Cada molécula depiruvato é depois convertida, via acetaldeído, numamolécula de etanol e outra de dióxido de carbono,ocorrendo a regeneração de NAD
+
a partir da oxidação deNADH
.
O mecanismo de fermentação alcoólica é um processo bastante importante para oHomem, pois tem diversas aplicações no dia-a-dia e a nível industrial, como é o caso do fabricode pão e a produção de bebidas alcoólicas.Conhecem-se vários factores que podem limitar este processo, entre eles atemperatura, o tipo e a concentração de substrato e a concentração de etanol. Sabe-se queum ambiente com elevadas concentrações de etanol tem um impacto negativo na actividadeda fermentação alcoólica, quer pela inibição desta, quer pela sua toxicidade para as leveduras,pois ataca e interfere na estrutura lipídica das membranas.
[4]
 Pretende-se então estudar e determinar especificamente a forma como a variação daconcentração de etanol poderá influenciar a actividade da fermentação alcoólica em leveduras
Saccharomyces cerevisae
, presentes em fermento de padeiro.
 
Influência da concentração inicial de etanol na fermentação alcoólicaRelatório da disciplina de Biologia Celular 2011/12
|
3
Material e Métodos
Material Biológico
Leveduras desidratadas
Saccharomyces cerevisae
, provenientes de
 
Maizena.
Determinação da actividade da fermentação alcoólica
A determinação da actividade de fermentação alcoólica foi feita através da medição do volumede dióxido de carbono (um dos produtos da reacção) libertado e acumulado dentro de cadatubo graduado (Figura 2). Para tal, procedeu-se à pesagem da mesma quantidade de leveduraspara cada um dos cinco tubos utilizados e à sua ressuspensão numa pequena quantidade deágua. De seguida, foi adicionado, a cada tubo, uma solução de Sacarose 20% (p/v) de forma aque a concentração final de substrato fosse 2% e ainda diferentes volumes de Etanol 60% (p/v)a quatro dos cinco tubos, de forma a obter as seguintes concentrações de etanol em cada um:tubo 1 - 0%; tubo 2 - 6%; tubo 3 - 12%; tubo 4 - 18%; tubo 5 - 24%. Preencheram-se os tuboscom água, e inverteram-se, após terem sido selados com parafilme, de forma a se misturar osubstrato e as leveduras. Posteriormente, procedeu-se à montagem dos tubos comoesquematizado na Figura 2, depois de se ter retirado o parafilme do tubo graduado e seinverter cuidadosamente ambos os tubos. Incubaram-se os cinco tubos durante 45 minutos, auma temperatura de 37
o
C.As condições experimentais de cada tubo são apresentadas na Tabela 1, em anexo.
Figura 2
 – 
Esquema da montagem dos tubos.
[2]
O aparato permitemedir o volume de dióxido de carbono
 
libertado durante afermentação alcoólica que se acumulou no topo do tubo graduadoinvertido, contendo a levedura na presença de substrato.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->