Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A Palavra Correta

A Palavra Correta

Ratings: (0)|Views: 8 |Likes:
Estudo SerAtento
Estudo SerAtento

More info:

Published by: Vera Boff Guria-poars on Jun 13, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/23/2014

pdf

text

original

 
www.FilosofiaEsoterica.com
Fraternidade universal, cidadania planetária e busca da sabedoria eterna estão entre asideias centrais que inspiram este website. E-mail para contato:
lutbr@terra.com.br
.Visite, também,
www.TheosophyOnline.com
e
www.Esoteric-Philosophy.com
.
A Palavra Correta
O Poder da Palavra Elimina ouAumenta as Causas do Sofrimento
Carlos Cardoso Aveline
“Devemos usar com cuidado estesmensageiros vivos chamados palavras.”
William Q. Judge
O
uso da palavra define o ser humano. Raramente, num instante de meditação, ficamos livres do pensamento. Uma das nossas características centrais é que falamos quase o tempo todo, não apenascom palavras físicas, mas também mentalmente. Quando não dizemos nada para os outros, estamosdizendo coisas para nós próprios. Quando não escutamos alguém, ouvimos dentro de nós a voz interior das esperanças e anseios que habitam nosso universo pessoal.
A fala, assim, é muito mais do que um mero som ou uma seqüência lógica de pensamentos. É umacorrente magnética que contém e transmite vida. Para o cachorro, a voz do dono desperta devoção eum sentido natural de obediência. Para a criança pequena, a voz da mãe dá tranqüilidade e a fazdormir. Para aquele que busca compreender a si mesmo, a voz da consciência é seu grande mestre.
A filosofia esotérica ensina que o mundo físico, com suas três dimensões, é rodeado por um universoinvisível, eletromagnético e transcendente. Nesta quarta dimensão as distâncias físicas não têmimportância. Este mundo sutil é conhecido como luz astral, ou
akasha
. Nele estão registradas asimagens de todas as coisas que passaram e as sementes das coisas que virão. É um espaço-tempoilimitado, que rodeia e também interpenetra o mundo tridimensional. Ali as coisas podem deslocar-sena velocidade do pensamento.
Este mundo oculto éinfluenciado decisivamente pela palavra. “No início era o verbo”, diz a Bíblia(João, 1:1). E o verbo ainda hoje cria o universo humano. Todos os dias, pela manhã,reinventamos avida. É sempre aqui e agora que criamos o nosso destino futuro, através das palavras que dizemos para
 
nós próprios e para os outros. Cada pensamento e cada som é um mantra, porque detém um poder mágico de influenciar a vida de modo profundo. Eliphas Levi escreveu: “As vibrações da vozmodificam o movimento da luz astral e são veículos poderosos do magnetismo”.
[1]
 As vibrações do pensamento que nãoé falado têm o mesmo efeito. Os mantras mais eficientes são ditos mentalmente.
O poder da palavra éenorme, portanto. Ela é um fator vivo, que salva ou condena, ilumina ou causaescuridão, faz adoecer ou cura ou dáesperança, conforme a intenção e a intensidade com que seja dita.A intenção magnetiza a palavra. O pensamento correto leva à palavra e à ação corretas, e disto surge afelicidade interior. Está escrito em “Provérbios”, o texto bíblico:
“Uma resposta branda aplaca a raiva, uma palavra agressiva atiça a cólera. A língua dos sábios torna oconhecimento agradável, a boca dos insensatos destila ignorância. Em todo lugar os olhos de Deusestão vigiando os maus e os bons. A língua suave é árvore da vida, mas a língua perversa quebra ocoração. (...) Os lábios dos sábios espalham conhecimento, mas o coração dos insensatos não é assim.”E poucas linhas mais adiante: “abominação para Deus são os pensamentos maus, mas as palavras benevolentes são puras.”
[2]
 Na Grécia antiga, Platão escreveu:
“... Só as palavras pronunciadas com o fim de instruir, e que de fato se gravam na alma, sobre o que é justo, belo e bom
apenas nelas se encontra uma força eficaz, perfeita e divina a ponto de nelasempregarmos os nossos esforços (...). Quanto aos demais discursos, podemos desprezá-los.”
[3]
Cada palavra a ser dita merece atenção, porque a palavra é a unidade básica do pensamento eda fala esempre chega ao seu destino. Ela produz um efeito eletromagnético, e a parte principal do seu efeito sevolta para nós próprios. As palavras que dizemos ou pensamos ficam gravadas em nosso inconscientee se misturam ao nosso destino. Esta é uma lei inevitável, e por isso nossa vida é, de fato, um fruto donosso pensamento. O “Dhammapada”budista ensina:
“Tudo o que somos hoje é resultado do que nós pensamos no passado: tudo o que somos se baseia emnossos pensamentos e é formado por nossos pensamentos. Se alguém fala ou age com um mau pensamento, o sofrimento o acompanha assim como a carreta segue os passos do boi que a puxa. (.....)Se alguém fala ou age com pensamento puro, a felicidade o acompanha assim como sua própriasombra, que nunca se afasta dele.”
[4]
O Novo Testamento (Tiago, 3:2-3) afirma: “Aquele que não tropeça ao falar é realmente um homem perfeito, capaz de refrear todo seu corpo. Quando colocamos um freio na boca dos cavalos, a fim deque nos obedeçam, conseguimos dirigir todo seu corpo”.
Assim como a cabeça do cavalo, a palavra vai na frente, abre caminho e define as linhas pelas quais ofuturo será construído. Por outro lado, a palavra é quase sempre um resultado prático de umadeterminada experiência de vida. O Jesus do Novo Testamento ensina:
“A boca fala daquilo de que o coração está cheio. O homem bom, do seu bom tesouro tira o bem, mas ohomem mau, do seu mau tesouro tira o mal. Eu lhes digo que de toda palavra inútil que os homensdisserem darão contas no Dia do Juízo. Pois por suas palavras você será justificado, e por suas palavrasserá condenado”(Mateus, 12:34-37).
Sobre o mesmo assunto, um raja-iogue dos Himalaias escreveu:
“O princípio fundamental do Ocultismo é que cada palavra ociosa é registrada, do mesmo modo que
 
cada palavra sincera e plena de significado.”
[5]
O poder da palavra e do pensamento é como o fogo. Ele ilumina, mas também pode queimar, e por issodeve ser usado com atenção. Em geral, quem fala impensadamente também age sem pensar. Quandosabemos calar, fica mais fácil parar o pensamento verbal e abrir espaço para a luz da intuição. Então passamos a perceber a verdade de modo cada vez mais direto, diminuindo a necessidade daintermediação da palavra. O pensamento pode ir além da palavra, e Gibran Khalil Gibran escreveu:
“O pensamento éuma ave do espaço que, numa gaiola de palavras, pode abrir as asas, mas não podevoar. Há entre vós aqueles que procuram os faladores por medo da solidão. A quietude da solidãorevela-lhes seu Eu desnudo, e eles preferem escapar-lhe. E há aqueles que falam e, sem o saber ou prever, traem uma verdade que eles próprios não compreendem. E há aqueles que possuem a verdadedentro de si, mas não a expressam em palavras. No íntimo de tais pessoas, o espírito habita numsilêncio rítmico.”
[6]
A palavra eficaz surge da ação e da vivência conscientes. Nenhum discurso pode ser mais forte que a prática da qual ele emerge. As palavras são extremamente úteis, quando sinceras. Mas só servem paradesorientar quando estão divorciadas dos fatos. Neste caso, elas desorientam mais aquele que as diz doque aquele que ouve a falsidade, porque quem fala falsidades se acostuma com elas e perde o hábito deenxergar a verdade. Com isso, perde o rumo.
A ética budista recomenda a prática do Pensamento Correto, da Palavra Correta, da Ação Correta e doMeio de Vida Correto. Os quatro pontos são inseparáveis. “A Palavra Correta, ou linguagem pura”– escreve Georges da Silva –é a que traduz honestidade, verdade, paz, carinho; que é cortês, agradável, benéfica, útil, moderada e sensível. Significa abstenção das mentiras, da difamação, da calúnia e detodas as palavras capazes de provocar ódio, inimizade, desunião e desarmonia entre indivíduos ougrupos sociais.”
[7]
O espírito crítico éimportante, porque significa discernimento. Mas a intenção
que dá a direção e osentido da palavra
 deve ser correta. Podemos usar com mais eficácia o poder da palavra seevitarmos a dispersão mental e emocional, e se aprendermos a desejar a verdade sobre todas as coisas.Esta meta, porém, não pode ser alcançada sem enfrentar numerosas armadilhas.A verdade promoveuma perigosa destruição da ingenuidade e da preguiça a que estamos, em geral, acostumados. Quando ailusão desaparece, num primeiro momento nos sentimos órfãos.Só depois vem a sensação deliberdade.
 Naturalmente, quem fala a verdade muitas vezes contraria interesses. A palavra sincera nem sempreencaixa nos esquemas dos poderosos. Aquele que tem coragem de ser íntegro percebe que muitas pessoas preferem desconhecer a verdade. “O pior cego é aquele que não quer ver”, diz um ditado popular. E, às vezes, os que não querem ver estão em maioria. “Em terra de cegos, quem tem um olho érei”, diz outro ditado. Mas, na realidade, em terra de cegos, quem tem um olho pode ser duramente perseguido, especialmente quando insiste em falar sobre o que vê. Helena Blavatsky escreveu oseguinte:
“A sinceridade é a verdadeira sabedoria apenas para o filósofo moral. Ela é agressão e insulto paraaquele que considera a dissimulação e o engano como cultura e cortesia (...).”
Para Blavatsky, a palavra éuma das principais armas do guerreiro da sabedoria. Ela não deixadúvidas:

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->