Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Trabalho Sobre Teoria de Leininger

Trabalho Sobre Teoria de Leininger

Ratings: (0)|Views: 5,763|Likes:
Published by Artur Jorge Veiga

More info:

Published by: Artur Jorge Veiga on Jul 02, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/30/2013

pdf

text

original

 
1 INTRODUÇÃO
 A palavra Teoria tem origem grega“Visão”, constitui a forma sistemática de
olhar o mundo, para descrevê-lo, explicá-lo, prevê-lo ou controlá-lo. Compostade conceitos, definições, modelos, preposições e suposições. Teoria deEnfermagem é a forma de relacionar conceitos, através do uso de definiçõesque sejam úteis ao desenvolvimento de inter-relações significativas para adescrição ou classificação da prática. Existem várias teorias de enfermagemcomo:
Teoria Ambiental: F. Nightingale;
Teoria das Necessidades Básicas: Virginia Henderson ;
Teoria do Autocuidado: Dorothea Orem;
Teoria da Adaptação:Sister Calista Roy;
Teoria das Relações Interpessoais em Enfermagem: Hildegard Peplau;
Teoria Holística: Myra E. Levine;
Teoria do Modelo Conceitual do Homem: Martha Rogers;
Teoria das Necessidades Humanas Básicas:Wanda Horta;
Teoria Alcance dos Objetivos:Imogenes King;
Teoria Transcultural: Madeleine Leininger.Este trabalho tem como objetivo estudar e refletir sobre a Teoria Transculturalde Madeleine Leininger, pois na visão de Leininger, a Enfermagem é umadisciplina de cuidados transculturais humanísticos e uma profissão cujopropósito maior é servir o ser humano. Para ela o paradigma qualitativoproporciona novas formas de saber e diferentes meios de descobrir asdimensões do cuidado humano transcultural que, por sua vez, se constituinuma contribuição especial da Enfermagem à sociedade, com significadoscientíficos, históricos e humanísticos em uma abrangência biofísica, política,social e cultural.2 MADELEINE M. LEININGERMadeleine M. Leininger recebeu sua educação básica em enfermagem na St.
 Anthony’s School of Nursing Denver, CO, e graduou
-se em 1948. Em 1950,obteve o bacharelado em ciências do Benedictine College, Atchison, KS; em1953 o mestrado em ciência da enfermagem da Catholic University,
 
Washington, Seattle. Ela é membro da American Academy of Nursing e possuidoutorado em ciências humanas do Benedictine College.A Dra. Leininger é a fundadora do subcampo transcultural de enfermagem. Elaé professora de enfermagem e antropologia e pesquisa no atendimentohumano, Colleges of Nursing and Liberal Arts, Wayne State University.Assumiu postos, tanto no corpo docente quanto no administrativo; no ensino deenfermagem sua publicação é extensa.Nos anos 40, Leineinger (1991) reconheceu a importância dos cuidados para aenfermagem pelo entendimento. Em meados dos anos 50, experimentou o quedescreve como um choque cultural enquanto trabalhava em um lar deorientação infantil no meio-oeste dos EUA, trabalhava como enfermeira clínicaespecialista com crianças perturbadas e seus pais, com isto percebeudiferença de comportamento recorrentes entre as crianças e concluiu queessas diferenças tinham uma base cultural. Identificou a falta de conhecimentosobre a cultura das crianças como o elo que faltava, na enfermagem, para oentendimento das variações de cuidados para os clientes. Essa experiênciatransformou-a na primeira enfermeira profissional no mundo a obter umdoutorado em antropologia e propiciou o desenvolvimento do novo campo daenfermagem transcultural como um subcampo da enfermagem. Leiningerinicialmente usou os termos
“enfermagem transcultural”, “et
no
enfermagem” e“enfermagem cultural cruzada” nos anos 60. Em 1966, na Universidade do
Colorado, ministrou o primeiro curso de enfermagem transcultural.3 TEORIA DE LEININGEREm 1985, Leininger publicou a primeira apresentação como teoria e em 1988 e1991, apresentou maiores explicações sobre suas idéias. A enfermagem é
definida como “uma profissão e uma disciplina aprend
ida e humaniza enfocadano fenômeno e nas atividades do cuidado humano para assistir, apoiar, facilitarou capacitar indivíduo ou grupos a manterem ou readquirirem seu bem-estar(ou saúde) em forma culturalmente significativas e benéficas ou para ajudar a
pessoa a enfrentar a deficiência ou a morte” (LEININGER, 1991, apud.
GEORGE, 2000, p.298).
 
O atendimento profissional de enfermagem (cuidar) é definido como “o
conhecimento de cuidados profissionais e habilidades práticas aprendidos,formal e cognitivamente, e obtida através de instituições educacionais queestão acostumadas a proporcionar atos assistenciais, apoiadores,capacitadores ou facilitadores para outro ou por outro indivíduo ou grupo,visando melhorar a condição de saúde humana (ou bem-estar), a incapacidade
e o modo de vida ou para trabalhar com clientes à morte” (LEININGER, 1991,
apud. GEORGE, 2000, p.300). O cuidado cultural congruente (enfermagem) é
definido como “os atos ou as decisões assistenciais, apoiadoras, facilitadoras
ou capacitadoras, cognitivamente baseadas, que são elaboradas para seajustarem aos valores culturais, crenças e modos de vida, de um indivíduo,grupo ou instituições, visando proporcionar ou apoiar o atendimento de saúdesignificativo, benéfico e satisfatório, ou os serviços de bem-
estar” (LEININGER,
1991, apud. GEORGE, 2000, p.300). Leininger denominou a sua teoria dediversidade e universalidade do cuidado cultural e a descreve no modeloSunrise (ver figura I abaixo).Figura 1
 –
Modelo SunriseFonte: Livro de GEORGE, Júlia B. Teorias de Enfermagem. Fundamentos àPrática Profissional. 4ª Edição. 2000. p. 301.Leininger (1991) salientou que o modelo não é a teoria, mas uma descrição doscomponentes da teoria de diversidade e universalidade do cuidado cultural. Afinalidade do modelo é de auxiliar o estudo de como os componentes da teoriainfluenciam o estado de saúde e o atendimento proporcionado aos indivíduos,famílias, grupos, comunidades e instituições de uma cultura. Ela apresentaargumentos convincentes para o uso do modelo na orientação da pesquisa dedescobrimento que usa métodos de estudo qualitativos e etnográficos. Elacondena o uso de definições operacionais e de noções pré-concebidos e o usode perspectivas causais ou lineares no estudo da diversidade e dauniversalidade do cuidado cultural. Apóia a importância de descobrir o que é,de explorar e descobrir a essência e os significados do cuidado.3.1 TEORIA DE LEININGER E METAPARADIGMA DE ENFERMAGEMEm 1985, Leininger publicou a primeira apresentação de seu trabalho comoteoria em 1988 e 1991 apresentou maiores explicações sobre suas idéias, Naapresentação de 1991, proporcionou definições orientadoras para os conceitos

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Rose Silva liked this
Rose Silva liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->