Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
9Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Norberto Bobbio -Resumo

Norberto Bobbio -Resumo

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 6,384 |Likes:
Published by Yolinne Nascimento

More info:

Published by: Yolinne Nascimento on Jun 25, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/15/2014

pdf

text

original

 
NORBERTO BOBBIO- ESTADO GOVERNO E SOCIEDADE : PARA UMA TEORIAGERAL DA POLÍTICA
CAPÍTULO I1.A grande dicotomia : público/privadoUma dupla dicotomia
A determinação do termo público e privado:São termos que se condicionamreciprocamente, na medida em que um pode ser definido e o outro ganha a definiçãocontrária, e nessa interpretação a esfera do público chega até onde começa a esferado privado e vice-versa.A distinção clássica teria reflexo na situação do grupo social no qual já ocorreu adiferenciação entre aquilo que pertence ao grupo como coletividade, ou a membrossingulares.
A originária diferenciação entre público e privado é acompanhado daafirmação do 1° sobre o 2°.
2. As dicotomias correspondentes
Na grande dicotomia converge outas dicotomias que podem completá-la ou mesmosubstituí-la.
Sociedade de iguais(econômica ou política) e sociedade de desiguais
Nesta correspondência, a esfera privada, contraposta a esfera pública é caracterizadapor relações entre iguais ou de coordenação (ex: família).A dicotomia público/privado volta a se apresentar sob a forma de distinção entre asociedade que atende o interesse público e a sociedade que cuida dos própriosinteresses privados, recompondo assim a distinção jusnaturalista entre Estado denatureza e Estado civil, por meio do nascimento de uma economia política, nadistinção entre sociedade econômica e sociedade civil.
Lei e contrato
Dicotomia referent as fontes do direito público e do direito privado. O direito público é
Lex 
, e o direito privado
pactum,
esta definição refere-se ao modo como passam aexistir enquanto regras vinculatórias de condutas.O direito privado é posto pela autoridade política e assim assume força específica, eportanto vinculatória.O direito privado é o conjunto de normas que estabelecem relações recíprocas entresingulares.
A superposição das duas dicotomias, privado/público e contrato/ lei , semanifesta na doutrina do mercado do direito natural, em que o contrato é aforma com que os indivíduos singulares regulam suas ações no Estado denatureza, ou seja, onde o poder público não existe enquanto lei.
 
A contraposição entre esferas das livres relações contratuais e a esfera das relaçõesreguladas pela lei, da origem em Kant a grande duas dicotomias jurídicas, são elas :direito privado/ direito público de um lado e direito natural/ direito positivo de outro.Direito privado:estado de natureza, cujos instintos fundamentais são a propriedade e ocontrato.Direito público : é o que emana do Estado, e constitui a supressão so Estado denatureza, é portanto o direito positivo, em sua força vinculatória, deriva dapossibilidade de que seja exercido em sua defesa o poder coativo.
Justiça comutativa e Justiça distributiva
Corresponde as formas clássicas de justiça :
A justiça comutativa
 –
é a que preside as trocas, para que possa serconsiderada justa.
A justiça distributiva
 –
é aquela na qual se inspira a autoridade pública nadistribuição de honras e obriçações.Em outras palavras, a justiça comutativa tem lugar entre as partes, e a distributivacomo a que tem lugar entre o todo e as partes.
Nova superposição :Esfera privada e justiça comutativa : sociedade de iguaisEsfera pública e justiça distributiva: sociedade de desiguais.
3. Uso axiológico da grande dicotomiaO significado valorativo de um tende a ser oposto ao do outro.Primado do privado
O direito privado e seu primado nascem no direito romano do ocidente.Kelsen observou que as relações de direito privado podem ser definidas como
―relações jurídicas‖ como relações de direito, para a elas contrapor as relações as
relações público como relações de poder.O direito público como corpo sistemático de normas, nasce muito tarde com respeitoao direito privado.Um dos eventos que melhor do que qualquer outro revela a persistência do primadodo direito privado sobre o público é a resistência que o direito de propriedade opõe aingerência do poder soberano.Por meio de Locke, a inviolabilidade da propriedade que compreende todos os outrodireito individuais naturais(como a vida e a liberdade) indica a existência de umaesfera do indivíduo singular e autônoma, com respeito à esfera sobre a qual seestende o poder público, que torna-se um dos eixos de concepção liberal do Estado,que pode ser definida como a mais coerente e relevante teoria do primado do privadosobre o público.
Primado do público
 
Se funda sobre a contraposição do interesse coletivo ao interesse individual e sobre anecessidade de subordinação do segundo ao primeiro, e sobre a irredutibilidade dobem comum a soma dos bens individuais.Princípio elementar : o todo vem antes das partes, a totalidade tem fins não reduzíveisa soma dos fins dos membros singulares.O primado do público significa o aumento da intervenção estatal na regulação coativados comportamentos, ou seja, o caminho inverso da emancipação da sociedade civilem relação ao Estado.Esta emancipação esta ligada às consequências históricas do nascimento ecrescimento hegemônico da classe burguesa. Com o declínio de ação do Estado e aafirmação dos direitos naturais do indivíduo, o estado foi se reapropriando do espaçoconquistado pela sociedade civil. Épocas de progresso, neste contexto do primado,são períodos em que o direito público impõe revanche sobre o direito privado, tal comona idade moderna com o surgimento do grande estado territorial e burocrático.A distinção público/privado se duplica com a consequência de que o primado dopúblico sobre o privado é interpretado como primado da política sobre a economia, daorganização vertical da sociedade sobre a organização horizontal (processo depublicização do privado).Os processos de publicização do privado e da privatização do público, não sãoincompatíveis, mas compenetram-se, o primeiro reflete o processo de subordinaçãodos interesses privados aos da coletividade representada pelo Estado, queprogressivamente invade a sociedade civil; o segundo representa a revanche dosinteresses privados através da formação de aparatos públicos, através da formação degrandes grupos e destes de servem para alcançar seus próprios objetivos.
4. O segundo significado da dicotomiaPúblico ou Secreto
A dicotomia público/ privado não se confunde com a distinção segundo a qual públicose entende aquilo que é manifesto, aberto ao público e privado aquilo que se faz emsegredo, ou para um determinado limite de pessoas.O poder político é público Np sentido da grande dicotomia, mesmo quando não épúblico em seu sentido literal.O problema do caráter público pôs e evidência a diferença entre duas formas degoverno : a república (caracterizada pelo controle público do poder) e o principado(cujo método de governo contempla inclusive o recurso de segredo de Estado).
―O exercício de dominação política é efetivamente submetido à obrigação democráticada publicidade‖.
 
Publicidade e poder invisível
Para Kant todas as razões relativas ao direito de outros homens, cuja máxima não éconciliável com a publicidade são injustas, o significado deste princípio fica claro

Activity (9)

You've already reviewed this. Edit your review.
ClaudiaSilva liked this
1 hundred reads
1 thousand reads
Danubia Antunes liked this
Amanda Barbosa liked this
dilmarmcz liked this
Sincero Seja liked this
Gabriel Bodan liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->