Medição de nível

Marco Antonio Ribeiro, diretor da T&C Treinamento e Consultoria Ltda. (Artigo dedicado a Raimundo Evangelista e ao pessoal da Transpetro de Madre de Deus, BA, que muito me ensinaram sobre a medição de nível, durante uma longa consultoria) O presente trabalho pretende ajudar o leitor a estreitar as escolhas de um sensor de nível e focalizar o método mais apropriado para sua aplicação específica. É um trabalho tutorial, que pelo limite do tamanho, apenas irá ressaltar os aspectos mais importantes, os freqüentes problemas associados e os cuidados principais a serem tomados na medição de nível.

Introdução
Nível é a altura de uma coluna líquida ou de sólidos em pó ou em grãos, dentro de um recipiente fechado. O objetivo de qualquer sistema automático de medição de nível é fazê-lo de modo preciso, confiável e seguro. A medição de nível é relativamente fácil, quando comparada com a medição da temperatura e da vazão. Embora a medição, controle e calibração de nível sejam fáceis, deve-se lembrar que foi um problema no controle de nível do sistema de refrigeração do reator nuclear de Three Mile Island (28 MAR 1979) que provocou uma grande catástrofe. Por isso, a medição de nível pode ser mais complexa que simplesmente a determinação da presença ou ausência de um fluido em uma determinada altura. Para se medir nível de modo preciso e confiável devem-se conhecer os parâmetros físicos do tanque, as propriedades físicas e químicas do líquido cujo nível se quer medir, as características eletrônicas dos sinais digitais de comunicação e finalmente escolher o melhor sistema adequado às necessidades propostas. É possível se medir diretamente o nível contido (innage) ou então medir o espaço vazio (ullage) e, indiretamente, deduzir o valor do nível por subtração. Há vários parâmetros para a escolha do melhor método de medição de nível, tais como: Unidade de interesse: altura, volume, peso, massa, interface. Tipo do produto: líquido ou sólido, limpo ou com sujeiras e contaminantes. Exigência metrologia: medição operacional ou para transferência de custódia. Tanque ou vaso pressurizado ou à pressão atmosférica. Escolha do sensor móvel ou fixo.

Unidade de interesse
O nível pode ser expresso em altura de coluna liquida (metro), percentagem, volume, massa ou peso. Também há aplicações onde se deseja determinar a altura da interface entre dois líquidos imiscíveis. Quando se deseja determinar o peso ou massa de um produto, o método mais adequado é o uso de células de carga (strain gauge). Quando se quer a determinação de volume, o mais comum é arquear o tanque, carregas as tabelas de arqueação no sistema supervisório de operação, medir o nível e deduzir o volume. Medição de Interface A detecção da interface entre dois líquidos imiscíveis se baseia na diferença de alguma propriedade dos dois líquidos, como densidade, constante dielétrica, 1

Mesmo a medição de nível de líquido pode ser complicada. granulados.condutividade termal ou elétrica. tensão superficial do líquido que pode causar histerese. O meio mais antigo de medir interface de dois líquidos é através da pressão diferencial. Embora não exista nível de gás. tornando-se um medidor de densidade. pois a superfície do líquido é teoricamente horizontal e mais bem definida e plana. em tanque com teto flutuante. como o líquido. que é um tubo furado (vasos comunicantes para se ter o mesmo nível no tanque e no tubo). Deve-se escolher a propriedade que tenha a maior diferença. pulverizados. lama (slurry) ou possui espuma. espuma na superfície. Tubo acalmador Uma solução para eliminar as perturbações e ondas na superfície líquida é colocar um tubo acalmador (still pipe). Na realidade. pode introduzir desvio de fase e atenuação de amplitude de sinais. quando se escolhe um único ponto em toda a superfície. pode-se aplicar bóia e deslocador para medir interface. A densidade do deslocador pode ser igual ou maior que a densidade do líquido mais pesado. vibração. A medição de sólidos é mais difícil. Ele torna a superfície mais calma. sujo. turbulências causadas por vazão caindo no container. Assim. Há problemas associados com a definição da superfície a ser medida. sólidos na superfície líquida. com sólidos maiores e irregulares. pois o gás ocupa todo o volume onde ele está contido e não apresenta nenhuma superfície livre. Em poços de petróleo pode se usar sensor ultra-sônico para interface de água doce e salmoura. Deve-se ter cuidado. quando se tem tubo acalmador na lateral e como extensão do tanque. tem-se a medição de nível de gás. Também é possível se medir interface com radar: há um sinal de retorno ou eco provocado pela interface dos dois líquidos. pois os sólidos podem ser suspensos. Os problemas na medição de nível de líquido são: ondas na superfície. Em líquidos limpos. em siderurgias e companhias de distribuição de gás. Medir nível de líquido é mais fácil que o de sólido. através do gasômetro. No caso do deslocador. ele deve ser mantido sempre coberto. que é colocado dentro do tanque ou como uma extensão do tanque. A condição para o sistema operar é que o movimento da interface dos líquidos seja suficientemente grande para provocar uma diferença de pressão maior que a amplitude de faixa do transmissor. tem-se o tanque pressurizado e há uma parte líquida e outra gasosa e o teto flutuante é exatamente para minimizar a parte gasosa. A bóia deve ter uma densidade maior que o líquido mais leve e menor que o líquido mais pesado (ou seja. na medição de nível de líquidos. pois a temperatura do tanque principal pode estar diferente da temperatura do tubo acalmador. Raramente uma superfície de sólidos é perfeitamente plana e horizontal. opacidade ou transmitância ultra-sônica. Tipo do produto a ser medido: líquido e sólido O primeiro parâmetro a se considerar é se o nível é de líquido ou de sólido pulverizado. 2 . sua densidade deve estar entre as duas densidades dos líquidos). deve-se verificar se o líquido é limpo. porém pode criar outros problemas de incrustação e deposição nas paredes e em sistemas rápidos. Quando a diferença entre as constantes dielétricas é grande (como na dessalinização de óleo cru) pode-se usar detector capacitivo. como em aplicações de medição de nível em navios e plataformas flutuantes.

há a medição fiscal e de apropriação de nível. O Regulamento Técnico da ANP não recomenda nenhum tipo de medidor de nível. que é aquela cuja venda e compra do produto se baseia na medição de nível. pois há restrições de abertura do tanque para a calibração. A validação significa demonstrar à Receita Federal que o radar pode substituir a trena. o medidor de nível oficial é ainda a trena. mostrando a correspondência de cada milímetro de nível com o volume do tanque. conclui-se que são necessárias várias habilidades e muita experiência para a medição precisa do nível. medem-se o seu diâmetro externo. Os medidores podem ser: manual ou automático. O nível do tanque pressurizado é mais difícil de medir e de calibrar que o nível do tanque aberto para a atmosfera. Esta validação consiste em mostrar. Todo tanque para transferência de custódia deve ser arqueado a cada dez anos e inspecionado a cada três anos. porém qualquer medidor a ser utilizado tem que ser aprovado pela agência. que está relacionada diretamente com o objetivo da medição: operacional ou para transferência de custódia. no Brasil. requeridas pela Agencia Nacional de Petróleo (ANP). ele precisa ser arqueado. que as incertezas da trena e do radar são equivalentes. Em terminais de Petróleo.Exigência metrológica Outro parâmetro fundamental na escolha do sistema de medição de nível é a exigência da precisão. A medição operacional requer incerteza maior que a medição para transferência de custódia. quando se entra em detalhes e se tem que fazer medições em tanques com vinte metros de altura. por regressão linear de várias medições com radar e trena. por exemplo. durante um longo período de tempo. Arquear um tanque é construir uma tabela ou uma curva relacionando nível com volume do tanque. Quando o tanque possui um formato regular. são requeridas pernas molhadas de selagem da tomada de pressão diferencial. Na seqüência. com escala graduada em 1 mm e que deve ser calibrada anualmente (na prática. respectivamente. como sob chuva ou de madrugada. Dificuldades da medição de nível Embora pareça fácil medir um comprimento (e é). Por exemplo. de cada tanque do terminal. tendo a mesma precisão e confiabilidade. Arqueação de tanque Para que um tanque possa ser considerado um container para medição de transferência de custódia. quando se verificam sua inclinação. Há dois métodos de arqueação: geométrico e volumétrico. cilindro vertical. corrosão e deformação. Nem todo medidor tipo radar atende esta exigência de incerteza de ±3 mm. Alguns terminais estão solicitando à Receita Federal a validação de medidores tipo radar. a sua altura e um aplicativo gera várias folhas. em condições não muito confortáveis. O tanque cujo nível do líquido se quer medir pode ser pressurizado ou atmosférico. onde estão definidas as precisões de 6 e 12 mm. certificada). é trocada por uma nova. correspondendo cada centímetro de nível com o volume em litro. O medidor manual padrão de facto é a trena. Na indústria de petróleo. 3 . Arqueação de tanques pequenos (menores que 100 m3) podem ser arqueados por métodos volumétricos. as espessuras das suas paredes. cada milímetro corresponde 1640 litros. quando se enche o tanque com volumes conhecidos e determinam-se seus níveis correspondentes. em um tanque (médio) com altura de 15 metros de altura e com capacidade de 24 milhões de litros. há uma folha de interpolação.

A temperatura afeta as dimensões do tanque e o volume do fluido contido no tanque. Incompatibilidade do material do sensor (de contato) com o líquido a ser medido. Deposição de partículas em bóias e deslocadores. por causa de marolas e ondas e por causa de sólidos em suspensão no líquido. Manutenção. Entupimento de tomadas de pressão diferencial. Instalação. instalação. no nível alto (85 ± 15%). médio (50 ± 15%) e baixo (20 ± 15%) para as devidas compensações e correções. Custo de propriedade. de apropriação ou de transferência de custódia (equivalente à medição fiscal da ANP e medição de cabotagem da Receita Federal). Tipos de sensores Há uma grande variedade de tipos e sabores de sensores e sistemas de medição de nível. 2. 5. A principal dificuldade na medição de nível.Qualquer que seja o sistema de medição de nível escolhido. Por isso. 6. se operacional. 4 . 6. quando se quer a massa ou volume do conteúdo. Devese considerar se a calibração do sistema pode ser feita no local. Sistemas com peças móveis requerem manutenção e calibração mais freqüentes que sistemas que não possuem peças móveis. que considera se o sensor está ou não em contato com o líquido a ser medido. Influência de vibração em sensores com peças móveis ou que inclui a freqüência na detecção. Uma instalação com o sensor externo é mais conveniente. A não planicidade da superfície livre. mais alto é seu custo. certamente está relacionada com a temperatura. manutenção e calibração futura. que depende da instalação e é mais conveniente quando o sistema é externo ao tanque. que depende da aplicação: se quer apenas uma chave para detectar nível alto ou baixo ou se quer uma indicação contínua do nível? A escolha da chave (que atua somente em um ponto) é mais fácil que a de um sistema de medição contínua de nível. que está relacionada com a finalidade da medição. Geralmente quanto maior a precisão do instrumento. É exigido que um sistema automático de nível deva ser calibrado. Calibração. 4. Medição discreta ou contínua. 3. 5. 3. inicialmente a cada seis meses. Alteração da geometria e corrosão de sensores de contato. segura e amigável que uma instalação com o sensor dentro do tanque. Geralmente a melhor escolha técnica é a opção mais cara para comprar. como bóias e deslocadores. 2. e a composição do fluido. sem retirada do sensor (desejável). em contato com o líquido. há problemas gerais que podem afetar todos ou algum sensor. é exigida por norma. alterando seu peso. Precisão. a medição da temperatura do tanque. Escolha do sensor A vantagem de se ter muitas opções de escolha torna uma desvantagem na hora de escolher. que inclui custo de compra. Os principais parâmetros na escolha são: 1. 4. A temperatura também pode afetar a densidade. Outras dificuldades incluem 1. que é certamente um dos maiores custos de propriedade.

A ANP aceita a medição por bóia e escala (graduação mínima de 20 mm) para tanques pequenos (menor que 100 m3) e desde que o usuário providencie meios de evitar o erro de paralaxe na escala externa. utilizando a mesma instalação com tubo acalmador. Pressão diferencial Um método clássico da medição de nível de líquido na indústria química e petroquímica é através da medição da pressão exercida pela coluna líquida. mostra guia de escolha do melhor sistema de medição entre 21 opções. os princípios básicos de medição automática de nível são os seguintes: visor. bóia. faixa. Por exemplo. inclusive o radar. materiais de construções. Lipták. com tecnologia totalmente diferente. onde se pode ver diretamente o nível. Razoável. É simples. direto. Possui escala graduada em 1 mm e deve ser calibrada ou trocada a cada ano. mas usado apenas para medição operacional. radar. A pressão hidrostática resultante é proporcional ao valor desta altura. o usuário tinha uma instalação com deslocador móvel. ele mantém a mesma instalação do sistema anterior. Cada tipo pode ser a opção Excelente. todo vendedor vai dizer que o seu sistema é o melhor. borbulhamento (pressão diferencial). Não esquecer dos custos futuros de manutenção e calibração (sem calibração. Ruim e Não Aplicável. que não necessariamente é a mais adequada para a nova tecnologia. de vidro ou de plástico. o que não é verdade. Um problema muito encontrado é: o usuário tinha um sistema de medição de nível e. A trena é usada para calibrar outros medidores de nível. da densidade do 5 . posição oposta da bóia. A partir deste resumo pequeno. Trena Trena é o medidor manual padrão. (força de empuxo). capacitivo. quando em medição de transferência de custódia. sólidos em suspensão). deslocador. polias e escala é também direta e simples. mas por economia meio burra. líquido com sujeira. passando por uma polia e acionando o ponteiro de uma grande escala externa. Bóia e escala O sistema de medição de nível com bóia. classes de pressão e temperatura. com diferentes dificuldades (líquido com espuma. Obviamente. de facto. radiação. confiabilidade. ultra-sônico e laser. o leitor interessado deverá escolher umas duas a quatro opções e depois deve consultar a literatura especializada e a dos fabricantes. com o zero em cima e o 100% embaixo. por exemplo. (Com letra miudinha. para aprofundar o conhecimento dos sistemas focalizados. em algum dia. Atualmente todo fabricante idôneo fornece catálogos técnicos com detalhes de precisão. não há confiança na medição). dentro de um tubo acalmador e o substituiu por um sistema de radar. O custo será fornecido na época da especificação e cotação final. Boa. O sistema que só tinha desvantagens já desapareceu.A literatura especializada. ele o troca por outro sistema. pressão diferencial. A melhor antena para a medição com radar é a parabólica e não a antena de tubo acalmador e o usuário teve vários problemas com o radar devidos às incrustações no tubo acalmador. A bóia ou flutuador (float) fica em contato direto com o líquido e é presa por um cabo a um contrapeso. A seguir são mostrados os principais tipos de sensores de nível. fabricante de vários sensores diferentes de nível). A escala é invertida. Visor Visor é um tubo transparente. Cada sistema de medição possui vantagens e desvantagens. vê-se que é uma tabela da Endress + Hauser. o sistema que só apresenta vantagens ainda não foi desenvolvido. Comercialmente. considerando a aplicação de nível de líquidos e sólidos.

tem-se a pressão aplicada igual à pressão exercida pela coluna líquida. imóvel. com os transmissores microprocessados e auto-configuráveis. Um método que também se baseia na pressão hidrostática exercida pela coluna líquida é o por borbulhamento. O sistema de medição de nível por deslocador se resume na detecção e medição de um peso que varia com o nível. Quando o nível atinge o valor máximo calibrado. Um modo de contornar este problema é substituir o pote de selagem e a perna molhada por um repetidor pneumático de pressão. que não deve ter atrito. não há vazão do gás. Quando a pressão fica aproximadamente igual à pressão da coluna líquida começa haver o borbulhamento do ar ou gás inerte. O deslocador é suspenso de um transmissor de nível. para determinar a faixa de medição correspondente. O cálculo correto do peso e do tamanho do deslocador. Para esta medição. a medição de nível por pressão diferencial é feita apenas por motivos operacionais e não é usada para medições mais precisas e exigentes. A pressão hidrostática no começo da coluna líquida independe do formato do tanque. 6 . Neste ponto limite. com o tanque em nível zero e em 100%. o peso aparente do deslocador diminui. não se desloca. Quando o nível sobe. Nessa posição ele apresenta o mínimo peso aparente e o transmissor deve gerar sinal correspondente a 100% do nível. Às vezes. porém é limpa e seca. O comprimento do deslocador nunca pode ser menor que o nível a ser medido. quando são necessárias duas tomadas físicas da pressão. Há quem que estranhe o fato de se chamar o sensor fixo de deslocador. Deslocador imóvel A medição de nível por deslocador se baseia na lei de Arquimedes. Deve-se tomar o cuidado de se ter a temperatura também constante. purgador de condensado. apresenta alguns problemas relacionados com faixas com elevação ou supressão de zero. chave seletora para aplicação de contra pressão para desentupimento do tubo. Seu peso é máximo e o sinal transmitido deve corresponder ao zero da escala de medição. com rotâmetro de purga. Devem-se analisar matematicamente as pressões de alta e de baixa. Os problemas práticos que aparecem e devem ser superados são: A selagem do sistema detector do transmissor com o tanque de processo. de modo que o peso do deslocador não lhe fique aplicado durante muito tempo. como transferência de custódia. pois a densidade do líquido depende da sua temperatura. mas desloca o líquido em seu redor e com este deslocamento do líquido. o deslocador está imediatamente acima do nível e totalmente fora do líquido. Realmente o sensor está livre. é conveniente adicionar ao sistema uma proteção ao transmissor. O repetidor tem a pressão de saída igual à pressão de entrada. o deslocador perde peso. que detecta a força (peso) variável. inclinações nas linhas de transmissão. Enquanto a pressão da coluna líquida for maior que a pressão aplicada. dependendo da densidade do líquido cujo nível é medido e a densidade do fluido de enchimento da perna molhada. a instalação prática é muito mais complicada. mantendo assim uma relação linear e proporcional entre o peso e o nível do líquido. Atualmente. Transmite-se esta pressão e tem-se o nível medido. Por este motivo. o da eureka: quando um corpo é submerso em um líquido. ele perde peso igual ao peso do líquido deslocado. o deslocador deve estar totalmente submerso.fluido e da aceleração da gravidade local. deve suportar as pressões e temperatura do processo e não sofrer corrosão do líquido. A medição de nível de tanque pressurizado. é mandatório que a densidade seja constante. Quando o nível é mínimo. não há este tipo de problema. Borbulha-se gás inerte ou ar puro através de um tubo de vidro com a extremidade no fundo do tanque. Obviamente.

porém a maior dificuldade está na freqüente e cara manutenção do sistema que possui muitas peças móveis. O medidor de nível utiliza como elemento sensor um pequeno deslocador com densidade maior que a do líquido cujo nível é medido. O deslocador é suspenso por um cabo flexível que se enrola em um tambor de medição com ranhuras. pois. Medidor capacitivo A capacitância depende diretamente do dielétrico e da área das placas e é inversamente proporcional à distância entre as placas do capacitor. que constitui o dielétrico do capacitor. Este servo motor está acoplado ao eixo sem fim que aciona a coroa dentada e consequentemente. Na balança de equilíbrio. A medição com deslocador móvel apresenta precisão compatível com medição de transferência de custódia. Este sistema de medição de nível foi desenvolvido pela empresa holandesa Enraf Nonius. A tensão mecânica do fio que sustenta o deslocador é igual à diferença entre o peso do deslocador e o empuxo correspondente ao volume do líquido deslocado pela parte submersa. 7 . o tambor de medição.A densidade do material do deslocador deve ser sempre maior que a densidade do líquido do tanque. que mede continuamente o peso aparente do deslocador. que são detectadas pela balança capacitiva de equilíbrio através do deslocamento das placas centrais. Este método pode ser usado para líquido condutor e para líquido não condutor. é possível medir o nível de um tanque a partir da medição da capacitância do tanque. O nome é incorreto. o deslocador fica parcialmente imerso no líquido permitindo a sua aplicação em líquidos com turbulência na superfície e com variações de densidade do produto. já que a ação do integrador proporciona um nível estável e preciso. através de um circuito eletrônico com servomotor reversível. em vez de fixo. O eixo do servomotor aciona o indicador mecânico de nível integral e o codificador óptico utilizado para transmissão remota de nível e temperatura. Há quem chame o deslocador móvel de flutuador ou de bóia. mesmo quando totalmente imerso mantém o cabo de medição sempre tencionado. na realidade o elemento sensor não flutua. Assim. as placas centrais são tencionadas por duas molas para contrabalançar a tensão do fio e manter o deslocador em equilíbrio. que é o seu peso real modificado pela força de empuxo exercida pelo produto sobre o deslocador parcialmente imerso. até que seja obtida novamente a imersão correta. O eixo do tambor de medição está acoplado a uma balança capacitiva de equilíbrio. mesmo com turbulência na superfície do fluído. frágeis e de mecânica fina. mas fica submerso total ou parcialmente no líquido cujo nível está sendo medido. Deslocador móvel É possível se medir nível com um deslocador móvel. As variações de nível provocam alterações no peso aparente do deslocador. Utiliza-se o princípio de servomecanismo para eliminar os efeitos de atrito mecânico que prejudicam a sensibilidade e a precisão do sistema. Variando sua capacitância em relação às placas laterais ativas. Na condição de equilíbrio. O peso do deslocador. de modo a fazer subir ou descer o deslocador. Um circuito integrador com ajuste de tempo permite a medição estável do nível.

03 mm Estas ondas ou sinais diferem entre si pela freqüência. Estes isótopos são de baixa potência. que têm um grande poder de penetração e não são defletidos. A fonte perde potência quando se desintegra. Por exemplo. é possível usá-lo através do eco ou reflexão.5% por ano. segundo uma equação exponencial simples e conhecida. capacidade de penetrar materiais. É um sistema extremamente simples. A taxa de decaimento é expressa como meia vida. ultra-som (microondas). Detector da radiação. a sua radiação penetra no líquido ou sólido cujo nível se quer medir. é absorvida proporcionalmente ao tamanho do nível e à sua densidade. Fonte de material radioativo (Cs 137 ou Co 60) que se desintegra continuamente. quando a fonte estiver fora de operação ou em transporte. alfa. beta e gama. propriedade de ser defletida ou não. colocado entre a fonte e o detector. 2. é sua capacidade de penetrar em outros materiais. o Co 60 tem meia vida de 5. O Cs 137 tem meia vida de 30 anos e decai 2. laser e radiativo A radiação em diferentes freqüências pode ser usada para medição de nível. 3. colocado em uma cápsula com parede dupla de aço inoxidável. colocado dentro do campo radioativo da fonte. Há um obturador para fechar a janela. A cápsula é contida em uma estrutura construída de modo a permitir a saída do raio de radiação através de uma janela muito estreita. depois do estúpido acidente (acidente?) com o Césio. portanto decai 12. O medidor radiativo tipicamente é uma fonte de raios gama. beta e gama) Tipo de onda Ultra-som Radar Laser Raios gama Freqüência 40 kHz (kilohertz) 10 GHz (gigahertz) 10 THz (terahertz) 10 ZHz (zettahertz) Comprimento 120 km 30 mm 0. Os paradigmas são: 8 . pois ele é o fim de linha de todas as cadeias de desintegração de materiais pesados. principalmente no Brasil. Material que se quer medir o nível. A radiação nuclear pode ultrapassar paredes metálicas. sem contaminá-los. Isto significa que as fontes gama podem ser usadas na medição de nível de alimentos e remédios. Quando o sinal é muito fraco e menos penetrante. em Cezarina. modo de propagação.Medidor radar. laser (luz infravermelha) e radiatividade (raios alfa. GO. entre outras características. São usados os isótopos radiativos Cobalto 60 (Co 60) e o Césio 137 (Cs 137). ultra-sônico. Medidor radiativo A diferença básica entre as três radiações. o período de tempo durante o qual a fonte perde metade de sua potência.3 anos e. O chumbo é um material especial na radiação. porém não é muito usado porque existem preconceitos e mal entendidos. comprimento de onda.3% por ano. Estas freqüências incluem: radar. enquanto é bloqueada em todas as outras direções por uma blindagem de chumbo. A grande vantagem do sistema de medição radiativo é a possibilidade de se medir nível de sólidos. O sistema de medição de nível através da radiação nuclear é constituído de: 1. A fonte de radiação é construída em um invólucro cerâmico. Há dois pontos importantes relacionados com o decaimento radiativo: O decaimento produz energia eletromagnética que não pode induzir outros materiais se tornarem radioativos.

1 mm! Porém. 2. ele é misturado com o sinal que está sendo transmitido neste momento. Acetaldeido.. para melhorar a precisão da medição. A 9 . Um transmissor d/p cell pode cair e quebrar o pé de um instrumentista ou operador descuidado. Acetona. de modo que ele envia uma freqüência linear varrida em uma largura de faixa fixa e tempo varrido. Gases que conhecidamente afetam a transmissão das ondas de radar são: Oxido de propileno. Este diferença entre a freqüência transmitida e recebida é proporcional à distância até a superfície. Esta técnica pode ser combina com a Amostragem de Tempo Equivalente. Metanol. que se baseia na Refletometria no Domínio do Tempo. O medidor transmite um sinal com uma freqüência variando continuamente. nem o funcionário do fabricante acredita nesta especificação. Éter propílico. não há problema de saúde. Geralmente a medição é contínua e se aplica em nível de líquido. Isto faz o sinal ser refletido da fonte para retornar diretamente para o sensor. O sistema mede o nível com uma precisão de ±1 mm. Quando o sinal vai para baixo até a superfície do produto e é refletida de volta para a antena. o perigo de usar material radioativo é grandemente exagerado. que é muito mais eficiente do que a propagação através do ar. Quando se faz um projeto correto e se entendem todos os conceitos envolvidos. A saída do detector é um sinal de freqüência que é igual à diferença entre o sinal enviado e o refletido. Há fabricantes (e. perpendicular à superfície do líquido.g. que é uma parte mais velha da varredura do radar. embora a escreva na documentação técnica. tipicamente microondas na faixa de 10 GHz (banda X). o custo do sistema é assumido ser muito alto. Desde que o sinal transmitido alterou levemente a freqüência durante o tempo que ele foi e voltou. Gás Liquefeito de Petróleo. Há fabricantes (e.. O tempo de propagação do sinal refletido é medido pelo controle do oscilador (sensor). O medidor de tanque a radar transmite microondas na direção da superfície do líquido. segurança. O detector radar é exposto simultaneamente à varredura enviada do radar e ao sinal de retorno refletido. Saab) que utilizam a técnica da freqüência modulada (FMCW – Frequency Modulated Continuous Wave – Onda contínua com freqüência modulada). que é uma distância pequena para a técnica de radar.1. Magnetrol) que utilizam a técnica de onda guiada. Nesta faixa de energia. A principal desvantagem técnica é que a fonte de radiação de reserva está se desintegrando de modo idêntico a fonte em uso. o sistema não é mais perigoso que nenhum outro. tipicamente menores que 0. Os dispositivos envolvidos são os prosaicos transistores e diodos para gerar e detectar as microondas. Medidor de nível tipo radar O sistema de medição de nível com radar usa ondas eletromagnéticas. Éter etílico. misturando o sinais transmitido e refletido resulta em um sinal com uma baixa freqüência. licença ou considerações de contaminação. Amônia. Isto não é verdade em si e a simplicidade do sistema pode compensar o custo. Com o modo MIP (Microwave Interferometer Precision) o catálogo diz que a precisão admirável é de ±0. As emissões são de baixa potência. O caminho do sinal é afetado pelo tamanho da antena. onde os pulsos eletromagnéticos de alta freqüência se propagam através de um guia de onda. O sensor radar é montado no topo do vaso e é dirigido para baixo. Esta diferença em freqüência ou diferença de tempo é diretamente proporcional ao tempo de propagação e assim à distância entre o sensor e o nível do líquido.015 mW/cm2 pois as aplicações indústriais requerem geralmente faixas menores que 30 m.g.

5. Conhecimento das dimensões corretas do tanque: ponto de zero superior do tanque. A intensidade do som diminui com o quadrado da distância e por isso o eco se torna exponencialmente mais fraco quando se aumenta a faixa de calibração do nível. como amônia e gás liquefeito de petróleo. seu eco não será dirigido de volta para a fonte e o tempo total de propagação não é diretamente proporcional à distância vertical. 2. 6. 2. antena para tubo acalmador. ponto de colocação do radar. requerem antenas especiais e mais caras. Apresenta problema em aplicação com sólido. 3. se possui marolas. se afeta as ondas de radar. A antena pode ser colocada externamente.velocidade da onda eletromagnética é difícil de medir em distâncias pequenas e por isso a precisão é ruim. 3. onde apenas uma parte do eco total volta verticalmente para a fonte. As principais dificuldades na medição de nível com radar são: 1.6 m/s por cada oC de variação de temperatura. A operação do sistema pode tolerar revestimento do sensor. É uma medição de sensor sem contato com o fluido 4. tem-se: 1. No caso do ar. que é muito mais preciso e fácil de medir. antena para Gás Liquefeito de Petróleo. Para medir o tempo de propagação do eco de um pulso ultra-sônico. onde a parabólica é a escolha default e as alternativas são: antena cônica. A amostragem de tempo equivalente captura o sinal eletromagnético em tempo real (10-9 s) e o reconstrói em tempo equivalente (10-3 s). A velocidade de propagação aumenta como aumento da temperatura em cerca de 0. por causa do sinal fraco de reflexão. é essencial que alguma energia sônica seja refletida. ele varia de 0. Escolha da antena mais apropriada. Material fofo ou sujeira solta são ruins refletores. reflexão. Como desvantagem. 10 . Apresenta alta precisão em faixa de 1. pois tendem a absorver o pulso sônico. É uma técnica de medição de nível relativamente muito cara. A compensação da temperatura na medição de nível é essencial porque a velocidade do som é proporcional à raiz quadrada da temperatura. se possui espuma. propagação e absorção. sanitários) 2. Pode se medir nível de líquidos complexos (tóxicos. Não se requer licença legal (como o radiativo) 3. turbulência da superfície e espuma no líquido (melhor que laser e ultra-som). perigosos. A diminuição da energia sonora é causada pela dispersão (distância percorrida) e pela absorção da substância através do caminho. Nenhuma recalibração é requerida quando se altera as condições de processo. Tipo do líquido cujo nível é medido: se limpo. pois a mudança do líquido não afeta a velocidade e freqüência e processamento do sinal. A propagação do som resulta em sua dispersão e perda de intensidade. É também importante que a superfície refletora seja plana e como o ângulo de reflexão é igual ao de incidência. Líquidos e sólidos com partículas grandes e duras são bons refletores. As principais vantagens da técnica de medição de nível com radar são: 1. Superfícies irregulares resultam em reflexão difusa. se o pulso sônico é refletido de uma superfície inclinada.5 a 60 m.2% por oC. Só é aplicada em processo com líquido limpo. totalmente isolada do processo. Medidor ultra-sônico As características do som são determinadas pela temperatura. Alguns líquidos.

Measurement of Level and Temperature in Storage Tanks by Automatic Methods -. que irá consultar o que diz a norma. 7. A documentação também deve ser atualizada e estar de conformidade com o as built da instalação. 1985. a severidade de uso. Petroleum and Liquid Petroleum Products -. a conseqüência de uma não conformidade devida ao instrumento descalibrado.doc 13 JUL 07 11 . que é colocado acima ou externamente ao tanque. propagação ou absorção do processo. quando o tanque for aberto para inspeção.Part 1: Measurement of Level in Atmospheric Tanks. Process Measurement and Analysis. Instrumentation. Conclusão A medição precisa e confiável do nível embora fácil. que afetam a potência do eco. B. como o radar.. o tipo do instrumento. Medir nível é relativamente fácil. como foi? Referências bibliográficas e leitura adicional 1. quando comparada à medição de temperatura e vazão. Apostilas DOC/Artigos Medição Nível.. Calibração de Nível Todo sistema de medição deve ser calibrado periodicamente. S. 1995. 4. Noltingk.Um transmissor ultra-sônico está sujeito a muitas interferências. ISO 4266-1 Petroleum and Liquid Petroleum Products . E. É claro que a posição destes pinos deve ser calibrada periodicamente.Equipment for Measurement of Liquid Levels in Storage Tanks – Manual Methods. para a instalação correta do medidor de nível. 1998. O período de calibração deve ser definido exclusivamente pelo usuário. Muitos destes fenômenos estão além do controle do fabricante de instrumento. 2000. ISO 4512. 6. A. G. os fabricantes. ed. ed. ed. E o nível do artigo. 3. Principles of Measurement and Instrumentation. Quando não se pode usar a trena através da boca de medição de tanques pressurizados e refrigerados. O instrumento pode fazer compensação da temperatura. 2a. OIML R71 – Fixed Storage Tanks. 3ª. porém é incapaz de alterar a reflexão. General Requirements. 2a. os laboratórios. B. 1995. 1994. Lipták.. calibrar sistemas automáticos de medição de nível é também fácil e controlar nível é mais fácil ainda. focalizar e amplificar o sinal do pulso. O padrão de calibração dos medidores de nível é a trena. 1993. OIML R85 – Automatic Level Gauges for Measuring the Level of Liquid in Fixed Storage Tanks.. Butterworth Heinemann. evitar a condensação. Morris. o nível do pessoal de operação e manutenção envolvido. deve-se conhecer totalmente a geometria do tanque. Prentice Hall.. constroem-se pinos em alturas conhecidas dentro do tanque e pode-se calibrar o radar pela posição conhecida destes pinos. 5. requer certos cuidados e o completo conhecimento dos detalhes da aplicação. 2. Butterworth Heinemann.. Para transferência de custódia.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful