Start Reading

Sós

Ratings:
92 pages1 hour

Summary

Do ventre da mãe ao ventre da terra, conta-se uma história. Abdica-se do sono dos tempos em que ser um era ser dois, e tudo e nada. Agora, grande (grande criança), paga as contas, mastiga, põe as mãos nos bolsos, baixa a cabeça para ver se alguém curtiu. Curtiu. E segue.
Dentro disso não há trégua. Narciso e Narcótico perderam os amigos para a multidão. 
De cada esfera ressoa uma fonte. De cada bolha estouram ondas de rádio. Sós, mancamos, unidos. E depois, já não. 
A torneira seguirá pingando como um deus que pisca.

Read on the Scribd mobile app

Download the free Scribd mobile app to read anytime, anywhere.