You are on page 1of 3

Hebreus país : Os antigos hebreus (etnônimo possivelmente oriundo do termo hebraico Éber, ou ‫,עברים‬ transl.

ʿIvrim, significando "descendentes do patriarca bíblico Éber") foram um povo semítico da região do antigo corredor sírio-palestino, localizado no Oriente Médio. Origens Os hebreus são povos semitas originários da Mesopotâmia que passou pela Babilônia e pela
Síria, mas se estabeleceram e viveram no Oriente Médio cerca do segundo milênio a.C. e que mais tarde originou os semitas como os judeus e os árabes, mas posteriormente o termo hebreu foi associado somente ao povo judeu.. Os doze filhos de Jacó dão origem as doze tribos que formavam o povo

hebreu. Por volta de 1700 AC, o povo hebreu migra para o Egito, porém são escravizados pelos faraós por aproximadamente 400 anos. A libertação do povo hebreu ocorreu por volta de 1300 AC. A fuga do Egito foi comandada por Moisés, que recebeu as tábuas dos Dez Mandamentos no monte Sinai. Durante 40 anos ficaram peregrinando pelo deserto, até receberem um sinal de Deus para voltarem para a terra prometida, Canaã.

Reinos : A seqüência de lutas e problemas sociais criou a necessidade de um comando militar único. Os hebreus adotaram então, a monarquia. O objetivo era centralizar o poder nas mãos de um rei e, assim, ter mais força para enfrentar os povos inimigos, como os filisteus. O primeiro rei dos hebreus foi Saul (1010 a.C.). Depois veio o rei Davi (1006-966 a.C.), conhecido por ter vencido os filisteus (segundo a Bíblia, ele derrotou o gigante filisteu Golias). Com a conquista de toda a Palestina, a cidade de Jerusalém tornou-se a capital política e religiosa dos hebreus.
O sucessor de Davi foi seu filho Salomão, que terminou a organização da monarquia hebraica e seu reinado marcou o apogeu do reino hebraico. Durante o reinado de Salomão (966-926 a.C.), houve um grande desenvolvimento comercial, foram construídos palácios, fortificações, a construção do Templo de Jerusalém, criou um poderoso exército, organizou a administração e o sistema de impostos. Montou uma luxuosa corte, com muitos funcionários e grandes despesas. Para poder sustentar uma corte tão luxuosa, Salomão obrigava o povo hebreu a pagar pesados impostos. O preço dessa exploração foi o surgimento de revoltas sociais. Com a morte de Salomão, essas revoltas provocaram a divisão religiosa e política das tribos e o fim da monarquia unificada. Formaram-se dois reinos: ao norte, dez tribos formaram o reino de Israel, com capital em Samaria e, ao sul, as duas tribos restantes formaram o reino de Judá, com capital em Jerusalém. Em 722 a.C., os reinos de Israel foram conquistados pelos assírios, comandados por Sargão II. Grande parte dos hebreus foi escravizada e espalhada pelo Império Assírio. Em 587 a.C., o reino de Judá foi conquistado pelos babilônios, comandados por Nabucodonosor. Os babilônios destruíram Jerusalém e aprisionaram os hebreus, levando-os para a Babilônia. Esse episódio ficou conhecido como o Cativeiro da Babilônia. Os hebreus permaneceram presos até 538 a.C., quando o rei persa Ciro II conquistou a Babilônia, e puderam então à Palestina, que se tornara província do Império Persa e reconstruíram então o templo de Jerusalém. A partir dessa época, os hebreus não mais conseguiram conquistar a autonomia política da Palestina, que se tornou sucessivamente província dos impérios persa, macedônio e romano. Durante o domínio romano na Palestina, o nacionalismo dos hebreus fortaleceu-se, levando-os a se revoltar contra Roma. No ano 70 da nossa era, o imperador romano Tito, sufocou uma rebelião hebraica e destruiu o segundo templo de Jerusalém. Os hebreus, então, dispersaram-se por várias regiões do mundo. Esse episódio ficou conhecido como Diáspora (Dispersão). No ano de 136, sofreram a Segunda Diáspora, no reinado de Adriano (imperador romano), os judeus foram definitivamente expulsos da Palestina. Dispersos pelo mundo, o povo israelita, organizou-se em pequenas comunidades. Unidos, preservaram os elementos básicos de sua cultura, como a linguagem, a religião e alguns objetivos comuns, entre eles voltar um dia à Palestina. Assim, os hebreus se mantiveram como nação, embora não constituíssem um Estado. Somente em 1948, os judeus puderam se reunir num Estado independente, com a determinação da ONU (Organização das Nações Unidas), que criou o Estado de Israel. Decisão que criou sérios problemas na região do Oriente Médio, pois com a saída dos judeus da Palestina, no século I, outros povos, principalmente de origem árabe ocuparam e fixaram-se na região. A oposição dos árabes à existência do Estado de Israel, tem resultado em continuados conflitos na região.

Por isso. filho de Davi. este povo dedicou-se e obteve muito sucesso no comércio marítimo. composto por 22 letras. provocando a segunda diáspora judaica. destrói o templo de Jerusalém e deporta grande parte da população judaica. principalmente antes de momentos importantes. Mantinha contatos comerciais com vários povos da região do Oriente. o povo hebreu retoma o caráter de unidade após a criação do estado de Israel. estes povos desenvolveram o primeiro alfabeto fonético da história. Após o reinado de Salomão. O mesmo foi o principal legado deixado pelos fenícios. ocupando a região da Pérsia (atualmente Irã. Legado e alfabeto: Em virtude da necessidade de facilitar as trocas comerciais. . mantendo a cultura e a religião. os romanos invadem a Palestina e destroem o templo de Jerusalém. religião: A religião fenícia era politeísta e antropomórfica. fazendo do comércio a principal fonte de desenvolvimento econômico. território do atual Líbano. FENICIOS . destroem a cidade de Jerusalém. as tribos dividem-se em dois reinos : Reino de Israel e Reino de Judá. visto que serviu para a criação dos alfabetos grego e latino. Em 721 começa a diáspora judaica com a invasão babilônica. Tiro e Sidon. sendo que cada cidade possuía seu deus (baal = senhor). As cidades fenícias que mais de desenvolveram na antiguidade foram Biblos. Acreditavam que através do sacrifício de animais e de seres humanos podiam diminuir a ira dos deuses. Em 1948. Iraque e Turquia). No século seguinte. os hebreus espalham-se pelo mundo. pais : A civilização fenícia desenvolveu-se na Fenícia. PERSAS país: Os persas formaram uma importante civilização na antiguidade oriental. No século I. praticavam esses rituais com certa freqüência. império: A política no estado persa era toda dominada e feita pelo imperador (rei). O imperador da Babilônia. Este povo dedicou-se às atividades comerciais. Após estes episódios. aparece a crença da vinda de um messias que iria juntar o povo de Israel e restaurar o poder de Deus sobre o mundo. usados pelo mundo ocidental. após invadir o reino de Israel. Neste momento de separação.Cultura e civilização: Jerusalém é transformada num centro religioso pelo rei Davi. organização politica : No aspecto econômico.

O rei era considerado uma espécie de deus na Terra.soberano absoluto que mandava e contralova tudo e todos. desta forma. declínio: A grande ambição de Dario I era a conquista da Grécia.historiadomundo. A partir deste momento. os imperadores persas começaram a ter enormes dificuldades para manter o controle do império. Porém em 490 a. a pagar tributos e a servir o exército persa. pelo exército de Alexandre.C. Os impostos eram cobrados pelos naturais do país. Os persas praticavam uma política de tolerância. Esta política era benigna. Esta religião foi criada em homenagem a Zoroastro ou Zaratrusta.com. porém. Organização: Os povos dominados pelos persas podiam conservar seus costumes. golpes e intrigas políticas. o poder era considerado de direito divino.C acabou sendo derrotado pelas cidades gregas. Seu filho Xerxes também realizou diversas tentativas de submeter os gregos. da Macedônia. sua religião e sua língua. e por isso o Império Persa teve muito mais duração do que o dos caldeus. Fontes : http://www. politica/religião: A religião persa era dualista (existência do bem e mal) e tinha o nome de Zoroastrismo ou Masdeísmo. Estas campanhas foram chamadas de Guerras Greco-Pérsicas. Eram obrigados. deixando aos povos conquistados todas as suas leis. as quais se uniram sob a liderança de Atenas. com a multiplicação de revoltas. resultando na sua conquista em 330 a. Os persas unificaram o Oriente sob o seu domínio. o grande profeta e líder espiritual que criou a religião. costumes etc. suas leis. Estes fatores contribuíram para o declínio do mesmo. o Grande.br/hebreus/ .