Luís Soares sente ainda muito ocasionalmente saudades de ouvir e cantar a Nini do Paulo de Carvalho ao colo da sua educadora de infância. Da escola primária lembra-se de brincar aos detectives com uma pistola de plástico e de jogar à bola entre as laranjeiras. Anos depois ajudou a fundar um jornal escolar mas acabou por desistir de ser jornalista primeiro, teórico da comunicação depois. Os computadores, os seus conteúdos e as suas redes enredaram-no desde então, mas tal como desde os tempos dsee more