P. 1
Pis Cofins Entrada Importacao

Pis Cofins Entrada Importacao

|Views: 5|Likes:
Published by jonecunha

More info:

Published by: jonecunha on Sep 10, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/10/2014

pdf

text

original

http://www.comexblog.com.

br/importacao/calculando-uma-nf-de-entrada-na-importacao

Calculando uma NF de Entrada na Importação
   
28 de setembro de 2010 18:52 Margarete Tamanini Importação 33 comentários

Por Margarete Páscoa Tamanini* | @comexblog Dentre os contextos importantes abordados no comércio exterior, os gestores das empresas neste seguimento devem estudar e planejar os assuntos relacionados a área tributária. Visto que, um mau planejamento pode acarretar em prejuízo para os empresários. Outro ponto importante preenchidas/apresentadas. que devemos considerar são as obrigações assessórias a serem

Uma das obrigações assessórias de grande importância, que já é cediço pelos empresários, é a nota fiscal, que se não preenchida de forma correta, pode ser considerada pelo fisco como um documento fiscal inidôneo, podendo acarretar em penalização, através de multa pecuniária para o emitente e para o destinatário. A nota fiscal pode ser definida como um documento que tem por finalidade o registro de uma transferência de propriedade sobre um bem/mercadoria/produto ou uma atividade comercial prestada por uma empresa. Registra operações no qual destina-se ao recolhimento de impostos e o não recolhimento caracteriza sonegação fiscal. Além de ser obrigatório sua utilização no transporte do bem/mercadoria/produto. Entretanto, as notas fiscais podem também ser utilizadas em contextos mais amplos como na regularização de doações, brindes, armazenagens, remessas, etc. Sendo que tal conceito se ampliou com o início da NFe (nota fiscal eletrônica), que tem-se por um documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, com o intuito de documentar operações e prestações, cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e por autorização de uso concedida pela SEFAZ, antes da ocorrência do fato gerador. Sendo que, em se tratando da NFe para uso no trânsito das mercadorias, deverá ser utilizado o DANFE (Documento Auxiliar de NFe). Tal obrigação assessória deve ser emitida pelo importador depois de nacionalizada a mercadoria, para liberação da mesma no porto e registro nos livros fiscais e contábeis do importador, caracterizando sua compra ou entrada do exterior. E posteriormente na sua venda ou remessa, dependendo da modalidade de importação aplicada no processo.

2. Sabemos que todos os campos da nota fiscal devem ser preenchidos e existe um campo específico para informação das despesas de importação (Outras Despesas Acessórias). . Importante:   O PIS e a COFINS da importação.4 – PIS – importação.3 – IPI. se houver. acrescido do valor do ICMS incidente no desembaraço aduaneiro e do valor das próprias contribuições. PIS/COFINS NACIONALIZAÇÃO Como Calcular: A base de cálculo da Contribuição para o PIS/Pasep – Importação e da Cofins – Importação é: o valor aduaneiro. alínea “h” do Convênio S/Nº de 1970. incido IV. devem ter seus valores descritos no campo de “Informações Complementares”. conforme consta no artigo 19. 2. 2 – O Valor Total da NF será o somatório de: 2. IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO Como Calcular: Valor FOB + Frete + Seguro (Valor CIF) + Adicional = Base de cálculo Base de cálculo x Alíquota = Valor do Imposto de Importação 2. O valor das mercadorias será compreendido pela soma de: CIF + Impostos de Importação. 2. assim entendido o valor que servir ou que serviria de base para o cálculo do imposto de importação. ou mesmo no próprio corpo da NF. 2.5 – COFINS – importação.1 – Valor das mercadorias. MEMÓRIA DE CÁLCULO DOS IMPOSTOS NA IMPORTAÇÃO 1. se alíquota positiva. na incidência sobre a importação de bens. Vale lembrar que tais despesas serão registradas como custo para cálculo da nota fiscal de saída e registradas na contabilidade. 2. segue material sobre forma de emissão de nota de entrada de importação e cálculo dos impostos de nacionalização: EMISSÃO DE NOTA FISCAL DE ENTRADA DE IMPORTAÇÃO: 1. IPI NACIONALIZAÇÃO Como Calcular: Valor FOB + Frete + Seguro (Valor CIF) + II (Imposto de Importação) = Base de cálculo Base de cálculo x Alíquota = Valor do IPI 3.Para escalonar esta obrigatoriedade de emissão de nota fiscal. por não possuírem campo específico na NF.2 – ICMS.6 – Despesas (Demais gastos que incorreram no processo de importação).

o montante do próprio imposto.quaisquer outros impostos.VALOR DO ICMS (item 09 multiplicado pelo item 07): R$ 293. 2.00 3. bem como descontos concedidos sob condição.FÓRMULA – IN SRF nº 572: 3.o valor da mercadoria constante na DI. e b) frete.SUBTOTAL: R$ 1.00 6. 64 do RICMS/ES).Fator (100% – 17%): 83.Imposto de Importação. 6.Valor de outros impostos (PIS/COFINS): R$ 128.000.Despesas aduaneiras (TX de SISCOMEX): R$ 40.433.Valor CIF em reais: R$ 1.00% 9 – Base de cálculo=item 6 divido pelo item 8: R$ 1. 7. ICMS NACIONALIZAÇÃO BASE DE CÁLCULO DO ICMS NA IMPORTAÇÃO CORRESPONDE: 1.92 10. taxas. juros e demais importâncias pagas. recebidas ou debitadas.Imposto sobre Operações de Câmbio. caso o transporte seja efetuado pelo próprio remetente ou por sua conta e ordem e seja cobrado em separado.58 . EXEMPLO PRÁTICO: 1. 3.Valor do IPI – 15%: R$ 165.Alíquota do ICMS na importação: 17% 8.00 2.o valor correspondente a: a) seguros. 5.34 7.00 4.34 5.IPI. 4.Valor do II – 10%: R$ 100. convertido em moeda nacional pela mesma taxa de câmbio utilizada no cálculo do II (art. contribuições e despesas aduaneiras.726.

a metologia de cálculo é diferente desta aqui apresentada.Para os impostos das notas fiscais de saída. .

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->