Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Novo Codigo Florestal

Novo Codigo Florestal

Ratings: (0)|Views: 173 |Likes:

More info:

Published by: Erlania Lima de Oliveira on Jun 30, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/20/2014

pdf

text

original

 
Presidência da República Casa CivilSubchefia para Assuntos JurídicosLEI N !"#$%!& 'E "% 'E (AI) 'E "*!"#
Mensagem de vetoDispõe sobre a proteção da vegetação nativa; altera as Leis n
os
 6.938, de 31 de agosto de 1981, 9.393, de 19 de dezembro de 1996, e 11.!8, de !! de dezembro de !""6; revoga as Leis n
os
 .##1, de 1$ de setembro de 196$, e #.#$, de 1 de abril de 1989, e a Medida %rovis&ria n
o
 !.166'6#, de ! de agosto de !""1; e d( o)tras provid*n+ias.
A PRESI'EN+A 'A REP,-LICA
aço saber -)e o ongresso /a+ional de+reta e e) san+iono a seg)inte Lei0%24L5 D7%57:7 :<7rt. 1
o
 =>:D5?. rt. 1@'. :sta Lei estabele+e normas gerais +om o A)ndamento +entral da proteção e )so s)stent(vel das Alorestas e demais Aormas de vegetação nativa em Barmonia +om a promoção do desenvolvimento e+onCmi+o, atendidos os seg)intes prin+pios0 =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?. ' re+onBe+imento das Alorestas eEistentes no territ&rio na+ional e demais Aormas de vegetação nativa +omo bens de interesse +om)m a todos os Babitantes do %as; =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?. ' aAirmação do +ompromisso soberano do Frasil +om a preservação das s)as Alorestas e demais Aormas de vegetação nativa, da biodiversidade, do solo e dos re+)rsos Bdri+os, e +om a integridade do sistema +lim(ti+o, para o bem'estar das gerações presentes e A)t)ras; =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?. ' re+onBe+imento da A)nção estratGgi+a da prod)ção r)ral na re+)peração e man)tenção das Alorestas e demais Aormas de vegetação nativa, e do papel destas na s)stentabilidade da prod)ção agrope+)(ria; =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?.> ' +onsagração do +ompromisso do %as +om o modelo de desenvolvimento e+ologi+amente s)stent(vel, -)e +on+ilie o )so prod)tivo da terra e a +ontrib)ição de serviços +oletivos das Alorestas e demais Aormas de vegetação nativa privadas; =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?.> ' ação governamental de proteção e )so s)stent(vel de Alorestas, +oordenada +om a %olti+a /a+ional do Meio mbiente, a %olti+a /a+ional de <e+)rsos Hdri+os, a %olti+a gr+ola, o 7istema /a+ional de 4nidades de onservação da /at)reza, a %olti+a de estão de lorestas %Ibli+as, a %olti+a /a+ional sobre M)dança do lima e a %olti+a /a+ional da Fiodiversidade; =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?.
 
> ' responsabilidade +om)m de 4nião, :stados, Distrito ederal e M)ni+pios, em +olaboração +om a so+iedade +ivil, na +riação de polti+as para a preservação e resta)ração da vegetação nativa e de s)as A)nções e+ol&gi+as e so+iais nas (reas )rbanas e r)rais; =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?.> ' Aomento J inovação para o )so s)stent(vel, a re+)peração e a preservação das Alorestas e demais Aormas de vegetação nativa; e =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?.> ' +riação e mobilização de in+entivos K)rdi+os e e+onCmi+os para Aomentar a preservação e a re+)peração da vegetação nativa, e para promover o desenvolvimento de atividades prod)tivas s)stent(veis. =n+l)do pela Medida %rovis&ria n@ $#1, de !"1!?.rt. !
o
 s Alorestas eEistentes no territ&rio na+ional e as demais Aormas de vegetação nativa, re+onBe+idas de )tilidade Js terras -)e revestem, são bens de interesse +om)m a todos os Babitantes do %as, eEer+endo'se os direitos de propriedade +om as limitações -)e a legislação em geral e espe+ialmente esta Lei estabele+em. 1
o
 /a )tilização e eEploração da vegetação, as ações o) omissões +ontr(rias Js disposições desta Lei são +onsideradas )so irreg)lar da propriedade, apli+ando'se o pro+edimento s)m(rio previsto no in+iso  do art. !#$ da Lei n
o
 $.869, de 11 de Kaneiro de 19#3 ' &digo de %ro+esso ivil, sem preK)zo da responsabilidade +ivil, nos termos do 1
o
o
 6.938, de 31 de agosto de 1981 , e das sanções administrativas, +ivis e penais. !
o
 s obrigações previstas nesta Lei t*m nat)reza real e são transmitidas ao s)+essor, de -)al-)er nat)reza, no +aso de transAer*n+ia de domnio o) posse do im&vel r)ral.rt. 3
o
 %ara os eAeitos desta Lei, entende'se por0 ' mazCnia Legal0 os :stados do +re, %ar(, mazonas, <oraima, <ondCnia, map( e Mato rosso e as regiões sit)adas ao norte do paralelo 13 7, dos :stados de o+antins e oi(s, e ao oeste do meridiano de  N, do :stado do MaranBão; ' Orea de %reservação %ermanente ' %%0 (rea protegida, +oberta o) não por vegetação nativa, +om a A)nção ambiental de preservar os re+)rsos Bdri+os, a paisagem, a estabilidade geol&gi+a e a biodiversidade, Aa+ilitar o Al)Eo g*ni+o de Aa)na e Alora, proteger o solo e asseg)rar o bem'estar das pop)lações B)manas; ' <eserva Legal0 (rea lo+alizada no interior de )ma propriedade o) posse r)ral, delimitada nos termos do art. 1!, +om a A)nção de asseg)rar o )so e+onCmi+o de modo s)stent(vel dos re+)rsos nat)rais do im&vel r)ral, a)Eiliar a +onservação e a reabilitação dos pro+essos e+ol&gi+os e promover a +onservação da biodiversidade, bem +omo o abrigo e a proteção de Aa)na silvestre e da Alora nativa;> ' (rea r)ral +onsolidada0 (rea de im&vel r)ral +om o+)pação antr&pi+a preeEistente a !! de K)lBo de !""8, +om ediAi+ações, benAeitorias o) atividades agrossilvipastoris, admitida, neste Iltimo +aso, a adoção do regime de po)sio;> ' pe-)ena propriedade o) posse r)ral Aamiliar0 a-)ela eEplorada mediante o trabalBo pessoal do agri+)ltor Aamiliar e empreendedor Aamiliar r)ral, in+l)indo os assentamentos e proKetos de reAorma agr(ria, e -)e atenda ao disposto no art. 3
o
o
 
> ' )so alternativo do solo0 s)bstit)ição de vegetação nativa e Aormações s)+essoras por o)tras +obert)ras do solo, +omo atividades agrope+)(rias, ind)striais, de geração e transmissão de energia, de mineração e de transporte, assentamentos )rbanos o) o)tras Aormas de o+)pação B)mana;> ' maneKo s)stent(vel0 administração da vegetação nat)ral para a obtenção de beneA+ios e+onCmi+os, so+iais e ambientais, respeitando'se os me+anismos de s)stentação do e+ossistema obKeto do maneKo e +onsiderando'se, +)m)lativa o) alternativamente, a )tilização de mIltiplas espG+ies madeireiras o) não, de mIltiplos prod)tos e s)bprod)tos da Alora, bem +omo a )tilização de o)tros bens e serviços;> ' )tilidade pIbli+a0a? as atividades de seg)rança na+ional e proteção sanit(ria;b? as obras de inAraestr)t)ra destinadas Js +on+essões e aos serviços pIbli+os de transporte, sistema vi(rio, in+l)sive a-)ele ne+ess(rio aos par+elamentos de solo )rbano aprovados pelos M)ni+pios, saneamento, gestão de resd)os, energia, tele+om)ni+ações, radiodiA)são, instalações ne+ess(rias J realização de +ompetições esportivas estad)ais, na+ionais o) interna+ionais, bem +omo mineração, eE+eto, neste Iltimo +aso, a eEtração de areia, argila, saibro e +as+alBo;+? atividades e obras de deAesa +ivil;d? atividades -)e +omprovadamente propor+ionem melBorias na proteção das A)nções ambientais reAeridas no in+iso  deste artigo;e? o)tras atividades similares devidamente +ara+terizadas e motivadas em pro+edimento administrativo pr&prio, -)ando ineEistir alternativa tG+ni+a e lo+a+ional ao empreendimento proposto, deAinidas em ato do BeAe do %oder :Ee+)tivo Aederal;P ' interesse so+ial0a? as atividades impres+indveis J proteção da integridade da vegetação nativa, tais +omo prevenção, +ombate e +ontrole do Aogo, +ontrole da erosão, erradi+ação de invasoras e proteção de plantios +om espG+ies nativas;b? a eEploração agroAlorestal s)stent(vel prati+ada na pe-)ena propriedade o) posse r)ral Aamiliar o) por povos e +om)nidades tradi+ionais, desde -)e não des+ara+terize a +obert)ra vegetal eEistente e não preK)di-)e a A)nção ambiental da (rea;+? a implantação de inAraestr)t)ra pIbli+a destinada a esportes, lazer e atividades ed)+a+ionais e +)lt)rais ao ar livre em (reas )rbanas e r)rais +onsolidadas, observadas as +ondições estabele+idas nesta Lei;d? a reg)larização A)ndi(ria de assentamentos B)manos o+)pados predominantemente por pop)lação de baiEa renda em (reas )rbanas +onsolidadas, observadas as +ondições estabele+idas na Lei n
o
 11.9##, de # de K)lBo de !""9; e? implantação de instalações ne+ess(rias J +aptação e +ond)ção de (g)a e de eAl)entes tratados para proKetos +)Kos re+)rsos Bdri+os são partes integrantes e essen+iais da atividade;A? as atividades de pes-)isa e eEtração de areia, argila, saibro e +as+alBo, o)torgadas pela a)toridade +ompetente;

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->