Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
58002994 Apostila de Imunologia

58002994 Apostila de Imunologia

Ratings: (0)|Views: 69 |Likes:
Published by Edu Braz

More info:

Published by: Edu Braz on Jun 15, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/20/2012

pdf

text

original

 
Introdução
Imunologia é o estudo da imunidade e dos eventos celularese moleculares ocorrentes depois de um organismo se depara commicróbios e outras macromoléculas estranhas.As lulas e moléculas responsáveis pela imunidadeconstituem o
sistema imune ou imunológico
e suas respostas àintrodução de substâncias estranhas compreendem a
respostaimune
.A fuão primária do sistema imune é
defender 
oorganismo de infecções diversas. Entretanto, o sistema imune pode, por outro lado, levar à
reações imunológicas
como nahipersensibilidade, na rejeição de transplantes e na auto-imunidade.
Unidade 1Sistemas de Defesa do Organismo
O sistema imunológico ou sistema imune é de grandeeficiência no combate a microorganismos invasores. Mas não é isso; ele também é responsável pela “limpeza” do organismo, ouseja, a retirada de células mortas, a renovação de determinadasestruturas, rejeição de enxertos, e memória imunológica. Tambémé ativo contra células alteradas, que diariamente surgem no nossocorpo, como resultado de mitoses anormais. Essas células, se nãoforem destruídas, podem dar origem a tumores.Células do sistema imune são altamente organizadas comoum exército. Cada tipo de célula age de acordo com sua função.Algumas são encarregadas de receber ou enviar mensagens deataque, ou mensagens de supressão (inibição), outras apresentamo “inimigo” ao exército do sistema imune, outras só atacam paramatar, outras constroem substâncias que neutralizam os“inimigos” ou neutralizam substâncias liberadas pelos “inimigos”.Existem 02 tipos de imunidade:
Imunidade Natural eImunidade Adquirida
. Na
IMUNIDADE NATURAL
, a eliminação do patógeno ocorre por neutralização e/ou destruição. Aneutralização ocorre por ação de muco, líquidos corporais ecomplemento presentes em locais estratégicos. A destruição éresponsabilidade das células fagocitárias que fazem a liseinespecífica dos patógenos.Quando existe uma distinção especifica e seletiva asmoléculas pertencentes ao seu próprio tecido de substânciasestranhas que o chamada angenos temos a chamada
IMUNIDADE ADQUIRIDA (ADAPTTIVA)
. Os receptoresque reconhecem os antígenos são estruturas moleculares presentes em células especializadas que nos vertebrados são populações chamadas linfócitos. Estas são células que emcooperação com células não linfóides, como macrófagos, reagemcom os angenos, provocam uma multiplicação celula(proliferação clonal) e desenvolvem uma reação ou RESPOSTAIMUNE. Esta é caracterizada pela síntese de sub-populações delinfócitos chamados T e B com moléculas que reconhecemespecificamente o antígeno que iniciou sua síntese. Os linfócitosB se diferenciam em plasmócitos e fazem uma RESPOSTAIMUNE HUMORAL e os receptores formados nos linfócitos Tfazem uma RESPOSTA IMUNE CELULAR.
Tecidos Linfóides
Apenas 1% da população total de linfócitos é encontradacirculando no sangue. Na sua maioria, os linfócitos oencontrados nos chamados órgãos linfóides.Os órgãos linfóides são classificados em primários (oucentrais) e secundários (periféricos).
 
Órgãos linfóides primários (centrais)Timo e medula óssea (+ fígado fetal). Nestes órgãos ocorre a linfopoese (produção de linfócitos), ou seja,as lulas se diferenciam das lulas tronco, proliferam eamadurecem em linfócitos funcionais.Linfócitos T amadurecem no timo.Linfócitos B amadurecem no fígado fetal e na medula óssea. Nos órgãos primários os linfócitos adquirem seu repertório dereceptores antígeno-específicos e são selecionados de acordo comsua resposta aos autoantígenos (antígenos do próprio organismo).
Timo
Principal local onde se diferenciam células T.Localizado na cavidade torácica, próximo ao coração, possui 2 lobos e cada um contêm vários lóbulos (ver Fig.1). Oslóbulos são divididos em córtex e medula interna. As células progenitoras são transportadas do sangue para o timo e formam umconjunto de células em multiplicação localizado no córtex. Dessaforma, o córtex contêm a maioria dos timócitos (linfócitosresidentes no timo) imaturos em proliferação; já a medula doslóbulos possui células maduras. Portanto, um gradiente dematuração das células do córtex para a medula:
Fig.2-Histologia do Baço. Fonte:2º site da bibliografia
1
Córtex externo – Timócitos CD4- e CD8- (aproximadamente10%).2
Córtex interno – Rico em timócitos duplo-positivos CD4+ eCD8+ que constituem quase 75 % das células do timo e não sãoimunologicamente funcionais.3
Medula – Timócitos positivos simples: CD4+ ou CD8+.4A grande parte dos timócitos duplo-positivos morrem semnunca terem saído do timo. Desse modo, constata-se que
no timoocorre um intenso processo de seleção
dos timócitos baseado narelicação e morte celular.Ainda não foi confirmado, mas suspeitas indicam que oscorpúsculos de Hassal (estruturas queratinizadas localizadas namedula tímica) são timócitos que estão sendo eliminados neste processo de seleção sofrendo apoptose (morte celular  programada).O epitélio do timo é constituído de camadas e ilhas decélulas escamosas que sustentam os linfócitos e elaboramhormônios peptídicos (timulina, timopoetina, fator humora tímicoe variadas formas de timosina) que talvez desempenhem papel naatração de precursores de linf. T ou promovendo a sua maturação.A circulação de células para dentro ou para fora do timoocorre através das veias endoteliais altas (HEV).
-Medula Óssea
As células hemopoeticas do fígado fetal e medula ósseados adultos originam diretamente os linf. B. Um microambientede direfenciação é estabelecido e mantido por células estromaisda medula óssea (rede de células epiteliais). Cada micorambienteé destinado à produção de um tipo celular específico. As célulasestromais, além de fornecer moléculas de adesão e da matrizextracelular, sintetizam também numerosas citocinas essenciaisda hematopoese.
 
A medula óssea contêm células T maduras (atuando assimtambém como órgão linfóide secundário).Órgãos linfóides secundários (periféricos)Baço e linfonodos- encapsulados e pertencem ao sistemalinfóide sistêmico.Tecido linfóide associado a mucosas- MALT (ex:amígdalas, placas de Peyer no intestino, BALT).Os linfócitos diferenciam-se a partir de células tronco, nosórgãos primários, mas migram para os secundários, locais que oslinfócitos interagem entre si, com células acessórias e comantígenos. Assim, as respostas imunes celular e humoral ocorremnos órgãos linfóides periféricos, onde são geradas células efetoras ede memória. Portanto, a função destes órgãos é
maximizar oencontro entre linfócitos e substâncias estranhas
, permitindo osurgimento das respostas imunológicas.
 Baço
Responsável pela resposta aos antígenos de disseminaçãohematogênica.Há 2 tipos principais de tecido (ver Fig. 2):1
Polpa Branca- Tecido Linfóide ao redor da arteríolacentral (conhecido como bainha linfóide periarteriolar- PALS). A bainha linfóide periarteriolar contêm áreas de células T e englobafolículos ao redor da arteríola central contendo células B.2
Polpa Vermelha- Consiste de sinusóides e cordõescelulares. Nela ocorre a hemocaterese (destruição de plaquetas eeritrócitos envelhecidos). As arteríolas centrais circundadas pelaPALS se abrem livremente nos cordões da polpa vermelha e aí as plaquetas e hemácias velhas são fagocitadas por macrófagos.
Fig.2-Histologia do Baço. Fonte: 2º site da bibliografia
A polpa branca é circundada por uma zona marginal quecontêm macrófagos, APCs (células apresentadoras de antígenos),linf. B e NK. No baço, os linfócitos adentram a polpa branca nazona marginal e passam para os sinusóides da polpa vermelha deonde saem pela veia esplênica.
 Linfonodos
Os linfonodos elaboram resposta imune contra antígenoscirculantes na linfa (absorvida pelos vasos linfáticos que são presentes em todo o organismo, exceto no cérebro, globosoculares, cavidades medulares, cartilagens e placenta). Assim, basicamente os linfonodos filtram antígenos e fluídos intersticiaisda linfa.Do mesmo modo que o baço, os linfonodos ocircundados por uma cápsula fibrosa.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->