Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
11Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
EDUCAÇÃO BURGUESA

EDUCAÇÃO BURGUESA

Ratings: (0)|Views: 4,484|Likes:
IDADE MODERNA E CONTEMPORÂNEA
IDADE MODERNA E CONTEMPORÂNEA

More info:

Categories:Types, Research, History
Published by: Marcos Evaldt de Barros on Jun 15, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/18/2013

pdf

text

original

 
EDUCAÇÃO BURGUESA
Marcos Evaldt de BarrosProf. Andrea Witt
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVILicenciatura em História (HID 0236) – Prática do Módulo I20/06/2012
RESUMO
 Para entendermos o termo “educação burguesa”, é necessário sabermos em que contexto histórico amesma se desenvolve. Ela cresce paralelamente com mudanças ocorridas na Europa a partir do final do
 
 século XVIII, mais precisamente com as revoluções burguesas. Essas revoluções mudaram significativamente a estrutura educacional do mundo moderno, separando inclusive a Igreja e o Estado.Outra questão importante é que essas revoluções burguesas se opuseram à ordem do Antigo Regime, que
 
 possuía uma política mercantilista e Estado Absolutista. Em outras palavras, a educação burguesaestava imbricada ao advento do capitalismo industrial, que com sua consequente transformação nosmodos de produção, fez surgir escolas tecnicistas, destinadas a dar importância aos conteúdos técnicos
 
e científicos, pois agora as fábricas exigiam operários qualificados.
Palavras-chave:
Educação burguesa. Revoluções. Século XVIII.
1 INTRODUÇÃO
 No presente trabalho analisaremos os rumos tomados pela educação burguesa, desde o seusurgimento. Veremos como essa educação foi impulsionada por acontecimentos históricos ocorridos noséculo XVIII e como ela foi adaptada à sociedade. Apontaremos os fatores positivos e negativos e osrelacionaremos aos dias atuais.Procura-se com isso entender de que modo o contexto histórico influenciou a educação, e tambémde que modo a educação da época influenciou nos fatos históricos. E é a partir dessa questão que partiremos em busca das respostas para esse trabalho. Busca-se entender o que gerou as revoluções, o queindignou os revoltados, etc. Apontaremos os traços marcantes da educação que possibilitaram a ascensãoda política e da economia burguesa.Todo o embasamento da pesquisa está relacionado a fontes confiáveis, procuradas na Internet eem livros de pensadores famosos, como por exemplo Voltaire e Rousseau. As etapas principais dotrabalho compreendem a contextualização hisrica da educação burguesa, com os fatos que aimpulsionaram, o conteúdo da educação burguesa e as análises críticas dessa educação.
 
2 O CONTEXTO HISTÓRICO PRÉ-EDUCAÇÃO BURGUESA: ANTIGO REGIME
Caracterizaremos agora um estágio da História Mundial que servide trampolim paraadentrarmos de cabeça em nosso assunto principal, que é a Educação Burguesa. O quadro pré-educação burguesa nada mais é do que o período denominado pelos historiadores como
 Antigo Regime,
que vai doséculo XVI ao XVIII, ou seja, compreende a Idade Moderna. Esse período caracteriza-se por uma políticamercantilista, de sociedade estamental, cujo regime é absolutista.2.1 MERCANTILISMO E SOCIEDADE ESTAMENTALO mercantilismo caracteriza-se por uma forte intervenção do Estado na economia, que teve comoobjetivo unificar o mercado interno, “era o conjunto de ideias econômicas que considerava a riqueza doEstado baseada na quantidade de capital que teriam guardado em seus cofres”. (HUNT, 1989).A sociedade estamental é melhor caracterizada pelas seguintes palavras:
A sociedade do Antigo regime era, portanto, uma sociedade organizada em ordens ou estados,também chamados estamentos, juridicamente desiguais entre si, possuindo cada ordem uma
 
condição e estatuto particular. Desta perspectiva, pode-se afirmar com segurança que, muitoembora a Idade Média estivesse morta o feudalismo continuava vivo.
 
(
 
FLORENZANO,1983, p.17).2.2 ESTADO ABSOLUTISTASobre o Estado absolutista temos:
Historicamente, o absolutismo remete a um determinado tipo de regime político que, em geral, predominou na Europa entre os séculos 16 e 18. Sua consolidação coincidiu com o fim do período medieval e o início da modernidade, sendo, assim, expressão política de um novomodelo de Estado que surgia naquele momento de transição: oEstado Absolutista. A esse novotipo de estado correspondeu também uma forma inovadora de monarquia: a MonarquiaAbsolutista [...] Afirmar que um dado regime era absolutista é o mesmo que dizer que se tratava
 
de uma monarquia em que o rei detinha poderes ilimitados, absolutos. Contudo, não se deveconfundir absolutismo com despotismo. Embora o conteúdo político de ambos seja o mesmo
 
(isso é, o governante tem poderes ilimitados), apenas o absolutismo possui justificativas
 
teóricas, formuladas à época de sua emergência, que o legitimam política e historicamente.
(ANGELO, 2012).Portanto, política e economicamente, podemos ter a ideia de que esse período possuía uma política centralizada no poder do Rei, mas ao mesmo tempo e contraditoriamente, a sociedade não
 
 possuia a ideia de nacionalismo, com uma desorganização na circulação da riqueza. Notemos também aênfase no poder do Rei, esse ilimitado, onde o modo de governo monárquico dava-o poderes total nasquestões políticas e econômicas.Relacionado à educação, esse período caracterizou-se pelos ensinamentos protestantes e católicos,com esses últimos sendo inicialmente pregados pelos jesuítas. Ou seja, é marcado também pela Reformae a Contra-reforma. Em ambos os casos não houve uma profunda mudança educacional relativa a uma busca de estudos que não visasse somente áreas humanas.
3 AS REVOLUÇÕES E O SURGIMENTO DAS ESCOLAS BURGUESAS
Até o final do século XVIII, o modelo absolutista e semi-feudal instaurado após o Renascimento,com o advento da Idade Moderna, reinava sobre as sociedades européias desenvolvidas da época.Contudo, a 3° classe estava em ascensão e acumulava riquezas com uma velocidade enorme. Essa classechamava-se
burguesia.
E com ela surgiria futuramente o tão famoso e atual
capitalismo.
Mas essasmudanças, que também afetaram a educação, não vieram de uma hora para outra, vieram através de lutasde classes, as chamadas
revoluções.
As que mais influenciaram os aspectos culturais, políticos eeconômicos foram a Revolução Francesa, a Americana e a Industrial.Mas quais os objetivos comuns a essas revoluções? O que pretendiam instaurar? O que pretendiam derrubar? Bem, a Revolução Francesa instaurou na França, em 1789, os 3 poderes(Legislativo, Executivo e Judiciário), mas não sem antes uma luta intensa do 3° Estado com os outrosdois. Essa revolução resume-se na inquietação burguesa devido ao sentimento de que estavam sendo prejudicados economicamente. O final dessa história traz consigo um final feliz, digamos assim, para os burgueses, que tomam o poder da França, com a Queda da Bastilha, em 1789.A revolução americana, que deságua na Independência dos Estados Unidos, traz em seu conteúdooutra luta de classes: as classes da elite contra os que se acharam desfavorecidos, nesse caso os colonos.Esses últimos, comandados por George Washington, venceram a luta de classes em 4 de julho de 1776.Já a revolução industrial – aqui falamos na primeira- que ocorreu no final do século XVII naInglaterra, talvez não tenha em seu núcleo uma luta armada, uma luta corporal, mas sim o seguinte:
O sentido que usamos neste caso é o de revolução como uma transformação profunda, umamudança muito grande, uma ruptura com o que havia anteriormente. Ao falarmos, então, deuma "revolução industrial", estamos falando numa modificação drástica no modo de fabricaçãodos produtos consumidos pelo homem.
(
 
MACHADO, 2012)

Activity (11)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Ronaldo Miguel added this note
gosy=tei
Alice Type liked this
R0ckeer liked this
Jaqueline Castro liked this
Elisangela Costa liked this
Camila Tierling liked this
Rose Mary Rose liked this
Ana Paula Sousa liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->