Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
45Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Islamismo

Islamismo

Ratings:

4.13

(16)
|Views: 69,622|Likes:
Published by Yan Dago

More info:

Published by: Yan Dago on Dec 30, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See More
See less

03/08/2013

 
Origem
O islamismo foi fundado no ano de 622, na região da Arábia, atual Arábia Saudita. Seufundador, o profeta Maomé, reuniu a base da fé islâmica num conjunto de versosconhecido como Corão - segundo ele, as escrituras foram reveladas a ele por Deus porintermédio do Anjo Gabriel.Assim como as duas outras grandes religiões monoteístas, o cristianismo e do judaísmo, as raízes de Maomé estão ligadas ao profeta e patriarca Abraão. Maoméseria seu descendente. Abraão construiu a Caaba, em Meca, principal local sagrado doislamismo. Para os muçulmanos, o islamismo é a restauração da fé de Abraão.Ainda no início da formação do Corão, Maomé e um ainda pequeno grupo deseguidores foram perseguidos por grupos rivais e deixaram a cidade de Meca rumo aMedina. A migração, conhecida como Hégira, dá início ao calendário muçulmano. EmMedina, a palavra de Deus revelada a Maomé conquistou adeptos em ritmo acelerado.O profeta retornou a Meca anos depois, perdoou os inimigos e iniciou a consolidação dareligião islâmica. Quando ele morreu, aos 63 anos, a maior parte da Arábia já eramuçulmana. Um século depois, o islamismo era praticado da Espanha até a China. Navirada do segundo milênio, a religião tornou-se a mais praticada do mundo, com 1,3bilhão de adeptos.
Profeta Maomé
Maomé nasceu em Meca, no ano de 570. Órfão de pai e mãe, foi criado pelo tio,membro da tribo dos coraixitas. De acordo com historiadores, tornou-se conhecidopela sabedoria e compreensão, tanto que servia de mediador em disputas tribais.Adepto da meditação, ele realizava um retiro quando afirmou ter recebido a primeirarevelação de Deus através do anjo Gabriel. Na época, ele tinha 40 anos. As revelaçõesprosseguiram pelos 23 anos restantes da vida do profeta.Contrário à guerra entre tribos na Arábia, Maomé foi alvo de terroristas e escapou devárias tentativas de assassinato. Enquanto conquistava fiéis, empregava as escriturasna tentativa de pacificar sua terra - tarefa que cumpriu antes de morrer, aos 63 anos,depois de retornar a Meca. Para os muçulmanos, Maomé é uma figura digna deextrema admiração e respeito, mas não é o alvo de sua adoração. Ele foi o último dosprofetas a trazer a mensagem divina, mas só Deus é adorado.
Conversão
Não é preciso ter nascido muçulmano ou ser casado com um praticante da religião.Também não é necessário estudar ou se preparar especialmente para a conversão.
 
Uma pessoa se torna muçulmana quando proferir, em árabe e diante de umatestemunha, que "não há divindade além de Deus, e Mohammad é o Mensageiro deDeus". O processo de conversão extremamente simples é apontado como um dosmotivos para a rápida expansão do islamismo pelo mundo. A jornada para a práticacompleta da fé, contudo, é muito mais complexa. Nessa tarefa, outros muçulmanosdevem ajudar no ensinamento.
Crenças
A base da fé islâmica é o cumprimento dos desejos de Deus, que é único eincomparável. A própria palavra
Islã
quer dizer "rendição", ou "submissão". Assim, oseguidor da religião islâmica deve obedecer às escrituras, orar e glorificar apenas seuDeus e ser fiel à mensagem que Maomé trouxe.Os muçulmanos enxergam nas escrituras divulgadas por Maomé a continuação de umagrande linhagem de profecias, trazidas por figuras que fazem parte dos livros sagradosdos judeus e cristãos - como Adão, Noé, Abraão, Moisés, Davi e Jesus. Os cristãos e judeus, aliás, são chamados no Corão Povos das Escrituras, com garantia de respeito etolerância.O seguidor do islamismo tem como algumas de suas obrigações "promover o bem ereprimir o mal", evitar a usúria e o jogo e não consumir o álcool e a carne de porco.Um dos principais desafios do muçulmano é obter êxito na
 jihad
- que, ao contrário doque muitos acreditam no Ocidente, não significa exatamente "guerra santa", mas sim oesforço e a luta do muçulmano para agir corretamente e cumprir o caminho indicadopor Deus.Os muçulmanos acreditam no dia do juízo final e na vida após a morte, quando opraticante da religião recebe sua recompensa ou sua punição pelo que fez na Terra.Acreditam também na unidade da "nação" do Islã - uma crença simbolizada pelagigantesca peregrinação anual a Meca, que reune muçulmanos do mundo todo, lado alado.
Cinco pilares
Os cinco pilares do islamismo formam a estrutura de vida do seguidor da religião.São eles:
1.
Pronunciar a declaração de fé intitulada "chahada": "Não há outra divindadealém de Deus e Mohammad é seu Mensageiro".
2.
Realizar as cinco orações obrigatórias durante cada dia, no ritual chamado"salat". As orações servem como uma ligação direta entre o muçulmano e Deus.Como não há autoridades hierárquicas, como padres ou pastores, um membroda comunidade com grande conhecimento do Corão dirige as orações. Osversos são recitados em árabe, e as súplicas pessoas são feitas no idioma deescolha do muçulmano. As orações são feitas no amanhecer, ao meio-dia, nomeio da tarde, no cair da noite e à noite. Não é obrigatório orar na mesquita - oritual pode ser cumprido em qualquer lugar.
3.
Fazer o que puder para ajudar quem precisa, no chamado "zakat".
Acaridade é uma obrigação do muçulmano
, mas deve ser voluntária e, de

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->