Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
O que aconteceu com a restrição tripla

O que aconteceu com a restrição tripla

Ratings: (0)|Views: 8|Likes:
Published by Mauro Sotille

More info:

Published by: Mauro Sotille on Jul 04, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/24/2014

pdf

text

original

 
O que aconteceu com a restrição tripla?Mauro Sotille
Um tema central para o gerente do projeto,é equilibrar demandas que competem entresi. O termo “restrição tripla” é uma frase muito conhecida em gerenciamento deprojetos, que se refere às demandas de escopo, tempo e custo. O modo pelo qual essastrês demandas são equilibradas afeta a qualidade. Se um desses fatores é afetado, pelomenos um dos outros fatores também será afetado.Na terceira edição do Project Management Body of Knowledge (PMBOK®) a restriçãotripla era vista como uma parte importante da definição de gerenciamento de projeto. OPMI a definia como “Uma estrutura para avaliar demandas que competem entre si. Arestrição tripla é frequentemente apresentada como um triângulo onde um dos lados ouum dos cantos representa um dos parâmetros sendo gerenciados pela equipe do projeto”.Ou seja, o termo “restrição tripla” — escopo, tempo e custo — é utilizado no que serefere a gerenciar requisitos de projeto que competem entre si. A qualidade do projeto éafetada pelo equilíbrio desses três fatores, cujo relacionamento é tal, que se um dessesfatores muda pelo menos outro fator provavelmente será afetado.A versão mais recente do PMBOK® removeu a referência à “Restrição Tripla”. Aquarta edição do PMBOK® não menciona mais a restrição de escopo, cronograma ecusto. A quarta edição do PMBOK® muda o nome “tempo” para “cronograma” e muda“custo” para orçamento, adicionando três novas restrições. As seis restrições são:Escopo, Qualidade, Cronograma, Orçamento, Recursos e Risco.Especialmente quando lidando com recursos altamente especializados, faz sentidoconsiderá-los como uma restrição, uma vez que pode haver poucos, com limitações detempo, o que dificulta seu engajamento no projeto. Se as partes interessadas mudam suatolerância ao risco, isto também vai afetar outras restrições. Note também que aqualidade não é meramente afetada pelo modo como as três restrições são equilibradas— é considerada também uma restrição.Certamente há mais do que somente três restrições, porém essas ainda são as maisimportantes que um gerente de projeto deve gerenciar para entregar um projeto comsucesso. Com certeza é necessário gerenciar risco, qualidade e recursos, etc., noentanto, essas restrições adicionais acabam afetando o escopo, o cronograma e oorçamento. Projetos ligados à área de saúde, por exemplo, têm restrições importantes noque se refere à qualidade, o que leva a um cronograma mais longo (para que seincrementem os testes) bem como um orçamento maior. Porém isto é um reflexo darestrição tripla. O mesmo se pode dizer de riscos e recursos.A restrição tripla é um bom modo de mostrar as escolhas que devem ser feitas entreprioridades que competem entre si. Desse modo, talvez tivesse sido melhor o PMIsimplesmente ter apontado as limitações da restrição tripla, ao invés de removê-la.Talvez esta venha a ser adicionada novamente na próxima edição do PMBOK.Além disso, caso realmente se acredite que a “restrição tripla” não seja apropriada, háainda que se considerar que outras áreas do conhecimento podem conter restrições

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->