Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Transferência de Quantidade de Movimento- Peneiramento

Transferência de Quantidade de Movimento- Peneiramento

Ratings: (0)|Views: 26 |Likes:
Published by Welisson Silva

More info:

Published by: Welisson Silva on Jul 02, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/04/2013

pdf

text

original

 
 
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁINSTITUTO DE TECNOLOGIAPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA
PENEIRAMENTO
WELISSON DE ARAÚJO SILVA
 – 
201201070017Trabalho de Pós-Graduação em EngenhariaQuímica para obtenção de nota parcial emTransferência de Quantidade de Movimento,orientado pelo prof. Dr. Célio Augusto Gomesde Souza.Belém
 – 
PA2012
 
Sumário
 
01
 – 
INTRODUÇÃO
No processamento de alimentos sólidos é frequente a necessidade de se separarmateriais com respeito ao seu tamanho. As técnicas de separação são baseadas nasdiferenças físicas entre as partículas como tamanho, forma ou densidade. Em muitosprocessos os pós-sólidos obtidos, raramente possuem um único tamanho, que estãodistribuídos em torno de um tamanho médio.O peneiramento é um método de separação de partículas que leva emconsideração apenas o tamanho. No peneiramento industrial, os sólidos são colocadossobre uma superfície com um determinado tamanho de abertura. As partículas menores,ou finas, passam através das aberturas da peneira; as partículas maiores não.A necessidade de separar sólidos está associada a duas finalidades:1.
 
Dividir o sólido granular em frações homogêneas, e;2.
 
Obter frações com partículas de mesmo tamanho.No entanto é difícil se conseguir os dois objetivos simultaneamente.
02 - PRINCÍPIOS
O sólido alimentado (A) é movimentado sobre a peneira; as partículas quepassam pelas aberturas constituem os finos (F) e as que ficam retidas são os grossos (G)(Figura 1). O objetivo da operação é indicado pelo seu próprio nome: eliminação definos, separação de grossos ou
“corte” do material visando sua posterior concentração.
Figura 1
 – 
 
Frações sólidas obtidas em um peneiramento
 
Fonte:
Gomide, R.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->