Documentação

HiPath 3000/5000 V7 Sistemas IP
Descrição das facilidades
A31003-H3570-F100-5-7918

Communication for the open minded

Siemens Enterprise Communications www.siemens.com/open

Copyright © Siemens Enterprise Communications GmbH & Co. KG 2008 Hofmannstr. 51, D-80200 München No para pedido: A31003-H3570-F100-5-7918 As presentes informações contidas neste documento contêm apenas descrições gerais ou indicações de facilidades, as quais, em caso de uso concreto, nem sempre coincidem exactamente com a descrição, ou que podem ter sido alteradas por meio de novo desenvolvimento dos produtos. Por conseguinte, as facilidades desejadas apenas serão vinculativas, se tiverem sido estabelecidas por expresso nos. termos do contrato. Reserva-se a possibilidade de entrega e o direito de modificações. As marcas comerciais usadas são propriedade da Siemens Enterprise Communications GmbH & Co. KG ou do respectivo proprietário.

Communication for the open minded
Siemens Enterprise Communications www.siemens.com/open

hp3hp5featureTOC.fm Nur für den internen Gebrauch

Índice

Índice

0

1 Vista geral das facilidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-1 2 Facilidades para todos os tipos de tráfegos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-1 2.1 Reter . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-1 2.2 Parquear . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-3 2.3 Comunicação alternada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-5 2.4 Transferência antes do atendimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-6 2.5 Transferência depois do atendimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-8 2.6 Conferência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-10 2.7 Música em espera MOH (fonte interna/externa) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-13 2.8 Anúncios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-16 2.8.1 Suporte de anúncios analógicos na porta a/b e anúncios de IVM (anúncios de extensão) na rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-18 2.9 Consulta. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-20 2.10 Chamada de retorno . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-22 2.11 Identificação do modo de marcação das extensões analógicas . . . . . . . . . . . . . . . 2-24 2.12 optiPoint Attendant . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-25 2.13 Intercalar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-27 2.14 Indicação de sobrecarga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-29 2.15 Comutador partilhado (só para a Alemanha). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-30 2.16 Entry Voice Mail EVM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-31 2.17 Mensagem directa discreta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-33 2.18 Desvio diferido . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-36 3 Facilidades para tráfego em geral. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-1 3.1 Facilidades para tráfego de entrada em geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-1 3.1.1 Diferentes sinalizações de chamada. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-1 3.1.2 Visualização de chamada / Chamada em espera. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-4 3.1.3 Gestão de chamadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-6 3.1.4 Transferência automática diferida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-11 3.1.5 Transferência automática em caso de livre e ocupado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-14 3.1.6 Desvio de chamadas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-17 3.1.7 Selecção da caixa de correio de voz no Desvio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-20 3.1.8 Grupos de chamada para extensões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-22 3.1.9 Chamada de grupo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-23 3.1.10 Chamada de grupo com sinalização de ocupado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-25 3.1.11 Linha colectiva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-27 3.1.12 Exclusão da chamada de grupo / linha colectiva (stop hunt) . . . . . . . . . . . . . . 3-30 3.1.13 Distribuição de chamadas universal (UCD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-31 3.1.13.1 Filas de espera . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-36 3.1.13.2 Ordem de chamadas segundo prioridades. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-37
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

0-1

hp3hp5featureTOC.fm

Índice

Nur für den internen Gebrauch

3.1.13.3 Estados de extensão UCD. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.13.4 Disponível / Não disponível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.13.5 Pausa automática para processamento posterior (wrap up) . . . . . . . . . . . . 3.1.13.6 Anúncio memorizado / MOH Música em espera para UCD . . . . . . . . . . . . 3.1.13.7 Transbordo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.13.8 Atendimento automático de uma chamada UCD (AICC). . . . . . . . . . . . . . . 3.1.13.9 Serviço nocturno UCD . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.13.10 Indicação do estado dos grupos UCD . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.13.11 Agente externo UCD . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.13.12 Transferência para grupos UCD . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.13.13 Formatos de saída para os dados UCD . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.14 Supervisão silenciosa (só para os países seleccionados) . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.15 Não incomodar (Do Not Disturb, DND) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.16 Chamada silenciosa / Silêncio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.17 Lista de chamadores / Memorizar um número . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.18 Atendimento dentro de grupos de captura de chamadas. . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.19 Atendimento selectivo fora do grupo de captura de chamadas . . . . . . . . . . . . . 3.1.20 Captura da chamada atendida pelo atendedor automático . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.21 Informação de recepção de fax e atendedor automático . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.22 Diferir uma chamada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.23 Programação de números através do Manager T . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.24 ANI (só para os países seleccionados) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.25 Recusar chamadas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1.26 CLIP para extensões analógicas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2 Facilidades para tráfego de saída em geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2.1 Transmissão MF durante a chamada / Comutação temporária do modo de marcação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2.2 Bloqueio individual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2.3 Bloqueio central/Comutação de classe de acesso. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2.4 Comutação automática de classe de acesso (COS) segundo o tempo . . . . . . . . 3.2.5 Hotline . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2.6 PIN móvel (FlexCall). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.2.7 Divisão de canal B . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

3-38 3-40 3-41 3-42 3-44 3-45 3-47 3-48 3-49 3-50 3-51 3-54 3-56 3-58 3-59 3-62 3-64 3-66 3-67 3-68 3-69 3-70 3-71 3-73 3-78 3-78 3-80 3-82 3-84 3-87 3-89 3-91

4 Facilidades para a telefonia DSL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-1 4.1 Voice over IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-1 4.2 VoIP sobre H.323 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-3 4.3 Fornecedor de serviços de telefonia por Internet (ITSP) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-5 4.3.1 Acesso de extensão de telefonia DSL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-9 4.3.2 Acesso de sistema de telefonia DSL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-9 4.3.3 HiPath 3000 como gateway de telefonia DSL para HiPath 5000 . . . . . . . . . . . . . . 4-9 4.4 Comunicação de fax para a telefonia DSL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-10 4.5 IP/IP e2e payload via enterprise proxy através de Extended Fast Connect (EFC) . . 4-11 4.6 Facilidades dos terminais SIP. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-12 4.7 Análise dos dados da chamada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-15
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

0-2

hp3hp5featureTOC.fm Nur für den internen Gebrauch

Índice

5 Facilidades para tráfego de rede pública . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-1 5.1 Facilidades para tráfego de rede pública geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-1 5.1.1 Acesso básico ponto-multiponto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-1 5.1.2 Acesso básico ponto-multiponto (só para os EUA). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-2 5.1.3 Rotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-5 5.1.4 Teclas de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-8 5.1.5 Teclas de chamada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-11 5.1.6 Trânsito . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-13 5.1.7 Conversão de números em nomes na marcação abreviada central. . . . . . . . . . 5-16 5.1.8 Mensagem em espera (MWI) na interface de rede pública . . . . . . . . . . . . . . . . 5-17 5.2 Facilidades para tráfego de rede pública de entrada. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-18 5.2.1 Atribuição de chamadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-18 5.2.2 Sinalização acústica de chamadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-20 5.2.3 Serviço nocturno . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-22 5.2.4 Marcação directa. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-25 5.2.5 Ocupação selectiva do número de marcação directa pelo utilizador . . . . . . . . . 5-26 5.2.6 Sinalização óptica e acústica do número de marcação directa na chamada . . . 5-28 5.2.7 DISA (Direct Inward System Access) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-29 5.2.8 Condições de intercepção. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-31 5.2.9 Marcação directa MF. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-34 5.2.10 Anúncio antes do atendimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-36 5.2.11 Bloqueio de chamada com cobrança revertida por linha de rede (só para o Brasil) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-38 5.2.12 Bloqueio de chamada de cobrança revertida por extensão . . . . . . . . . . . . . . . 5-39 5.2.13 Marcação directa analógica com MFC-R2 (só para países com MFC-R2). . . . 5-40 5.2.14 Serviço de posto de operadora central (só para EUA) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-42 5.3 Facilidades para tráfego de rede pública de saída . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-44 5.3.1 Repetição de marcação do último número . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-44 5.3.2 Marcação abreviada central . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-47 5.3.3 Marcação abreviada central em sistemas partilhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-50 5.3.4 Marcação abreviada individual no sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-52 5.3.5 Tipo de ocupação de linha / Ocupação automática de linha. . . . . . . . . . . . . . . . 5-54 5.3.6 Marcação em bloco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-56 5.3.7 Supervisão de sinais acústicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-57 5.3.8 Detecção do fim de marcação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-59 5.3.9 Modo de marcação para a rede pública . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-60 5.3.10 Acesso à rede configurável / Controlo de marcação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-61 5.3.10.1 Interacção da classe de acesso em LCR (LCR COS) com o acesso à rede (COS). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-63 5.3.11 Grupos de relações de tráfego . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-65 5.3.12 Linha privada. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-67 5.3.13 Reserva de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-68 5.3.14 Supressão temporária da indicação do número . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-70 5.3.15 Lista de proibição para linhas livres comutadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-72
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

0-3

hp3hp5featureTOC.fm

Índice

Nur für den internen Gebrauch

5.3.16 5.3.17 5.3.18 5.3.19 5.3.20 5.3.21

Atribuição de números abreviados aos grupos de relações de tráfego (VBZ) . . Intercepção no caso de bloqueio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Marcação por bloco de teclas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Serviço de chamada de emergência E911 para os EUA (só para os EUA) . . . Corte da linha para uma chamada de emergência (a partir da V4.0 SMR-9) . . Rechamada automática em caso de livre (CCNR) na interface de rede pública . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5.3.22 CLIP no screening . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

5-73 5-74 5-75 5-77 5-79 5-80 5-81

6 Facilidades para tráfego interno. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-1 6.1 Tráfego interno . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-1 6.2 Tecla de chamada directa (Tecla DSS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-3 6.3 Nomes. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-8 6.4 Rechamada automática em caso de "livre" ou "ocupado" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-9 6.5 Porteiro eléctrico/ Trinco eléctrico. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-11 6.6 Chamada directa/ Atendimento automático/ Paging interno. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-12 6.7 Transferência a partir da mensagem por altifalante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-14 6.8 Sistema de procura de pessoas (SPP) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-15 6.8.1 Sistema de procura de pessoas simples . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-15 6.9 Textos info / Caixa de correio / Mensagem em espera. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-16 6.10 Textos de ausência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-20 6.11 Lista telefónica interna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-22 6.12 Lista telefónica LDAP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-24 6.13 Babyphone (supervisão de sala). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-27 6.14 Editar a marcação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-29 7 Facilidades para selecção automática de rota (LCR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-1 7.1 Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-1 7.1.1 Tipos de operadores. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-3 7.1.1.1 Mercury Communications Limited "single stage". . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-3 7.1.1.2 Mercury Communications Limited "two stage". . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-4 7.1.1.3 Dial-In Control Server (DICS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-5 7.1.1.4 Corporate Network (CN - Rede privada ). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-6 7.1.1.5 Operador principal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-6 7.1.2 Tabelas de roteamento. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-7 7.2 Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-14 7.2.1 Introdução. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-14 7.2.2 Tipos de operadores. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-16 7.2.3 Seleccionar um operador de rede alternativo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-17 7.2.3.1 Modos de acesso de operador suportados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-17 7.2.4 Análise de LCR segundo o tempo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-18 7.2.5 Regras de marcação LCR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-18 7.2.6 Identificação de rotas de ligação mais caras . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-19 7.2.7 Opções de transbordo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-19 7.2.8 Classe de acesso de LCR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-19
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

0-4

hp3hp5featureTOC.fm Nur für den internen Gebrauch

Índice

7.2.9 Carrier Select Override . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.10 Tratamento de números, destinos e códigos de feixes. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.11 Interligações com outras facilidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.11.1 Facilidades específicas de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.11.2 Facilidades da linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.12 Tabelas de roteamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.13 Plano de marcação LCR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.13.1 Regras para a criação de registos no plano de marcação LCR . . . . . . . . . 7.2.14 Tabela de rotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.15 Horários. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.16 Tabela de regras de marcação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.2.17 Princípio da função . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

7-19 7-19 7-20 7-20 7-20 7-21 7-21 7-23 7-23 7-24 7-24 7-27

8 Sistema partilhado (Tenant service) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-1 8.1 Configuração de um sistema partilhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8-2 9 Outras facilidades. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-1 9.1 Protecção de sinalização de canal de voz. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-1 9.2 Indicação de data e hora . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-2 9.3 Interruptores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-4 9.4 Sensores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-8 9.5 Saída de texto em vários idiomas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-10 9.6 Marcação associada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-12 9.7 Serviços associados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-14 9.8 Indicação da quantidade de extensões com acesso à rede pública . . . . . . . . . . . . . 9-16 9.9 Serviços durante a chamada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-17 9.10 Repor as facilidades activadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-18 9.11 Relocação / Mudança de número . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-20 9.12 Despertar / Compromissos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-25 9.13 Apagar todos os números . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-26 9.14 Team / Top . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-28 9.14.1 Configuração Team. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-28 9.14.2 Configuração Top . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-35 9.14.3 Grupos MULAP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-43 9.14.3.1 Funcionalidade MULAP geral . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-46 9.15 Memorizar procedimentos em teclas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-55 9.16 Indicação de display individual para cliente. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-59 9.17 Gravação de voz (Voice Recording; Live Call Record) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-60 9.18 Pré-requisitos para as aplicações ProCenter . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-62 9.19 Logótipos para terminais OpenStage . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9-65 10 Ligação em rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.1 Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.1.1 Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 . . . . . . . . . . . . . . . . 10.1.2 Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 e do HiPath 4000 V4 10-1 10-4 10-4 10-9

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

0-5

hp3hp5featureTOC.fm

Índice

Nur für den internen Gebrauch

10.1.3 Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000 V7 R4 e do HiPath 8000 V3.1 R2. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.2 Funcionamento como sistema secundário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.3 Ligação em rede SIP / SIP-Q . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.3.1 Ligação em rede IP com SIP, ligação de operador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.4 Rede de junções (E&M) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.5 Numeração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.6 Plano de numeração E.164. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.7 Classe de acesso com CorNet-N . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.8 Taxação em rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.9 Chamada de entrada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.10 Consulta / Transferência / Atendimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.11 Chamada de retorno . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.12 Chamada em espera. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.13 Sinalizações diferentes em rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.14 Rechamada no caso de livre / ocupado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.15 Indicação do número/nome. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.16 Desvio de chamadas com roteamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.17 Path Replacement (Optimização de rotas) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.18 Comunicação alternada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.19 Conferência. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.20 Posto de operadora central. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.21 Sinalização de ocupado em toda a rede (através do Presence Manager) . . . . . . 10.22 Sinalização de ocupado em toda a rede nooptiClient Attendant . . . . . . . . . . . . . 10.23 Utilização de servidores de correio de voz centrais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.24 DISA Interno (Direct Inward System Access Internal) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.25 Marcação abreviada central com o servidor de facilidades HiPath 5000 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26 QSig . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.1 Facilidades básicas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.2 Posto de operadora . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.3 Intercepção. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.4 Origem de intercepção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.5 Intercalar. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.6 Chamada de retorno. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.7 Mensagem em espera MWI, Message Waiting Indication . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.8 Sinalização de ocupado da central para todo o sistema . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.9 Repor código de bloqueio (a partir de V3.0 SMR-3) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10.26.10 Comutação de classe de acesso (a partir de V3.0 SMR-3) . . . . . . . . . . . .

10-14 10-15 10-16 10-17 10-18 10-20 10-22 10-24 10-26 10-28 10-29 10-30 10-31 10-32 10-33 10-34 10-35 10-37 10-39 10-40 10-41 10-43 10-45 10-47 10-48 10-49 10-50 10-53 10-54 10-54 10-54 10-55 10-55 10-55 10-56 10-56 10-57 11-1 11-1 11-3 11-4

11 Facilidades através de LAN/WAN. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11.1 Supervisão remota dos sistemas HiPath (Fault Management). . . . . . . . . . . . . . . . . 11.2 Administração de HiPath 3000/5000 através da interface LAN . . . . . . . . . . . . . . . . 11.3 CSTA via IP. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

0-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

hp3hp5featureTOC.fm Nur für den internen Gebrauch

Índice

11.4 Taxação central via IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-6 11.4.1 Cliente TFTP no HiPath 3000/5000 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-6 11.4.2 Cliente TCP nos HiPath 3000/5000 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-7 11.4.3 Servidor TFTP nos HiPath 3000/5000 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-7 11.5 Administração remota dos HiPath 3000 através de PPP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-8 11.6 Administração remota de produtos Plus através de PPP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-10 11.7 VPN Virtual Private Network . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-13 11.8 Domain Name Service dinâmico DynDNS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-14 11.9 Ampliações de serviço I/O . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-15 11.9.1 Interface CSTA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-16 11.10 Signaling & Payload Encryption (SPE) – Codificação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-17 11.11 Mobilidade IP (Mobil User Logon) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-23 11.12 Ampliação de Mobilidade IP (número de emergência) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-25 11.13 Canais DMC (Direct Media Connection) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11-28 12 Facilidades para o registo de dados das chamadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-1 12.1 Silent Reversal no início e no fim da chamada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-1 12.2 Indicação da taxação no posto de operadora durante a chamada . . . . . . . . . . . . . 12-2 12.3 Indicação da duração da chamada no terminal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-4 12.4 Taxação por extensão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-6 12.5 Taxação no posto de operadora . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-8 12.6 Management Information Bases por linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-11 12.7 Código de projecto. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-13 12.8 Taxação central . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-17 12.9 Monitorização de abuso de taxação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12-35 12.10 Printer Pipe Mode (aumento de alcance V.24 para os dados da chamada) . . . . 12-37 12.11 Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA) . . . . . . . . . . . 12-38 13 Facilidades RDIS. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-1 13.1 Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-1 13.1.1 Marcação directa (Direct Dialing In DDI). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-2 13.1.2 Números múltiplos (Multiple Subscriber Number MSN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-3 13.1.3 Número standard no lugar de MSN (número múltiplo) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-4 13.1.4 Indicação do número do chamador na extensão chamada (Calling Line Identification Presentation CLIP) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-5 13.1.5 Indicação do nome do chamador na extensão chamada (Calling Name Identification Presentation CNIP) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-6 13.1.6 CLIP programável . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-7 13.1.7 Supressão da indicação do número do chamador na extensão chamada (Calling Line Identification Restriction CLIR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-8 13.1.8 Indicação do número da extensão chamada no display do chamador (Connected Line Identification Presentation COLP). . . . . . . . . . . . . . 13-9 13.1.9 Supressão da indicação do número da extensão chamada no display do chamador (Connected Line Identification Restriction COLR). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-10 13.1.10 Indicação de taxação (Advice of Charge AOC). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-11
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

0-7

hp3hp5featureTOC.fm

Índice

Nur für den internen Gebrauch

13.1.11 Transferência de chamadas (Call Forwarding CF). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-12 13.1.12 Transferência para a rede pública . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-14 13.1.13 Desvio de uma ligação (Call Deflection CD) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-16 13.1.14 Sub-endereçamento (Subadressing SUB) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-17 13.1.15 Identificação de chamadas maliciosas (Malicious Call Identification MCID) . 13-18 13.1.16 Rechamada no caso de ocupado (Completition of Calls to Busy Subscribers CCBS) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-20 13.1.17 Retenção (Call Hold CH) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-21 13.1.18 Conferência (Three Party Service 3PTY) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-22 13.1.19 Chamada em espera (Call Waiting CW) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-23 13.1.20 Parque / Portabilidade de terminal (Terminal Portability TP) . . . . . . . . . . . . . 13-24 13.1.21 Sinalização Utilizador-Utilizador (User to User Signalling UUS1) . . . . . . . . . 13-25 13.1.22 Transferência de chamadas (Explicit Call Transfer ECT) . . . . . . . . . . . . . . . 13-26 13.1.23 Ligação ponto-a-ponto do lado da extensão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-27 13.1.24 Configurar códigos nacionais e internacionais para chamadas de saída . . . 13-28 13.1.25 Indicação no display do número A após o corte (por ex., Polícia) . . . . . . . . . 13-29 13.1.26 Bloqueio de chamada com cobrança revertida para linhas de rede RDIS . . 13-30 13.2 US ISDN (só para os EUA) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-31 13.2.1 Acesso primário (PRI) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-32 13.2.2 Acesso básico (BRI) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-37 13.3 Facilidades US ISDN (só para os EUA) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-40 13.3.1 Acesso básico ponto-multiponto. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-40 13.3.2 Selecção de serviços relativa à chamada (Call By Call, CBC). . . . . . . . . . . . . 13-41 13.3.3 Selecção de serviços fixa (predefinida) (Dedicated [Pre-Provisioned] Service Selection) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-43 13.3.4 Transferência (Transfer). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-44 13.3.5 Chamada em espera (Camp-On) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-45 13.3.6 Chamada de conferência (Conference Call) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-46 13.3.7 Acesso com direitos iguais (Equal Access) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-47 13.3.8 Selecção de acesso especial (Special Access Selection) . . . . . . . . . . . . . . . . 13-48 13.3.9 Marcação directa (Direct Dialing In DDI) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-49 13.3.10 Números múltiplos (Multiple Subscriber Number MSN) . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-50 13.3.11 Indicação do número do chamador na extensão chamada (Calling Line Identification Presentation CLIP) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-52 13.3.12 Transferência de chamadas (Call Forwarding CF). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-53 13.3.13 Retenção (Call Hold CH) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-54 13.3.14 Conferência (Three Party Service 3PTY) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-55 13.3.15 Chamada em espera (Call Waiting CW) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-56 13.3.16 Indicação do número da extensão chamada no display do chamador ou supressão da indicação do número (Connected Line Identification Presentation and Restriction COLP/COLR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-57 13.3.17 Identificação de chamador (Dialed Number Identification Service, DNIS) . . . 13-58 13.3.18 Selecção de um canal B (B Channel Selection). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13-59

0-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

hp3hp5featureTOC.fm Nur für den internen Gebrauch

Índice

13.3.19 Predefinição do canal B nas chamadas de saída (Originating B Channel Selection Implementation) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13.3.20 Predefinição do canal B nas chamadas de entrada (Terminating B Channel Selection) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13.3.21 Interligação do canal B (B Channel Cut-Through Operation) . . . . . . . . . . . . 13.3.22 Conversão de sinais de teclado digitais em sinais MF no PRI (Digital Keypad to DTMF Conversion on PRI). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13.3.23 Marcação em bloco (En-Bloc Sending). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13.3.24 Chamadas de dados (Data Calls) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13.3.25 EKTS base (Electronic Key Telephone System). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13.3.26 Call Appearance Call Handling Electronic Key Telephone System . . . . . . . 13.3.27 Indicação do número da extensão chamada e do chamador (Called and Calling Party Display). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13.3.28 Indicação do número da extensão chamada (Connected Party Display) . . . 13.3.29 Indicação de mensagem (Message Waiting) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13.3.30 Correio de voz interno (Internal Voice Mail) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14 O conceito Small Remote Site . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.1 Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.2 Activação da facilidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.3 Estados de funcionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.3.1 Funcionamento normal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.3.2 Funcionamento de emergência devido à falta da rede IP. . . . . . . . . . . . . . . . . 14.3.3 Funcionamento de emergência no caso de falha do sistema central HiPath 4000. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.3.4 Comportamento dos clientes IP Workpoint na filial, no funcionamento de emergência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.4 Requisitos do HiPath 3000 V5.0 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.4.1 Requisitos para o funcionamento de emergência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14.4.2 Configuração das extensões HiPath 3000 para o funcionamento de emergência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 HiPath ComScendo Service Resilience . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15.1 Definição . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15.2 Cenários com HiPath ComScendo Service Resilience suportados. . . . . . . . . . . . . 15.2.1 PC HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo –> RSM HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15.2.2 PC HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo Service –> HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15.2.3 HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo –> HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15.3 Notas acerca da configuração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

13-60 13-61 13-62 13-63 13-64 13-65 13-66 13-67 13-68 13-69 13-70 13-71 14-1 14-1 14-2 14-2 14-2 14-3 14-4 14-5 14-6 14-7 14-8 15-1 15-1 15-4 15-4 15-5 15-6 15-7

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

0-9

hp3hp5featureTOC.fm

Índice

Nur für den internen Gebrauch

16 Mobility Entry (não para os EUA) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.1 Definição . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.2 Facilidades para a extensão móvel. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.2.1 Marcar números de telefone. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.2.2 Programação do desvio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.2.3 Activar e desactivar Não incomodar. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.2.4 Transmissão de texto info com opção de selecção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.2.5 Repor todos os serviços . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.2.6 Activar e desactivar supressão do número . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16.3 Facilidades do sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

16-1 16-1 16-4 16-5 16-5 16-6 16-6 16-7 16-7 16-8

Índice remissivo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Z-1

0-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Vista geral das facilidades

1

Vista geral das facilidades

HiPath 3000/5000 V7, A31003-H3570-F100-5-7918

A tabela seguinte apresenta uma vista geral das facilidades aqui descritas. Tema Facilidades para todos os tipos de tráfegos Facilidades para a telefonia DSL Facilidades para tráfego de entrada em geral Facilidades para tráfego de saída em geral Facilidades para tráfego de rede pública geral Facilidades para tráfego de rede pública de entrada Facilidades para tráfego de rede pública de saída Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA) Facilidades para tráfego interno Sistema partilhado (Tenant service) Outras facilidades Ligação em rede Facilidades para o registo de dados das chamadas Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA) US ISDN (só para os EUA) Facilidades US ISDN (só para os EUA) Facilidades através de LAN/WAN O conceito Small Remote Site HiPath ComScendo Service Resilience

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

1-1

Vista geral das facilidades

Nota relativa ao Serviço HiPath 5000 ComScendo: As abreviaturas nas tabelas significam o seguinte:
● ● ● ●

X (sim), - (não), G (possível através do Gateway) e XG (possível em associação com o Gateway).

Apenas os terminais IP são suportados pelos sistemas de HiPath 5000 ComScendo Service; estes terminais são o optiPoint 410, optiPoint 420, optiClient 130, OpenStage CorNet-IP (HFA) e optiPoint WL2 professional. Na coluna referente ao sistema do Serviço HiPath 5000 ComScendo não são indicados limites de configuração relacionados a Gateways, pois os limites de configuração dependem do tipo e do número de Gateways. Este é o caso, por exemplo, dos anunciadores.

1-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Reter

2
2.1
Definição

Facilidades para todos os tipos de tráfegos
Reter

O utilizador de uma extensão interna pode colocar uma chamada em retenção. Retenção significa que a ligação não será interrompida, enquanto o utilizador estiver a executar uma outra função. O utilizador pode em seguida retomar a chamada retida ou efectuar outra chamada. Diferencia-se entre retenção geral e exclusiva. Na retenção geral, a chamada pode ser retomada por qualquer utilizador, enquanto que na retenção exclusiva a chamada só pode ser retomada pelo utilizador que a colocou em retenção. Os parágrafos a seguir descrevem outras situações relacionadas à retenção:

Chamada em espera Quando um utilizador está numa chamada e uma segunda chamada está a espera para ser atendida, o utilizador pode folhear até à opção Atender chamada em espera e selecioná-la. Com isso, o primeiro chamador é colocado em retenção exclusiva no telefone do utilizador e a chamada de entrada é atendida. Esta facilidade também é designada como Retenção. O utilizador pode processar a segunda chamada (transferir, parquear) ou retornar à chamada retida com a função " Terminar e voltar". A segunda chamada de entrada é cortada.

Comunicação alternada e retenção automática (para mais informações ver Parágrafo 2.3) Quando um utilizador efectua uma chamada, através da tecla de linha ou de chamada, e uma segunda chamada entra numa outra tecla, ele pode colocar a actual chamada automaticamente em retenção exclusiva e atender a chamada de entrada, premindo a tecla a piscar. O utilizador pode alternar livremente entre as duas chamadas. As linhas são colocadas alternadamente em consulta. Quando o utilizador desliga, é originada uma chamada de retorno pelo telefone oposto, em que houve a última chamada processada. Opcionalmente, o utilizador pode colocar o primeiro chamador em retenção geral, premindo a tecla de Retenção, antes de atender a chamada de entrada. Qualquer utilizador, cuja tecla de linha ou de chamada está a piscar, pode atender a chamada, premindo a respectiva tecla.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-1

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Reter

Consulta e transferência (para mais informações ver Parágrafo 2.4 e Parágrafo 2.5) Se o utilizador está numa chamada – seja essa externa ou não – ele pode colocar a actual chamada em consulta, para falar com uma outra extensão interna ou externa. A chamada retida encontra-se em retenção exclusiva no telefone do utilizador.

Reter e retomar uma chamada Esta facilidade permite ao utilizador de um telefone com display, colocar uma chamada externa em retenção, independentemente se a linha de rede é sinalizada ou não no telefone. Premindo-se a tecla Retenção/Transferência, a linha de rede é colocada em retenção exclusiva e no display aparecem as informações sobre a linha retida. São elas: retida na linha: xxx, onde xxx é o número da linha. O utilizador pode desligar. Para retornar à linha retida, o utilizador deve premir a tecla Retomar ou marcar o código de acesso seguido do número da linha.

Temas relacionados
● ● ●

Parágrafo 2.2, “Parquear” Parágrafo 2.3, “Comunicação alternada” Parágrafo 2.6, “Conferência”

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Tecla de linha, tecla de Uma chamada colocada em retenção através da tecla de retenção retoma pode ser retomada através da tecla de linha (LED está intermitente lento), da tecla de retoma ou através do "Menu de serviço", "Código". A linha a ser retomada tem de ser marcada de novo (excepção: tecla de linha). Chamadas internas (só para os EUA) 2-2 Para colocar uma chamada interna em retenção, o utilizador deve parquear ou premir uma tecla de consulta.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Parquear

2.2
Definição

Parquear

Chamadas externas e internas podem ser parqueadas através de procedimento. O sistema coloca as chamadas em retenção e estas podem ser retomadas em qualquer extensão. A activação desta facilidade só pode ser efectuada durante uma chamada em curso. O utilizador deve atribuir um número virtual (posição de parque 0-9) à ligação a ser parqueada. Esse número deve ser introduzido ao retomar a chamada. Se uma chamada parqueada não é atendida dentro de um tempo predefinido (valor standard: 160 s), é activada uma chamada de retorno, conforme as respectivas regras, na extensão que a iniciou. Temas relacionados
● ●

Parágrafo 2.3, “Comunicação alternada” Parágrafo 2.6, “Conferência”

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº de chamadas parqueadas simultaneamente Dependências/Restrições Tema Parquear Retomar do parque Dependência/Restrição Não é possível parquear uma linha antes de marcar. Para poder ser parqueada, a chamada tem de ser atendida antes. A partir da V3.0 SMR-6, a retomada de uma chamada parqueada (Retomar do parque) é possível também com um sinal de chamada simultâneo. Esta facilidade pode ser executada através de código (#56 + Posição de parque) ou da respectiva tecla programada. 2-3
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. máx. 10

x – V1.0 ou sup. máx. 10

x – V1.0 ou sup. máx. 10

x – V5.0 ou sup. máx. 10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Parquear

Tema Conferência Desvio MF

Dependência/Restrição Uma conferência não pode ser parqueada. A chamada parqueada não segue o desvio depois de uma chamada de retorno. O modo MF não é desactivado com a activação da facilidade "Parque". Isto é válido tanto para a extensão que iniciou o parque como para a extensão parqueada. Se a posição de parque já estiver ocupada, ouve um sinal de confirmação negativo, o dígito não aparece no display e é possível escolher outra posição O utilizador de uma extensão com a função Não incomodar activada, pode atribuir uma posição de parque à uma ligação. Se houver uma chamada de retorno originada pela ligação parqueada e se não foi definido nenhum outro destino na Gestão de chamadas, a ligação é cortada automaticamente, depois de expirado o temporizador da chamada de retorno. O chamador parqueado ouve música em espera. Uma chamada que entrou via CorNet só pode ser colocada numa posição de parque no nó de destino. Uma chamada parqueada num nó não pode ser retomada a partir de um outro nó por via CorNet. A facilidade "Parquear" não pode ser activada através de uma ligação DISA.

Posição de parque ocupada Não incomodar

Música em espera (MOH) CorNet

DISA

2-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Comunicação alternada

2.3
Definição

Comunicação alternada

Esta facilidade permite ao utilizador alternar entre dois interlocutores. O interlocutor em espera é colocado em retenção. A comunicação alternada pode ser utilizada em chamadas externas e internas. Para a chamada activa são válidas as mesmas regras que para a consulta. Esta facilidade não é possível durante uma conferência. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Dependência/Restrição Reter O utilizador que está retido não pode alternar. MF O modo MF não é desactivado com a activação da facilidade "Comunicação alternada". Duas chamadas de en- Se a segunda chamada for também uma chamada de entrada, o utitrada lizador pode atendê-la com a facilidade Chamada em espera (o código de acesso standard é *55) e depois, como já descrito, alternar entre a primeira e segunda chamada. Teclas de linha Os utilizadores de telefones com teclas de linha (teclas de chamada, teclas de linha) podem comutar entre os seus dois interlocutores (comunicação alternada), premindo alternadamente as teclas de linha a piscar. As linhas encontram-se em retenção exclusiva. Excepção: na sinalização da tecla de chamada geral, os utilizadores deveriam sempre premir primeiro a tecla Reter e depois a tecla Cortar, antes de premir a tecla de chamada geral que está a sinalizar. Este procedimento coloca a primeira chamada em retenção geral. Caso contrário, a chamada permanecerá em consulta. MOH O utilizador da extensão retida ouve normalmente música em espera.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Tema

2-5

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Transferência antes do atendimento

2.4
Definição

Transferência antes do atendimento

É possível transferir uma chamada externa ou interna para outra extensão sem ter de esperar que o utilizador atenda. A outra extensão pode ser do mesmo sistema ou de outro sistema da rede (CorNet N, CorNet-NQ ou QSIG (também em IP)). Caso a outra extensão não esteja livre, a chamada é colocada em espera. Ao todo é possível transferir simultaneamente duas chamadas para uma extensão ocupada. No display do destino da transferência (extensão C) pode ser indicado o número da extensão A ou da extensão B. As chamadas que são transferidas à uma extensão com transferência automática activada, seguem o modo de transferência definido no destino interno. Em caso de uma chamada através de linha de rede analógica para um destino externo, não há chamada de retorno, porque esta HiPath 3000/5000 não conhece o estado do destino final. Neste caso é dada uma pseudo-resposta. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Destinos de transferência externos Chamada de retorno Dependência/Restrição Não é possível a transferência de chamadas externas e internas antes do atendimento para destinos externos. Se a chamada transferida não for atendida dentro de um certo tempo, a chamada retorna à origem. O temporizador de chamada de retorno, Rechamada durante transferência antes do atendimento (valor standard: 45 segundos), é iniciado, quando a extensão que transfere liberta a chamada. Este temporizador também controla o tempo de espera de um chamador na extensão de destino.

2-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Transferência antes do atendimento

Tema Taxação

Dependência/Restrição A taxação é facturada ao utilizador que transfere, até que a chamada seja atendida ou desligada. Depois do utilizador de destino atender, a taxação é-lhe facturada. Quando o destino é uma extensão externa, a taxação é atribuída ao utilizador que transfere, desde que o utilizador da extensão de destino atenda a chamada. Se, durante uma chamada, for premida uma tecla de chamada directa, é estabelecida imediatamente uma ligação de consulta ao utilizador atribuído a essa tecla de chamada directa. Esta acção substitui de facto o procedimento Consulta + Destino. Na transferência de uma chamada a um utilizador com a função Não incomodar activada, é originada imediatamente uma chamada de retorno para o utilizador que transferiu. Se esse utilizador também activou a função Não incomodar, uma Chamada de retorno devido à chamada transferida desactiva o Não incomodar e a chamada é sinalizada no telefone. O utilizador chamado ouve eventualmente música em espera. Uma chamada externa só pode ser transferida a outro destino externo (no mesmo sistema ou outro nó através de CorNet), se uma das linhas de rede pública suportar o controlo de activação (ocupação de terra, interface multiplex primário, acesso básico, marcação directa, T1). É possível transferir simultaneamente duas chamadas para uma extensão ocupada. O estado da extensão chamada é indicado no telefone com display (desde que se trate de uma extensão interna) Ocupado ou Não incomodar.

Linha directa (DSS)

Não incomodar

Música em espera (MOH) Destinos externos

Extensões ocupadas

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-7

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Transferência depois do atendimento

2.5
Definição

Transferência depois do atendimento

Esta facilidade permite transferir chamadas externas para o utilizador que foi chamado em consulta depois que este atender. Para tal, o utilizador que iniciou a consulta pousa o microtelefone durante a mesma. Também é possível a transferência de uma chamada interna para um destino externo. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Taxação Destino externo Linha directa DSS Dependência/Restrição Até a chamada ser transferida, a taxação é facturada ao utilizador que transfere; depois, é facturada ao utilizador-destino. No caso de destino externo, a transferência deve ser activada. Se, durante uma chamada, for premida uma tecla de chamada directa, é estabelecida imediatamente uma ligação de consulta ao utilizador atribuído a essa tecla de chamada directa. Esta acção substitui de facto o procedimento Consulta + Destino. O utilizador chamado ouve eventualmente música em espera. Uma chamada externa só pode ser transferida a outro destino externo (no mesmo sistema ou outro nó através de CorNet), se uma das linhas de rede pública suportar o controlo de activação (ocupação de terra, interface multiplex primário, acesso básico, marcação directa, T1). É possível transferir simultaneamente duas chamadas para uma extensão ocupada. O estado da extensão chamada é indicado no telefone com display (desde que se trate de uma extensão interna) Ocupado ou Não incomodar.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Música em espera (MOH) Destinos externos

Extensões ocupadas

2-8

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Transferência depois do atendimento

Tema Transferência a uma extensão com desvio activado

Dependência/Restrição As chamadas transferidas a uma extensão com o desvio de chamadas activado seguem o modo de desvio definido no destino interno. O display do telefone inidca o destino final.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-9

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Conferência

2.6
Definição

Conferência

É possível a interligação de até cinco extensões para efectuar uma conferência. Se as extensões estiverem distribuídas por diversos nós, é possível a interligação de mais do que 5 extensões. É possível ligar conferências em diferentes nós numa única conferência. O iniciador da conferência é definido como líder. Sempre que for necessário, o líder pode excluir os outros utilizadores ou terminar a conferência. Além disso, ele pode excluir-se a si próprio sem terminar a conferência. Neste caso, o novo líder passa a ser o utilizador interno com a participação mais longa na conferência. Se permanecerem apenas extensões externas na conferência e não houver critério de libertação para trás (p. ex., rede pública analógica), é activado o temporizador "Intervalo até ao sinal de aviso nas ligações de trânsito de linhas de rede analógicas" (configurável de 0 a 255 minutos, configuração standard = 5 minutos). Depois de expirado o tempo, os utilizadores restantes recebem um sinal de aviso e é iniciado o temporizador "Intervalo entre o sinal de aviso e o Corte ..." (configurável de 0 a 10 minutos, configuração standard = 10 segundos). A conferência será terminada após a expiração desse temporizador. Os participantes da conferência podem deixá-la, desligando o telefone ou atendendo uma segunda chamada. Entretanto, para poderem entrar de novo na conferência, devem chamar o líder da conferência. A partir da versão V5.0 SMR-04, é analisado o estado dos flags de extensão "Transf. permitida ao pousar". A tabela seguinte mostra os diferentes comportamentos de conferência, caso o iniciador da conferência (líder) pouse o microtelefone. As opções de menu oferecidas durante uma conferência ("TERMINAR CONF.”, "EXCLUIR INT. CONFERENCIA” (só para os EUA) e "LIGAR INTERLOC.”) continuam a ser independentes do estado do flag de extensão. Isto também é válido para uma conferência iniciada (*3) e terminada (#3) através de código. Números de extensões A = Iniciador da conferência Interna Interna Interna
1

Flag de extensão "Transf. permitida ao pousar" C (D ...) Interna Externa Externa Activado Não activado

B Interna Interna Externa

As extensões B e A conferência é terC (D ...) estão liga- minada e todas as lidas.1 gações são cortadas.

Se permanecerem utilizadores internos na conferência, o novo líder passa a ser o utilizador com a participação mais longa. Se o líder pousar o microtelefone, o estado do seu flag de extensão "Transf. permitida ao pousar" será decisivo para a continuação da conferência.

2-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Conferência

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Conferências por sistema Extensões por conferência Interlocutores externos por conferência Dependências/Restrições Tema Conferência Dependência/Restrição As extensões não podem participar em mais de uma conferência no sistema (excepção: CorNet-N). O sistema considera a conferência ainda como "completa", mesmo quando restarem só duas extensões ligadas entre si, depois que as outras extensões já desligaram. Líder de conferência Terminais analógicos Apenas as extensões internas podem ser líder de conferência. Nos terminais analógicos não há verificação para saber se são terminais telefónicos. Para HiPath 3350/HiPath 3300 são válidas as seguintes restrições: as extensões analógicas podem convocar no máximo uma conferência tripartida. É possível a participação passiva de até quatro terminais analógicos numa conferência. Só é possível efectuar conferências entre terminais telefónicos. Os custos são facturados ao utilizador que fez a chamada sujeita a taxação. No caso de transferência, a taxação vai para a extensão para a qual a chamada foi transferida a partir desse momento.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 12 5 4

x – V1.0 ou sup. 3 5 4

x – V1.0 ou sup. 3 5 4

XG – V5.0 ou sup – – –

Voz, transmissão de dados Taxação

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-11

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Conferência

Tema Extensão de conferência no caso de ligação de aplicações externas através de CSTA

Dependência/Restrição Em CSTA Phase II o comprimento das mensagens de CSTA é limitado. Para conferências com mais de três extensões este comprimento é excedido. Isto pode provocar falhas no funcionamento das aplicações ligadas, caso no mínimo uma extensão seja monitorizada por CSTA. Por isso, a ampliação da conferência para mais de três extensões não é oferecida no menu e o respectivo procedimento através de códigos é rejeitado. A facilidade "Conferência" não pode ser activada por uma extensão DISA externa. As chamadas de conferência não podem ser parqueadas.

DISA Parquear

Supervisão silenciosa Através da supervisão silenciosa é limitada a quantidade máxima de conferências. Quantidade máxima de conferências possíveis no sistema = Quantidade máxima de extensões de supervisão silenciosa ao mesmo tempo. Conferências com Clientes de IP Workpoint Nas conferências, os canais de Gateway do(s) módulo(s) HiPath HG 1500 são ocupados de acordo com o número de clientes Workpoint (TDM e IP). Consultar o manual de serviço HiPath 3000/ 5000 para obter mais informações sobre esse tema.

2-12

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Música em espera MOH (fonte interna/externa)

2.7

Música em espera MOH (fonte interna/externa)

Programação das facilidades, ver Manager E, Música em espera Definição Através de uma fonte integrada de música (módulo de hardware), é possível a inserção de música, durante um processo de comutação, para o utilizador que está espera. Nos sistemas HiPath 3550, HiPath 3350, HiPath 3500 e HiPath 3300 podem ser utilizados os seguintes módulos opcionais:
● ● ● ●

EXMNA (permite ligar uma fonte de música externa) (só para os EUA) EXM (permite ligar uma fonte de música externa) (excepto para os EUA) EXMR (permite ligar uma fonte de música externa) MPPI (módulo de música sintetizada) (excepto para os EUA)

Para todos os modelos do HiPath 3000 podem ser definidas até 6 (16, a partir da V6.0) fontes de música em espera em interfaces analógicas para os seis grupos possíveis de relações de tráfego (VBZ). Outros equipamentos, que não sejam o Genius e o Mozart, devem ser ligados através de um adaptador de 600 Ohm. Sem Música em espera Se seleccionar esta opção, desactiva completamente a Música em espera. Isto não é válido, quando uma chamada externa for transferida através de Transferência antes do atendimento. Neste caso, o chamador ouve o sinal de livre. O módulo EXMNA limita o volume da música em espera nas linhas externas, pelo que está de conforme com FCC, sem limitador externo. Os chamadores ouvem música em espera, quando são mantidos em consulta, parqueados ou transferidos, desde que esta esteja configurada. Também os chamadores na fila de espera num ambiente UCD podem ouvir música em espera, desde que esta esteja configurada, A facilidade "Música em espera (MOH)" pode ser configurada de três modos: 1. 2. Nenhuma música em espera: o utilizador da extensão retida não ouve nada (silêncio). Música em espera com sinal de chamar: o utilizador da extensão retida ouve primeiro a música em espera durante a consulta. Quando a chamada é transferida ao destino, ele ouve o sinal de livre em vez da música. Música em espera sem sinal de chamar: o utilizador da extensão retida ouve a música em espera até que a extensão chamada atenda.

3.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-13

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Música em espera MOH (fonte interna/externa)

Música em espera (MOH) baseada em HiPath Xpressions Compact para HiPath 33xx, 35xx, 38xx A partir do HiPath 3000 Versão 4.0 SMR 7, é suportado o HiPath Xpressions Compact. Música em espera (MOH). A partir do HiPath 3000/5000 6.0 existem 16 grupos de relações de tráfego (na versão 5.0 existiam apenas seis). Porém, o Correio de voz integrado continua a atribuir apenas 6 origens de música em espera aos 16 grupos de relações de tráfego. As portas de MOH já não estão mais disponíveis para o funcionamento de correio de voz (Voicemail), devendo ser excluídas da linha colectiva das portas respectivas. A cada canal de MOH está atribuída uma caixa de correio (Mailbox) correspondente. Os utilizadores em espera ouvem as saudações destas caixas de correio de MOH. Cada caixa de correio de MOH disponibiliza 4 saudações alteráveis, as quais são unidas para a inserção de música em espera, e reproduzidas sempre como lacete sem fim. Cada caixa de correio de MOH disponibiliza um anúncio standard. Para efectuar a inserção personalizada de música em espera, basta alterar as saudações das caixas de correio de MOH através do HiPath 3000 Manager E/C. As músicas ou os anúncios para a inserção devem estar no formato WAV PCM, 8kHz, 16 Bit, mono. Se existir um módulo HiPath Xpressions Compact, pode ser configurada a função de MOH "remote". Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW para TDM
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

XG – –

Portas de extensão analógicas livres SLMA, SLMA8, SLMAE, SLMAE8 TMEW2 EXM, EXMR, EXMNA, MPPI EXM, EXMR, EXMNA, MPPI

Pré-requisitos de HW para IP STMI2

canais de MOH livres HXGS2, HXGS3, HXGSR2, HXGR3 HXGS2, HXGS3, HXGSR2, HXGR3 –

Pré-requisitos de SW

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-14

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Música em espera MOH (fonte interna/externa)

Dependências/Restrições Tema EXMNA Dependência/Restrição O módulo EXMNA é utilizado exclusivamente nos EUA.

EXM, EXMR, EXMNA, Com a montagem do módulo EXM, EXMNA ou MPPI, é feita a coMPPI mutação automática para música. MOH Fonte música em espera (MOH) Fonte de MOH em interfaces analógicos Música em espera para Clientes IP Workpoint No HiPath 3250, é possível apenas através de tonalidade simples interna. Como fonte de música em espera MOH não deve ser utilizada a porta lógica "0". Se a fonte de MOH ligada (lacete activo), após a configuração da porta analógica, esta deve ser desligada e novamente ligada (interrupção de lacete). Para tal, são disponibilizados canais MOH (= número de fluxos de dados MOH para clientes de IP Workpoint) no(s) módulo(s) HG 1500. Para limitar a carga, o número máximo de fluxos de dados MOH por módulo HG 1500 é de 10 (ou seja, no máximo dez clientes IP Workpoint podem ouvir MOH simultaneamente).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-15

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Anúncios

2.8

Anúncios

Programação das facilidades, ver Manager E, Anúncios Definição Para as facilidades UCD, Anúncio antes do atendimento e Chamada directa MF, é possível a ligação de anunciadores nas interfaces analógicas. Além disso, a música em espera MOH configurada para determinadas situações (p. ex., para a retenção, enquanto uma extensão está ocupada ou na transferência) pode ser substituída por um anúncio. Estão disponíveis os seguintes tipos de anúncio:
● ● ● ●

Parágrafo 3.1.13.6, “Anúncio memorizado / MOH Música em espera para UCD” Parágrafo 5.2.10, “Anúncio antes do atendimento” Parágrafo 5.2.9, “Marcação directa MF” Parágrafo 6.9, “Textos info / Caixa de correio / Mensagem em espera”

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW para TDM
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

XG –

Portas de Portas de extensão analógiextensão cas livres analógicas (+ STRB / STRBR para livres Start/Stop) (+ REALS para Start/ Stop) / TMEW2 canais de MOH livres STMI2 HXGS2, HXGS3, HXGSR2, HXGR3 HXGS2, HXGS3, HXGSR2, HXGR3

Pré-requisitos de HW para IP

Pré-requisitos de SW Anunciadores Anúncios simultâneos

V5.0 ou sup. 16 32

V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. 4 32 1 32 – –

2-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Anúncios

Dependências/Restrições Tema Música em espera para Clientes IP Workpoint Dependência/Restrição Para tal, são disponibilizados canais MOH (= número de fluxos de dados MOH para clientes de IP Workpoint) no(s) módulo(s) HG 1500. Para limitar a carga, o número máximo de fluxos de dados MOH por módulo HG 1500 é de 10 (ou seja, no máximo dez clientes IP Workpoint podem ouvir MOH simultaneamente).

Anúncios baseados em HiPath Xpressions Compact para HiPath 33xx, 35xx e 38xx A partir da versão 5.0 do HiPath 3000, o HiPath Xpressions Compact suporta anúncios para UCD e anúncio antes do atendimento. Além disso, a música em espera MOH configurada para determinadas situações (p. ex., para a retenção, enquanto uma extensão está ocupada ou a ser transferida) pode ser substituída por um anúncio baseado em Xpressions Compact. O anúncio baseado em HiPath Xpressions Compact permite a ligação paralela de até 32 extensões. Xpressions Compact suporta os anúncios em tempo correcto (reproduzidos uma vez por completo) e os anúncios sem fim (música em espera). A configuração dos anúncios baseados em HiPath Xpressions Compact é efectuada de modo individual por porta, devendo-se licenciar as portas de anúncio separadamente. As portas de anúncio já não estão mais disponíveis para o funcionamento de correio de voz (Voicemail), devendo ser excluídas da linha colectiva das portas respectivas. A cada porta de anúncio está atribuída uma caixa de correio (Mailbox) correspondente. A primeira saudação de uma caixa de correio de anúncio é reproduzida para as extensões que são transferidas para uma porta de anúncio. Através do HiPath 3000 Manager E/C é possível alterar a primeira saudação de uma caixa de correio de anúncio de modo individual e flexível. As músicas ou os anúncios para a inserção devem estar no formato WAV PCM, 8kHz, 16 Bit, mono. Se existir um módulo HiPath Xpressions Compact, pode ser configurada a função de anúncio "remote". Para os anúncios baseados em HiPath Xpressions Compact também são válidos os "Dados conforme o modelo" (ver acima).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-17

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Anúncios

2.8.1

Suporte de anúncios analógicos na porta a/b e anúncios de IVM (anúncios de extensão) na rede

Definição Até à Versão 5.0, os anúncios das extensões só eram suportados dentro de um nó. A partir da Versão 5.0 (SMR09), as chamadas provenientes de outros nós podem ser ligadas simultaneamente a um anúncio central de extensão. Os anúncios de extensão são programados de forma homogénea em toda a rede. Todos os anúncios com uma mesma ID referem-se ao mesmo destino. É válido:

No nó de destino será utilizada apenas uma lista de números de destino standard para o anúncio de extensão. Os anúncios de extensão não são válidos para os registos seguintes da lista de números de destino; apenas o primeiro registo tem efeito. A quantidade de chamadas na fila de espera de UCD no switch deve ser maior do que a quantidade na fila de espera da aplicação do Centro de Chamadas. Essa maior quantidade será utilizada para o mecanismo UCD interno. Para o nó requerente, a solução dos anúncios de extensão em todos os nós é idêntica à solução dos anúncios de linha em todos os nós. Na instalação dos anúncios de extensão em todos os nós, o cálculo dos canais b é realizado de forma idêntica como nos anúncios de linha. O feixe dos anúncios que se encontram na fila de espera só é efectuado no nó requerente. Nos anúncios em todos os nós não é possível efectuar um feixe. O tráfego de chamadas CSTA em todos os nós e as solicitações de anúncios não são possíveis na integração em rede TDM (p. ex., nos cenários de recuperação de falha). Se a solicitação de anúncio em todos os nós falhar, o sinal de livre permanecerá inalterado.

2-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Anúncios

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. SMR9

x – V5.0 ou sup. SMR9

x – V5.0 ou sup. SMR9

G – V5.0 ou sup. SMR9

Dependências/Restrições Tema Operadores CSTA Dependência/Restrição A utilização do CSP (Operadores CSTA) e do RSM é requisito. O flag CSP tem de ser activado. Encontra o flag CSP no Manager E em Parâmetros do sistema/Produtos Plus: CSTA com CSP Se após "Connect" uma das solicitações de anúncio falhar, o nó requerente toca uma música em espera no lugar do anúncio. Se o anúncio de extensão não estiver acessível no nó de destino, não será tocada música em espera.

Música em espera (MOH)

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-19

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Consulta

2.9
Definição

Consulta

Nas chamadas internas e externas, é possível fazer outra chamada para destinos internos ou externos para fins de consulta. A consulta é terminada assim que o utilizador retomar a chamada retida. Se a consulta for terminada com a colocação do microtelefone no descanso ou através da tecla de corte, a chamada retida é transferida ou retorna à extensão de origem. Se uma chamada externa for retida e for feita uma consulta externa, é necessário activar a transferência no terminal, caso as duas chamadas devam ser ligadas uma com a outra. Terminais analógicos podem transferir chamadas externas através da facilidade Conferência. Temas relacionados
● ● ●

Parágrafo 2.4, “Transferência antes do atendimento” Parágrafo 2.5, “Transferência depois do atendimento” Parágrafo 2.6, “Conferência”

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Repetição de marcação Não incomodar Dependência/Restrição A repetição de marcação pode ser utilizada na chamada de consulta. Não é possível a consulta com a extensão ocupada e "Não incomodar" activado.

2-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Consulta

Tema Modo MF Tecla "Consulta interna"

Dependência/Restrição O modo MF é desactivado pela consulta e volta a ser activado quando a consulta for terminada. Essa função é útil nos sistemas de comunicação com ocupação automática de linha (Prime Line) para poder iniciar uma consulta interna, premindo a respectiva tecla.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-21

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Chamada de retorno

2.10

Chamada de retorno

Programação das facilidades, ver Manager E, Chamada de retorno Definição Uma chamada retida e que não foi atendida ou uma chamada que não foi transferida com sucesso é sinalizada na extensão que a iniciou (originadora) como chamada de retorno. No display aparece o número transferido interno ou externo, ou o número da extensão de destino. Uma chamada de retorno automática é activada quando:

uma chamada é parqueada por um determinado tempo ou colocada em retenção geral e não é atendida. A chamada de retorno é activada após o tempo do temporizador retenção/ parque (chamada de retorno de uma chamada parqueada). uma chamada é transferida antes do atendimento a uma extensão e não é atendida dentro de um determinado tempo (chamada de retorno de uma linha transferida). uma chamada é transferida antes do atendimento para uma extensão e o destino não existe ou está ocupado ou o terminal está com defeito (no caso de terminal digital) ou a transferência não é permitida (transferir chamada externa para externo). Em todos esses casos, a chamada de retorno é activada imediatamente.

A partir da versão 1.2 SMR-H, uma chamada de retorno pode ser atendida não só pela extensão originadora, como também por outras extensões. Requisito para tal é que a extensão que atende a chamada de retorno, esteja no mesmo grupo de captura de chamadas que a extensão originadora e que o flag "Captura de chamadas após chamada de retorno" esteja programado para todo o sistema. Relação dos temporizadores

A chamada de retorno de uma ligação parqueada e a chamada de retorno de uma linha transferida/comutada possuem um temporizador próprio. O temporizador Tempo para parque + retenção temporária é iniciado, quando uma chamada é parqueada numa posição de parque. Após o tempo do temporizador, há uma chamada de retorno na extensão originadora. O tempo standard é de 180 segundos. Caso a extensão originadora esteja ocupada ou na administração do sistema após o tempo do temporizador, a chamada de retorno fica em espera nessa extensão, até que a actual chamada seja terminada. Assim que o utilizador desligar, a chamada de retorno activa o sinal de chamar no seu telefone. Se a chamada de retorno for originada por uma extensão interna e se no telefone do utilizador for sinalizada uma chamada directa, este começa a piscar após o tempo do temporizador. Se a extensão originadora activou o Não incomodar após o tempo do temporizador, a chamada de retorno desactiva essa função e o utilizador ouve o sinal de chamar no seu telefone.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-22

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Chamada de retorno

O temporizador Tempo de chamada durante transferência antes do atendimento é activado, quando um chamador é transferido de uma extensão interna a um outro destino. Após o tempo do temporizador, há uma chamada de retorno na extensão originadora. O tempo standard é de 45 segundos. Caso a extensão originadora esteja ocupada ou na administração do sistema após o tempo do temporizador, a chamada de retorno fica em espera nessa extensão, até que a actual chamada seja terminada. Assim que o utilizador desligar, a chamada de retorno activa o sinal de chamar no seu telefone. Se a chamada de retorno for originada por uma extensão interna e se no telefone do utilizador for sinalizada uma chamada directa, este começa a piscar após o tempo do temporizador. Se a extensão originadora activou o Não incomodar após o tempo do temporizador, a chamada de retorno desactiva essa função e o utilizador ouve o sinal de chamar no seu telefone. Quando uma chamada de retorno é activada na extensão originadora, é iniciado o temporizador Tempo de transbordo para chamada de retorno. Durante este tempo, há o sinal de chamar na extensão originadora. Após o tempo do temporizador, a chamada é transferida para o posto de intercepção definido. O valor standard para esse temporizador é de 30 segundos. Quando uma chamada não atendida é transferida para o posto de transbordo, é iniciado o último temporizador Tempo para a desactivação de uma chamada de retorno no PO. Durante este tempo, há o sinal de chamar no posto de transbordo. Após este tempo, a ligação é cortada do sistema. O valor standard para esse temporizador é de 60 segundos.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Captura de chamadas A função também está disponível, quando a extensão que efectua a para chamada de re- chamada de retorno é membro do mesmo grupo de captura de chatorno madas.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-23

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Identificação do modo de marcação das extensões analógicas

2.11

Identificação do modo de marcação das extensões analógicas

Programação das facilidades, ver Manager E, Programar o modo de marcação para terminais analógicos Definição Após a inicialização do sistema, todas as portas de extensão analógicas estão programadas com a marcação de multifrequência. A mudança de programação para a marcação por impulsos pode ser feita com o Manager T ou com o HiPath 3000/5000 Manager E. Não é necessário o reset do sistema após a alteração. O novo modo programado pode funcionar imediatamente. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Modo de marcação Dependência/Restrição No caso de identificação do modo por impulsos (DEC), o receptor de código fica activado, a fim de evitar a não utilização do controlo de marcação.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x –

x –

– – –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

2-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos optiPoint Attendant

2.12

optiPoint Attendant

Programação das facilidades, ver Manager E, optiPoint Attendant Definição No HiPath 3000/5000, os serviços de atendimento e transferência podem ser efectuados através de um telefone programado especialmente para a facilidade optiPoint Attendant (VPL). O optiPoint Attendant (posto de operadora) serve simultaneamente como posto de intercepção. Todas as chamadas são dirigidas ao posto de operadora, quando não há possibilidade de marcação directa ou de acesso às extensões através da atribuição de chamadas na gestão de chamadas (intercepção). A operadora transfere as chamadas de entrada para as extensões desejadas. Além disso, é possível configurar um PC como posto de operadora, chamado optiClient Attendant. Para informações sobre os pré-requisitos do sistema e a ligação, ver HiPath 3000/5000o manual de serviço. Podem ser configurados postos de intercepção para o funcionamento diurno e mais um posto para o funcionamento nocturno. Nos optiPoint Attendant podem ser ligados módulos de teclas. Os terminais optiPoint e OpenStage suportam no máximo 2 módulos de teclas. Geralmente as chamadas externas são dirigidas às teclas de chamada e as chamadas internas às teclas de chamada directa/destino nos módulos de tecla. Postos de transbordo e de operadora podem formar linhas colectivas. Uma linha colectiva, na qual todos os números estão ocupados, não é transferida para o posto de intercepção. As chamadas em espera permanecem na fila de espera. As chamadas podem ser configuradas em todo o sistema para serem transferidas ao posto de intercepção nas seguintes situações:

Transferência automática, ocupado, marcação de número errado, número incompleto ou chamadas de retorno não atendidas e quando há a tentativa de marcação em estações, nas quais está activada a facilidade "Bloqueio" Transferência automática, o sistema verifica primeiro, se há outros destinos configurados nas tabelas da Gestão de chamadas. Se não houver, a chamada é transferida para o posto de transbordo.

CorNet Chamadas CorNet podem ser de origem interna ou externa. Se o chamador é uma extensão interna num nó remoto, a chamada é designada como interna. Se a chamada vem de uma linha de rede num nó remoto, ela é designada como externa.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-25

Facilidades para todos os tipos de tráfegos optiPoint Attendant

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos gerais
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x Porta de extensão digital

x

x – só telefones IP

optiPoint 500 basic, standard, advance, Optiset E advance plus/comfort, memory, OpenStage TDM

Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Transbordo

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

Dependência/Restrição É possível programar transbordo com limite numérico ou temporal para um destino de transbordo programável. Podem ser programados no máx. 6 terminais com indicação de transbordo. É possível transferir linhas livres.

Linha livre

Linha externa ocupada Uma linha externa ocupada pode ser libertada através de procedimento. Segundo número O posto de operadora está acessível através de um segundo número (standard 9, EUA/GBR 0).

2-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Intercalar

2.13

Intercalar

Programação das facilidades, ver Manager E, Intercalação Definição Através de um código ou de tecla, uma extensão autorizada e o posto de intercepção actual (diurno ou nocturno) podem intercalar-se numa chamada em curso de uma extensão. A intercalação é sinalizada nas extensões através de um sinal de aviso e de uma indicação no display. Esta facilidade pode ser activada durante o sinal de ocupado ou durante o aviso de chamada em espera. Na intercalação de uma chamada vale o seguinte:
● ●

Todas as extensões são cortadas, quando a extensão chamada desligar. Quando a extensão, que foi ligada com a extensão chamada, desligar, a extensão intercalada permanece ligada com a extensão que intercalou. Quando a extensão que intercalou desligar primeiro, a chamada original pode ser continuada e a ligação de conferência é desactivada. A chamada é intercalada, mesmo que a extensão chamada tenha activado o Não incomodar. Entretanto, uma extensão autorizada para utilizar a facilidade "Intercalação" não pode intercalar uma extensão com o Não incomodar activado e em estado de livre.

A intercalação não é possível, quando a supervisão CSTA estiver activa. É possível a intercalação às extensões de chefe de um MULAP. O posto de operadora sempre tem a autorização para intercalar e outras extensões podem adquiri-la. Da mesma forma, é possível a intercalação nas extensões com protecção de chamada em espera. CorNet-N Não é possível intercalar uma ligação em CorNet-N. CorNet-NQ Uma extensão autorizada pode intercalar-se através de CorNet-NQ numa chamada noutro nó.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-27

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Intercalar

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

XG – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Não é possível interca- A intercalação não é possível, quando lar ● a extensão chamada estiver a marcar ● a supervisão CSTA estiver activa. Também não é possível a intercalação nas seguintes extensões (protecção de sinalização de canal de voz): ● Extensão analógica com LED de Message Waiting ● Ligação de fax ● Ligação de modem ● Correio de voz (de 5 e 6 dígitos) ● Trinco eléctrico ● Atendedor automático ● Música em espera externa ● Altifalante Grupo/Linha colectiva A intercalação não é possível, se todas as extensões de um grupo ou linha colectiva estiverem ocupadas. Extensão S0 A intercalação para uma extensão S0 não é possível. Telefone de operadora/ A facilidade Intercalação está activada na configuração standard e Posto de operadora não pode ser desactivada. Protecção contra inter- Não existe um parâmetro que permita proteger uma extensão indivicalação dualmente contra a intercalação.

2-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Indicação de sobrecarga

2.14

Indicação de sobrecarga

Programação das facilidades, ver Manager E, Sobrecarga Definição Para uma extensão fixa, é possível activar uma indicação de sobrecarga (posto de operadora) e seleccionar a quantidade das chamadas em espera (no máximo 15) através de Parâmetros do sistema ... -> Intercepção/Operadora. A programação de teclas standard contém a tecla "Indicar quantidade de chamadas", que, se premida, indica as chamadas em espera (LED de teclas). São possíveis os seguintes tipos de sinalização:
● ●

Intermitente: chamada em espera e posto de operadora ocupado Intermitente rápido: 50% da quantidade máxima de chamadas predefinida foram alcançados Des.: não há sobrecarga do posto de operadora

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x Porta de extensão digital V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Indicação de sobrecar- Um LED que já está intermitente rápido não retorna para intermitenga te.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-29

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Comutador partilhado (só para a Alemanha)

2.15
Definição

Comutador partilhado (só para a Alemanha)

O comutador partilhado permite que duas extensões utilizem a mesma linha de rede analógica. Neste caso, o sinal é dividido em semi-ondas positivas e negativas, que são atribuídas respectivamente a cada extensão. É possível operar o sistema ligado a este comutador. O comutador partilhado é instalado pelo Operador (por ex., a Telekom alemã) antes do HiPath 3000 ou do gateway do HiPath 5000. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Comutador partilhado Só para a Alemanha Dependência/Restrição

2-30

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Entry Voice Mail EVM

2.16
Definição

Entry Voice Mail EVM

Entry Voice Mail é uma solução de correio de voz para HiPath. Todas as funções executáveis são controladas através das teclas do seu telefone optiPoint/ OpenStage TDM ou de qualquer outro telefone com marcação MF. O Entry Voice Mail ajuda na utilização por meio de anúncios relacionados ao contexto. O Entry Voice Mail é configurado/activado pelo técnico de suporte do sistema através de um programa de administração por computador. Vista geral das funções

24 caixas de correio (Mailbox) standard, dentre estas, até 4 caixas de correio de operadora/caixas de correio de Auto Attendant (Atendimento automático, Saudação com possibilidade de transferência , Serviço diurno/nocturno, Marcação abreviada). Configuração automática das caixas de correio possível O utilizador pode programar sozinho as caixas de correio. Anúncio/Música em espera antes do atendimento Duas saudações diferentes A selecção das saudações utilizadas pode ser efectuada manualmente ou relativa à hora para serviço diurno/nocturno. Guia de utilizador conforme o contexto Os anúncios informam o utilizador acerca das opções que estão disponíveis no menu actual. São possíveis 2 operações simultâneas de transferência e atendedor automático (2 portas) Capacidade de gravação de voz de 120 minutos – A qualidade de gravação das mensagens de saudação é configurável. Existem as seguintes possibilidades: – – – Mensagens de acolhimento e mensagens com memória optimizada Mensagens de acolhimento com alta qualidade; Mensagens com memória optimizada Mensagens de acolhimento e mensagens com alta qualidade

● ●

Uma capacidade de gravação de voz de 120 minutos só é possível com a primeira programação (Mensagens de acolhimento e mensagens com memória optimizada).
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-31

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Entry Voice Mail EVM

A máxima duração da gravação para uma mensagem de voz é de 5 minutos por caixa de correio, e pode ser configurada entre 1 e 5 minutos. Valor standard = 2 minutos Anotação da data e hora para cada mensagem A quantidade (n) de mensagens gravadas no EVM é indicada no display do telefone: "n novas mensagens"

Transferência de ligações de fax (identificação automática do sinal de fax) a um destino de fax pré-configurado Inserção de anúncios personalizados (depende da versão de software do seu sistema HiPath)

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

– –

x

x

– –

CBCC (S30810-Q2935-A301) ou CBRC (S30810-Q2935-Z301) e EVM V4.0 ou sup. V4.0 ou sup.

Pré-requisitos de SW

O submódulo EVM possibilita a funcionalidade de um Voice Mail integrado (IVM) no HiPath 3300, HiPath 3350, HiPath 3500 e HiPath 3550. O pré-requisito para isso é a utilização dos módulos de controlo centrais S30810-Q2935-A301 (CBCC) ou S30810-Q2935Z301 (CBRC). Dependências/Restrições Tema Caixas de correio de grupo Dependência/Restrição Nos grupos e MULAPs, a informação do Entry Voice Mail EVM só é indicada na primeira extensão do grupo. O utilizador desta primeira extensão não pode utilizar sua caixa de correio pessoal, porque o aviso de EVM não é capaz de administrar várias caixas de correio para o mesmo utilizador. No HiPath Xpressions Compact a facilidade funciona sem restrições.

2-32

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Mensagem directa discreta

2.17

Mensagem directa discreta

Programação das facilidades, ver Manager E Mensagem directa discreta Definição A facilidade "Mensagem directa discreta” permite ao utilizador de uma extensão (na figura, o utilizador da extensão C) supervisionar uma ligação em curso entre duas extensões (na figura, as extensões A e B) e dar instruções a uma delas (A). A ligação é comutada de tal forma que apenas o utilizador da extensão A pode ouvir o utilizador da extensão C; o utilizador da extensão B ouve apenas o utilizador da extensão A.

>

Embora não haja uma ligação entre a extensão B e a extensão C, a extensão B pode eventualmente conseguir ouvir de forma abafada, o que a extensão C está a falar, devido à retroalimentação no telefone da extensão A!

Extensão A: fala com B (e C) ouve A e B

Extensão B: fala com A ouve A

Extensão B: fala com A ouve A

Esta facilidade é activada pela extensão C através da marcação de um código. No telefone existe uma tecla parcialmente programada (apenas o código está programado, o número de telefone tem de ser marcado). É inserido um item no menu de Serviço e o menu de Chamada/ Livre permanece inalterado. A possibilidade de activar esta facilidade está vinculada a uma nova autorização específica de utilizador. A extensão A pode proteger-se contra a mensagem directa discreta através de uma outra autorização. A desactivação ocorre ou através do corte da extensão que efectuou a activação (extensão C) ou por influência de uma outra facilidade, mas NÃO através de um código próprio.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-33

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Mensagem directa discreta

Restrições

Se nenhuma das extensões da chamada original (A ou B), for uma extensão TDM, então o campo de comunicação do HiPath não estará ainda a participar no momento da activação e a comutação não poderá ser executada sem uma breve interrupção da ligação entre A e B. As extensões A e C devem estar no mesmo nó. A extensão C só pode activar esta facilidade no estado Repouso/Pronto. Apenas os equipamentos com display controlável pelo sistema (OptiSet, optiPoint, OptiClient, OpenStage TDM) podem ser acedidos com a função da mensagem directa discreta (extensão A). CMI não é suportada, como no HiPath 4000.

● ● ●

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V6.0 ou sup.

x – V6.0 ou sup.

x – V6.0 ou sup.

x – V6.0 ou sup.

2-34

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Mensagem directa discreta

Dependências/Restrições De forma semelhante à facilidade Supervisão silenciosa, a Mensagem directa discreta também só é permitida, se a chamada entre a extensão A e a extensão B for uma ligação simples de dois interlocutores. A facilidade "Mensagem directa discreta" não pode ser aplicada em chamadas de consulta ou conferências.. Se a "Mensagem directa discreta" estiver activada e a extensão A ou B activar uma outra facilidade relativa à ligação, a facilidade "Mensagem directa discreta" será sempre terminada. A seguinte tabela apresenta detalhes quanto ao comportamento de determinadas facilidades:: Facilidade Consulta, Retenção, Parque, Retenção colectiva Sim Extensão A Possível Acção Terminar Sim "Mensagem directa discreta" -----Sim Extensão B Possível Acção Extensão C Possível Acção Confirmação negativa

Terminar Não 1 "Mensagem directa discreta" -----Sim

Transferência Conferência Chamada em espera Chamada em espera atender

--Sim Sim

---Confirmação negativa

Terminar Sim "Mensagem directa discreta" --Não2 Sim

Terminar Sim "Mensagem directa discreta" --Não2 Não

Intercalar

Não 2

---

DTMF Sim Transmissão de dados Contador de facili- -dades Serviços associados DISA / DISI
1 2

----

----

----

----

----

---

Consulta não pode ser oferecida à extensão C no menu. A pressão de tecla para activar uma consulta é respondida com "não é possível”. Impedir já na mensagem PROGRESS (não enviar mais "Intercalação possível")

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-35

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Desvio diferido

2.18
Definição

Desvio diferido

A facilidade "Desvio diferido" pode ser programada para a própria extensão a partir do guia de utilizador de cada terminal. Pode introduzir também destinos externos e grupos. Podem ser introduzidos três grupos de destino para cada extensão. Nos grupos de destino de chamada é adicionada uma identificação especial "**", que indica a existência de um destino do desvio próprio da extensão. Ou seja, o "Desvio diferido" corresponde a uma transferência. Se uma chamada não for atendida após o tempo predefinido, então será chamado o destino seguinte, neste caso, o segundo desvio na Gestão de chamadas. Na segunda posição (ou na primeira, terceira ou quarta) pode estar um número de telefone - como até agora -, ou então uma nova identificação especial "**". Se estiver registada a identificação especial, então o destino do "desvio diferido" memorizado para a extensão será procurado e chamado. Caso não exista um número de telefone registado aí, o procedimento será continuado com o próximo destino.

>

A identificação "**" também pode estar na primeira posição. Isso não é impedido pelo sistema, sendo porém de pouca utilidade.

O destino da transferência pode ser programado pelo próprio utilizador através do terminal. O Manager E não pode configurar destinos. O 2º destino da transferência é fornecido com a programação standard "**" para todas as listas de destinos de chamadas. Assim, todas as extensões podem utilizar essa facilidade. Nos sistemas altamente equipados, a identificação "**" nas listas de destinos de chamadas deve ser programada pelo técnico de serviço, se a facilidade deve ser utilizada também de forma retroactiva. Esses números não são memorizados para sempre; depois do "Destino diferido" eles serão disponibilizados novamente.

>

No caso de ocupado valem os mesmos mecanismos como na transferência de chamadas normal, isto é, será continuado imediatamente com o próximo destino da lista de destinos de chamadas.

A facilidade é suportada através de marcação associada e de DISA externo.

2-36

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Desvio diferido

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema MULAP Dependência/Restrição Se uma extensão tiver vários terminais ligados a um MULAP, então o comportamento relativo à transferência será implementado de forma que todos os terminais apresentem o mesmo comportamento.

Para MULAP e também para grupos/linha colectiva não há um desvio diferido explícito. Mas se um MULAP for chamado e um dos masters/chefes activou o desvio diferido, então este será válido também para MULAP. Se a facilidade "Desvio diferido" foi activada pelo equipamento master do MULAP, a transferência terá efeito para todos os equipamentos programados no grupo MULAP. Caso a facilidade "Desvio diferido" tenha sido activada por outro equipamento do MULAP, a transferência terá efeito apenas para este equipamento. Exemplo: Uma secretária deseja um desvio diferido para o MULAP do chefe, no qual o seu telefone também se encontra, então isso deve ser efectuado no terminal do chefe. Se um equipamento estiver em vários MULAPs do master, o desvio diferido será válido para todos os MULAPs.

Desvio diferido para os Nos EUA há uma solução específica para MULAP, na qual o segundo EUA (MULAP) campo da lista de destinos de chamadas permanece vazio para indicar que a transferência será efectuada apenas quando ocupado. Desvio A activação de um desvio de chamada NÃO substitui um "Desvio diferido"; a transferência será efectuada quando o destino AUL não responder depois de um certo tempo.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

2-37

Facilidades para todos os tipos de tráfegos Desvio diferido

2-38

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3
3.1 3.1.1

Facilidades para tráfego em geral
Facilidades para tráfego de entrada em geral Diferentes sinalizações de chamada

Programação das facilidades, ver Manager E, Diferentes sinalizações de chamada Definição Os tipos de chamada são diferenciados através de ritmos de sinal de chamar distintos. Com isto, o utilizador pode distinguir entre as chamadas de entrada internas e as externas. No sistema RDIS, a sinalização acústica é preterida a favor da indicação do display, uma vez que diferentes facilidades podem possuir a mesma sinalização. A partir da V.6.0, também é possível uma sinalização de chamada diferente, a depender do chamador. Portanto, é possível configurar para cada extensão uma sinalização interna de chamada, além da sinalização externa. Toda chamada interna originada por esta extensão(extensão que chama) será sinalizada através do tipo de chamada na extensão B (extensão chamada). A frequência de chamada no destino depende da frequência de chamada do chamador. As frequências de chamada são atribuídas às extensões através do Manager E. Como no campo existente para as chamadas externas ("Sinalização de chamada"), as novas frequências de chamada internas são controladas pelo Manager E (e não mais pelo Manager C!). As diferentes frequências de chamada são aplicadas às extensões chamadas, quando se tratar de extensões do tipo HFA (UP0/E ou IP). As extensões analógicas são sempre chamadas com a Frequência 1. As diferentes frequências de chamada internas só funcionam entre terminais registados no mesmo sistema ou nó. À frequência de chamada existente serão adicionadas mais sete, as quais terão valores standard diferentes, embora cada extensão seja indicada com a Frequência 1 na configuração standard.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-1

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Terminais móveis CMI A partir da V6.0 SMR-07, CLIP é suportada no Gigaset 7000 e no Gigaset 1000 SL1. A informação CLIP é enviada ao Gigaset também através de um elemento de informação DECT. A facilidade Chamada VIP, uma sinalização de chamada especial, é suportada a partir do Gigaset 7000 (software de Gigaset 22.041). Para tal, é necessário definir sinais de chamar individuais para os registos da lista telefónica interna do Gigaset 7000 (por ex., SL55). A identificação de um chamador é efectuada com a informação CLIP recebida.

>

Para haver a sinalização da chamada VIP de uma extensão interna, o utilizador dessa extensão deve configurar o tipo de chamada 1 para a sinalização de chamada interna. Em caso de mudança da sinalização pré-configurada 1 para o tipo de chamada 2 a 8, a chamada VIP não funcionará no Gigaset. Isto significa que a melodia atribuída não será reproduzida, mesmo estando a chamada VIP configurada na lista telefónica.

Sinalização acústica Dependendo do terminal, há três possibilidades de sinalização acústica diferentes:

Para terminais (HFA) Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage CorNet-IP (vale também para terminais IP no HiPath 5000): – – – Tipo de chamada 1 = chamada externa rede pública (por ex., sinal duplo) Tipo de chamada 2 = chamada externa rede pública 2 (por ex., sinal triplo) Tipo de chamada 3 = chamada externa, rede pública 3 (por ex., curto/longo/curto)

Para terminais analógicos (só para a Alemanha): – – – Tipo de chamada 1 = chamada externa rede pública (por ex., sinal duplo) Tipo de chamada 2 = chamada de retorno Tipo de chamada 3 = campainha

Para terminais analógicos (não para a Alemanha): – – – Tipo de chamada 1 = chamada externa rede pública (por ex., sinal duplo) Tipo de chamada 2 = chamada externa rede pública (por ex., sinal duplo) Tipo de chamada 3 = chamada externa rede pública (por ex., sinal duplo)

As programações dos ritmos do sinal de chamar (cadências) são específicas de cada país.

3-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Só para os EUA: ritmos do sinal de chamar externos para os terminais Optiset E Manager T Tipo 1 Tipo 2 HiPath 3000/5000 Ritmo do sinal de chamar externo Manager E Chamada externa Chamada externa rede pública 2 Chamada externa rede pública 3
● ● ● ● ●

125 ms LIG/250 ms DES 125 ms LIG/1500 ms DES 200 ms LIG/100 ms DES 200 ms LIG/100 ms DES 200 ms LIG/1700 ms DES 100 ms LIG/100 ms DES 200 ms LIG/100 ms DES 100 ms LIG/1900 ms DES

Tipo 3

● ● ●

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição

Especificações do país A sinalização de chamada pode ser específica para o país, sendo definidas pelos organismos competentes.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-3

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.2

Visualização de chamada / Chamada em espera

Programação das facilidades, ver Manager E Visualização de chamada/Chamada em espera Definição Ao estabelecer uma chamada para uma extensão ocupada, o utilizador desta é avisado após 5 s. de que há uma chamada em espera através de um sinal acústico. O utilizador pode então atender a chamada em espera sem precisar interromper a chamada em curso. Se o telefone do utilizador tiver display, a chamada em espera também é sinalizada opticamente. A partir da V1.2, é possível a chamada em espera imediata no caso de ocupado. Para isso, deve ser configurado o respectivo flag por porta. Em vez do sinal de ocupado, o chamador ouve o sinal de livre imediatamente. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Quantidade de chamadas em espera por extensão Quantidade de chamadas internas em espera por extensão

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 16 16

x – V1.0 ou sup. 16 16

x – V1.0 ou sup. 16 16

x – V5.0 ou sup. 16 16

3-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dependências/Restrições

Tema Protecção de chamada em espera CorNet

Dependência/Restrição Se esta protecção estiver activada na extensão, não é possível a sinalização de chamada em espera. A chamada em espera na rede é realizada conforme um flag do sistema: ● se o flag não estiver configurado (standard), imediatamente, ● se o flag estiver configurado, então, só se a extensão chamadora for um PO. Todas as demais extensões não activam uma chamada em espera na rede. Numa ligação em rede através de CorNet-NQ, a chamada em espera na rede é realizada com 5 segundos de atraso, como nas chamadas internas. Neste caso, não é necessário inserir flags. Se houver uma ou mais extensões livres na chamada de grupo, a chamada é transferida para essas extensões. Não há qualquer indicação para os outros membros do grupo. Se todas as extensões estiverem ocupadas, todas recebem a sinalização de chamada em espera. Não é possível chamada directa para extensão ocupada. As chamadas de retorno de chamadas externas que não podem ser sinalizadas devido à sua baixa prioridade, são anuladas. As chamadas internas suprimidas serão libertadas. O sinal de aviso de chamada em espera para chamadas externas pode ser desactivado por procedimento ou pelo Manager E. A sinalização no display não é afectada.

CorNet-NQ

Chamada de grupo

Chamada directa Chamada de retorno

Chamada em espera silenciosa

Sinal de aviso de cha- Cada extensão pode activar ou desactivar o sinal de aviso de chamada em espera lig./ mada em espera no seu telefone. Configuração standard: sinal actides. vado. Protecção de chamada em espera lig. Esta opção (flag) específica de extensões impede que um sinal de aviso de chamada em espera (seja o tipo que for) seja inserido na chamada. Em HiPath 3000/5000 Manager E este flag também é designado como Protecção de chamada em espera. Se este flag estiver configurado, ele também impede a intercalação de uma ligação dessa extensão. O chamador ouve apenas o sinal de ocupado.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-5

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.3

Gestão de chamadas

Programação das facilidades, ver Manager E Gestão de chamadas Definição A Gestão de chamadas (Call Management, CM) representa uma unidade de administração para as chamadas, onde é definido como as chamadas de entrada devem ser processadas dependendo do tipo de linha e do serviço diurno ou nocturno. Ela é composta por quatro blocos, descritos a seguir: Bloco 1: existem duas tabelas de atribuição de chamadas para as linhas de rede analógicas ou digitais (RDIS) sem possibilidade de marcação directa. Uma tabela é utilizada no serviço diurno e a outra no serviço nocturno. As tabelas contêm para cada linha uma referência a outras listas diurnas e nocturnas. No caso de marcação directa, a gestão de chamadas começa directamente nestas listas. Na programação standard, as chamadas de marcação directa que seguem uma intercepção são sinalizadas no posto de intercepção diurno/nocturno. Isto é válido para todas as linhas. Os critérios de intercepção também são registados aqui. Bloco 2: são ao todo três listas para serviço diurno, chamadas internas e serviço nocturno. Estas listas contêm referências a uma das listas de destinos possíveis. Bloco 3: as listas de destinos de chamada são apresentadas em forma de tabela com sete colunas. Uma linha desta tabela é também chamada elemento CM. O procedimento é definido nas quatro primeiras colunas. As extensões ou grupos aqui registados são chamados consecutivamente dependendo do tempo de transferência automática. Na quinta coluna é registado o tempo definido para a transferência. Na sexta coluna é registado o tipo da "campainha central" ou do terminal a ser chamado também. Na sétima coluna é definido quando a campainha central (registada na coluna anterior) deve ser chamada. Pode ser imediatamente ou após o primeiro tempo de transferência, registado na coluna 5. Bloco 4: se foram registados números de grupo nas listas de destinos de chamada, a atribuição da chamada continua na última tabela da gestão de chamadas. Esta tabela foi elaborada para Linha colectiva (linear / cíclica) e chamada de grupo.

3-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Bloco 1 16 = Chamadas de entrada 1616 = Atribuição linha, diurno L1 Sem marc. dir. diurno
11 22

Bloco 2 16 = Chamadas de entrada 1618 = Transferência 16183 = Chamadas externas, diurno Nº 11
14

.

.
22 14

DIA

Lmáx G7 Registos: R,1-Rn; G1-Gm Marc. directa diurno

Gm 3 Rn 16182 Cham. internas Nº 11
16
Lista de destinos de chamada 14 Lista de destinos de chamada 15 Lista de destinos de chamada 16

. .

5

Interno diurno /noct.

24 16

1617 = Atribuição linha, nocturno L1 Sem marc. dir. nocturno Lmáx
G8 14

Gm 1

.

Rn 16 16184 cham. externas, nocturno Nº 11 15

NOITE

.
23

.

15 Registos, listas de destinos: – 500 no HiPath 3800 – 376 em HiPath 3550, HiPath 3500 – 70 em todos os outros sistemas

Registos: R,1-Rn; G1-Gm Marc. directa nocturno

14 15 G1 15 Gm 15 . . Rn 4

*

Figura 3-1

Relações da gestão de chamadas (Bloco 1 e 2) 3-7

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Bloco 3 16 = Chamadas de entrada 1618 = Transferência 16181 = Listas de destinos W = Número marcado 1. Transferência para número 4 Destinos Lista 1 Lista 2 Lista 3
1. 2. 3.
4. 3 5 3 3 3

Bloco 4 16 = Chamadas de entrada 1615 = Chamada colectiva / de grupo 16151 = Extensão chamada ..... G1 (grupo 1)
1 2 3
72 12 –

4

5

6

7

8 – 1 4 1

5.
R47 1 R11 2 *1 – – 1 1 1

14 28 11 23 – –

19 – 37 – – –

W R4 G1 – W R7 G2 – W R8 Gm –
R9 A2 A3 R1 G3 – – –

G2 (grupo 2)




. . . . .
Destinos Lista 14 Lista 15

. . . . .
Gm (grupo)
12 37 –

. . .
– – – – –

. . .
1

. . .
R4 G8 – R20 – – – – – – –

. . .
10 3 3 – 21 –

. . .
2

16152 = Tipo de chamada 1 = Linha colectiva cíclica 2 = Linha colectiva linear 3 = Chamada de grupo

Lista 16 W

1

. . . Dest. gestão chamada . .
máx. lista, ver Página 3-9 Registos:
– = nenhum registo Rx = é chamada a porta atribuída ao número Gx = grupo x com o tipo de chamada definido W (marcação) = Número de telefone ou extensão seleccionado S = Busca automática Ax = grupo UCD x (1-60) é chamado

16187 = Campainha central, modo
1 = chamado imediatamente 2 = chamado após o 1º tempo de transferência (coluna 5)

16186 = Campainha central, posição
– = Nenhuma campainha central Rx = É chamada a porta atribuída ao número *1-*4 = opção de relé, interruptor 1 - 4

16185 = Tempo até à transferência

Figura 3-2 3-8

Relações da gestão de chamadas (Bloco 3 e 4)
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de SW Quantidade de listas de destinos até a versão 1.2 inclusive Quantidade de listas de destinos a partir da versão 3.0/V4.0 Quantidade de grupos UCD Dependências/Restrições

HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup. 70

x V1.0 ou sup.

x V5.0 ou sup.

500 60

376 60

70 10

500 60

Tema Gestão de chamadas

Dependência/Restrição Um utilizador não é considerado destino de transferência na gestão de chamadas, quando o seu terminal está com defeito, quando tiver activado o Não incomodar ou a protecção de dados, quando está ocupado ou quando não possui acesso à rede (nas chamadas externas). Se não há uma extensão para a qual a chamada possa ser transferida, são seguidos os critérios de intercepção.

Grupo / Linha colectiva Se num grupo ou linha colectiva não há uma extensão livre, a chamada é colocada em espera em todos os terminais do grupo. Porteiro eléctrico As extensões que não são acessíveis por marcação directa (p. ex., porteiro eléctrico) não devem ser registadas na atribuição de chamadas. Caso contrário, haverá intercepção. Na marcação directa MF / DISA é possível que uma chamada analógica seja desactivada antes de chegar no fim da transferência, uma vez que são utilizados neste caso temporizadores fixos para evitar que as linhas sejam bloqueadas. Se não há registo num elemento CM nas quatro primeiras colunas, a campainha central registada é chamada imediatamente independentemente do registo na sétima coluna.

Marcação directa MF

Campainha central

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-9

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Tema Gestão de chamadas

Dependência/Restrição Se for registada a busca automática num elemento CM na primeira posição, os registos nas posições seguintes neste elemento CM não são executados. Se uma chamada não pode ser mais sinalizada no sistema (p. ex., defeito no posto de operadora), é enviada sinalização de ocupado ou é desactivada. Solução: registo na 2ª coluna da lista de destinos do posto de operadora.

Busca automática

A busca automática em todas as extensões obedece os seguintes critérios: O desvio de chamadas não é seguido. As extensões de chefe são excluídas. Cada extensão recebe apenas uma chamada. Sinalizações acústicas de chamadas não são consideradas. Mesmo que o utilizador de uma extensão de destino, registada numa lista de números de destino, tenha activado a função DESVIO DE CHAMADAS (*1n) a uma outra extensão ou a uma linha colectiva, a Gestão de chamadas considera (em caso de não atendimento da chamada) a lista de destinos da extensão original para efectuar a análise, e NÃO a lista do destino de desvio.

Desvio de chamadas

3-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.4

Transferência automática diferida

Programação das facilidades, ver Manager E Transferência automática diferida Definição As chamadas que chegam numa determinada linha e não são atendidas dentro de um tempo determinado, são transferidas. A transferência nos casos de marcação directa, atribuição de chamadas ou chamadas internas é configurada na gestão de chamadas, conforme o número de telefone. Toda a chamada sinalizada numa extensão é também sinalizada nas extensões que activaram a sinalização acústica de chamadas, inclusive no caso de transferência para estas extensões. Este tipo de transferência é designado também como transferência automática fixa, quando, por exemplo, o destino já definido na base de dados não pode ser activado/desactivado ou alterado pelo utilizador final. O destino só pode ser alterado pelo técnico da manutenção através do Manager T ou do HiPath 3000/5000 Manager E. A transferência automática combinada com marcação directa, atribuição de chamadas e chamadas internas é executada de acordo com os números de chamada na Gestão de chamadas. Até três destinos de transferência automática podem ser especificados nas tabelas da Gestão de chamadas para as extensões. Isto significa: se a primeira extensão especificou um destino de transferência automática, a chamada de entrada será transferida ao destino especificado. Se o destino especificado não atender a chamada, a Gestão de chamadas busca outro destino para a transferência da chamada. A transferência automática com encadeamento só é possível entre os destinos especificados nas tabelas da gestão de chamadas. Isto significa: se um utilizador configurou a transferência automática no telefone, a chamada de entrada será transferida a esse destino e NÃO a outro, mesmo se o destino configurado tiver activado a transferência automática. Uma linha colectiva de correio de voz pode funcionar como um destino de transferência automática. Se o último destino na gestão de chamadas está ocupado, a chamada de entrada não será processada além de uma sinalização de chamada no telefone, até que o telefone ocupado fique livre. Então a chamada é transferida ao telefone que ficou livre. As melodias do sinal de chamar para as chamadas externas e internas são transmitidas de um destino ao outro. A ID do chamador (acesso primário e acesso básico) também é transmitida de um destino ao outro. Excepção: transferência automática de chamadas externas – neste caso não é indicada a ID do chamador, mas apenas o número de transferência que foi chamado primeiro (a partir da versão 4.0, também a indicação das extensões A e B). Cada chamada sinalizada numa extensão será também sinalizada nas extensões do grupo de sinalização acústica de chamadas. Consequentemente, as chamadas também são transferidas a essas extensões.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-11

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

CorNet-N É possível o desvio de chamadas através de um segmento CorNet. Tema relacionado Parágrafo 3.1.3, “Gestão de chamadas” Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de destinos de transf. autom. por linha Dependências/Restrições

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 3

x – V1.0 ou sup. 3

x – V1.0 ou sup. 3

x – V5.0 ou sup. 3

Tema Transferência de chamadas

Dependência/Restrição Se o destino de transferência não está disponível e não foi configurado outro desvio para a linha, a transferência não é efectuada

Transferência automá- O flag válido em todo o sistema controla a transferência automática, tica para destino exter- caso tenha sido activado um desvio externo dentro de uma lista de no após o desvio destinos de chamada. Sem este flag configurado, a transferência automática termina no destino de desvio externo. Com o flag configurado, a transferência automática continua após o destino de desvio externo para a extensão registada na lista de destinos de chamadas. Nota: para o desvio em linhas de rede, o flag só funciona se estiver registado um ciclo de chamada para a transferência automática. Desvio externo É possível configurar na tabela de transferência, se o desvio externo de uma extensão deve ser seguido ou não.

Desvio na rede pública Se o utilizador activou a transferência na rede pública para a linha, a gestão de chamadas interna é ignorada (ver facilidades RDIS, =>CFB e =>CFNR).
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-12

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Tema DISA Protecção de chamada em espera Telefones analógicos

Dependência/Restrição Essa facilidade só pode ser activada/desactivada ou alterada através do Assistant T ou do HiPath 3000 Manager E. Um destino secundário que activou a protecção de chamada em espera é saltado. Não é possível reconhecer nesses telefones, se a chamada a entrar é uma chamada transferida.

Telefones com display Uma chamada a entrar num destino de transferência causa a seguinte indicação: Chamada de: xxx. Essa indicação não aparece nos destinos de transferência secundários. xxx é o número de destino marcado pelo chamador. Transferência variável Também pode configurar a transferência de chamadas para a sua definida através do ter- própria extensão através da interface de utilização do terminal. Isto minal é possível para todos os tipos de terminal. Destinos externos e grupos também podem ser registados. Chamada colectiva a um destino de transferência automática externo O flag válido em todo o sistema controla a transferência automática, caso tenha sido activado um desvio externo dentro de uma lista de destinos de chamada. Sem este flag configurado, a transferência automática termina no destino de desvio externo. Com o flag configurado, a transferência automática continua após o destino de desvio externo para a extensão registada na lista de destinos de chamadas. Nota: para o desvio em linhas de rede, o flag só funciona se estiver registado um ciclo de chamada para a transferência automática. A interface de utilização dos terminais permite memorizar diferentes desvios de chamada nas teclas do módulo de chamada directa. É possível a programação de várias teclas de desvio inclusive do número de destino; o LED aceso indica que o desvio está activo.

Várias teclas de desvio de chamada para diferentes destinos externos

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-13

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.5

Transferência automática em caso de livre e ocupado

Programação das facilidades, ver Manager E Transferência automática em caso de livre e de ocupado) Existem dois tipos de transferência automática:

Em caso de livre, a chamada para uma extensão livre é transferida após um determinado tempo, que pode ser programado, para um atendedor automático ou correio de voz. Em caso de ocupado, o chamador recebe o sinal de ocupado ao chamar uma extensão ocupada. É definido na lista de destinos, se a transferência deve ocorrer neste caso.

Casos especiais:

Chamada de grupo Um grupo está ocupado, sempre que todos os seus membros estiverem ocupados. Linha colectiva Uma linha colectiva está ocupada, sempre que todas as suas extensões estiverem ocupadas. Grupo em caso de livre Um grupo em estado livre, fica ocupado quando pelo menos uma de suas extensões está ocupada e o grupo foi chamado através do número de grupo. Grupos UCD Este parâmetro não é verificado para grupos UCD. Anúncios Este parâmetro não altera a função com anúncios.

Quando uma chamada for sinalizada numa extensão e o destino de transferência estiver ocupado, a chamada permanece nesta extensão. Periodicamente verifica-se se o destino de transferência ficou livre. Se as chamadas entrarem através de linhas em que não é possível a sinalização de ocupado, elas serão transferidas ou interceptadas.

3-14

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de destinos de transf. autom. por linha Dependências/Restrições

HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 3

x – V1.0 ou sup. 3

x – V1.0 ou sup. 3

x – V5.0 ou sup. 3

Tema Transferência de chamadas Desvio externo

Dependência/Restrição Se o destino de transferência não está disponível e não foi configurado outro desvio para a linha, a transferência não é efectuada É possível configurar na tabela de transferência, se o desvio externo de uma extensão deve ser seguido ou não.

Desvio na rede pública Se o utilizador activou a transferência na rede pública para a linha, a gestão de chamadas interna é ignorada (ver facilidades RDIS, =>CFB e =>CFNR). Chamada em espera Se uma extensão libertou a chamada em espera, receberá essa sinalização, mesmo que tenha configurado a transferência em caso de ocupado na sua tabela de gestão de chamadas. Se não for possível a chamada em espera nessa extensão, o chamador recebe o sinal de ocupado, caso a transferência em caso de ocupado não estiver configurada.

Transferência automá- O flag válido em todo o sistema controla a transferência automática, tica para destino exter- caso tenha sido activado um desvio externo dentro de uma lista de no após o desvio destinos de chamada. Sem este flag configurado, a transferência automática termina no destino de desvio externo. Com o flag configurado, a transferência automática continua após o destino de desvio externo para a extensão registada na lista de destinos de chamadas. Nota: para o desvio em linhas de rede, o flag só funciona se estiver registado um ciclo de chamada para a transferência automática.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-15

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Tema

Dependência/Restrição

Transferência variável Também pode configurar a transferência de chamadas para a sua definida através do ter- própria extensão através da interface de utilização do terminal. Isto minal é possível para todos os tipos de terminal. Destinos externos e grupos também podem ser registados. Várias teclas de desvio de chamada para diferentes destinos externos A interface de utilização dos terminais permite memorizar diferentes desvios de chamada nas teclas do módulo de chamada directa. É possível a programação de várias teclas de desvio inclusive do número de destino; o LED aceso indica que o desvio está activo.

3-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.6
Definição

Desvio de chamadas

Esta facilidade permite desviar todas as chamadas de entrada (inclusive as chamadas directas) para outro destino. O desvio de chamadas é executado de acordo com o número de telefone, independentemente de como foi efectuado o acesso à extensão a ser activada. Se estão disponíveis teclas de linha, o desvio pode ser activado individualmente para uma delas. São possíveis, por ex., os seguintes destinos:
● ● ● ● ● ●

Outra extensão Operadora Destino externo Sistema de correio de voz Linha colectiva grupos ACD (p. ex. Hicom Agentline Office) / grupos UCD

O utilizador é avisado de que o "desvio" está activado no telefone, através de um sinal acústico especial, indicação no display ou LED. As chamadas de saída continuam a ser possíveis mesmo com o desvio activado. Os utilizadores finais podem optar por desviar só chamadas externas ou só chamadas internas. Para desactivar essas opções é necessário só um código de acesso. A seguir os códigos de acesso de facilidades na configuração standard:
● ● ● ●

Desviar chamadas interna e externas: *11 Desviar só chamadas externas: *12 Desviar só chamadas internas: *13 Desligar desvio de chamadas: #1

O desvio de chamadas está implementado com base no número de chamada, não sendo relevante como a chamada chegou no telefone activador. Se foi configurada a tecla, o desvio de chamadas pode ser activado para uma determinada tecla de linha. Destino externo O destino do desvio de chamadas também pode ser uma extensão externa. Neste caso, deve ser introduzido, em vez de um número interno, o código de acesso à rede pública seguido do número externo. Uma vez que é possível, que uma chamada de entrada externa seja desviada a um destino externo, o sistema verifica se a combinação de linhas de rede pública pode suportar o controlo de libertação (ver tabela a seguir). Se não for esse o caso, é iniciado um temporizador – Tempo entre sinal de aviso até a desactivação de ligações de rede analógicas de
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-17

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

trânsito –, cujo valor standard é de 300 segundos. Ao ser expirado este temporizador, os utilizadores das duas extensões ouvem um sinal de aviso e é iniciado outro temporizador. Depois de expirado este temporizador – Tempo entre o sinal de aviso até ao corte, valor standard: 10 segundos – as linhas de rede são cortadas. CorNet É possível o desvio de chamadas através de um segmento CorNet. Quando uma chamada é desviada a outro nó e então desviada de volta ao primeiro nó, os segmentos CorNet são activados, desde que a função Reencaminhamento esteja activada. A ID do chamador de entrada (acesso primário, acesso básico) é transmitida de um destino a outro dentro do mesmo sistema. Porém, não é transmitida via CorNet-N a um nó remoto. Se houver um sistema de correio de voz num nó remoto e a chamada é desviada, o sistema de correio de voz recebe o número da extensão chamada primeiro (a partir da versão 4.0, também indicação das extensões A e B no desvio de chamada em toda a rede). Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº de desvios activados simultaneamente Dependências/Restrições

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 150

x – V1.0 ou sup. 50

x – V1.0 ou sup. 20

x – V5.0 ou sup. 150

Tema Terminais analógicos Não incomodar Desvio Desvio externo

Dependência/Restrição No caso de terminais analógicos, S0 e CMI, é necessário aguardar o sinal de confirmação após a introdução de destinos externos. Não é possível programar o desvio para um terminal com Não incomodar activado. É possível o encadeamento de até 5 desvios. Conforme o terminal, uma ou várias teclas podem ser programadas com o desvio de chamadas externo.

3-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Tema Desvio externo MSN

Dependência/Restrição A partir da versão 1.0, cada extensão que possuir um MSN atribuído para a marcação directa, pode desviá-lo na rede pública (a facilidade deve ser disponibilizada pelo Operador). No caso de destinos externos, o código de rota para a rede pública tem de ser marcado antes do número de destino. A sinalização Utilizador-Utilizador (User to User Signalling UUS) pode ser desactivada através do flag "Desactivar UUS por rota" (Parâmetros de rota). Com isso, é suprimida, entre outras, a transmissão do número da extensão A para um desvio de chamadas externo num elemento de informação Utilizador-Utilizador. Nos seguintes casos não segue um desvio para grupo ACD/UCD: Uma extensão é membro de uma linha colectiva. Quando a linha colectiva é chamada e a extensão que deve atender activou um desvio para um grupo ACD/UCD, o desvio não é executado, mas será chamada directamente a próxima extensão da linha colectiva. ● Uma extensão é membro de uma chamada de grupo. Quando o grupo é chamado, não seguirá o desvio para grupo ACD/UCD. ● Uma extensão é membro de um grupo de chamada em caso de livre. Quando o grupo é chamado, não seguirá o desvio para grupo ACD/UCD. Excepção: a primeira extensão registada activou um desvio para o grupo ACD/UCD. Este desvio será seguido.

Desvio externo Desvio externo

Destino do desvio é grupo ACD/UCD

Terminais OpenStage Nos sistemas com ocupação de linha automática (Prime line), a tecla de função Desvio (de programação fixa) de um terminal OpenStage não pode ser programada com um destino de desvio interno. A ocupação de linha automática faz com que o sistema interprete isso como um desvio à rede pública. Para o desvio a um destino interno, deve ser utilizada uma tecla sensor/de toque livremente programável. Prime line Se a ocupação automática de linha está activada, a tecla interna deve ser premida antes do número ao chamar destinos internos. Neste caso, não é necessário o código de rota para destinos externos.

Compromisso, desper- O compromisso não segue um desvio activado. tador

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-19

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.7
Problema

Selecção da caixa de correio de voz no Desvio

Se um colaborador A de um escritório desvia as suas chamadas a um colega (Extensão B) deve ser decidido, qual caixa de correio de voz deverá receber as chamadas para a extensão A, enquanto B estiver fora de seu posto de trabalho. Normalmente, a caixa de correio de voz da extensão A deve gravar a chamada, mas não a caixa de correio de voz da extensão B:

Extensão A (Cliente de Workpoint A)

Extensão B (Cliente de Workpoint B)

Caixa de correio de voz A Figura 3-3

Caixa de correio de voz B

Selecção da caixa de correio de voz no Desvio

Seleccionar a caixa de correio O administrador de pode configurar no Manager E a caixa de correio de voz a gravar as chamadas para a extensão A, quando ninguém puder atender à chamada desviada. Na configuração standard, as chamadas de entrada são gravadas pela caixa de correio da extensão A chamada. O administrador pode alterar esta configuração, caso as chamadas devam ser gravadas pela caixa de correio da extensão B. Para programar esta opção, é preciso que os clientes de Workpoint A e B e as suas caixas de correio de voz estejam ligados ao mesmo sistema. Se a extensão A deseja utilizar uma caixa de correio de voz de grupo, as chamadas para essa extensão podem ser desviadas para uma dessas caixas de correio, se o administrador permitir.

3-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Extensão C adicional Para uma extensão C adicional ligada noutro nó não é possível efectuar a configuração para que a caixa de correio de voz de uma outra extensão (Extensão A ou Extensão B) grave as chamadas de entrada. Mesmo que a sua caixa de correio de voz se encontre no mesmo sistema das caixas de correio da extensão A e B. Ou seja, apenas a própria caixa de correio de voz da extensão C pode gravar as chamadas de entrada:

Nó 1 Master
Caixa de correio de voz

Nó 2 Slave

Extensão A (Cliente Extensão B (Cliente de Workpoint A) de Workpoint B) Figura 3-4

Extensão C (Cliente de Workpoint C)

Desvio entre clientes de Workpoint em dois nós

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-21

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.8

Grupos de chamada para extensões

Programação das facilidades, ver Manager E Grupos de chamada para extensões Definição O sistema HiPath 3000/5000 oferece grupos de extensões à disposição das seguintes facilidades:
● ● ●

Chamada de grupo (com ou sem sinalização de ocupado) Linha colectiva (linear/cíclica) Grupos de anúncio por altifalante (Paging interno)

A propriedade só é determinada para cada grupo através do registo no respectivo grupo. Isto significa que cada um dos grupos pode receber chamadas como grupo ou como linha colectiva. É possível atribuir nomes aos grupos através da gestão do sistema. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Quantidade de grupos

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 300 800 (V3.0 ou sup.) 20

x – V1.0 ou sup. 150

x – V1.0 ou sup. 20

x – V5.0 ou sup. 800

Quantidade de extensões por grupo Dependências/Restrições

20

8

20

Tema Desvio Grupos de chamada

Dependência/Restrição Na execução de um desvio para um grupo, não são seguidos desvios de outras extensões do grupo. As extensões podem fazer parte de vários grupos.

3-22

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.9

Chamada de grupo

Programação das facilidades, ver Manager E Chamada de grupo Definição As chamadas de entrada, externas ou internas, são sinalizadas simultaneamente em todas as extensões do grupo. O utilizador que atender primeiro recebe a chamada. A chamada de grupo é efectuada através da gestão de chamadas. Todos os tipos de telefone podem ser utilizados num grupo de chamada de grupo. Entretanto, os telefones devem estar no mesmo nó. Uma extensão também pode estar noutro nó e será registada pelo sistema como extensão externa. Pode ser atribuído um nome na base de dados para cada grupo de chamada. Esse nome pode ter no máximo 16 caracteres. A extensão que levantar o microtelefone primeiro é ligada com a extensão que está a chamar. As chamadas que se seguem são sinalizadas nas extensões livres. Quando todas as extensões do grupo estiverem ocupadas, as chamadas serão indicadas através do aviso de chamada em espera. A extensão que pousar o microtelefone primeiro, recebe a chamada em espera. Interacção de facilidades Uma extensão de um grupo de chamada pode activar a função Não incomodar. Isto significa, que o sinal de chamar não soa mais no telefone, quando esse é chamado através do número da linha colectiva ou directamente. Apenas os telefones com display podem desactivar/activar o aviso de chamada em espera (#87/*87). Então uma chamada de espera não é sinalizada nesses telefones, porém eles recebem a chamada de espera quando o utilizador pousar o microtelefone. A protecção de linha de dados em Manager T (protecção de chamada em espera em HiPath 3000/5000 Manager E) pode ser configurada para o telefone de um membro. O sinal de chamar soa num telefone livre, quando uma chamada chega no grupo. Entretanto, um telefone não é informado a respeito de uma chamada de espera. E quando a extensão desliga e existem chamadas em espera, não há nenhuma sinalização acústica de chamadas até que uma "nova" chamada alcance a fila de espera. Cada membro de um grupo pode activar em seu telefone o desvio para todas as chamadas. Se esta facilidade está activada, o telefone de destino torna-se parte do grupo. Entretanto, se o primeiro membro do grupo activou a transferência em caso de livre a um destino interno, todas as chamadas destinadas ao número de activação do grupo serão desviadas imediatamente a este destino. Cada membro, com excepção do primeiro membro, está acessível através do seu número de telefone. Só o destino de desvio pode aceder ao primeiro membro através do seu número de telefone.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-23

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Displays

Chamadas internas: no display da extensão que efectua a chamada aparece o nome de grupo definido através de Manager T (16-15-3) ou HiPath 3000/5000 Manager E (Chamadas de entrada -> Linha de grupos/linha colectiva -> Nome). Os membros do grupo que possuem um telefone com display vêem o número do chamador: Chamada de: xxx. Chamadas externas: no display dos membros do grupo aparece o número do chamador (como no caso de uma chamada numa extensão individual).

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema Desvio externo Terminais analógicos

Dependência/Restrição Se no mínimo um utilizador do grupo activou o desvio externo, não é possível a transferência antes do atendimento para esse grupo. Não há a verificação da existência de terminais analógicos, porém o terminal deve ser registado no sistema, levantando o microtelefone uma vez. Se a chamada não pode ser sinalizada em nenhum terminal, é transferida para o destino de intercepção. Se não há uma extensão livre, as extensões ocupadas recebem chamada em espera ou visualização de chamada.

Intercepção Chamada em espera

Incluir-se/Excluir-se do Qualquer membro do grupo de chamada pode excluir-se do grupo grupo com #85 e incluir-se de novo com *85. Linha colectiva Quando um utilizador faz parte do grupo de chamada e da linha colectiva, alterações, como p. ex., *85/#85 são válidas para ambas as facilidades.

3-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.10

Chamada de grupo com sinalização de ocupado

Programação das facilidades, ver Manager E Chamada de grupo com sinalização de ocupado Definição Se a extensão de um grupo está ocupada, o chamador recebe sinal de ocupado ao entrar uma chamada para este grupo. A extensão ocupada recebe se necessário o aviso de chamada em espera. Este tipo de grupo (definido em Manager T como Ch. grupo, Livre e em HiPath 3000/5000 Manager E como Livre, em Tipo) funciona de forma semelhante a uma chamada de grupo. Isto significa: quando uma nova chamada chega num grupo livre, o sinal de chamar soa nos telefones de todos os membros. O utilizador que atender primeiro recebe a chamada. Porém, se entrarem mais chamadas no número de activação, enquanto um membro do grupo estiver ocupado, este ouvirá o aviso de chamada em espera. Essas chamadas não será sinalizadas noutros membros do grupo. Todavia, é permitido aos membros restantes do grupo efectuar chamadas externas e atender chamadas, quando é marcado o seu próprio número. Esta configuração é útil, quando é utilizado um telefone Optiset E, optiPoint ou OpenStage combinado com um telefone sem fios. Qualquer tipo de telefone pode ser utilizado num grupo de chamada. Pode ser atribuído um nome na base de dados para cada grupo de chamada. Esse nome pode ter no máximo 16 caracteres. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Grupos/Extensão

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 800/20

x – V1.0 ou sup. 150/20

x – V1.0 ou sup. 20/8

x – V5.0 ou sup. 800/20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-25

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dependências/Restrições

Tema Protecção de chamada em espera Marcação directa Grupo

Dependência/Restrição A chamada em espera não é efectuada, se o utilizador ocupado activou a protecção de chamada em espera. Se um membro do grupo é chamado directamente, a sinalização é activada na extensão chamada. Se um Optiset E, optiPoint ou OpenStage do grupo está com defeito, o grupo é tratado como ocupado.

3-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.11

Linha colectiva

Programação das facilidades, ver Manager E Linha colectiva Definição As linhas colectivas permitem a distribuição das chamadas dentro de um grupo de extensões. Estas extensões estão reunidas de tal forma que,caso uma extensão esteja ocupada ou não atenda, uma chamada para o grupo é transferida automaticamente para a próxima extensão livre. São possíveis os seguintes tipos de selecção de extensões do grupo:

Selecção cíclica: a busca começa sempre na primeira extensão a seguir à seleccionada da última busca. Se a chamada não é atendida, a transferência para a próxima extensão é efectuada automaticamente depois de um tempo determinado (tempo de transferência na gestão de chamadas). Selecção linear: a busca começa sempre na primeira extensão do grupo.

Conforme o tipo de linha colectiva seleccionado, as extensões são acessíveis através de um número de linha colectiva ou através do próprio número de extensão. A linha colectiva é configurada através da gestão de chamadas. Pode ser atribuído um nome na base de dados a cada linha colectiva. Esse nome pode ter no máximo 16 caracteres. Conforme a linha colectiva, as extensões podem ser acedidas ou através de um número de activação da linha colectiva ou através do respectivo número da extensão. No caso de uma linha colectiva linear, o último membro da linha colectiva pode ser um pseudonúmero que leva a um sistema de correio de voz. Este pseudo-número é o número de telefone transmitido ao sistema de correio de voz. Mais além, a lista de destinos pode conter um desvio de chamadas. Uma extensão pode existir em dois grupos simultaneamente. As chamadas originadas dos dois grupos são indicadas aos agentes de forma habitual. Se o utilizador dispõe de um telefone com display, pode identificar a origem da chamada com base no nome atribuído à linha ou ao feixe. Uma linha de grupo/colectiva é um agrupamento de várias extensões acessíveis através de um número, o qual pode ser um código ou o número da primeira extensão na linha colectiva (linha colectiva master). Para cada sistema pode ser configurado um número máximo de linha colectiva/de grupo, que podem ser diferentes segundo o número de membros do grupo, ver tabela no parágrafo "Dados conforme o modelo". Os últimos 60 grupos podem ser utilizados também para aplicações UCD.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-27

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Em cada sistema de comunicação, determinados números são reservados para grupos ou linhas colectivas e não podem ser atribuídos a extensões individuais. No HiPath 3350 e no HiPath 3300, são os números 31 a 50; no HiPath 3550 e no HiPath 3500, os números 350 a 499 e no HiPath 3800, os números 350 a 499 e 8600 a 8749. Um única extensão pode pertencer a vários grupos/linha colectiva; os grupos, contudo, não podem ser registados como membros em outros grupos (excepção: grupos MULAP base e MULAP chefe podem ser membros de uma linha colectiva); o registo de números externos também é possível. Para MULAP a sequência só é importante com a utilização da captura de chamadas. (Se vários membros MULAP forem também membros de um grupo de captura de chamadas, ao chamar o MULAP, será indicado o último membro MULAP do grupo de captura de chamadas.) Após a configuração de uma linha colectiva com extensões IVM, é iniciada uma transferência automática para IVM depois de carregar o KDS para o Hicom/HiPath 3000. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Grupos/Extensão (linear, cíclico) Grupos/Extensão (UCD)
1

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 800/20

x – V1.0 ou sup. 150/20

x – V1.0 ou sup. 20/8

x – V5.0 ou sup. 800/20

60/ 60/ 60/ 60/ 1 1 1 (100-XXX) (100-XXX) (100-XXX) (100-XXX)1

O número máximo de agentes registados é limitado apenas pela quantidade possível de IDs de agentes (100-XXX).

3-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dependências/Restrições

Tema Chamada em espera

Dependência/Restrição Se todas as extensões de uma linha colectiva estão ocupadas, a chamada em espera é activada para todas.

Sinalização de chama- Se todas as extensões da linha colectiva desligarem simultaneada mente, a sinalização de chamadas é activada para as extensões que receberam chamada em espera. Não incomodar Se todos os membros da linha colectiva activaram o Não incomodar, o tratamento posterior é efectuado de acordo com a gestão de chamadas. As extensões podem fazer parte de vários grupos. Não é possível configurar uma fila de espera para as linhas colectivas cíclica e linear. As filas de espera só podem ser configuradas para grupos UCD (agentes) (ver Parágrafo 3.1.13.1, “Filas de espera”. Nota: portas de correio de voz podem ser registadas como agentes UCD, o que permite direccionar os chamadores para uma fila de espera, caso o Auto Attendant (comutação automática) esteja ocupado. Através da gestão de chamadas, é possível configurar um posto de transbordo como destino de transferência para linhas colectivas. Qualquer membro da linha colectiva pode excluir-se da mesma com #85 e incluir-se de novo com *85. Quando um utilizador faz parte do grupo de chamada e da linha colectiva, alterações, como p. ex., *85/#85 são válidas para ambas as facilidades. Qualquer tipo de telefone pode ser utilizado para a linha colectiva. Cada extensão de um grupo de chamada pode excluir-se do grupo, marcando *85 e incluir-se de novo com #85. Nesse caso são válidas as mesmas regras como para uma chamada normal. O tempo gasto é facturado para a última extensão, através da qual a chamada foi processada.

Linha colectiva Fila de espera

Transbordo, transferência Linha colectiva incluir/excluir Act/Des chamada de grupo Tipo de telefone Act/Des chamada de grupo Taxação central

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-29

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.12
Definição

Exclusão da chamada de grupo / linha colectiva (stop hunt)

Um utilizador interno que estiver registado na gestão de chamadas como extensão de um ou de vários grupos (também grupos MULAP), tem a possibilidade de
● ●

excluir-se ou incluir-se selectivamente de/em grupos isolados. excluir-se ou incluir-se de/em todos os grupos.

Isso é possível através de código, menu de serviço ou tecla. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Grupos/Extensão Dependências/Restrições

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 800/20

x – V1.0 ou sup. 150/20

x – V1.0 ou sup. 20/8

x – V5.0 ou sup. 800/20

Tema Acesso do utilizador Códigos de acesso standard DISA

Dependência/Restrição O utilizador deve ser membro de um grupo de extensões para ter acesso a esta facilidade. Os códigos de acesso standard são: #85 para excluir-se da linha colectiva e *85 para incluir-se ao grupo. Utilizadores podem activar esta função para a sua extensão ou para outras extensões a partir de uma ligação DISA (serviços associados). Se todos os membros de um grupo activarem a facilidade Excluir da linha colectiva , os chamadores internos serão desviados para o próximo destino de gestão de chamadas disponível ou, se este destino não estiver configurado, ouvirão um sinal de ocupado. Membros chefe não podem excluir-se de grupos MULAP chefe.

Gestão de chamadas

Exclusão selectiva de grupos

3-30

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13

Distribuição de chamadas universal (UCD)

Programação das facilidades, ver Manager E Distribuição de chamadas universal (UCD) Definição Esta facilidade possibilita que uma chamada de entrada, interna ou externa, seja transferida automaticamente para uma extensão de um grupo UCD (agente), que se encontra em repouso há mais tempo. Se todas as extensões do grupo UCD estão ocupadas, as chamadas adicionais são colocadas em espera e depois, dependendo da prioridade e do tempo de espera, transferidas para as extensões do grupo. É possível inserir anúncios ou música para o chamador em espera. Qualquer agente pode registar-se através de um ID a partir de qualquer terminal. Depois da entrada de comunicação ("log on"), o agente recebe o estado "disponível" e está atribuído a este terminal até a sua saída ("log off"). Esta atribuição permanece mesmo depois de uma reinicialização do sistema. O grupo UCD pode ser desviado (serviço nocturno para UCD).

>

Com relação às chamadas, o sistema processa os grupos UCD de forma diferente dos grupos de chamada e das linhas colectivas.

Os estados dos agentes são mantidos inalterados em caso de falta da tensão. Um grupo UCD contém agentes que pertencem ao mesmo grupo de trabalho. No sistema de comunicação podem estar activos simultaneamente, no máximo, 150 agentes UCD. Consequentemente, são oferecidas 150 ID de agente fixas, sendo que cada uma delas pode ser atribuída a um dos 60 grupos UCD (10 com HiPath 3350 e HiPath 3300). Não há uma limitação do número de agentes por grupo. Podem ser registadas apenas ID de agentes válidas, sendo que cada ID só pode ser atribuída a um grupo. Para isso, deve ser configurada uma lista contendo as ID de agentes e os respectivos grupos UCD. Um agente UCD possui funções especiais no sistema de comunicação. Ele pode efectuar logon através de uma ID a partir de qualquer terminal UP0/E ou NoFe (agente externo, utilizador externo). Depois do logon, o agente recebe o estado Disponível e está atribuído a este terminal até a sua saída ("log off"). Não há outra possibilidade de logon simultâneo noutro terminal. Por terminal, pode estar registado no máximo 1 agente. Cada agente está atribuído a um só grupo de trabalho. Após o logoff o agente não está mais disponível para UCD. No logon, é verificada a atribuição aos grupos UCD. A porta, à qual o agente efectua logon, é guardada na memória não volátil, para preservar as atribuições, caso o sistema seja reposto.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-31

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Os telefones do sistema (também sem display) podem ser utilizados como telefone de consulta UCD e, para o suporte de agentes externos, também NoFe. Para os terminais sem display, há códigos disponíveis para as principais funções Logon, Processamento posterior e Exclusão. É possível utilizar também os terminais Entry. No caso de ligação do Office Look, o número interno dos grupos UCD deve ser apagado, uma vez que apenas as chamadas externas são protocoladas. Interligação de números master de linha colectiva e nome com grupo UCD As últimas 60 linhas colectivas (10 com HiPath 3350 e HiPath 3300) são utilizadas na UCD para a configuração de um número master, um número de marcação directa e um nome de grupo para cada grupo UCD. Cada grupo UCD recebe um número virtual de #201 a #260 (#210 com HiPath 3350 e HiPath 3300) em Transferência de chamadas. Assim, o grupo 1 UCD (#201) pode ser chamado através da marcação do número standard para grupos/linha colectiva. Chamadas UCD e chamadas internas Se um agente receber uma chamada interna (não chamada UCD) e, enquanto isso, entrar uma chamada UCD para o grupo UCD (apenas este agente está registado e disponível), a chamada UCD será desviada para uma fila de espera. Assim que o agente terminar a chamada interna, receberá a chamada UCD. Agentes Qualquer tipo de telefone pode fazer parte do grupo UCD. As ligações analógicas também podem ser utilizadas para os agentes em outras posições (colaboradores móveis). Um grupo UCD contém agentes que pertencem ao mesmo grupo de trabalho. A cada um dos grupos UCD estão atribuídos índices de agentes. Cada índice contém até 32 IDs de agentes. No sistema podem estar activos simultaneamente, no máximo, 150 agentes. Consequentemente podem ser atribuídos a um grupo UCD (no máximo 60) 150 (500 em HiPath 500) IDs de agentes fixas. Uma ID só pode ser atribuída a um grupo. Podem ser atribuídas várias IDs a um agente, o que lhe permite trabalhar em mais de um grupo UCD. Todavia, o agente só pode estar activo num grupo por vez. Determinadas facilidades do sistema estão à disposição apenas para as extensões de um grupo UCD. Um agente pode registar-se ou cancelar o registo em qualquer telefone Optiset E, optiPoint 500 ou analógico do sistema com a ajuda da ID. Depois do registo, o agente está disponível e permanentemente atribuído ao respectivo equipamento até cancelar o registo. Depois do registo, o agente está disponível (também em clientes IP como o OpenStage IP) e permanentemente atribuído ao respectivo equipamento até cancelar o registo. Um agente só pode ser registado num equipamento por vez. Só pode estar registado um agente por segmento. Cada agente está atribuído a um só grupo de trabalho. Depois de cancelado o registo, o agente não está mais disponível para chamadas UCD. 3-32
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

No registo, é verificada a atribuição aos grupos UCD. A porta, à qual o agente se regista, é guardada na memória não volátil, para preservar as atribuições, caso o sistema seja reposto. Os índices de agente são definidos da seguinte forma:

HiPath 3000/5000 Manager E: Programações -> Chamadas de entrada -> Grupos UCD -> Membros. Manager T: 31-1.

Função Na distribuição de chamadas universal (UCD), uma chamada de entrada interna ou externa é atribuída automaticamente à extensão que se encontra em repouso por mais tempo. As chamadas de entrada são encaminhadas ao grupo UCD conforme os seguintes critérios:
● ● ● ● ●

Atribuição Números-Destinos de transferência automática Marcação directa Tabela da Gestão de chamadas Comutação automática Transferência

Ciclo de chamada primário é o tempo, durante o qual o sistema define a chamada não atendida como não disponível, antes de encaminhar a chamada para o próximo agente livre. Quando o temporizador da fila de espera de transbordo expira antes que um agente esteja disponível, a chamada pode ser encaminhada a outro grupo UCD, outra extensão, ao correio de voz ou a um destino externo. Se o destino de transbordo for um grupo UCD, o chamador permanece na fila de espera do grupo inicial e também é colocado na fila de espera do destino de transbordo. Os destinos de transbordo são configurados com a tabela Destino de chamada. A cada grupo pode ser atribuído um valor limite numérico. Quando a quantidade de chamadas na fila de espera atingir este valor, a fila de espera transborda. O grupo UCD pode ser desviado (serviço nocturno para UCD).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-33

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Outros parâmetros por grupo Cada grupo pode configurar de forma independente o tempo de permanência de um chamador na fila de espera de um grupo, quando todos os agentes de um grupo estiverem ocupados. Se, depois de expirado este tempo, nenhum agente do primeiro grupo atendeu a chamada, esta é apresentada paralelamente ao segundo grupo (se configurado) por mais um tempo predefinido. Este tempo é configurado através da quantidade de ciclos de chamada, que pode ser configurada nos dois grupos para um valor de 1-120. Cada grupo pode configurar de forma independente a quantidade máxima de chamadas na fila de espera; no primeiro grupo a quantidade máxima é de 30 e no último, 72 chamadas. Estes valores são válidos para chamadas internas e externas. Se vários chamadores tentam aceder aos grupos UCD, recebem o sinal de ocupado ou são encaminhados ao correio de voz. Isto depende da lista de destinos na Gestão de chamadas. Os grupos também podem ser configurados de forma que as chamadas sejam atendidas automaticamente pelos agentes: atendimento automático de chamadas (Automatic Incoming Call Conection, AICC). Cada grupo pode especificar, se os anúncios devem mudar só uma vez ou se devem ser cíclicos. Com a opção Único os anúncios são inseridos para os chamadores uma vez, da forma como estão configurados. Com a opção Cíclico são repetidos de forma cíclica o último e o penúltimo anúncio na configuração.

>

Cada grupo pode especificar um tempo de transbordo, o qual só é utilizado para supervisionar uma chamada encaminhada a uma aplicação UCD remota.

Cada grupo pode especificar o tempo de atraso, em que a chamada na fila de espera será comutada com o anunciador. Este temporizador pode ter um valor de 0 a 600 segundos. Num grupo UCD está inserido um anúncio para todas as chamadas. Se não está configurado nenhum anunciador, o chamador ouve a música em espera interna. Para suprimir o anúncio, é recomendado definir o valor máximo para o atraso, onde se supõe que a chamada seja atendida durante esse tempo.

3-34

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Teclas e códigos das facilidades Agentes com telefones com display podem programar teclas com as seguintes funções UCD: Facilidade UCD Registar/Cancelar Disponível / Não disponível Processamento posterior act./des. Serviço nocturno para UCD act./ des. Chamadas na fila de espera Códigos de aces- Estado do LED na facilidade ACso standard TIVADA *401/#401 *402/#402 *403/#403 *404/#404 *405 Aceso Aceso Aceso Aceso –

Opcionalmente, os agentes podem marcar o código no estado "Livre" ou premir a tecla Serviço durante uma chamada e depois seleccionar UCD e em seguida seleccionar a facilidade "UCD" para activá-la ou desactivá-la. Agentes com telefone sem display ou telefone analógico devem marcar os códigos em estado "Livre" ou durante uma chamada, depois de terem colocado temporariamente o chamador em consulta e seleccionado o código. Para retomar a chamada, o agente deve premir de novo a tecla Consulta ou pousar o microtelefone, em caso de telefone analógico. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Grupos UCD Agentes UCD Números ID Agente por terminal

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 60 150 150 1

x – V1.0 ou sup. 60 150 150 1

x – V1.0 ou sup. 10 150 150 1

x – V5.0 ou sup. 60 150 150 1

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-35

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.1

Filas de espera

Programação das facilidades, ver Manager E Filas de espera Definição Se todas as extensões de um grupo UCD (agentes) estão ocupadas, as chamadas de entrada são colocadas em retenção e registadas numa fila de espera. O número de chamadas numa fila de espera pode ser configurado individualmente para cada grupo UCD. Qualquer agente de um grupo UCD pode activar a indicação da quantidade de chamadas que estão na fila de espera do seu grupo. É possível inserir anúncios ou música para o chamador em espera. Para indicar a quantidade de chamadores UCD na fila de espera, os utilizadores de um telefone com display podem programar uma tecla de facilidade ou premir a tecla Serviço durante uma chamada e depois a opção UCD?; em seguida seleccionar a facilidade pretendida. Opcionalmente, os utilizadores podem premir a tecla Serviço durante uma chamada e marcar o código. Os utilizadores de telefones sem display e de telefones analógicos devem marcar os códigos no estado "Livre". Os códigos podem ser marcados durante uma chamada. Para tal, o chamador deve ser colocado temporariamente em consulta através da tecla Consulta. Em seguida o código pode ser marcado. Em caso de utilização de um telefone analógico, o microtelefone deve ser pousado. Os telefones sem display (Optiset E ou optiPoint 500) permitem programar as teclas com determinadas facilidades. Todavia essa programação só pode ser efectuada com o HiPath 3000/ 5000 Manager E. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Filas de espera por grupo UCD Nº de chamadas na fila de espera por grupo UCD Nº mínimo de chamadas na fila de espera por grupo UCD
1

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – 1

x – 1

x – 1

x – 1

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. 30 para grupos UCD 1 até 59 72 para grupo UCD 60 1 até a V1.4 SMR-6 (inclusive) 01 SMR-7 V4.0 ou sup.

Se a quantidade for configurada como 0, uma chamada será directamente transferida ou rejeitada quando nenhum agente estiver livre.

3-36

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.2

Ordem de chamadas segundo prioridades

Programação das facilidades, ver Manager E Ordem de chamadas segundo prioridades Definição As chamadas de entrada externas e internas para o grupo UCD são distribuídas segundo prioridades na fila de espera conforme o tipo de chamada. O sistema distribui as chamadas em espera para o grupo UCD conforme a prioridade e o tempo de espera, ou seja, uma chamada em espera de alta prioridade é atendida antes do que uma chamada de baixa prioridade que está em espera há mais tempo. No caso de linhas de rede, a prioridade é concedida conforme a linha (por canal B). Para classificar as chamadas internas é atribuída uma prioridade de 1 a 10. De acordo com a prioridade e o tempo de espera, o sistema distribui as chamadas na fila de espera ao grupo UCD; isto significa, que uma chamada em espera com prioridade alta será atendida antes do que uma chamada com tempo maior de espera e prioridade mais baixa. No caso de linhas de rede, a prioridade é concedida conforme a linha (por canal B). O sistema avalia as chamadas para um grupo UCD com base na prioridade definida. A programação dos níveis de prioridade é efectuada em HiPath 3000/5000 Manager E. A prioridade interna é definida na respectiva janela do HiPath 3000/5000 Manager E em Prioridade das chamadas internas. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Níveis de prioridade

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 10

x – V1.0 ou sup. 10

x – V1.0 ou sup. 10

x – V5.0 ou sup. 10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-37

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.3 Definição

Estados de extensão UCD

Após a entrada do agente no sistema (logon), o estado actual do terminal UCD é indicado no display. São possíveis os seguintes estados:
● ●

Disponível (available). Chamadas UCD são sinalizadas para o agente. Não disponível (unavailable). O agente deixou o posto de trabalho temporariamente (pausa, exclusão). Pausa automática para processamento posterior (wrap up). O agente indica que necessita de uma pausa para processamento posterior da última chamada UCD. Tempo de pausa automática. A pausa automática está programada e é executada. Chamada de entrada UCD. O agente processa uma chamada UCD (também depois da transferência). Chamada interna não UCD. O agente está a falar numa chamada interna que não foi transferida por UCD. Chamada de entrada externa não UCD. O agente está numa chamada externa que não foi transferida por UCD. Chamada de saída externa não UCD. O agente está numa chamada de saída externa que não foi transferida por UCD. Removido. O terminal está com defeito.

● ●

No final do trabalho, o agente pode cancelar a sua comunicação (logoff), não estando mais disponível. O agente está também acessível através do seu número de marcação directa. Os agentes podem cancelar seu registo depois de realizado o seu trabalho ou quando não estiverem mais disponíveis. Porém continuam a estar acessíveis através do seu número de marcação directa.

>

A lista dos estados das extensões acima não contém os textos de mensagens que aparecem no display do telefone.

Depois que um utilizador se regista no sistema, o estado do seu equipamento UCD é colocado automaticamente como "Disponível" (Available). Este estado é confirmado com uma mensagem no display. A alteração é indicada, se o estado do agente mudar. Todavia, aparece a indicação com a mais alta prioridade (disponível/não disponível) e esta permanece no display.

3-38

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição

Não incomodar, desvio A ligação para o agente é cancelada se este activou o "Não incomodar" ou o desvio. Transferência de chamadas Se há uma chamada para o agente e este não atende, a extensão é colocada automaticamente no estado não disponível no caso de transferência.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-39

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.4 Definição

Disponível / Não disponível

Um agente pode excluir-se temporariamente do grupo UCD (para fazer uma pausa, etc.), mas permanece registado nos grupos UCD. As chamadas directas para este agente, que não eram dirigidas ao grupo, continuam a ser sinalizadas e transferidas. Se necessário, o agente pode enviar textos info a qualquer extensão. Pode ser, por exemplo, uma solicitação de assistência. Quando um agente se regista num grupo, é colocado imediata e automaticamente no estado "Disponível" e pode começar a processar as chamadas. Os códigos de acesso standard para esta facilidade são:
● ●

Não disponível: #402 Disponível: *402

Nos telefones com display Optiset E e optiPoint 500 é possível programar as teclas de facilidades com os estados Disponível/Não disponível. Nos telefones sem display é possível programar uma tecla para isso em HiPath 3000/5000 Manager E. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema Transferência de chamadas

Dependência/Restrição Se todos os agentes se excluíram do grupo, é activada a transferência automática.

3-40

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.5

Pausa automática para processamento posterior (wrap up)

Programação das facilidades, ver Manager E Pausa automática para processamento posterior (wrap up) Definição Esta facilidade permite ao agente bloquear temporariamente a chegada de chamadas ao seu posto de trabalho. Com isto, o agente pode excluir-se do grupo UCD. Enquanto esta facilidade estiver activada, as chamadas dirigidas ao grupo UCD saltam a extensão bloqueada. Além disso, é possível activar uma pausa automática. Neste caso, o agente é excluído automaticamente do grupo UCD por um tempo pré-determinado após cada chamada UCD. O tempo de processamento posterior automático é variável e pode ser configurado em intervalos de 5 segundos (ciclo de chamada) até um valor de 100 segundos. Depois de expirado o tempo de processamento posterior automático, o agente é comutado de volta ao grupo. Um agente no estado de Processamento posterior continua a estar acessível no seu número de marcação directa. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-41

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.6

Anúncio memorizado / MOH Música em espera para UCD

Programação das facilidades, ver Manager E Anúncio memorizado / MOH Música em espera para UCD Definição É possível inserir uma saudação (anúncio antes do atendimento) para um chamador interno ou externo enquanto é transferido. Neste caso, os anunciadores são atribuídos à linha. No caso de UCD, é possível inserir música e/ou anúncios para o chamador, caso este não possa ser transferido imediatamente. Música e anúncios podem ser reproduzidos em qualquer sequência (máx. 7), até que um agente do grupo esteja disponível. A inserção de música ou anúncios também pode ser feita através de anunciadores ligados externamente. Neste caso, são possíveis os seguintes tipos de gravadores:

Equipamentos que, quando activados, sempre começam no início do texto (p. ex., anúncio de saudação) Equipamentos que dispõem de reprodução contínua (para música em espera e retenção)

Os anúncios podem ser atribuídos individualmente a cada grupo UCD. HiPath 3800 suporta o acesso a 16 anúncios individuais e uma fonte de música em espera. HiPath 3550 e HiPath 3500 suportam 4 anúncios e uma fonte de música em espera. Cada grupo UCD pode ser configurado com até 7 etapas de anúncios. Para cada etapa, podem ser definidos um anúncio individual e a duração do mesmo. A definição do tempo é realizada em ciclos de chamada, ou seja, em intervalos de 5 segundos. O roteiro do anúncio pode ser configurado de forma a ser reproduzido só uma vez ou ser repetido até que a chamada seja atendida. A configuração é realizada através do parâmetro de grupos UCD Mudança de anúncio. As portas analógicas podem ser configuradas como interface para anunciadores digitais. As portas de junção E&M também podem ser utilizadas como interface para o anunciador digital em HiPath 3800. Ao invés de utilizar os contactos no módulo TMEW2 (HiPath 3800, a activação do anunciador externo pode ser controlada através do módulo opcional STRB (HiPath 3550 e HiPath 3350) e do módulo STRBR (HiPath 3500 e HiPath 3300). Na configuração de anunciadores são definidos o momento de início e a duração da reprodução. Os equipamentos de música em espera (MOH) dispõem de gravações com lacete e reprodução sem fim. Até 32 utilizadores na fila de espera podem ouvir um anúncio. O parâmetro Atraso de anúncio configura o tempo de atraso antes da transferência de uma chamada na fila de espera ao anunciador (valor: 0-600 segundos). Para cada chamada que entra para um grupo UCD é reproduzido um anúncio. Se não está configurado nenhum anun-

3-42

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

ciador, o chamador ouve a música em espera interna. Para suprimir o anúncio, deve ser definido o valor máximo para o atraso, onde se supõe que a chamada seja atendida dentro deste tempo. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW

HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x Portas de extensão analógicas livres V5.0 ou sup. 16 7

x

x

G –

EXM, EXMR, MPPI, Portas de extensão analógicas livres

Pré-requisitos de SW Anunciadores Nº máx. de anúncios por grupo Dependências/Restrições

V1.0 ou sup. 4 7

V1.0 ou sup. 1 7

V5.0 ou sup. – –

Tema 7 anúncios por grupo no HiPath 3550

Dependência/Restrição Embora apenas 4 anunciadores possam ser ligados ao HiPath 3550/ HiPath 3500, são possíveis 7 anúncios por grupo. Isto é realizado através da activação individual ou duma combinação em sequência dos 4 anunciadores.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-43

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.7

Transbordo

Programação das facilidades, ver Manager E Transbordo Definição Se uma chamada na fila de espera não é atendida depois de um tempo determinado, a extensão do agente é colocada no estado "Não disponível". Em seguida, a chamada é transferida ao próximo agente UCD. A transferência para um destino de transbordo (destino de transferência) só é efectuada quando todos os agentes UCD estiverem não disponíveis. O destino e o tempo podem ser definidos na gestão de chamadas. Também é possível definir o número máximo de chamadas em espera. Se este limite é ultrapassado, a chamada seguinte é transferida para o destino de transbordo. O destino de transbordo também pode activar um desvio externo de chamadas. O destino de transbordo pode ser um sistema de correio de voz. O número transmitido ao sistema de correio de voz é o número da extensão chamada inicialmente. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Transbordo por grupo

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 3

x – V1.0 ou sup. 3

x – V1.0 ou sup. 3

x – V5.0 ou sup. 3

3-44

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.8

Atendimento automático de uma chamada UCD (AICC)

Programação das facilidades, ver Manager E Atendimento automático de uma chamada UCD (AICC) Definição Esta facilidade permite que os postos de operadora atendam as chamadas de entrada sem necessidade de qualquer procedimento. Para tal, é necessária a utilização de um microtelefone de cabeça juntamente com um tecla de corte no terminal. Através de um sinal acústico no microtelefone de cabeça, o utilizador UCD é avisado da entrada de uma chamada, a qual é transferida automaticamente em seguida. AICC pode ser configurado para cada grupo UCD e é activado, se o terminal foi equipado com um microtelefone de cabeça ou se este foi identificado automaticamente. O atendimento automático de chamadas (AICC) pode ser configurado individualmente para cada grupo e vale para todo o grupo. Para o funcionamento com microtelefone de cabeça, os terminais devem ser configurados individualmente através de Manager T ou HiPath 3000/5000 Manager E; todavia, se os sistemas HiPath 3000/5000 reconhecem um adaptador de microtelefone de cabeça, o sistema regista automaticamente um flag de microtelefone de cabeça na base de dados. AICC é activado automaticamente, quando um microtelefone de cabeça é reconhecido ou configurado para um telefone. O respectivo flag é registado no separador Programar extensão em HiPath 3000/5000 Manager E.

>

O sistema transfere as chamadas aos agentes configurados para o AICC, mesmo que não esteja ligado nenhum microtelefone de cabeças ao telefone.

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x –

x –

x –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. Terminais UP0/E e IP; microtelefone de cabeça, tecla de corte

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-45

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição

Extensões analógicas As extensões analógicas não podem utilizar esta facilidade. Telefones com display No microtelefone de cabeça soa um sinal curto que sinaliza ao agente a entrada de uma chamada e esta é atendida automaticamente.

3-46

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.9 Definição

Serviço nocturno UCD

Os grupos UCD podem activar um serviço nocturno específico para o grupo e independente do serviço nocturno geral do sistema. Se um agente activou o serviço nocturno para o seu grupo UCD, todas as chamadas não atendidas são transferidas para o respectivo posto nocturno UCD. O serviço nocturno do grupo pode ser activado ou desactivado por qualquer utilizador. Após a activação do serviço nocturno, todos os utilizadores permanecem registados. Se o serviço nocturno geral está activo simultaneamente, este deve ser executado em primeiro lugar conforme a gestão de chamadas. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema Estado do agente Serviço nocturno do sistema

Dependência/Restrição A activação do serviço nocturno não altera o estado actual do agente. O serviço nocturno UCD pode ser activado independente do serviço nocturno do sistema e vice-versa. No caso de uma chamada chegar ao grupo UCD através do serviço nocturno do sistema, ela permanece independente do serviço nocturno UCD no grupo UCD. O destino de serviço nocturno individual para o grupo pode ser uma extensão interna, um destino externo ou outro grupo UCD. As chamadas processadas durante a activação do serviço nocturno UCD não são influenciadas.

Destino de serviço nocturno individual para o grupo Chamadas processadas actualmente

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-47

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.10 Definição

Indicação do estado dos grupos UCD

A quantidade de chamadas na fila de espera pode ser indicada por procedimento ou código no display dos terminais UP0/E e IP. O utilizador pode programar uma tecla no terminal com esta facilidade. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Módulo de extensão digital

Terminais UP0/E e IP, microtelefone de cabeça, tecla de corte

3-48

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.11

Agente externo UCD

Programação das facilidades, ver Manager E Agente externo UCD Definição É possível incluir no grupo UCD um utilizador externo (terminal analógico) como "agente externo". Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema UCD

Dependência/Restrição Estão disponíveis apenas as funções principais por código (logon, pausa, não disponível).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-49

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.12 Definição

Transferência para grupos UCD

Uma chamada interna ou externa pode ser transferida para um grupo UCD. Se a chamada não for atendida dentro de um certo tempo, a chamada retorna à origem. Este tempo é fixo e não pode ser alterado. É possível inserir anúncios para as chamadas externas transferidas. As chamadas internas transferidas a um grupo UCD também ouvem os anúncios. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de grupos UCD Dependências/Restrições

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 60

x – V1.0 ou sup. 60

x – V1.0 ou sup. 10

x – V5.0 ou sup. 60

Tema Anúncios Chamada de retorno

Dependência/Restrição Às chamadas internas transferidas não são inseridos anúncios. Na transferência para grupos UCD, o tempo de chamada de retorno é maior do que noutras extensões.

3-50

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.13.13

Formatos de saída para os dados UCD

Com o flag "Imprimir dados UCD", activa a saída de dados UCD através da interface V.24. A funcionalidade Imprimir dados UCD é efectuada para chamadas externas. As chamadas UCD internas não são protocoladas. O CPSTREP é utilizado para a atribuição de relatórios de estado da solução UCD interna no HiPath 3000. O CPSTREP pode ser activado com ajuda do Manager E, configurando o flag de UCD "Imprimir dados UCD" (Chamadas de entrada -> Parâmetros UCD -> Flags de UCD) como activo. Para a saída dos relatórios de estado é utilizada sempre a interface que está definida e que é utilizada para a saída dos dados de chamada. No Manager E a atribuição de porta na página Custos da chamada -> Formato de saída deve ser configurada, por ex., como V.24. Para o CPSTREP e para a saída dos dados de chamada é utilizada a mesma interface, através da qual é efectuada a saída tanto dos relatórios de estado como dos dados de chamada. O exemplo seguinte representa um relatório de estado de uma chamada de entrada externa para um grupo UCD combinado com os respectivos dados da chamada (se o flag "Protocolar chamadas de entrada" estiver activado):

CPSTREP*TIMESTMP=13:23:27*TRKID=004*ACDGRP=00*STATRA=80*ACDQUE=01*RECEND 15.06.0413:23:27 0 5 203 384021

CPSTREP*Timestamp=13:23:27*TRKID=004*Status=82*RECEND CPSTREP*TIMESTMP=13:23:34*TRKID=004*ACDGRP=00*STATRA=81*ACDQUE=00*RECEND CPSTREP*TIMESTMP=13:23:48*SRCID=203*ACDGRP=00*STATRA=61*AGTID=101*RECEND 15.06.0413:23:48 1 5 20300:0600:00:14384021

CPSTREP*TIMESTMP=13:23:58*SRCID=203*ACDGRP=00*STATRA=66*AGTID=101*RECEND CPSTREP*TIMESTMP=13:24:18*SRCID=203*ACDGRP=00*STATRA=49*AGTID=101*RECEND CPSTREP*TIMESTMP=13:24:23*SRCID=203*ACDGRP=00*STATRA=50*AGTID=101*RECEND

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-51

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Formato do relatório de estado Um relatório de estado começa com a palavra-chave CPSTREP e termina com RECEND. É formado por um ou mais elementos separados por ‘*’. Cada elemento começa com uma palavra-chave seguida de ’=’ e de um valor auto-explicativo ou um código especial. Um elemento apenas será atribuído quando existir um valor válido. Um relatório de estado completo termina sempre com os caracteres de controlo CR/LF.

A tabela seguinte contém as palavras-chave e os seus significados: CPSTREP TIMESTMP=nn:nn:nn SRCID=nnn TRKID=nnn ACDGRP=nn STATRA=nn Início dos dados de CPSTREP Hora do evento Source ID (ID de origem) – nnn = Número da extensão chamada Trunk ID (ID da linha) – nnn = Número lógico da linha de entrada ACD group (Grupo ACD) – nn = Número lógico Grupo UCD chamado Status trasition (Transição de estado) – nn = Código especial que caracteriza a passagem de um antigo estado x para um novo estado y (ver a próxima tabela) ID de agentes ACD Queue (Fila de espera ACD) – nn = Número da fila de espera, a chamada é colocada na fila de espera Overflow (Transbordo) – nn = Número do "grupo de transbordo" Lost count – nn = Quantidade de chamadas não atendidas Fim dos dados de CPSTREP

AGTID=nnn ACDQUE=nn OVFL=nn LOSTCNT=nn RECEND

3-52

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Códigos adicionais para as diversas transições de estado:

51 52 53 54 55 56 80 81 82 83 84 : 82 + n

Registar agente Cancelar registo do agente Activar a facilidade Não incomodar Desactivar a facilidade Não incomodar Activar desvio Desactivar desvio Colocar linha na fila de espera Retirar linha da fila de espera Activar música em espera Activar anunciador 1 Activar anunciador 2 : Activar anunciador n

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-53

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.14

Supervisão silenciosa (só para os países seleccionados)

Programação das facilidades, ver Manager E Supervisão silenciosa (Só para os países seleccionados) Definição Um utilizador autorizado pode intercalar-se numa chamada em curso de qualquer utilizador interno, sem que este se aperceba. A supervisão silenciosa só é possível, se a extensão a ser supervisionada estiver num estado de chamada activo. Assim que um dos interlocutores na chamada supervisionada for retido, transferido ou a chamada terminada, a chamada de escuta simultânea será cortada. A chamada de escuta simultânea só pode ser retomada quando a extensão a ser supervisionada estiver novamente num estado de chamada activo. A partir da versão V1.2, a possibilidade de utilização da Supervisão silenciosa existe não apenas para uma, mas para todas as extensões do sistema. É necessário registar os respectivos flags para as extensões autorizadas. Com excepção dos telefones IP, esta facilidade pode ser utilizada por todos os tipos de terminais. A supervisão silenciosa não é possível quando a extensão que intercala utiliza um telefone IP ou então pretende intercalar uma chamada efectuada num telefone IP. Se a extensão que se intercala utiliza um terminal Optiset E, optiPoint ou OpenStage, o microfone será desactivado automaticamente (Mute). Se for utilizado um telefone móvel (CMI) isto não é possível, pois o sistema não suporta a desactivação automática do microfone neste caso.

>

Se a extensão que se intercala utiliza um terminal Optiset E, optiPoint ou OpenStage, o microfone será desactivado automaticamente (Mute). Esta facilidade não é possível para terminais analógicos e telefones móveis (CMI), pois o sistema não suporta a desactivação automática do microfone neste caso.

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.2 ou sup.

x – V1.2 ou sup.

– – –

3-54

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição

Supervisão silenciosa Para que uma extensão possa utilizar essa facilidade, o flag de extensão "Silent Monitoring" e o flag "Autorização de intercalação act." devem estar programados (facilidade não pode ser utilizada na supervisão CSTA). Supervisão silenciosa As informações sobre o suporte da facilidade Supervisão silenciosa nos diferentes países devem ser consultadas nas respectivas informações do distribuidor. Supervisão silenciosa A intercalação só é possível através de código (e não por menu) (*944 + número de extensão). Sinalização Conferência Não há qualquer sinalização para a extensão intercalada (nenhuma indicação no display, nenhum sinal de aviso, nenhum ruído). Através da supervisão silenciosa é limitada a quantidade máxima de conferências. Quantidade máxima de conferências possíveis no sistema = Quantidade máxima de extensões de supervisão silenciosa ao mesmo tempo.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-55

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.15
Definição

Não incomodar (Do Not Disturb, DND)

Qualquer utilizador pode activar o Não incomodar para o seu telefone através de um procedimento, tornando-o assim inacessível para as chamadas de entrada. Ao levantar o microtelefone, o utilizador da extensão que activou o Não incomodar ouve um sinal de marcar especial. Além disso, é indicado nos telefones com display (optiPoint, OpenStage) "Não incomodar", enquanto a facilidade estiver activada. Em todos os outros telefones, o LED da extensão pisca com uma pequena pausa. O "Não incomodar" pode ser interrompido pelo posto de operadora/posto nocturno ou por um utilizador autorizado. Neste caso, a chamada é imediatamente sinalizada também numa extensão com "Não incomodar" e a operadora pode em seguida transferir uma chamada antes do atendimento. Se tiver activado a facilidade "Chamada silenciosa", a extensão apenas receberá uma sinalização óptica. Se o utilizador que activou o "Não incomodar" está a falar, a chamada de entrada é sinalizada com o aviso de chamada em espera. O utilizador que ligar para um terminal com o "Não incomodar" activado, receberá o sinal de ocupado. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

3-56

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dependências/Restrições

Tema Posto de operadora, posto nocturno

Dependência/Restrição O posto de operadora não pode activar Não incomodar. O posto nocturno não pode activar Não incomodar, se o serviço nocturno estiver activo. O "Não incomodar" não pode ser activado, caso haja um desvio activado para este terminal. Não é possível activar um desvio para um terminal com "Não incomodar" activado. A rechamada para um terminal com o "Não incomodar" activado só é executada quando esta função for desactivada. Se a extensão com o "Não incomodar" activado inicia uma rechamada, esta função é interrompida.

Desvio

Rechamada

Compromisso, desper- Se o utilizador programou um compromisso e activa o "Não incomotador dar", um sinal acústico no terminal avisa-o do compromisso. DISA O utilizador pode activar essa facilidade para o próprio terminal ou para o terminal de outro utilizador (serviços associados).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-57

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.16
Definição

Chamada silenciosa / Silêncio

Se esta facilidade é activada num telefone UP0/E ou IP com display, as chamadas de entrada são sinalizadas por um breve sinal acústico e depois só indicadas no display. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Dependências/Restrições

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Terminais UP0/E e IP com display

Tema Chamada silenciosa

Dependência/Restrição Essa facilidade só pode ser activada para terminais UP0/E e IP com display.

Compromisso, desper- Se a facilidade Silêncio está activada, o compromisso é sinalizado tador acusticamente.

3-58

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.17

Lista de chamadores / Memorizar um número

Programação das facilidades, ver Manager E Lista de chamadores / Memorizar um número Definição As chamadas que entrarem num telefone com display (Optiset E, optiPoint, OpenStage) ou num cliente de sistema, serão memorizadas automaticamente numa lista de chamadores, em ordem cronológica, se o flag de extensão "Saída da lista de chamadores" estiver activado. Para cada chamada são registadas a hora e a data. O utilizador pode ligar directamente para o chamador da lista. Flag de sistema: modo de lista de chamadores Estão disponíveis três modos de lista de chamadores: 1. Chamadas internas e externas Se o modo "Chamadas internas e externas" estiver activado, todas as chamadas não atendidas serão memorizadas na lista de chamadores Só chamadas externas Se "Só chamadas externas" estiver activado, todas as chamadas externas não atendidas serão memorizadas numa lista de chamadores Chamadas externas e comunicações Se a opção "Chamadas externas e comunicações" estiver activada, as comunicações atendidas também serão memorizadas numa lista de chamadores A existência de registos não consultados será indicada através do LED aceso de uma tecla programada previamente para Lista de chamadores. A lista de chamadores é consultada premindo-se a tecla. Terminada a consulta, o LED é desactivado. Através de procedimento, é possível memorizar manualmente as chamadas de entrada e de saída na lista de chamadores. Com isto, há a activação da tecla Lista de chamadores previamente programada e do respectivo LED. A sinalização do LED termina, após a consulta da lista de chamadores. O registo só pode ser apagado manualmente através da interface de utilizador. Uma mensagem directa ou uma ligação com este registo memorizado não desactiva o LED e tampouco apaga o registo. Nos terminais com display de duas linhas, a lista de chamadores sempre indica primeiro o registo mais antigo, que ainda não foi apagado. Nos terminais com display de três linhas (optiPoint 420 advanced), a lista de chamadores sempre indica primeiro o registo mais antigo, que ainda não foi apagado Nos terminais com display de 8 linhas, as cinco linhas superiores do display são utilizadas para a indicação cronológica das chamadas.

2.

3.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-59

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

O registo é apagado da lista de chamadores, quando houver o estabelecimento de ligação com o respectivo chamador. Se houver um registo interno (mas não interno à rede) não consultado na lista de chamadores e esta extensão for chamada através da facilidade Mensagem directa, a sinalização de LED e o registo só serão apagados, se o utilizador dessa extensão atender à mensagem directa levantando o microtelefone.

Flag: Saída da lista de chamadores Através deste flag, é activada a lista de chamadores para a extensão. A lista de chamadores permite o registo de chamadas no terminal. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW

HiPath 5000 HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x Clientes de sistema

x

x

x

x –

Extensão Extensão Extensão UP0/E UP0/E UP0/E Clientes Clientes Clientes de de de 3) 3) sistema sistema sistema 3) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Grupo de extensões Máx. de registos da lista de chamadores em todo o sistema Máx. de registos da lista de chamadores por telefone com display
3)

V5.0 ou sup.

V5.0 ou sup.

Terminais UP0/E e IP com display ou clientes de sistema 3) máx. 10 registos 1300 650 650 100 1300

10

10

10

10

10

Os clientes de sistema não são suportados no Hicom 150 E Office.

3-60

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição

Linha de rede analógi- São memorizadas apenas as chamadas que possuem número ou ca nome, ou seja, não é possível para linhas de rede analógicas. Contador de chamadas Grupo Chamadas internas/ externas Se um utilizador chamar de novo, o contador de chamadas aumenta uma unidade até o máximo de 99; depois, reinicia do 1. Se é membro de um grupo, o utilizador também pode ter acesso à lista de chamadores do grupo. Só podem ser memorizadas chamadas externas ou então chamadas internas e externas. A quantidade máxima de registos da lista de chamadores em todo o sistema (por ex., num HiPath 5000, podem ser memorizadas 1300 chamadas diferentes) é distribuída a todos as extensões com display do sistema, que activaram o flag Saída da lista de chamadores. A cada extensão são atribuídos no máx. 10 registos diferentes da lista de chamadores. Se a quantidade máxima de registos da lista de chamadores for atingida em todo o sistema e ocorrer uma nova chamada a ser registada, o registo mais antigo no sistema é apagado. Se a quantidade máxima de registos da lista de chamadores for atingida em todo o sistema e um utilizador memorizar um número de telefone na sua lista de chamadores, o registo mais antigo no sistema é apagado.

Máx. de registos da lis- 1. ta de chamadores em todo o sistema

2.

3.

Falha de energia

No caso de falha de energia ou reinicialização do sistema, os registos são apagados.

Terminais OpenStage Nos sistemas com ocupação de linha automática (Prime line), os números de telefone internos presentes na lista de chamadores de um terminal OpenStage são tratados como números externos. Memorizar as chamadas ext./int. atendidas e as chamadas de saída ext./int. respondidas/não respondidas Chamadas repetidas A função "Memorizar número" está disponível manualmente através do menu de serviço. Se a quantidade máxima de registos da lista de chamadores for atingida em todo o sistema e um utilizador memorizar um número de telefone na sua lista de chamadores, o registo mais antigo no sistema é apagado. Se um utilizador chamar de novo, a hora e a data desse registo serão actualizadas e o respectivo contador de chamadas, aumentado.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-61

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.18

Atendimento dentro de grupos de captura de chamadas

Programação das facilidades, ver Manager E Captura de chamadas dentro dos grupos de captura Definição As chamadas sinalizadas acusticamente numa extensão de um grupo de captura de chamadas são sinalizadas simultaneamente para as outras extensões do grupo no display do telefone e através de um LED (do lado da tecla programada). A chamada pode ser atendida através de tecla ou de código. É possível configurar uma sinalização acústica de captura de chamadas (após 5 sinais de chamar) para todo o sistema. O tempo desde o início da sinalização de chamada até ao aviso acústico a todos os membros do grupo não é variável. Quando são sinalizadas acusticamente várias chamadas no grupo, estas são atendidas na ordem de chegada. Determinadas chamadas podem ser atendidas por outra extensão por teclas de chamada, de linha ou teclas de chamada gerais. Depois do atendimento, os LEDs sinalizam "Ocupado" nessas teclas. Determinadas chamadas podem ser atendidas por teclas MUSAP; todavia, depois do atendimento, essas teclas são indicadas como "Livre". Uma variante desta facilidade é a Atendimento selectivo fora do grupo de captura de chamadas. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Quantidade de grupos / Extensões por grupo

HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 32 / 32

x – V1.0 ou sup. 32 / 32

x – V1.0 ou sup. 8/8

x – V5.0 ou sup. 32 / 32

3-62

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dependências/Restrições

Tema Atendimento de chamadas Chamada de retorno Rechamada Não incomodar Transferência Grupos Chamada em espera

Dependência/Restrição Podem ser registados apenas terminais de voz. A extensão só pode estar num grupo. Chamadas de retorno e rechamadas não são sinalizadas nas outras extensões do grupo. Se o "Não incomodar" está activado, a extensão não recebe sinalização de atendimento de chamadas. A transferência antes do atendimento não pode ser atendida no grupo. Todos os membros do grupo estão autorizados a atender. Uma chamada em espera pode ser atendida. Se há várias chamadas em espera, sempre será atendida a que chamou primeiro.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-63

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.19
Definição

Atendimento selectivo fora do grupo de captura de chamadas

Esta facilidade permite a um utilizador atender uma chamada para outro utilizador de extensão interna, que não é membro do seu grupo de captura de chamadas (portanto a chamada não é indicada no display). Isto aumenta a probabilidade de que as chamadas sejam sempre atendidas. Para capturar a chamada, é necessário premir uma tecla programada com esta função ou introduzir um código. Em seguida, deve ser marcado o número da extensão. O tempo desde o início da sinalização de chamada até ao aviso acústico a todos os membros do grupo não é variável. Quando são sinalizadas acusticamente várias chamadas no grupo, estas são atendidas na ordem de chegada. Determinadas chamadas podem ser atendidas por outra extensão por teclas de chamada, de linha ou teclas de chamada gerais. Depois do atendimento, os LEDs sinalizam "Ocupado" nessas teclas. Determinadas chamadas podem ser atendidas por teclas MUSAP; todavia, depois do atendimento, essas teclas são indicadas como "Livre". Uma variante desta facilidade é a Atendimento dentro de grupos de captura de chamadas. Um grupo de captura de chamadas é um agrupamento de extensões que são também chamadas quando há uma chamada de entrada para um membro do grupo. Os membros do mesmo grupo de captura podem atender chamadas destinadas a outros membros do grupo. As chamadas destinadas a um telefone do grupo de captura de chamadas são sinalizadas óptica (telefones do sistema) e, após um tempo determinado, acusticamente em todos os outros telefones do grupo. A chamada pode ser atendida de qualquer telefone. Cada extensão só pode pertencer a um grupo de captura de chamadas. Atendimento de chamadas Se várias extensões foram agrupadas num grupo de captura de chamadas, uma chamada para uma extensão do grupo é sinalizada em todos os membros do grupo. Nesse caso, a sinalização acústica é efectuada apenas na extensão chamada inicialmente. Para os outros membros, a chamada é inicialmente sinalizada através do LED ao lado da tecla de captura de chamadas e nos telefones com display, através de uma mensagem. Todavia, se a chamada não for consultada dentro de um tempo predeterminado, os outros membros do grupo também receberão um sinal correspondente. (Desde que o sinal não tenha sido desactivado por meio de Programações | Parâmetros do sistema | Flags do sistema com a opção Sinalização de aviso para grupos de captura). Os membros do grupo podem atender as chamadas através de uma tecla de função programada para esse fim, introduzindo um código correspondente ou através de uma indicação optiGuide. Para essa facilidade há duas teclas de função disponíveis: captura de chamadas selectiva e grupo de captura de chamadas.

3-64

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Uma captura de chamadas pode ser activada também por extensões não pertencentes ao respectivo grupo. Para isso, o utilizador deve introduzir o código para a captura de chamadas (*59) e, depois, o número da extensão chamada. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema Chamada em espera Taxação central

Dependência/Restrição Uma chamada em espera pode ser atendida. Se há várias chamadas em espera, sempre será atendida a que chamou primeiro. A taxação resultante da chamada atendida e/ou o tempo decorrido são facturados para a extensão que atendeu a chamada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-65

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.20

Captura da chamada atendida pelo atendedor automático

Programação das facilidades, ver Manager E Captura da chamada atendida pelo atendedor automático Definição Numa extensão UP0/E (Optiset E, optiPoint ou OpenStage TDM), é possível capturar uma chamada já atendida pelo atendedor automático através de uma tecla DSS. Desta forma, é desligado o atendedor. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Dependências/Restrições

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x

x Extensão UP0/E

x

– – – –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. Terminal Optiset E ou optiPoint

Tema

Dependência/Restrição Deve ser configurada uma porta para o atendedor automático na gestão do sistema. No telefone UP0/E, a tecla DSS deve ser programada para o atendedor automático.

Atendedor automático

3-66

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.21

Informação de recepção de fax e atendedor automático

Programação das facilidades, ver Manager E Informação de recepção de fax e atendedor automático Definição Através de uma tecla "Informação na recepção de fax /atendedor automático", a entrada de um fax ou de uma chamada para o atendedor automático é sinalizada na extensão por um LED. Uma chamada encaminhada a uma porta analógica, configurada como fax ou atendedor automático, faz com que um LED acenda no terminal. Isto sinaliza ao utilizador da extensão que o fax ou o atendedor automático atendeu uma chamada de entrada. O LED está aceso. O utilizador pode desligar o LED premindo a tecla. O HiPath 3000/5000 Manager E pode configurar uma tecla no terminal UP0/E (Optiset E, optiPoint, OpenStage TDM). O nome do botão no separador Programação de teclas é Info Fax/ Atend. autom. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x

x Extensão UP0/E

x

– – – –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. Optiset E, optiPoint ou OpenStage TDM com display

Dependências/Restrições

Tema Programar tecla Porta analógica (a/b) Tecla informação

Dependência/Restrição O número da extensão deve ser indicado na programação da tecla. A porta analógica (a/b) deve ser configurada como fax ou atendedor automático. O LED é desactivado após premir a tecla.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-67

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.22

Diferir uma chamada

Programação das facilidades, ver Manager E Diferir uma chamada Definição Enquanto uma chamada de entrada é sinalizada na sua extensão, o utilizador pode fazer uma chamada de saída sem atender a chamada de entrada. A chamada é sinalizada em seguida como "Chamada em espera". Quando uma chamada é sinalizada, o utilizador da extensão preme uma tecla de chamada ou de linha e efectua uma chamada externa. Esta facilidade pode ser utilizada num telefone do tipo Basic, quando as teclas standard são alteradas. Se a sinalização acústica para chamada em espera está configurada, a extensão que chama não percebe qualquer alteração na sinalização. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Dependências/Restrições

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Extensão UP0/E V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. Optiset E, optiPoint ou OpenStage TDM com display

Tema

Dependência/Restrição No terminal devem estar programadas teclas de linha ou no mínimo duas teclas de chamada. Os terminais HFA não suportam a diferição da chamada. Uma das teclas correspondentes deve estar livre para a execução da facilidade.

Diferir a chamada

3-68

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.23
Definição

Programação de números através do Manager T

HiPath 3000/5000 configuram automaticamente

números de extensão internos e

números de grupo internos.

Este processo não exige uma programação explícita. A presente facilidade possibilita a administração destes números através do Manager T. Para procurar um número, deve activar o ponto de menu "Procurar nº de extensão". Após a introdução do número de extensão, é indicada a porta lógica no formato SSPP (SS= slot, PP = porta). Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de SW Nº máx. de extensões Nº máx. de grupos internos Dependências/Restrições

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup. 800

x V1.0 ou sup. 150

x V1.0 ou sup. 150

– – – –

respectivo à capacidade do HW

Tema Programação de números

Dependência/Restrição O número de extensão/grupo interno deve ser inequívoco no sistema e não pode colidir com outros números do plano de numeração.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-69

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.24
Definição

ANI (só para os países seleccionados)

A facilidade Identificação automática do número (Automatic Number Identification ANI) permite a indicação do número do chamador, transmitido em linhas analógicas. A transmissão do número ocorre durante a primeira fase da chamada através de BFSK (Binary Frequency Shift Keying). Esta facilidade só é suportada até o utilizador chamado levantar o microtelefone. A partir da 4.0 SMR-7, além do número é analisado também o nome da extensão e indicado no display do terminal. Os dados de ANI são tratados no sistema como os dados de um número RDIS. Pré-requisito para esta facilidade é a opção ANI4 ou ANI4R, utilizada juntamente com o módulo de rede pública TMGL4 ou TMGL4R. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

– – –

x ANI4 ANI4R V1.0 ou sup.

x ANI4 ANI4R V1.0 ou sup.

G – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição

Especificações de país São necessárias as variações de módulos ou firmware específicas do país Módulos de rede públi- Os módulos de rede pública utilizados devem suportar a atribuição ca do módulo de taxação (GMZ)

3-70

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.25
Definição

Recusar chamadas

Esta facilidade permite recusar primeiras chamadas de entrada internas e externas, ao premir
● ●

a tecla de corte nos terminais Optiset E, optiPoint ou OpenStage com display, ou a tecla de consulta nos terminais sem fios (CMI).

A chamada recusada segue a gestão de chamadas. Se não houver nenhum destino de transferência automática especificado, a chamada externa é interceptada para o posto de operadora. Se não for possível chamar nenhum outro destino seguinte, a chamada permanece em espera, quando se tratar de chamada de linha de rede analógica. Em todo os outros casos, a chamada é cortada. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Optiset E, optiPoint ou OpenStage com display / Telefone móvel V5.0 ou sup. V1.2 ou sup. V1.2 ou sup. V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema Chamada de retorno, Rechamada, Parque, Retenção

Dependência/Restrição Não é possível recusar chamadas de retorno transferidas, rechamadas reservadas e chamadas retidas ou parqueadas.

Chamada de grupo, Li- Nestes casos, a completa chamada de grupo é terminada e segue a nha colectiva, MULAP gestão de chamadas. Se não houver outro destino de chamada, a chamada é desactivada. Desvio Após a recusa de uma chamada, não há desvio imediato. Os registos na gestão de chamadas definem a continuação do procedimento.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-71

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Tema Intercepção

Dependência/Restrição Serão seguidos os critérios de intercepção registados na gestão de chamadas. Uma chamada interceptada para o posto de operadora não pode ser recusada.

3-72

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

3.1.26
Definição

CLIP para extensões analógicas

A facilidade "CLIP analógico" permite a indicação do número do chamador no display de um telefone analógico da extensão chamada. Há os seguintes níveis de desenvolvimento da facilidade "CLIP analógico":

CLIP analógico (V6.0 ou sup.): Esta facilidade funciona para chamadas internas e chamadas de entrada via ligação RDIS. CLIP de linha de rede analógica (V7 ou sup.): Esta facilidade funciona para chamadas de entrada através das linhas de rede analógicas. A informação dos números não é transmitida apenas para telefones analógicos, mas também para os terminais UP0/E e IP.

>

Na tabela em "Dados conforme o modelo" no final deste parágrafo, encontra os módulos de linha de rede analógica,TMANI, TLANI2 e TLANI4, que devem existir nos respectivos sistemas HiPath.

No HiPath 3300 e HiPath 3500, a facilidade "CLIP analógico" funciona no momento apenas na placa-mãe, mas não num módulo de extensões. A versão da placa-mãe encontra na tabela em "Dados conforme o modelo" no final deste parágrafo. A indicação do nome CNIP (Signalling Name Identification Presentation) pode ser transmitida e administrada.

> >

A transmissão da indicação de nome CNIP depende do equipamento. (Gigaset S100 Professional é suportado; Euroset 2020 não!). Para isso, devem ser observadas as informações do fabricante dos telefones analógicos.

Não é possível a transmissão de caracteres especiais. São suportados apenas os caracteres ASCII de 7 bits.

Prolongação da primeira pausa de chamada através da utilização de CLIP analógico A utilização da facilidade "CLIP analógico" juntamente com um protocolo, que transmite a informação CLIP entre a primeira e a segunda chamadas, pode levar a uma prolongação da primeira pausa de chamada, em relação ao valor configurado no Manager E. A transmissão da informação CLIP dura cerca de 3,5 segundos. Se estiver configurado um valor menor para a pausa de chamada no Manager E (por ex., 2 s), apenas a primeira pausa prolongar-se-á. As outras pausas corresponderão aos valores registados. Se a facilidade "CLIP analógico" for desligada, a sinalização será efectuada de acordo com a configuração no Manager E. Isto é devido ao protocolo CLIP.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-73

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Variantes de protocolo suportadas

Variante de protocolo ETSI FSK Tipo 1

Descrição Transmissão de dados através de sinais acústicos FSK entre a 1ª e a 2ª chamada. Protocolo mais utilizado em todo o mundo para a transmissão de números de telefone e nomes. Países: Alemanha, Áustria, Suíça e muitos outros. Referência: ETSI EN 300 659-1, capítulo 6.1.1 Transmissão de dados através de sinais acústicos FSK antes da 1ª chamada, sequência inicial com sinal de chamar especial Países: FKR Referência: ETSI EN 300 659-1, capítulo 6.1.2 b Transmissão de dados através de sinais acústicos FSK antes da 1ª chamada, sequência inicial com sinal de chamar especial Países: FKR Referência: ETSI EN 300 659-1, capítulo 6.1.2 ) Transmissão de dados através de sinais DTMF entre o 1º e o 2º sinal de chamar. Sinal "DC" para iniciar/parar. Países: FIN Referência: ETSI EN 300 659-1, capítulo 6.1.1 e Anexo B Transmissão de dados através de sinais DTMF antes do 1º sinal de chamar, sequência inicial com sinal DTMF. Países: Dinamarca Referência: TS 900-301-1E2 Transmissão de dados através de sinais FSK entre o 1º e o 2º sinal de chamar. Este protocolo (Multi data) também é capaz de transmitir nomes além de números de telefone. Países: EUA, Canadá, Hong-Kong. Referência: TIA/EIA-777A Transmissão de dados através de sinais FSK entre o 1º e o 2º sinal de chamar. Este protocolo (Single data) só é capaz de transmitir números de telefone. Países: EUA, Canadá, Hong-Kong. Referência: TIA/EIA-777A Transmissão de dados através de sinais MF antes do 1º sinal de chamar, sequência inicial com sinal DTMF e código de selecção. Países: Brasil Referência: NET Nº 001/92

ETSI FSK Tipo 2

ETSI FSK Tipo 3

ETSI DTMF Tipo 1

Denmark DTMF

Bellcore MDMF

Bellcore SDMF

Brasil DTMF

Para todas as variantes de protocolos está disponível apenas a sinalização "On-Hook". 3-74
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Facilidades suportadas

Protocolo Bellcore SDMF Bellcore MDMF

Tipo FSK (EUA) FSK (EUA)

Elementos de informação
● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

Suportado X X X X X X X 0 0 X X 0 X 0 X X

Data e hora da chamada Identidade do chamador Causa da falta do número (Directory Number) Data e hora Número do chamador Directory Number que pode ser marcado Causa da falta do número (Directory Number) Causa do desvio (reservado) Call Qualifier Nome de chamador Causa da falta do nome do chamador Indicador visual de mensagem em espera Identidade do chamador Nº de desvio Ligação: Número não está disponível (corresponde à "Causa da falta") Ligação: Número privado (corresponde à "Causa da falta")

ETSI SDMF

DTMF

● ● ●

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-75

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Protocolo ETSI MDMF

Tipo FSK

Elementos de informação
● ●

Suportado X X X X X X 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

● ●

● ● ●

● ● ● ● ● ● ●

● ● ●

Data e hora Identidade do chamador, ou: Causa da falta da identidade do chamador Identidade do chamado Name do chamador, ou: Causa da falta do nome do chamador Identidade complementar do chamador Tipo de chamada Identidade do primeiro chamador (numa chamada transferida) Tipo da chamada transferida Tipo de chamador Número a desviar (numa chamada transferida) Identidade do fornecedor de rede Selecção de uma função de terminal Informação no display Ampliação para a utilização através do fornecedor de rede Taxação Taxação adicional Parâmetros para o fornecedor de rede

X 0 --

Suportado pelo protocolo e pelo HiPath 3000 Suportado pelo protocolo, mas não pelo HiPath 3000 Não suportado pelo protocolo

Se a informação de data e hora estiver contida no protocolo, o gerador de clock e o calendário serão actualizados automaticamente do mesmo modo que as linhas RDIS, ver Parágrafo 9.2, “Indicação de data e hora”.

3-76

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de entrada em geral

Dados conforme o modelo

Tema

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500
x
● ● ● ● ●

HiPath 3350 HiPath 3300
x

HiPath 5000 HiPath ComScendo

Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
1
● ● ● ●

x SLMA (S30810Q2191-C300), SLMA8 (S30810Q2191-C100), SLMAE S30810Q2225-X200, SLMAE8 S30810-Q2225X100 TMANI V7 ou sup.

HiPath 3550, HiPath 3350: CBCC S30810-Q2935-A301 HiPath 3500 HiPath 3300: CBRC S30810-Q2935-Z301 TLANI2 TLANI4 TLANI4R

Pré-requisitos de SW
1

V7 ou sup.

Os módulos não mencionados não suportam a facilidade "CLIP para extensões analógicas".

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-77

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

3.2 3.2.1

Facilidades para tráfego de saída em geral Transmissão MF durante a chamada / Comutação temporária do modo de marcação

Programação das facilidades, ver Manager E Transmissão MF Definição Com esta facilidade activada ao premir qualquer tecla durante uma chamada interna ou externa a marcação esta é transmitida em multifrequência (MF). A facilidade pode ser activada

para todo o sistema (DTMF automática). A comutação para o modo MF (também para terminais móveis) será automática depois de estabelecida uma chamada com êxito (connect) [excepto para os EUA]). individualmente, através de tecla ou código durante uma chamada interna ou externa. A partir daí, ao premir qualquer tecla durante a marcação esta é transmitida em MF. Esta activação é temporária e é terminada ao pousar o microtelefone.

A activação das facilidades Transferência, Consulta, Comunicação alternada, Captura de chamadas e o atendimento de uma chamada em espera não desactivam o modo MF. A característica de MF (presença/ausência) pode ser configurada no sistema. Entretanto, não é recomendado configurar impulso/pausa. Se necessário, dirigir-se ao nível de suporte 2. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

3-78

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição

Extensão com marca- As extensões com marcação por impulsos (DEC) não podem utilizar ção por impulsos esta facilidade. (DEC) Chamada em retenção O utilizador que está numa chamada retida não pode enviar sinais MF. Conferência, parque, chamada de retorno O modo MF é mantido durante uma conferência, uma chamada de retorno ou no estado de parque.

Outras facilidades du- Se o modo MF está activado, deve ser sempre utilizada a tecla "S" rante MF (Serviço) para activar facilidades durante a chamada. Correio de voz Modo MF standard americano No caso da marcação de uma extensão configurada como correio de voz, a comutação para o modo MF será automática. O valor standard nos EUA para esta facilidade é Lig.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-79

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

3.2.2
Definição

Bloqueio individual

Caso este Bloqueio esteja activado, o utilizador não pode efectuar chamadas de saída externas. As chamadas internas continuam a ser possíveis, bem como a transferência de chamadas de entrada para outras extensões. A activação do bloqueio é efectuada através de tecla ou código e com a introdução do número de identificação pessoal (PIN, sempre de 5 dígitos). A marcação abreviada central pode ser utilizada com o bloqueio activado. Primeiro deve ser configurado o código pessoal (PIN); só são permitidos os dígitos 0 a 9. O PIN standard para todo os telefones é 00000. Se o utilizador esqueceu o PIN, este pode ser reposto através de HiPath 3000/5000 Manager E ou do posto de operadora (terminal 10/100) para o valor standard 00000. Quando o bloqueio do telefone está activado, o utilizador da extensão só pode utilizar as seguintes facilidades:
● ● ● ● ●

Marcação abreviada central Babyphone (supervisão de sala) Chamada directa Chamadas internas Conferência com extensões internas

A função #0=Repor facilidades activadas não desactiva essa facilidade. Não é possível alterar o PIN a partir de um telefone bloqueado. Trata-se do mesmo PIN introduzido pelo utilizador da extensão ao registar-se no sistema via Direct Inward System Access (DISA). A extensão externa pode activar/desactivar o bloqueio individual através de uma ligação DISA, mas o PIN não pode ser alterado através de uma ligação DISA. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

3-80

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição Com o bloqueio activado, o acesso às linhas de rede da extensão é reduzido para uma classe de acesso configurada em todo o sistema (programação prévia=1). Com o bloqueio activado, apenas é possível reduzir o acesso às linhas de rede da extensão. Não pode ser seleccionada uma classe de acesso mais alta. Com o bloqueio activado, não é possível activar facilidades que possam originar custos para a extensão. Com excepção da facilidade Marcação abreviada central. A facilidade funciona em todos os tipos de telefone do sistema. Quando o utilizador da extensão levanta o microtelefone, ouve um sinal de marcar descontínuo, para lembrá-lo de que uma facilidade está activada no telefone.

Classe de acesso da extensão

Bloqueio

Tipo de telefone Recordação de facilidades nos telefones sem display/telefones analógicos

Activação de facilidade Durante uma chamada, o utilizador preme a tecla Consulta (ou poudurante a chamada sa o microtelefone em caso de telefone analógico), colocando a actual chamada em consulta. Em seguida, marca o código de acesso e o PIN e recebe um sinal de confirmação. Premindo a tecla Consulta de novo, pode voltar à chamada retida.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-81

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

3.2.3

Bloqueio central/Comutação de classe de acesso

Programação das facilidades, ver Manager E Bloqueio central/Comutação de classe de acesso Definição Um utilizador autorizado pode activar o Bloqueio para uma extensão. Os efeitos no telefone são idênticos àqueles do individual. O bloqueio só pode ser desactivado através do posto de operadora ou da extensão. A marcação abreviada central pode ser utilizada com o bloqueio activado. O terminal com classe de acesso na configuração standard é a extensão 10/100. A classe de acesso pode ser pode ser configurada para outra extensão através do modo perito do Manager T ou através de HiPath 3000/5000 Manager E. O código de acesso na configuração standard é *943. A classe de acesso pode ser configurada para qualquer tipo de telefone, recomendamos, porém, um telefone com display. Com a activação da facilidade "Bloqueio " é alterada a classe de acesso (Class of Service, COS) em 1: com acesso indirecto à rede pública, que impede todas as chamadas de saída externas. Entretanto, as extensões continuam a poder efectuar e transferir chamadas internas. Quando o bloqueio do telefone está activado, o utilizador da extensão só pode utilizar as seguintes facilidades:
● ● ● ● ●

Marcação abreviada central Babyphone (supervisão de sala) Chamada directa Chamadas internas Conferência com extensões internas

A função #0 = Reposição das facilidades activadas não activa essa facilidade. Não é possível alterar o PIN a partir de um telefone bloqueado. Se o terminal com classe de acesso tem o bloqueio activado, deve primeiro desactivá-lo, antes de tentar activar/desactivar o bloqueio de outro terminal. Para activar/desactivar o bloqueio de outro terminal, o terminal com classe de acesso não precisa saber nem utilizar o PIN da extensão correspondente. O PIN não é necessário para a activação/desactivação do bloqueio de outro terminal.

3-82

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições

Tema Classe de acesso da extensão Classe de acesso da extensão Bloqueio

Dependência/Restrição Com o Bloqueio activado, o acesso às linhas de rede da extensão é reduzido para uma classe de acesso configurada em todo o sistema (programação prévia=1). Com o bloqueio activado, apenas é possível reduzir o acesso às linhas de rede da extensão. Não pode ser seleccionada uma classe de acesso mais alta. Com o bloqueio activado, não é possível activar facilidades, excepto Marcação abreviada central, Babyphone, Chamada directa, Compromisso e Conferência interna. No telefone de destino, o utilizador é avisado de que uma facilidade está activada, através de um sinal de marcar descontínuo ao pousar o microtelefone. Em caso de telefone com uma tecla programada para essa facilidade, o LED da mesma está aceso. Se o bloqueio está desactivado, o sinal de marcar descontínuo não soa mais e/ou o LED apaga-se. Se o terminal com classe de acesso for um telefone sem display ou um telefone analógico, o utilizador da extensão no estado "Livre" pode utilizar a facilidade, marcando *943 seguido do número do terminal, para o qual o bloqueio deve ser activado/desactivado. Em seguida, deve marcar * ou #, para activar ou desactivar a facilidade. Só ouve-se o sinal de confirmação depois de marcados todos os dígitos. O sinal de erro soa, quando o terminal com classe de acesso tenta involuntariamente bloquear um telefone já bloqueado ou desbloquear um telefone já libertado.

Facilidade Aviso activada

Telefone sem display/ telefone analógico

Configurações de COS As configurações de COS com bloqueio possuem um nível de autorização "mais baixo" do que aquelas sem bloqueio.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-83

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

3.2.4

Comutação automática de classe de acesso (COS) segundo o tempo

Programação das facilidades, ver Manager E Comutação automática de classe de acesso Definição Na actual comutação de classe de acesso (ver Parágrafo 3.2.3, “Bloqueio central/Comutação de classe de acesso”) só é possível diferenciar entre o serviço diurno e o nocturno. Este tipo de comutação é válido para todas as extensões. Na comutação automática de classe de acesso, as extensões são agrupadas em perfis (por ex., Gestão, Vendas). Para cada perfil pode ser configurado um horário, no qual será definido o intervalo de tempo na semana, em que uma determinada COS será utilizada. Relação entre a COS automática e o serviço nocturno automático A facilidade COS tem uma relação de alternância com o serviço diurno/nocturno automático/ manual. Uma limitação ocorre:

Acesso ao destino da chamada através da administração de chamadas Isto é realizado através da gestão de chamadas e não depende da comutação automática de classe de acesso. Existem diferentes listas de chamadores para dia e noite. Destinos de intercepção O destino de intercepção só é determinado através do serviço diurno/nocturno automático/manual. Grupo COS: Durante a noite, o grupo COS tem uma relação fixa (configurável) com a extensão (a comutação automática de classe de acesso não tem qualquer influência neste caso). Durante o dia, o grupo COS pode alternar entre determinados horários do dia (se estiver configurada a "COS automática" para todo o sistema) ou pode ter uma relação fixa (configurável) com a extensão (se não estiver configurada a "COS automática").

Descrição geral

Se a "COS automática" não estiver configurada para todo o sistema, não haverá qualquer alteração do grupo COS actual. Uma extensão pode ter um grupo COS diferente para dia e noite. Se a "COS automática" estiver configurada para o dia, para todo o sistema, a extensão dispõe de um grupo COS atribuído a ela conforme o perfil e o horário definidos. Durante a noite, a extensão continua a ter o mesmo grupo COS, que lhe foi atribuído. Cada perfil tem um horário diferente, ao qual foi atribuído o grupo COS (GC) respectivo.

3-84

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

Figura 3-5
● ●

Exemplo de um horário

A activação manual do bloqueio substitui o modo automático para a respectiva extensão. No caso Default, a comutação automática das classes COS é desactivada. Serão aplicados o algoritmo de desvio de chamadas e a classe COS existentes. A comutação automática de classe de acesso e o serviço diurno/nocturno só funcionam dentro de um mesmo nó. O sistema suporta apenas um fuso horário. Os grupos de extensões remotos que trabalham em fusos horários diferentes serão programados com o fuso horário do sistema.

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V6.0 ou sup.

x – V6.0 ou sup.

x – V6.0 ou sup.

x – V6.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-85

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

Dependências/Restrições

Tema

Dependência/Restrição

Serviço nocturno auto- A facilidade "Serviço nocturno automático" tem prioridade mais alta mático do que a facilidade "Comutação automática de classe de acesso". Se o serviço nocturno automático está activado, a COS é processada como de hábito e o grupo COS é aplicado para a noite. O horário de COS é relevante apenas para o dia. Os horários registados através do serviço nocturno automático são válidos para todas as linhas.

3-86

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

3.2.5

Hotline

Programação das facilidades, ver Manager E Hotline Definição Trata-se do estabelecimento automático de uma chamada para um destino pré-definido interno ou externo ao levantar o microtelefone. É possível programar de forma que a chamada seja efectuada apenas após um determinado tempo (comutação SOS). O tempo de atraso é configurado centralmente e pode ser activado ou desactivado individualmente para cada extensão. O desvio de chamadas e a transferência automática são considerados no destino. Quando o utilizador de uma extensão com atraso de Hotline (extensão originadora) marca um dígito antes de expirado o temporizador, este é apagado e a extensão não é encaminhada ao destino de Hotline. Isto ocorre independentemente da marcação ou não de mais dígitos. Hotline (número) Podem ser definidos até seis destinos de hotline. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Destinos de hotline

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 6

x – V1.0 ou sup. 6

x – V1.0 ou sup. 6

x – V5.0 ou sup. 6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-87

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

Dependências/Restrições

Tema Não incomodar Destino

Dependência/Restrição Se Não incomodar está activado na extensão de destino, o chamador ouve o sinal de ocupado.

Se o destino interno está ocupado, é activada a chamada em espera. Se o destino interno for um telefone com display, é indicado no display Chamada de: xxx, onde xxx é o número da origem de Hotline. O destino pode ser uma extensão interna, um destino externo (em HiPath 3000/5000 Manager E ou Manager T podem ser programados até 32 dígitos) ou um grupo de extensões.

3-88

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

3.2.6

PIN móvel (FlexCall)

Programação das facilidades, ver Manager E PIN móvel Definição Com esta facilidade, uma extensão (Ext. activa) pode efectuar chamadas internas e externas (Chamada Flex) a partir de um terminal de outro sistema (Ext. passiva). Para isso, basta introduzir no terminal externo o perfil de utilizador correspondente à própria extensão (número, nome, acesso à linha de rede, registo de dados das chamadas). A taxação será atribuída à extensão activa. Para a activação, executar umas das etapas seguintes no terminal do outro sistema:
● ● ●

Introduzir o código "PIN móvel (FlexCall)" + próprio número + PIN Abrir o menu de serviço + introduzir número próprio + PIN Premir a tecla programada para esta função + introduzir o próprio número + PIN

A facilidade permanece activada até que a extensão activa termine a chamada. Enquanto a facilidade estiver activada, o actual terminal (extensão passiva) não está disponível através do seu número real. A função Não incomodar está activada. A extensão activa pode ser
● ●

Números de extensões MULAP (Neste caso, é necessário introduzir o PIN do master do grupo MULAP.)

A extensão activa não pode ser
● ●

Linha colectiva Grupo ACD

Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-89

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

Dependências/Restrições

Tema Serviços Taxação

Dependência/Restrição A facilidade suporta apenas o serviço Voz. Os dados de taxação (central/por extensão) são atribuídos ao número da extensão activa. Se a extensão activa for master de um grupo MULAP, a taxação será registada como se a chamada fosse efectuada pelo master do MULAP. A chamada de retorno é sinalizada no terminal da extensão passiva, mas já não faz parte da chamada Flex. Por isso, esta chamada é efectuada com o perfil da extensão passiva. O número, nome e os acessos são da extensão passiva.

Chamada de retorno

Indicação de ocupado A indicação de ocupado tem efeito para o terminal da extensão passiva. Apenas a linha da extensão activa será indicada como ocupada. Facilidades que podem ser utilizadas após a activação da chamada Flex
● ● ●

● ● ● ● ●

● ● ● ● ● ●

Mensagem por altifalante (Paging) Conferência Intercalação (A autorização para Intercalação é transferida para a extensão activa.) Comunicação alternada Parquear Consulta Transferência Captura de chamadas (durante uma chamada Flex, a captura é efectuada com o perfil da extensão activa.) Não incomodar Desvio Enviar textos info (Mensagem em espera) Rechamada Supressão do número Sinalização acústica de chamadas

Telefonia DSL

A facilidade não pode ser utilizada por terminais SIP.

3-90

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

3.2.7

Divisão de canal B

Programação das facilidades, ver Manager E Divisão de canal B Definição Esta facilidade permite a divisão dos canais B das ligações de saída de um segmento S2M em vários feixes. Nas chamadas de saída, apenas são seleccionados os canais B correspondentes ao feixe (feixe seleccionado através de código, feixe de transbordo ou feixe seleccionado através de LCR - selecção automática de rota). Se não houver um canal B livre disponível a este feixe, a ligação é recusada e seguem-se as reacções do sistema configuradas. As chamadas de entrada são sempre aceites, caso um canal B da respectiva linha S2M esteja disponível, independentemente do feixe. Geralmente, trata-se do canal B oferecido pelo interlocutor. Se o sistema do interlocutor ou a rede pública não suporta a divisão de canal B, não é possível assegurar a correcta atribuição da chamada ao feixe. A divisão de um segmento S2M nos feixes é executada através de HiPath 3000/5000 Manager E, onde pode ser atribuída uma rota a cada linha (canal B). Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x DIUN2 V5.0 ou sup.

x TS2 / TS2R SMR3 V3.0 ou sup.

– – –

– – –

Dependências/Restrições

Tema Ligação em rede IP

Dependência/Restrição Em caso de uma ligação em rede IP, a divisão de canal B não é útil, uma vez que actualmente não é possível uma atribuição ao respectivo feixe no caso das chamadas de entrada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

3-91

Facilidades para tráfego em geral Facilidades para tráfego de saída em geral

3-92

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para a telefonia DSL Voice over IP

4
4.1
Introdução

Facilidades para a telefonia DSL
Voice over IP

Voice over IP (VoIP) possibilita a transmissão de dados de voz através de redes IP (baseadas em pacotes). Para a efectuação de chamadas, é necessário que haja antes uma comunicação entre os Workpoints envolvidos. Esta comunicação, designada como sinalização, é possível através

do Standard H.323 universal. Além dos protocolos para a sinalização, também fazem parte deste standard os protocolos para o intercâmbio de funcionalidades de Workpoint, para o controlo de ligações, para a troca de informações de estado e para o controlo de fluxo de dados. O H.323 é um protocolo definido pela ITU com possibilidades de ampliação limitadas. do protocolo SIP (Session Initiation Protocol). O SIP é um protocolo de sinalização baseado em ASCII, utilizado para a configuração de sessões numa rede IP. O protocolo SIP baseia-se em tecnologias de Internet conhecidas, como HTML e e-mail, e realiza uma integração contínua na arquitectura de protocolo de Internet. SIP é compatível com as mais diferentes possibilidades de aplicação, restringindo-se às funções de sinalização. Por essa razão, pode ser aplicado, juntamente com outros protocolos, para diversas finalidades.

Actualmente, o protocolo SIP conseguiu estabelecer-se no mercado da telefonia via Internet, à frente do H.323. Quase todos os fornecedores de serviços de telefonia por Internet (ITSP) mais importantes utilizam exclusivamente SIP. O HiPath 3000 domina o SIP, além do H.323, na própria rede. Para a ligação à rede pública, além das ligações de rede analógica e digital (POTS ou RDIS), existe também a possibilidade de aceder aos utilizadores através dos ITSPs. O HiPath realiza a telefonia por Internet do ITSP à LAN através de ligações de telefonia DSL. As ligações de telefonia DSL são realizadas através de SIP. Para a telefonia DSL, o HiPath oferece tanto os acessos de extensão como os acessos de sistema. As ligações de telefonia DSL podem ser realizadas nos ambientes independentes de HiPath 2000 e nas redes HiPath.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

4-1

Facilidades para a telefonia DSL Voice over IP

Gateway, Gatekeeper, Registrar, servidor SIP As seguintes funções estão integradas no HiPath:
● ● ● ●

Gateway Gatekeeper (para IP-Workpoints internos) Registrar (para o telefone SIP interno) Servidor SIP (Back to Back User Agent) (para o telefone SIP interno)

Gateways são necessários para possibilitar a comunicação entre redes que utilizam IP (LAN, Intranet, Internet) e redes por comutação de linhas (POTS, RDIS). Um gateway é sempre necessário na Versão 6.0 SMR 09. A ligação ao fornecedor SIP só é possível através de um DSP, não importando, se está ligado um terminal TDM ou IP com o fornecedor SIP. A versão 7 permite uma ligação de "direct payload" ao fornecedor SIP.

>

A partir do HiPath 3000/5000 V7 R2, é suportado o IP/IP e2e payload via enterprise proxy para a telefonia DSL. Isto significa, que para a telefonia DSL não é necessário processar pacotes de dados através de processadores de sinal digitais do sistema. As chamadas são conduzidas através da LAN, do router e do fornecedor de serviços de telefonia via Internet (ITSP). O HiPath 3000/5000 estabelece uma chamada com o sistema oposto. Assim, não são necessários canais de gateway (canais DSP) para as ligações de ITSP. A quantidade máxima de chamadas simultâneas depende do Codec utilizado e da largura de banda disponível da ligação DSL. As transmissões de fax na telefonia DSL podem ser executadas através de canais de gateway G.711, e a partir da V7 R4, também através de canais T.38.

Um gatekeeper tem, entre outras, as seguintes tarefas:

Registo dos IP-Workpoints (H.323) – – – – Clientes do sistema, como OpenStage IP, optiPoint 600, optiClient 130, optiPoint 150 S, optiPoint 410 e optiPoint 420 Clientes H.323 Estabelecimento de uma ligação Controlo de acesso

Um "Registrar" (gatekeeper/módulo HG 1500) é utilizado para registar no sistema os clientes SIP, como optiPoint 150 S, optiPoint 410 S e optiPoint 420 S. Um servidor SIP assume as funções de controlo da ligação e do acesso.

4-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para a telefonia DSL VoIP sobre H.323

4.2

VoIP sobre H.323

No HiPath 3000, VoIP é realizada através dos módulos HG 1500. A partir da versão 5.0, estão integradas as funções de gatekeeper no sistema HiPath 3000 e no serviço HiPath ComScendo (no HiPath 5000). Isto significa que cada sistema HiPath 3000 com no mínimo um módulo HG 1500 e cada serviço HiPath ComScendo constituem uma zona de gatekeeper própria, à qual pertencem também os respectivos clientes de IP Workpoint registados. A comunicação entre sistemas HiPath 3000 ligados em rede (nós) deve ser considerada como comunicação gatekeeper-gatekeeper. Não é executado nenhum registo entre os módulos HG 1500 de sistemas ligados em rede. O protocolo utilizado é CorNet NQ, processo de túnel em H.323 via Annex M1 A divisão dos recursos de HG 1500 em recursos de sinalização e recursos de payload é uma das principais facilidades da versão 5.0.

Recursos de sinalização São todos os dados de sinalização de um nó para redes que utilizam IP (LAN, Intranet, Internet) e redes por comutação de linhas (RDIS, PSTN), os quais são necessários para Voice over IP. A disponibilização central destes recursos é executada por um único módulo de HG 1500, o gateway de sinalização (= Gatekeeper HG 1500), independentemente de quantos módulos HG 1500 o nó apresenta. A definição de um módulo HG 1500 como gatekeeper HG 1500 é efectuada mediante HiPath 3000/5000 Manager E. Recursos de carga Os recursos de um nó que são necessários para a transmissão de gateway (entre redes que utilizam IP e redes por comutação de linhas) dos dados de voz VoIP (Payload) são disponibilizados por gateways de média (= Gateway HG 1500). Neste caso, o sistema pode ter um ou vários módulos HG 1500. Para a transmissão directa entre redes que utilizam IP não são necessários recursos de payload. Um HiPath 5000 com serviço HiPath ComScendo pode assim funcionar como sistema VoIP.

Em sistemas com um único HG 1500, este módulo funciona ao mesmo tempo como gateway de sinalização e como gateway multimédia. Para isso, o flag “Autorizar recursos de gateway” deve estar activado no HiPath 3000/5000 Manager E. Em caso contrário, não é possível atribuir recursos. Nos sistemas com vários módulos HG 1500, o controlo dos recursos de payload é executado mediante o Ressource Manager de nó central. Este é o caso de um serviço de configuração própria. A disponibilização central dos recursos de sinalização é efectuada pelo módulo definido como gatekeeper. Este gateway de sinalização acede adicionalmente a outros recursos (CODECs, canais B …) e dados de sinalização (por ex., RTP, RTCP) dos gateways de média. Com isso, os clientes de IP Workpoint e outros gateways têm acesso central aos recursos de payload de todos os módulos HG 1500 de um nó.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

4-3

Facilidades para a telefonia DSL VoIP sobre H.323

Os recursos para as funções não baseadas em H.323 (por ex., canais de encaminhamento, canais vCAPI), continuam a ser disponibilizados por cada módulo HG 1500. Por motivos de desempenho, nos sistemas com vários módulos HG 1500 os recursos são disponibilizados apenas pelos gateways multimédia.

4-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para a telefonia DSL Fornecedor de serviços de telefonia por Internet (ITSP)

4.3

Fornecedor de serviços de telefonia por Internet (ITSP)

Graças à ligação dos sistemas HiPath ao Fornecedor de serviços de telefonia por Internet (ITSP) tornou-se possível a comunicação de dados e de voz numa única rede. Paralelamente, são possíveis linhas de rede analógicas, ligações S0 e ligações DSL através da Internet. As redes telefónicas analógicas e digitais clássicas são designadas aqui como PSTN. Na configuração standard, todas as ligações (excepto as chamadas de emergência e os números especiais, ligações de fax e modem) são realizadas através do ITSP. Em caso de transbordo, são utilizadas mais frequentemente as ligações PSTN. Alguns ITSPs também oferecem "DSL only", que permite o encaminhamento de números de telefone especiais, chamadas de emergência e fax via ITSP. As ligações de modem não são possíveis através de DSL.

>

Os números de telefone especiais e os números de emergência bem como as ligações de fax e de modem que, dependendo do fornecedor, não são suportados, devem ser executados através das ligações RDIS.

A tendência actual é que o cliente necessite apenas de um acesso à Internet para dados, voz e fax. Entretanto, o cliente deve verificar previamente, se o fornecedor de serviços oferece chamadas de fax bem como o roteamento de chamadas de emergência e de números especiais. As ligações de fax pela Internet são possíveis tecnicamente, entretanto, por razões de estabilidade, é preferível efectuar o roteamento de fax através de linhas de rede analógicas ou digitais. Os faxes podem ser enviados através do protocolo T.38. Uma linha de rede POTS ou RDIS adicional aumenta a segurança quanto a falhas. O HiPath 3000 dispõe de linhas de rede analógicas e digitais e, em associação com um roteador externo, uma linha de telefonia DSL, a qual necessita de uma ligação à Internet. Nas soluções de rede (HiPath 3000 entre si ou em redes), são suportados os acessos de rede S0 ou uma ligação ITSP central. É possível a combinação de ligações DSL e S0, caso devam ser abrangidos todos os cenários de aplicação. Um número de telefone de ITSP pode ser atribuído a um número de telefone interno (seja de extensão ou de grupo). Um número interno pode ser atribuído a vários ITSPs. As tabelas de atribuição são válidas para cada ITSP, não tendo qualquer relação entre si. Um número de telefone do ITSP só pode ser atribuído a um número interno. A configuração do sistema para a ligação a um ITSP é efectuada através do WBM e do Manager E.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

4-5

Facilidades para a telefonia DSL Fornecedor de serviços de telefonia por Internet (ITSP)

Acessos à Internet possíveis Em geral, os operadores de Internet (ISP) oferecem várias possibilidades de ligação da rede do cliente com a Internet. Um ITSP não é necessariamente um ISP também. O ISP disponibiliza uma ligação DSL; o ITSP, uma ligação SIP, a qual utiliza a ligação DSL como meio de transporte. Como exemplo, a Arcor disponibiliza apenas DSL, mas não uma ligação SIP. Os acessos (ISP) mais frequentes são:

ADSL com endereço IP variável ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line) significa que as larguras de banda do ISP e para o ISP são diferentes, o que corresponde ao acesso DSL clássico. Um endereço IP variável é suficiente, quando o operador disponibiliza ao cliente os serviços da Web e de correio electrónico. Esta ligação ADSL é oferecida a preços acessíveis pelo ISP em duas variantes: analógica e RDIS. ADSL com endereço IP fixo Um endereço IP fixo é necessário, caso o cliente queira utilizar os seus próprios servidores de Web e correio electrónico na empresa. Com excepção disso, não há diferenças técnicas com relação à ligação ADSL com endereço IP variável. Frequentemente as taxas mensais para este tipo de ligação são mais altas do que para a ligação com endereço IP variável. Ligação SDSL SDSL significa Symmetric Digital Subscriber Line. Diferentemente da ADSL, nesta técnica a largura de banda vinda do ISP é a mesma que a destinada a ele. Geralmente, o ISP fornece a ligação SDSL via Ethernet, a qual deve ser então ligada directamente à porta Ethernet (porta 2) do HiPath.

A escolha da ligação à Internet depende das exigências do cliente e do tráfego, que deve ser encaminhado através dessa ligação. É possível que haja restrições na qualidade de transmissão de voz para as ligações que não suportam QoS (normalmente ligações ADSL).

4-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para a telefonia DSL Fornecedor de serviços de telefonia por Internet (ITSP)

STUN Definição: STUN (Simple Traversal of UDP over NATs = passagem simples de UDP via NAT) é um protocolo de rede que detecta a existência e o tipo de firewalls e roteadores NAT, atravessando-os. Este protocolo visa permitir a utilização de equipamentos, por ex., telefones SIP e programas de computador nas redes domiciliares para a recepção de dados da Internet. Os equipamentos ou os programas ligam-se a um servidor STUN e tornam-se acessíveis a partir da Internet, sem alterarem as programações da firewall ou do roteador. Este protocolo foi definido no RFC 3489 da IETF. STUN permite também determinar o actual endereço IP público da ligação. Assim, um telefone SIP pode, por ex., determinar o seu actual endereço IP e informá-lo. Isto é necessário, para que o sistema oposto possa endereçar correctamente os seus dados da chamada.

Figura 4-1

Cliente STUN

O HiPath dispõe de um cliente STUN. O cliente STUN atravessa o NAT do roteador do cliente. Existem quatro variantes do NAT: Full Cone NAT, Restricted Cone NAT, Port Restricted Cone NAT e Symetric NAT. Apenas as três primeiras variantes de NAT funcionam com STUN. O protocolo STUN não funciona junto com uma Symmetric NAT Implementation.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

4-7

Facilidades para a telefonia DSL Fornecedor de serviços de telefonia por Internet (ITSP)

Configurar as identificações de utilizador para o fornecedor de serviços de telefonia por Internet Após a solicitação do acesso à telefonia DSL, o ITSP disponibilizará os dados de utilizador. A identificação de utilizador ITSP abrange o seguinte:
● ●

ID de utilizador SIP e senha (necessárias à autorização, ao ser efectuado o registo) Autorização do utilizador (necessária à autorização da sinalização de chamada)

Um número ITSP pode ser:

Um número de telefone ITSP do tipo Multiple Subscriber Number (Número múltiplo de assinante) (MSN) (geográfico ou não) ou uma faixa de números (ligação da central)

Ligação paralela de até quatro ITSPs É possível a ligação paralela de até quatro ITSPs. Através da selecção automática de rotas, é possível efectuar uma priorização dos ITSPs configurados com base no número de telefone marcado e na actual hora. Numa ligação em rede de sistemas HiPath, é possível uma ligação ITSP com a ligação e a utilização em paralelo de até quatro ITSPs por sistema. Cada sistema da rede pode utilizar todos os ITSPs disponíveis paralelamente. Por conseguinte, o acesso de Internet a um ITSP pode ser utilizado tanto de forma centralizada como descentralizada. Ligação com o ITSP

WAN PSTN ITSP 1 : : ITSP 4 IP Roteador LAN

HiPath 3000

A ligação da LAN do cliente com a Internet é executada através de um roteador ou de uma firewall. HiPath 3000 é integrado como componente na LAN interna do cliente.

4-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para a telefonia DSL Fornecedor de serviços de telefonia por Internet (ITSP)

Neste caso, deve ser observado o seguinte: Neste ambiente, é utilizado tipicamente o recurso NAT (Network Address Translation). Para poder receber chamadas de entrada via Internet, o IP-Workpoint (módulo HG 1500) tem de ser capaz de detectar e transmitir o seu endereço IP público utilizado na Internet; isto é possível através de um servidor STUN operado por um ITSP, ver Parágrafo 4.3, "STUN".

4.3.1

Acesso de extensão de telefonia DSL

Actualmente a interface de fornecedor de serviços mais oferecida ao segmento de clientes privados e às empresas de médio porte é a ligação com o fornecedor de serviços de telefonia por Internet com o registo de números de telefone individuais. Nesta ligação, cada número de telefone tem de ser registado individualmente no ITSP. Podem ser atribuídas até 30 identificações de utilizador ITSP. As identificações de utilizador ITSP e os números de extensão de telefonia DSL serão disponibilizados pelo fornecedor de serviços após o requerimento do acesso de telefonia DSL.

4.3.2

Acesso de sistema de telefonia DSL

Trata-se de uma ligação, para a qual o ITSP disponibiliza uma faixa de números de extensão de telefonia DSL e uma identificação de sistema ITSP. Actualmente podem ser considerados dois ITSPs alemães (Toplink e QSC) e dois americanos(Cbeyond, Verizon).

>
4.3.3

Como nem todos eles oferecem um acesso de sistema de telefonia DSL, é possível que haja mudanças quanto aos fornecedores mencionados. Pode obter uma lista dos fornecedores suportados junto aos seu revendedor autorizado.

HiPath 3000 como gateway de telefonia DSL para HiPath 5000

A utilização da telefonia DSL é possível para o HiPath 5000 (Serviço HiPath ComScendo) apenas através de um sistema HiPath 3000, o qual funciona como um gateway de telefonia DSL. A ligação a um fornecedor de serviços de telefonia via Internet (ITSP) para a utilização da telefonia DSL, pode ser realizada através de um acesso de extensão ou de um acesso de sistema, ambos para DSL.A ligação do gateway de telefonia DSL (HiPath 3000) à Internet só pode ser realizada através de um roteador do cliente e/ou uma firewall existentes.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

4-9

Facilidades para a telefonia DSL Comunicação de fax para a telefonia DSL

4.4

Comunicação de fax para a telefonia DSL

As transmissões de fax na telefonia DSL podem ser executadas através de canais de gateway G.711, e a partir da V7 R4, também através de canais T.38. A respectiva função apenas pode ser activada com o WBM. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW

HiPath 3300/3350 x –

HiPath 3500/3550 x –

HiPath 3800 x –

Fax através de Fax através de Fax através de G.711, G.711, G.711, V6.0 ou sup. V6.0 ou sup. V6.0 ou sup. Fax através de T.38, Fax através de T.38, Fax através de T.38, V7 R4 ou sup. V7 R4 ou sup. V7 R4 ou sup.

4-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para a telefonia DSL IP/IP e2e payload via enterprise proxy através de Extended Fast Connect (EFC)

4.5

IP/IP e2e payload via enterprise proxy através de Extended Fast Connect (EFC)

No HiPath 3000/5000 V7 R2, foi acrescentada a variante EFC (Extended Fast Connect) ao protocolo CorNet-IP. EFC permite "IP/IP E2E Payload Via Enterprise Proxy" para a telefonia DSL, sem a necessidade de processamento dos pacotes de dados nas interfaces por processadores de sinal). Todos os IP Workpoints (HFA) existentes num sistema e numa rede devem suportar EFC, para poder suportar "IP/IP E2E Payload Via Enterprise Proxy" para a telefonia DSL. Para os IP Workpoints em LAN, eram possíveis até agora no máximo três chamadas externas simultâneas através da telefonia DSL (estão disponíveis 8 canais DSP. 1 canal DSP está reservado para música em espera (configuração standard). Restam 7 canais DSP para as chamadas externas, sendo que uma chamada externa de um IP Workpoint ao ITSP necessita de dois canais DSP. Se a reserva de canal para a música em espera não for necessária, podem ser efectuadas no máximo quatro chamadas externas simultâneas dos IP Workpoints na LAN ao ITSP.). Com "IP/IP E2E Payload Via Enterprise Proxy", esta limitação é eliminada. Em vez disso, a quantidade máxima de chamadas depende do codec utilizado e da largura de banda disponível da ligação DSL. Dados conforme o modelo

Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema IP Workpoints

HiPath 3300/3350 x – V7 R2 ou sup.

HiPath 3500/3550 x – V7 R2 ou sup.

HiPath 3800 x – V7 R2 ou sup.

Dependência/Restrição Os IP Workpoints optiPoint 410, optiPoint 420 e optiClient 130 devem ser actualizados com um software compatível com EFC, se necessário. O optiPoint 400, optiPoint 600 office (modo CorNet-IP) e optiPocket não suportam EFC e, por essa razão, não são mais suportados a partir do HiPath 3000/5000 V7 R2.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

4-11

Facilidades para a telefonia DSL Facilidades dos terminais SIP

4.6
Definição

Facilidades dos terminais SIP

O SIP ("Session Initiation Protocol") é um protocolo de sinalização baseado em ASCII, utilizado para a configuração de sessões numa rede IP e suportado pelos terminais SIP. Estes telefones permitem ao utilizador efectuar as suas chamadas de forma habitual e simples através da rede de dados. Nota: O termo Telefonia DSL utilizado nesta documentação refere-se à telefonia através de redes baseadas em IP (Voice over IP) e com uma sinalização através do protocolo SIP. As seguintes facilidades para as extensões de telefonia DSL são suportadas activamente:

CLIP (Indicação do número do chamador no display da extensão chamada) O optiPoint 150 S suporta a facilidade apenas nos sistemas independentes. CLIR (Supressão da indicação do número chamador na extensão chamada) O optiPoint 150 S não suporta a facilidade. COLP (Indicação do número da extensão chamada no display do chamador) COLR (Supressão da indicação do número chamado na extensão chamadora) O optiPoint 150 S não suporta a facilidade. Consulta Retenção Comunicação alternada Transferência (Transferir antes do atendimento e Transferir após atendimento) A série de telefones optiPoint 410 S e optiPoint 420 S não suportam a facilidade Transferência antes do atendimento. DISA (Direct Inward System Access): Não é possível activar facilidades para o terminal SIP. DTMF dentro da banda O optiPoint 150 S suporta apenas o Codec G.711.

● ●

● ● ● ●

As seguintes facilidades não podem ser activadas pelas extensões de telefonia DSL, mas essas podem ser incluídas de forma passiva:
● ● ●

Desvio de chamadas (é suportado o desvio a uma extensão de telefonia DSL.) Conferência (as extensões de telefonia DSL podem ser incluídas de forma passiva). Parque (as extensões de telefonia DSL podem ser parqueadas; para a extensão de telefonia DSL, é o mesmo efeito de "Reter".)

4-12

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para a telefonia DSL Facilidades dos terminais SIP

Live Call Recording (gravação de chamadas - as extensões de telefonia DSL podem ser incluídas de forma passiva.) Mensagem directa discreta (as extensões de telefonia DSL podem ser incluídas de forma passiva.) O optiPoint 150 S não suporta a facilidade. Comutação de classe de acesso automática (a extensão de telefonia DSL pode ser incluída de forma passiva na comutação de classe de acesso automática.) Grupos de relações de tráfego (a extensão de telefonia DSL pode ser incluída em grupos de relações de tráfego.)

As seguintes facilidades específicas de terminais do optiPoint 150 S são suportadas no funcionamento com o HiPath 3000/5000 a partir de V6.0 SMR-09:
● ● ● ● ● ●

Lista de chamadores Terminal Não incomodar (Do Not Disturb, DND) Indicação da duração da chamada Plano de numeração local Microfone lig./des. Selecção de idioma

Devem ser observadas as seguintes restrições para as extensões de telefonia DSL:

As extensões de telefonia DSL estão configuradas como DSS1 (terminal funcional) a partir de HiPath 3000/5000 V6.0 e por isso, não podem ser monitorizadas pelo sistema (Supervisão). As extensões de telefonia DSL não podem utilizar aplicações, que exijam supervisão (por exemplo, o HiPath ComAssistant). Não é possível a inclusão das extensões de telefonia DSL em grupos de captura de chamadas, linhas colectivas, grupos Team, Top ou MULAP. As extensões de telefonia DSL não podem activar ou utilizar as facilidades de sistema, que sejam controladas por códigos. Durante a retenção de uma extensão de telefonia DSL, é reproduzida a música em espera. Na transferência antes do atendimento da extensão de telefonia DSL a uma outra extensão, não há a inserção de música em espera ou de sinal de chamar para a extensão de telefonia DSL. Se a extensão de telefonia DSL não for retomada do parque pela mesma extensão que a parqueou, não haverá a actualização do display da extensão de telefonia DSL. Os terminais SIP não são suportados pela ferramenta de implementação (DLS Interface DLI) dos módulos do HiPath Xpressions Compact (HiPath 3000).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

4-13

Facilidades para a telefonia DSL Facilidades dos terminais SIP

O optiPoint 150 S permite alternar entre duas chamadas externas. A chamada activa pode ser cortada através de um breve accionamento do gancho. Se simplesmente pousar o microtelefone do optiPoint 150 S, as duas extensões externas serão ligadas entre si, o que poderá aumentar os custos da chamada. Tal ligação só pode ser terminada no sistema através do corte selectivo das linhas de rede ou de uma reinicialização (reset) do sistema. Sob certas circunstâncias, as facilidades específicas de terminais não podem ser utilizadas no HiPath 3000/5000 V7.0, inclusive aquelas oferecidas no menu do terminal. Em geral, as facilidades autorizadas são aquelas oferecidas através do sistema base HiPath 3000/5000 V7.0.

O SIP nativo suportada apenas o Basic Call (Chamada básica). Dependências/Restrições Tema Códigos de sistema Dependência/Restrição As facilidades controladas pelo sistema através de códigos de sistema não podem ser activadas ou utilizadas com os terminais SIP. Como os terminais SIP possuem um menu específico, essas facilidades não são iniciadas através dos códigos de sistema, mas sim, através do guia de utilização do terminal. Estas funções estão memorizadas no terminal e não no sistema HiPath. Sob certas circunstâncias, as facilidades específicas dos Workpoints do sistema HiPath não podem ser utilizadas, inclusive aquelas oferecidas no menu do Workpoint.

Facilidades específicas de Workpoint

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Família de terminais optiPoint 410 S/optiPoint 420 S optiPoint 150 S SMR9 V6.0 ou sup. SMR9 V6.0 ou sup. SMR9 V6.0 ou sup. SMR9 V6.0 ou sup.

4-14

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para a telefonia DSL Análise dos dados da chamada

4.7

Análise dos dados da chamada

O sistema é capaz de gravar dados de cada chamada, como por exemplo, a duração, os números de telefone, mas não a taxação da chamada. Estes dados podem ser analisados por uma aplicação externa, como por exemplo, Teledata Office.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

4-15

Facilidades para a telefonia DSL Análise dos dados da chamada

4-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

5
5.1 5.1.1

Facilidades para tráfego de rede pública
Facilidades para tráfego de rede pública geral Acesso básico ponto-multiponto

Programação das facilidades, ver Manager E, Acesso ponto-multiponto Definição HiPath 3000/5000 podem funcionar num acesso ponto-multiponto RDIS (bus S0). Isto permite o funcionamento simultâneo com outros equipamentos RDIS ligados neste acesso. Para cada extensão pode ser programado um número de marcação directa de no máximo 11 dígitos (MSN do acesso PMP). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x STMD3 V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

– – –

linhas de rede digitais S0

Dependências/Restrições Tema Terminais RDIS Rotas em PP e PMP Dependência/Restrição Caso existam, os terminais RDIS também devem receber um MSN, para a atribuição inequívoca de chamadas Se estão activados acessos básicos diferentes (PP e PMP) no sistema, estes devem ser registados em rotas diferentes.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-1

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

5.1.2
Definição

Acesso básico ponto-multiponto (só para os EUA)

Os sistemas HiPath 3000 suportam terminais de vídeo e de dados RDIS através de uma interface ST segundo standard industrial. Os terminais RDIS são ligados ao sistema através de um adaptador RDIS ou de uma porta do cartão da interface S0:
● ● ●

STLS4 para HiPath 3350 e HiPath 3550 STLS4R para HiPath 3300 e HiPath 3500 STMD3 para HiPath 3800

Para a marcação interna é atribuído um número aos terminais RDIS e para as aplicações de marcação directa de entrada (DDI), um MSN (número múltiplo) de 11 dígitos. Cada porta ST abrange dois canais de 64-kbit/s. Ao adaptador RDIS podem ser ligados dois equipamentos. É possível ligar oito equipamentos a uma porta S0 num cartão da interface. Os equipamentos ligados a uma porta S0 dividem entre si a largura da banda de 128 kbit/s para ligações de vídeo e de dados. Funcionamento com acesso básico (BRI) Num ambiente com acesso básico, são atribuídas, a cada canal B da rede pública, uma identificação especial de perfil (Special Profile Identifier, SPID) e uma identificação de terminal (Terminal Identifier, TID) para a identificação a partir da rede pública. Os números SPID e TID fornecidos pelo operador de rede devem ser atribuídos ao número de telefone do terminal de dados e de vídeo, que está ligado à interface ST. Se um sistema está programado com três linhas BRI, só é possível configurar no máximo três secções de dados RDIS de 128 kbit/s ou seis de 64 kbit/s. Geralmente, são necessários valores CACH (Call Appearance Call Handling) ou números fantasma apenas para terminais de voz. Em algumas redes públicas, podem ser necessários valores CACH ou números fantasma também para os terminais de dados ST. Devido à complexidade de uma configuração BRI, é recomendável limitar as aplicações ST em 128 kbit/s. A cada porta ST deve ser atribuída uma SPID da rede pública. Isto significa, que a quantidade dos canais activáveis de 64 kbit/s pode corresponder à quantidade de SPIDs da rede pública. Para detalhes, ver nota sobre a Instalação do equipamento S0.

>

Na europa, o módulo STLS4 é utilizado também como interface de rede pública. Para aplicações de extensão, a linha de recebimento e a linha de envio devem ser trocadas antes de ligar o primeiro equipamento ao Bus. Esta troca já foi efectuada no adaptador RDIS.

5-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

Normalmente, o equipamento ST é ligado a um adaptador RDIS NT-1e os números SPID ou TID, que foram atribuídos pela rede pública, são programados no equipamento. Todavia, como o equipamento ST encontra-se atrás do switch num Bus ST, o HiPath 3000 controla a idenfiticação SPID-TID. Para cada canal utilizado pelo equipamento ST é necessário um número para uma marcação interna. Além disso, deve ser atribuído um número MSN para que o equipamento ST possa comunicar-se com o sistema HiPath 3000. Como protocolo, deve estar configurado no equipamento ST sempre ATT NI-1. HiPath 3000 assume todas as conversões de protocolo. Funcionamento com acesso primário (PRI) Num ambiente PRI ou CorNet-N os valores SPID, TID e CACH não são necessários. Para o estabelecimento da ligação os equipamentos ST utilizam registos internos SPID/TID, os chamados números múltiplos (MSN, Multiple Subscriber Number). A cada canal ligado ao equipamento ST deve ser atribuído um número de marcação directa. Os números disponibilizados pela rede pública podem ser atribuídos como números de marcação directa, e podem conter de 1 até 11 dígitos. Os números de marcação directa são necessários para o estabelecimento de ligações de entrada para o terminal correspondente. Atribuir um número a cada porta de extensão do tipo ’Nenhuma porta’ utilizada para o equipamento ST. Este número pode conter de 1 até 6 dígitos, e não precisa corresponder ao número de marcação directa. Para cada canal B necessário para a aplicação, deve ser atribuído um MSN ao equipamento ST. Os MSN funcionam como SPID para o equipamento ST, e podem conter de 7 até 14 dígitos. Com um comprimento de 9 até 14 dígitos, os dois últimos dígitos são utilizados como número TID. Em cada interface ST utilizada, estes devem ser: "00" para o canal B 1 e "01" para o canal B 2. É recomendável utilizar como MSN o número de marcação directa seguido de cinco zeros e, em seguida, um número TID de dois dígitos. Temas relacionados Parágrafo 13.1.2, “Números múltiplos (Multiple Subscriber Number MSN)” Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x Cartão S0

x

– – –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-3

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

Dependências/Restrições Tema Terminais RDIS Feixe com PP e PMR Dependência/Restrição Todos os terminais RDIS ligados paralelamente devem receber um MSN para que seja possível atribuír-lhes chamadas. Se ligar diversos pontos de acesso básico (ponto-a-ponto e pontomultiponto) ao sistema, estes devem ser inseridos em diferentes feixes.

5-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

5.1.3

Rotas

Programação das facilidades, ver Manager E, Rotas Definição As linhas externas do sistema podem ser reunidas em rotas como canais B. A sequência de ocupação das rotas pode ser linear (sempre a primeira linha livre) ou cíclica (depois da linha ocupada da última vez). É possível indicar uma rota de transbordo para cada uma das rotas. Se todas as linhas de uma rota estão ocupadas, a busca prossegue na rota de transbordo, sendo que só a busca só ocorre na rota de transbordo registada. Caso todas as linhas desta rota também estejam ocupadas, não é efectuado outro transbordo. É de praxe ocupar as linhas de saída iniciando com a linha de número maior, enquanto que nas linhas de chegada, é ocupada primeiro a linha de número mais pequeno. Com isso, nos sistemas com teclas de linha, reduz-se o risco de ocupações duplas ou conflito nas linhas de rede pública analógicas. Estas rotas podem ser atribuídas a uma tecla de rota. Todavia, a tecla é reservada exclusivamente para chamadas de saída. Só podem ser configuradas até 10 teclas de rota num terminal. As teclas de rota podem sinalizar em mais de um telefone Optiset E ou 500. A instalação destas teclas só é possível nos telefones com display. As chamadas efectuadas através de teclas de rota estão submetidas aos níveis e regras do controlo de marcação de classe de acesso. O sistema pode verificar se a linha tem um sinal de marcar. Se não há sinal de marcar, o sistema liberta a linha e no display é indicado o texto Não é possível e o utilizador da extensão deve premir as teclas de rota de novo, para ocupar outra linha. É possível desactivar a identificação e definir um atraso fixo. Se isto for recomendado, consultar o nível de suporte 2. Como Rota é designado o caminho seleccionado para a transmissão de uma mensagem do remetente ao destinatário. Essa rota é composta de um grupo de linhas externas com um código de ocupação para todo o grupo. Após a marcação desse código para o estabelecimento da chamada, o sistema de comunicação ocupa uma linha livre que está atribuída à rota correspondente. Geralmente, todas as linhas de uma rota estão ligadas a outro sistema ou à rede pública. As linhas externas do sistema de comunicação respectivas ao canal B podem ser agrupadas num total de 16 rotas (com o Hicom 3350 e HiPath 3300, oito rotas). O algoritmo de ocupação das rotas pode ser determinado na configuração (cíclico ou linear). Há um transbordo de rotas.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-5

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

É atribuída uma rota a cada linha (com RDIS 2 canais B). Não é possível atribuir mais de uma rota a uma linha. Na configuração standard, está prevista a Rota 1 para todas as linhas. As possibilidades de acesso com canais B directos ou indirectos configurados são efectuadas através da classe de acesso respectiva ao canal B. Linhas de rede analógicas desligadas devem ser retiradas através da gestão do sistema. Para uma utilização mais fácil é possível programar nomes para as 16 rotas. Com Selecção automática de rota (LCR), esse código serve apenas para a indicação; os códigos de ocupação são programados através do plano de marcação. Para a integração em rede, o registo deve ser introduzido ou apagado de acordo com a configuração do outro sistema. Prime line significa a ocupação de uma linha externa sem marcar um código de acesso à rede. Função O utilizador da extensão preme a tecla de linha e ouve o sinal de marcar. É indicado o número da linha. Se todas as linhas da rota estão ocupadas, o LED correspondente está aceso. O LED também está aceso em caso de transbordo para outra rota. A extensão pode colocar a chamada em consulta, transferi-la, parqueá-la numa posição de parque ou colocá-la em retenção. A linha pode ser colocada em retenção. Entretanto, o utilizador deve utilizar a facilidade Retomar uma chamada externa. Quando o utilizador preme a tecla Retenção, o display indica a linha retida, por exemplo, retida na linha: xyz. Para retomar a chamada retida, a extensão deve estar no estado "Livre". O utilizador preme a tecla Serviço, selecciona a opção Retomar chamada externa seguida do número da linha xyz. Opcionalmente, o utilizador pode marcar o código standard *63 seguido do número da linha retida; é ligado de novo com a extensão retida. Mais além, é possível programar uma tecla do telefone da extensão para a facilidade Retomar uma linha parqueada.

5-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Rotas
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

XG – V5.0 ou sup. –

16 rotas com no 16 rotas (grupos 8 rotas com no máx. 72 canais B de linha), 64 ca- máx. todos os por rota nais B canais B por rota 6 6 6

Nº de teclas de rota no Optiset E ou optiPoint 500 Dependências/Restrições Tema

Dependência/Restrição

Linhas de rede analó- Linhas de rede analógicas desligadas devem ser retiradas da rota. gicas Optiset E ou optiPoint, No Optiset E podem ser programadas no máx. 6 e no optiPoint, no tecla de rota máximo 4 teclas de rota. Se todas as linhas de uma rota estão ocupadas, a tecla de rota acende. Transbordo Se uma rota está ocupada e dispõe de um transbordo registado no sistema, é efectuado o transbordo nesta rota. Caso todos os postos de transbordo também estejam ocupados, não é efectuado outro transbordo.

Ocupação automática Para a ocupação automática de linha podem ser programadas linhas de linha em rotas diferentes. A definição de um transbordo da rota 1 para uma outra rota não é autorizada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-7

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

5.1.4

Teclas de linha

Programação das facilidades, ver Manager E, Teclas de linha Definição No Optiset E ou optiPoint podem ser programadas teclas de linha com relação ao canal B.. Isto permite consultar ou ocupar a linha com a pressão directa da tecla de linha. O estado da linha é sinalizado por um LED. LED Apagado Aceso Significado Linha está livre. Linha está ocupada / Falha na linha. A linha retida é retomada e a chamada reactivada. Diferencia-se entre: ● Retenção exclusiva = o LED intermitente lento é visualizado apenas pela extensão que retém a chamada. ● Retenção geral = o LED intermitente lento é visualizado por todas as extensões que programaram a linha retida nesta tecla. Ligação directa para a extensão chamadora através da linha programada aqui. Nota: várias chamadas simultâneas na fila de espera são sinalizadas através de LED intermitente rápido das várias teclas de linha, desde que as respectivas linhas estejam programadas nessas teclas. A extensão chamada pode seleccionar e responder uma chamada, accionando uma das teclas a piscar, independente da chamada sinalizada no display. Efeitos da activação da tecla Ocupação imediata da linha.

Intermitente lento Linha em retenção. (750 ms aceso/ 750 ms apagado)

Intermitente rápido (50 ms aceso/ 100 ms apagado)

O próprio terminal é chamado através da linha programada nesta tecla.

As seguintes facilidades podem ser executadas através das teclas de linha:
● ● ● ● ●

Captura de chamadas Retomar a própria linha em retenção Retomar a linha em retenção geral Atendimento de chamadas Alternar entre várias linhas

5-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

A tecla de linha é utilizada para atender chamadas da rede pública e efectuar chamadas de saída nas linhas seleccionadas. Uma tecla de linha corresponde a uma linha de rede pública de comutação analógica, a um segmento BR, a um canal DS0 T1 ou a um canal de junção E&M analógico.

>

Uma tecla de linha não pode ser programada no mesmo equipamento, que utiliza as teclas de chamada para a gestão da rota atribuída à linha sinalizada.

Uma tecla de linha pode ser sinalizada em vários terminais. Todos os terminais, nos quais a tecla de linha é sinalizada, podem sinalizar uma chamada de entrada através do sinal de chamar, se estiverem configurados num grupo de chamada. Caso contrário, a sinalização só acontece por LED. O utilizador de uma extensão pode colocar uma linha sinalizada em retenção colectiva, premindo a tecla Retenção e pousando o microtelefone. A linha sinalizada pisca lentamente onde houver uma tecla de linha. As chamadas efectuadas através de teclas de linha estão submetidas aos níveis e regras do controlo de marcação de classe de acesso. As teclas de linha podem ser utilizadas num ambiente Centrex. O sistema pode comutar directamente para a rede pública Centrex, de forma que o utilizador da extensão ouve sinais especiais sinalizando a chamada em espera. Neste caso, a identificação de sinal de marcar deve ser desactivada, uma vez que o HiPath 3000 não reconhece os sinais especiais da rede pública como sinal de marcar. Interacção de facilidades:

Atendimento: uma chamada de entrada sinalizada numa tecla de linha, pode ser atendida por outro terminal com a facilidade "Atendimento – Grupo ou Captura de chamadas – Selectiva". Retomar linha da retenção exclusiva: uma tecla de linha é colocada em retenção exclusiva, premindo-se uma outra tecla de linha intermitente na extensão que a colocou em retenção. O resultado é uma comunicação alternada. Para retomar a linha retida, o utilizador só precisa premir a tecla intermitente. Retomar a linha da retenção geral: uma outra extensão, na qual a mesma tecla de linha sinaliza, pode atender uma chamada de entrada na tecla de linha, premindo a respectiva tecla intermitente. Atender chamadas: todo utilizador que tiver a linha aberta pode atender uma chamada de entrada na tecla de linha, premindo a respectiva tecla a piscar. Comunicar alternadamente entre linhas: se várias teclas de linha estão a sinalizar no telefone de uma extensão, o utilizador da mesma pode alternar entre as linhas, premindo a tecla de linha desejada (comunicação alternada). A primeira linha é colocada em consulta no terminal. Premindo outras teclas de linha, o utilizador coloca a última chamada 5-9

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

em consulta no respectivo telefone. Quando o utilizador desligar, ocorre imediatamente uma chamada de retorno à extensão retida por último através do procedimento de consulta.

Desvio de chamadas: uma chamada de entrada sinalizada numa tecla de linha pode ser desviada do terminal para outro destino. Se a linha não sinaliza no destino de desvio, o utilizador pode processar a chamada através das teclas de diálogo como uma chamada de entrada normal. Se o destino de desvio atender a chamada, o LED fica aceso continuamente em todas as teclas de linha sinalizadas. Se o terminal desviou as chamadas externas a um sistema de correio de voz, o número do destino inicial é encaminhado ao sistema de correio de voz.

Função Se os modelos standard estiverem activados, esta facilidade só pode ser utilizada nos telefones com display.

Efectuar uma chamada: o utilizador preme uma tecla de linha livre. Pode ser reproduzido um sinal de marcar simulado ao utilizador, até que a linha se complete (ver Parâmetros de rota -> Pausa antes da marcação). Atender uma chamada: uma chamada de entrada é sinalizada de forma acústica e óptica no terminal. No display é indicado o nome do feixe. Se a ID do chamador estiver disponível, é indicada também. O nome do chamador não está disponível. Para atender a chamada o utilizador preme a tecla intermitente.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V5.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x Terminal UP0/E V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

– – –

5-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

5.1.5

Teclas de chamada

Programação das facilidades, ver Manager E, Teclas de chamada Definição No Optiset E ou optiPoint podem ser programadas até 10 teclas de chamada (somando com MSN) para serem utilizadas nas chamadas de saída e de entrada. A atribuição das teclas de chamada às linhas é efectuada virtualmente, ou seja, as linhas não são atribuídas de forma fixa às teclas (semelhante à tecla de rota). Na ocupação externa de saída, a rota ocupada é aquela atribuída à tecla de chamada que foi activada. Se a chamada não foi efectuada através da tecla de chamada, há a ocupação automática de uma tecla de chamada livre, conforme a rota. Para as chamadas de entrada, também é atribuída uma tecla de linha livre correspondente a uma rota. As teclas de chamada podem ser consideradas como teclas de linha temporárias. Elas permitem a utilização das seguintes facilidades:
● ● ● ●

Sinalização e atendimento de primeiras chamadas e chamadas de retorno Comunicação alternada Retomar consulta Aceitar

Função Se os modelos standard estiverem activados, esta facilidade só pode ser utilizada nos telefones com display.

Atendimento e sinalização de primeiras chamadas e chamadas de retorno: a tecla de chamada também pode funcionar como unidade de consulta. Isto significa, que: um utilizador pode ter duas ou mais teclas de chamada em seu telefone, a representar a mesma linha. A primeira chamada de entrada é indicada pela primeira tecla de chamada livre; a segunda chamada, pela tecla de chamada livre seguinte e assim por diante. A chamada pode ser transferida com a ajuda da função de consulta através da tecla SLM ou através das teclas de diálogo. As ligações não atendidas ou não retomadas do parque activam uma chamada de retorno do terminal na tecla de chamada e podem ser atendidas de novo por esta tecla (retenção geral: ainda atribuída à respectiva tecla de chamada). Comunicação alternada: se várias teclas de chamada estão a sinalizar no telefone de uma extensão, o utilizador da mesma pode alternar entre as linhas, premindo a tecla de chamada desejada. A primeira linha é colocada em consulta no terminal. Premindo outras teclas de chamada, o utilizador coloca a última chamada em consulta no respectivo telefone. Quando o utilizador desligar, ocorre imediatamente uma chamada de retorno na extensão retida por último através do procedimento de consulta.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-11

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

Atendimento: uma chamada de entrada sinalizada pela tecla de chamada, pode ser atendida por outro terminal através da facilidade "Atendimento – Grupo ou Captura de chamadas – Selectiva". De outra forma é válido: quando um utilizador atende uma chamada de rede pública com a tecla de chamada do telefone noutra extensão, a linha aparece na tecla de chamada.

Efectuar uma chamada: o utilizador preme uma tecla de chamada. Ele ouve o sinal de marcar simulado, se a selecção automática de rota estiver activada (LCR). Caso contrário, ele ouve o sinal de marcar da rede pública. Atender uma chamada: uma chamada de entrada é sinalizada de forma acústica e óptica no terminal. No display é indicado o nome do feixe. Se a ID do chamador estiver disponível, é indicada também. O nome do chamador não está disponível. Para atender a chamada, o utilizador preme a tecla intermitente. O LED da tecla de chamada continua aceso.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de teclas de chamada por terminal Optiset E ou optiPoint 500 Dependências/Restrições Tema Rotas, estado de ocupação Dependência/Restrição O estado de ocupação não é indicado para toda a rota. V5.0 ou sup. 10
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x

x Terminal UP0/E V1.0 ou sup. 10

x V1.0 ou sup. 10

– – – –

Transferência antes do Na transferência antes do atendimento, quando a extensão não atendimento, chamada atende e é activada uma chamada de retorno, é atribuída novamente de retorno uma tecla de chamada.

5-12

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

5.1.6

Trânsito

Programação das facilidades, ver Manager ETrânsito Definição Trânsito significa a comutação através do sistema de uma chamada com duas extensões externas. A chamada externa pode ser com a rede pública ou com outro sistema em rede privada. É possível o trânsito manual e automático com linhas de rede digitais e linhas de rede analógicas com critério de libertação para trás. O trânsito nas linhas de rede analógicas sem critério de libertação para trás também pode ser efectuado com uma supervisão de tempo e desligamento automático. O trânsito é necessário nos seguintes casos:
● ● ●

Sistemas em rede Chamadas da rede pública para a rede pública (inclusive DISA) Transição da rede privada para a rede pública e vice-versa.

As seguintes facilidades podem ser utilizadas com o trânsito:
● ● ● ●

Desvio Transferência Rechamada (na rede CorNet, externa, se suportada pela rede pública e na rede QSig) Mensagem em espera para servidores de correio de voz centrais em rede CorNet, QSig (excepto para os EUA)

> >

O acesso externo a partir de um nó remoto não é possível através das linhas BRI do HiPath 3550 ou HiPath 3500 Essas chamadas são interceptadas no posto de intercepção no HiPath 3550 ou HiPath 3500. Na IP/IP E2E Payload Via Enterprise Proxy para a telefonia DSL, algumas das facilidades mencionadas só serão suportadas, se o Proxy RTP no HG1500 estiver activado.

Definição das facilidades para o trânsito Desvio de chamadas: uma ligação rede pública-rede pública é possível com a utilização da transferência Transferência de chamadas ou do Desvio a um destino externo. Observar neste caso a capacidade de activação das linhas. Com a selecção automática de rota também é possível desviar uma chamada de entrada a um segmento CorNet-N, a um terminal no nó remoto, à operadora no nó remoto ou a um sistema de correio de voz no nó remoto (desvio de chamadas ou CNA); ou desviá-la de volta a um destino externo através do nó remoto. Quando são desviadas chamadas de um HiPath 3000 a destinos internos e exter5-13

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

nos através de um segmento CorNet-N, os canais CorNet-N devem ser divididos entre essas funções. Em caso de transferência a um sistema de correio de voz remoto, o HiPath 3000 transmite o número do destino chamado inicialmente ao correio de voz, para activar a mensagem de resposta correctamente.

>

As informações mais actuais podem ser consultadas nas instruções de configuração de CorNet ou no CorNet Sales Positioning Guide.

Transferência: o utilizador pode transferir chamadas (antes e depois de atender) a um destino externo ou a um nó remoto (através de um segmento CorNet). A transferência pode ser activada por uma facilidade de processamento de chamadas do correio de voz ou por um sistema de diálogo de voz, o qual transfere uma chamada automaticamente depois do atendimento a um destino externo ou de CorNet. Rechamada: se um utilizador activou a rechamada numa extensão CorNet num nó remoto, a rechamada será activada do mesmo modo que a rechamada interna (esta facilidade não está disponível para as ligações com um ROLM 9005.) Mensagem em espera para servidores de correio de voz centrais em redes CorNet-N: é possível o aviso de mensagem em espera por um sistema de correio de voz remoto ligado através de CorNet. No caso de um sistema de PhoneMail a versão de software utilizada deve ser 6.3 ou superior.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Linha de rede analógica Linhas de rede analógicas Dependência/Restrição Nas linhas de rede analógicas, o desligamento automático é executado após um tempo programável (standard= 310 segundos; 10 segundos antes de desligar há um sinal de aviso). Este parâmetro só pode ser alterado através do HiPath 3000/5000 Manager E.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x mód. TLA

x –

Módulos S0/S2M / HG1500

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

5-14

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

Tema

Dependência/Restrição

IP/IP E2E Payload Via As seguintes facilidade só são suportadas com a activação do proxy Enterprise Proxy para RTP no HG1500: ● Desvio à extensão externa a telefonia DSL ● Transferência ● Redireccionamento (Transferência de chamadas)

7

Através da Administração do Manager E, é possível realizar ligações de trânsito entre linhas de rede analógicas, através de flags de trânsito, bem como entre linhas de rede analógicas e linhas de junção na rede. O abuso de taxação é possível, mesmo com o flag configurado, se for permitida uma marcação de saída por outros parâmetros de configuração do sistema! As seguintes facilidades podem ser utilizadas com o trânsito: Marcação directa ● Desvio ● Transferência ● Conferência ● LCR

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-15

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

5.1.7

Conversão de números em nomes na marcação abreviada central

Programação das facilidades, ver Manager E, Conversão de números em nomes na marcação abreviada central Definição Nas chamadas de saída efectuadas através da marcação abreviada central, é indicado, em vez do número, o nome do destino (programado na marcação abreviada central) depois da marcação. Nas chamadas de entrada, se o número coincide com um número da marcação abreviada central, o nome configurado para este é indicado no display. Esta facilidade é válida para os sistemas com linhas RDIS ou com ID de chamador analógica no HiPath 3550, HiPath 3350, HiPath 3500 e HiPath 3300. O HiPath 3000 filtra o código de acesso da tabela de marcação abreviada do sistema. Todavia, o restante do número deve coincidir exactamente com o número de entrada, para que a facilidade funcione. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Números abreviados centrais
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 1000

x – V1.0 ou sup. 1000

x – V1.0 ou sup. 1000

x – V5.0 ou sup. 1000

5-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública geral

5.1.8
Definição

Mensagem em espera (MWI) na interface de rede pública

Esta facilidade só pode ser utilizada, se a função for suportada pela rede pública. Esta facilidade possibilita activar e apagar a "tecla de caixa de correio". É suportado o envio (menu de serviço ou código) a partir dos estados em repouso, a chamar, ocupado e em chamada e a recepção de mensagens. No lado receptor é indicada a mensagem "Favor rechamar" nos terminais com display. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V5.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

G V5.0 ou sup.

Acesso à rede pública digital SMR3 V3.0 SMR3 V3.0 ou sup. ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-17

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2 5.2.1

Facilidades para tráfego de rede pública de entrada Atribuição de chamadas

Programação das facilidades, ver Manager E, Atribuição de chamadas Definição A gestão de chamadas dispõe de duas tabelas de atribuição de chamadas para as chamadas de entrada nas linhas de rede analógicas e digitais. Uma tabela é utilizada no serviço diurno e a outra no serviço nocturno. Nestas tabelas são definidas as extensões, para as quais a chamada deve ser transferida, permitindo a atribuição exacta de uma linha a uma extensão, caso necessário. Com a janela "Atribuição de chamadas Linhas" em HiPath 3000/5000 Manager E são verificadas as extensões (ou grupos), às quais estão atribuídas as linhas do sistema. Na tabela "Extensão/Grupos: atribuição às linhas", é atribuído um número a cada porta. Este pode ser um número interno de uma extensão (ou grupo) activa ou inactiva. Podem ser atribuídos números de telefone diferentes para o funcionamento diurno e nocturno. O número nesta tabela informa ao sistema, que a sinalização de uma chamada através da porta respectiva, não deve ocorrer nesta extensão, mas sim de acordo com o conteúdo da lista de destinos para esta extensão. Para informações detalhadas, consultar o Parágrafo 3.1.3, “Gestão de chamadas”. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

G – V5.0 ou sup.

5-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Dependências/Restrições Tema Marcação directa MF Dependência/Restrição Pode acontecer que uma chamada da rede pública analógica seja desligada antes que a transferência esteja completa, devido aos temporizadores fixos que evitam o bloqueio das linhas.

Tabela de atribuição de Nas extensões registadas na tabela de atribuição podem chegar váchamadas rias chamadas simultaneamente. Intercepção A intercepção é efectuada, quando não existe uma extensão disponível para a qual a chamada possa ser transferida.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-19

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.2
Definição

Sinalização acústica de chamadas

Qualquer utilizador de uma extensão pode registar numa lista pessoal outros números, nos quais também devem ser sinalizadas as chamadas de entrada destinadas à sua extensão. O próprio número também pode ser registado, quando, p. ex., está programado um desvio fixo deste para outra extensão (chefe-secretária). Esta facilidade está disponível em todos os tipos de clientes Workpoint. Pode ser programada uma tecla nos telefones Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM para a activação/desactivação desta facilidade. Num mesmo telefone podem ser programadas várias teclas para a sinalização acústica de chamadas, possibilitando variações. Podem ser activadas várias teclas simultaneamente, porém a quantidade de telefones com sinalização acústica de chamadas não pode ser maior que cinco. A indicação de ecrã Transferência... é uma das três indicações no menu Todo o sistema do HiPath 3000/5000 Manager E, que fornece informações de estado específicas de terminais (e não de sistema). Com a janela "Transferência", pode verificar se a sinalização acústica de chamadas está activada numa extensão ou se o terminal faz parte de um grupo de chamada. O utilizador pode activar essa facilidade para o próprio terminal através de uma ligação DISA ou para o terminal de outro utilizador através da facilidade "Serviços associados". A sinalização acústica de chamadas pode ser activada durante a chamada, através do procedimento descrito anteriormente com a utilização da tecla Serviço. Se a facilidade é utilizada com frequência, o utilizador pode programá-la numa tecla livre do seu telefone. O nome da tecla é Sinalização acústica lig. na programação de teclas. Quando a facilidade está activa, o LED está aceso. O flag "Sem sinalização acústica de chamadas em caso de ocupado" é configurado para uma extensão com sinalização acústica, de forma que seja possível controlar quais extensões devem ser chamadas ou não no caso de "master" ocupado (= extensão com sinalização acústica). Caso vários "masters" tenham activado a sinalização acústica na mesma extensão/no mesmo smartset, tem validade o flag para todas as sinalizações acústicas de chamadas desta extensão/deste smartset. Se o flag não estiver configurado, a sinalização acústica de chamadas será executada em todos os casos, se a extensão com sinalização acústica estiver acessível (comportamento standard).

5-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Se o flag estiver configurado, a sinalização acústica de chamadas depende da acessibilidade do "master":
● ●

O "master" está livre - A sinalização acústica de chamadas é imediata. O "master" pode receber aviso de chamada em espera - Sinalização acústica de chamadas após 5 s. O "master" não pode ser chamado nem receber aviso de chamada em espera - Não há sinalização acústica de chamadas.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Chamada de retorno Busca automática Rechamada Desvio Não incomodar (Do Not Disturb, DND) Compromisso Dependência/Restrição A sinalização acústica de chamadas não é executada no caso de chamada de retorno imediata (p. ex., erro do utilizador), busca automática ou rechamada. Não há sinalização acústica se o desvio foi activado. Não há sinalização acústica se o "Não incomodar" foi activado para a extensão. Uma chamada de compromisso activa não segue a sinalização acústica de chamadas.

Sem sinalização acús- Com o flag configurado, a sinalização acústica de chamadas não é tica de chamadas em executada, caso a extensão esteja ocupada. caso de ocupado

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-21

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.3

Serviço nocturno

Programação das facilidades, ver Manager E, Serviço nocturno Definição O serviço nocturno possibilita o desvio de chamadas. Todas as chamadas que chegam no posto de operadora são desviadas para um destino previamente programado. O destino pode ser uma extensão ou um grupo. Também é possível configurar uma campainha central no serviço nocturno, a fim de sinalizar as chamadas nocturnas para eventuais funcionários do turno da noite. HiPath 3000/5000 distinguem entre serviço diurno, nocturno fixo e nocturno variável. Nos serviços diurno e nocturno fixo, a chamada de entrada segue as tabelas e listas de destinos registadas na gestão de chamada para o serviço diurno ou nocturno, independentemente do tipo de extensão. No caso de serviço nocturno variável numa extensão de voz, a chamada segue inicialmente as listas de destino do serviço nocturno fixo. Depois é efectuada a intercepção na extensão nocturna variável. O sistema comporta-se neste caso como numa transferência automática para um destino nocturno. As chamadas externas de marcação directa são tratadas com base numa lista para o serviço nocturno. Este tratamento é designado também como serviço nocturno individual, uma vez que é possível atribuir cada linha a diferentes destinos nocturnos. A comutação entre o serviço diurno e nocturno ocorre no telefone do sistema, accionando uma tecla programada para isso ou introduzindo um código para a comutação. Se o sistema de comunicação estiver no modo Serviço nocturno, todas as extensões recorrem à tabela "nocturno". Além disso, o tratamento das chamadas de entrada é configurado para "nocturno" na tabela de atribuições. Se o sistema estiver no modo Serviço diurno, todas as extensões recorrem à tabela "diurno". Além disso, o tratamento das chamadas de entrada é configurado para "diurno" na tabela de atribuições. Serviço nocturno O serviço nocturno define o processamento das chamadas, quando o sistema é comutado para o funcionamento nocturno. A quantidade máxima de terminais com classe de acesso para comutar o sistema para o funcionamento nocturno é cinco. Esta lista pode ser alterada com HiPath 3000/5000 Manager E (lista Extensões autorizadas para o serviço nocturno). Um posto de intercepção pode ser definido também para o serviço nocturno. Não é necessário que seja a mesma extensão definida para ser chamada no serviço nocturno. O posto de intercepção pode ser uma extensão ou um grupo. Podem ser especificados postos de intercepção

5-22

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

diferentes para as chamadas diurnas e a s nocturnas. O posto de intercepção nocturno intercepta o mesmo tipo de chamada que o posto de intercepção diurno. O posto de intercepção diurno pode ser programado para interceptar um ou todos os tipos de chamada seguintes:
● ● ● ● ●

Livre Ocupado Número errado Incompleto Chamada de retorno

A administração do sistema especifica quais linhas são atribuídas a quais terminais no serviço diurno e nocturno (ver Gestão de chamadas). Quando é comutado para o serviço nocturno, o sistema verifica com base na lista Atribuição de chamadas à noite em Manager T (lista Atribuição de chamadas Linhas em HiPath 3000/5000 Manager E), para onde a chamada deve ser encaminhada. Os destinos podem ser uma extensão individual ou um grupo. Os utilizadores também podem programar uma campainha central para o serviço nocturno, a fim de alertar os colaboradores (turno da noite) para as chamadas nocturnas. Na Gestão de chamadas, é possível chamar mais um terminal através do registo Número adicional (aparece em HiPath 3000/5000 Manager E como segundo destino nas listas de destinos). Este registo suporta a função Sinal de chamar geral. Mais além, é especificado aqui também um interruptor (relé) ou uma outra extensão, em que a chamada também deve ser sinalizada. O último campo, Tipo, define, quando a atribuição do sinal de chamar é executada (imediatamente ou após expiração do temporizador do desvio). A campainha central (em vez de um telefone) pode ser ligada fisicamente com a interface de extensão. Assim a campainha central pode ser atendida com a marcação do número da extensão ou com Atendimento, desde que esteja configurado.

>

Possivelmente é necessário um adaptador para a campainha central, a fim de evitar que a sobretensão danifique a interface de extensão.

Qualquer tipo de telefone pode funcionar como posto de comutação nocturna, desde que tenham pelo menos a classe de acesso para chamadas de entrada. No serviço nocturno, todas as extensões utilizam a tabela de classe de acesso nocturna, que contém, como a tabela de classe de acesso diurna, cinco classes à escolha. (para detalhes, ver Parágrafo 5.3.10, “Acesso à rede configurável / Controlo de marcação”). É possível especificar um posto nocturno (posto nocturno colectivo) variável. Este posto pode ser configurado por qualquer utilizador com classe de acesso para comutar o sistema para o serviço nocturno. Esta facilidade pode ser activada/desactivada pelo utilizador do terminal através de uma ligação DISA.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-23

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Se a facilidade é utilizada com frequência, o utilizador pode programá-la numa tecla livre do seu telefone. O nome da tecla é Destino nocturno lig. na programação de teclas. Esta pode ser programada para activar o(s) destino(s) standard ou um destino variável. Porém o destino variável pode ser sobrescrito pelo código de acesso. Em ambos os casos, o LED da tecla está aceso. Segurança no serviço nocturno A fim de impedir uma desactivação não autorizada do serviço nocturno (comutação do sistema para o acesso normal à rede pública, dia), o utilizador autorizado pode activar um bloqueio individual no telefone.

>

Se houver mais extensões autorizadas, todas devem ser bloqueadas, para garantir a segurança.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Desvio Destino nocturno Linhas Dependência/Restrição Se a extensão de serviço nocturno activou o desvio, este é seguido. Um telefone com acesso só a chamadas internas não pode ser registado como destino nocturno. No serviço nocturno variável não há diferenciação entre as linhas, ou seja, todas elas têm acesso à extensão de serviço nocturno.

5-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.4

Marcação directa

Programação das facilidades, ver Manager E, Marcação directa Definição A marcação directa permite que uma chamada de entrada chegue à extensão sem a participação do posto de operadora. O tratamento desta facilidade é efectuado na gestão de chamadas. A numeração interna e externa é definida no plano de numeração. Nas redes públicas, as chamadas de marcação directa para uma extensão que está desligada ou não acessível (por exemplo, devido ao Não incomodar activado), devem ser interceptadas a outra extensão, a um atendedor automático ou a um anunciador. Portanto, é necessário programar destinos de intercepção para as extensões com marcação directa. Em HiPath 3000/5000 Manager E e Manager T, o número de marcação directa deve corresponder a um número de telefone de no máximo 11 dígitos. Numa chamada de entrada através de uma linha PRI RDIS, o número PPCA vem oculto à esquerda do número da chamada de entrada. A parte restante do número de telefone é interpretado pelo sistema como sendo o número de marcação directa. As chamadas de marcação directa podem sinalizar nas teclas MUSAP. Para detalhes, ver Parágrafo 5.2.5, “Ocupação selectiva do número de marcação directa pelo utilizador”. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Porteiro eléctrico, música em espera Babyphone Altifalantes Dependência/Restrição Estes equipamentos não podem ser acedidos através de marcação directa externa.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

G –

Módulo S0 para a rede pública

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-25

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.5

Ocupação selectiva do número de marcação directa pelo utilizador

Definição Para ocupar de forma selectiva um dos números de marcação directa a fim de efectuar chamadas de saída, o utilizador deve executar um procedimento ou programar uma tecla com a função "Atribuir número" (MUSAP), à qual é atribuída a marcação directa disponível no sistema. Entretanto, não basta só premir a tecla para a ocupação ser efectuada; é necessário marcar posteriormente a rota, a linha ou Prime line. Nas chamadas de entrada, a tecla MUSAP assume a função de uma tecla de chamada. O LED é activado conforme o estado da tecla de linha correspondente, como nas teclas de linha, de chamada ou de chamada directa. Facilidades como: comunicação alternada, consulta, .... são possíveis. Nas chamadas de saída, esta tecla é tratada como tecla de chamada só depois de efectuada a ocupação externa. Uma tecla MUSAP é utilizada como posição de destino para chamadas de marcação directa vindas da rede pública. Mais além, a tecla pode ser utilizada como destino para chamadas de entrada vindas de uma extensão CorNet. Se for atribuída uma tecla MUSAP ao terminal, o número de marcação directa desta tecla é transmitido à rede RDIS nas chamadas BRI e PRI de saída. Podem ser programadas até 10 teclas MUSAP num terminal, para o suporte de teclas "rollover" para outras chamadas no mesmo número de marcação directa. Os telefones Optiset E e optiPoint 500 suportam a programação de no máximo 10 teclas MUSAP e/ou de chamada. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de teclas MUSAP por terminal
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x – 10

Módulo de linhas de rede digital 10 10 10

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

5-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Dependências/Restrições Tema MUSAP Dependência/Restrição Uma tecla MUSAP não inclui a ocupação de rota. A rota deve ser marcada separadamente depois de premida a tecla.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-27

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.6

Sinalização óptica e acústica do número de marcação directa na chamada

Programação das facilidades, ver Manager E, Sinalização óptica e acústica do número de marcação directa na chamada Definição No caso de uma chamada externa, o número de marcação directa do chamador é indicado na extensão. Também estão disponíveis diferentes sinalizações acústicas para este fim. A sinalização óptica é efectuada através do LED da respectiva tecla MUSAP (ver Parágrafo 5.2.5). Dependendo do terminal, são possíveis três tipos diferentes de sinalização acústica: Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Sinalização Dependência/Restrição Não é possível para terminais no bus S0
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Extensão UP0/E ou extensão a/b V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

5-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.7

DISA (Direct Inward System Access)

Programação das facilidades, ver Manager E, DISA (Direct Inward System Access) Definição A facilidade DISA (acesso directo ao sistema) permite a utilização de facilidades no sistema HiPath 3000/5000 através de uma chamada externa. Para ter acesso ao sistema, os chamadores externos devem introduzir uma senha. A partir daí, podem utilizar determinadas facilidades do sistema como se fossem utilizadores internos. Além disso, é possível efectuar uma chamada externa de saída através da chamada de entrada. As seguintes facilidades podem ser utilizadas através de DISA:

Serviços directos para a extensão: enviar textos info, ligar/desligar interruptor, ligar/desligar serviço nocturno, ligar/desligar texto de ausência, ligar/desligar sinalização acústica de chamadas, ligar/desligar bloqueio, ligar/desligar "Não incomodar", ligar/desligar desvio de chamadas, incluir/excluir linha colectiva, repor serviços. Serviços associados: ligar/desligar texto de ausência, ligar/desligar sinalização acústica de chamadas, ligar/ desligar bloqueio, ligar/desligar "Não incomodar", ligar/desligar desvio de chamadas, incluir/excluir linha colectiva, repor serviços.

O acesso a uma extensão interna é também possível através de DISA No caso de um plano de numeração fixo (p. ex., na França) também é possível uma integração em rede virtual. Uma linha DISA pode ser configurada como uma linha fixa ou então de forma a permitir o acesso a ela no serviço diurno e nocturno. A configuração destes parâmetros é efectuada em Flags gerais no separador Linhas/Integração em rede/Parâmetros do HiPath 3000/5000 Manager E; no campo DISA diurno/nocturno, podem ser configurados os parâmetros CR (CR = Code Receiver, receptor de código) para cada linha. Pode ser seleccionada uma das seguintes opções:
● ● ● ●

sempre um receptor de código ligado à linha receptor de código ligado à linha só diurno receptor de código ligado à linha só nocturno nenhum receptor de código ligado à linha

A linha DISA é libertada depois da completa execução da respectiva função/facilidade. Se for necessário executar mais uma função, o utilizador deve se registar de novo no sistema. As extensões que devem ter acesso ao sistema através de DISA, devem primeiro ser configuradas no sistema.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-29

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Uma linha DISA pode ser um número de marcação directa ou uma linha de rede pública analógica. Se a linha DISA for um número de marcação directa, este é programado no campo Parâmetros do sistema. Neste campo podem ser introduzidos até 12 dígitos. Se a linha DISA for uma linha de rede pública analógica, esta é programada na janela Atribuição de chamadas Linhas. É necessária uma senha para o registo no sistema. Esta é composta pelo número da extensão interna e pelo PIN do bloqueio. A introdução da senha só é confirmada depois de expirado um temporizador ou da introdução do carácter final (#). Isto é configurado para todo o sistema no campo Parâmetros do sistema. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

G – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Linha de rede analógi- As linhas de rede analógicas podem ser programadas para o acesso ca, DISA. Durante o dia, podem ser utilizadas como linhas de rede norServiço nocturno mais e comutadas para o modo DISA no serviço nocturno Saída de dados da chamada Marcação abreviada central Linha HiPath 5000 As chamadas DISA estão marcadas de forma especial na saída de dados da chamada. A marcação abreviada central pode ser utilizada através de DISA. Após cada activação de serviço, a linha é desactivada de novo. A facilidade DISA não é suportada, como no HiPath 5000.

5-30

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.8

Condições de intercepção

Programação das facilidades, ver Manager E, Condições de intercepção Definição A facilidade Intercepção permite desviar as chamadas de entrada para outro destino. A intercepção é efectuada, quando o destino não é válido ou quando há restrições. Como destino de intercepção podem ser registados:
● ● ● ●

PC de operadora Números de extensões Linha colectiva Anúncio (anunciador externo)

Se o posto de intercepção / posto de operadora está configurado no sistema, as chamadas interceptadas são desviadas para este. Caso contrário, estas chamadas são sinalizadas na extensão, à qual a linha está atribuída. Normalmente no caso de intercepção, é executada nova entrada na gestão de chamadas, tendo como base a extensão de intercepção. Se o posto de intercepção não está acessível, a chamada é sinalizada na campainha central (caso programada) ou fica em espera no posto de intercepção. A intercepção pode ser activada nas seguintes condições:

Intercepção em caso de livre Neste caso, a chamada segue a gestão de chamadas. No fim dos elementos CM, é verificado se deve ou não ser executada a intercepção diferida. A intercepção é efectuada, quando não existe uma extensão disponível para a qual a chamada possa ser transferida.

Intercepção no caso de ocupado, quando a transferência não é possível No caso de ocupado, é verificado inicialmente se é possível ou não colocar a chamada em espera. Se isto não for possível (protecção de sinalização ou critério de intercepção), a chamada segue a gestão de chamadas. Se a chamada não pode ser sinalizada numa extensão, é verificado se deve haver intercepção ou ser desligada. Normalmente, a "Intercepção no caso de ocupado" refere-se à primeira chamada e não às chamadas transferidas ou de saída. O retorno de uma chamada externa não é desviada imediatamente para o posto de intercepção, se a extensão de destino estiver ocupada. Neste caso, a chamada é colocada em espera.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-31

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Intercepção no caso de número incompleto ou incorrecto No caso de marcação de um número errado, é verificado se deve haver intercepção ou se deve ser desligada. Na pseudo-marcação directa é sempre efectuada a intercepção.

Intercepção no caso de falta do número Se um número não foi marcado até ao fim da temporização, é verificado se deve haver intercepção ou se deve ser desligada. Se não há um posto de intercepção configurado, a intercepção segue a atribuição de chamadas por linha.

Intercepção em caso de transferência automática com encadeamento Não é possível encadear chamadas para a transferência. A tentativa de encadeamento é recusada na activação. Por exemplo: se um utilizador activou "Desvio externo" e se no destino também estiver activado um desvio, tem-se um caso de encadeamento, o qual não é permitido pelo sistema. Estes tipos de chamada são interceptados, se o respectivo flag estiver programado.

Contornar o bloqueio Se o terminal estiver com o bloqueio activado e se, a partir deste, for marcado um código de rota, a chamada é desviada imediatamente para o destino de intercepção. A função Intercepção em caso de bloqueio é programada para cada extensão através da janela Flags em Programar extensão.

O posto de intercepção pode ser configurado para o serviço nocturno. Neste caso, pode ser o mesmo destino ou um outro a ser configurado como posto de intercepção. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

G – V5.0 ou sup.

5-32

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Dependências/Restrições Tema Linha colectiva Dependência/Restrição A intercepção não é executada a partir de uma linha colectiva; a chamada é transferida de novo para a primeira extensão da linha colectiva, permanecendo sempre na linha colectiva. Para as chamadas com o código de serviços "Serviço de dados" não há a intercepção, mas o corte. Não é analisada no caso de posto de intercepção central. No caso de configuração de um sistema partilhado, a intercepção só pode ser configurada para todo o sistema. Isto significa que, p. ex., a intercepção no caso de livre é válida para todos os utilizadores do sistema.

Corte Marcação incompleta Sistema partilhado

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-33

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.9

Marcação directa MF

Programação das facilidades, ver Manager E, Marcação directa MF Definição Esta facilidade possibilita a marcação directa para linhas de rede que não têm marcação directa, como p. ex., linhas de rede analógica. Esta pseudo-marcação directa é obtida através da marcação posterior com dígitos MF. As chamadas externas que entram no sistema através desta facilidade são desactivadas depois de um tempo determinado, se não forem atendidas, a fim de evitar que as linhas de rede analógicas sejam bloqueadas. Quando a linha de rede atende a chamada, o temporizador Corte é activado, se não houver nenhuma marcação. O tempo standard é de 10 segundos. O chamador é informado da possibilidade de marcação directa através de um anúncio. O sistema disponibiliza um anúncio específico para o cliente. Esta facilidade requer um anunciador externo. Função O utilizador marca a linha de rede pública designada como marcação directa MF. O sistema atende a chamada. O chamador não nenhum sinal. Ele marca o número e a ligação é estabelecida. Se a chamada não for atendida dentro de 60 segundos (este valor não varia), é cortada automaticamente. Se estiver configurado, pode ser inserido um anúncio para o chamador e este pode começar a marcar. Durante o anúncio, existe um receptor de código em linha, para identificar a marcação. O anunciador está ligado a uma porta analógica e deve ser capaz de indicar ao sistema um lacete aberto no fim da mensagem. Ver também Parágrafo 5.2.10, “Anúncio antes do atendimento”. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

G – V5.0 ou sup.

Módulo de linhas de rede analógicas

5-34

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Dependências/Restrições Tema Marcação directa MF Intercepção Dependência/Restrição Se a chamada de entrada não é atendida dentro de 60 segundos, a linha é desligada. A linha é desligada 30 segundos depois de executada a intercepção.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-35

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.10

Anúncio antes do atendimento

Programação das facilidades, ver Manager E, Anúncio antes do atendimento Definição Esta facilidade permite inserir um anúncio para o chamador externo a partir de um anunciador externo opcional. Isto é válido para linhas de rede analógicas e digitais. O anúncio pode ser activado durante a chamada ou quando esta estiver na fila de espera. O tempo para iniciar o anúncio pode ser configurado. O anúncio pode ser ouvido por vários chamadores ao mesmo tempo. Os utilizadores podem configurar um anúncio antes do atendimento, para não sobrecarregar um posto de intercepção. Para tal, pode ser ligado um anunciador capaz de atender uma chamada de entrada e transferi-la a uma extensão determinada. Esta facilidade é configurada com a Gestão de chamadas. Os utilizadores devem configurar as extensões, às quais estão ligados os anunciadores, como atendedor automático. Se o anunciador está ligado a uma porta analógica, deve ser capaz de indicar ao sistema um lacete aberto no fim da mensagem. A facilidade UCD também pode ser utilizada para iniciar o anúncio, entretanto só depois de expirado um temporizador programável. O anúncio pode ser ouvido por vários chamadores simultaneamente. Esta facilidade permite a inserção de mensagens específicas da empresa aos chamadores, antes do atendimento da chamada, por exemplo, através da operadora ou de um grupo. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x TMEW2 ou porta analógica V5.0 ou sup. 32

x

x

G –

Porta analógica

Pré-requisitos de SW Nº de chamadores que podem ouvir o anúncio simultaneamente

V1.0 ou sup. 32

V1.0 ou sup. 32

V5.0 ou sup. –

5-36

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Dependências/Restrições Tema Grupo/extensão Dependência/Restrição Se a porta de anúncio está registada como destino de transferência automática, o anúncio é activado caso o grupo/a extensão estejam ocupados. Em seguida, a chamada é transferida para a extensão seguinte ou são aplicados os critérios de intercepção definidos.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-37

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.11

Bloqueio de chamada com cobrança revertida por linha de rede (só para o Brasil)

Programação das facilidades, ver Manager E Bloqueio de chamada de cobrança revertida por linha de rede Definição Esta facilidade possibilita a desactivação automática de chamadas de cobrança revertida de entrada. É possível programá-la individualmente para cada linha de rede analógica. Se a facilidade está disponível para uma linha de rede, o lacete permanece aberto durante 2 s (valor pré-definido), 1 s (valor pré-definido) após o atendimento de uma chamada de entrada. Com isto, as chamadas de cobrança revertida são desactivadas na rede, enquanto que as outras chamadas permanecem inalteradas.

>

Há diversos operadores que não garantem que a extensão chamada receba o elemento de informação para designar uma chamada de cobrança revertida no protocolo de canal D de RDIS. Neste caso, a facilidade ’Bloqueio de chamada com cobrança revertida’ não é possível!

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

– – –

– – –

Linha de rede analógica (HKZ) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup.

Bloqueio de chamada Disponível apenas no Brasil. Esta configuração é ignorada em todos de cobrança revertida os outros países. por linha de rede

5-38

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.12

Bloqueio de chamada de cobrança revertida por extensão

Programação das facilidades, ver Manager E, Bloqueio de chamada de cobrança revertida por extensão Definição Esta facilidade permite configurar o bloqueio de chamadas de cobrança revertida para cada extensão e assim desactivá-las automaticamente quando entrarem. Isto é válido também no caso de um desvio, uma captura de chamadas, uma intercepção, etc. Adicionalmente é possível configurar o bloqueio de chamada com cobrança revertida em todo o sistema. Este é efectivo, no caso em que não é chamada nenhuma extensão, mas sim uma linha colectiva ou em caso de marcação errada, etc. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

– – –

x – V1.2 ou sup.

– – –

– – –

Nem o parâmetro para o bloqueio de chamada de cobrança revertiBloqueio de chamada da, válido para todo o sistema, e nem as programações atribuídas às de cobrança revertida extensões têm algum efeito sobre as chamadas da rede pública. por linha de rede Só para os países MFC-R2-Länder que suportam esta facilidade.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-39

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.13

Marcação directa analógica com MFC-R2 (só para países com MFC-R2)

Programação das facilidades, ver Manager E, Marcação directa analógica com MFC-R2 Definição As linhas MFC-R2 são um interface de rede pública analógico para a marcação directa de entrada, através do qual os utilizadores externos podem chamar as extensões directamente, sem a ajuda da operadora. O modo de marcação MFC-R2 (SMFC) = configuração standard, MFC-R2 com identificação do chamador, MF e DEC são suportados. Os modos de marcação MF e MFC-R2 (com ou sem identificação do chamador) não são possíveis ao mesmo tempo. Na programação da facilidade CLIP para as chamadas de entrada, pode ser configurada a identificação do chamador (Calling Party Number) no modo de marcação MFC-R2 (SMFC). Nas chamadas em que a rede pública transmite esta informação, o número do chamador é indicado no telefone do utilizador chamado. Esta função deve ser programada por linhas (parâmetro modo de marcação = MFC-R2 com identificação do chamador). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x TMAMF

x –

– – –

– – –

V5.0 ou sup. V1.2 ou sup.

5-40

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

Dependências/Restrições Tema Marcação directa analógica com MFC-R2 (só para países com MFC-R2) Dependência/Restrição Disponível apenas no Brasil, Índia, Malásia Singapura e países da ATEA. Esta configuração é ignorada em todos os outros países. Para os seguintes países da ATEA a inicialização de país deve ser executada com código internacional = 21. Além disso, em modo perito do HiPath 3000/5000 Manager E deve ser configurado o parâmetro PAR_05 (Estado do sistema - Todo o sistema - Módulos: Tabela MFC/R2). ● Egipto = 05h (Standard) ● Nigéria = 06h ● Omã = 07h ● Arábia Saudita = 08h ● Síria = 09h ● Tunísia = 0Ah ● Emirados Árabes Unidos = 0Bh É indicado como recebido da rede pública. Não são efectuadas complementações (p. ex., com códigos de rede ou dígitos de discriminação) ou abreviaturas (p. ex., do código local fornecido pela rede). Portanto, o número indicado não pode ser marcado de novo directamente e também não aparecem lista de chamadores. Não está disponível em Singapura

Identificação do chamador

Identificação do chamador

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-41

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

5.2.14
Definição

Serviço de posto de operadora central (só para EUA)

Esta facilidade possibilita manter as linhas TIE T1, quando a operadora de um sistema PPCA central atende uma chamada, a qual foi encaminhada ao PPCA filial e cujo destino encontrase também no PPCA filial. Sem a facilidade "Serviço de operadora central" (Centralized Attendant Service, CAS), o sistema seria obrigado nesse caso a utilizar 2 canais T1 para cada chamada encaminhada de volta às filiais. CAS mantém os canais T1 através da sua libertação após a transferência da chamada, de forma que não é utilizado nenhum canal T1 depois da transferência, enquanto durar a chamada. A aplicação de CAS característica para uma filial federativa constitui-se de um PPCA filial CAS (na filial), do PPCA central CAS (na central) e no mínimo duas linhas de junção, que funcionam como Release Link Trunks (RLTs). O RLT típico é um canal numa carta T1 no PPCA filial, que está atribuído a um CAS central numa rede privada para o atendimento através de um grupo de operadoras. Um PPCA filial típico disporia de uma carta T1, na qual os primeiros 8-12 canais seriam atribuídos como linhas de junção a um centro de tráfego para a transferência do tráfego standard nas linhas de junção. Dois ou mais dos canais restantes nesta carta T1 são atribuídos como RLTs. Exemplo com uma chamada de entrada: Um cliente chama o PPCA filial através do número de marcação directa principal. O PPCA filial reencaminha esta chamada de marcação directa a um RLT. O RLT transfere a chamada ao PPCA central CAS e a operadora CAS a atende. A operadora pergunta o motivo da chamada do cliente e a transfere à respectiva extensão no PPCA filial. Quando todos os RLTs estão ocupados, a chamada é colocada na fila de espera. O chamador ouve um anúncio, é informado de que todas as operadoras estão ocupadas e é solicitado a esperar. Assim que um RLT ficar livre, a chamada na fila de espera é ligada com o mesmo. O processo de transferência envolve as seguintes etapas: 1. 2. 3. 4. 5. A operadora no PPCA central CAS preme a tecla "Flash CAS", depois de ter falado com o cliente e perguntado a extensão, à qual a chamada deve ser transferida. O PPCA central CAS transmite um sinal de flash de linha de rede através do RLT. O PPCA filial reconhece este sinal, coloca a linha de marcação directa em retenção e retorna o sinal de marcar à operadora CAS. A operadora do PPCA central CAS marca o número da extensão de destino. O PPCA filial recebe o número da extensão e activa a sinalização no telefone.

5-42

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de entrada

6.

Agora a operadora do PPCA central CAS pode:

continuar na chamada, esperar o atendimento e executar a transferência supervisionada ou cortar a ligação e deixar a transferência ocorrer sem supervisão.

7. 8. 9.

Quando a operadora no PPCA central CAS corta a ligação, o RLT não é mais utilizado e o PPCA filial termina a transferência. A linha de marcação directa é ligada directamente com a extensão de destino. O RLT está livre e pronto para a chamada seguinte.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x DIU2U V5.0 ou sup.

x TST1 V1.0 ou sup.

– –

– – –

Dependências/Restrições Tema PPCA filial CAS (na filial) PPCA central CAS (central) Dependência/Restrição HiPath 3000 suporta o PPCA filial CAS da aplicação. O PPCA central CAS da aplicação é suportado por outro tipo de PPCA (por ex. Rolm 9005 ou um sistema Lucent), o qual suporta na aplicação a central, onde se encontra a operadora.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-43

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3 5.3.1

Facilidades para tráfego de rede pública de saída Repetição de marcação do último número

Programação das facilidades, ver Manager E, Repetição de marcação Definição Em cada chamada de saída efectuada, são memorizados os números marcados. Nos terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage), o sistema memoriza os três últimos números marcados. Ao premir a tecla de repetição de marcação, pode indicar e marcar de novo o número desejado. Ao premir a tecla uma vez, marca o último número marcado. Ao premir a tecla duas vezes, marca o penúltimo número marcado. Ao premir a tecla três vezes, marca o número que está memorizado há mais tempo. Nos telefones Optiset E e optiPoint sem display, só é memorizado o último número marcado. A partir da V1.2, os códigos também são memorizados de projecto introduzidos na repetição de marcação. Para isso, é necessário configurar os respectivos flags para todo o sistema. Repetição de marcação do último número Esta facilidade é referente apenas aos modelos Optiset E e optiPoint 500 sem display, utiliza, porém, a mesma tecla (repetição de marcação) que a facilidade Repetição de marcação ampliada para telefones com display. São memorizadas apenas as chamadas externas. A cada nova chamada de saída o último número memorizado é sobrescrito. Isto também é válido, quando é utilizada a marcação abreviada central ou individual. Quando é utilizado o acesso à selecção automática de rota, apenas o número marcado pelo sistema é guardado na memória LNR (repetição de marcação do último número). Uma chamada dirigida a uma extensão, que se encontra num sistema interligado através de CorNet, é guardada na memória LNR. Da mesma forma, uma chamada reencaminhada a uma linha de um outro nó através de CorNet também é memorizada. Esta facilidade não pode ser activada com o bloqueio activado. Toda vez que o utilizador da extensão efectuar uma chamada e marcar um destino externo, o número é memorizado. Se o destino estiver ocupado ou não acessível, o utilizador pode premir a tecla Repetição de marcação para marcar o mesmo número de novo. Esta facilidade só pode ser utilizada com a tecla Repetição de marcação. A execução da facilidade por meio de um código não é possível.

5-44

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Repetição de marcação ampliada Essa facilidade vale apenas para telefones com display (Optiset E, optiPoint 500, OpenStage TDM); utiliza, porém, a mesma tecla (repetição de marcação) que a facilidade Repetição de marcação do último número para telefones com display. O sistema memoriza os últimos três números externos marcados num telefone com display. A memória de repetição de marcação ampliada funciona de acordo com o princípio FIFO (firstin-first-out). Isto significa, que: o quarto número externo marcado no telefone é colocado na primeira posição da tabela de repetição e o número mais antigo é removido da memória e assim sucessivamente. São memorizadas apenas as chamadas externas. Isto também é válido, quando é utilizada a marcação abreviada central ou individual. Uma chamada dirigida a uma extensão, que se encontra num sistema interligado através de CorNet, é guardada na memória LNR. Da mesma forma, uma chamada reencaminhada a uma linha de um outro nó através de CorNet também é memorizada. Esta facilidade não pode ser activada com o bloqueio activado. Dígitos de marcação posterior adicionados ao número de telefone de destino (por ex., dígitos transmitidos a um sistema de correio de voz) não são guardados na memória de repetição de marcação ampliada. Em caso de uma chamada reencaminhada por selecção automática de rota, apenas o número marcado pela extensão será memorizado. Esta facilidade só pode ser utilizada com a tecla Repetição de marcação. A execução da facilidade por meio de um código não é possível. Para marcar o último número, o utilizador preme uma vez a tecla Repetição de marcação e depois de uns instantes o número é marcado. Opcionalmente, o utilizador pode premir a tecla Repetição de marcação várias vezes para ver os últimos três registos e seleccionar o número pretendido.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-45

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Comprimento máx. do número memorizado Qtd. máx. de registos Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição Os sinais MF não são interpretados como informação de marcação, não sendo portanto memorizados. Excepção: Telefones móveis, pois os sinais MF são depositados na memória de repetição de marcação interna. Depois de completada a ligação pública com o primeiro destino, não são memorizados outros dígitos de marcação posterior. Bloqueio Chamadas internas A repetição de marcação não é possível com o Bloqueio activado. As chamadas internas não alteram a memória da repetição de marcação. V5.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V5.0 ou sup.

Terminal com display

25 dígitos + código de acesso à rede pública 3 3 3 3

Repetição de marcação do último número

Marcação abreviada cen- A utilização de números de marcação abreviada sobrescreve os tral números memorizados na repetição de marcação. Terminais sem display Só é possível memorizar o último número marcado.

5-46

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.2

Marcação abreviada central

Programação das facilidades, ver Manager E, Marcação abreviada central Definição Os números utilizados com frequência podem ser memorizados no sistema. Cada número é representado então por um código abreviado, o qual pode ser utilizado no lugar do número completo. Os números abreviados são pré-definidos no sistema. Os códigos podem ser marcados na extensão que está atribuída a um grupo de marcação abreviada central. Para programar uma "pausa de marcação" e uma comutação para multifrequência, deve ser utilizada a tecla de repetição de marcação ou a tecla "#".
● ● ● ● ●

Só chamadas externas podem ser memorizadas. Pode ser atribuído um nome a cada destino. Esta facilidade não pode ser activada com o bloqueio activado. A marcação abreviada central não está submetida às regras do acesso à rede pública. A facilidade "Marcação abreviada central" é válida em todo o sistema e não pode ser dividida, como por exemplo, em um sistema partilhado. O código de acesso standard é *7 seguido do número de índice (número abreviado). Uma tecla de facilidade pode ser programada nos telefones Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM. A tecla simula a marcação do código (*7). Em seguida, o utilizador é solicitado no display a introduzir o número de índice (número abreviado). Uma marcação posterior é possível: – Marcação posterior manual Após marcar o código de acesso (*7) e indicar o número de índice (número abreviado), o utilizador pode marcar outros dígitos adicionais. Estes serão acrescentados ao número memorizado neste índice e marcados seguidamente. Marcação posterior automática (a partir da V4.0 SMR-9) Ao programar um número de marcação abreviada central, deve ser configurada a opção, se apenas será possível transmitir o número registado, ou se também há a possibilidade de uma marcação posterior automática. Para possibilitar uma marcação posterior automática, deve ser inserido um sinal de separação (tecla "–") ao memorizar o número de marcação abreviada central. Ao iniciar uma marcação abreviada central com sinal de separação, serão marcados primeiro os dígitos na frente do sinal de separação; os dígitos seguintes são memorizados temporariamente, e é iniciado um

● ●

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-47

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

temporizador. Se não for efectuada a marcação posterior manual antes de expirar o tempo do temporizador, será iniciada uma marcação posterior automática dos dígitos na memória temporária. Exemplo: Marcação abreviada central = 722–0 Se o utilizador não marcar um número abreviado (marcação posterior manual) após iniciar a marcação abreviada central e antes de expirar o tempo do temporizador, será automaticamente marcado um 0 (marcação posterior automática). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Números de marcação abreviada central no sistema
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – 1000

x – 1000 25 dígitos

x – 1000 25 dígitos

x – 1000 25 dígitos e código de rede de 6 dígitos 16

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

Comprimento máx. 25 dígitos + do registo de marcação abreviada código de central rede de 6 dígitos Comprimento máx. do nome Dependências/Restrições Tema 16

16

16

Dependência/Restrição Apenas números externos podem ser programados como destinos de marcação abreviada central. O número externo deve ser introduzido com o código de rota e de ocupação. Pode ser atribuído um nome a cada destino de marcação abreviada

Números externos

Conversão de números em nomes

5-48

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Tema Sistema partilhado

Dependência/Restrição No sistema partilhado com partilha das linhas de rede, não há verificação quanto à ocupação autorizada de linhas. Quando a marcação abreviada central é executada, o sistema ocupa automaticamente a próxima linha livre, mesmo que a extensão não esteja autorizada a ocupar esta linha. Como consequência, é possível que seja indicado na extensão B o número de sistema errado. Portanto, é aconselhável programar um sistema partilhado sempre através de grupos de relações de tráfego. O porteiro eléctrico não pode activar a marcação abreviada central. No caso da utilização de Manager T, introduzir primeiro o número de índice (número abreviado) e em seguida o respectivo nome. Só é possível introduzir um nome para um determinado índice, se tiver sido atribuído um número antes. A introdução de nomes não é possível nos terminais com display de duas linhas. Tanto Manager T como também HiPath 3000/5000 Manager E comparam o(s) primeiro(s) dígito(s) dos números abreviados programados pelo utilizador com os dígitos standard ou com aqueles utilizados actualmente na base de dados e verifica se estes contêm códigos de acesso externos. Por exemplo: a introdução do número abreviado 71 510 555 1212 é possivelmente inválida, se os dígitos 7 ou 71 ou 715 não são códigos de acesso à rede pública.

Porteiro eléctrico Manager T

Dígitos inválidos

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-49

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.3

Marcação abreviada central em sistemas partilhados

Programação das facilidades, ver Manager E, Marcação abreviada central em sistemas partilhados Definição Esta facilidade permite seleccionar os números de marcação abreviada central conforme os grupos de relações de tráfego. Para tal, pode ser atribuída uma zona de números abreviados aos grupos de relações de tráfego, através do HiPath 3000/5000 Manager E ou da gestão do sistema. Quando um utilizador de extensão marcar um número abreviado central, é verificado o grupo de relações de tráfego correspondente. Com isso, pode-se saber se o utilizador está autorizado a marcar este número abreviado central. Caso negativo, a marcação é rejeitada com uma mensagem de erro. Os números abreviados podem ser comuns a diferentes grupos de relações de tráfego (VBZ). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Números de marcação abreviada central no sistema
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – 1000

x – 1000 25 dígitos

x – 1000 25 dígitos

x – 1000 25 dígitos e código de rede de 6 dígitos

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

Comprimento máx. 25 dígitos + do registo de marcação abreviada código de central rede de 6 dígitos

5-50

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição Apenas números externos podem ser programados como destinos de marcação abreviada central. O número externo deve ser introduzido com o código de rota e de ocupação. Pode ser atribuído um nome a cada destino de marcação abreviada. No sistema partilhado com partilha das linhas de rede, não há verificação quanto à ocupação autorizada de linhas. Quando a marcação abreviada central é executada, o sistema ocupa automaticamente a próxima linha livre, mesmo que a extensão não esteja autorizada a ocupar esta linha. Como consequência, é possível que seja indicado na extensão B o número de sistema errado. Portanto, é aconselhável programar um sistema partilhado sempre através de grupos de relações de tráfego. O porteiro eléctrico não pode activar a marcação abreviada central.

Números externos

Conversão de números em nomes Sistema partilhado

Porteiro eléctrico

Grupos de relações de Não é possível registar várias zonas de números abreviados num tráfego grupo de relações de tráfego (VBZ). Grupos de relações de Na configuração standard, todos os números abreviados estão atritráfego buídos ao grupo de relações de tráfego 1.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-51

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.4
Definição

Marcação abreviada individual no sistema

O utilizador pode elaborar sua própria lista de marcação abreviada para os números utilizados com frequência. Os números externos podem ser memorizados no sistema. O acesso depende da autorização de marcação da extensão. O código de rota deve ser introduzido antes do número. Só existe uma lista com no máximo 10 números por telefone. Os sistemas HiPath 3000 dispõem de um grupo de registos de marcação, o qual pode ser utilizado colectivamente com a facilidade Marcação de destino. O sistema NÃO reserva 10 registos individuais de marcação abreviada por telefone. Os registos não utilizados permanecem no grupo de registos e podem ser utilizados por outras extensões. Portanto, é possível que um utilizador não possa programar um registo no telefone, mesmo que nem todos os registos da lista sejam utilizados. Isto poderia indicar, que todos os registos do grupo do sistema estão a ser utilizados. Todos os tipos de Cliente Workpoint podem aceder a esta facilidade. Apesar de serem memorizados no sistema, os números abreviados individuais precisam ser introduzidos por cada utilizador através do telefone. A administração do sistema não pode efectuar a introdução destes números para a extensão. Só chamadas externas podem ser memorizadas. Pode ser atribuído um nome a cada destino. Esta facilidade não pode ser activada com o bloqueio activado. Utilizar a tecla Repetição de marcação ou a tecla cardinal (#) para programar uma pausa de marcação e uma comutação para multifrequência. A marcação abreviada individual está limitada pelas regras do acesso à linha de rede pública. O código de acesso standard *7 seguido do número de índice. Consequentemente, os números abreviados individuais são: *7*0 a *7*9. Pode ser programada uma tecla para facilidade nos telefones Optiset E e optiPoint. A tecla simula a marcação do código (*7). Então o utilizador (em caso de telefones com display) é solicitado a introduzir o número de índice. Trata-se da mesma tecla utilizada para a marcação do código de acesso para a marcação abreviada central. O código de rota deve ser introduzido antes do número de telefone. Não pode ser atribuído nenhum nome aos números abreviados individuais.

5-52

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Números abrev. individuais por extensão Comprimento máx. de nºs abrev. individuais Nº máx. de nºs abrev. individuais no sistema Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup. 10

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

25 dígitos + código de acesso à rede pública 2000 2000 300 2000

Terminais sem display Terminais sem display devem aguardar o sinal de confirmação depois da introdução do número. Terminais analógicos (com DEC), terminais S0 Números internos, facilidades Optiset E e optiPoint A marcação abreviada individual não é possível.

Não é possível memorizar números internos ou facilidades. Nos terminais Optiset E e optiPoint, a marcação abreviada individual pode ser memorizada em dez códigos ou nas teclas de programação livre do terminal

Teclas de destino, me- Os destinos de marcação abreviada individuais podem ser ocupados mória da marcação até que a memória no sistema esteja esgotada. A memória é utilizaabreviada individual da para as teclas de destino e os destinos da marcação abreviada individual. Telefones analógicos com disco marcador A marcação abreviada individual não é possível.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-53

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.5

Tipo de ocupação de linha / Ocupação automática de linha

Programação das facilidades, ver Manager E, Tipo de ocupação de linha/Ocupação automática de linha Definição HiPath 3000/5000 permitem a ocupação da linha de rede através das teclas de linha ou das teclas de chamada de um terminal Optiset E, optiPoint ou OpenStage. Opcionalmente, é possível a ocupação de linha através de códigos de linha ou de rota a partir de todos os terminais. A ocupação através de códigos de rota não é possível com códigos e teclas de rota. Após identificar uma tentativa de ocupação, o sistema verifica se há uma linha livre disponível no feixe de rede. Caso afirmativo, ela é ocupada. Ocupação automática de linha A ocupação automática de linha é uma facilidade configurada em todo o sistema e permite ao utilizador da extensão marcar directamente os destinos externos, sem necessidade de utilizar as teclas de linha ou de rota. O código de acesso externo é marcado automaticamente pelo sistema. Nesta configuração só possível uma rota de saída. Para marcar extensões internas, o utilizador deve premir primeiro a tecla Interno e em seguida marcar o número. Se esta facilidade NÃO está activada no sistema, o contrário é válido; ou seja, as extensões internas podem ser marcadas directamente, enquanto que, para as ligações externas, é necessário premir uma tecla de linha ou de rota ou introduzir um código de acesso. Nos sistemas com ocupação de linha automática (Prime line),

a tecla de função "Desvio" (de programação fixa) de um terminal OpenStage não pode ser programada com um destino de desvio interno. A ocupação de linha automática faz com que o sistema interprete isso como um desvio à rede pública. Para o desvio a um destino interno, deve ser utilizada uma tecla sensor/de toque livremente programável. os números de telefone internos presentes na lista de chamadores de um terminal OpenStage são tratados como números externos.

5-54

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Linhas Comutação de classe de acesso Porteiro eléctrico Reter/parquear Dependência/Restrição Linhas inexistentes ou desligadas devem ser retiradas da gestão do sistema. A ocupação de linha não é possível com o bloqueio activado. A ocupação de linha não é possível a partir do porteiro eléctrico. Uma linha livre ou parcialmente marcada não pode ser parqueada ou retida.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x Acesso à rede pública

x

– – –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

Ocupação automática Optiset E entry, Optiset E basic e optiPoint 500 entry não podem utide linha (Prime Line) lizar esta facilidade. Ocupação automática Para a ocupação automática de linha podem ser programadas linhas de linha (Prime Line) em rotas diferentes. A definição de um transbordo da rota 1 para uma outra rota não é autorizada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-55

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.6

Marcação em bloco

Programação das facilidades, ver Manager E, Marcação em bloco Definição Os dígitos introduzidos durante a marcação são reunidos num bloco, memorizados no sistema e, depois de identificada a integridade, marcados. Se, dentro de um tempo determinado (temporizador: fim de marcação em caso de marcação incompleta. O tempo standard é de 15 s), se não houver a introdução de mais dígitos, o último dígito introduzido é interpretado como sendo o último do bloco de números. Após o tempo préprogramado, ou seja, após a identificação do último dígito marcado, a marcação é efectuada automaticamente. O processo de marcação também pode ser activado com a introdução do caractere de fim de marcação "#". Em caso de acesso primário, a marcação em bloco para a rede pública é obrigatória. A marcação em bloco também é utilizada nas redes CorNet. Temas relacionados
● ●

Parágrafo 7.1, “Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)” Parágrafo 7.2, “Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)”

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema CorNet-N CorNet-NQ QSig EUA, PRI Ligação SIP com o ITSP Dependência/Restrição A marcação em bloco é utilizada nas redes CorNet-N. A marcação em bloco é utilizada nas redes QSig. A marcação em bloco é utilizada nas redes QSig. Nos EUA, é determinada a marcação em bloco para PRI. A marcação em bloco é obrigatória.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Acesso à rede pública digital V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

5-56

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.7

Supervisão de sinais acústicos

Programação das facilidades, ver Manager E, Supervisão de sinais acústicos Definição O estabelecimento de ligação através de linhas analógicas está sempre associado a uma supervisão de sinais acústicos. Neste caso, a linha de rede é verificada quanto à existência do sinal acústico. Só depois são enviados os dados da marcação para a rede pública. Isto torna-se necessário, porque o tempo de detecção do sinal de marcar da rede pública pode variar conforme o operador e o estado da rede. A supervisão de sinais acústicos é executada:
● ●

após a ocupação da linha. após a marcação dos códigos (p. ex., código de acesso no sistema principal, selecção automática de rota). através de supervisão de um segundo sinal acústico.

Possivelmente a identificação do sinal de chamar não é útil, por exemplo, em caso de um ambiente Centrex, quando devem ser inseridos diferentes sinais acústicos (para a indicação da activação de "Desvio Rede pública" etc.) à extensão. Nestes casos, o flag Supervisão de linhas (supervisão de sinais acústicos (supervisão do sinal de marcar)) deve ser desactivado. Agora pode ser um atraso de ocupação de linha externa, antes da marcação. Se a supervisão de linha de rede pública estiver activada, o sistema aguarda até a identificação do sinal de marcar, mesmo se neste campo estiver especificado Nenhuma pausa. As opções no campo Pausa antes da marcação são Nenhuma pausa, 1, 3, 6 e 9 segundos. Se a Supervisão de linhas estiver activada e não for detectado nenhum sinal de marcar (temporizador: tempo de supervisão do sinal de marcar, configuração standard: 10 s), esta linha será desligada, se não houver nenhum sinal de marcar depois da ocupação. Em seguida, o sistema verifica em intervalos cíclicos, se existe um sinal de marcar. Se houver, a linha é ligada de novo. Tempo de supervisão do sinal de marcar. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

– – –

Módulo de linhas de rede analógicas

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-57

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição Se a supervisão de sinais acústicos não é possível ou necessária, pode ser configurada uma "pausa antes da marcação". Sinal acústico A supervisão do 2º sinal acústico e o tempo de supervisão de sinais acústicos só podem ser alterados através do HiPath 3000/5000 Manager E.

5-58

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.8

Detecção do fim de marcação

Programação das facilidades, ver Manager E, Detecção do fim de marcação Definição Como na marcação em bloco, o fim de marcação é detectado automaticamente após o tempo pré-programado ou manualmente com a introdução do código de fim de marcação "#" pelo utilizador. Neste caso, o temporizador Fim de marcação em caso de marcação incompleta é activado. Se a marcação não for prosseguida dentro de um tempo determinado, será gerado automaticamente o fim da mesma. O valor standard é 15 s. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V5.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V5.0 ou sup.

Acesso à rede pública

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Tempo de fim de mar- Quanto maior for o tempo para o fim de marcação, maior é a demora cação para a marcação do último dígito numa linha de rede analógica.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-59

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.9

Modo de marcação para a rede pública

Programação das facilidades, ver Manager E, Modo de marcação para a rede pública Definição Os modos de marcação utilizados actualmente são:
● ●

Por impulsos (DEC) ou Por multifrequência (MF)

No modo DEC, são marcados impulsos e no modo MF, sinais acústicos. O modo de marcação é identificado automaticamente, quando são utilizados módulos de linhas de rede analógicas, desde que não tenha sido configurado um modo de marcação ou uma "pausa antes da marcação". Caso contrário, o modo de marcação pode ser definido para as linhas. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x Acesso à rede pública V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Modo de marcação Dependência/Restrição Se a linha é de PPCA, o tipo de marcação activado é o MF.

Pausa antes da marca- Se está configurada uma "pausa antes da marcação", o tipo de marção cação activado é por impulsos (DEC). Reinicialização da alimentação (falha de energia) Uma vez reconhecido automaticamente, o modo de marcação permanece memorizado até a próxima reinicialização da alimentação (falha de energia)

5-60

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.10

Acesso à rede configurável / Controlo de marcação

Programação das facilidades, ver Manager E, Acesso à rede configurável / Controlo de marcação Definição É possível atribuir diferentes acessos à rede pública para cada extensão do sistema. A classe de acesso de uma extensão é verificada (controlo de marcação) sempre que esta tentar ocupar uma linha de rede. No sistema são possíveis 15 classes de acesso, com o seguinte standard:
● ● ● ● ●

Classe 0 = sem acesso Classe 1 = acesso indirecto à rede pública Classe 2 a 7 = listas de permissão Classe 8 a 13 = listas de proibição Classe 14 = acesso directo à rede pública.

As classes de acesso estão descritas detalhadamente na lista seguinte:

Sem acesso à linha de rede A extensão só pode efectuar chamadas internas. É possível utilizar os destinos da marcação abreviada central. Acesso indirecto à linha de rede (autorização de entrada) A extensão pode só atender as chamadas externas. É possível utilizar os destinos da marcação abreviada central. Particularidades da integração em rede, ver Parágrafo 5.3.10.1, “Interacção da classe de acesso em LCR (LCR COS) com o acesso à rede (COS)” Listas de permissão Nestas listas são definidos os números que a extensão pode marcar. Se não há números registados, a extensão tem acesso indirecto à linha de rede. Listas de proibição Nestas listas são definidos os números que a extensão não pode marcar. Se não há números registados, a extensão tem acesso ilimitado à linha de rede. Acesso ilimitado à linha de rede A extensão pode efectuar e atender chamadas de entrada e de saída sem restrições.

As listas de permissão contêm as sequências de dígitos que podem aparecer no início de um número de telefone. Esta sequência pode ter no máximo sete dígitos (0..9,*,#). Na lista de permissão 1 podem ser registados no máximo 100 números; as listas 2-6 contêm 10 registos respectivamente.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-61

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº de classes de acesso Comprimento máx. dos registos nas listas Total de listas de permissão Listas de permissão longas 100 registos Listas de permissão curtas 10 registos Total de listas de proibição Listas de proibição longas 50 registos Listas de proibição curtas 10 registos Dependências/Restrições Tema Marcação abreviada central Classe de acesso Dependência/Restrição Os destinos de marcação abreviada central podem ser utilizados independentemente da classe de acesso. As classes de acesso do controlo de marcação determinam quais as listas de autorizações e de números não autorizados que são utilizadas por rota para a extensão. As classes de acesso são válidas para os terminais de dados e voz. Se a rota está configurada na rede para PPCA, o controlo de marcação não é executado, caso não tenha sido configurado um segundo código de rede.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup. 15 25 6 1 5 6 1 5

x V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Módulo de linhas de rede

PPCA/CorNet/QSig

5-62

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Tema Classes de acesso para dois sistemas ligados da rede

Dependência/Restrição No caso de ocupação da rede por uma extensão do sistema secundário (com classe de acesso 2-13) através do sistema principal é executada sempre a primeira lista de números não autorizados do sistema principal. Por isso, a primeira lista de números não autorizados do sistema principal deveria ser deixada livre para a análise das extensões do sistema secundário. As classes de acesso 0, 1 e 14 do sistema secundário são mantidas. Ver também Parágrafo 5.3.10.1. Com o bloqueio activado, apenas é possível reduzir o acesso às linhas de rede da extensão. Não pode ser seleccionada uma classe de acesso mais alta. Interacção da classe de acesso em LCR (LCR COS) com o acesso à rede (COS)

Bloqueio

5.3.10.1

A execução de um controlo de marcação ou a utilização das linhas é regulada pela classe de acesso. O controlo de marcação verifica o número marcado pelo utilizador e autoriza, ou não, a marcação de acordo com as listas de autorizações ou de números não autorizados. A ocupação de saída diferencia-se da seguinte forma para as linhas de rede e para as de PPCA: 1. Ocupação de saída de uma linha de rede A classe de acesso tem de ser maior do que Acesso restrito (Lista de autorizações, Lista de números não autorizados ou Acesso sem restrições) Ocupação de saída de linhas de PPCA

2.

LCR é activa No plano de marcação da Selecção automática de rota é configurado, se há a execução do controlo de marcação. Caso positivo, a classe de acesso tem de ser maior do que Acesso restrito. LCR não é activa É verificado, se está configurado um 2º código de acesso. – – Se estiver configurado um 2º código de acesso, a classe de acesso tem de ser maior do que Acesso restrito Se o 2º código de acesso não estiver configurado, o controlo de marcação não é efectuado e a classe de tem de ser no mínimo Acesso restrito.

Em caso de uma ligação de saída através de uma linha de PPCA (CorNet-N / CorNet-NQ / QSIG), a classe de acesso é transferida através do protocolo de rede(limitado). Isso possibilita um controlo de marcação na chamada "breakout" à rede pública.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-63

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Como a transmissão da classe de acesso só é possível de uma forma limitada, é efectuada a seguinte conversão. Classe de acesso no siste- Classe de acesso relevante para a extensão ma secundário no sistema principal Interno (0) Acesso indirecto (1) Interno (0) Acesso indirecto (1)

Listas de autorizações (2 - 7) Lista de números não autorizados 1 do sistema principal (8) Listas de números não autori- Lista de números não autorizados 1 do sistema principal (8) zados (8 - 13) Acesso directo (14) Acesso directo (14)

A classe de acesso na Selecção automática de rota controla a execução da regra de marcação configurada. Desta forma, é possível configurar, por exemplo, se uma extensão tem a autorização para utilizar um operador alternativo. Esta classe de acesso em LCR é relevante para cada tabela de rotas aplicada. A sequência das tentativas de ocupação é configurada através da tabela de rotas. Verificação da classe de acesso no desvio de chamadas Na verificação da classe de acesso para as chamadas desviadas, a classe de acesso da extensão que desvia é sempre relevante. Neste caso, são válidas as mesmas regras descritas acima.

5-64

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.11

Grupos de relações de tráfego

Programação das facilidades, ver Manager E, Relações de tráfego Definição O sistema prevê vários grupos de relações de tráfego para todas as extensões. Nestes grupos, são definidos o acesso às linhas de rede e a rota (de entrada / de saída) para as extensões e linhas. Através de uma matriz de relações de tráfego, é definido:
● ●

se uma extensão não está autorizada a ocupar uma linha de rede, se uma extensão pode ocupar uma linha de rede só para chamadas de entrada ou só para chamadas de saída, ou se uma extensão pode ocupar uma linha de rede para chamadas de entrada e de saída, se uma extensão não está autorizada a ocupar determinados destinos de marcação abreviada central, se uma extensão pode chamar uma outra extensão interna.

● ●

A matriz de relações de tráfego permite ou proíbe o tráfego entre extensões/linhas dentro de um subsistema e entre vários subsistemas. A matriz de relações de tráfego é configurada em todo o sistema. A programação standard do sistema atribui todas as extensões e linhas de rede pública ao grupo de relações de tráfego 1. Isto significa, que todas as extensões estão autorizadas a ocupar as linhas de rede pública no sistema. Na matriz são especificados os grupos dos seis existentes que podem estabelecer ligações com outros grupos, também ali especificados. As restrições relativas à ligação para os sistemas partilhados devem ser definidas através das relações de tráfego. Com a ampliação para 64 grupos de relações de tráfego a partir do HiPath 3000/5000 V7, é possível a ocupação de gateways especificamente para extensão. Exemplo: O HiPath 5000 ComScendo Service está equipado com dois sistemas de gateway. Todas as extensões IP estão registadas no HiPath 5000 ComScendo Service. Na ocupação de rede pública, as extensões IP devem sempre utilizar seu sistema de gateway local. Para isso, as linhas IP são atribuídas a duas rotas diferentes. Em seguida, as extensões IP e as linhas IP são atribuídas a dois grupos diferentes de relações de tráfego através da atribuição de grupos de relações de tráfego. Através da matriz VBZ, é definido então, as linhas IP, às quais as extensões IP podem aceder.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-65

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº de grupos de relações de tráfego Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 64

x – V1.0 ou sup. 64

x – V1.0 ou sup. 64

x – V5.0 ou sup. 64

Grupos de relações de Na programação standard, todas as extensões e linhas estão no tráfego grupo 1. Equipamentos de mú- Podem ser definidos até 16 equipamentos de música em espera sica em espera (MOH) (MOH) para os grupos de relações de tráfego. Isto significa, que os interfaces analógicos utilizados para a ligação fazem parte destes grupos. O equipamento a ser utilizado é definido pelo grupo de relações de tráfego da extensão que coloca uma chamada em retenção. Fonte música em espera (MOH) Como fonte de música em espera MOH não deve ser utilizada a porta lógica "0".

5-66

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.12

Linha privada

Programação das facilidades, ver Manager E, Linha privada Definição A facilidade "Linha privada" permite ao utilizador obter acesso imediato a uma linha de rede através de uma tecla de função. A linha privada pode ser programada com a classe de acesso correspondente através dos grupos de relações de tráfego ou da própria rota. É recomendada muita atenção na configuração de uma linha privada. Por definição, uma linha privada deve terminar num terminal. Mas como as facilidades são implementadas ao nível de equipamento, é possível que a activação de algumas facilidades afectem o funcionamento da linha privada, como por exemplo, "Não incomodar", "Desvio de chamadas" e "Intercepção". Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-67

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.13

Reserva de linha

Programação das facilidades, ver Manager E, Reserva de linha Definição Se recebe o sinal de ocupado após tentar ocupar uma linha de rede (nenhuma linha livre disponível), o utilizador pode fazer a reserva desta linha através de um procedimento. Assim que a linha ficar livre, segue uma chamada de retorno para o utilizador, que recebe o sinal de marcar da rede, podendo efectuar a chamada externa. Não é possível, activar a facilidade "Reserva de linha", se a ligação foi iniciada por selecção automática de rota. A reserva de linha pode ser activada, quando todas as linhas de uma tecla de rota estão ocupadas. Se a extensão estiver ocupada no momento da chamada de retorno, é activado o aviso de chamada de espera na extensão. Se o aviso não for respondido dentro do tempo standard d 20 segundos, a reserva é apagada e a linha é colocada na fila de espera da extensão seguinte. Se o Não incomodar foi activado na extensão, antes da entrada de uma chamada de retorno, originada por uma linha de rede pública na fila de espera, a reserva de linha é apagada e a linha de rede pública é colocada na fila de espera da extensão seguinte. Se o reencaminhamento (transferência ou desvio) está activado na extensão, é ignorado pela linha de rede pública, que continua a chamar (de retorno) a extensão. Se não houver nenhuma resposta dentro dos 20 segundos, a reserva de linha é apagada. A chamada de retorno de uma linha de rede pública não pode ser capturada, nem por "Atendimento, selectivo", nem por "Atendimento, grupo". Se é reservada uma linha de rede pública que é sinalizada em uma ou mais extensões, o LED da tecla de linha com a chamada de retorno pisca na extensão, que efectuou a solicitação de fila de espera. Em todas as outras sinalizações, o LED está aceso continuamente. Para cada telefone, só é possível uma solicitação de fila de espera/reserva. Se uma extensão tenta uma segunda reserva, a primeira é sobrescrita por esta. O flag Reserva de linha activa ou desactiva esta facilidade em todo o sistema. A facilidade pode ser activada através de um dos seguintes modos:
● ●

Reserva manual (nos telefones com display) Reserva automática (em todos os outros tipos de telefone)

5-68

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Reserva de linha—Automática Se este flag está activado e não é atribuída uma linha livre à extensão, depois do procedimento normal de ocupação de linha (aleatória ou especificamente), o utilizador da extensão ouve o sinal de ocupado. Depois de um tempo definido (5 segundos), soa um sinal de confirmação positivo e a linha é reservada, desde que a extensão tenha a classe de acesso necessária. Reserva de linha—Manual
● ●

Esta facilidade só está à disposição nos telefones com display. Esta facilidade não precisa ser configurada na base de dados.

>

Não é possível a reserva de linha no funcionamento em mãos-livres. Neste caso, o sistema interrompe o estabelecimento da chamada, quando detecta a ocupação da linha.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Reservar a linha Dependência/Restrição Um utilizador só pode reservar uma linha.

Facilidade Reserva de A facilidade "Reserva de linha" não é possível com os telefones S0 (excepto para EUA). linha Chamada de retorno Modo mãos livres Linha de rede LCR SIP Uma chamada de retorno não segue a gestão de chamadas. A reserva de linha também pode ser feita no modo mãos livres. Se vários utilizadores fizeram reserva de linha, a atribuição das linhas obedece a sequência das reservas. Com esta facilidade activa não é possível reservar uma linha. Não é possível nas linhas para o ITSP, uma vez que o número do destino completo deve ser conhecido na ocupação da linha.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-69

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.14
Definição

Supressão temporária da indicação do número

Esta facilidade impede a indicação do número do telefone para a pessoa que chama ou que é chamada. A facilidade exerce a função de comutação, ou seja, a comutação é válida até que seja desactivada definitivamente (nova comutação). Esta facilidade só é válida para as chamadas que entram ou saem através de uma ligação RDIS com a rede pública. O flag Supressão (da indicação) do número lig. pode ser programado em todo o sistema, para suprimir a indicação da ID do chamador. A configuração standard é "desactivado", ou seja, não há a supressão do número. Esta facilidade exerce a função de comutação, ou seja, a comutação só ocorre, se a supressão da indicação do número for activada ou desactivada intencionalmente.

>

O flag Supressão da indicação do número em todo o sistema não vale para os EUA.

Todos os tipos de Clientes Workpoint podem activar esta facilidade. A indicação de ecrã Flags é uma das três indicações no menu Todo o sistema do HiPath 3000/ 5000 Manager E, a qual fornece informações de estado específicas de terminais (e não de sistema). Na janela Flags, pode ver se uma extensão activou ou não a supressão da indicação do número. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

5-70

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Transmissão do núme- A supressão temporária do número tem de ser suportada pela rede ro pública. Supressão da indicação do número em todo o sistema CLIR A supressão da indicação do número não pode ser sobrescrita se estiver activada para todo o sistema (CLIR e COLR) (ou seja, a supressão temporária não tem efeito). É possível ignorar a activação de CLIR e activar a indicação do número do chamador. Isto pode ser necessário, p. ex., no caso de chamadas de emergência! *86 para a supressão, #86 para a indicação do número.

Códigos de acesso standard

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-71

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.15

Lista de proibição para linhas livres comutadas

Programação das facilidades, ver Manager E, Lista de proibição para linhas livres comutadas Definição Limita a autorização de marcação para uma linha atribuída pelo posto de operadora. O posto de operadora pode ocupar uma linha externa e transferi-la a uma extensão interna. Esta facilidade restringe a autorização de marcação para uma linha que foi marcada pelo posto de operadora. A extensão que recebe a linha do posto de operadora não pode marcar os destinos proibidos da classe de acesso. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Classe de acesso Dependência/Restrição É válida a classe de acesso da extensão de referência.

5-72

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.16

Atribuição de números abreviados aos grupos de relações de tráfego (VBZ)

Programação das facilidades, ver Manager E, Atribuição de números abreviados centrais aos grupos de relações de tráfego Definição Atribuição de um determinado número abreviado a uma determinada extensão ou linha. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Qtd. de grupos de mar- Podem ser configurados até 6 (16, a partir de V6.0) grupos KWZ (de cação abreviada cen- x até y), sendo possível a intersecção dos mesmos. tral

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-73

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.17

Intercepção no caso de bloqueio

Programação das facilidades, ver Manager E, Intercepção no caso de bloqueio Definição Se uma extensão com bloqueio activado marcar um código de feixe, a chamada será desviada imediatamente para o destino de intercepção registado (e não para o posto de intercepção standard). As chamadas com destinos para os quais o utilizador não tem autorização, são sempre sinalizadas na extensão indicada. A função "Intercepção no caso de bloqueio" pode ser configurada individualmente para qualquer extensão, através de "Programar estação: Parâmetros". Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

5-74

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.18

Marcação por bloco de teclas

Programação das facilidades, ver Manager E, Marcação por bloco de teclas Definição Em alguns países, os serviços do operador são controlados através de marcação por bloco de teclas, e não de modo funcional. Para activar esses serviços, pode ser utilizada a interface de estímulos no HiPath 3000/5000. O utilizador recebe a confirmação do tráfego de mensagens através de indicações no display. Por consequência, a marcação por bloco de teclas só pode ser efectuada nos terminais com display (Optiset E, optiPoint, OpenStage), terminais móveis (HiPath cordless) com guia de menu de Optiset E ou optiPoint e terminais IP com interface de estímulo. Um utilizador autorizado pode activar a marcação por bloco de teclas através do menu de serviço ou do código *503. Isso apenas é possível em repouso. Em seguida, deve ser seleccionada uma linha de rede RDIS, através da qual deve funcionar a facilidade.

>

As acções executadas através de marcação por bloco de teclas não estão sujeitas a um controlo do sistema. A utilização abusiva, como por ex., fraude da taxação ou bloqueio da linha de rede, não pode ser evitada pelo HiPath 3000/5000. O cliente deve ser informado de que a Siemens Enterprise Communications GmbH & Co. KG não assume a responsabilidade por avarias causadas pelo uso indevido desta facilidade!

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

– –

Acesso à rede pública digital Terminais com display (Optiset E, optiPoint, OpenStage), terminais móveis (HiPath cordless) com guia de menu de Optiset E ou optiPoint ou terminais IP com interface de estímulo V5.0 ou sup. V1.2 ou sup. V1.2 ou sup.

Pré-requisitos de SW

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-75

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dependências/Restrições Tema Bloqueio Terminais RDIS Serviços Dependência/Restrição Com o bloqueio activado, não é possível utilizar a marcação por bloco de teclas. Os terminais RDIS não são suportados. O operador determina quais os serviços que podem ser utilizados através de marcação por bloco de teclas.

Registo de dados das Dependendo das mensagens enviadas pela rede pública (por ex., chamadas em "connect"), a marcação por bloco de teclas pode causar registos nos dados das chamadas. Serão protocolados o número da extensão que executa a chamada, a linha utilizada e o tempo de execução da facilidade.

5-76

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.19

Serviço de chamada de emergência E911 para os EUA (só para os EUA)

Programação das facilidades, ver Manager E, Serviço de chamada de emergência E911 para os EUA

>

Nota relativa à facilidade Relocação/Mudança de número (ver Parágrafo 9.11 na pág. 9-20) Para os sistemas com serviço de chamada de emergência E911 activado para os EUA é válido: ● V3.0 SMR-7 ou sup.: a utilização da facilidade Relocação/Mudança de número assegura que o LIN permaneça atribuído à porta de acesso física. ● Até V3.0 SMR-6 inclusive: a utilização da facilidade Relocação/Mudança de número está proibida se o sistema possuir mais de um LIN (Location Identification Number, número de identificação da localização).

Definição O serviço ampliado de chamada de emergência E911 permite a transmissão de informações adicionais. Dessa forma, o centro de chamada de emergência recebe, além do número, também informações sobre a localização física de uma extensão. A cada extensão com número de marcação directa válido deve ser atribuído um número de identificação da localização (LIN = Location Identification Number). O LIN é um número inequívoco de no máx. 12 dígitos, que corresponde ao NANP (North American Numbering Plan) de 10 dígitos. As extensões localizadas próximas uma da outra devem receber o mesmo LIN. No centro de chamada de emergência existe uma base de dados, na qual estão memorizados todos os LINs, de modo que é possível identificar o nome e o endereço do chamador com base no LIN transmitido.

7

Perigo O requisito para a ajuda rápida após uma chamada de emergência, é a obtenção de informações válidas sobre a localização do chamador. Por isso, a atribuição correcta dos LINs aos números de chamada directa existentes deve ser sempre garantida! Ao assumir a administração do sistema, o cliente também assume a responsabilidade pela atribuição correcta dos LINs. Neste caso, o cliente deve ser informado de que a Siemens Enterprise Communications GmbH & Co. KG não assume a responsabilidade por avarias causadas pelos erros na atribuição!

Os sistemas HiPath 3000/5000 suportam essa facilidade a partir da versão V1.2 para linhas de rede analógicas (Loop Start Protocol (HKZ)) e digitais (Primary-Rate Interface PRI).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-77

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

HiPath 3000/5000
Rede pública de telecomunicações
PRI PRI

HiPath 3000/5000
CorNet-N CorNet-N PRI Analógica Analógica PRI

Rede pública

Central de chamada de emergência

Analógica Loop Start (HKZ)

Base de dados com Automatic Location Identification ALI

Extensão efectua chamada de emergência Figura 5-1 Serviço de chamada de emergência ampliado E911 (só para os EUA)

Dados conforme o modelo Tema Fac. para linhas de rede digitais disponível em Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V5.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

XG

Acesso à rede digital (PRI) V1.2 ou sup. – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Serviço de chamada de emergência E911 Só para os EUA Dependência/Restrição

5-78

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.20

Corte da linha para uma chamada de emergência (a partir da V4.0 SMR-9)

Definição Podem ser programados números válidos em todo o sistema para os casos de emergência. Se uma extensão marcar um número de emergência num momento em que não há nenhuma linha de rede livre, uma das ligações de rede actuais será cortada e automaticamente atribuída à extensão que marcou o número de emergência. Isto apenas será possível se as linhas de rede não estiverem também em chamadas de emergência. A designação de um número de emergência é efectuada mediante HiPath 3000/5000 Manager E no plano de marcação. É possível designar qualquer quantidade de números do plano de marcação como números de emergência. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x SMR9 V4.0 ou sup.

x SMR9 V4.0 ou sup.

– – –

Acesso à rede pública digital

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Selecção automática A facilidade requer a Selecção automática de rotas activada (Flag de rotas "Autorizar LCR” configurado). Em chamada Autorizar linhas Acesso à rede analógica Integração em rede As linhas em estado de chamada não serão cortadas. É possível cortar ligações de emergência com a facilidade Autorizar linhas (*43). A facilidade não suporta linhas de rede analógicas. A facilidade suporta apenas linhas de rede digitais directas. Uma utilização em todos os nós não é possível.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-79

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.21

Rechamada automática em caso de livre (CCNR) na interface de rede pública

Definição Esta facilidade só pode ser utilizada, se for suportada pela rede pública. Uma extensão interna que acedeu a uma extensão externa livre, pode activar uma rechamada na rede pública. Em seguida, a linha da extensão chamada passa a ser supervisionada. Assim que o utilizador dessa extensão efectuar uma chamada e depois terminá-la, o sistema tenta estabelecer uma ligação entre as duas extensões. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V5.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V3.0 ou sup. SMR3

x V3.0 ou sup. SMR3

G V5.0 ou sup.

Acesso à rede pública

Dependências/Restrições Tema Interworking HiPath 4000/3000 (CorNet-NQ) Dependência/Restrição Numa ligação entre o HiPath 4000 e o HiPath 3000 o pedido de rechamada é sinalizado especificamente para o terminal (sinalização de rechamada). No lado receptor, nos terminais com display, as informações de rechamada (lista de chamadores) são indicadas premindo-se a tecla MWI (de caixa de correio).

5-80

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

5.3.22

CLIP no screening

Programação das facilidades, ver Manager E, CLIP "no screening" Definição A principal propriedade desta facilidade (CLIP sem separação) é que o "Número do sistema de saída" do HiPath 3000/5000 não precisa ser idêntico com o "Número do sistema internacional/nacional de entrada". Para possibilitá-la, o parâmetro "Número do sistema" foi dividido a partir da versão V3.0 SMR 3 em "Número do sistema de entrada" e "Número do sistema de saída". Normalmente, é utilizado o mesmo número do sistema para as chamadas de entrada e de saída. Neste caso, o registo em "Número do sistema de saída" está em branco ou idêntico com o registo em "Número do sistema de entrada". Se não for este o caso, é possível
● ●

registar um outro número em "Número do sistema de saída". definir através do parâmetro de rota "Tipo de número, saída", se o "Número do sistema de saída" registado deve conter o número da extensão sem o código local ("subscriber"), com o código local ("national") ou adicionalmente com o código de país internacional ("international").

Mais além, é possível activar o flag "Suprimir número de extensão" para aplicações de cliente especiais. Isto impede que o número de marcação directa da extensão seja transmitido junto com o "Número do sistema de saída". Exemplo: um colaborador da área de Serviço, acedido centralmente através de um número de serviço, não deve poder ser acedido directamente pelos seus clientes. A fim de ocultar o seu número de marcação directa, deve ser registado o número de serviço geral como "Número do sistema de saída" e activado o flag "Suprimir número de extensão". Desta forma, é indicado na extensão externa chamada apenas o número de serviço geral como CLIP. Num ambiente Centrex, é registado geralmente o número do grupo Centrex como "Número do sistema de saída" e desactivado o flag "Suprimir número de extensão". Desta forma, é indicado à extensão externa chamada o número do Centrex junto com a marcação directa da extensão como CLIP. Se o registo em "Número do sistema de saída" está em branco, são transmitidos automaticamente os registos em "Número do sistema de entrada".

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

5-81

Facilidades para tráfego de rede pública Facilidades para tráfego de rede pública de saída

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

G

Acesso à rede pública digital V5.0 ou sup. SMR3 V3.0 ou sup. SMR3 V3.0 V5.0 ou sup. ou sup.

Dependências/Restrições Tema CLIP no screening Dependência/Restrição Na rede pública, a opção "no screening" deve ser configurada para o acesso à rede pública.

5-82

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Tráfego interno

6
6.1
Definição

Facilidades para tráfego interno
Tráfego interno

Por tráfego interno entende-se o estabelecimento de chamadas entre extensões. Se a ocupação automática de linha (Prime Line) está programada no sistema, a chamada interna pode ser efectuada através da tecla "Interna" dos terminais Optiset E e optiPoint. Se a ocupação automática de linha não está programada, a chamada interna pode ser efectuada através da marcação do número interno da extensão. A "Ocupação automática de linha" (Prime Line) é uma facilidade em todo o sistema, que permite aos utilizadores das extensões marcarem directamente destinos externos sem a utilização de teclas de linha ou de rota. O código de acesso externo é marcado automaticamente pelo sistema. Nesta configuração só é possível uma rota de saída. Para marcar extensões internas, o utilizador deve primeiro premir a tecla Interno e depois marcar o número da extensão.

>

Se a ocupação automática de linha (Prime Line) não estiver activada, é necessário, para as chamadas externas, premir uma tecla de linha ou de rotas ou introduzir um código de acesso.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-1

Facilidades para tráfego interno Tráfego interno

Dependências/Restrições Tema Tecla Interna Dependência/Restrição Não há sinalização de LED para a tecla Interna.

Ocupação automática Prime Line é uma facilidade para todo o sistema que possibilita a lide linha (Prime Line) gação directa com destinos externos sem premir uma tecla de linha ou de chamada. Os códigos de linha/rota necessários são marcados automaticamente pelo sistema. Se a Prime Line não estiver activada, deve ser premida uma tecla de linha/chamada ou marcado um código de linha/rota para efectuar uma chamada externa.

6-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Tecla de chamada directa (Tecla DSS)

6.2

Tecla de chamada directa (Tecla DSS)

Programação das facilidades, ver Manager E Tecla de chamada directa (tecla DSS) Definição As teclas de função de programação livre existentes nos terminais Optiset E, optiPoint e OpenStage (ou nos terminais adicionais) também podem ser configuradas como teclas DSS. As teclas são então programadas com número de uma extensão interna ou de um grupo de extensões. A activação desta tecla gera uma chamada imediata com a extensão de destino (chamada directa). Através do LED, é possível visualizar o estado de chamada da extensão respectiva. Teclas de função livremente programáveis As teclas de função com programação livre dos terminais optiPoint 500 e dos módulos optiPoint key podem ter programação dupla. Devem ser observadas as seguintes diferenças de função:

Até V6.0 SMR-05 inclusive: É possível a programação dupla de teclas, se no primeiro nível forem guardados apenas números sem suporte de LED. No segundo nível também só podem ser guardados números sem suporte de LED. Este podem ser números internos, externos, e números de uma rede HiPath.

V6.0 SMR-06 ou sup.: Por meio do HiPath 3000 (menu Programações: Parâmetros do sistema (Flags)), é possível configurar uma das seguintes opções: – – O flag "Funcionalidade avançada de teclas" está activado (configuração standard). Procedimento igual como para V6.0 SMR-05, inclusive. O flag "Funcionalidade avançada de teclas" está desactivado. Depois que uma tecla qualquer foi definida como "tecla Shift", só será possível guardar números sem suporte de LED no segundo nível disponível da tecla. No primeiro nível podem ser programadas quaisquer funções de tecla. A sinalização LED é válida apenas para o primeiro nível da tecla.

Se a função Shift estiver activada, o LED da tecla Shift estará aceso. Nesse estado, os números do segundo nível da tecla estão disponíveis. A função Shift será desactivada quando premir uma tecla de número de telefone ou premir novamente a tecla Shift.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-3

Facilidades para tráfego interno Tecla de chamada directa (Tecla DSS)

As teclas de função do optiPoint BLF não podem ter programação dupla. LED Apagado Aceso Significado Efeitos da activação da tecla

Extensão está li- É gerada uma chamada imediata para a extensão de vre. destino. Extensão está ocupada / Falha na extensão. Dependendo da configuração do sistema, uma extensão caracterizada como ocupada ● recebe aviso de chamada em espera após um tempo determinado (predefinido), ● recebe aviso de chamada em espera imediatamente ou ● a chamada é recusada (protecção de chamada em espera). É iniciada a captura de chamadas para a extensão programada para o destino da chamada.

Intermitente Extensão é cha(250 ms aceso/ mada. 250 ms apagado)

Intermitente lento Extensão está A chamada retida é retomada e a ligação reactivada. (750 ms aceso/ em estado de re- Diferencia-se entre: 750 ms apagado) tenção. ● Retenção exclusiva = o LED intermitente lento é visualizado apenas pela extensão que retém a chamada. ● Retenção geral = o LED intermitente lento é visualizado por todas as extensões que programaram a extensão retida nesta tecla. Intermitente rápido (50 ms aceso/ 100 ms apagado) O próprio terminal é chamado pela extensão programada nesta tecla. Ligação directa para a extensão chamadora. Nota: várias chamadas simultâneas na fila de espera são sinalizadas através de LED intermitente rápido nas várias teclas de chamada directa, desde que as respectivas extensões estejam programadas nessas teclas. A extensão chamada pode seleccionar e responder uma chamada, accionando uma das teclas a piscar, independente da chamada sinalizada no display. Entretanto, se uma extensão tem a classe de acesso necessária para cancelar o "Não incomodar", recebe o sinal de ocupado por 5 segundos. Em seguida, a extensão de destino é chamada (não por mensagem directa!).

Intermitente irre- Extensão está no gular1 estado "Não in(450 ms aceso/ comodar (DND)". 50 ms apagado)
1 é possível a partir da V4.0 SMR-8

6-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Tecla de chamada directa (Tecla DSS)

A tecla DSS (de chamada directa) também é utilizada para transferir rapidamente uma chamada de entrada a outra extensão. O utilizador pode premir uma tecla DSS durante uma chamada com um interlocutor externo e assim colocar essa chamada em consulta. Em seguida, o utilizador pode transferir a chamada, antes ou depois do atendimento, ao destino de chamada directa. Se o destino não atender, é gerada uma chamada de retorno e o utilizador pode atender a chamada de novo, premindo a tecla DSS. Uma chamada directa pode ser sinalizada em vários terminais. Do lado da extensão, não pode haver nenhum telefone com tecla DSS. O HiPath 3000 dispõe de teclas de destino programáveis. Estas teclas memorizam os números de destino. Os códigos de facilidades não podem ser programados nas teclas de destino. Uma tecla de destino pode ser programada com números de destino externos de até 25 dígitos, inclusive códigos de linha, de rota e de LCR, e também com números de grupos de chamada. Se a tecla de destino é utilizada, o LED não funciona. A programação de destinos e teclas DSS deve ser efectuada nos telefones sem display através de HiPath 3000/5000 Manager E. As teclas DSS também podem ser programadas pelo utilizador num telefone com display. Dados conforme o modelo para o módulo key optiPoint Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

optiPoint 410/410 S standard, advance, só telefones optiPoint 420/420 S standard, advance, IP optiPoint 500 basic, standard, advance, Optiset E advance plus/comfort, advance conference/conference, memory, V7 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V7 ou sup. 2 250 100 16 – – – – 30 250

Pré-requisitos de SW Nº máx. de módulos key por telefone Nº máx. de módulos key por sistema Nº máx. de teclas livremente programáveis por módulo key Nº de módulos key por caixa

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-5

Facilidades para tráfego interno Tecla de chamada directa (Tecla DSS)

Dados conforme o modelo para o OpenStage key module Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de módulos key por telefone Nº máx. de módulos key por sistema Nº máx. de teclas livremente programáveis por módulo key Nº de módulos key por caixa – – 250 100 12 – – V7 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V7 ou sup. 2

x V7 ou sup. 30

x V7 ou sup. 250

OpenStage 40, 60, 80

Dados conforme o modelo para o optiPoint BLF Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

– –

x só telefones IP

optiPoint 410/410 S standard, advance, optiPoint 420/420 S standard, advance, optiPoint 500 basic, standard, advance V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. 2 12 90 1 6 90

Pré-requisitos de SW Nº máx. de optiPoint BLFs por terminal Nº máx. de optiPoint BLFs por sistema Nº máx. de teclas livremente programáveis por optiPoint BLF

– – – –

V5.0 ou sup. 2 12 90

6-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Tecla de chamada directa (Tecla DSS)

Dados conforme o modelo para o OpenStage BLF Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de OpenStage BLFs por terminal Nº máx. de OpenStage BLFs por sistema Nº máx. de teclas livremente programáveis por OpenStage BLF
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V7 ou sup. 1 12 90

x V7 ou sup. 1 6 90

– – – – – –

x OpenStage 40 V7 ou sup. 1 12 90

OpenStage 40

Dependências/Restrições Tema Tecla de chamada directa Atendimento de chamadas Dependência/Restrição Esta facilidade só funciona com terminais Optiset E, optiPoint e OpenStage. Uma chamada pode ser capturada premindo a tecla correspondente.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-7

Facilidades para tráfego interno Nomes

6.3

Nomes

Programação das facilidades, ver Manager E Nomes Definição Podem ser atribuídos nomes a cada extensão, grupo de extensões e rota. Estes nomes são indicados no display nas chamadas internas (também em CorNet). Se uma chamada de entrada não tem a informação do número (p. ex., rede pública analógica), é indicado o nome da rota. Se o número é recebido (RDIS), este aparece no display. Um Optiset E memory ou optiPoint 500 com módulo de aplicação deve ser utilizado como Manager T para ser possível a introdução de letras. Podem ser utilizados os seguintes caracteres: todas as letras do teclado do telefone, os dígitos 0-9 e os caracteres * e #. Se não foi atribuído nenhum nome a uma extensão interna, é indicado o número de telefone em seu lugar. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Comprimento máx. dos nomes para extensões e grupos Comprimento máx. dos nomes de rota
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x – 16 letras 10 letras

x –

x –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

6-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Rechamada automática em caso de "livre" ou "ocupado"

6.4
Definição

Rechamada automática em caso de "livre" ou "ocupado"

É possível activar uma rechamada automática numa extensão que esteja livre ou ocupada. Assim que o utilizador desta extensão terminar a chamada (no caso de ocupado) ou efectuar, p. ex., uma chamada de saída, a rechamada será activada. Primeiro é chamado o utilizador que activou a rechamada. Se este atende, é chamado então o utilizador desejado. Um telefone pode enviar até duas solicitações de rechamadas e ser destino de no máximo cinco solicitações. Se a quantidade de solicitações ultrapassar esse limite, elas serão recusadas. As solicitações de rechamadas são apagadas, quando:
● ● ●

a chamada foi estabelecida o utilizador originador apaga a rechamada o sistema apaga diariamente às 23:57 todas as rechamadas enviadas a outros nós CorNet

As solicitações de rechamada podem ser programadas para extensões internas e grupos, mas não para grupos existentes noutros nós CorNet. Ligação em rede HiPath 4000/3000 (CorNet-NQ) Numa ligação entre o HiPath 4000 e o HiPath 3000, o pedido de rechamada é sinalizado conforme o tipo de terminal (sinalização de rechamada). No lado receptor, nos terminais com display, as informações de rechamada (lista de chamadores) são indicadas premindo-se a tecla MWI (de caixa de correio). Solicitações de rechamada programadas para um grupo

Uma rechamada programada para uma linha colectiva é activada na primeira extensão do grupo. Uma solicitação programada para um grupo de chamada é activada na primeira extensão do grupo.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Rechamadas por extensão
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x – 5

x –

x –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

6-9

Facilidades para tráfego interno Rechamada automática em caso de "livre" ou "ocupado"

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição A rechamada só é apagada, quando a chamada é efectuada ou quando o utilizador que a activou, apagá-la. Rechamada Todas as rechamadas para fora do sistema (CorNet), são apagadas diariamente às 23:57 horas. Uma rechamada pode ser activada num grupo interno (excepto DSS1, CorNet-N, QSIG). A rechamada é activada na primeira extensão do grupo.

6-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Porteiro eléctrico/ Trinco eléctrico

6.5

Porteiro eléctrico/ Trinco eléctrico

Programação das facilidades, ver Manager E Porteiro eléctrico/Trinco eléctrico Definição Quando a campainha da porta é premida, é sinalizada numa extensão definida (campainha de porteiro). Depois do atendimento, é efectuada a chamada entre o porteiro eléctrico e a extensão (campainha de porteiro) Se necessário, o utilizador pode activar o trinco eléctrico a partir do seu telefone. O trinco eléctrico também pode ser activado directamente a partir do porteiro eléctrico com um PIN de 5 dígitos. O PIN é introduzido através de um emissor de MF portátil. O utilizador pode efectuar uma chamada com o porteiro eléctrico. Podem ser efectuadas as seguintes programações:

Trinco: Nesta programação, o trinco eléctrico é configurado através de uma interface de extensão analógica. Para tal, é necessária a ligação de um adaptador ao porteiro eléctrico. DTMF: Esta programação define se o trinco eléctrico é activado com marcação MF. Desvio de chamadas: esta programação define se a chamada vinda do porteiro eléctrico deve seguir um desvio de chamadas da extensão de destino.

● ●

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de porteiros eléctricos Dependências/Restrições Tema Campainha de porteiro Dependência/Restrição Se já houver uma chamada em espera para o porteiro, é activada intercepção. Se a campainha de porteiro está ocupada, será executada a busca automática através de todos os terminais Optiset E, optiPoint e OpenStage. Porta ocupada/ mensageiro é possível através do adaptador de controlo Optiset E 6-11
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

– – – –

Porteiro eléctrico ou TFE/V ou TFE + amplificador V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. 4 4 4

Serviço nocturno O serviço nocturno não é considerado no caso de sinalização. HiPath 3250

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Chamada directa/ Atendimento automático/ Paging interno

6.6
Definição

Chamada directa/ Atendimento automático/ Paging interno

A facilidade Chamada directa permite efectuar uma chamada interna sem que o utilizador chamado necessite levantar o microtelefone. Neste caso, é activado o altifalante do telefone de destino. Nos telefones com equipamento de mãos livres (microfone), a extensão de destino pode efectuar o atendimento directo sem levantar o microtelefone. Ao levantar o microtelefone, a chamada se torna uma chamada normal. A facilidade Chamada directa também possibilita mensagens por altifalante a grupos com até 20 extensões (zonas de paging). É designado como "Paging interno". Neste caso, os membros do grupo não podem activar o atendimento automático. O atendimento só é possível ao levantar o microtelefone, como numa chamada normal. Os terminais Optiset E, optiPoint e OpenStage podem ser extensões do grupo. A Chamada directa e o Paging interno são possíveis com terminais Optiset E e optiPoint internos com altifalante, assim como com os terminais IP optiPoint 410 e optiClient 130. A activação é efectuada através de tecla ou código. É possível configurar para cada extensão se o utilizador pode ou não receber uma chamada directa. Chamada directa Para efectuar uma ligação por chamada directa, o utilizador marca o código *80 ou ele pode premir a tecla Serviço, seleccionar a opção *80=Chamada directa e introduzir o número de destino. Em seguida, ouve o sinal de confirmação e pode efectuar a sua mensagem por altifalante. Nos telefones sem display e nos analógicos é utilizado o código da facilidade seguido do número de telefone. O utilizador da extensão de destino ouve um sinal de chamar curto seguido da introdução feita pelo utilizador que chama. O LED da tecla Microfone lig./des. está aceso para sinalizar ao utilizador chamado, que o chamador não pode ouvi-lo. O utilizador da extensão de destino pode atender a chamada, levantando o microtelefone ou, caso o telefone disponha de um microfone, premindo a tecla Microfone lig./des.. O utilizador chamado pode activar esta facilidade através de uma tecla programada no telefone. O LED está aceso durante a mensagem directa. Atendimento automático Esta função é semelhante à função "Mensagem directa". A diferença é que o utilizador chamado pode atender as chamadas por "Mensagem directa" imediatamente, sem precisar activar o microfone. Para activar a função "Atendimento directo", o utilizador marca o código standard *96 ou preme a tecla Serviço e selecciona a opção *96=Atendimento directo. Para desactivar a facilidade (a facilidade "Mensagem directa" permanece activada), o utilizador marca o código #96. 6-12
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Chamada directa/ Atendimento automático/ Paging interno

Paging interno O modo de funcionamento dessa facilidade é semelhante ao da "Mensagem directa". A única excepção é que o chamador marca *80 seguido de um número de grupo de chamada. Assim que ouvir o sinal, o utilizador pode fazer o anúncio. As extensões de grupo que estão ocupadas ou que activaram o Não incomodar, não recebem o paging interno. Os utilizadores que efectuam uma chamada para um grupo, enquanto está a ser executado um paging interno, ouvem apenas o sinal de ocupado e activam a chamada em espera depois de terminado o paging. O utilizador que efectua uma chamada para um telefone, que está numa ligação por "Mensagem directa", ouve o sinal de ocupado e só pode activar a chamada em espera depois que a função Microfone lig./des. for desactivada. As chamadas efectuadas com "Paging interno" e "Mensagem directa" são transferidas, se o destino ou o membro do grupo de anúncio por altifalante for comutado. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Terminais com altifalante (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

Atendimento automáti- Com a marcação do código *96 o microfone é activado em cada chaco mada directa. #96 desactiva esta função. Não incomodar Comunicação alternada, consulta, transferência A chamada directa não pode ser efectuada com o Não incomodar activado. Comunicação alternada, consulta e transferência não são possíveis.

Mensagem por altifaÉ possível a efectuação de uma mensagem por altifalante interna de lante através da rede IP uma extensão localizada num nó a uma extensão analógica (do tipo "Altifalante”) localizada noutro nó.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-13

Facilidades para tráfego interno Transferência a partir da mensagem por altifalante

6.7

Transferência a partir da mensagem por altifalante

Transferência a partir da mensagem por altifalante possibilita estas mensagens a grupos (zonas de paging). É designado como "Paging interno". Os membros dos grupos podem, neste caso, activar o atendimento automático. O processo é o seguinte:
● ● ●

Uma chamada externa é atendida. O utilizador activa a consulta e efectua a mensagem por altifalante aos grupos. Assim que um utilizador levantar o microtelefone ou activar o altifalante e o utilizador que atendeu a chamada desligar, é estabelecida a ligação entre dois interlocutores. Os outros utilizadores são excluídos desta ligação.

A chamada directa e o paging interno são possíveis com os terminais internos com altifalante (Optiset E, optiPoint e OpenStage). A activação é efectuada através de tecla ou código. É possível configurar para cada extensão se o utilizador pode ou não receber uma chamada directa. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Atendimento automático Não incomodar Dependência/Restrição Com a marcação do código *96 o microfone é activado em cada chamada directa. #96 desactiva esta função. A chamada directa não pode ser efectuada com o Não incomodar activado. Entretanto, se uma extensão tem a classe de acesso necessária para cancelar o "Não incomodar", recebe o sinal de ocupado por 5 segundos. Em seguida, a extensão é chamada (não por mensagem directa!).
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Terminais com altifalante (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

Comunicação alter- Comunicação alternada, consulta e transferência não são possíveis. nada, consulta, transferência
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-14

Facilidades para tráfego interno Sistema de procura de pessoas (SPP)

6.8

Sistema de procura de pessoas (SPP)

Programação das facilidades, ver Manager E Sistema de procura de pessoas (SPP) Definição Através dos sistemas sem fios de procura de pessoas podem ser transmitidos, conforme o tipo, dados alfanuméricos (textos de info) ou mensagens de voz a utilizadores com receptores portáteis. O utilizador procurado pode consultar esta chamada a partir de qualquer extensão através de um procedimento. Um SPP pode ser ligado através de interfaces a/b ou linhas de rede analógicas.

6.8.1

Sistema de procura de pessoas simples

Programação das facilidades, ver Manager E Sistema de procura de pessoas simples (SPP) Definição O SPP simples possibilita mensagens de voz por altifalante e a transmissão de dados numéricos para o utilizador de SPP. O utilizador de SPP é informado sobre uma chamada em espera através de uma dessas duas possibilidades. Ele pode então atender a chamada em qualquer telefone, através de um procedimento. O SPP pode ser o destino de um desvio de chamada ou de uma de sinalização acústica de chamadas. Além disso essa facilidade pode ser membro de um grupo. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x Portas a/b V5.0 ou sup.

x Portas a/b V1.0 ou sup.

x Portas a/b V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema SPP simples Dependência/Restrição Facilidades como no SPP de conforto não são possíveis

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-15

Facilidades para tráfego interno Textos info / Caixa de correio / Mensagem em espera

6.9

Textos info / Caixa de correio / Mensagem em espera

Programação das facilidades, ver Manager E Textos info / Caixas de correio / Mensagem em espera Definição

Enviar mensagem a um destinatário Um utilizador pode seleccionar um dos textos info internos do sistema e enviá-lo a um outro telefone interno ou telefone com display na rede HiPath 3000/5000 (Optiset E, optiPoint e OpenStage) através de tecla ou do menu "Enviar textos info". O envio pode ser activado com o telefone em repouso, em estado de chamada, de ocupado ou durante uma chamada. A informação do número do destinatário não é efectuada no estado de chamada. O iniciador de uma mensagem pode também ser um servidor de correio de voz central na rede HiPath 3000/5000. Para isso, está disponível um texto padrão próprio.

Enviar mensagem a vários destinatários (Mensagens de difusão, a partir da V4.0 SMR-6) Nesse caso, é possível enviar um texto info interno do sistema a todos os membros de um grupo interno ou de uma linha colectiva interna. O envio também é activado através de tecla ou do menu "Enviar textos info". No lugar do número de uma única extensão, aqui é informado como destinatário o número de um grupo ou de uma linha colectiva. Os membros do grupo podem ser telefones internos ou ligados com o HiPath 3000/HiPath 5000 com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage). Numa rede, não é permitido enviar uma mensagem de difusão a todos os nós. Também não é possível enviar uma mensagem de difusão do nó A (remetente) a um grupo no nó B (destinatário).

Receber uma mensagem A existência de uma mensagem é sinalizada conforme o tipo de terminal. Para a programação standard, vale: – Nos terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage), através do display e eventualmente de uma "tecla de caixa de correio" programável. Ocorre, além disso, uma sinalização acústica especial. Nos terminais Optiset E e optiPoint sem display, a mensagem é sinalizada na "tecla de caixa de correio". Ocorre, além disso, uma sinalização acústica especial. Num terminal analógico especial com "LED de caixa de correio", a mensagem é sinalizada através deste LED (não há tecla). Estas extensões devem estar devidamente configuradas. Ocorre, além disso, uma sinalização acústica como nos telefones analógicos normais.

– –

6-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Textos info / Caixa de correio / Mensagem em espera

Para haver a sinalização do "LED de caixa de correio", é necessário no HiPath 3800 um RGMOD, cuja tensão de chamar deve ser ajustada para 75 V. A partir da V4.0 SMR-7, a sinalização do "LED de caixa de correio" é possível não só através da frequência de chamada de 25 Hz, mas também através da frequência de chamada de 20 Hz específica para os EUA. A respectiva configuração é efectuada automaticamente através da inicialização de país. Importante: para a sinalização, são necessários terminais analógicos especiais (por exemplo, terminais Teledex MWI [25 HZ] e Telematrix MWI [20 HZ]). – Nos terminais analógicos, a existência de uma mensagem não é sinalizada com o sinal de marcar interno, e sim, por sinal de marcar especial (no HiPath 3550, HiPath 3350, HiPath 3250, HiPath 3500 e HiPath 3300). Nos telefones móveis, a mensagem é sinalizada através de um sinal de aviso e no display é indicado o símbolo da caixa de correio.

Com o HiPath 3000/5000 Manager E, as sinalizações óptica e acústica podem ser adaptadas da seguinte forma: Se o flag "Indicação do estado no display para mensagem de info" não estiver configurado, a indicação de display "Mostrar infos" só será visualizada ao folhear no menu do sistema. Através do flag de produtos Plus "Sinalização acústica de mensagens", é possível configurar respectivamente para terminais Optiset E, optiPoint, Openstage e outros terminais, se deve ser efectuada uma sinalização por sinal de marcar especial ou nenhuma sinalização.

Efectuar rechamada Nos terminais com display, as informações da mensagem, como p. ex., nome e número do remetente, texto, data e hora, podem ser consultadas através de um menu de diálogo e a rechamada pode ser então activada sem a introdução do número. Nos terminais analógicos, a rechamada pode ser activada através de código e nos terminais Optiset E e optiPoint sem display, através da "tecla de caixa de correio".

Apagar a mensagem A mensagem pode ser apagada pelo remetente ou pelo destinatário através de menu de diálogo ou código. Não tal não acontecer, a mensagem só será apagada, se houver uma chamada entre as duas extensões.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-17

Facilidades para tráfego interno Textos info / Caixa de correio / Mensagem em espera

Servidor de correio de voz central É possível programar numa extensão de um subsistema um desvio de chamadas ou uma transferência automática para o servidor de correio de voz central. As chamadas recebidas são sinalizadas na extensão através da facilidade Mensagem em espera. Não é possível programar números externos na lista de gestão de chamadas. Portanto, é necessário configurar uma pseudo-porta como porta de Phone Mail com um desvio para o servidor de correio de voz externo. Os textos info standard são: 0 = Favor rechamar 1 = Extensão em espera 2 = Compromisso 3 = Chamada urgente 4 = Não incomodar 5 = Fax em espera 6 = Ditado 7 = Venha por favor 8 = Favor fazer cópias 9 = Pronto para sair

Esta facilidade pode ser activada/desactivada pelo utilizador do terminal através de uma ligação DISA.

6-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Textos info / Caixa de correio / Mensagem em espera

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Textos info activos simultaneamente Nº máx. de caracteres dos textos info Nº de textos info Nº máx. de mensagens nos terminais Optiset E e optiPoint com display Nº máx. de mensagens em telefones móveis Nº máx. de mensagens nos terminais Optiset E e optiPoint sem display ou terminais analógicos. Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição Os textos são apagados automaticamente, se houve uma chamada entre as duas extensões. Nos terminais com teclado alfabético, é possível introduzir textos individuais que não são memorizados.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – 100

x – 100 24 10 5 5

x – 30

x – 100

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

1+1 Texto de correio de voz

Textos info

Correio de voz (Voice- Para o correio de voz está disponível um texto próprio. O números mail) máximo de textos não é influenciado pelo sistema. França Na configuração standard específica de país para a França, a sinalização acústica para todos os terminais é efectuada através de sinal de marcar especial.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-19

Facilidades para tráfego interno Textos de ausência

6.10

Textos de ausência

Programação das facilidades, ver Manager E Textos de ausência Definição Todo telefone com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) pode activar um texto de ausência configurado no sistema. Quando esta extensão for chamada, o texto de ausência activado aparece no display do chamador. Alguns textos possuem parâmetros variáveis, os quais devem ser introduzidos durante a activação (p. ex., hora). Caracteres complementares podem ser introduzidos através do teclado do telefone. O terminal Optiset E memory permite a introdução e o envio de um texto individual, o qual não é memorizado. Este texto também é indicado no telefone do utilizador que o activou, de forma que os colegas de trabalho também sejam informados. Estão à disposição em todo o sistema dez textos de ausência standard, que podem ser alterados com Manager T, HiPath 3000/5000 Manager C e HiPath 3000/5000 Manager E através da administração do sistema. O utilizador pode activar/desactivar essa facilidade para o próprio terminal através de uma ligação DISA ou para o terminal de outro utilizador através da facilidade "Serviços associados". A indicação de ecrã Flags é uma das três indicações no menu Todo o sistema do HiPath 3000/ 5000 Manager E, a qual fornece informações de estado específicas de terminais (e não de sistema). Na janela Flags, o utilizador pode ver, se um terminal está com a facilidade "Textos de ausência" activada ou não. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº de textos de ausência do sistema Nº máx. de caracteres do texto de ausência
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. 10 24

6-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Textos de ausência

Dependências/Restrições Tema Desvio de chamadas Dependência/Restrição No caso de desvio, o texto de ausência aparece na extensão chamada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-21

Facilidades para tráfego interno Lista telefónica interna

6.11

Lista telefónica interna

Programação das facilidades, ver Manager E Lista telefónica interna Definição Em todos os terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage), é possível visualizar o directório de todas as extensões internas com nome e número de telefone, bem como registos da marcação abreviada central (nome e número de destino). Em seguida, é possível seleccionar a extensão pretendida e chamá-la. Depois de seleccionar a "Lista telefónica" no menu, pode introduzir directamente o nome da extensão desejada através de "Procedimento GSM/Procedimento Telefone móvel". Para tal, premir a tecla em que se encontra a letra desejada. Se esta estiver na primeira posição, premir a tecla uma vez. Se estiver na segunda posição, premi-la duas vezes. Se estiver na terceira posição, três vezes. Desta forma, podem ser introduzidas todas as letras do nome no display. Existe ainda a possibilidade de folhear com as teclas de diálogo. O utilizador também pode programar uma tecla para aceder a esta facilidade ou marcar a extensão interna ou a marcação abreviada central. O utilizador pode folhear os nomes com Próximo? ou especifica a primeira letra do nome pretendido, para seleccioná-lo. Depois da selecção do nome, o destino é marcado automaticamente. Através de display LCD com ecrã sensível ao toque, os utilizadores de um OpenStage (excepto OpenStage 20) podem ter ainda as seguintes possibilidades:
● ● ● ●

Tecla "Marcação": marca o número ao lado do cursor. Tecla "Registo": solicita os registos do nome realçado; Tecla "Fim": fecha a lista telefónica; Barra de deslocamento: para folhear na lista quando forem indicados mais de seis nomes.

Com o HiPath 3000/5000 Manager E, pode ser definido para cada extensão se um número deve ser indicado na lista telefónica ou não.

6-22

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Lista telefónica interna

Além disso, os utilizadores de um Optiset E memory podem utilizar as seguintes teclas:
● ● ● ●

Tecla de marcação e Return: marca o número ao lado do cursor. Tecla Registo: solicita os registos do nome realçado. Tecla Fim: fecha a lista telefónica. Teclas com seta para cima e para baixo (do cursor): movimentam o cursor para cima e para baixo. Teclado (teclado alfabético): para a introdução de letras.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema ENB Marcação abreviada central Dependência/Restrição Se a agenda electrónica local do terminal está activada, a função de sistema ’lista telefónica’ não pode ser activada. A indicação do nome na marcação abreviada central só é possível com a lista telefónica activada.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V5.0 ou sup.

Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage)

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-23

Facilidades para tráfego interno Lista telefónica LDAP

6.12

Lista telefónica LDAP

Programação das facilidades, ver Manager E Lista telefónica LDAP Definição Dependendo da configuração do sistema, todos os terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage TDM) podem ter acesso às informações da lista telefónica (número e nome), disponibilizadas por um servidor LDAP (Lightweight Directory Access Protocol. Os dados memorizados no servidor LDAP podem ser consultados e indicados por meio de procura alfanumérica. Um número pode ser então seleccionado e usado para a marcação. Um servidor LDAP é uma aplicação de PC, que possibilita o acesso a uma base de dados através do protocolo LDAP. Para o acesso ao servidor através do HiPath 3000, é necessário um módulo (de nó interno) HiPath HG 1500, que se comunica com o servidor LDAP através da interface LAN e de uma rede IP. A activação do acesso aos dados de uma lista telefónica LDAP é efectuada através da opção de menu "Lista telefónica" ou de uma tecla programada. Dependendo da configuração do sistema, a selecção da lista telefónica interna ou da lista telefónica LDAP deve ser efectuada através do menu. Depois de seleccionar a "Lista telefónica" no menu, pode introduzir directamente o nome da extensão desejada através de "Procedimento GSM/Procedimento Telefone móvel". Para tal, premir a tecla em que se encontra a letra desejada. Se esta estiver na primeira posição, premir a tecla uma vez. Se estiver na segunda posição, premi-la duas vezes. Se estiver na terceira posição, três vezes. Desta forma, podem ser introduzidas todas as letras do nome no display. Com "Procurar", o nome introduzido é procurado na lista telefónica LDAP. Quando uma consulta de procura num servidor LDAP obtém uma resposta com erro ou nenhuma, o display do terminal consultado (Optiset E, optiPoint, OpenStage TDM) indica um dos seguintes avisos de erro:
● ● ●

"Servidor não está disponível" "Servidor Ocupado" "Erro de Servidor"

O módulo HG 1500 também fornece um relatório de erros através de Eventlog/Trace de cliente e Trap SNMP (configurável). Quando uma consulta de procura não tiver resultados, é indicada a mensagem de erro "Nenhum Resultado". Através das respectivas opções do menu de diálogo, o nome desejado pode ser seleccionado da lista de resultados e o respectivo destino, directamente marcado. A selecção de um nome também pode ser efectuada através das teclas +/–.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-24

Facilidades para tráfego interno Lista telefónica LDAP

Através do display LCD, os utilizadores de um OpenStage (excepto OpenStage 20) podem ter ainda as seguintes possibilidades:
● ● ● ●

Tecla "Marcação": marca o número ao lado do cursor. Tecla "Registo": solicita os registos do nome realçado; Tecla "Fim": fecha a Lista telefónica LDAP. Barra de deslocamento: para folhear na lista quando forem indicados mais de seis nomes.

Além disso, os utilizadores de um Optiset E memory podem utilizar as seguintes teclas:
● ● ● ●

Tecla de marcação e Return: marca o número ao lado do cursor. Tecla Registo: solicita os registos do nome realçado. Tecla Fim: fecha a Lista telefónica LDAP. Teclas com seta para cima e para baixo (do cursor): movimentam o cursor para cima e para baixo. Teclado (teclado alfabético): para a introdução de letras.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Módulo HG 1500 (V3.0), terminal Optiset E ou optiPoint com display, OpenStage 20/40 TDM a partir de HiPath 3000 V7. V5.0 ou sup. V4.0 SMR7 ou sup. V4.0 SMR7 ou sup. V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-25

Facilidades para tráfego interno Lista telefónica LDAP

Dependências/Restrições Tema ENB Indicação do display Dependência/Restrição Se a agenda electrónica local do terminal está activada, a função de sistema ’lista telefónica’ não pode ser activada. A informação de nome disponibilizada pelo servidor LDAP não é utilizada para a indicação de display no estado de chamada ou durante uma chamada. Os números das chamadas de entrada também não são substituídos pelas informações de nome disponibilizadas pelo servidor LDAP (por ex., na conversão de números por nomes na marcação abreviada central). Uma extensão HiPath 3000 só pode ser acedida a partir da lista telefónica LDAP se lhe foi configurado um número de marcação directa e se esse número coincidir com o registo na base de dados LDAP. Os números disponibilizados pelo servidor LDAP só podem ser encaminhados na rede interna, se o número interno e o número de marcação directa forem idênticos. A versão 3.0 de LDAP só funciona sem autenticação, ao contrário da versão 2.0, que já oferece essa função.

Número de marcação directa

Versão de LDAP

6-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Babyphone (supervisão de sala)

6.13

Babyphone (supervisão de sala)

Programação das facilidades, ver Manager E Babyphone (supervisão de sala) Definição A facilidade "Babyphone" pode ser utilizada na supervisão de sala (escuta). Todos os tipos de terminais podem ser utilizados com esta finalidade. A supervisão de sala só pode ser efectuada a partir de outras extensões. Na activação da escuta através de uma chamada, não há a sinalização no terminal programado para "Babyphone", ou seja, a chamada é efectuada imediatamente. Um flag só pode ser programado em todo o sistema através de HiPath 3000/5000 Manager E. Na supervisão de sala, os telefones sem microfone supervisionados devem estar no estado "Microtelefone retirado". Quando um telefone Optiset E, optiPoint ou OpenStage chama um terminal activado como babyphone, o seu microfone está desactivado na configuração standard. Quando um terminal supervisor recebe uma chamada, o sinal de aviso de chamada em espera não soa no terminal supervisionado,mas sim no próprio terminal supervisor. O utilizador deve cortar a ligação com o terminal supervisionado, para atender a chamada. Ele pode chamar o terminal supervisionado mais tarde. Esta facilidade permanece activada no terminal supervisionado, até que este mude para o estado "Microtelefone pousado". A indicação de ecrã Flags é uma das três indicações no menu Todo o sistema do HiPath 3000/ 5000 Manager E, a qual fornece informações de estado específicas de terminais (e não de sistema). Na janela Flags, o utilizador pode ver, se um terminal está com a facilidade "Babyphone" activada ou não. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-27

Facilidades para tráfego interno Babyphone (supervisão de sala)

Dependências/Restrições Tema Babyphone Dependência/Restrição O microtelefone do terminal supervisionado deve permanecer fora do descanso após a activação da facilidade (excepto os terminais Optiset E e optiPoint 500 com função de mãos-livres). A função de mãos-livres de um terminal Optiset E, optiPoint ou OpenStage ao chamar uma extensão activada como Babyphone está desactivada. Linha colectiva Se a extensão Babyphone está numa linha colectiva, ela não é considerada no caso de chamadas de entrada para a linha colectiva.

Rede pública analógi- Se uma chamada externa for transferida através de consulta para a ca extensão com "Babyphone" activado, a linha externa tem de possuir o critério de libertação para trás.

6-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para tráfego interno Editar a marcação

6.14

Editar a marcação

Programação das facilidades, ver Manager E Editar a marcação Definição Esta facilidade permite editar os dígitos do número de telefone antes de marcá-lo, como é normal nos terminais móveis. A edição só é possível após a introdução do primeiro dígito. Ao premir a tecla, pode apagar um a um, da direita para a esquerda, os dígitos de uma sequência introduzida. Após a introdução completa da sequência de dígitos correcta, o número pode ser marcado ao premir a tecla de confirmação ou ao levantar o microtelefone. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Chamada em espera Dependência/Restrição A chamada em espera durante a edição é possível, porque o terminal está disponível para marcação, e assim ocupado para o tráfego de entrada. Após uma consulta, o terminal fica disponível para marcação. A edição dos dígitos do número é possível. Um número pode ser corrigido durante a introdução. Não é possível editar um número memorizado, por exemplo, para a repetição de marcação.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V5.0 ou sup. V1.2 ou sup. V1.2 ou sup. V5.0 ou sup.

Consulta Números memorizados

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

6-29

Facilidades para tráfego interno Editar a marcação

6-30

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

7
7.1

Facilidades para selecção automática de rota (LCR)
Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

Programação das facilidades, ver Manager E, Selecção automática de rota (LCR) Definição Através da função LCR, o sistema HiPath 3000/5000 selecciona automaticamente a rota, para a qual a chamada de saída deve ser encaminhada. Esta rota pode ser através da rede pública, de outros operadores (carrier) ou de uma rede privada. Com base nas tabelas de roteamento, é seleccionada a rota mais económica para a chamada externa. A ocupação da linha de rede é efectuada só depois de decorrido o ciclo das tabelas de roteamento. Todavia, o sinal de marcar é activado conforme o plano de marcação, a fim de sinalizar ao utilizador que pode efectuar a marcação. Os dígitos marcados são memorizados temporariamente até que o ciclo das tabelas de roteamento termine. Só então é efectuada a chamada. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº de autorizações para LCR Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição Se todas as rotas mais económicas estão ocupadas, a chamada é encaminhada para rotas mais caras. Isto pode ser sinalizado óptica e acusticamente na extensão. LCR Nas chamadas de saída, o número marcado é indicado até que seja informado o número do interlocutor. Se LCR está activado, a verificação é executada em cada ocupação de linha (excepto na marcação de um código de linha)
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup. 15

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

7-1

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

Tema

Dependência/Restrição A emissão de marcação pode ser dígito a dígito ou em bloco. Isto depende do modo de acesso e do plano de marcação.

LCR

O código de projecto introduzido uma vez é válido para a execução completa da chamada. As listas de permissão e proibição também são aplicadas para LCR. Neste caso, é efectuado o controlo de marcação dos dígitos marcados pelo utilizador sem os códigos de rota.

Classe de acesso de LCR Selecção automática de rota Prime Line

A classe de acesso LCR determina se uma extensão tem autorização para utilizar a rota da tabela que foi seleccionada. A facilidade LCR não é possível com Prime Line activada.

7-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

7.1.1

Tipos de operadores

Como cada operador pode oferecer diferentes tarifas para determinadas chamadas e condições (com tipos de marcação diferentes), a facilidade Selecção automática de rota permite seleccionar automaticamente a linha ou o operador mais económico para cada chamada. Para a selecção automática de rota (LCR) estão disponíveis os seguintes operadores (tipos de carrier) ou redes. 7.1.1.1 Definição Neste tipo de LCR, o operador desejado é marcado com um prefixo seguido do número. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

Mercury Communications Limited "single stage"

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema MCL single stage Dependência/Restrição A marcação é efectuada no canal D (em RDIS) ou como marcação normal nas linhas de rede analógicas.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-3

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

7.1.1.2 Definição

Mercury Communications Limited "two stage"

Neste tipo de selecção automática de rota, o sistema marca primeiro o operador (como no single stage) com um código de acesso que pode ser configurado. Em seguida, espera o connect (sincronização por tempo). Depois do "connect", são enviados no canal B o código de autorização e o número de destino como sinais de MF. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema MCL Dependência/Restrição Na sincronização por tempo é necessário configurar uma pausa de 2 a 12 segundos.

7-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

7.1.1.3 Definição

Dial-In Control Server (DICS)

Neste tipo de selecção de rota, o sistema decide com base na tabela de roteamento, se a chamada deve ser encaminhada através do DICS (servidor de controlo de marcação) ou da rede pública. Se for utilizado o DICS, o sistema marca o servidor através de um código de acesso programável e um código de autorização e transmite o número marcado pelo utilizador para o SUB-endereço (através do canal D). O DICS verifica a autorização com base na informação CLIP e no código de identificação transmitido (ID). Se o DICS não está disponível na primeira chamada, a chamada é roteada pela rede pública. Esta rota alternativa tem de ser configurada. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Supressão do número A supressão do número temporária ou permanente não pode ser activada. RDIS/SUB-endereçamento A facilidade RDIS "SUB" deve estar disponível na rede pública.

Rede pública analógica DICS só pode ser utilizado com RDIS.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-5

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

7.1.1.4 Definição

Corporate Network (CN - Rede privada )

Trata-se de uma rede alternativa que está ligada directamente ao sistema HiPath 3000/5000. A função LCR detecta a rota correspondente a partir do número marcado pelo utilizador e em seguida encaminha a chamada através da rede pública ou da rede privada. Se necessário, é efectuada uma conversão do número. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

7.1.1.5 Definição

Operador principal

Em caso de ocupação através do operador principal, é efectuada a marcação simples através de marcação em bloco ou a marcação de dígitos isolados na rede pública. Se na tabela de regras de marcação for seleccionado como procedimento "Operador principal", a transferência na tabela de rotas não funciona para os registos após a rota configurada como "Operador principal". Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

G – V5.0 ou sup.

7-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

7.1.2

Tabelas de roteamento

Programação das facilidades, ver Manager E, Tabelas de roteamento Definição As tabelas de roteamento analisam os dígitos marcados pelo utilizador e detectam os números a serem marcados pelo sistema. Com isto, os dígitos podem ser alterados se for necessário. Estas alterações podem ser repetição, supressão e adição de dígitos e mudança na sequência destes. A introdução de uma pausa de marcação e a comutação do modo de marcação também são possíveis. Os tipos de tabelas de roteamento são:

Tabela de regras de marcação: esta tabela define como os dígitos marcados pelo utilizador são convertidos e como são marcados pelo sistema. Podem ser definidos os seguintes caracteres especiais: A: repetir os campos restantes (marcar). "A" significa que são marcados todos os campos de dígitos seguintes. O ponto de referência é o último indicador de campo antes de "A". A combinação E1A só é permitida no início de uma cadeia de caracteres. D (n): marcar a sequência de dígitos (1 a 25 dígitos). "D" pode aparecer várias vezes e em qualquer posição na cadeia de caracteres. E (n): repetir o campo do plano de marcação (quantidade de 1 a 10). "E" pode aparecer várias vezes e em qualquer posição na cadeia de caracteres. A sequência de "E" na dependência de (n) pode variar. Um campo qualquer pode ser activado várias vezes, até sucessivamente. Com excepção de "E1", "E" pode ser utilizado com quaisquer outros parâmetros. P (n): pausa (1 a 60 vezes a unidade de pausa para todo o sistema). "P" pode aparecer várias vezes e em qualquer posição na cadeia de caracteres. M (n): código de autorização (1 até 16). "M" não pode estar na última posição. S: switch, comutação do modo de marcação de DEC para MF (no caso de CONNECT, PROGRESS ou CALL PROC com PI). "S" só pode aparecer uma vez na cadeia de caracteres e não pode estar na última posição. O parâmetro "C" não pode ser utilizado depois de "S". U: utilizar o modo de marcação SUB-endereço. "U" só pode aparecer uma vez na cadeia de caracteres e não pode estar na última posição. Os caracteres seguintes são marcados de novo em "INFO". Os parâmetros "S, "P e "C" não podem ser utilizados depois de "U". C: código de acesso. "C" só pode aparecer uma vez na cadeia de caracteres. Os caracteres seguintes são marcados sem pausa de marcação e utilizados para o acesso ao operador no caso de "single stage, "two stage, "DICS" e "PRI".

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-7

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

Código de autorização: o código de autorização divide-se em ID carrier e ID customer. O ID carrier é registado na tabela de códigos de autorização. O ID customer é introduzido como outro registo na tabela de autorização. O registo do código de autorização na regra de marcação é composto portanto pelos dois códigos acima. É suportado apenas um código "protegido" (representado por "*****”). Autorização: a cada extensão é atribuída uma classe de acesso. Uma extensão só pode ocupar uma rota se possuir uma classe de acesso mais alta ou igual à classe de acesso na tabela de rotas, ou seja, uma extensão com classe de acesso 7 não pode ocupar uma rota com classe de acesso 8. Horários: para o controlo de LCR, podem ser configuradas até 8 faixas de horário por dia e para todos os dias da semana. Com base no ID de plano de horário registado na tabela de rotas, verifica-se se a hora actual coincide com o registo no plano horário. Caso positivo e considerando-se a classe de acesso, é efectuada a marcação conforme a regra registada na tabela de rotas. Tabela de rotas: podem ser configuradas até 254 tabelas de rotas, cada uma com 16 rotas. Cada rota é descrita através de uma combinação de feixe, regra de marcação, classe de acesso, plano de horários e possibilidade de aviso de uma rota mais cara. A tabela é verificada de cima para baixo. Verifica-se se a rota está livre ou se a extensão possui a classe de acesso necessária. Se positivo, a marcação é efectuada conforme a regra na tabela de rotas e plano de horários. Conforme o registo na tabela de rotas, é possível avisar ao utilizador de que a chamada está a ser encaminhada através de um sinal acústico e uma indicação no display. Neste caso, o nome da regra de marcação é indicado no display. Plano de marcação: cada número marcado para o tráfego externo é verificado no máximo até 30 dígitos (inclusive caracteres de separação de campo, código de rota) no plano de marcação. Se o número marcado coincide com um registo no plano de marcação, é executada a selecção automática de rota conforme a tabela de rotas registada no plano de marcação. Para poder utilizar todas as facilidades disponíveis em LCR (p. ex. rechamada), o código de rota (código de feixes) no plano de marcação deve ser separado da marcação própria (número de extensão) por um "–” (exemplo para um registo no plano de marcação: 0–CZ).

>

O primeiro registo no plano de marcação não tem de ser necessariamente um código de rota. Também pode ser um número de extensão de um sistema em rede.

São válidos os seguintes registos de números: 0...9: dígitos permitidos -: caractere de separação de campo X: qualquer dígito entre 0...9
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-8

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

N: qualquer dígito entre 2...9 Z: um ou vários dígitos seguem até o fim de marcação C: sinal de marcar simulado (pode ser registado no máximo 3 vezes) O bloqueio de chamadas externas de saída é possível através da introdução de um hífen (–) no campo Tabela de rotas do plano de marcação. Exemplo: Dígitos marcados (código + extensão) 9C1-900-XXX-XXX 9C1-976-123-3456 Tabela de rotas – – Explicação O hífen (–) produz um bloqueio de marcação para todos os números iniciados com 900. O hífen (–) produz um bloqueio de marcação apenas para o número 976-123-3456.

O hífen (–) no campo "Dígitos marcados", que tem a função de traço de separação de campo, não deve ser confundido com o hífen no campo "Tabela de rotas", que tem a função de bloqueio de marcação.
Análise da marcação

Plano de marcação
Dígitos marcados Tabela de rotas 1 2 ... 514 3 - 1728134 - Z 1

Tabela de rotas
Feixe Regra de mar- Classe de acescação (nome) so necessária Feixe Regra de marca- Classe de ção acesso Rota 1 MCL 10 Rota 1 1 BT MCL Rota 1 Rota 1 BT 15 10 15

1 Horários Aviso A A

... 254

HoráriAviso os Nenhum A A Acústico Nenhum Acústico

Tabela de regras de marcação
Nome 1 Marcação (caso a rota esteja livre e a classe de acesso e o horário estejam certos) 2 BT MCL Easy MCL Telliance 1 ... 50 Telliance 2 Telekom SCN Regra de marcação A D132A D131P6SM1A D904711UM2A D904811UM2A A D900A Tipo Operador principal MCL single stage MCL two stage DICS DICS Operador principal CN

Figura 7-1

Exemplo de fluxograma de LCR (excepto para os EUA)

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-9

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

O número marcado é utilizado como critério para a rota a ser utilizada. O sistema pode avaliar até 24 dígitos da sequência mais, no máximo, 9 traços separadores de campo. A sequência de dígitos que pode ser marcada, pode ter no máximo 32 dígitos. A avaliação pode ser efectuada conforme os critérios destino, tempo ou classe de acesso de LCR da extensão. O sistema possui 254 tabelas de rotas, cada uma com 16 rotas. A classe de acesso de LCR é avaliada de forma hierárquica para a selecção automática de rota. A regra de marcação é descrita em HiPath 3000/5000 Manager E através do seu nome, constituído de no máximo 16 caracteres, e na administração do sistema, através do seu índice. O utilizador pode cancelar a selecção automática com a ocupação directa de uma linha (Carrier Select Override – CSO). A classe de acesso de LCR não pode ser transferida entre sistemas em rede através de CorNet-N. Princípio de funcionamento geral O sistema analisa o número marcado, a fim de verificar se os dígitos são válidos. Caso positivo, o sistema procura grupos de rota disponíveis numa tabela de rotas de referência. Assim que o grupo de rotas for seleccionado, é verificada a disponibilidade da ligação com base no plano de horários. Se o grupo de rotas estiver disponível, a solicitação de classe de acesso de LCR atribuída à ligação é comparada com a classe de acesso de LCR atribuída ao marcador automático. Se esta for igual ou maior do que a classe de acesso do grupo de rotas, as tabelas de acesso à rede pública procurarão por informações de selecção adicionais. Este processo é executado para toda chamada que utilizar a aplicação LCR do sistema.

7-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

O utilizador marca o código de acesso e o número

A tabela de rotas é seleccionada

O grupo de rotas é seleccionado

A rota está disponível? Que horas são?

Não: tentar o grupo de rotas seguinte ou transferir o sinal de ocupado.

A classe de acesso de LCR é igual ou maior do que a solicitada?

Não: tentar o grupo de rotas seguinte ou transferir o sinal de ocupado.

Sinal de aviso para uma ligação mais cara?

Existem tabelas de acesso à rede pública que impedem a marcação do número na rota seleccionada?

Sim: continuar com a análise das tabelas de acesso à rede pública.

Introduzir a regra de marcação

A chamada é processada

Figura 7-2

Fluxo geral de LCR

Um flag em todo o sistema activa a LCR através de Manager T ou HiPath 3000/5000 Manager E. Se a LCR estiver activada, a verificação será executada para cada ocupação de linha (excepto para a marcação de um código de linha). Quando todas as rotas de ligação mais baratas estiverem ocupadas, a LCR muda automaticamente para ligações mais caras definidas. O utilizador pode ser informado disso de modo óptico e acústico.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-11

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

Nas ligações de saída na rede RDIS, o número marcado é indicado, até que as informações do número de destino sejam recebidas no terminal oposto. Os dígitos podem ser transmitidos um a um ou em bloco, conforme o modo de acesso e o plano de marcação. Se foi introduzido um número de projecto, este é válido para o todo o processo de estabelecimento de chamada. As listas de permissão e de proibição também são utilizadas para LCR. A verificação da classe de acesso à rede pública refere então aos dígitos marcados na extensão, sem o código de rota.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº de tabelas de rotas Nº de rotas por tabela Nº de faixas de horário Nº de regras de marcação Caracteres por regra de marcação Nº de planos de marcação Nº de dígitos marcados (inclusive código de rota) Nº de dígitos avaliados Dependências/Restrições Tema LCR Integração em rede Dependência/Restrição Na marcação dígito a dígito, o último elemento na regra de marcação não pode ser E(n) e sim, E(n)A. No caso de integração em rede com numeração aberta, a optimização de rota (path replacement) não pode ser activada.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup. 254 16 8 254 40 514 32 25

x – V1.0 ou sup.

G – V5.0 ou sup.

7-12

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (excepto para os EUA)

Tema Busca automática de rota

Dependência/Restrição Se está registado o tipo "operador principal" na regra de marcação, não há reencaminhamento nas tabelas de rotas. Para que haja o reencaminhamento no caso de "ocupado" ou de linhas RDIS avariadas, deve ser configurado o tipo single stage.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-13

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

7.2 7.2.1

Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA) Introdução

Este parágrafo descreve as definições e os procedimentos, segundos os quais a facilidade do HiPath 3000 "Selecção automática de rota"(LCR) determina o caminho para o estabelecimento de ligações de saída para a rede pública. O sistema analisa cada chamada que for iniciada com LCR numa linha externa. Caso positivo, o sistema procura grupos de rota disponíveis numa tabela de rotas de referência. Assim que o grupo de rotas for seleccionado, é verificada a disponibilidade da ligação com base no plano de horários. Se o grupo de rotas estiver disponível, a solicitação de classe de acesso de LCR atribuída à ligação é comparada com a classe de acesso de LCR atribuída ao marcador automático. Se esta for igual ou maior do que a classe de acesso do grupo de rotas, as tabelas de acesso à rede pública procurarão por informações de selecção adicionais. O número marcado é utilizado como critério para a rota a ser utilizada. O sistema pode avaliar até 24 dígitos da sequência mais, no máximo, 9 traços separadores de campo. A sequência de dígitos que pode ser marcada, pode ter no máximo 32 dígitos. A avaliação pode ser efectuada conforme os critérios destino, tempo ou classe de acesso de LCR da extensão. Princípio de funcionamento geral O sistema analisa o número marcado, a fim de verificar se os dígitos são válidos. Caso positivo, o sistema procura grupos de rota disponíveis numa tabela de rotas de referência. Assim que o grupo de rotas for seleccionado, é verificada a disponibilidade da ligação com base no plano de horários. Se o grupo de rotas estiver disponível, a solicitação de classe de acesso de LCR atribuída à ligação é comparada com a classe de acesso de LCR atribuída ao marcador automático. Se esta for igual ou maior do que a classe de acesso do grupo de rotas, as tabelas de acesso à rede pública procurarão por informações de selecção adicionais. Este processo é executado para toda chamada que utilizar a aplicação LCR do sistema.

7-14

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

O utilizador marca o código de acesso e o número

A tabela de rotas é seleccionada

O grupo de rotas é seleccionado

A rota está disponível? Que horas são?

Não: tentar o grupo de rotas seguinte ou transferir o sinal de ocupado.

A classe de acesso de LCR é igual ou maior do que a solicitada?

Não: tentar o grupo de rotas seguinte ou transferir o sinal de ocupado.

Sinal de aviso para uma ligação mais cara?

Existem tabelas de acesso à rede pública que impedem a marcação do número na rota seleccionada?

Sim: continuar com a análise das tabelas de acesso à rede pública.

Introduzir a regra de marcação

A chamada é processada

Figura 7-3Fluxo geral de LCR (só para os EUA)
● ●

Um flag do sistema activa a LCR através do Manager T ou HiPath 3000 Manager E. Se a LCR estiver activada, a verificação será executada para cada ocupação de linha (excepto para a marcação de um código de linha). Quando todas as rotas de ligação mais baratas estiverem ocupadas, a LCR muda automaticamente para ligações mais caras definidas. O utilizador pode ser informado disso de modo óptico e acústico. Nas ligações de saída na rede RDIS, o número marcado é indicado, até que as informações do número de destino sejam recebidas no terminal oposto. 7-15

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

Os dígitos podem ser transmitidos um a um ou em bloco, conforme o modo de acesso e o plano de marcação. Se foi introduzido um número de projecto, este é válido para o todo o processo de estabelecimento de chamada. As listas de permissão e de proibição também são utilizadas para LCR. A verificação da classe de acesso à rede pública refere então aos dígitos marcados na extensão, sem o código de rota.

7.2.2

Tipos de operadores

Como cada operador pode oferecer diferentes tarifas para determinadas chamadas e condições (com tipos de marcação diferentes), a facilidade "Selecção automática de rota" permite seleccionar automaticamente a linha ou o operador mais económico para cada chamada. Para a selecção automática de rota (LCR) estão disponíveis os seguintes operadores (tipos de carrier) ou redes:
● ● ● ● ●

AT&T MCI Sprint Westinghouse Federal Telephone System FTS-2000 dos EUA

Chamadas para os operadores de rede local (Local Exchange Carrier, LEC) são grátis. Chamadas para operadores da rede pública para a rede pública (Inter-Exchange Carrier, IEC) são processadas pelos operadores listados acima. Nas ligações remotas, o LEC trabalha normalmente com um determinado IEC, desde que o utilizador não seleccione um outro operador. Para seleccionar um outro operador o utilizador deve, primeiro, marcar o código de acesso do operador (Carrier Access Code, CAC) e o código de identificação do operador (Carrier Identification Code, CIC) do IEC correspondente. A distribuição dos números do CIC é efectuada segundo diferentes modelos: como CIC de 3 ou 4 dígitos. O código com quatro dígitos é composto de um código de três dígitos precedido de "0". Por exemplo, o CIC para MCI é 222 ou 0222. O CAC para um CIC de três dígitos é 10, para um CIC de quatro dígitos, 101.

7-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

7.2.3

Seleccionar um operador de rede alternativo

Os operadores alternativos podem ser ligados a qualquer feixe de rota. A selecção do respectivo operador é definida pela regra de marcação para LCR. 7.2.3.1 Modos de acesso de operador suportados

Operador principal Em caso de ocupação através do operador principal, os números podem ser enviados pelo sistema para a rede pública, em blocos ou isolados, para o estabelecimento da chamada de saída. Este modo de acesso é utilizado quando as chamadas forem encaminhadas através da rede pública. MCL single stage O sistema chama o operador de rede seleccionado por meio de um prefixo e, em seguida, marca o número de destino. Com a utilização de RDIS no canal D ou na marcação analógica, os números marcados são transmitidos como marcação simples. Nas aplicações CorNet esta opção pode ser seleccionada a fim de efectuar transferência para aplicações de transbordo a equipamentos na rede pública. MCL two stage Também neste modo, o sistema chama o operador seleccionado por meio de um prefixo. Após uma breve fase de sincronização, é enviado um código de autorização e, em seguida, o número de destino no modo MF. Corporate Network (CorNet) No modo CorNet (CN), a rede alternativa está ligada directamente ao HiPath 3000. Esta pode ser, por exemplo, uma rede própria da empresa. A função LCR detecta a rota correspondente a partir do número marcado pelo utilizador e em seguida encaminha a chamada através da rede pública ou da rede privada. Com este procedimento, é possível implementar tanto um plano de numeração aberto como um plano coberto através do processamento de dígitos.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-17

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

Dial-In Control Server (servidor de controlo do acesso telefónico) O sistema selecciona o operador desejado por meio de um prefixo e marca, em seguida, o Dial-In Control Server (DICS). O código de autorização e os números de destino são transmitidos no sub-endereçamento e as informações de marcação, no canal D. Interface multiplex primário A selecção de um operador de rede ou de um serviço de chamadas (Calling Service) é codificada nos seguintes elementos de informação:
● ● ●

Facilidade específica da rede Acesso ao sistema do operador Selecção da rede de trânsito

Plano de marcação LCR O número de destino marcado serve como critério para a selecção do grupo de rotas. O sistema pode avaliar até 24 dígitos na sequência de marcação mais o código de roteamento. A análise e a transferência da chamada dependem de um horário e da classe de acesso de LCR da extensão. Análise segundo o destino Após a análise, a sequência dos dígitos de marcação pode ser convertida numa outra sequência ou, complementada por dígitos adicionados à frente, que contêm, por exemplo as informações do operador sobre o destino.

7.2.4

Análise de LCR segundo o tempo

A tabela de horários permite ao sistema verificar a disponibilidade de uma rota seleccionada em no máximo oito faixas de horário. A análise do número pode ser efectuada segundo intervalos de horas:minutos para o dia inteiro e para cada dia da semana.

7.2.5

Regras de marcação LCR

O número introduzido pode ser convertido numa nova sequência de dígitos (até 40 dígitos). O sistema pode analisar até 514 sequências de dígitos marcadas pela extensão. Na tabela do plano de marcação LCR é possível utilizar caracteres globais. Além disso, são suportadas 254 regras de marcação para a conversão de dígitos.

7-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

7.2.6

Identificação de rotas de ligação mais caras

Se a rota de ligação primária estiver ocupada, a LCR pode seleccionar a próxima rota mais cara configurada na tabela. Isto pode ser indicado ao utilizador através de um sinal acústico e/ ou óptico. Neste caso, o utilizador pode estabelecer a chamada por meio da rota indicada ou desligar.

7.2.7

Opções de transbordo

Se LCR verificar que a linha desejada ou o feixe de junções não pode ser utilizado, o sistema pode seleccionar uma alternativa da tabela do grupo de rotas.

7.2.8

Classe de acesso de LCR

São possíveis até 15 classes de acesso à rede pública específica de extensão. O acesso aos grupos de rota configurados na tabela dos grupos de rota LCR é controlado através da configuração da classe de acesso.

7.2.9

Carrier Select Override

Carrier Select Override (CSO) pode ser implementado por meio da ocupação selectiva de linhas. Neste caso, uma ligação só pode ser estabelecida através do operador principal.

7.2.10

Tratamento de números, destinos e códigos de feixes

Com excepção dos números internos, todos os números são memorizados como sequência de dígitos LCR. Os números marcados por um utilizador são indicados sem as informações de roteamento. Os dígitos marcados são indicados até que dê entrada a confirmação da supervisão de atendimento de chamadas da rede pública (Answer Supervision). Na configuração standard, é utilizado o primeiro código para o acesso sempre que estiver programado mais de um código de feixe para um feixe. Se o número da extensão chamada numa ligação de entrada for memorizado também na lista de chamadas do Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage TDM ou se for solicitada uma rechamada, o número marcado pelo utilizador será memorizado no lugar do número de destino transmitido pelo sistema. Neste caso, o código de feixe também será memorizado de forma que a respectiva extensão da lista de chamadas possa ser rechamada com o código de acesso correcto.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-19

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

7.2.11

Interligações com outras facilidades

Este parágrafo descreve o trabalho da aplicação LCR com outras facilidades. 7.2.11.1

Facilidades específicas de linha

Para que os números de marcação abreviada funcionem correctamente, esses devem ser precedidos do código de acesso LCR. A função de repetição de marcação introduz o código de acesso utilizado anteriormente para a primeira chamada. As teclas de destino para destinos externos devem ser programadas com o código de acesso LCR para que elas possam funcionar correctamente. Os registos para o bloco de notas electrónico dos telefones Optiset E memory devem conter um código de acesso LCR. A teclas de chamada gerais são activadas assim que o sistema seleccionar a rota de ligação. A teclas de chamada gerais são activadas assim que o sistema seleccionar a rota de ligação. As teclas MUSAP podem ser utilizadas para chamadas externas com o código LCR. A marcação MF pode ser efectuada manualmente assim que der entrada a confirmação de supervisão de atendimento de chamadas da rede pública (Answer Supervision). A classe de acesso é verificada na análise LCR. Facilidades da linha

● ●

7.2.11.2

Extensões às quais foram atribuídos valores CACH ou PDID podem utilizar os acessos básicos RDIS. Os códigos de projecto forçado verificado (Verified Forced Account Codes) podem ser solicitados antes que um grupo de rotas seleccionado seja acedido. A depender da regra de marcação, é possível seleccionar MF ou marcação por impulsos

Informações adicionais sobre a configuração de linhas na rede pública
● ● ●

A classe de acesso configurada é válida para um terminal bloqueado (Bloqueio). Após a selecção da rede, os número de marcação abreviada podem ser transmitidos. Se forem utilizados números de marcação abreviada sem seleccionar a rede antes, será marcada a rede configurada (Carrier Select Override).

7-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

Se a LCR estiver activada, não ocorrerá um transbordo de rotas. Com base na tabela de rotas, é possível detectar uma rota de ligação alternativa. Se a LCR estiver activada, não ocorrerá uma repetição de dígitos e as tabelas de roteamento serão seguidas. Mensagem em espera (indicação de mensagens) e a rechamada automática seguem as regras para LCR. Um código de projecto introduzido pelo utilizador vale para toda a ligação mesmo que vários feixes diferentes tenham sido ocupados consecutivamente a título de experiência no estabelecimento da ligação. Se forem estabelecidas ligações através de outros operadores (Carrier), possivelmente o operador não transmitirá os custos reais da ligação, ou seja, ao HiPath 3000 são transmitidos apenas os custos até o nó de marcação (por ex., um Dial-In Control Server [só para a Europa]).

7.2.12

Tabelas de roteamento

As tabelas de roteamento analisam os dígitos marcados pelo utilizador e detectam os números a serem marcados pelo sistema. Com isto, os dígitos podem ser alterados se for necessário. Estas alterações podem ser repetição, supressão e adição de dígitos e mudança na sequência destes. A introdução de uma pausa de marcação e a comutação do modo de marcação também são possíveis. É efectuada a diferenciação entre as tabelas de roteamento descritas nos próximos parágrafos.

7.2.13

Plano de marcação LCR

Nas chamadas externas, o sistema verifica, primeiro, cada número marcado com um comprimento de até 25 dígitos inclusive os caracteres de separação de campo e os códigos de feixe. O registo num plano de marcação é atribuído a um grupo de rotas para o número de destino, de modo que esta rota seja atribuída à extensão para o estabelecimento da chamada. Com base nas regras de marcação, o plano de marcação pode ser ordenado em campos individuais para fins de identificação e configuração. A tabela apresenta os números 4922000 e 14084922000 introduzidos no plano de marcação. Campo 1 9 9 C C Campo 2 492 1 – – Campo 3 2000 408 – 492 – 2000 Campo 4 Campo 5

62659321 Repor atribuições de cartões e portas no sistema

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-21

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

São válidos os seguintes registos de números:
● ●

0 . . . 9 dígitos permitidos – C X N Z C carácter de separação de campo (no máx. 10 campos por registo no plano de marcação) sinal de marcar simulado (pode ser registado no máximo 3 vezes). Este registo é interpretado também como carácter de separação de campo. qualquer dígito entre 0 . . . 9 qualquer dígito entre 2 . . . 9 uma ou várias sequências de dígitos até o fim da marcação sinal de marcar simulado (pode ser registado no máximo 3 vezes) Notas: o carácter # na sequência de dígitos designa o fim da marcação ou a comutação do modo de marcação. Por isso, "*" e "#" não são registos válidos. Para introduzir os caracteres "*" e "#" na sequência de dígitos de marcação para a rede pública, é possível utilizar regras de marcação correspondentes. O hífen (-) no campo dos destinos, que tem a função de caractere de separação de campo, não deve ser confundido com o hífen no campo "Tabela de rotas", que tem a função de bloqueio de marcação (ver Tabela 7-1).

● ● ● ●

>

LCR não é possível se a ocupação automática de linha (Prime Line) for utilizada. Para que o grupo de rotas seja seleccionado correctamente no plano de marcação, os registos devem ser introduzidos como a seguir. Os registos devem aparecer em ordem crescente de 0 até 9. Registos com caracteres globais devem ser precedidos de um dígito de marcação inequívoco a fim de evitar conflitos entre os diferentes registos de caracteres globais. Tabela 7-1 apresenta um exemplo da sequência de registos recomendada. Tabela 7-1 Exemplos de registos num plano de marcação Dígitos marcados (código + extensão) 9C0Z 9C011Z 9C492-5001 9CNXX-XXXX 9C1-NXX-XXX-XXXX 9C1-900-XXX-XXX 9C1-976-123-3456 1 1 1 -1 -2 Tabela de rotas 1

Nº do registo 1 2 3 4 5 6 7 ... 7-22

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

Tabela 7-1

Exemplos de registos num plano de marcação Dígitos marcados (código + extensão) Tabela de rotas

Nº do registo 254

1 No exemplo acima, o hífen (-) produz um bloqueio de marcação para todos os números 900. 2 O hífen (–) produz um bloqueio de marcação apenas para o número (976-123-3456).

Os campos formados pelos caracteres de separação de campo "–" e "C" no plano de marcação podem ser activados separadamente para repetir, suprimir, trocar ou introduzir dígitos. 7.2.13.1

Regras para a criação de registos no plano de marcação LCR

O primeiro campo deve conter apenas um código de feixe programado. Aqui, não são permitidos caracteres globais. Os caracteres globais "N" e "X" podem aparecer várias vezes em cada campo, excepto no primeiro. O carácter global "Z" só pode aparecer no último campo. Este carácter designa uma quantidade indeterminada de sufixos. Uma sequência de dígitos pode ser dividida em, no máx., 10 campos.

7.2.14

Tabela de rotas

Uma tabela de rotas contém até 16 rotas. Cada uma dessas rotas é descrita por uma combinação dos seguintes elementos:
● ● ● ● ●

Feixe Regra de marcação Classe de acesso Horários Possibilidade de aviso de uma rota mais cara

Rotas O sistema possui 254 tabelas de rotas, cada uma com 16 rotas. LCR analisa a classe de acesso em ordem hierárquica. Ordem de procura O sistema verifica a tabela de rotas de cima para baixo. Se a rota encontrada estiver ocupada ou se a extensão não possuir a respectiva classe de acesso, o sistema salta para a próxima rota.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-23

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

Regra de marcação A regra de marcação no HiPath 3000/5000 Manager E é descrita por meio do seu nome que pode conter até 16 caracteres e do seu índice na gestão do sistema. Carrier Select Override A extensão pode desactivar a selecção automática na rota, seleccionando directamente um determinado operador (Carrier Select Override, CSO). Para que CSO possa ser utilizado, o respectivo operador de rede deve estar no plano de marcação e na tabela de rotas atribuída pelo plano de marcação e a extensão correspondente deve possuir a classe de acesso necessária.

7.2.15

Horários

Para o controlo da função LCR pode ser necessário configurar até oito faixas de horário por dia e para cada dia da semana. Cada dia começa à 00:00 h. A introdução da hora final em cada coluna marca as faixas de horário.

7.2.16

Tabela de regras de marcação

A tabela seguinte apresenta um exemplo de uma tabela de regras de marcação. Na tabela de regras de marcação está definido:

como os dígitos marcados pelo utilizador são convertidos e como são marcados pelo sistema a rota na qual é efectuada a marcação quanto tempo a função LCR possui para o controlo da marcação é possível definir até 254 regras de marcação com um comprimento de, no máx., 40 caracteres cada.

● ● ●

As regras de marcação são definidas pelos seguintes parâmetros: A: repetir os campos restantes (marcar). D (n): marcar a sequência de dígitos (1 a 24 dígitos). E (n): repetir o campo do plano de marcação (1 a 10). M (n): código de autorização (1 até 16). Esta letra não pode estar na última posição. P (n): pausa (1 a 60 vezes a unidade de pausa para todo o sistema). S: switch, comutação do modo de marcação de DEC para MF (no caso de CONNECT, PROGRESS ou CALL PROC com PI).

7-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

C: código de acesso U: utilizar o modo de marcação SUB-endereço. N (n): grupo SFG de rede (1 a 5) ou número da banda (1) Número 1 2 3 4 ... 254 As regras de marcação possibilitam o acesso a diferentes operadores de rede através da conversão de dígitos. As regras activam selectivamente os campos no plano de marcação para os procedimentos seguintes:
● ● ● ● ● ● ●

Nome Dial All

Regra de marcação A

Tipo Operador principal Operador principal Operador principal Corporate Network (rede privada)

Dial Fld 2 Then 3 E2E3 Dial All _P_ D444 AP1D444 Dial 4 Dial All D4DA

repetir dígitos suprimir dígitos comutar dígitos introduzir dígitos introduzir pausas de marcação comutar o modo de marcação reconhecer um sinal de marcar.

Utilizar o parâmetro A O parâmetro A significa que são marcados todos os campos de dígitos seguintes. O ponto de referência é o último indicador de campo antes de A. O parâmetro A pode aparecer várias vezes em qualquer posição numa cadeia de caracteres. A combinação AA tem o mesmo efeito que A. A combinação E1A só é permitida no início de uma cadeia de caracteres. Utilizar o parâmetro D O parâmetro D (n) pode aparecer várias vezes e em qualquer posição na cadeia de caracteres, e pode ser utilizado com quaisquer outros parâmetros. O comprimento só pode ser de no máximo 25 caracteres.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-25

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

Utilizar o parâmetro E O parâmetro E pode aparecer várias vezes e em qualquer posição na cadeia de caracteres. A sequência de E (n) na dependência de n pode variar. Um campo qualquer pode ser activado várias vezes, até sucessivamente. Com excepção de E1A, E pode ser utilizado com quaisquer outros parâmetros. n pode ser qualquer valor entre 1 e 10. Utilizar o parâmetro M O parâmetro M (n) só pode aparecer uma vez na cadeia de caracteres, e não pode estar na última posição. n pode ser qualquer valor entre 1 e 16. Utilizar o parâmetro P O parâmetro P (n) pode aparecer várias vezes e em qualquer posição na cadeia de caracteres, e pode ser utilizado com quaisquer outros parâmetros. O comprimento da pausa é de n vezes a unidade de pausa para todo o sistema. n pode ser qualquer valor entre 1 e 60. Utilizar o parâmetro S O parâmetro S só pode aparecer uma vez na cadeia de caracteres e não pode estar na última posição. O parâmetro C não pode ser utilizado depois de S. Utilizar o parâmetro C O parâmetro C só pode aparecer uma vez na cadeia de caracteres. Os seguintes caracteres são marcados sem pausa de marcação. O parâmetro C é utilizado para o acesso ao operador no caso de "Single Stage", "Two Stage", "DICS" e "PRI", e não pode mais ser utilizado depois de S. Utilizar o parâmetro U O parâmetro U só pode aparecer uma vez na cadeia de caracteres e não pode estar na última posição. Os caracteres seguintes são marcados de novo em "INFO". Depois de U não podem ser utilizados os seguintes parâmetros: S P C M

7-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

Utilizar o parâmetro N O parâmetro N só pode aparecer uma vez na cadeia de caracteres e não pode estar na primeira posição. Os caracteres seguintes são o grupo SFG (Simulated Facility Group) ou o número da banda, a depender do serviço de chamadas. Código de autorização Podem ser registados até 16 códigos de autorização com, no máximo, 16 dígitos cada para o acesso aos serviços de outros operadores de rede. Os códigos podem ser utilizados para a selecção de determinados operadores ou para a introdução de mais dígitos numa cadeia de dígitos de marcação como parte da regra de marcação. Exemplo: 53276543

Um código de autorização protegido é disponibilizado (indicado como **********).

7.2.17

Princípio da função

O sistema apenas ocupa uma linha depois de haver terminado totalmente o ciclo das tabelas de roteamento. Para indicar à extensão que o telefone está pronto para a introdução dos números, pode introduzir um sinal de marcar no plano de marcação LCR com ajuda do parâmetro C. Os dígitos de marcação são memorizados temporariamente até que o ciclo das tabelas de roteamento termine. Só então é efectuada a chamada. Primeiro, é detectada a tabela de rotas (1 até 254) através do plano de marcação e com base no número de destino marcado. Se o número de destino não for encontrado no plano de marcação, um sinal de ocupado é transmitido para a extensão. A tabela de rotas para cada elemento da rota descreve:
● ● ● ● ●

o feixe atribuído à respectiva rota a regra de marcação a classe de acesso necessária para uma ocupação os horários necessários a possibilidade de aviso de uma ligação mais cara (sinal de aviso)

A regra de marcação determina o procedimento para a marcação de saída para o feixe seleccionado. Uma selecção pode não ter êxito devido a um dos seguintes motivos:
● ● ●

o feixe está ocupado limitação relativa à hora limitação da classe de acesso LCR

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

7-27

Facilidades para selecção automática de rota (LCR) Selecção automática de rota (LCR) (só para os EUA)

Neste caso, é possível seleccionar um outro operador de rede através das rotas alternativas. Para o caso de ser seleccionado um operador mais caro, é possível configurar um sinal de aviso correspondente. O número de destino introduzido pelo utilizador é indicado até que a extensão chamada atenda a chamada (ALERT ou CONNECT). Depois disso, é indicado o número de destino realmente acedido (se disponível). O número de destino marcado é guardado na memória da repetição de marcação da extensão. A figura seguinte indica um exemplo de um fluxograma LCR.
Análise da marcação

Plano de marcação
Dígitos marcados Tabela (código + nº ext.) de rotas 1 2 ... 514 9 - 5551222 - Z 1

Tabela de rotas
Feixe

1 ... 254 Regra de marca- Classe de aces- Horários Aviso ção (nome) so necessária Trunk Regras de marRequisite HoráriAviso group cação de saída TG 1 Sprint 10 class of serv. os A Nenhum TG 1 1 1 PacBell TG MCL TG 1 BT 15 10 15 A A A Acústico Nenhum Sinal

Tabela de regras de marcação
Nome 1 Marcação (caso a rota esteja livre e a classe de acesso e o horário estejam certos) 2 PacBell MCI Sprint AT&T ... 50 Siemens AT&T SCN Regra de mar- Tipo cação A D222A D333P6SM1A D288A D10231UM2A A D900A Operador principal PRI Modo de camada 2 PRI CN Operador principal CN

7-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Sistema partilhado (Tenant service)

8

Sistema partilhado (Tenant service)

Programação das facilidades, ver Manager E, Sistema partilhado (Tenant Service) Esta facilidade é efectuada através do aproveitamento das facilidades disponíveis. Isto significa que não existe uma programação explícita de sistemas partilhados. O controlo das chamadas permitidas ou proibidas entre as extensões e linhas é efectuado através dos grupos de relações de tráfego. A funcionalidade de todas as facilidades permanece inalterada. Facilidades no sistema partilhado:
● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

Intercepção Número do sistema Lista de chamadores Intercalar DISA Chamada directa Registo de dados das chamadas Destinos de hotline Textos info, textos de ausência Chamadas internas Lista telefónica interna Impressão de dados de cliente Serviço nocturno optiClient Attendant Posição de parque Prime line Grupos de relações de tráfego Correio de voz Controlo de marcação

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

8-1

Sistema partilhado (Tenant service) Configuração de um sistema partilhado

8.1

Configuração de um sistema partilhado

Programação das facilidades, ver Manager E Configuração de um sistema partilhado Definição HiPath 3000/5000 podem ser utilizados como sistema partilhado por entidades diferentes simultaneamente. A funcionalidade de todas as facilidades permanece inalterada para todas as empresas. Alguns recursos formam uma excepção, pois têm de ser repartidos entre a entidades (empresas). Estes recursos podem ser atribuídos a um, a vários ou a todos os operadores secundários. São eles:
● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

Números de extensões Rotas Posto de operadora em PC Posto de intercepção Anunciador, correio de voz Matriz de relações de tráfego Trinco eléctrico Hotline Linhas DISA A acessibilidade entre os utilizadores das diversas entidades é definida através dos grupos de relações de tráfego (VBZ). Destinos de hotline podem ser programados para cada sistema. Um optiClient Attendant pode ser atribuído a cada entidade. Pois ser definidos seis equipamentos de música (MOH) para os seis grupos de relação de tráfego possíveis. Isto significa, que os interfaces analógicos utilizados para a ligação fazem parte destes grupos. O equipamento a ser utilizado é definido pelo grupo de relações de tráfego da extensão que coloca uma chamada em retenção. Como fonte de música em espera MOH não deve ser utilizada a porta lógica "0".

● ● ●

8-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Sistema partilhado (Tenant service) Configuração de um sistema partilhado

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Sistemas partilhados (entidades)
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

XG – V5.0 ou sup. –

6 6 6 (16 a partir (16 a partir (16 a partir de V6.0) de V6.0) de V6.0) 6 16 6 4 1 1

Destinos de hotline Anunciadores Equipamentos de música em espera (MOH) Rotas Nº de teclas de rota no Optiset E e optiPoint Nº máx. de porteiros eléctricos Dependências/Restrições Tema Taxação central Chamadas internas Prime line Impressão de dados de cliente

– – –

6 6 6 (16 a partir (16 a partir (16 a partir de V6.0) de V6.0) de V6.0) 16 16 6 4 8

– – –

Dependência/Restrição Existe apenas uma taxação central para todos os sistemas partilhados. Chamadas internas entre extensões de sistemas diferentes só são possíveis se as relações de tráfego permitirem. A ocupação automática de linha só programável para todo o sistema. A impressão da memória de dados de cliente só é efectuada para todo o sistema.

Lista telefónica interna Os nomes de todas as extensões e os números abreviados são indicados no sistema. Transferência A transferência de linhas livres não é possível. Marcação simplificada A marcação simplificada não é possível.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

8-3

Sistema partilhado (Tenant service) Configuração de um sistema partilhado

Tema Transferência rápida Intercepção Entidades (utilizadores)

Dependência/Restrição A transferência rápida não é possível. O transbordo só pode ser programado para o sistema todo. Podem ser configurados no máximo seis operadores secundários diferentes.

Configuração do siste- A configuração do sistema só pode ser alterada a partir de um terma minal (telefone de programação).

8-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Protecção de sinalização de canal de voz

9
9.1

Outras facilidades
Protecção de sinalização de canal de voz

Programação das facilidades, ver Manager E, Protecção de sinalização de canal de voz Definição Esta facilidade impede a inserção de sinais acústicos no canal de voz, a fim de evitar a transmissão de dados falsos neste canal. Uma extensão configurada como fax recebe automaticamente a protecção de sinalização; neste estado, não é inserido nenhum sinal acústico no canal de voz. Mais além, não é possível a intercalação nesta ligação. Os terminais TDM Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage também podem ser protegidos com a programação da facilidade "Protecção de chamada em espera" na base de dados. Neste caso, os chamadores não podem activar a chamada em espera e continuam a ouvir o sinal de ocupado. Esta facilidade só pode ser configurada através da base de dados. A tabela seguinte "Dependências/Restrições" contém uma alternativa para os terminais TDM Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Dependência/Restrição S0 Esta facilidade não funciona em terminais RDIS Chamadas de As chamadas de retorno são diferidas até que as extensões fiquem livres. retorno Chamada em O aviso de chamada em espera também pode ser suprimido nos terminais espera com display (Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM) através de um procedimento (*87=aviso de chamada em espera desligado; #87=aviso de chamada em espera ligado). A sinalização de display não é alterada. Reter Uma extensão retida tem sempre protecção de sinalização Conferência Se um utilizador activou "protecção de chamada em espera" numa conferência, mesmo assim a chamada pode ser sinalizada para os utilizadores não protegidos.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x –

x –

x –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

Tema

9-1

Outras facilidades Indicação de data e hora

9.2

Indicação de data e hora

Programação das facilidades, ver Manager E Indicação de data e hora Definição O sistema dispõe de um relógio de tempo real com função de calendário. A informação de hora e data gerada por este relógio é indicada em todos os terminais com display Optiset E, optiPoint e OpenStage). No caso de linhas de rede digitais, a hora e a data são geradas automaticamente, desde que a rede pública envie essa informação (na primeira chamada de saída). A mudança do horário de verão para o horário de inverno (e vice-versa) é efectuada automaticamente.

7

A sincronização de horário num ambiente de rede IP com o HiPath 5000 não é mais efectuada através de RDIS, e sim através do protocolo SNTP.

No caso de programação manual da hora: Após um reload A hora programada manualmente após a reinicialização do sistema (reload) será sobreposta pela "hora RDIS" com a primeira chamada externa de saída na rede RDIS. Com o sistema em funcionamento Se a diferença da hora programada manualmente em relação à hora recebida da rede RDIS for entre 2 - 70 minutos, será aplicada a "hora RDIS". Se a diferença for < 2 minutos ou > 70 minutos, será mantida a hora programada manualmente.

Caso não haja possibilidade de sincronização através da rede pública RDIS, os dados para a mudança podem ser programados numa tabela interna do sistema. O processamento da tabela é possível com HiPath 3000/5000 Manager E. A data (dia e mês), em que o horário de verão deve começar e terminar é especificada para cada ano. O sistema comuta automaticamente às 2:00 ou às 3:00 horas. A data pode ser indicada nos seguintes formatos:
● ● ● ●

Europa: 20.JUN 01 EUA: JUN 20.01 Internacional: 20 JUN 01 Internacional 2: 20.06.01

9-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Indicação de data e hora

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Data/Hora Dependência/Restrição Alterações são possíveis apenas a partir do telefone de programação.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-3

Outras facilidades Interruptores

9.3

Interruptores

Programação das facilidades, ver Manager E, Interruptores Definição HiPath 3000/5000 disponibilizam saídas de controlo (interruptores) através de um módulo de relés de controlo opcional. Com isso, é possível activar as funções seguintes através de códigos a partir de qualquer telefone:
● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

Ligar e desligar manualmente Comutação controlada por temporizador Controlo de trinco eléctrico Amplificador de porteiro eléctrico controlado pela chamada Indicação de porta ocupada para uma extensão configurável Campainha central Segunda campainha Controlo de arranque/stop para equipamento de anúncio Controlo de sistemas externos de música em espera Simulação da segunda campainha Simulação de impulsos de taxação Terminal activado

Os módulos de relé de controlo opcionais STRB (em HiPath 3550 e HiPath 3350) e STRBR (em HiPath 3500 e HiPath 3300) podem ser programados com quatro entradas de controlo e quatro saídas, as quais suportam cada uma funções de supervisão, alarme, controlo e regulagem. Estes módulos podem ser utilizados em sistemas de segurança ou de administração de propriedades (Property Management Systems, PMS) Para cada sistema (HiPath 3550, HiPath 3350, HiPath 3500 e HiPath 3300) pode ser ligado um módulo de relé de controlo. A placa de relés REALS com quatro saídas de controlo está disponível para o HiPath 3800. A função de entrada de sinal (entrada de controlo) é activada com o fechamento de um dos contactos livres de potencial externos. A comutação eléctrica externa é disponibilizada pelo módulo de relé de controlo e isolada electricamente pelo controlador do sistema através de um acoplador óptico. Os relés podem ser controlados através de qualquer terminal ligado e por acesso remoto através da linha de rede pública (DISA), pela extensão atribuída à função de relé ou através da facilidade "Serviços associados".

9-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Interruptores

Programar funções para os interruptores (relé)

Nenhuma função O interruptor não está em funcionamento ou está registado como equipamento de sinalização de chamadas geral na gestão de chamadas e listas de destinos.

Ligar e desligar manualmente O relé pode ser activado ou desactivado para fins de comutação através do código Ligar ou desligar interruptor seleccionado. Esta função também pode ser programada numa tecla dos respectivos terminais. Pode ser atribuída a este relé uma extensão, um grupo ou todas as extensões coma selecção da opção Nenhuma. A desactivação pode ser atrasada para este tipo de relé, se for introduzido no campo Tempo de activação um valor maior que zero. O tempo de activação é um múltiplo de 100 ms.

Desactivação automática depois de tempo pré-programado O relé pode ser activado e desactivado como interruptor de tempo com o código Ligar relé seleccionado (ver acima). Esta função também pode ser programada numa tecla dos respectivos terminais. Pode ser atribuída a este relé uma extensão, um grupo ou todas as extensões coma selecção da opção "Nenhuma". O tempo de activação é um múltiplo de 100 ms.

Indicação de porta ocupada O relé é activado quando o terminal atribuído não estiver mais livre, ou seja, o microtelefone foi levantado, o altifalante foi activado ou a extensão está a ser chamada. O relé é desactivado, quando o terminal retorna ao estado "Livre", ou seja, o microtelefone foi pousado, o altifalante foi desactivado e a extensão não está a ser chamada. O relé também pode ser activado directamente com o código Ligar ou desligar o relé seleccionado. Nos telefones do sistema também pode ser programada uma tecla com esta função. Se o relé foi activado com um código ou através de uma tecla, o estado do terminal é ignorado e o relé só pode ser desactivado de novo com um código ou através de uma tecla. Aplicações práticas: indicação de porta ocupada, não incomodar, reunião, conferência, ligação ao PC para transmissão de dados (gestão de alimentação). Deve ser atribuído um terminal determinado a este tipo de relé. O desligamento pode ser atrasado para este tipo de relé, se for introduzido no campo "Tempo de activação" um valor maior que zero. O tempo de activação é um múltiplo de 100 ms.

Simulação da segunda campainha O relé é activado para o terminal, quando este for chamado. Este relé é desactivado, assim que o utilizador chamado atenda ou termine a chamada. O relé não está sincronizado ao clock. Deve ser atribuído um terminal determinado a este tipo de relé. O desligamento pode ser atrasado para este tipo de relé, se for introduzido no campo "Tempo de activação" um valor maior que zero. O tempo de activação é múltiplo de 3 segundos.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-5

Outras facilidades Interruptores

Sistema de trinco eléctrico Ver Desactivação automática depois de tempo pré-programado. É indicado o texto "Porteiro eléctrico" para os terminais atribuídos.

Amplificador do porteiro eléctrico O relé é activado ao ser ligado com o porteiro eléctrico, e desactivado assim que for cortado da extensão de porteiro eléctrico ou do equipamento de porteiro eléctrico/caixa do altifalante. Isto permite o controlo do amplificador de porteiro eléctrico, de forma a ser activado só quando necessário. Uma extensão de porteiro eléctrico ou uma porta de altifalante deve ser atribuída a este tipo de relé.

Música em espera (MOH) O relé é activado, quando pelo menos um terminal ou uma linha do sistema não se encontrar no estado "Livre". O relé é desactivado, quando todos os terminais e linhas do sistema estiverem livres. Aplicação prática: activação de um gravador, um tocador de CD, uma ligação ao PC (gestão de alimentação), etc. Para este tipo de relé deve ser especificado como terminal atribuído "Nenhum". Mais além, este tipo deve existir uma vez no sistema. O desligamento pode ser atrasado para este tipo de relé, se for introduzido no campo Tempo de activação um valor maior que zero. O tempo de activação é um múltiplo de 100 ms.

Terminal activado O relé é activado, quando o terminal estiver activo, ou seja, o microtelefone foi levantado ou o altifalante foi activado. O relé é desactivado, quando o terminal retorna ao estado "Livre", ou seja, o microtelefone está pousado ou o altifalante está desactivado. O relé também pode ser activado directamente com o código Ligar ou desligar o relé seleccionado. Nos telefones do sistema também pode ser programada uma tecla com esta função. Se o relé foi activado com um código ou através de uma tecla, o estado do terminal é ignorado e o relé só pode ser desactivado de novo com um código ou através de uma tecla. Deve ser atribuído um terminal determinado a este tipo de relé. O desligamento pode ser atrasado para este tipo de relé, se for introduzido no campo Tempo de activação um valor maior que zero. O tempo de activação é um múltiplo de 100 ms.

Atribuir nome ao interruptor Pode ser atribuído qualquer nome (de até 16 caracteres) aos interruptores a serem administrados.

9-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Interruptores

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x REALS V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

– – –

STRB / STRBR

Dependências/Restrições Tema DISA Dependência/Restrição O controlo é possível também externamente através da linha de rede.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-7

Outras facilidades Sensores

9.4

Sensores

Programação das facilidades, ver Manager E, Sensores Definição O HiPath 3000/5000 disponibiliza saídas de controlo (sensores) através de um módulo de relés de controlo opcional. Ao ser activado um sensor, a extensão atribuída recebe uma chamada automaticamente. Depois do atendimento, é possível inserir um texto através de um anunciador. A função de introdução de sinal é activada através do fecho de qualquer contacto externo livre de potencial. O desacoplamento entre o circuito externo e o controlo do sistema é efectuado através de acoplador óptico. Os sensores podem activar as seguintes funções:
● ● ● ● ●

Sinalização de chamadas nos telefones Mensagens de display no Optiset E, optiPoint e OpenStage Avaliação de um sinal de arranque/stop de um anunciador Controlo de um atendedor automático Marcação automática com um número predefinido (número interno, chamada de grupo ou número de destino externo) Activação dos seguintes serviços para um número de telefone (com código + número): – – – – – – – – Lig./des. interruptor Facilidade "Ligar/desligar Não incomodar" Ligar/desligar desvio de chamadas Ligar/desligar bloqueio Enviar textos info Cancelar textos info Serviço nocturno lig./des. Transferência de chamadas lig./des.

Activação directa dos seguintes serviços (sem código + número): – – Lig./des. interruptor Utilizar sistema de marcação abreviada

9-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Sensores

Sinalização de erros: – a saída de uma mensagem de erro programável (nome do sensor, no máx. 10 caracteres: por ex., alarm.temp) no display de um determinado terminal Optiset E, optiPoint ou OpenStage (sem sinalização acústica). a chamada num determinado terminal Optiset E, optiPoint ou OpenStage com mensagem de erro no display durante a chamada (número de destino) um registo no histórico de erros (registo na memória de erros = activar).

– –

Número de destino Uma porta analógica atribuída é programável para os sensores. Esta porta é activada pelo sistema assim que o estabelecimento da chamada for sinalizado. A extensão que está a chamar impede esta ligação. Se um equipamento de anúncio estiver ligado à respectiva porta, pode ser activado um anúncio de voz que informa a activação do sensor à extensão chamada. Uma porta analógica programada deste modo não pode ser activada externamente. Se um número externo foi programado para um sensor, todavia não para uma porta analógica, a chamada externa será estabelecida mas não será enviado nenhum sinal acústico para sinalizar a activação do sensor. Contudo, se for necessário, a extensão chamada pode determinar a origem da chamada através do número (CLIP). Introdução de dados de controlo Introdução da cadeia de caracteres de controlo com no máximo 24 caracteres para o sistema de Phonemail (número da caixa de correio). Assim que a chamada for estabelecida, a cadeia de caracteres de controlo será transmitida à porta de anúncio. Se não existir uma porta de anúncio disponível, a respectiva cadeia de caracteres será enviada para o destino. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

– – –

x

x

– – –

STRB / STRBR V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

Sinal de chamar especial Se o destino for uma extensão, esta será chamada com um sinal de chamar especial.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-9

Outras facilidades Saída de texto em vários idiomas

9.5

Saída de texto em vários idiomas

Programação das facilidades, ver Manager E, Saída de texto em vários idiomas Definição O idioma das mensagens de display pode ser seleccionado para todo o sistema ou para extensões individualmente. Estão disponíveis os seguintes idiomas:

alemão, inglês, inglês (EUA), francês, italiano*, espanhol*, português*, holandês*

Os idiomas designados com "*" são variáveis e podem ser substituídos (reload) por um dos seguintes idiomas. Isso só é possível com HiPath 3000/5000 Manager E. Não é possível reinicializar um idioma de texto isolado. Para os idiomas variáveis que não devem ser substituídos (reload), é sempre necessária uma indicação adicional. Não é possível reinicializar um idioma fixo já existente. Idiomas: chinês, dinamarquês, alemão, inglês, estoniano, finlandês, francês, grego, italiano, catalão, letão, lituano, holandês, norueguês, polaco, português, russo, sueco, servo-croata, eslovaco, esloveno, espanhol, alemão para Telekom (Alemanha), checo, turco, húngaro, inglês (EUA), sérvio, búlgaro, romeno e macedónio. Notas relativas à configuração do idioma para todo o sistema ou para extensões individualmente:

Configuração standard de idioma A configuração básica de idioma é efectuada com a inicialização do sistema, através da inicialização de país. Na configuração standard, estão programados os parâmetros válidos para a Alemanha. Se o APS não dispõe do idioma correspondente à inicialização de país, será utilizado o alemão como standard, até que um idioma variável seja substituído no APS pelo idioma do país. Alteração da configuração de idioma para todo o sistema A entrada na gestão do sistema só é possível nos dois primeiros telefones com display através de código e menu de serviço. Os outros telefones não permitem o acesso à gestão do sistema. Para configurar o novo idioma para todas as extensões, basta seleccioná-lo no menu de serviço. Alteração da configuração de idioma para a extensão No menu de serviço é indicada a extensão e seleccionado o idioma desejado.

9-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Saída de texto em vários idiomas

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Gestão do sistema Dependência/Restrição Os idiomas catalão, servo-croata, eslovaco, esloveno, checo e turco não estão disponíveis para a gestão do sistema.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V1.0 ou sup.

x V5.0 ou sup.

Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage)

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-11

Outras facilidades Marcação associada

9.6

Marcação associada

Programação das facilidades, ver Manager E, Marcação associada Definição Através de um PC ligado numa extensão é possível instruir o sistema para efectuar uma chamada para outra extensão do sistema. No caso de ligação ao interface de extensões analógicas, pode ser ligado marcador automático (p. ex., Teleint). Outra possibilidade é a ligação de um PC num Bus S0. Qualquer extensão autorizada do sistema pode executar uma marcação associada para outra extensão. O utilizador define o número da extensão de destino na lista de endereços do PC e activa a marcação. O PC ocupa o Bus S0 e informa o número de telefone ao sistema através de uma mensagem RDIS. A entrada é efectuada através de um código e a introdução da extensão para a qual deve ser efectuada a marcação. Os dígitos seguintes são interpretados como se a marcação fosse efectuada pela própria extensão. A marcação associada permite um rápido e confortável suporte para a marcação através do PC no bus S0 ou numa interface analógica a/b. A interligação entre PC e telefone do sistema ocorre através de um prefixo no número da extensão de destino. Esse prefixo é composto de um procedimento de activação e do número interno do telefone do sistema, para o qual a marcação deve ser efectuada. O utilizador define o número da extensão de destino na lista de endereços do PC (base de dados) e activa a marcação. O PC ocupa o Bus S0 ou a porta a/b (através de modem) e informa o número de telefone ao sistema. Se os primeiros dígitos forem o procedimento de activação *(75) + 67 + Nº outro sistema + Código de rota para a marcação associada, os dígitos seguintes são interpretados como se a marcação fosse efectuada pela própria extensão introduzida na activação. Se o telefone do sistema estiver em repouso, o altifalante e o microfone são activados com os primeiros dígitos. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

9-12

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Marcação associada

Dependências/Restrições Tema Rota Desvio Dependência/Restrição Conforme a configuração do sistema pode ser necessário marcar um código de rota para a ocupação externa. Se a extensão, para a qual deve ser executada a marcação, activou o desvio, este não é seguido.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-13

Outras facilidades Serviços associados

9.7

Serviços associados

Programação das facilidades, ver Manager E, Serviços associados Definição A partir de uma extensão autorizada, é possível activar ou desactivar serviços para qualquer extensão do sistema, através de um procedimento. A activação/desactivação é efectuada através de um código seguido da extensão para a qual a acção deve ser executada. Em seguida, a configuração é efectuada como se a facilidade estivesse a ser activada para a extensão autorizada. Podem ser configurados os seguintes serviços:
● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

Ligar/desligar Não incomodar Ligar/desligar desvio de chamadas Ligar/desligar bloqueio Ligar/desligar sinalização acústica Ligar/desligar texto de ausência Ligar/desligar linha colectiva Repor serviços Ligar/desligar interruptores Ligar/desligar serviço nocturno Ligar/desligar compromisso Ligar/desligar chamada de grupo Repor as facilidades activadas

A facilidade 'Serviços associados' permite que um telefone IP autorizado, uma extensão UP0/ E, a/b ou S0-A active ou desactive serviços para qualquer outra extensão B do sistema. Assim como para a ’Marcação associada’ acede a esta função com o código * 83 seguido da introdução da extensão, para a qual a acção deve ser executada. Em seguida, a configuração é efectuada como se a facilidade estivesse a ser activada pela extensão autorizada para si mesma. A activação associada de serviços é também possível através de DISA ou de sensores. Deste modo, é possível activar ou desactivar serviços por meio de accionamentos externos (por ex., serviço nocturno com hora programada). Possibilita a marcação para um outro número de extensão.

9-14

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Serviços associados

Todas as facilidades programadas por um outro utilizador podem ser desactivadas através do terminal, em que foi efectuada a programação. Se a facilidade "Bloqueio" estiver activada na extensão de destino, os serviços não podem ser activados neste terminal. Consequentemente, uma facilidade, que foi activada num terminal antes que este tenha sido bloqueado e que ainda está activada, não pode ser desactivada com a facilidade "Serviços associados". A extensão de destino deve primeiro receber a autorização na base de dados para utilizar esta facilidade/função (onde for necessário). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Terminais S0 Dependência/Restrição Nos terminais RDIS, deve ser marcado o código de substituição (75) em vez do "asterisco" (*).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-15

Outras facilidades Indicação da quantidade de extensões com acesso à rede pública

9.8

Indicação da quantidade de extensões com acesso à rede pública

Programação das facilidades, ver Manager E, Indicação da quantidade de extensões com acesso à rede pública Definição Através da gestão do sistema, é possível consultar a quantidade de extensões com acesso à rede pública disponíveis no sistema. Neste caso, são consideradas todas as extensões em funcionamento com no mínimo acesso indirecto à rede pública. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Indicação Só para Áustria Dependência/Restrição

9-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Serviços durante a chamada

9.9
Definição

Serviços durante a chamada

Durante uma chamada, o utilizador pode activar vários serviços ou executar tarefas administrativas no sistema através da gestão do sistema. O utilizador activa esta facilidade, premindo a tecla Serviço ou, nos telefones sem display ou analógicos, premindo a tecla Consulta ou pousando o microtelefone. As facilidades que podem ser activadas durante a chamada são citadas nas descrições. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Desvio de chamadas Dependência/Restrição O desvio pode ser activado durante uma chamada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-17

Outras facilidades Repor as facilidades activadas

9.10

Repor as facilidades activadas

Programação das facilidades, ver Manager E, Repor as facilidades activadas Definição O utilizador pode repor todas as suas facilidades activadas no momento, através de um código. Podem ser repostas as seguintes facilidades:
● ● ● ● ● ● ● ● ● ● ●

Desvio Enviar/receber infos Ligar/desligar texto de ausência Ligar/desligar sinalização acústica Linha colectiva, activar/desactivar Ligar/desligar supressão do número Ligar/desligar aviso silencioso de chamada em espera Ligar/desligar Não incomodar Ligar/desligar chamada silenciosa Compromisso Apagar todas as rechamadas

O sistema também pode repor as facilidades citadas acima por telefone de um posto local ou remoto com uma ferramenta de administração de HiPath 3000/5000 Manager E. O administrador carrega primeiro as informações em HiPath 3000/5000 Manager E e depois pode visualizar offline o estado de cada facilidade activada em cada telefone. Em HiPath 3000/5000 Manager E, o administrador pode repor todas as facilidades em cada terminal e carregar o ficheiro no sistema HiPath 3000. A tabela seguinte apresenta as facilidades, que podem ser repostas individualmente com a marcação do código #0 no terminal. Terminal Desvio Mensagens recebidas Informação Sinalização acústica de chamadas Excluir da linha colectiva Linha colectiva Texto de ausência HiPath 3000/5000 Manager E Desvio de chamadas lig.

9-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Repor as facilidades activadas

Terminal Supressão do número Visualização de chamada Não incomodar Chamada silenciosa

HiPath 3000/5000 Manager E Supressão do número lig. Visualização de chamada Não incomodar Activar chamada de entrada

As facilidades "Babyphone", "Bloqueio", "Atendimento automático de chamadas" e "Atendimento directo" no menu do HiPath 3000/5000 Manager E Flags em todo o sistema não são desactivadas. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Enviar infos Dependência/Restrição Com "repor todos os serviços", as infos recebidas também são apagadas.

Sensores/Enviar infos Um aviso pode ser enviado a uma extensão com texto info através de um sensor (enviar info) e reposto por outro relé. Apagar todas as rechamadas Este procedimento é activado através de "repor todos os serviços".

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-19

Outras facilidades Relocação / Mudança de número

9.11

Relocação / Mudança de número

Programação das facilidades, ver Manager E, Relocação / Mudança de número Definição Esta função é uma ampliação da facilidade Relocação/Mudança, que é possível até à V1.0. A nova facilidade Relocação/Mudança de número possibilita a uma extensão de Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage TDM alterar a atribuição entre a porta de acesso física e os dados de extensão lógicos (perfil do utilizador) através de um procedimento. Exemplo: o terminal da extensão 220 está ligado na segunda porta do módulo SLMO no slot 01, (220 = 0102), o terminal da extensão 330 está ligado na quarta porta do módulo SLMO no slot 03 (330 = 0304). Após a execução da Relocação, os dados da extensão 220 estarão atribuídos à quarta porta do módulo SLMO no slot 03 (220 = 0304) e os dados da extensão 330 à segunda porta do módulo SLMO no slot 01 (330 = 0102).

>

A mudança só pode ser executada para perfis de utilizador do mesmo tipo de telefone (Optiset E, optiPoint e OpenStage), ou seja, programação de teclas. Em caso de mudança para perfis de utilizador de tipos de telefone diferentes, as funções das teclas programadas individualmente do equipamento básico serão substituídas pelos valores standard.

A Relocação/Mudança de número pode também ser utilizada para módulos pré-configurados, isto é, módulos SLMO ou SLU não presentes na forma física, e para portas SLMO ou SLU sem terminal ligado. Nota para a configuração das portas virtuais de HW: com o HiPath 3000/5000 Manager E podem ser pré-configurados módulos SLMO/SLU virtuais (não existentes na forma física). Nas portas correspondentes podem ser configurados terminais TDM Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage virtuais (não existentes na forma física) com os respectivos standards de teclas e as programações de teclas individuais. Após carregar uma KDS preparada deste modo, pode ser executada a relocação entre os terminais reais e virtuais (extensões). Para a extensão virtual pré-configurada deste modo segue a gestão de chamadas, mas só depois que a relocação tiver sido executada uma vez. Exemplos: esta facilidade é útil, por ex., em empresas com muitos colaboradores de serviço externo. Para estes colaboradores, é disponibilizado na central da empresa um fundo comum com postos de trabalho. Adicionalmente, são definidas configurações de extensão individuais (número, programação de teclas, classe de acesso, ...). Para executar o seu trabalho na central da empresa, um colaborador selecciona um posto de trabalho e activa no terminal TDM Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage correspondente a facilidade Relocação/Mudança de número. Com isso, ele acederá ao seu perfil do utilizador pessoal (configuração da extensão).

9-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Relocação / Mudança de número

O cliente tem à sua disposição um posto de ajuda (helpdesk) acessível 24 horas por dia, o qual não utiliza a facilidade UCD (distribuição de chamadas universal). Cada posto de ajuda é ocupado por três utilizadores por dia. Com a ampliação da facilidade "Relocação/Mudança de número", o utilizador pode relocar uma configuração de porta virtual a qualquer posto de trabalho disponível e assim atender as chamadas nos números de marcação directa atribuídos a este posto. Mais além, a facilidade "Relocação/Mudança de número" pode ser utilizada, quando dois utilizadores decidem trocar de posto um com o outro e possuem o mesmo tipo de telefone. Os próprios utilizadores podem efectuar facilmente a mudança de número sem a assistência do técnico de telecomunicações. Para que possa ser utilizada, a facilidade Relocação/Mudança de número deve ter sido autorizada em todo o sistema. Para a activação, deve ser executada uma das seguintes etapas no Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage TDM (o PIN de bloqueio não será necessário, se este corresponder ao PIN standard "00000".):

introduzir o código "Substituir nº" + número interno da extensão de destino + PIN de bloqueio abrir o menu de serviço, introduzir o código "Substituir nº" + número interno da extensão de destino + PIN de bloqueio premir a tecla programada para esta função + introduzir o número interno da extensão de destino + PIN de bloqueio

Após a introdução do número de destino, a facilidade ficará bloqueada para todas as outras extensões, até o encerramento do procedimento. Com a mudança, os dois terminais em questão serão repostos na programação de fábrica. A execução com êxito da facilidade é confirmada nos dois terminais pela indicação do novo número (indicação no display: "Novo n.: XXXXX"). Terminais host (master) São suportados apenas os terminais TDM Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage. Facilidades suportadas Com a execução da Relocação, ocorre uma falha/uma reinicialização dos respectivos terminais. As facilidades activadas serão tratadas de modo correspondente, ou seja: as actuais chamadas e infos enviadas serão apagadas e todas as outras facilidades serão mantidas. Nota para a configuração das portas virtuais de HW: Com o HiPath 3000 Manager E podem ser pré-configurados módulo SLMO/SLU virtuais (não existentes na forma física). Nas portas correspondentes podem ser configurados Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM virtuais (não existentes na forma física) com os respectivos standards de teclas e as programações de teclas individuais.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-21

Outras facilidades Relocação / Mudança de número

Após carregar uma KDS preparada deste modo, pode ser executada a relocação entre os terminais reais e virtuais (extensões). Para a extensão virtual pré-configurada deste modo segue a gestão de chamadas, mas só depois que a relocação tiver sido executada uma vez. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x –

x –

– – –

V1.0 SMR-J V1.0 SMR-J V1.0 SMR-J ou sup. ou sup. ou sup. V1.2 SMR- V1.2 SMR- V1.2 SMRE ou sup. E ou sup. E ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Configuração HostA facilidade só pode ser iniciada em terminais TDM-host (master) Cliente (configuração Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage em repouso. master-slave) Os dados das possíveis extensões de cliente (slave) ligadas serão também mudados, se para cada uma das duas portas de acesso estiver configurado um cliente (slave). Além disso, o cliente (slave) deve estar activo na porta na qual o procedimento é efectuado. Com a mudança, os terminais clientes (slave) serão repostos na programação de fábrica, assim como os hosts (master). Se, por exemplo, um cliente (slave) não estiver activo em apenas uma das portas de acesso (por ex., por remoção do adaptador) é mudado só o terminal Host (master). Terminais Host (mas- São suportados apenas terminais TDM Optiset E, optiPoint 500 e ter) OpenStage. Terminal cliente (slave) Os terminal clientes (slave) podem ser extensões UP0/E (adaptador de telefone optiPoint), extensões analógicas (adaptador analógico optiPoint) e extensões S0 (adaptador RDIS optiPoint, aqui é tratada apenas a extensão standard da respectiva porta).

9-22

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Relocação / Mudança de número

Tema Terminais S0

Dependência/Restrição Terminais S0 não são tratados através da facilidade Relocação/Mudança de número Esses terminais funcionam automaticamente numa porta qualquer, ou seja, podem ser relocados sem a facilidade. Atenção Na mudança da porta de acesso, deve ser efectuada uma actualização manual do LIN por meio do HiPath 3000 Manager E para os terminais S0 com LIN. A partir da V3.0 SMR-7, a utilização da facilidade Relocação/Mudança de número assegura que o LIN permaneça atribuído à porta de acesso física. A execução da facilidade em terminais de programação não é possível. A execução da facilidade por meio de DISA/ DISA interna não é possível. Quando o utilizador confirma a facilidade com serviços associados (standard: *83<Marcação directa>#9419), a chamada não segue a gestão de chamadas para portas não físicas. Não é possível activar a facilidade através dos serviços associados. As chamadas que entram para os terminais não mais disponíveis fisicamente, seguem a gestão de chamadas (transferência ao Phone Mail em vez de ao posto de intercepção). Este mecanismo está disponível após um minuto depois da activação da facilidade ou quinze minutos após a reinicialização directa do sistema.

Serviço de chamada de emergência E911 para os EUA Manager T DISA Serviços associados

Terminais não disponíveis fisicamente

Indicação de informa- Se a relocação teve êxito, as respectivas informações de estado são ções de estado indicadas no display do Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM. Textos de display de maior prioridade, como por exemplo, "Ler/apagar info (enviada)", sobrepõem-se às informações de estado. LED de teclas O acesso a esta facilidade pode ser programado numa tecla de um Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage TDM. O LED desta tecla nunca é utilizado. A função Hotel é possível com o bloqueio activado. As informações de estado podem ser apagadas com um bloqueio activado.

Bloqueio

Activação da Reloca- Esta facilidade só pode ser activada, quando o terminal encontrar-se ção/Mudança de nú- no estado "Livre". mero As duas primeiras portas de hardware SLMO ou SLU Não é possível o acesso a esta facilidade através das duas primeiras portas de hardware SLMO ou SLU.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-23

Outras facilidades Relocação / Mudança de número

Tema optiClient 130 IP Phone Marcação associada UCD Facilidades suportadas

Dependência/Restrição A execução da facilidade não é possível com optiClient 130. A execução da facilidade não é possível com um IP Phone. A execução da facilidade por meio de marcação associada não é possível. A facilidade não pode ser realizada se um agente UCD estiver registado num respectivo terminal (Host (master)). Com a execução da Relocação, ocorre uma falha/uma reinicialização dos respectivos terminais. As facilidades activadas serão tratadas de modo correspondente, ou seja: as actuais chamadas e infos enviadas serão apagadas e todas as outras facilidades serão mantidas.

9-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Despertar / Compromissos

9.12
Definição

Despertar / Compromissos

Todo utilizador tem a possibilidade de programar um compromisso. Quando chega o momento do compromisso, é activada uma chamada de compromisso. O compromisso pode ser único (dentro das próximas 24 horas) ou repetido (i. e. diário). A introdução do compromisso é efectuada com 4 dígitos, sendo os 2 primeiros para a hora e os 2 últimos para os minutos. Para os EUA, é suportada a introdução no modo 12 horas; neste caso, após introduzir os quatro dígitos, é necessário seleccionar "am" (= tecla 2) ou "pm" (= tecla 7). Na falta desta indicação, será aplicado "am" como standard. Em todos os outros países, a hora é introduzida no modo 24 horas. Na configuração standard, uma chamada de compromisso dura 20 segundos e é repetida até 5 vezes com pausas de 1 minuto. A tarefa é apagada automaticamente ao levantar o microtelefone ou ao premir a tecla de altifalante durante a chamada ou após a quinta repetição (a quantidade pode ser configurada). Uma chamada de compromisso programada também pode ser apagada com um procedimento. Em terminais com display, há ainda a possibilidade de consulta. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº máx. de chamadas de compromisso (em todo o sistema) Dependências/Restrições Tema Compromissos Dependência/Restrição Com terminais analógicos, Optiset E entry, Optiset E basic, optiPoint 500 entry ou terminais CMI só podem ser programados compromissos únicos. Se não for possível sinalizar uma chamada de compromisso (p. ex., extensão ocupada), esta será suspensa até o próximo ciclo.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup. 50

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Chamada de compromisso

Efeito de outra fa- A chamada de compromisso será sempre sinalizada na respectiva extencilidade activada são, não sendo influenciada pela activação de outra facilidade, como desvio, não incomodar, sinalização acústica ou chamada silenciosa.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-25

Outras facilidades Apagar todos os números

9.13

Apagar todos os números

Programação das facilidades, ver Manager E, Apagar todos os números Definição Esta facilidade oferece uma possibilidade fácil e simples para apagar todos os números de telefone no sistema. Isso facilita muito as adaptações individuais de cliente no plano de números standard no caso de instalação de um novo sistema ou a manutenção de um plano de números existente no caso de dissolução de um sistema externo. Tipo do número
HiPath 3800 HiPath 5000 ComScendo Service Números de extensão Números de marcação directa de extensão Números de linha Códigos de rota (códigos externos) 100-749 100-749 7801-7920 0 = internac. 9 = EUA 80-84 850-859 Número USBS Interno & marcação directa Número IMOD Interno & marcação directa Modem digital Interno & marcação directa Números de chamada de grupo Interno & marcação directa Código de posto interno (posto de intercepção) Marcação directa código de posto (posto de intercepção) Substituição por "*" Substituição por "#" Códigos de serviço 891 890 879 350-499 8600-8749 9 = internac. 0 = EUA 0 = internac. - = EUA 75 76 *xxx #xxx

Número standard
HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300

Apagar

100-287 500-687 100-287 500-687 7801-7860 0 = internac. 9 = EUA 80-84 850-859 891 890 879 350-499 9 = internac. 0 = EUA 0 = internac. - = EUA 75 76 *xxx #xxx

11-30 51-70 11-30 51-70 801-816 0 = internac. 9 = EUA 82-88 891 890 77 & 879 31-50 9 = internac. 0 = EUA 0 = internac. - = EUA 75 76 *xxx #xxx

Sim Sim Sim Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Sim Sim Não

9-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Apagar todos os números

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-27

Outras facilidades Team / Top

9.14

Team / Top

Programação das facilidades, ver Manager E, Team / Top Definição A base da função Team/Top são linhas MULAP, que geralmente são "inseridas" através de vários terminais. Estes terminais são reunidos num grupo MULAP que utiliza um único número no sistema (mais informações sobre MULAP no Parágrafo 9.14.3).

9.14.1

Configuração Team

Programação das facilidades, ver Manager E, Configuração Team Exemplo de um team com dois membros

MULAP 201

MULAP 202

Act/Des ch. grupo

Act/Des ch. grupo MULAP 201

MULAP 202

Ch. dir. term. B

Ch. dir. term. A Livre

Livre

Livre

Livre

Tecla ch. directa term. B MULAP 2 com Nº 202

Tecla ch. directa term. A

MULAP 1 com Nº 201

Terminal A com nº **201

Terminal A com nº **201

Figura 9-1

Exemplo de um team com dois membros

9-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Os componentes da configuração Team indicados em Figura 9-1 são:

MULAP 1 e MULAP 2: MULAPs (Grupos MULAP base) que estão nos dois terminais, A e B. Teclas de chamada directa: terminal A para terminal B e terminal B para terminal A.

A sinalização de chamada MULAP de entrada pode ser ligada/desligada através de uma tecla de chamada de grupo. Tabela 9-1 Transferência no Team (opção do sistema "Mudança de linha para chamada directa" não configurada) (excepto para os EUA)
Execução Term. A M1 Term. A Tecla dir. B Term. B M1 Term. B Tecla dir. A

X = ocupado; XX = em retenção (consulta, exclusiva, colectiva); XXX = a ser chamado; XXXX = chamada Terminal B fala em M1 Terminal B preme tecla dir. A Terminal B transfere antes do atendimento do terminal A (1) ou Terminal A atende (2) Terminal B transfere após o atendimento do terminal A (3) X X X – XX X X X X X XXXX X XXXX – X XX XXX – X XXX

1) O terminal B transfere antes do atendimento, a chamada é comutada para M1. 2) O terminal A atende e pode consultar a chamada retida em M1 através de captura (menu). 3) O terminal B transfere após o atendimento do terminal A e o terminal A continua a chamada em M1.

Tabela 9-2

Transferência no Team (Opção do sistema "Mudança de linha para chamada directa" configurada) (só para os EUA)
Execução Term. A M1 Term. A Tecla dir. B Term. B M1 Term. B Tecla dir. A

X = ocupado; XX = em retenção (consulta, exclusiva, colectiva); XXX = a ser chamado; XXXX = chamada Terminal B fala em M1 Terminal B preme tecla dir. A (1) Terminal A atende (2) Terminal B pousa (3) X X X XX X XXXX X – X XX XX XX – X X –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-29

Outras facilidades Team / Top

Tabela 9-2

Transferência no Team (Opção do sistema "Mudança de linha para chamada directa" configurada) (só para os EUA)
Execução Term. A M1 Term. A Tecla dir. B Term. B M1 Term. B Tecla dir. A

X = ocupado; XX = em retenção (consulta, exclusiva, colectiva); XXX = a ser chamado; XXXX = chamada Terminal A retoma com M1 (4) X – X X

1) O terminal B executa mudança de linha (retenção exclusiva), muda para o número próprio e chama o terminal A no seu próprio número. M1 no terminal A continua a indicar ocupado. 2) O terminal A só pode efectuar consulta ao levantar o microtelefone ou premir a tecla dir. terminal B. Com isso, o terminal A fala no número próprio. 3) Se o terminal B pousar, a ligação com terminal A é libertada e M1 passa para retenção colectiva. 4) O terminal A pode retomar a chamada retida ao premir M1.

Tabela 9-3

Team - Execução para consulta de segunda linha
M1 M2 Explicação

Term. A

X = ocupado; XX = em retenção (consulta, exclusiva, colectiva); XXX = a ser chamado; XXXX = cha-

mada
Chamada em M1 Consulta Preme M2 X XX XX Sinal de marcar M1 fica livre, consulta em M2, sinal de marcar permanece

Chamada em M1 A chamar em M2

X X

XXXX Se o sinal de chamar para MULAP 2 está activado no terminal A, este recebe uma chamada de aviso. Sinal de marcar Se o sinal de chamar para MULAP 2 está activado no terminal A, este recebe uma chamada de aviso. M1 fica livre, chamada de consulta em M2

Consulta

XX

XXXX

Preme M2

-

XX

Chamada em M1 Muda para M2 Chamada em M2 Consulta Preme M1

X XX XX XX XX

X X XX Sinal de marcar M2 fica livre, chamada de consulta em M1 A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades Sinal de marcar

9-30

Outras facilidades Team / Top

Term. B Chamada com terminal A Consulta Preme M2

Tecla dir. A X XX XX

M2 XX

Explicação O terminal A foi chamado através da tecla dir. A Sinal de marcar Consulta a partir de M21, sinal de marcar permanece

1 Devido à sinalização dupla, a tecla dir. A continua a indicar Retenção (o estado do número próprio é sempre sinalizado junto).

Exemplo: um team com oito membros

MULAP 1

MULAP 8 Term. A Term. B Term. C Term. D

Term. H

Term. G

Term. F

Term. E

Figura 9-2

Exemplo: um team com oito membros

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-31

Outras facilidades Team / Top

Serviço

Livre Livre

MULAP 1

Act/Des ch. grupo

Repetir

MULAP 2

Ch. dir. term. B Ch. dir. term. C Ch. dir. term. D

Microfone lig/des

Livre

MULAP 3

Altifalante

Livre

MULAP 4

Livre

MULAP 5

Ch. dir. term. E Ch. dir. term. F Ch. dir. term. G Ch. dir. term. H

Livre

MULAP 6

Livre Corte

MULAP 7

MULAP 8

Figura 9-3

Team com oito membros: programação de teclas standard para tel. A no módulo de teclas

>

Existem as seguintes possibilidades para a atribuição de teclas Team com HiPath 3000/5000 Manager E: ● Sem atribuição de teclas ● Na primeira/segunda consola Um módulo key é adicionado automaticamente. Caso existentes, as teclas serão sobrepostas. ● Nas primeiras teclas livres As teclas livres no terminal e os eventuais terminais adicionais serão utilizados. Caso faltem teclas livres, serão adicionados módulos key. Sequência da atribuição de teclas para Team: MULAP próprio, tecla Chamada de grupo lig./des., outros MULAPs, teclas de chamada directa.

9-32

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Quantidade máxima de terminais numa configuração Team/Top Quantidade máx. de MULAPs por terminal Dependências/Restrições Tema Grupo MULAP base configurado manualmente Dependência/Restrição Através da programação de teclas, os membros de um grupo MULAP base podem ● programar uma tecla MULAP para o grupo MULAP base. ● programar teclas de chamada directa para outros membros. ● programar uma tecla "Chamada de grupo lig./des.".
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 10 32

x – V1.0 ou sup. 10 32

x – V1.0 ou sup. 8 10

x – V5.0 ou sup. 10 32

Distribuição de chama- A utilização de MULAPs na distribuição de chamadas universal não das universal UCD é possível. Opções de configuração Esta facilidade pode ser configurada com o Manager T ou HiPath 3000/5000 Manager E. Configurar a facilidade com o Manager T Normalmente, as facilidades Team devem ser configuradas com o HiPath 3000/5000 Manager E. A configuração com ajuda do Manager T só é possível de modo limitado.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-33

Outras facilidades Team / Top

Configurar a facilidade com o HiPath 3000/5000 Manager E O HiPath 3000/5000 Manager E pode ser utilizado para configurar um Team standard (máscara Team/Top). Através de "arrastar e largar" é possível adicionar outros membros a este Team. O(s) grupo(s) MULAP base e as teclas de marcação directa são configurados automaticamente. Os números da extensão primária são atribuídos aos grupos MULAP base, e aos números da extensão primária é atribuído um pseudo-número (exemplos: 4711 muda para **4711, 12345 muda para **2345, 654321 muda para **4321). Para configurar a facilidade com o HiPath 3000/5000 Manager E deve proceder do seguinte modo: Passo 1. 2. 3. Configurar Team (standard) Módulos opcionais Chamadas de entrada Team/Top Acção

9-34

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

9.14.2

Configuração Top

Programação das facilidades, ver Manager E, Configuração Top Exemplo de configuração Top com 1 chefe/1 secretária

Livre

Act/Des ch. grupo

Livre

Ch. dir. chefe

MULAPchefe201 Comut. cham.. MULAP chefe Cham. dir. secr

MULAPchefe201 Comut. cham. MULAP chefe Livre

MULAPsec.202 Livre

MULAPsec.202 Livre

MULAP base (MULAP secret.) com nº 202

MULAP chefe com nº 201 Chefe com nº **201
0

Secretária com nº **202 CMI chefe com nº 77801

Figura 9-4

Exemplo de configuração Top com 1 chefe/1 secretária

Os componentes desta configuração Top são:
● ● ● ●

MULAP chefe 201 com chefe e CMI chefe como chefe e secretária como membro. MULAP base 202 com secretária como master, chefe e CMI chefe como membro. Teclas de chamada directa: secretária para o chefe (CMI chefe) e chefe para a secretária. Teclas de comutação de chamada: Para o controlo da sinalização de chamada MULAP de entrada. Na programação standard, a tecla de comutação de chamadas está desactivada (LED apagado). As chamadas são sinalizadas na secretária.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-35

Outras facilidades Team / Top

Adicionalmente, através de uma tecla de chamada de grupo é possível ligar ou desligar a sinalização de chamada MULAP de entrada (só em não-chefe). A comutação de chamada tem prioridade. Neste caso, a tecla de chamada de grupo apenas é activada quando a comutação de chamada estiver desactivada. Tabela 9-4 Transferência no Top (opção do sistema "Mudança de linha para chamada directa" configurada) (excepto para os EUA)
Execução CMI Terminal de secretária chefe MULAP MULAP Tecla dir. Telefone MUMULAP Tecla chefe secretá- secret. LAP chefe dir. móvel ria secret. chefe X = ocupado; XX = em retenção (consulta, exclusiva, colectiva); XXX = a ser chamado; XXXX = chamada A secretária fala em MULAP chefe A secretária preme a tecla dir. chefe (1) A secretária transfere antes do atendimento do chefe ou CMI chefe (2) ou O chefe atende (3) A secretária transfere depois do atendimento do chefe (4) X X X XX X X X X X XXXX X XXXX XXXX XXXX X XX XXX X XXX Terminal de chefe

1) Sinal de chamar em MULAP chefe e CMI chefe. 2) A secretária transfere antes do atendimento, a chamada é comutada para MULAP chefe. 3) O chefe atende. O chefe pode também atender a chamada retida em MULAP através de através de captura (menu). 4) A secretária transfere depois do atendimento e o chefe continua a chamada em MULAP chefe.

Tabela 9-5

Transferência em Top (opção do sistema "Mudança de linha para chamada directa" configurada) (só para os EUA)
Execução Terminal de chefe MULAP chefe MULAP secretária Tecla dir. secret. Terminal de secretária CMI chefe MUMUTecla dir. TelefoLAP se- LAP chefe ne cret. chefe móvel

X = ocupado; XX = em retenção (consulta, exclusiva, colectiva); XXX = a ser chamado; XXXX = chamada A secretária fala em MULAP chefe A secretária preme a tecla dir. chefe (1) O chefe atende A secretária desliga após o atendimento do chefe (2) X X X XX X XXXX X XXXX X XX XX XX X X X

9-36

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Tabela 9-5

Transferência em Top (opção do sistema "Mudança de linha para chamada directa" configurada) (só para os EUA)
Execução Terminal de chefe MULAP chefe MULAP secretária Tecla dir. secret. Terminal de secretária CMI chefe MUMUTecla dir. TelefoLAP se- LAP chefe ne cret. chefe móvel

X = ocupado; XX = em retenção (consulta, exclusiva, colectiva); XXX = a ser chamado; XXXX = chamada Chefe retoma chefe (3) X X X

1) Mudança de linha, secretária-chefe em retenção exclusiva, sinal de chamar em MULAP chefe e CMI chefe. 2) A secretária desliga, e a chamada chefe-secretária é desligada. Chefe fica em retenção. 3) O chefe pode retomar a chamada retida em MULAP chefe.

Exemplo: Top com 2 chefes / 2 secretárias
MULAP chefe 1 MULAP secret. 1 MULAP chefe 2 MULAP secret. 2

Chefe 1

Secretária 1

Chefe 2

Secretária 2

Figura 9-5

Exemplo de Top com 2 chefes / 2 secretárias

>

Existem as seguintes possibilidades para a atribuição de teclas Top com HiPath 3000/5000 Manager E: ● Sem atribuição de teclas ● Na primeira/segunda consola Um módulo key é adicionado automaticamente (ver exemplos em Figura 9-6 e Figura 9-7). Caso existentes, as teclas serão sobrepostas. ● Nas primeiras teclas livres As teclas livres no terminal e os eventuais terminais adicionais serão utilizados. Caso faltem teclas livres, serão adicionados módulos key. Sequência da atribuição de teclas para Top: tecla de chamada directa Chefe 1, MULAP chefe 1, comutação de chamada MULAP chefe 1, tecla de chamada directa secretária 1 (no terminal do chefe) ou tecla Chamada de grupo lig./des. (no terminal da secretária), tecla de chamada directa Chefe 2, MULAP chefe 2, ... 9-37

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Serviço

Livre Livre

MULAP 1

Act/Des ch. grupo Cham. dir. term. B Cham. dir. term. C

Repetir

MULAP 2 MULAP 3

Microfone lig/des

Livre

Altifalante

Livre

MULAP 4

Cham. dir. term. D Cham. dir. term. E Cham. dir. term. F

Livre

MULAP 5

Livre

MULAP 6

Livre Corte

MULAP 7 MULAP 8

Cham. dir. term. G Cham. dir. term. H

Figura 9-6

Top com dois chefes e duas secretárias: programação de teclas standard para chefe 1 no módulo de teclas

9-38

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Service

Livre

Livre

Cham. dir. chefe 2

Wahlwiederhol.

Livre

MULAP chefe 1 Comutação cham. MULAP chefe 1 Cham. dir. secr.1

MULAP chefe 2 Comutação cham. MULAP chefe 2 Cham. dir. secr. 2

Microphone on/

Livre Livre

Lautsprecher

Livre

Act/Des ch. grupo

MULAP secret. 2

Livre

Livre

Livre

Livre Corte

Livre

Livre

Livre

Livre

Figura 9-7

Top com dois chefes e duas secretárias: programação de teclas standard para secretária 1 no módulo de teclas

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-39

Outras facilidades Team / Top

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Quantidade máxima de configurações Team/Top Quantidade máxima de extensões (membros) numa configuração Team/ Top Quantidade máxima de terminais numa configuração Team/Top Quantidade máx. de MULAPs por terminal Dependências/Restrições Tema Grupo MULAP base configurado manualmente Dependência/Restrição Através da programação de teclas, os membros de um grupo MULAP chefe podem ● programar uma tecla MULAP para o grupo MULAP chefe. ● programar teclas de chamada directa para outros membros. ● programar uma tecla "Chamada de grupo lig./des.". ● programar uma tecla de comutação de chamada por grupo MULAP chefe. Nota: Num grupo MULAP chefe, o chefe deve programar uma tecla de chamada directa para a secretária (número de extensão), e a secretária deve programar uma tecla de chamada directa para o chefe (número de extensão). Um chefe pode também ser master num grupo MULAP base, mas só pode ser definido como chefe num único grupo MULAP chefe. Se um chefe chamar uma extensão não-chefe no próprio grupo MULAP chefe, esta chamada será sinalizada com um sinal acústico especial.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup. 500 10

x – V1.0 ou sup. 50 10

x – V1.0 ou sup. 10 8

x – V5.0 ou sup. 500 10

10 10

10 10

8 10

10 10

Chefe como master Chamada de chefe

9-40

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Tema Tecla de chamada de grupo, sinalização de chamada MULAP de entrada

Dependência/Restrição No grupo MULAP chefe, a sinalização de chamada MULAP de entrada só pode ser administrada para não-chefes. Os chefes não podem programar uma tecla de chamada de grupo (para ligar ou desligar a sinalização de chamada MULAP) para o grupo MULAP chefe. Caso necessário, o sinal de chamar num terminal de chefe é desactivado com Não incomodar, lig./des. (Chamada silenciosa) ouve-se um sinal de aviso. Os não-chefes (secretárias) podem configurar uma tecla de chamada de grupo. Com isto, a sinalização de chamada MULAP pode ser ligada ou desligada. A comutação de chamada tem prioridade; Neste caso, a tecla de chamada de grupo apenas é activada quando a comutação de chamada estiver desactivada. A sinalização nas duas teclas é independente. Todos os membros de um grupo MULAP chefe podem programar uma tecla de comutação de chamada por MULAP chefe. Uma secretária com vários chefes tem diversos MULAPs chefe, e portanto várias teclas de comutação de chamada. Na programação standard, a tecla de comutação de chamadas está desactivada (LED apagado). As chamadas são sinalizadas na secretária. Após premir a tecla de comutação de chamada (LED aceso) a sinalização de chamada MULAP é comutada dentro do grupo MULAP chefe. Os chefes recebem a sinalização de chamada MULAP e os não-chefes recebem uma sinalização óptica. As chamadas entre os membros do grupo MULAP chefe ou dentro do Top ignoram a comutação de chamada: os chefes do grupo MULAP chefe são sempre chamados. As chamadas para um outro grupo MULAP chefe levam sempre em conta a comutação de chamada. Excepções: chamadas estabelecidas com a tecla de chamada directa. A comutação de chamada pode ser ligada/desligada através de – Código: terminais analógicos, CMI, Optiset E. O número MULAP deve ser marcado posteriormente. – Menu (após a marcação do código para comutação de chamada): terminais CMI, Optiset E com display. O estado da comutação de chamada não é designado através de um sinal de marcar especial. A comutação de chamada tem prioridade; com isso, a tecla de chamada de grupo apenas será activada, se a comutação de chamada estiver desactivada. A sinalização nas duas teclas é independente.

Tecla de comutação de chamada, sinalização de chamada MULAP de entrada

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-41

Outras facilidades Team / Top

Tema

Dependência/Restrição

Conversão para a V1.0 A conversão das funções Top (Chefe/Secretária) de versões inferiores do Hicom 150 E Office (p. ex., versão 2.2) para HiPath 3000/5000 V1.0 não é possível. Configuração Top Se a configuração Top for maior que 1 chefe e 1 secretária, deve ser utilizado um módulo key.

Distribuição de chama- A utilização de MULAPs na distribuição de chamadas universal não das universal UCD é possível. Opções de configuração Esta facilidade pode ser configurada com o Manager T ou HiPath 3000/5000 Manager E. Configurar a facilidade com o Manager T Normalmente, as facilidades Top devem ser configuradas com o HiPath 3000/5000 Manager E A configuração com ajuda do Manager T só é possível de modo limitado. Configurar a facilidade com o HiPath 3000/5000 Manager E O HiPath 3000/5000 Manager E pode ser utilizado para configurar uma Top standard (máscara Team/Top). Através de "arrastar e largar" é possível adicionar outros membros a este Team. Os grupos MULAP chefe e MULAP base, a respectiva tecla MULAP e as teclas de transferência de chamadas e de chamadas directas são configuradas automaticamente. Os números originais da extensão primária/da extensão do chefe são atribuídos aos grupos MULAP base e chefe e, aos números da extensão primária/do chefe, é atribuído um pseudo-número de extensão (exemplos: 4711 muda para **4711, 12345 muda para **2345, 654321 muda para **4321).

9-42

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

9.14.3

Grupos MULAP

Diferencia-se entre:

Grupos MULAP base São a base para configurações de team. Além disso, os MULAPs secretária são programados através de grupos MULAP base. Os membros podem ser: master, CMI do master e não-master. Na programação standard, o master e o CMI do master recebem "preferência de saída" e a sinalização de chamada MULAP de entrada (sinal acústico, LED e display). É possível administrar – – – – A "preferência de saída" em todos os masters e CMIs do master Isso significa, a ocupação de saída é automática. A "preferência de entrada" em todos os membros Isso significa, a ocupação de entrada é automática. A sinalização de chamada MULAP de entrada em todos os membros As teclas de chamada directa em todos os membros.

Através do procedimento de teclas, todos os membros podem ligar/desligar a sinalização de chamada MULAP (Chamada de grupo lig./des.) por MULAP.

Grupos MULAP chefe São a base para configurações de chefe/secretária (Top). Todos os membros do top (Chese) serão membros no MULAP chefe, e o(s) chefe(s) tem a função de master. Os membros podem ser: chefe 1, 2 ..., CMI chefe 1, 2 ..., telefone da mesa de reuniões chefe 1, 2 ..., secretária 1, 2 ..., CMI secretária 1, 2... No grupo MULAP chefe, são definidos quais os membros são chefe = master ). Por programação standard, estes recebem a "preferência de saída" e nenhuma sinalização de chamada MULAP de entrada (sinal acústico e display). Na programação standard, todos os não-chefes = não-master recebem a sinalização de chamada MULAP de entrada (sinal acústico, LED e display). É possível administrar – – – – – A "preferência de saída" em todos os chefes e CMIs do chefe e telefones de mesa de reuniões do chefe A "preferência de entrada" em todos os membros A sinalização de chamada MULAP de entrada em todos os não-chefes As teclas de chamada directa em todos os membros. A tecla de comutação de chamada

Através do procedimento de teclas, os não-chefes podem ligar/desligar a sinalização de chamada MULAP (Chamada de grupo lig./des.).
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-43

Outras facilidades Team / Top

Os MULAPs secretária são programados através de grupos MULAP base. Tipos de terminais Os seguintes tipos de terminal podem ser definidos como master ou como não-master num grupo MULAP base ou chefe:
● ● ● ●

Terminais analógicos Terminais sem fio (CMI) optiClient 130 Todos os terminais TDM optiPoint 500 e OpenStage descritos no Manual de serviço do HiPath 3000/5000 e os terminais Optiset E descritos no Manual de serviço Hicom 150 H V1.0

Estado do LED de uma tecla MULAP O LED de uma tecla MULAP indica o estado do grupo MULAP e pode significar:
● ● ● ●

LED apagado = MULAP livre (é possível ocupar). LED aceso = MULAP ocupado (não é possível ocupar). LED intermitente rápido = MULAP a ser chamado (é possível atender). LED a piscar lento = MULAP em retenção (é possível retomar ou capturar).

Qualquer extensão pode programar uma tecla (também em optiPoint BLF e optiClient Attendant) para um número de grupo MULAP. Estado do LED de uma tecla de chamada directa (tecla DSS) O LED da tecla de chamada directa indica o estado do destino de chamada directa:
● ●

LED apagado = Destino de chamada directa livre. LED aceso = Destino de chamada directa ocupado (Microtelefone levantado, em chamada...) ou o terminal no qual foi programada a tecla de chamada directa está a chamar o destino. LED intermitente = O terminal (destino de chamada directa) não é chamado através de tecla de chamada directa. Exemplo: A tem tecla de chamada directa para o terminal B. C chama o terminal B. O LED da tecla de chamada directa no terminal A fica intermitente. LED intermitente rápido = O terminal (destino de chamada directa) chama o terminal no qual foi programada a tecla de chamada directa. LED a piscar lento = O terminal no qual foi programada a tecla de chamada directa colocou o destino em retenção.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-44

Outras facilidades Team / Top

Tecla "Privacy Release" Programação das facilidades, ver Manager E Autorização automática de conferência A partir da versão 6.0, existe um novo estado, "Privacy Release", para o qual foi criado uma nova tecla na base de dados. Esta tecla é suportada pelos seguintes Workpoint Clients: ● Optiset E ● optiPoint 410 e 420 ● optiPoint 500 ● OpenStage TDM ● optiClient 130 "Privacy Release MULAP" (Autorizar conf. MULAP) significa, que é possível, durante uma chamada, disponibilizar uma linha MULAP ocupada para a conferência, premindo a tecla "Autorizar conf. MULAP". Esta disponibilização é sinalizada aos outros membros MULAP através de um LED intermitente e estes podem incluir-se na chamada, premindo a tecla MULAP intermitente. A conferência assim iniciada é sinalizada por sinal acústico e mensagem de display. Os utilizadores de todas as extensões de um grupo MULAP podem programar uma tecla para a "Privacy Release" no seu telefone. "Privacy Release" também é suportada quando uma extensão iniciou uma conferência ou quando passou a ser master da conferência durante a mesma. A tecla "Privacy Release" pode ser configurada através do Manager E. Estado do LED da tecla "Privacy Release"
● ●

LED des. = estado base da tecla ("Privacy Release" desactivada) LED lig. = "Privacy Release" está activada depois de premir-se a tecla Se premir a tecla de novo, desactiva a função "Privacy Release".

Esta tecla pode activada/desactivada durante uma chamada MULAP.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-45

Outras facilidades Team / Top

9.14.3.1

Funcionalidade MULAP geral

Chamadas de entrada em MULAP livre Todos os membros do grupo MULAP desligaram a chamada MULAP (Chamada de grupo des.) e/ou está activada a função Não incomodar. O MULAP está ocupado e o chamador recebe o respectivo sinal. A chamada não é sinalizada em nenhum membro do grupo MULAP. Chamadas de entrada em MULAP livre No mínimo um membro do grupo MULAP ligou a chamada MULAP (Chamada de grupo lig.) e desactivou a função Não incomodar. A chamada é sinalizada em todos os membros do grupo MULAP (LED).

Os membros livres do grupo que ligaram a chamada MULAP e que não estão com a função Não incomodar activada recebem adicionalmente uma sinalização acústica e uma indicação no display. Os membros livres do grupo que activaram a facilidade "Silêncio" recebem adicionalmente uma chamada de aviso. Os membros ocupados do grupo (na outra linha) que ligaram a chamada MULAP e não activaram a função Não incomodar recebem – – uma chamada de aviso e no display aparece, depois de folhear, "Atender chamada em espera" = terminais Optiset E, optiPoint e OpenStage. um aviso acústico (sinal breve único) = terminais analógicos e terminais CMI, Optiset E e optiPoint sem display. Esta última não depende da função Não incomodar. a chamada de aviso é recebida também em caso de chamadas no próprio número (p. ex., na tecla de chamada directa, na tecla de chamada geral).

>

Chamadas de entrada em MULAP ocupado Todos os membros do grupo MULAP estão ocupados.

Um chamador interno recebe o sinal de ocupado e entra em espera após um determinado tempo. Um chamador externo entra imediatamente em espera. Os membros ocupados do grupo MULAP recebem – sinal de aviso de chamada em espera e no display aparece, depois de folhear, "Atender chamada em espera" = terminais Optiset E, optiPoint e OpenStage
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-46

Outras facilidades Team / Top


aviso de chamada em espera = terminais analógicos e terminais CMI, Optiset E e optiPoint sem display.

Se os membros do grupo MULAP estão ocupados e a função Não incomodar estiver activada, o chamador recebe o sinal de ocupado - independentemente do estado da chamada MULAP (activada/desactivada). Para todos os "outros" membros do grupo MULAP não há alteração da sinalização.

Atender chamadas de entrada Tecla MULAP sinalizada (LED com sinalização de chamada) O atendimento é possível ao levantar o microtelefone, premir a tecla de altifalante ou premir a tecla MULAP. Ao levantar/premir a tecla de altifalante, há preferência de entrada (ocupação automática de entrada). O atendimento de uma chamada de entrada (LED com ou sem sinalização de chamada) através de tecla MULAP é sempre executado, independente da preferência de entrada. Preferência de entrada Preferência de entrada (ocupação automática de entrada)

A preferência de entrada é executada através das programações de MULAP, mas não é uma definição válida para o terminal. Se existirem vários MULAPs num terminal, pode ser programada uma preferência de entrada para cada grupo MULAP. Neste caso, para o terminal apenas é válida a última programação de preferência de entrada efectuada. Em caso de preferência de entrada desactivada, uma chamada não será atendida ao levantar o microtelefone ou ao premir a tecla de altifalante e será feita uma tentativa de executar uma ocupação de saída. Se for seleccionada a programação "sem preferência de entrada" para um terminal, esta será válida para todas as chamadas de entrada nesse equipamento. As chamadas no próprio número só podem ser atendidas através da tecla de número, de chamada directa ou de chamada geral.

Chamadas de saída Iniciar chamada de saída É iniciada uma chamada de saída ao levantar o microtelefone, premir a tecla de altifalante, premir uma tecla de chamada, uma tecla de dígito, uma tecla MULAP, uma tecla de número ou uma tecla de chamada directa.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-47

Outras facilidades Team / Top

Ao iniciar uma chamada de saída, é atribuído um número e indicado ao interlocutor. Na programação standard, (equipamento sem MULAP) com a ocupação é atribuído o número próprio. Em caso de ocupação através de MULAP é atribuído o número do grupo MULAP. Preferência de saída Preferência de saída (ocupação automática de saída)
● ●

A cada membro é atribuída uma preferência de saída. Aos masters dos grupos MULAP e aos chefes dos grupos MULAP chefe é atribuído como preferência o número do grupo MULAP. As preferências do master e dos chefes são sempre iguais. Se a preferência de saída para um master ou para um chefe for alterada, então será também alterada a preferência dos outros master e chefes deste MULAP. Ao levantar o microtelefone, ao premir a tecla de altifalante, a tecla de número, a tecla MUSAP, ou a tecla de chamada geral, ou ao marcar com o microtelefone pousado, a preferência será atribuída como número para a ocupação de saída. Se a preferência MULAP estiver ocupada ao levantar o microtelefone ou premir uma das teclas mencionadas, o transbordo ao número próprio só é possível para terminais analógicos, CMI e Optiset E entry. Os outros Optiset E, optiPoint e OpenStage devem seleccionar uma linha livre. Aplicação: um CMI chefe atende. A preferência de saída do MULAP chefe ainda está ocupada pela secretária. O CMI chefe recebe o sinal de chamar (transbordo) para o seu número próprio. Após o fim de marcação, o número do MULAP chefe será indicado ao interlocutor chamado. Ao premir uma tecla MULAP, a preferência de saída não é utilizada. Neste caso, é atribuído o número de grupo à tecla MULAP.

Sinalização de ocupado As teclas MULAP indicam ocupado para todas as extensões do grupo, se um membro premir a tecla MULAP ou ocupar o MULAP, de preferência através de levantar o microtelefone, premir a tecla de altifalante ou marcar com o microtelefone pousado. Tecla de número, tecla de chamada directa

O destino de uma tecla de número pode ser um número de extensão ou de grupo. Uma ocupação de saída mediante tecla de número é efectuada na preferência de saída. Se a preferência de saída for um MULAP, este também será ocupado. Se durante uma chamada num MULAP for activada uma tecla de número, será iniciada uma consulta.

9-48

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Como destino de uma tecla de chamada directa é sempre introduzido o número de extensão. Podem também ser programados destinos que não pertençam a um MULAP base ou a um grupo MULAP chefe. Diferenças: – Uma tecla de chamada directa impede a preferência de saída e é sempre emitido o próprio número (não é ocupado nenhum MULAP). – Uma tecla de chamada directa executa uma mudança de linha (só para os EUA) ou entra em consulta (não para os EUA) se a ligação activa for efectuada num MULAP. Uma tecla de chamada directa impede no destino a Gestão de chamadas e a Comutação de chamada, mas segue o desvio.


Chamada directa no chefe / master: Os chefes do MULAP chefe ou o master do grupo MULAP base são tratados como um grupo "livre", isto é, assim que um deles estiver ocupado, há indicação de ocupado na tecla de chamada directa e na tecla de número.

Mudança de linha

A mudança de linha só é possível durante uma ligação. Caso contrário, há uma activação na linha. Entre duas teclas MULAP é sempre executada uma mudança de linha. Entre as teclas MULAP e de chamada directa – – é executada uma mudança de linha = só para os EUA é activada a consulta = excepto para os EUA. A programação é efectuada mediante a opção do sistema "Mudança de linha para chamada directa", que pertence ao standard de cada país.

Ao premir a tecla de retenção, a extensão que retém recebe o sinal de marcar (na preferência de saída) e pode estabelecer uma chamada de saída ou atender uma chamada de entrada numa outra tecla de linha. Se durante uma chamada (de saída/entrada) através de uma tecla MULAP (estado de chamada) for premida uma outra tecla MULAP livre, pela qual é recebida ou retida uma chamada (mudança de linha), a primeira tecla MULAP passa também para retenção exclusiva. Uma MULAP sinalizada com retenção exclusiva pode sempre ser novamente capturada ao premir a tecla MULAP. A chamada actual é então passada para a retenção exclusiva. Podem ser retidas tanto chamadas externas como internas. A MULAP que sinaliza retenção colectiva pode ser retomada em qualquer momento por todos os membros do MULAP. 9-49

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Captura de chamadas As chamadas para os grupos MULAP não são sinalizadas em nenhum grupo de captura e não podem ser atendidas. Destino nocturno, de intercepção e de transbordo Os grupos MULAP podem ser utilizados como destino nocturno, de intercepção e de transbordo. Lista telefónica Através de administração (Manager T/HiPath 3000/5000 Manager E) é designado o número/nome que deve aparecer quando a lista telefónica é consultada. Desvio Destino de desvio Um grupo MULAP pode também ser destino de um desvio. Desvio por grupo MULAP

Após a marcação do código de Desvio por MULAP deve ser introduzido o número MULAP. Os terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) bem como os terminais CMI têm o mesmo guia por menu como no equipamento de desvio. O número MULAP deve ser introduzido também na programação de um desvio por tecla MULAP. O guia por menu corresponde ao mesmo que na tecla de desvio. No lugar de introduzir o número MULAP também pode premir a tecla MULAP. Pode ser configurado um desvio por tecla MULAP de programação incompleta ( com número MULAP, sem destino de desvio) ou de programação completa (com número MULAP e destino de desvio). Para cada MULAP por terminal pode ser configurado um desvio por tecla MULAP com destino interno ou externo.

● ●

Desvio através de serviços associados Neste caso, o número MULAP deve ser introduzido duas vezes: uma vez para a indicação da origem e mais uma vez para a indicação da linha. Execução do desvio
● ●

Com a ocupação de uma MULAP desviada é activado um sinal de marcar especial. Na execução do desvio, o Equipamento de desvio tem prioridade. Uma chamada é desviada ao destino de desvio da extensão. Se estiver activado o Desvio por MULAP, a chamada será desviada para o destino de desvio MULAP.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-50

Outras facilidades Team / Top

Não há sinalização paralela MULAP / Destino de desvio. Será apenas chamado o destino do desvio.

Comutação de suplente Através de comutação de chamada, a secretária pode ligar as chamadas para o chefe e através de Desvio por MULAP activar uma comutação de suplente. O suplente pode intercalar-se na chamada desviada (chamador é destino de desvio), e o chefe é chamado directamente na MULAP. O chefe pode ligar chamadas directamente para o próprio telefone ao desactivar o Desvio por MULAP. Efeitos e sinalização de Equipamento de desvio e Desvio por MULAP

A activação de Equipamento de desvio para um master ou um chefe será avisada através do sinal de marcar especial em todos os terminais master ou chefe da mesma MULAP. A desactivação é possível a partir de qualquer terminal master ou chefe. O destino de desvio é armazenado no terminal através do qual o desvio foi activado. A sinalização (LED, display e sinal de marcar especial) é efectuada em todos os masters ou chefes. Se estiver activado o desvio por MULAP, o LED da tecla Desvio por MULAP (com programação completa ou incompleta) é sinalizado em todos os membros do grupo MULAP (não há indicação contínua no display). A desactivação é possível através de qualquer membro de MULAP. Uma MULAP registada como destino de desvio será sinalizada nos masters do grupo MULAP no LED de Equipamento de desvio (a piscar lentamente) e em todos os membros no LED de Desvio por MULAP. Caso um membro tente activar o Desvio por MULAP e um master já tiver activado o Equipamento de desvio, é indicada uma advertência. A acção só será executada depois que o Equipamento de desvio for desactivado pelo master.

Indicação Número / Nome

Ao ser estabelecida uma chamada de saída, é atribuído um número (número próprio ou número de grupo MULAP). Em caso de chamada MULAP de entrada, o número do grupo MULAP é atribuído com o atendimento. Em caso de chamadas para uma MULAP – – o nome MULAP e/ou o número MULAP chamado é indicado para o chamador antes do atendimento. o nome da extensão que chama e/ou o número MULAP é indicado para o chamador depois do atendimento.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-51

Outras facilidades Team / Top

No caso de chamadas de uma extensão MULAP (tecla MULAP/preferência) o nome da extensão e/ou o número MULAP será sempre indicado na extensão chamada e no chamador. No caso de ocupação de saída, vale a regra geral: se o utilizador de uma extensão está numa chamada no número próprio e a preferência de saída não é igual ao número próprio, ao interlocutor será sempre indicado o número da preferência de saída.

Consulta, Chamada de retorno, Conferência Em consulta Durante uma consulta (Consultation Hold), são oferecidas no menu, entre outras, as seguintes actividades:
● ● ● ●

Retornar à chamada em espera Comunicação alternada Transferência Conferência

Após pousar o microtelefone, a chamada é transferida ou é efectuada uma chamada de retorno imediata. Consulta na própria MULAP Se um membro do grupo MULAP for master, os outros membros da própria MULAP estarão disponíveis através de consulta seguida da marcação do próprio número MULAP. Isso é útil caso não exista uma tecla de número ou uma tecla de chamada directa, ou se o número do membro não for conhecido. Exemplo de aplicação: se um chefe desejar transferir a chamada no seu terminal CMI ou no seu telefone da sala de reuniões. Pode entrar em consulta na própria MULAP chefe. A chamada só é encaminhada para a extensão chefe, porque a comutação de chamada é ignorada dentro do grupo MULAP chefe. Pode também atender a chamada no seu terminal CMI ou no seu telefone da sala de reuniões. Transferência antes e depois do atendimento (facilidade importante em Top) Se um membro da própria MULAP for chamado em consulta (através da marcação do próprio número, ao premir a tecla de número ou a tecla de chamada directa (não para os EUA)), a sinalização ou a chamada continuará na MULAP após a transferência. Antes da transferência, é sinalizada "retenção colectiva" nos dois membros do grupo MULAP e a chamada retida pode ser atendida.

9-52

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

Chamada de retorno após a transferência, a retenção ou imediatamente após pousar em consulta Esta sinalização apenas é efectuada em extensões MULAP em consulta ou em retenção. O LED de MULAP indica sinalização de chamada (em todas as outras extensões MULAP é indicado ocupado). Há sempre uma chamada acústica e a indicação de display (a chamada MULAP e a chamada de grupo são ignoradas.). Consulta da segunda linha "Consulta de segunda linha" significa: após a consulta a partir de uma linha MULAP é activada uma outra (segunda) linha. Isto é útil caso devam ser activadas facilidades que apenas são possíveis a partir do estado de consulta (p. ex, Transferência, Conferência). Após a Consulta de segunda linha, a primeira linha é libertada. Exemplo de aplicação: está numa chamada em MULAP M1. Mudança de linha para MULAP M2, premindo a tecla de linha; colocando M1 em retenção exclusiva. Uma nova ligação é estabelecida em M2. Para colocar agora o interlocutor em M1 em conferência, deve premir Consulta - M1 - (M2 é libertada) - Conferência. A conferência continua em M1. No lugar de Conferência, também pode premir Transferir; os dois interlocutores são interligados e M1 volta a ficar livre. Conferência A conferência pode ser iniciada ou ampliada (no máx. 5) sempre que desejado. Rechamada, Mensagem em espera, Lista de chamadores

Rechamada e Mensagem em espera são facilidades específicas da extensão. Se um membro da MULAP iniciar uma rechamada ou enviar um texto de Info, o emissor, i. e., apenas a extensão da MULAP que activou será rechamada. Após iniciada a Rechamada numa MULAP ocupada a rechamada será efectuada assim que a MULAP voltar a ficar livre. Ao iniciar uma Rechamada numa MULAP livre, será efectuada a supervisão de master e MULAPs base ou dos chefes da MULAP chefe. A rechamada apenas será iniciada após a activação de um master ou um chefe. Na execução de uma rechamada é sempre chamada a MULAP. Assim uma rechamada, iniciada numa MULAP chefe livre, voltará a chamar o MULAP chefe na sua execução. Quando é enviado um texto de Info para uma MULAP, este é depositado em todos os masters da MULAPs base e em todos os chefes da MULAP chefe. O LED de Mensagem em espera na caixa postal (Infobox) é também sinalizado em todos os masters da MULAP base ou em todos os chefes da MULAP chefe. 9-53

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Team / Top

As chamadas MULAP apenas são sinalizadas na lista de chamadores do master e dos chefes. Ao registar na lista de chamadores, apenas é gravada a extensão desejada. A este registo são acrescentadas as consultas se a extensão desejada é um número MULAP, E se para este MULAP está activado o desvio MULAP, E se o flag do sistema está configurado.

● ● ●

Quando estas condições forem cumpridas, o registo da lista de chamadores será guardado na extensão de destino.

9-54

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Memorizar procedimentos em teclas

9.15

Memorizar procedimentos em teclas

Programação das facilidades, ver Manager E, Memorizar procedimentos em teclas Definição Esta facilidade possibilita configurar teclas e as respectivas programações com procedimentos. A programação é efectuada na mesma sequência que para executar normalmente o procedimento. Se uma tecla de procedimento é utilizada durante uma chamada, são enviados sinais MF automaticamente no canal B. Uma consulta não pode ser iniciada. Os procedimentos podem conter números internos e externos e informações ampliadas. Exemplos:
● ● ●

Código de projecto + código de feixe + número de destino Código de flash da rede pública + número de destino Códigos para facilidades + número de destino (p. ex. Enviar/Consultar info (Mensagem em espera): * 68 + nº tel. + nº texto) Combinação de dígitos para o correio de voz ou para o atendedor automático A chamada em espera ou a intercalação na extensão de destino ocupada A activação de uma rechamada na extensão de destino livre ou ocupada

● ● ●

A tabela seguinte mostra os serviços (facilidades) que podem ser programados em tecla de procedimento. Além disso, são informadas as possíveis restrições de utilização. Os respectivos códigos para a activação/desactivação dos serviços executados (facilidades) podem ser consultados no manual de serviço HiPath 3000/5000.
Facilidade Utilização da tecla de procedimento não é possível Em disponibilidade para marcação (nenhum dígito marcado) Em chamada de saída Em disponibilidade para marcação (mín. 1 dígito marcado) Observações

Interruptores, lig. Interruptores, des. Captura de chamadas, selectiva A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades X

X X X X

Na chamada de saída X X X

No estado de chamada

Ocupado

9-55

Outras facilidades Memorizar procedimentos em teclas

Facilidade

Utilização da tecla de procedimento não é possível Em disponibilidade para marcação (nenhum dígito marcado) Em chamada de saída Em disponibilidade para marcação (mín. 1 dígito marcado)

Observações

Desvio de chamadas lig, (excepto para sistemas partilhados e para MSN individual de um acesso à rede pública S0) Desvio na rede pública, lig. (não em sistemas partilhados) Distribuição de chamadas, registar Distribuição de chamadas, lig. destino nocturno Desvio por MULAP Texto de ausência, lig. Marcação associada Serviços associados Chamada directa Mensagem directa discreta Flash para linha analógica Autorizar linhas (Emergency Trunk Access) Enviar infos (Mensagem em espera) Marcação abreviada individual, carregar Marcação abreviada central, carregar Transmissão MF Transmissão MF durante a chamada com tecla de procedimento Serviço nocturno, des. X X X X

X

X X X

Na chamada de saída X X X X Tecla com função de permuta Tecla com função de permuta Tecla com função de permuta Tecla com função de permuta X X X X X X X X X

X

X X X X X X X X X X X

X

No estado de chamada

Ocupado

X

Tecla com função de permuta

9-56

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Memorizar procedimentos em teclas

Facilidade

Utilização da tecla de procedimento não é possível Em disponibilidade para marcação (nenhum dígito marcado) Em chamada de saída Em disponibilidade para marcação (mín. 1 dígito marcado)

Observações

Serviço nocturno, lig. Parque, lig. Retomar do parque Código de projecto Código de projecto no prefixo Sistema de procura de pessoas, procurar Sistema de procura de pessoas, responder Pedidos de rechamada, indicar/apagar Sinalização acústica, lig. Sinalização acústica, des. Supervisão silenciosa Selecção do idioma Serviço de dados telefónicos Trinco eléctrico via adaptador Despertar: Compromisso, lig. Despertar: Compromisso, des. Retomar uma chamada externa da retenção geral Bloqueio central X X X X X X X

X

Na chamada de saída

No estado de chamada

Ocupado

X
X

Tecla com função de permuta Tecla com função de permuta Tecla com função de permuta

X X X

X

X X X

X X X

X X X X X

X

X

X X X

Tecla com função de permuta Tecla com função de permuta Tecla com função de permuta

X

X X Tecla com função de permuta Tecla com função de permuta

X

X

X

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-57

Outras facilidades Memorizar procedimentos em teclas

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.2 ou sup.

x – V1.2 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Comprimento do procedimento optiClient Attendant Dependência/Restrição Numa tecla podem ser memorizados no máximo 32 caracteres. Não é possível programar teclas de procedimento.

Segundo nível da tecla No segundo nível da tecla (shift) não podem ser programadas teclas de procedimento. Pausa Marcação posterior PIN Ao premir a tecla de repetição de marcação, pode ser inserida uma pausa na programação. As teclas de procedimento podem ser utilizadas em marcação posterior. Não é possível programar procedimentos que requerem um PIN (p. ex., ligar ou desligar um bloqueio individual).

9-58

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Indicação de display individual para cliente

9.16

Indicação de display individual para cliente

Programação das facilidades, ver Manager E, Indicação de display individual para cliente Definição Esta facilidade permite a adaptação individual da indicação do display em repouso dos terminais UP0/E e IP (excepto OpenStage 20). Apenas a parte da direita (máximo de 15 caracteres) da segunda linha do display pode ser alterada. No estado standard, está ocupada com "HiPath". Aqui pode ser registado, por exemplo, o nome da empresa ou do hotel. O texto é iniciado à esquerda junto à data, desde que o seu comprimento o permita. 16:53 123456 Figura 9-8 16:53 Qui 07.FEV 02 123456 Hotel Nacional > Figura 9-9 Indicação de display standard em repouso Qui 07.FEV 02 HiPath >

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Display Dependência/Restrição A indicação só aparece com o telefone em repouso.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Terminais UP0/E e IP com display V5.0 ou sup. V3.0 ou sup. V3.0 ou sup. V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-59

Outras facilidades Gravação de voz (Voice Recording; Live Call Record)

9.17

Gravação de voz (Voice Recording; Live Call Record)

Programação das facilidades, ver Manager E Gravação de voz Definição A facilidade possibilita a gravação de dados duma ligação de voz activa entre duas extensões (uma extensão deve ser interna, a outra pode ser externa), ou seja, a gravação de chamadas. Para tal, é necessário um equipamento adicional. Para tal, é necessário um equipamento adicional. Como exemplo de um dispositivo de gravação, pode ser utilizado o HiPath Xpressions Compact, que armazena os dados na caixa de correio do utilizador que está a gravar. Um novo "prompt" de voz é implementado "A chamada a seguir será gravada". Como alternativa, é possível utilizar um atendedor automático analógico. Neste caso, não há um "prompt" de voz e devem ser observadas as instruções do manual do equipamento. O início e a parada da gravação podem ser executados por tecla de função ou código (terminais analógicos). A depender da configuração, a gravação também pode ser interrompida através do equipamento de gravação. O dispositivo de gravação pode ser utilizado por todos os terminais de uma rede CorNet-NQ (CorNet-IP). As ligações com CorNet-N e QSIG (ECMA,ISO) não são suportadas. O sinal acústico durante a gravação pode ser desligado. São suportados os terminais optiPoint (inclusive os sem display), optiClient e optiClient Attendant. Não são suportados os telefones de standard H.323, os telefones SIP e as extensões EDSS1.

>

A gravação de chamada activa é indicada por um LED ou por um sinal acústico durante a chamada. É possível configurar a permissão para utilizar a função Voice Recording (Manager E) para cada utilizador

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

– – –

Equipamento de gravação adicional, por ex., Xpressions Compact V5.0 ou sup. V5.0 ou sup. V5.0 ou sup.

9-60

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Gravação de voz (Voice Recording; Live Call Record)

Dependências/Restrições Tema Consulta, Alternar, Transferência, Conferência Reter Dependência/Restrição Se activar uma dessas facilidades durante a gravação de chamada, esta será cancelada automaticamente. Ao activar a função "Reter", a gravação em andamento será cancelada. Não é possível activar a gravação, se se colocou uma extensão em retenção. Não é possível a gravação de chamada Não é possível intercalar-se numa chamada que está a ser gravada. Também não é possível activar uma gravação depois de intercalarse.

Intercalar

Supervisão silenciosa Não é possível a gravação de chamada Uma chamada que está a ser gravada não pode ser escutada em paralelo. Também não é possível iniciar uma gravação depois de activar a "Supervisão silenciosa". Duração da mensagem Margem: 1 até 60 minutos, Valor standard: 5 minutos

> >

Podem ser gravadas apenas as chamadas com dois interlocutores; conferências ou chamadas, nas quais há um terceiro interlocutor retido, não podem ser gravadas.

Notas adicionais:

O equipamento de gravação pode ser endereçado a qualquer nó da rede Cornet-NQ. A autorização para a gravação de chamada só pode ser dada a um número restrito de extensões existentes num nó (actualmente: 50). Para cada extensão autorizada são ocupados recursos CSTA (pontos de monitoração). Durante a gravação são ocupados recursos de conferência. O código de serviço standard para a activação da gravação de chamadas é *493

● ●

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-61

Outras facilidades Pré-requisitos para as aplicações ProCenter

9.18
Definição

Pré-requisitos para as aplicações ProCenter

Com a utilização de um "número piloto múltiplo", é possível aceder ao mesmo grupo UCD usando diferentes números de telefone. Esta função é possível através da configuração de uma extensão virtual na Gestão de chamadas. O "número piloto múltiplo" é tratado como "desvio" e as informações sobre este número são "entregues" (delivered) e colocadas "em fila de espera" (queued) no respectivo grupo UCD pelo último equipamento que efectuou o desvio. No terminal não há um evento que apresente o "número piloto múltiplo". Chamada de entrada para uma UCD sem agentes disponíveis A situação seguinte exemplifica uma chamada de entrada para um "número piloto múltiplo" (D2). A chamada é reencaminhada pela Gestão de chamadas ao respectivo grupo UCD (D3). Como não há um terminal disponível (agente UCD), a chamada é colocada na fila de distribuição de chamadas, até que um agente torne-se disponível. O terminal que está a chamar D1 encontra-se fora do subdomínio CSTA, de forma que, para este terminal, não há uma indicação de eventos. O terminal N1 representa, neste exemplo, a unidade de ligação de telecomunicação (Network Interface Device (linha de rede)) pertencente ao terminal que origina a chamada. Agente torna-se disponível Neste exemplo, um agente UCD (D4) torna-se disponível e a chamada colocada na fila de espera do grupo UCD (representada pelo número piloto múltiplo (D2)) é comutada para este agente.

D1

N1

C1

D2 Número piloto múltiplo

D3

UCD

9-62

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Pré-requisitos para as aplicações ProCenter

Chamada é reencaminhada a outro "número piloto múltiplo" Neste exemplo, a chamada colocada na fila de espera de um grupo UCD (D3) (representado pelo primeiro "número piloto múltiplo" (D2)) é reencaminhada a um segundo "número piloto múltiplo" (D5); o qual, por sua vez, está ligado ao mesmo grupo UCD (D3).

D1

N1

C1

D2 Número piloto múltiplo

D3

UCD

D4

A chamada é reencaminhada por um agente a outro "número piloto múltiplo" Neste exemplo, a chamada distribuída a um grupo UCD (D3) (representado pelo primeiro "número piloto múltiplo" (D2)) é reencaminhada pelo agente D4 a um segundo "número piloto múltiplo" (D5); o qual, por sua vez, está ligado ao mesmo grupo UCD (D3).

D1

N1

C1

D5 2º número piloto múltiplo

D3

UCD

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-63

Outras facilidades Pré-requisitos para as aplicações ProCenter

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Aplicação ProCenter V6.0 ou sup. V6.0 ou sup. V6.0 ou sup. V6.0 ou sup.

9-64

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Outras facilidades Logótipos para terminais OpenStage

9.19

Logótipos para terminais OpenStage

Programação das facilidades, ver Manager E Logótipos para terminais OpenStage Definição O HiPath 3000 permite o download de logótipos para os terminais OpenStage 40, OpenStage 60 e OpenStage 80 da variante de interface TDM. O pré-requisito para tal é que os logótipos estejam disponíveis no sistema. Estão disponíveis as seguintes opções de escolha: Logótipo OpenStage Nenhum download de logótipo Explicação Não há a execução de downloads de logótipo para os terminais OpenStage. Todos os terminais mantêm o logótipo existente. Nota Esta programação permite o funcionamento de terminais OpenStage com logótipos diferentes num sistema. Exemplo: Uma parte dos terminais OpenStage de um sistema deve ser carregada com o logótipo A, a outra parte com logótipo B. Primeiro, é transferido ao sistema o logótipo A específico do cliente e carregado em todos os terminais OpenStage. Em seguida, são cortados do sistema todos os terminais, para os quais está previsto o logótipo A. Em seguida, o logótipo B é transferido ao sistema e carregado nos terminais ligados. A fim de evitar a substituição futura dos logótipos, deve ser seleccionada a programação "Nenhum download de logótipo". Os terminais com o logótipo A são ligados de novo ao sistema.

Logótipo vazio É carregado um logótipo Esta programação permite, por exemplo, substivazio nos terminais tuir um logótipo errado. OpenStage. Logótipo de cli- É carregado o logótipo Se não existir um logótipo de cliente no sistema, ente específico do cliente exis- será transferido um logótipo vazio. tente no sistema nos terminais OpenStage. Siemens É carregado o logótipo da Se não existir um logótipo da Siemens no sistema, Siemens nos terminais será transferido um logótipo vazio. OpenStage (componente do ficheiro standard de logótipo).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-65

Outras facilidades Logótipos para terminais OpenStage

Logótipo OpenStage Dt. Telekom

Explicação

Nota

É carregado o logótipo da Se não existir um logótipo da Dt. Telekom no sisDt. Telekom nos terminais tema, será transferido um logótipo vazio. OpenStage (componente do ficheiro standard de logótipo). O terceiro logótipo é car- Trata-se de preparativos para os futuros logótipos regado nos terminais standard. No momento, esses logótipos estão vaOpenStage (componen- zios. te do ficheiro standard de logótipo). O quarto logótipo é carregado nos terminais OpenStage (componente do ficheiro standard de logótipo). O 15º logótipo é carregado nos terminais OpenStage (componente do ficheiro standard de logótipo).

Logótipo 3

Logótipo 4

... Logótipo 15

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

--

OpenStage 40, OpenStage 60, OpenStage 80 na variante de interface TDM V7 R3 ou sup. V7 R3 ou sup. V7 R3 ou sup.

Pré-requisitos de SW

O download de logótipos para os terminais OpenStage da variante de interface CorNet-IP é possível através do menu de administração local do terminal, do WBM do terminal ou do Deployment and Licensing Service (caso exista) central.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

9-66

Ligação em rede

10
Definição

Ligação em rede

Ligação em rede significa neste caso:
● ●

a interligação dos sistemas HiPath 3000 e a ligação dos sistemas HiPath 3000 com outros sistemas, como por exemplo, HiPath 4000.

Um sistema HiPath 3000 representa uma chamada zona (nós), à qual pertencem os clientes Workpoint e um gatekeeper (HG 1500). Além desses, podem ser acrescentados um gateway e um HiPath ComScendo Service. As zonas interligadas formam um domínio, o qual é definido através da plataforma de administração colectiva (para todas as zonas): o Real-Time Services Manager RSM do HiPath 5000. O RSM do HiPath 5000 é utilizado como uma unidade de administração central numa rede IP de sistemas HiPath 3000. O RSM do HiPath 5000 é também uma plataforma para a disponibilização central de aplicações, possibilitando que estas sejam utilizadas por todas as extensões da rede IP. Mais além, através do HiPath ComScendo Service, existe a possibilidade de utilizar um gatekeeper integrado e as facilidades de HiPath ComScendo para o IP Workpoint. Possibilidades da ligação em rede A tabela seguinte apresenta as possibilidades de ligação em rede do sistema, zonas e domínios, com o HiPath 3000/5000. Protocolo Baseado em TDM CorNet-N Protocolo de sinalização para a comunicação digital entre os sistemas de comunicação da Siemens Enterprise Communications GmbH & CO. KG. Nota: Este tipo de ligação em rede através de CorNet-N apenas deve ser executado para sistemas até à V4.0. Protocolo de sinalização para a comunicação digital entre os sistemas de comunicação da Siemens Enterprise Communications GmbH & CO. KG.
● ●

Notas

Utilizado, por exemplo, para Ligação em rede das zonas de HiPath 3000 Ligação em rede com HiPath 4000

CorNet-NQ

● ●

Ligação em rede das zonas de HiPath 3000 Ligação em rede com HiPath 4000

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-1

Ligação em rede

Protocolo QSIG

Notas Protocolo de sinalização comum a todos os fabricantes, conforme ECMA e ISO Protocolo de sinalização para o tráfego de junção analógico
● ●

Utilizado, por exemplo, para Ligação em rede com HiPath 4000 Ligação em rede de sistemas de outros fabricantes Ligação em rede com HiPath 4000 Ligação em rede de sistemas de outros fabricantes

E&M

● ●

Baseado em IP CorNet-IP SIP-Q V2 Protocolo CorNet-NQ, encapsu- Ligação em rede IP de HiPath 2000, lado em H.323 via Annex M1 HiPath 3000, HiPath 4000 e HiPath 5000 Protocolo QSig, encapsulado no Ligação em rede IP de HiPath 2000, Session Initiation Protocol (SIP) HiPath 3000, HiPath 4000, HiPath 5000, HiPath 8000

Ligação em rede sem Signaling & Payload Encryption (SPE) A tabela seguinte apresenta as possibilidades da ligação em rede sem a Signaling & Payload Encryption (SPE) disponíveis a partir do HiPath 3000/5000 V7 R4. Sistema HiPath 2000 HiPath 3000 HiPath 4000 V4 HiPath 5000 HiPath 8000 Tabela 10-1 HiPath 2000 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 não é possível HiPath 3000 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 SIP-Q V2 HiPath 4000 V4 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 não é possível SIP-Q V2 HiPath 5000 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 não é possível CorNet-IP SIP-Q V2 não é possível HiPath 8000 não é possível SIP-Q V2 SIP-Q V2 não é possível SIP-Q V2

Possibilidades de ligação em rede sem SPE

10-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede

Ligação em rede com Signaling & Payload Encryption (SPE) A tabela seguinte apresenta as possibilidades da ligação em rede disponíveis a partir do HiPath 3000/5000 V7 R4, que suportam a Signaling & Payload Encryption (SPE). Sistema HiPath 2000 HiPath 3000 HiPath 4000 V4 HiPath 5000 HiPath 8000 Tabela 10-2 HiPath 2000 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 HiPath 3000 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 HiPath 4000 V4 SIP-Q V2 SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 não é possível SIP-Q V2 HiPath 5000 CorNet-IP SIP-Q V2 CorNet-IP SIP-Q V2 não é possível CorNet-IP SIP-Q V2 não é possível HiPath 8000 não é possível não é possível SIP-Q V2 não é possível SIP-Q V2

não é possível não é possível

Possibilidades de ligação em rede com SPE

A figura seguinte apresenta o exemplo de uma ligação em rede com Signaling & Payload Encryption (SPE) entre dois sistemas HiPath 4000 e um sistema HiPath 3000. Os protocolos CorNet-IP e SIP-Q V2 podem ser utilizados na ligação em rede com SPE entre os sistemas HiPath 4000. A ligação em rede com SPE entre HiPath 3000 e HiPath 4000 só possível através de SIP-Q V2.
Deployment and Licensing Server

U P0/E

HiPath 4000
CorNet-IP (H.323) SIP-Q V2 CorNet-IP (H.323) SIP-Q V2

HiPath 4000

Telefone analógico

LAN
SI PQ

V2

Fax

HiPath 3000

LAN

Telefone IP

Softclient

Telefone IP

Softclient

Dados de carga útil

Dados de sinalização

Figura 10-1

Exemplo de uma ligação em rede baseada em IP com "Security" 10-3

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

10.1 10.1.1

Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7

São válidas as seguintes condições:

Ligação em rede TDM É possível a ligação em rede de sistemas com diferentes versões de software. Em cada sistema são válidas apenas as facilidades das respectivas versões de software. Ligação em rede IP (Trunking IP) Não é suportada a ligação em rede de sistemas com diferentes versões de software. Além disso, todos os módulos HG 1500 de um sistema devem ter a mesma versão de software. A partir do HiPath 3000/5000 V7 R4, o protocolo EFC (standard) deve estar activado para todos os sistemas de uma ligação em rede IP. EFC é obrigatório para poder utilizar todas as facilidades sem limitações.

Significado das abreviaturas: --- = não relevante, Y = implementado, N = não implementado
Facilidades Basic Call (Q.931) (Chamada básica) Segmentation (Segmentação) Generic Procedures (Procedimentos genéricos) Procedimentos genéri- GF cos funcionais (ROSE ADPUs) Requirements of GF for a Transit PBX Procedimentos genéricos para o controlo de serviços suplementares para chamadas sem êxito Transporte de informação específica do fabricante Y Y --Y Y Y Abreviatura BC ECMAQSIG Y ISO-QSIG Y CorNet-N CorNet-NQ CorNet-IP SIP-Q V2 (rede TDM) (rede TDM) (rede IP) (rede IP) Y Y Y Y

Y

Y

---

Y

---

---

Y Y

Y Y

--Y

Y Y

Y Y

Y Y

Y

Y

---

Y

Y

Y

Tabela 10-3

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-4

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

Facilidades Marcas de classe

Abreviatura

ECMAQSIG ---

ISO-QSIG ---

CorNet-N CorNet-NQ CorNet-IP SIP-Q V2 (rede TDM) (rede TDM) (rede IP) (rede IP) Y Y Y Y

Call Completion (Re- CC chamada) Call Completion to busy subcriber (Rechamada em caso de ocupado) Rechamada no caso de ocupado Y Y Y Y Y Y

Call Completion on no CCNR reply (Rechamada em caso de livre) Busy Calls (Chamadas ocupadas) Call Intrusion (Interca- CI lação) Call Offering (Chama- CO da em espera) Call Waiting (Segunda CW chamada) Number Identification (Identificação de número) Calling Line CLIP Identification Presentation Calling Line CLIR Identification Restriction Connected Line Identi- COLP fication Presentation

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y Y Y

Y Y Y

N N N

Y Y Y

Y Y Y

Y Y Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Tabela 10-3

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-5

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

Facilidades

Abreviatura

ECMAQSIG Y

ISO-QSIG Y

CorNet-N CorNet-NQ CorNet-IP SIP-Q V2 (rede TDM) (rede TDM) (rede IP) (rede IP) Y Y Y Y

Connected Line COLR Identification Restriction Name Identification (Identificação do nome) Calling / Connected Name Identification Presentation Calling / Connected Name Identification Restriction (Supressão) CNIP

Y

Y

Y

Y

Y

Y

CNIR

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Do Not Disturb (Overri- DND/ de) / Não incomodar DNDO Call Diversion (Reencaminhamento) Call Forwarding Unconditional (Transferência incondicional) CFU

N

N

N

N

N

N

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Call Forwarding Busy CFB (Transferência no caso de ocupado) Call Forwarding No Reply Call Deflection (Redireccionamento) Charging Features (Facilidades de taxação) Advice of Charge at Call Setup Advice of Charge during Call Advice of Charge at the end of the call AOC-S AOC-D AOC-E CFNR CD

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y N

Y N

Y N

Y N

Y N

Y N

N Y Y

N Y Y

N Y Y

N Y Y

N Y Y

N Y Y

Tabela 10-3

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-6

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

Facilidades

Abreviatura

ECMAQSIG

ISO-QSIG

CorNet-N CorNet-NQ CorNet-IP SIP-Q V2 (rede TDM) (rede TDM) (rede IP) (rede IP)

Additional Network Features (Facilidades de rede adicionais) Path Replacement PR (Optimização de rotas) Reencaminhamento Message Waiting Indi- MWI cation (Indicação de mensagem em espera) Malicious Call Identifi- MCID cation / Identificação de chamadas maliciosas User-to-User Signalling UUS Y Y Y Y Y Y Y Y Y Y Y Y Y N Y Y N Y

---

---

---

N

N

N

--Y Y Y Y

--Y Y Y Y

Y Y Y Y N

Y Y Y Y Y

Y Y Y Y Y

Y Y Y Y Y

Hold / Enquiry / Alter- CH nating / Reter/ Alternar Call Transfer (Transfe- CT rência de chamada) Conference (Conferên- CONF cia) Recall (Retrieval of RE Transfered Calls) (Chamada de retorno) Single-Step Call Trans- SSCT fer (Blind Transfer) Emergency Call (Cha- ECS1 mada de emergência) Direct Media Connecti- DMC on (Ligação directa de média) Attendant Interception (Intercep- CINT ção) PNP Private Numbering Plan (Plano de numeração privado)

Y N N

Y N N

N Y N

Y Y N

Y Y Y

Y Y Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

N

N

---

N

N

N

Tabela 10-3

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 10-7

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

Facilidades

Abreviatura

ECMAQSIG

ISO-QSIG

CorNet-N CorNet-NQ CorNet-IP SIP-Q V2 (rede TDM) (rede TDM) (rede IP) (rede IP)

Server/CSTA Features Call Identification and CIDL Linkage / global call ID Plus-Features (Facilidades adicionais) Routing of Charge Data (roteamento de dados de ligação) CHT Y Y N Y Y Y Y Y N Y Y Y

Routing of Busy moni- EST tor Data (roteamento de dados de monitor ocupado) Change Class of Servi- RPC ce (comutação de classe de acesso) Reset telephone lock RPC (repor bloqueio do telefone) Callback to mailbox (Rechamada para a caixa de correio) (with Message waiting indication - com MWI) CSTA Command Information (Informação de comando CSTA)

Y

Y

N

N

Y

Y

Y

Y

N

Y

Y

Y

Y

Y

N

Y

Y

Y

N

N

Y

Y

Y

Y

---

---

N

Y

Y

Y

Tabela 10-3
1

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7

O HiPath 3000 suporta ECS em CorNet-NQ do seguinte modo: – ECS é activado quando há a marcação de um número de emergência definido. – as chamadas com ECS são reencaminhadas preferencialmente, se possível. – ECS contém um LIN, que pode ser indicado num Public Safety Answering Point (Central de Emergência). Se o destino é um cliente do HiPath 3000, não há mais análises, por ex., uma sinalização especial de chamada.

10-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

10.1.2

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 e do HiPath 4000 V4

Condições: Numeração fechada ou aberta Significado das abreviaturas: --- = não relevante, Y = implementado, N = não implementado
Facilidades Abrevi- Interworking Interworking atura HiPath 4000/ HiPath 4000/ HiPath 3000 HiPath 3000 (SIP-Q V2) (CorNet-IP) Interworking Interworking Interworking QSIG no HiPath 4000/ Rede DSS1 p/ HiPath 3000 HiPath 3000 HiPath 3000 (CorNet-NQ (CorNet-NQ) (CorNet-Q <-> ISO<->DSS1) QSIG) Y Y Y --Y ---

Basic Call Segmentation (Segmentação) Generic Procedures (Procedimentos genéricos)

BC

Y Y

Y Y

Procedimentos genéricos GF funcionais (ROSE ADPUs) Requirements of GF for a Transit PBX Procedimentos genéricos para o controlo de serviços suplementares para chamadas sem êxito Transporte de informação específica do fabricante Marcas de classe Call Completion (Recha- CC mada) Call Completion to busy Rechasubcriber (Rechamada em mada caso de ocupado) no caso de ocupado

Y Y Y

Y Y Y

Y Y Y

-------

-------

Y Y

Y Y

Y Y

--Y

--Y

Y

Y

Y

Y

Y

Tabela 10-4

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 e do HiPath 4000 V4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-9

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

Facilidades

Abrevi- Interworking Interworking atura HiPath 4000/ HiPath 4000/ HiPath 3000 HiPath 3000 (SIP-Q V2) (CorNet-IP)

Interworking Interworking Interworking QSIG no HiPath 4000/ Rede DSS1 p/ HiPath 3000 HiPath 3000 HiPath 3000 (CorNet-NQ (CorNet-NQ) (CorNet-Q <-> ISO<->DSS1) QSIG) N Y Y

Call Completion on no reply / Rechamada em caso de livre Busy Calls (Chamadas ocupadas) Call Intrusion (Intercalação)

CCNR

N

N

CI

N Y Y

N Y Y

N Y Y

N N Y

Y Y Y

Call Offering (Chamada em CO espera) Call Waiting (Segunda cha- CW mada) Number Identification (Identificação de número) Calling Line Identification CLIP (Identificação da linha chamadora) Presentation (Indicação) Calling Line Identification CLIR (Identificação da linha chamadora) Restriction (Supressão) Connected Line Identificati- COLP on Presentation Connected Line Identificati- COLR on Restriction Name Identification (Identificação do nome) Calling / Connected Name CNIP Identification Presentation Calling / Connected Name CNIR Identification Restriction (Supressão)

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y Y

Y Y

Y Y

Y Y

Y Y

Y Y

Y Y

Y Y

N N

Y Y

Tabela 10-4

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 e do HiPath 4000 V4
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-10

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

Facilidades

Abrevi- Interworking Interworking atura HiPath 4000/ HiPath 4000/ HiPath 3000 HiPath 3000 (SIP-Q V2) (CorNet-IP)

Interworking Interworking Interworking QSIG no HiPath 4000/ Rede DSS1 p/ HiPath 3000 HiPath 3000 HiPath 3000 (CorNet-NQ (CorNet-NQ) (CorNet-Q <-> ISO<->DSS1) QSIG) N N N

Do Not Disturb (Override) Não incomodar Call Diversion (Reencaminhamento)

DND/ DNDO

N

N

Call Forwarding Unconditi- CFU onal (Transferência incondicional) Call Forwarding Busy (Transferência no caso de ocupado) Call Forwarding No Reply CFB

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

Y

CFNR

Y N

Y N

Y N

Y N

Y N

Call Deflection (Redireccio- CD namento) Charging Features (Facilidades de taxação) Advice of Charge at Call Setup Advice of Charge during Call AOC-S AOC-D

N Y Y

N Y Y

N Y Y

N Y Y

N Y Y

Advice of Charge at the end AOC-E of the call Additional Network Features (Facilidades de rede adicionais) Path Replacement (Optimização de rotas) Reencaminhamento Indicação de mensagem em espera / Informação MWI PR

Y Y Y N

Y Y Y N

Y Y Y N

N Y Y N

Y Y Y N

Malicious Call MCID Identification / Identificação de chamadas maliciosas User-to-User Signalling UUS

Y

Y

Y

N

N

Tabela 10-4

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 e do HiPath 4000 V4 10-11

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

Facilidades

Abrevi- Interworking Interworking atura HiPath 4000/ HiPath 4000/ HiPath 3000 HiPath 3000 (SIP-Q V2) (CorNet-IP)

Interworking Interworking Interworking QSIG no HiPath 4000/ Rede DSS1 p/ HiPath 3000 HiPath 3000 HiPath 3000 (CorNet-NQ (CorNet-NQ) (CorNet-Q <-> ISO<->DSS1) QSIG) Y Y Y

Hold / Enquiry / CH Alternating / Retenção / Alternar Call Transfer (Transferência CT de chamada) Conference (Conferência) CONF Recall (Retrieval of Transfe- RE red Calls) (Chamada de retorno) Single-Step Call Transfer (Blind Transfer - Transferir antes da chamada) SSCT

Y

Y

Y Y N

Y Y N

Y Y N

N Y N

Y Y Y

Y

Y

Y

N

N

Emergency Call (Chamada ECS de emergência) Direct Media Connection DMC (Ligação directa de média) Attendant Interception (Intercepção) CINT

Y Y

Y Y

Y Y

Y N

N N

N N

N N

N N

N N

Y N

Private Numbering Plan PNP (Plano de numeração privado) Server/CSTA Features Call Identification and Linkage / global call ID Plus-Features (Facilidades adicionais) Routing of Charge Data CHT (Encaminhamento de taxação) Routing of Busy monitor EST Data (roteamento de dados de monitor ocupado) CIDL

N

N

N

N

Y

N

N

N

N

Y

N

N

N

N

N

Tabela 10-4 10-12

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 e do HiPath 4000 V4
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

Facilidades

Abrevi- Interworking Interworking atura HiPath 4000/ HiPath 4000/ HiPath 3000 HiPath 3000 (SIP-Q V2) (CorNet-IP)

Interworking Interworking Interworking QSIG no HiPath 4000/ Rede DSS1 p/ HiPath 3000 HiPath 3000 HiPath 3000 (CorNet-NQ (CorNet-NQ) (CorNet-Q <-> ISO<->DSS1) QSIG) N N Y

Change Class of Service (Comutação da classe de acesso)

RPC

N

N

Reset telephone lock RPC (Repor o bloqueio do telefone) Callback to mailbox (Rechamada para a caixa de correio) (with Message waiting indication - com MWI) CSTA Command Information (Informação de comando CSTA)

N

N

N

N

Y

Y

Y

Y

N

N

N

N

N

N

N

Tabela 10-4

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000/5000 V7 e do HiPath 4000 V4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-13

Ligação em rede Facilidades suportadas dependendo do protocolo de rede

10.1.3

Facilidades de ligação em rede do HiPath 3000 V7 R4 e do HiPath 8000 V3.1 R2

É suportada apenas a utilização do HiPath 3000 como gateway para as redes públicas digitais (RDIS, T1, CAS) ao HiPath 8000. São válidas as seguintes condições:
● ● ●

HiPath 3000 a partir da V7 R4 HiPath 8000 a partir da V3.1 R2 Ligação em rede através de SIP-Q V2 (protocolo QSIG, encapsulado no Session Initiation Protocol (SIP)) A ligação de Workpoints IP, analógicos ou digitais ao HiPath 3000 não está autorizada e não é suportada. A activação de licenças HiPath ComScendo não é necessária no HiPath 3000. A Signaling & Payload Encryption (SPE) não é suportada. A utilização do HiPath 3000 como Survivable Media Gateway (SMG) com um HiPath 8000 não é suportada.

● ● ●

Estão disponíveis as seguintes facilidades:
● ●

Music on Hold (MoH) para as extensões do HiPath 8000 Blind Transfer (Transferência antes do atendimento) das extensões do HiPath 8000

10-14

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Funcionamento como sistema secundário

10.2

Funcionamento como sistema secundário

Programação das facilidades, ver Manager E Funcionamento como sistema secundário Definição HiPath 3000/5000 pode ser ligado como sistema secundário a um sistema principal e ser incluído nas suas funções. O tráfego pode ser efectuado tanto através de ligações directas entre os sistemas, como também de linhas da rede ou ligações ponto-a-ponto. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x Módulo de linhas de rede digital V1.0 ou sup.

– –

Módulo de linhas Módulo de lide rede digital ou nhas de rede diMódulo TMEW2 gital (E&M) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup.

Pré-requisitos de SW

Dependências/Restrições Tema Numeração fechada Dependência/Restrição No caso de numeração fechada, os códigos de rota devem ser apagados para as rotas CorNet, os códigos de acesso à rede pública permanecem. A função LCR deve estar activada no sistema para acesso à rede pública. Para as rotas CorNet que podem ocupar uma linha de rede noutro sistema, o segundo código de acesso da rota de rede pública deve ser registado por esse sistema.

LCR Rotas CorNet

Linhas de rede analó- Nas linhas de rede analógicas a sinalização para o sistema principal gicas é executada por meio de flash (não por terra).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-15

Ligação em rede Ligação em rede SIP / SIP-Q

10.3

Ligação em rede SIP / SIP-Q

Programação das facilidades, ver Manager E Integração em rede SIP Definição A partir do HiPath 3000/5000 V7, é possível a ligação em rede através de SIP-Q V2 (protocolo QSIG, encapsulado no Session Initiation Protocol (SIP)) com HiPath 2000, HiPath 3000, HiPath 4000, HiPath 5000 e HiPath 8000. A utilização do protocolo SIP-Q permite o acesso a um volume maior de facilidades. A Tabela 10-3 e a Tabela 10-4 informam as facilidades suportadas. O HiPath 3000 pode ser utilizado como:
● ●

um gateway para PSTN para terminais SIP do HiPath 5000 um gateway para PSTN para terminais SIP ligados directamente

Mais além, são suportadas as ligações SIP aos operadores de VoIP, possibilitando, assim, a telefonia DSL. Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x – SIP, V7 ou sup. SIP-Q, V7 R4 ou sup.

x –

– – –

10-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Ligação em rede SIP / SIP-Q

10.3.1

Ligação em rede IP com SIP, ligação de operador

A ligação em rede SIP com "native SIP" é utilizada para a ligação de operadores SIP aos sistemas hiQ 8000 ou HiPath 8000 V1.0. Neste caso, o módulo do gateway HG 1500 regista-se no "SIP registrar" do operador. São suportados um proxy SIP principal e dois backup. É oferecida apenas uma configuração manual do servidor SIP (endereço IP e porta). Reconhecimento de endereço O reconhecimento do endereço é efectuado através do servidor SIP configurado:

Para as chamadas para o operador SIP, espera-se o número de telefone E.164 do chamador na mensagem SIP INVITE. Para as chamadas do operador SIP, o número de telefone E.164 do chamador e do sistema oposto chamado é enviado para o servidor SIP através da mensagem SIP INVITE. Parte-se do princípio de que o servidor SIP efectuará o mapeamento do endereço – – – de/para SIP URIs, ou de/para TEL URIs de/para os números E.164, inclusive os números de ampliação PNP

Facilidades suportadas com "native" SIP
● ●

CLIP/CLIR COLP/COLR

Servidor SIP suportado
● ●

SURPASS hiQ 8000 HiPath 8000 V1.0

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-17

Ligação em rede Rede de junções (E&M)

10.4

Rede de junções (E&M)

Programação das facilidades, ver Manager E Junção através de TIEL Definição O módulo TMEW2 (HiPath 3800) possibilita o tráfego de junção com outros sistemas de comunicação privados. Estes módulos dispõem de quatro junções analógicas bidireccionais com sinalização E&M. Cada junção possui 8 fios: canal de voz de entrada (2), canal de voz de saída (2), sinalização de entrada (2) e sinalização de saída (2). Tráfego de junção com TIEL Os canais de voz são comutáveis para o funcionamento em quatro ou dois fios. Para garantir a alta qualidade da transmissão, é aconselhável a ligação a quatro fios às redes analógicas. Os canais de voz separados para entrada e saída têm a vantagem de não afectar a estabilidade (eco) de uma ligação. Além disso, é possível compensar as perdas de atenuação da linha através de um amplificador no sistema de transmissão. Os canais de sinalização E&M possibilitam a troca de sinais que controlam o estabelecimento e o corte da chamada. É possível escolher entre diferentes tipos de interfaces, levando em consideração as necessidades do sistema a ser ligado ou do sistema de transmissão. As interfaces variam na quantidade de fios e nos potenciais. As facilidades de LCR do HiPath 3000 podem ser implementadas para suportar um plano de marcação coordenado em esquemas de rede simples. HiPath 3000 suporta o desvio de chamadas externo através desses tipos de linhas de junções e pode ser utilizado para desviar o tráfego de entrada para destinos de atendimento em outros postos. A transparência de facilidades não é possível no esquema de rede simples, porém, com a utilização das linhas de junção E&M analógicas ou das T1/D4 standard, é possível executar rotas económicas. Antes da colocação em serviço, deve ser esclarecido qual o tipo de interface suportado pelos dois sistemas. Tráfego de junção com TMEW2 Os canais de voz estão configurados de forma fixa para o funcionamento com quatro fios (dois fios para o canal de entrada, dois fios para o canal de saída). Os canais de voz separados para entrada e saída têm a vantagem de não afectar a estabilidade (eco) de uma ligação. Além disso, é possível compensar as perdas de atenuação da linha através de um amplificador no sistema de transmissão. Os canais de sinalização E&M possibilitam a troca de sinais que controlam o estabelecimento e o corte da chamada. HiPath 3800 suporta apenas o tipo de interface 1A.

10-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Rede de junções (E&M)

Antes da colocação em serviço de uma junção, é necessário assegurar-se de que ambos os sistemas envolvidos suportam o tipo de interface 1A. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x TMEW2 V5.0 ou sup.

– – –

– – –

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-19

Ligação em rede Numeração

10.5

Numeração

Programação das facilidades, ver Manager E Numeração Definição Em redes privadas é possível atribuir números de extensão, códigos de acesso à rede pública e códigos para facilidades de acordo com um plano de numeração definido pelo cliente. HiPath 3000/5000 suporta os seguintes tipos de numeração:

Numeração fechada Requer que todos os números de extensão sejam inequívocos na rede. Toda extensão da rede pode chamar uma outra extensão, marcando o respectivo número de telefone. Numeração aberta Significa que uma extensão é identificada através do seu número de nó (número do sistema) e de extensão. Com isto, é possível que extensões de nós (sistemas) diferentes possam ter o mesmo número de telefone. Numeração E.164 (a partir da V7 para todos os sistemas) A numeração pode ser fechada ou aberta. Não é necessário um número de nó. As extensões são acessíveis através de um número de telefone público, ou seja, o número E.164. Cada extensão está representada com o seu respectivo número E.164, o qual pode ser apresentado na forma optimizada. A vantagem da numeração E.164 é o acesso directo a uma extensão através de um número de telefone, sem a necessidade de marcar o número de telefone do nó.

>

Uma rede HiPath 5000 RSM só pode ter uma numeração fechada.

Numa rede HiPath 3000/5000, é necessário seleccionar o mesmo tipo de numeração para todos os nós. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x –

x –

x –

10-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Numeração

Tema Pré-requisitos de SW

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

V1.0 ou sup.; V1.0 ou sup.; V5.0 ou sup.; V5.0 ou sup.; E.164: V7 ou E.164: V7 ou E.164: V7 ou E.164: V7 ou sup. sup. sup. sup.

Dependências/Restrições Tema Numeração Dependência/Restrição A numeração interna só pode ser alterada através do HiPath 3000/ 5000 Manager E ou Manager T.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-21

Ligação em rede Plano de numeração E.164

10.6

Plano de numeração E.164

Tipos de numeração:

Numeração fechada Os números de telefone são unívocos numa localidade. O número de nó não é necessário. As extensões são enderaçadas através de seus números de telefone internos. Numeração aberta Os números de telefone não são unívocos numa localidade. É necessário um número de nó. O número de telefone de nó é posto antes do número interno na saída.

A partir do HiPath 3000/5000 V7, há a numeração E.164 adicionalmente a esses tipos de numeração.

>

Uma rede HiPath 5000 RSM só pode ter uma numeração fechada.

A facilidade Plano de numeração E.164 permite a ligação em rede dos sistemas de cliente situados em diferentes locais ou no mundo inteiro. As extensões são acessíveis através de um número de telefone público, ou seja, o número E.164 no formato nacional ou internacional. Cada extensão está representada com o seu respectivo número E.164, o qual pode ser apresentado na forma optimizada. A vantagem é o acesso directo a uma extensão através de um número de telefone, sem a necessidade de marcar antes o número de telefone do nó. Os requisitos de um plano de numeração resultam do seguinte:
● ● ●

Os clientes com vários locais possuem geralmente um plano de numeração aberto. Existem clientes a actuar em várias cidades dentro de um país ou em vários países. Os clientes não querem marcar o código de nó mais o número de telefone, pois isto significa a manutenção de uma lista telefónica adicional. A marcação de números de telefone públicos, por exemplo, de listas telefónicas próprias ou através do LDAP deve continuar a ser possível. Além do nome, o número de telefone deve ser indicado num comprimento razoável, ou seja, tão curto quanto possível, sem os códigos nacional e local e sem o número de telefone local. O esquema de numeração deve ser apropriado para todos os tipos de rede de forma universal e diferentes plataformas.

Na ligação em rede E.164, não é mais necessária uma atribuição de certas áreas de numeração aos respectivos locais. Caso uma extensão mude de um local para outro, o técnico pode configurar o actual número da extensão no novo local, desde que este ainda esteja livre aí.

10-22

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Plano de numeração E.164

A ligação em rede no plano de numeração E.164 significa, que as extensões internas da rede podem ser marcadas através de um número E.164. Se E.164 não estiver activado, será marcado então, como de hábito, o número de extensão ou o número de nó mais o número de extensão. É necessário activar o flag E.164 em todo o sistema, para que possa haver o envio de um número de telefone interno no formato E.164. Até agora, isto era impossível. A configuração do Type of Number (tipo de número) do número da extensão chamada só é possível com LCR activo. O formato E.164 é suportado nos seguintes elementos de informação:
● ● ● ● ●

Calling Party Number (número de extensão interno) Additional Party Number (número de marcação directa) Connected Number (número ligado) Called Party Number (número da extensão chamada) Diverted Number (número reencaminhado)

Estes números são atribuídos, em E.164, basicamente ao Numbering Plan (NP) = RDIS. O Type of Number (tipo de número) é geralmente definido para internacional, entretanto, pode ser também configurado para nacional ou assinante. Através de LCR, o sistema determina como será a marcação para a extensão e como será a apresentação final do número de telefone na linha. No caso da marcação de saída, deve ser observada a segunda avaliação de marcação no HG 1500 (avaliação do número de telefone do gateway de voz HG 1500). Procedimento para a ligação em rede com HiPath 5000 RSM Uma rede HiPath 5000 RSM pode ser integrada numa rede E.164 (por ex., ligação em rede com HiPath 4000), entretanto, com a seguinte restrição: as extensões da rede HiPath 5000 RSM só podem ser acedidas através de seus números de extensão internos, pois, nesta rede, todas as extensões estão registadas nas tabelas CAR com os seus números internos do HiPath 5000 RSM. Para aceder a uma marcação interna na rede RSM, o número de extensão chamada tem de ser encurtado. Para tal, cada nó tem de saber os números de telefone RDIS de todos os outros nós. As extensões externas à rede HiPath 5000 RSM são acedidas com o número de telefone E.164. Uma rede HiPath 5000 RSM só pode ter uma numeração fechada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-23

Ligação em rede Classe de acesso com CorNet-N

10.7

Classe de acesso com CorNet-N

Programação das facilidades, ver Manager E Acesso à rede em CorNet Definição No HiPath 3000, o tráfego como sistema secundário é suportado por CorNet. O sistema pode funcionar como nó terminal (sistema sem acesso à rede pública, só rota CorNet), nó de trânsito (sistema com no mínimo 2 rotas CorNet, sem linhas de rede) e gateway (sistema com acesso à rede pública e rotas CorNet). Além da funcionalidade Basic Call (estabelecimento de chamada de saída e de entrada) é suportada também a facilidade Classe de acesso. Se o HiPath 3000 estiver a funcionar em rede, quando uma linha CorNet for ocupada, a classe de acesso atribuída à extensão será verificada e transmitida ou recebida na rota de entrada (transferência da classe de acesso). A transferência da classe de acesso a um sistema de gateway é efectuada toda vez que ocorrer uma ocupação de saída e uma extensão atender uma chamada na forma normalizada. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Restrições Dependências/Restrições Tema Autorizações

HiPath 3800

HiPath 3550 HiPath 3500

HiPath 3350 HiPath 3300

HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x –

x – só como subsistema

– – – –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. como sistema principal ou subsistema

Dependência/Restrição Para a atribuição de classes de acesso, há 15 classes: Interna (0) ● Acesso indirecto (1) ● Rede local (2-13, abrange 6 listas de permissão e 6 de proibição) ● Acesso directo (14)

10-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Classe de acesso com CorNet-N

Tema Classes de acesso para dois sistemas ligados da rede

Dependência/Restrição No caso de ocupação da rede por uma extensão do sistema secundário (com classe de acesso 2-13) através do sistema principal é executada sempre a primeira lista de proibição do sistema principal. Por isso, a primeira lista de proibição do sistema principal deveria ser deixada livre para a análise das extensões do sistema secundário. As classes de acesso 0, 1 e 14 do sistema secundário são mantidas.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-25

Ligação em rede Taxação em rede

10.8

Taxação em rede

Programação das facilidades, ver Manager E Taxação em rede Definição Em rede, é efectuado o registo local da taxação por cada servidor de comunicação. O registo de taxação do HiPath 3000/5000 não é influenciado pela rede. A taxação das chamadas de saída são registadas como sempre, desde que sejam transmitidas pelo servidor de comunicação master. Nos ambientes com servidores de comunicação slave sem rede pública própria, a taxação originada pelo master é registada centralmente no servidor de comunicação master (taxação central). As informações de taxação das chamadas de entrada (p. ex., transferência de uma chamada sujeita a taxação vinda de outro sistema da rede) são protocoladas na taxação central para a chamada de entrada. Cada servidor de comunicação só pode registar chamadas que foram encaminhadas nas suas próprias linhas ou chamadas de trânsito. Através de um sistema central de registo de taxação, os dados da taxação podem ser registados da interface RS-232 de cada servidor de comunicação.

>

A partir da versão 4.0 funciona o roteamento CDR. Com a ampliação do protocolo Cornet, os dados de taxação podem ser transferidos de um sistema para outro.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service/ RSM

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Buffer Dependência/Restrição Se um servidor de comunicação em rede dispõe de acesso local à rede pública, é possível utilizar um Buffer para a taxação.

10-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Taxação em rede

Tema

Dependência/Restrição

Chamada para a rede Se uma extensão efectua uma chamada para à rede pública através pública através do ou- de outro sistema, a taxação é registada no sistema que ocupa a linha tro sistema de rede, como tipo de chamada 6 (de saída, não comutada)!

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-27

Ligação em rede Chamada de entrada

10.9
Definição

Chamada de entrada

Uma chamada de entrada através de CorNet é tratada como uma chamada interna. A avaliação de marcação pode ser configurada no servidor de comunicação de tal forma que todos os clientes Workpoint do HiPath 3000/5000 sejam acessíveis através do prefixo correspondente. O número de telefone do Cliente Workpoint corresponde ao plano de numeração externo e é avaliado de acordo com este. Na chamada, são transmitidas as seguintes informações ao sistema que chama:
● ● ●

Classe de acesso Número do Cliente Workpoint Nome do utilizador

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

10-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Consulta / Transferência / Atendimento

10.10
Definição

Consulta / Transferência / Atendimento

A consulta de uma extensão do HiPath 3000/5000 a uma extensão de um servidor de comunicação da rede é estabelecida primeiro através de um canal B. A ligação propriamente, caso seja possível, é efectuada através da optimização de rotas (Path Replacement) (a activação da optimização de rotas (Rerouting) ocorre após "Connect"). Caso contrário, a chamada permanece no segundo canal B. A transferência de uma chamada externa para uma extensão da rede em CorNet é efectuada com a transmissão do número de telefone, nome e classe de acesso das extensões A e C. O atendimento por parte do servidor de comunicação em rede é possível, se a chamada está caracterizada como consulta. Se a chamada é atendida pela extensão consultada, a chamada é comutada para "Trânsito", obedecendo ao comando do servidor de comunicação principal e a extensão que iniciou a consulta é desligada. Se a chamada é desligada pela extensão consultada, verifica-se a comutação automática para a chamada retida. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Transferência antes do É possível a transferência antes do atendimento para uma extensão atendimento livre ou ocupada de qualquer sistema da rede. Grupos de captura de Se for utilizada uma parte dos canais B de um T1 para aplicações de chamada com Fractio- dados (por exemplo com um servidor de dados), esses canais B denal T1s vem ser bloqueados para a utilização através dos grupos de captura de chamada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-29

Ligação em rede Chamada de retorno

10.11
Definição

Chamada de retorno

A chamada de retorno em rede é activada, quando uma transferência antes do atendimento não pode ser executada. Isto não é válido em toda a rede, apenas localmente. Nas redes homogéneas HiPath 3000/5000, é activada uma chamada de retorno à extensão que efectuou uma chamada de um nó a outro, em caso de não atendimento desta. Nas redes não homogéneas, a chamada de retorno é activada, em caso de não atendimento, a um posto de intercepção do sistema que transferiu ou à extensão que efectuou a chamada, conforme a configuração do sistema não HiPath 3000/5000. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

10-30

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Chamada em espera

10.12
Definição

Chamada em espera

A chamada em espera em rede é tratada como uma chamada em espera interna. Nas chamadas em espera são geradas mensagens de canal D. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-31

Ligação em rede Sinalizações diferentes em rede

10.13
Definição

Sinalizações diferentes em rede

As chamadas são analisadas na rede e sinalizadas. As chamadas da rede CorNet são tratadas e sinalizadas como chamadas internas. CorNet disponibiliza diferentes tipos de sinalização interna e externa. As chamadas entre as extensões da rede são sinalizadas com sinais de chamar internos, enquanto que as chamadas de rede pública encaminhadas através de CorNet são sinalizadas com sinais de chamar externos. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

10-32

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Rechamada no caso de livre / ocupado

10.14
Definição

Rechamada no caso de livre / ocupado

A facilidade Rechamada também pode ser activada para toda a rede. A interface de utilizador é a mesma de uma rechamada interna. Em vez do Cliente Workpoint interno, é guardado e indicado o número da extensão da rede. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-33

Ligação em rede Indicação do número/nome

10.15

Indicação do número/nome

Programação das facilidades, ver Manager E Indicação do número e do nome Definição HiPath 3000/5000 enviam através de ligações CorNet o número de telefone e o nome do chamador. Da mesma forma, nas chamadas de entrada, é indicado o nome (se houver) em vez do número. São suportadas maiúsculas e minúsculas. É possível configurar se deve haver a indicação do nome ou do número do chamador. HiPath 3000/5000 transmite o número e o nome (se houver) da extensão que chama através do canal D RDIS. Quando chamadas internas e externas são encaminhadas através de CorNet-N a outro nó, os canais B de um segmento de linha T1 devem ser divididos para o tráfego interno e externo. Neste caso, pode ocorrer, que nem todos os 23 canais B estejam disponíveis para determinadas ligações. No caso de uma chamada de entrada por uma linha RDIS de outro nó, a ID de chamador do utilizador que chama é recebida no Optiset E, no optiPoint 500 ou no OpenStage TDM do HiPath 3000/5000. Uma chamada RDIS transferida ou reencaminhada pelo HiPath 3000/5000 (através de uma extensão ou de um equipamento processador de voz) transmite a ID de chamador da extensão que chama ao nó seguinte. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Supressão do número Dependência/Restrição A indicação do número/nome pode ser activada/desactivada por qualquer utilizador com a função Supressão do número.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-34

Ligação em rede Desvio de chamadas com roteamento

10.16

Desvio de chamadas com roteamento

Programação das facilidades, ver Manager E Desvio de chamadas com reencaminhamento Definição A fim de optimizar o aproveitamento do canal B, pode ser efectuado o roteamento para um desvio de chamadas através de CorNet. A extensão A do sistema 1 chama a extensão B do sistema 2. A extensão B activou um desvio para a extensão C do sistema 1. Os dois canais B entre os sistemas 1 e 2 são libertados. Isto significa, que a ligação é efectuada directamente no sistema 1. Para tal, é necessário que o roteamento esteja activado nos dois sistemas. Os utilizadores dos sistemas HiPath 3000/5000 podem reencaminhar suas chamadas de entrada internas e/ou externas às extensões do mesmo sistema, a um outro nó dentro da rede privada ou a um número da rede pública (desde que esta facilidade esteja autorizada pela administração do sistema). A transferência automática é possível com a utilização das pseudoportas da gestão de chamadas em HiPath 3000/5000. Os pseudo-números são utilizados para a identificação e controlo. Um pseudo-número é um número de telefone/marcação directa, atribuído a uma porta, à qual não está atribuída a nenhum equipamento físico. São atribuídos em Programar extensão (HiPath 3000/5000 Manager E) e podem ser configurados com um nome e com informações de controlo da gestão de chamadas. Não podem ser programados como teclas de destino nos telefones Optiset E, optiPoint ou OpenStage. Os pseudo-números podem ser desviados com o código para "Serviços associados" (*83) a partir de uma extensão, que activou o flag de autorização para "Serviços associados". O Rerouting (reencaminhamento) pode ser configurado na base de dados da seguinte forma:
● ● ●

Rerouting está desactivado Rerouting só, quando a rota é conhecida Rerouting está sempre activado

> >

Esta opção só está disponível na rede CorNet e deve estar activada igualmente nos dois sistemas interligados.

O Rerouting não pode ser activado para a rota 16 (junção IP).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-35

Ligação em rede Desvio de chamadas com roteamento

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

10-36

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Path Replacement (Optimização de rotas)

10.17

Path Replacement (Optimização de rotas)

Em geral, Path Replacement (Optimização de rotas) é suportada em todos os protocolos (Cor Net-N, CorNet-NQ, QSig), sempre que a KDS for permitida. No caso da ligação em rede de vários sistemas HiPath, pode ocorrer o seguinte problema: A extensão A chama B e esta desvia as suas chamadas para C. As extensões A e C estão ligadas no mesmo sistema, designado como Nó 1 no gráfico, e B no Nó 2. Primeiramente, a chamada com desvio ocupa duas linhas entre os dois sistemas citados; esta ocupação é desnecessária. A optimização de rotas soluciona o problema -- também no caso de envolvimento de mais de dois sistemas.

Figura 10-2

Optimização de rotas entre sistemas integrados em rede

>

Para chamadas com telefones IP não é executada a optimização de rotas.

A optimização de rotas também é executada nos sistemas HiPath 3000 e 5000 ligados em IP, mas não entre o HiPath 3000 e outros sistemas. Na ligação em rede IP entre um sistema HiPath 3000, 4000 ou 8000, a optimização de rotas não ocorre, uma vez que não é possível a comutação da ligação sem haver uma interrupção. O tipo de ligação em rede, se 3000-3000, 3000-5000, 3000-4000 ou 3000-8000, é detectado automaticamente, não sendo necessário um parâmetro de configuração.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-37

Ligação em rede Path Replacement (Optimização de rotas)

Regra geral:

Path Replacement apenas é executada após a ligação, as optimizações durante a fase de sinalização de chamada são efectuadas mediante a facilidade de reencaminhamento (Rerouting). Path Replacement é activada antes de Primary End (normalmente, esta é a extensão retida anteriormente). Na função de Secondary End, o HiPath3000 tenta mesmo assim executar uma Path Replacement diferida (ver os requisitos abaixo).

Path Replacement é executada nas seguintes situações:
● ●

Após situações de transferência "Connect" após desvio ou transferência (caso possa ser detectado com base na informação de facilidade)

Excepções:
● ● ●

Ligação após sinalização acústica ou chamada de grupo Basic Call (Chamada básica) sem facilidades Se após uma transferência, estiverem ligados apenas terminais TDM no mesmo nó, o segmento de IP será também optimizado (em caso de terminais TDM situados em nós diferentes e ligados através de IP Trunking, não haverá a optimização). Para conferência não há optimização. Se durante a execução de Path Replacement for iniciada uma outra facilidade, Path Replacement é interrompida.

● ●

A facilidade DMC (Direct Media Control) utiliza as mensagens de Path Replacement como mensagens portadoras para informações adicionais de DMC.

10-38

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Comunicação alternada

10.18
Definição

Comunicação alternada

Entre sistemas da rede são válidas as mesmas condições descritas em Comunicação alternada, Isto significa que com esta facilidade os utilizadores podem comutar entre chamadas, inclusive as chamadas efectuadas ou atendidas nas linhas CorNet. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Reter Dependência/Restrição A extensão retida não pode efectuar a comunicação alternada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-39

Ligação em rede Conferência

10.19
Definição

Conferência

Entre sistemas da rede, são válidas as mesmas condições descritas em Conferência. Os utilizadores de terminais de voz no HiPath 3000/5000 podem, se necessário, efectuar ligações de conferência internas e externas através de linhas locais ou linhas CorNet. A quantidade máxima de extensões de conferência está limitada a cinco pelo sistema. Uma extensão de um outro nó, ligada à conferência através de CorNet, pode incluir outras extensões dentro do seu próprio nó, utilizando a sua própria ligação de conferência. As informações actualizadas do HiPath 3000/5000 (quantidade de extensões em conferência) não são indicadas às extensões de uma conferência dentro de um outro nó. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Conferência Dependência/Restrição Só é possível efectuar conferências entre terminais telefónicos.

10-40

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Posto de operadora central

10.20
Definição

Posto de operadora central

No caso de posto de operadora central, as funções transferência e chamada de retorno são suportadas na rede. Um posto de intercepção local pode transferir chamadas interceptadas através de uma extensão da rede (com desvio de chamadas). Os pseudo-números também podem ser introduzidos e transferidos a um sistema remoto para aplicações centrais de atendimento de chamadas. Para transferir o pseudo-número ao destino, deve ser utilizada a facilidade "Serviço associado". O posto de transbordo central pode ser configurado com CorNet-NQ mesmo sem pseudo-extensão. A configuração é efectuada em: Parâmetros do sistema - Transbordo / Operadora Posto de transbordo central. O número da extensão que chama é indicado no display da operadora, caso disponível. Não existe uma indicação de display específica para Intercepção; é utilizado o mesmo display de chamadas de entrada externas. A partir da versão 4.0, o motivo da intercepção também será indicado em toda a rede. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Sinalização de ocupa- Podem ser incluídas no máximo 100 extensões por sistema em rede do central (nó). optiClient Attendant Caso seja utilizada a funcionalidade interna de Attendant do servidor BLF, é possível incluir todas as extensões dos sistemas integrados. Neste caso, as informações BLF são obtidas directamente dos nós através de TCP/IP, não sendo portanto roteadas através de CorNet-IP. Todas as extensões do nó central podem ser incluídas independentemente do servidor BLF.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-41

Ligação em rede Posto de operadora central

Tema

Dependência/Restrição

Posto de operadora na As seguintes funções só podem ser utilizadas nos próprios nós/zorede nas: ● Autorizar linhas externas ● Intercalar ● Reserva de linha ● Sistema de procura de pessoas SPP ● Taxação no posto de atendimento (com impressão) ● Parquear ● Bloqueio central ● Transferência de linhas livres

10-42

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Sinalização de ocupado em toda a rede (através do Presence Manager)

10.21

Sinalização de ocupado em toda a rede (através do Presence Manager)

Definição O Presence Manager, um serviço no servidor Feature, possibilita a sinalização dos estados de comutação da extensão "Livre", "Ocupado" e "Sinal de chamar" nos LEDs dos terminais Optiset E e optiPoint de uma rede HiPath 3000/5000. Premindo as respectivas teclas, é possível efectuar uma captura de chamada. A sinalização dos estados de comutação de uma extensão apenas é possível se o Presence Manager puder configurar um ponto de monitor CSTA nesta extensão. Por exemplo, o estado de um número MULAP não pode ser sinalizado, porque não é possível configurar um ponto de monitor CSTA para esse tipo de número. Para gerar mensagens CSTA é preciso inicializar o serviço TAPI170. Para uma captura de chamadas em todos os nós é preciso que sejam definidos códigos de linha inequívocos na rede. A programação das teclas é efectuada pelo utilizador e só é possível se a selecção automática de rota estiver activada. Na programação no próprio terminal não é importante se se trata de uma tecla de linha interna ou para toda a rede. Na programação efectuada no HiPath 3000/ 5000 Manager E diferencia-se entre função interna, externa ou função interna da rede. Se o Presence Manager não estiver disponível, por ex., devido à falha do servidor Feature ou serviço TAPI170 não inicializado, é possível chamar a respectiva extensão premindo a tecla programada. A sinalização dos estados de comutação da extensão não é efectuada e não é possível a captura de chamada. O Presence Manager é um serviço sem interface de utilizador, que é inicializado com o servidor Feature. Não é necessário efectuar programações, pois todos os dados são derivados automaticamente através da sincronização da troca de dados entre a base de dados do HiPath 5000 e o Presence Manager. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service/RSM

x – V5.0 ou sup.

x – V3.0 ou sup.

x – V3.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-43

Ligação em rede Sinalização de ocupado em toda a rede (através do Presence Manager)

Dependências/Restrições Tema MULAP e grupos Dependência/Restrição MULAP e grupos não são suportados pelo Presence Manager. Não há sinalização de LED e nem a possibilidade de captura de chamadas. Os terminais S0 não são suportados pelo Presence Manager.

Terminais S0

10-44

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Sinalização de ocupado em toda a rede nooptiClient Attendant

10.22
Definição

Sinalização de ocupado em toda a rede nooptiClient Attendant

O único destino de uma sinalização de ocupado para todo o sistema numa rede HiPath 2000/ 3000/5000 é o posto de operadora central optiClient Attendant. Esta facilidade é possível em redes com numeração fechada ou aberta. Os sistemas (nós) da rede podem avisar estados de funcionamento de extensões seleccionadas para o posto de operadora central optiClient Attendant. Podem ser sinalizados os seguintes estados de funcionamento dos terminais:
● ● ●

Livre interno ocupado externo ocupado

a ser chamado
● ●

Não incomodar Desvio

>

O estado "a ser chamado" apenas pode ser indicado em nós centrais. Assim, o Attendant pode efectuar uma captura de chamada através do BLF. Em chamada, os nós da rede indicam "Interno ocupado" para evitar que seja efectuada uma captura de chamada.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.2 ou sup.

x – V1.2 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-45

Ligação em rede Sinalização de ocupado em toda a rede nooptiClient Attendant

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Sinalização de ocupado centra- As extensões do nó central podem ser todas incluídas. loptiClient Attendant Caso seja utilizada a funcionalidade interna de Attendant do servidor BLF, é possível incluir todas as extensões dos sistemas integrados. Neste caso, as informações BLF são obtidas directamente dos nós através de TCP/IP, não sendo portanto roteadas através de CorNet-IP. Todas as extensões do nó central podem ser incluídas independentemente do servidor BLF.

10-46

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Utilização de servidores de correio de voz centrais

10.23
Definição

Utilização de servidores de correio de voz centrais

As extensões de qualquer sistema da rede podem programar um desvio para o correio de voz central. As chamadas recebidas são sinalizadas nas extensões do HiPath 3000/5000 através de "Mensagem em espera". A consulta do correio de voz central é possível através da marcação por multifrequência. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-47

Ligação em rede DISA Interno (Direct Inward System Access Internal)

10.24

DISA Interno (Direct Inward System Access Internal)

Esta facilidade representa uma forma simplificada para a activação e execução de determinadas facilidades num outro nó HiPath 3000/5000. O procedimento DISA só pode ser utilizado dentro de uma rede HiPath AllServe. A facilidade que permite utilizar as facilidades em HiPath 3000/5000 através de uma ligação externa, continua a existir de forma inalterada. Para a activação da facilidade, cada nó HiPath 3000/5000 possui um número DISA inequívoco em todo o HiPath AllServe. As seguintes facilidades podem ser activadas através de DISA interno numa rede HiPath AllServe para todos os nós:
● ● ● ● ●

Autorizar trinco eléctrico através de relé Desvio remoto Lig./des. interruptor Serv. nocturno Excluir da chamada colectiva/de grupo

Não é possível a ocupação de rede pública através de DISA interno. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

10-48

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede Marcação abreviada central com o servidor de facilidades HiPath 5000

10.25

Marcação abreviada central com o servidor de facilidades HiPath 5000

A marcação abreviada central pode ser utilizada como sempre para qualquer nó para efectuar ligações externas. A utilização conjunta dos destinos de marcação abreviada de uma memória central (HiPath 3000/HiPath 5000) não é possível, uma vez que cada nó coloca a sua própria memória de marcação abreviada central à disposição. O servidor de facilidades HiPath AllServe serve, porém, para a configuração central de todos os nós. Para tal, os dados de marcação abreviada central são guardados de forma redundante numa memória única. Através de um mecanismo de actualização, estes dados são copiados em cada nó. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service/ RSM

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-49

Ligação em rede QSig

10.26
Definição

QSig

A ligação em rede dos sistemas HiPath entre si é efectuada geralmente através de CorNet. A ligação em rede dos sistemas HiPath com outros sistemas só é possível com o protocolo de sinalização QSig, comum a todos os fabricantes. As facilidades abaixo são suportadas pelo HiPath 3000/5000 nas redes homogéneas. HiPath 3000/5000 pode funcionar num ambiente QSig como nó terminal, nó de trânsito e gateway. Os protocolos QSig utilizados como opção baseiam-se nas seguintes especificações:

ECMA V1.0 e ECMA V2.0 (só para a facilidade Mensagem em espera) com as especificações parciais – ETS 300172: Basic Call / ECMA 143 – ETS 300239: Generic Functions / ECMA 165 Especificações parciais ISO – ISO 11572: Basic call, ID identifications (CLIP, CLIR, COLP, COLR) – ISO 13868: Name Identification (Identificação do nome) – ISO 13869: Call Transfer (Transferência de chamada) – ISO 13870: Call completion (Call completion busy, Call completion no reply) – ISO 13873: Call forward unconditional – ISO 15506: Message Waiting Indication

A rede funciona como um sistema. Através da linha S0, são transmitidos:
● ● ● ● ●

Pedido de rechamada Número Nome Party Category Transit Counter

Se uma extensão B tem a classe de acesso "0" (sem acesso) para uma linha QSig, não pode atender uma chamada QSig (call pick up, tecla de linha) de entrada para outra extensão. Todavia, é possível uma chamada directa ou a transferência de chamada para a extensão B.

10-50

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede QSig

Interworking com outros protocolos

CorNet-N Para todas as facilidades implementadas tanto para CorNet-N quanto para QSig, é possível o interworking QSig e vice-versa. Excepto para a facilidade Rechamada (CCBS/ CCNR) e Mensagem em espera (MWI = Message Waiting Indication), uma vez que os processos de registo entre os dois protocolos e entre dois nós são muito diferentes. ETSI São válidas as mesmas exigências de interworking como entre CorNet-N e ETSI.

Facilidades suportadas

Plano de numeração – Plano de numeração RDIS (ISDN Numbering Plan) – Não são suportados planos de numeração privados. Taxação – No próprio sistema, sem alteração. – Não há transmissão de taxação no trânsito Marcação directa (externa) – No próprio sistema, sem alteração. – Não é possível marcação directa no tráfego de trânsito. Consulta – No próprio sistema, sem alteração. – Para outro sistema de comunicação: é possível a consulta através da segunda linha, ou seja, a ligação é comutada pelo próprio sistema de comunicação através de dois canais B. É possível a transferência. Em caso de corte por uma extensão, a última chamada retida volta ao telefone que a reteve. Rechamada – Pode ser activada a rechamada em caso de livre (CCNR) ou de ocupado (CCBS) para o outro sistema de comunicação. CCNR pode ser activada numa extensão livre ou a efectuar uma chamada de espera. CCBS pode ser executada nos seguintes casos: extensão ocupada em um ou vários níveis, extensão em consulta, em conferência ou extensão activou Não incomodar. – Uma rechamada não pode ser activada para um destino de desvio, uma extensão de chamada de grupo ou Linha colectiva, Babyphone ou porteiro eléctrico. – As rechamadas são apagadas em caso de reset do sistema, falha da linha, alteração da programação de portas ou manualmente. São apagadas também nas chamadas AB e BA.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-51

Ligação em rede QSig

Desvio – Para a optimização da utilização do canal B, é realizado um desvio através do protocolo, correspondendo à especificação "Call Forwarding/Partial Rerouting". Em caso de rejeição de "Partial Rerouting", é activado "Forward Switching". – Se o Hicom 150 E Office/HiPath 3000 funcionar como gateway, é efectuado "Forward Switching" (também nas rotas 2 QSig). Indicação do nome – São transmitidas apenas letras MAIÚSCULAS. É possível configurar se é indicado o nome ou o número do chamador.

Outras facilidades QSIG-/QSIG+ Como QSIG+ são entendidas todas as facilidades efectuadas além das facilidades standard QSIG. Com base nas facilidades QSIG, são suportadas as seguintes funções para um posto de atendimento central (AFT/posto de operadora) ligado ao sistema de comunicação A6: – Intercepção (CINT, Call interception) ) – Intercalação (CI, Call intrusion) ) – Chamada de retorno na rede (RE, Recall) Taxação central através de QSIG Se for activada uma taxação central através de QSIG, a taxação baseada nos impulsos deve ser configurada no sistema de comunicação. A taxação central através de QSIG não suporta a taxação baseada nos custos. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

10-52

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede QSig

10.26.1

Facilidades básicas

Plano de numeração
● ●

Plano de numeração RDIS Não são suportados planos de numeração privados.

Taxação Marcação directa (externa)
● ●

No próprio sistema, sem alteração. Não é possível marcação directa no tráfego de trânsito.

Consulta
● ●

No próprio sistema, sem alteração A outro sistema: é possível a consulta através da segunda linha, ou seja, a ligação é comutada pelo próprio sistema através de dois canais B. É possível a transferência. Em caso de corte por uma extensão, a última chamada retida volta ao telefone que a reteve.

Rechamada

Pode ser activada a rechamada em caso de livre (CCNR) ou de ocupado (CCBS) para o outro sistema. CCNR pode ser activada numa extensão livre ou a efectuar uma chamada de espera. CCBS pode ser executada nos seguintes casos: extensão ocupada em um ou vários níveis, extensão em consulta, em conferência ou extensão activou Não incomodar. Uma rechamada não pode ser activada para um destino de desvio, uma extensão de chamada de grupo ou Linha colectiva, Babyphone ou porteiro eléctrico. As rechamadas são apagadas em caso de reset do sistema, falha da linha, alteração da programação de portas ou manualmente. Também são apagadas em caso de chamadas A –> B e B –> A.

Desvio
● ●

É suportada apenas a variante de QSig CFU (Call Forwarding Unconditional). Para a optimização da utilização do canal B, é realizado um desvio para um posto terminal do sistema principal através do protocolo, correspondendo à especificação "Call Forwarding/Partial Rerouting". Em caso de rejeição de "Partial Rerouting", é activado "Forward Switching". Se o HiPath 3000/5000 tem a função de gateway, é executado o "Forward Switching".

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-53

Ligação em rede QSig

Indicação do nome São transmitidas apenas letras MAIÚSCULAS. É possível configurar se é indicado o nome ou o número do chamador.

>
10.26.2

É suportada a indicação do nome para todas as chamadas originadas na rede. Só nos EUA: as informações de nome são indicadas também para chamadas da rede pública através de junções.

Posto de operadora

Esta função está disponível apenas para trânsito.

10.26.3

Intercepção

Para o funcionamento em rede é possível configurar no HiPath 3000/5000 um número externo como posto de operadora. Em caso de intercepção dentro de um servidor de comunicação devido aos critérios locais, a chamada é transferida ou é feita intercepção para o número (externo) programado no servidor de comunicação. Apenas as intercepções internas são reencaminhadas do posto de intercepção central para o posto de intercepção nocturno. As intercepções externas continuam a ser sinalizadas no posto de intercepção diurno, porém não são atendidas. Um transbordo para o posto da operadora é implementado de acordo com a especificação de QSig CINT (Call Interception). Uma informação essencial para este caso é o motivo de intercepção, o qual é transmitido em forma codificada. Uma intercepção é sempre executada através de um segundo canal B para evitar possíveis problemas em caso de ligação em rede com diferentes sistemas.

10.26.4

Origem de intercepção

Como origem de intercepção, pode ser transmitida ao destino de intercepção a sequência de caracteres marcada ou o número da extensão que originou a intercepção. No HiPath 3000/5000 é indicado só o número da extensão que originou a intercepção. Na transferência de chamada e na Linha colectiva, trata-se da extensão que foi chamada em primeiro lugar. Em caso de marcação errada ou incompleta, não há a transmissão de informação.

10-54

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede QSig

10.26.5

Intercalar

Uma extensão da rede autorizada (por ex., o posto de operadora central ou uma extensão do HiPath 3000/5000 autorizada a intercalar) pode intercalar-se numa chamada em curso de uma extensão da rede. Em caso de conferência no HiPath 3000/5000 não é possível a intercalação. A programação é efectuada de acordo com a especificação de QSig CI (Call Intrusion). A intercalação em toda a rede com QSig é tratada pelo HiPath 3000/5000 como uma intercalação interna. Isto significa que qualquer extensão que possui autorização para intercalação interna, também está autorizada a intercalar-se em toda a rede. Com a intercalação, a chamada entre dois interlocutores passa a ser entre três.

10.26.6

Chamada de retorno

Com esta facilidade é activada uma chamada de retorno à extensão que originou uma chamada na rede, se essa, p. ex., não foi transferida com êxito. A programação é efectuada de acordo com a especificação de QSig RE (Recall).

10.26.7

Mensagem em espera MWI, Message Waiting Indication

Esta facilidade possibilita activar e apagar a "tecla de caixa de correio" (sinalização de rechamada). É suportado o envio (menu de serviço ou código) a partir dos estados em repouso, a chamar, ocupado e em chamada e a recepção de mensagens. Os textos de aviso não podem ser seleccionados. Como o protocolo não suporta a transmissão da informação de texto, no receptor é recebida e eventualmente indicada, por definição, a mensagem "Favor rechamar". A origem de uma mensagem pode também ser um servidor de correio de voz central na rede QSig. Neste caso, é indicado o nome programado para o acesso de rechamada (Call Back Access) deste servidor de correio de voz. Não é permitido o envio de uma mensagem para um correio de voz. No sistema Octopus E 300/800, a facilidade Mensagem em espera (MWI, Message Waiting Indication) é suportada ou para correio de voz ou para outra extensão. Se estiver ligado um correio de voz, a facilidade deve ser bloqueada para outras extensões.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-55

Ligação em rede QSig

10.26.8

Sinalização de ocupado da central para todo o sistema

Esta facilidade é suportada apenas para o Octopus E 300/800 (A6, a partir da versão 6.3) da Telekom alemã. O destino da sinalização de ocupado para todo o sistema é exclusivamente o posto de atendimento central AFT do Octopus E 300/800. Os sistemas da rede QSig podem avisar estados de funcionamento de extensões seleccionadas para o posto de atendimento central de um sistema (pode ser tanto sistema principal, como subsistema). Podem ser sinalizados os seguintes estados de funcionamento dos terminais:
● ● ● ●

livre interno ocupado externo ocupado defeituoso

O plano de numeração nesta rede deve ser fechado, o sistema central deve estar acessível através da primeira porta QSig programada do sistema remoto. Os estados de funcionamento não podem ser transmitidos através de sistemas que funcionem como gateway ou nó de trânsito.

10.26.9

Repor código de bloqueio (a partir de V3.0 SMR-3)

O código individual de bloqueio de uma extensão ligada em rede através de QSig+, pode ser reposto ao valor standard "00000" através de ampliações específicas de fabricante do protocolo QSig (QSig+). A reposição é efectuada através do código "Repor bloqueio central/código" ou da selecção da respectiva opção no menu de serviço. Em seguida, há a solicitação para introduzir o número da extensão (se necessário, com o código de rota). A introdução deve ser confirmada com a respectiva tecla ou com a tecla "#" nos terminais sem display. Requisitos para repor o código de bloqueio:

O número do terminal, a partir do qual a reposição deve ser efectuada, deve estar registado como extensão para "Bloqueio central" (programação do sistema). Os sistemas devem estar ligados em rede através do protocolo QSig+ com a variante ISO QSig.

10-56

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Ligação em rede QSig

10.26.10 Comutação de classe de acesso (a partir de V3.0 SMR-3)
Programação das facilidades, ver Manager E Comutação de classe de acesso O bloqueio de uma extensão interligada em rede através de QSig+ pode ser activado com a facilidade "Bloqueio central/Comutação de classe de acesso central", através de ampliações do protocolo QSig (QSig+) específicas do fabricante. Os efeitos no telefone são idênticos àqueles do bloqueio individual: com o bloqueio activado, o acesso às linhas de rede da extensão é reduzido para uma classe de acesso configurada em todo o sistema (programação prévia = 1). A comutação da classe de acesso é activada através do código "Bloqueio central" ou da selecção do respectivo registo no menu de serviço. Em seguida, há a solicitação para introduzir o número da extensão (se necessário, com o código de rota). Nos terminais com display, a activação ou a desactivação do bloqueio é oferecida após a conclusão da introdução através da tecla de confirmação. Após a confirmação da selecção é indicado um texto de confirmação. Nos terminais sem display, o bloqueio pode ser activado com a tecla "*" e desactivado com a tecla "#". Estas teclas caracterizam ao mesmo tempo a introdução completa do número da extensão. Requisitos para a comutação da classe de acesso:

O número do terminal, a partir do qual a comutação deve ser efectuada, deve estar registado como extensão para "Bloqueio central" (programação do sistema). Os sistemas devem estar ligados em rede através do protocolo QSig+ com a variante ISO QSig.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

10-57

Ligação em rede QSig

10-58

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Supervisão remota dos sistemas HiPath (Fault Management)

11
11.1
Vista geral

Facilidades através de LAN/WAN
Supervisão remota dos sistemas HiPath (Fault Management)

A supervisão remota, também denominada de Fault Management, é um serviço prestado pelo fabricante (Siemens), que visa aliviar seus clientes das tarefas de manutenção. O objectivo é detectar os erros antes que esses se manifestem, ou seja, antes que os clientes percebamnos, através do registo dos primeiros sinais de avaria. O centro de serviço do fabricante detecta o mal funcionamento eventual de um módulo de software ou a falha de um módulo e regista, se se trata de um erro importante. A supervisão remota também detecta, se os limites de carga estão próximos de ser alcançados. Pode ser programada no sistema HiPath através do Manager E e no módulo HG 1500 através do WBM. Para mais informações, consultar o manual "HiPath Fault Management V 3.0 Rel. 5 - Plugin para HiPath 3000/5000". A instalação do programa "Fault Management" está descrita no parágrafo "Instalar o HiPath Fault Management" do manual de serviço do HiPath 3000/5000 V7. Classes de erro Os erros podem ser classificados nas três classes A, B e C, que significam:
● ● ●

Os erros da classe A podem ser eliminados pelo próprio pessoal do cliente. Os erros da classe B requerem a actuação de um técnico de assistência do fabricante. Os erros da classe C são relevantes para o departamento de desenvolvimento do fabricante.

A configuração standard prevê apenas o envio de mensagens da classe de erro B ao centro de serviço. SNMP Os sistemas de telecomunicações podem ser supervisionados remotamente através da Internet com o protocolo Simple Network Management Protocol (SNMP). O SNMP é apropriado especialmente para a supervisão e administração de elementos de rede, inclusive dos próprios sistemas HiPath 3000/5000.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-1

Facilidades através de LAN/WAN Supervisão remota dos sistemas HiPath (Fault Management)

O SNMP realiza:

a execução de tarefas de manutenção remota (estado de porta online, bloquear e libertar portas, verificar portas livres, etc.). a activação do HiPath 3000/5000 através da família de protocolos TCP/IP. a visualização do estado de funcionamento de um HiPath 3000/5000. o acesso aos dados por aplicações de gestão externas, como por ex., HiPath Fault Management, HP Open View ou IBM Tivoli no HiPath 3000/5000 (através de mensagens SNMP como GET, SET, TRAP). a transmissão de erros relevantes para o serviço.

● ● ●

O volume de dados a serem administrados através de SNMP é definido nas bases de dados de informação de gestão (MIBs). As MIBs são modelos de dados que descrevem os elementos de rede a ser administrados numa forma predefinida. As mensagens de erro enviadas através da Internet são denominadas traps de SNMP.

11-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Administração de HiPath 3000/5000 através da interface LAN

11.2
Definição

Administração de HiPath 3000/5000 através da interface LAN

A administração do HiPath 3000/5000 é possível a partir de um computador pertencente à rede LAN. HiPath 3000
Central Board

LAN LAN

PC com HiPath 3000/5000 Manager E

Figura 11-1

Exemplo: Administração do HiPath 3000 através da interface LAN

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V5.0 V1.2
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x HG 1500

x V1.2

x V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-3

Facilidades através de LAN/WAN CSTA via IP

11.3
Definição

CSTA via IP

Para CSTA via IP é utilizado o protocolo de controlo de transmissão TCP (Transmission Control Protocol). É efectuada uma ligação "link" fixa, em que a perda de pacotes de dados é identificada e corrigida automaticamente. A ligação simultânea através de LAN ao HiPath 3000/5000 é possível no máximo para três clientes/aplicações CSTA, ou seja, estes podem utilizar CSTA via IP simultaneamente. São possíveis restrições para as aplicações que utilizam determinados serviços. A Message Registration, por exemplo, só pode ser iniciada por uma aplicação. Aplicações externas HiPath 3000/5000 Cliente CSTA LAN Cliente CSTA Cliente CSTA Cliente CSTA Figura 11-2 HiPath 3000/5000 - CSTA via IP No máximo 3 clientes CSTA (aplicações externas) podem aceder ao sistema simultaneamente.

Servidor TCP/IP

A porta TCP (7001) do servidor TCP/IP implementado no HiPath 3000/5000 e o endereço IP devem ser conhecidos pela aplicação externa, para que esta possa aceder aos HiPath 3000/ 5000. Os pacotes de dados de uma aplicação com o destino HiPath 3000/5000, ou seja, com o endereço IP HiPath, com a porta TCP 7001 e o tipo de protocolo TCP são assumidos para continuar seu processamento.

11-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN CSTA via IP

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x HG 1500 V5.0

x V1.2

x V1.2

x V5.0 ou sup., utilizar CSP

HG 1500 / LIM

Dependências/Restrições Tema LIM/LIMS Dependência/Restrição LIMS está libertado para o HiPath 3800 para a administração, a gestão de falhas e a facturação. Outras facilidades ou outros protocolos não são suportados através de LIMS! LIM para HiPath 33x0 e HiPath 35x0 pode ser utilizado para as aplicações CTI/CSTA em associação com TAPI 120 (no máximo 6 extensões). Outras facilidades ou outros protocolos não são suportados através de LIM! SimplyPhone para Outlook via LIM é suportado a partir da versão 6.0.

SimplyPhone for Outlook sobre LIM

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-5

Facilidades através de LAN/WAN Taxação central via IP

11.4
Definição

Taxação central via IP

A saída dos dados de taxação só pode ser iniciada uma vez no HiPath 3000/5000, pelo que apenas uma aplicação pode utilizar esta função. Existem três possibilidades de utilização, a fim de suportar as diferentes aplicações. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V5.0 V1.2
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service/RSM

x

x HG 1500

x V1.2

x V5.0 ou sup.

11.4.1

Cliente TFTP no HiPath 3000/5000
Aplicação externa Protocolo TFTP Servidor TFTP Servidor alternativo

HiPath 3000/5000 Cliente TFTP

Figura 11-3

Taxação central via IP - cliente TFTP no HiPath 3000/5000

Os dados de taxação são enviados do cliente TFTP (HiPath 3000/5000) ao servidor TFTP (aplicação externa), controlados através de um temporizador programável e de um valor limite fixo da memória temporária de dados de taxação (80 % de ocupação da memória temporária). Quando a ligação com o servidor TFTP não puder ser efectuada, é activado um servidor opcional. Se esta ligação também não for possível, é gerado um trap SNMP (mensagem de erro) ("Impossível a saída de dados."). A cada 60 segundos, há uma nova tentativa de ligação. Se houver um transbordo da memória temporária de dados de taxação, é efectuado um registo de erro no Error History. Os endereços IP do servidor TFTP e o temporizador devem ser configurados com HiPath 3000/5000 Manager E.

11-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Taxação central via IP

11.4.2

Cliente TCP nos HiPath 3000/5000
Aplicação externa Protocolo TCP Servidor TCP

HiPath 3000/5000 Cliente TCP

Figura 11-4

Taxação central via IP - Cliente TCP no HiPath 3000/5000

Quando são produzidos os dados de taxação, o cliente TCP (HiPath 3000/5000) efectua uma ligação TCP/IP com um servidor TCP externo (aplicação externa) e transmite os dados. A ligação permanece activa, de forma que novos dados possam ser enviados imediatamente. Cada conjunto de dados é transmitido individualmente. O endereço TCP/IP do servidor (porta TCP e endereço IP) devem ser configurados com HiPath 3000/5000 Manager E.

11.4.3

Servidor TFTP nos HiPath 3000/5000
Aplicação externa Protocolo TFTP Cliente TFTP Cliente TFTP

HiPath 3000/5000 Servidor TFTP

Figura 11-5

Taxação central via IP - cliente TFTP no HiPath 3000/5000

A aplicação externa (cliente TFTP) solicita a saída dos dados de taxação. Para tal, necessita efectuar um ligação e especificar o serviço (GET taxação central.txt), recebendo então todos os dados de taxação acumulados. A ligação é cortada depois da transmissão. Nota: em Firewall, deve estar especificado o endereço IP do cliente TFTP e programado o flag de aplicação "Taxação". A aplicação pode solicitar os dados de taxação de forma autónoma ou controlada através de um trap SNMP (ver Parágrafo 11.1). O trap SNMP ("Dados disponíveis") é transmitido à aplicação externa pelo HiPath 3000/5000 e gerado através de um valor limite configurável da memória temporária de dados de taxação (0 a 80% de ocupação da memória). O valor limite deve ser configurado com HiPath 3000/5000 Manager E.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-7

Facilidades através de LAN/WAN Administração remota dos HiPath 3000 através de PPP

11.5
Definição

Administração remota dos HiPath 3000 através de PPP

É possível a administração de diferentes sistemas HiPath 3000 a partir de um centro de serviço via PPP (Point to Point Protocol). Para tal, cada HiPath 3000 é acedido através de sua interface PSTN (Public Switching Telephone Network). No centro de serviço, é necessário registar um número de router (número de marcação directa) para cada interface PSTN, com o qual o HiPath 3000 pode ser acedido externamente. Este número não é o mesmo utilizado para a administração executada pelo modem digital (canal B) ou modem analógico (IMODC) integrados.

>

Para serviço de modem analógico são válidos os seguintes valores característicos/ parâmetros (para IMODC): Baudrate: 9600 Bd, 19200 Bd, 38400 Bd ou 57600 Bd.

A ligação entre o centro de serviço e o HiPath 3000 é possível através do modem digital (canal B) ou o modem analógico (IMODC) integrados. Nos dois casos, a troca de dados é efectuada com base no protocolo Point-to-Point (PPP). HiPath 3000
PSTN (rede de telecomunicações Rede de telecomunicações digital)
Interface PSTN

Central Board Modem

Centro de serviço PC de serviço com HiPath 3000/5000 Manager E

Figura 11-6

Administração remota dos HiPath 3000 através de PPP

Se o estabelecimento de chamada deve ser efectuado por rechamada, a tentativa de ligação do centro de serviço (HiPath 3000/5000 Manager E) é primeiro recusada pelo HiPath 3000. Em seguida, é efectuada uma rechamada no número (Calling Party Number) do centro de serviço, transmitido através do canal D da ligação PSTN.

11-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Administração remota dos HiPath 3000 através de PPP

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x CBSAP V5.0 ou sup.

x CBCC ou CBRC V1.2 ou sup.

x CBCC ou CBRC V1.2 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-9

Facilidades através de LAN/WAN Administração remota de produtos Plus através de PPP

11.6
Definição

Administração remota de produtos Plus através de PPP

Os produtos Plus podem ser administrados de forma central a partir de um centro de serviço através de HiPath 3000. O HiPath 3000 oferece apenas o meio de transmissão. A administração de facto dos produtos Plus é efectuada com softwares especiais, como por exemplo, pcANYWHERE. HiPath 3000 é acedido através de sua interface PSTN (Public Switching Telephone Network) pelo centro de serviço. Os produtos Plus ligados a uma LAN são acedidos através da interface LAN do HiPath 3000. HiPath 3000O funciona praticamente como um router. No centro de serviço, é preciso registar um número de router (de marcação directa) para a interface PSTN, com o qual o HiPath 3000 pode ser acedido externamente. HiPath 3000
PSTN (rede de telecomunicações Rede de telecomunicações digital)
Interface PSTN

Central Board Modem

Centro de serviço PC de serviço com HiPath 3000/5000 Manager E

LAN LAN

Produtos Plus Figura 11-7 Exemplo de administração remota de produtos Plus via PPP

A ligação entre o produto Plus e o centro de serviço é possível através do modem digital integrado (canal B) ou do modem analógico integrado (IMODC). Nos dois casos, a troca de dados é efectuada com base no protocolo Point-to-Point (PPP).

>
11-10

Se um produto Plus suportar os traps SNMP, estes podem ser transmitidos do HiPath 3000 ao centro de serviço.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Administração remota de produtos Plus através de PPP

Mecanismo de acesso O acesso do centro de serviço à LAN cliente e vice-versa é controlado através de uma lista com no máximo 20 estruturas de parceiro, contendo as seguintes informações:

o endereço IP do centro de serviço (= parceiro PSTN no centro de serviço) para a ligação da LAN cliente ao centro de serviço e para a transmissão automática de mensagens de erro (traps SNMP). o número de marcação directa (parte do plano de números) para a identificação directa desta estrutura de parceiro. até 5 números de parceiro PSTN, os quais são assinalados como de entrada (para a identificação da estrutura de parceiro, em caso de marcação do número de router) e/ou como de saída (para ser utilizado como endereço de rechamada). Short Hold Modus sim/não – Se "Short Hold = sim" for seleccionada, uma ligação inactiva PSTN será desactivada após um tempo configurável (tempo de Short Hold). Quando houver novos pacotes de dados a transmitir, a ligação (transparente para o utilizador) é estabelecida de novo. Este mecanismo também é chamado de activação/desactivação dinâmica de ligação. Consequentemente, só haverá custos quando a linha for realmente utilizada. Com "Short Hold = não", a ligação PSTN permanece activa até à recepção do critério de fim.


Tempo Short Hold Este parâmetro é o tempo em segundos, depois do qual uma ligação PSTN inactiva é cortada. Rechamada sim/não – Se estiver seleccionado "Rechamada = sim", a tentativa de ligação é primeiro recusada. Em seguida, é efectuada uma rechamada ao primeiro número especificado como de saída da estrutura de parceiro encontrada. O estabelecimento de ligação é repetido três vezes e em seguida, é utilizado o número de saída seguinte. Depois de três tentativas sem êxito com o último registo, a rechamada não é mais executada. Com "Rechamada = não", a ligação é efectuada imediatamente.


Modem analógico no sistema oposto Seleccionado "Sim", é utilizado o protocolo V.34 numa ligação de saída através de uma linha RDIS no canal B.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-11

Facilidades através de LAN/WAN Administração remota de produtos Plus através de PPP

IP mapping sim/não Esta opção possibilita uma atribuição inequívoca de endereços IP nas diferentes LANs de cliente através do mapeamento de endereços, quando houver clientes diferentes com endereços IP iguais. – Se estiver seleccionado "IP mapping = sim", um endereço IP de cliente que aparece várias vezes pode ser atribuído a um endereço IP inequívoco "virtual". É possível o mapeamento IP de até 20 registos de endereço. Exemplos: Transferência de dados IP da LAN de cliente ao centro de serviço através da interface PSTN: o IP de LAN de cliente é convertido pelo HiPath 3000 em IP de LAN virtual. Transferência de dados IP do centro de serviço à LAN de cliente através da interface PSTN: o IP de LAN virtual é convertido pelo HiPath 3000 em IP de LAN de cliente. – Com "IP mapping = não" o mapeamento de endereço IP não é possível.

Mecanismos de segurança para o estabelecimento da chamada PAP (PPP Authentication Protocol) e/ou CHAP (Challenge-Handshake Authentication Protocol), através dos quais é determinado, – – se o produto Plus (cliente) deve autenticar-se junto ao HiPath 3000 (host) ou se o HiPath 3000 (host) deve autenticar-se junto ao produto Plus (cliente).

A autenticação é efectuada através da identificação de utilizador e da senha. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V5.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x HG 1500 V1.2 ou sup.

x V1.2 ou sup.

– – –

11-12

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN VPN Virtual Private Network

11.7
Definição

VPN Virtual Private Network

O HiPath toma como base uma Rede privada virtual (VPN) para Internet. Uma VPN utiliza a infra-estrutura pública da Internet. Os mecanismos de codificação e autenticação IPSec asseguram que os locais ligados em rede, os acessos para teletrabalhadores e a inclusão de colaboradores autónomos no fluxo de comunicação da empresa sejam protegidos contra o acesso externo não autorizado, permanecendo assim "privados". Há dois tipos de ligação à rede:
● ●

Site-to-site VPN (integração em rede da empresa) Remote Access VPN (acesso remoto dos colaboradores em serviço externo)

As facilidades VPN são:

Suporte básico do sistema Funcionalidade VPN com os sistemas HiPath Licenciamento dos mecanismos de codificação IPSec da integrada "Light Weight Certification Authority". Túnel: Esta é uma ligação VPN segura a um outro gateway VPN ou a um cliente VPN Autenticação IPSec: Autenticação e confiança por meio de ESP "Light Weight Certification Authority" (LWCA) integrada Ligação dos teletrabalhadores à VPN (Safenet Sentinel) Automatic Reconnect (Religação automática das ligações da Internet após um corte obrigatório)

● ● ● ● ● ●

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x Módulo HG 1500

x

– – –

V5.0 ou sup. V5.0 ou sup. V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-13

Facilidades através de LAN/WAN Domain Name Service dinâmico DynDNS

11.8

Domain Name Service dinâmico DynDNS

DynDNS permite atribuir um nome de host fixo aos endereços IP, atribuídos dinamicamente pelos fornecedores de serviços de Internet, para as ligações DSL. Através do serviço DynDNS, é possível o acesso ao Gateway a partir de diferentes locais, sem a necessidade de se conhecer o actual endereço IP do mesmo.

>

DynDNS funciona apenas em associação com linhas DSL, não funcionando com uma ligação à Internet do tipo Call-By-Call (por ex., através de RDIS).

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema VPN Dependência/Restrição DynDNS não é uma facilidade que só funciona associada à VPN. Esta facilidade é independente, permitindo a VPN com operadores que distribuem endereços IP dinâmicos, mas também funcionando sem uma VPN.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x Módulo HG 1500

x

– – –

V6.0 ou sup. V6.0 ou sup. V6.0 ou sup.

11-14

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Ampliações de serviço I/O

11.9
Definição

Ampliações de serviço I/O

As extensões do HiPath 3000/5000 podem comunicar-se com aplicações externas através da interface CSTA, graças à nova facilidade Serviços I/O com ampliações da interface CSTA. As extensões comunicam-se com a aplicação do seguinte modo: 1. 2. as introduções do utilizador (através de teclas) são enviadas da extensão à aplicação informações de display são enviadas da aplicação às extensões

Esta facilidade é realizada de forma semelhante ao Serviço de dados I/O do HiPath 4000. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V6.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x CSTA V6.0 ou sup.

x V6.0 ou sup.

x V6.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-15

Facilidades através de LAN/WAN Ampliações de serviço I/O

11.9.1
Definição

Interface CSTA

O utilizador da extensão pode aceder a uma aplicação CSTA através da selecção de sua ID de aplicação, caso a aplicação tenha sido registada no sistema HiPath. Uma aplicação registada pode aceder a uma extensão de forma autónoma (por ex., para confirmar uma acção no display). Uma sessão I/O pode ser iniciada através de um código de facilidade ou uma tecla de função. A tecla de função permite iniciar, retomar e parar uma sessão I/O; o LED da tecla de função indica o estado da sessão I/O (pronto, activo, interrompido). Durante uma sessão I/O, o utilizador pode controlar a aplicação através das teclas de navegação, do teclado de marcação, das teclas Mais/Menos, do teclado alfanumérico (optiset Memory), das teclas programáveis e das Softkeys (CMI). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW V6.0 ou sup.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x CSTA V6.0 ou sup.

x V6.0 ou sup.

x V6.0 ou sup., utilizar CSP

Dependências / Restrições

A facilidade Serviço I/O estará disponível nos telefones com display Siemens. (UP0, telefones IP Stimulus, telefones de conforto CMI). Não existe uma opção de configuração que possa bloquear o acesso de uma extensão qualquer ao Serviço I/O. Podem estar registadas no máximo 10 aplicações num sistema. Apenas um utilizador pode utilizar por vez uma sessão I/O. No caso de interrupção de uma sessão (estado "suspended"), não é possível iniciar uma outra sessão I/O; a sessão interrompida deve ser terminada primeiro. Um utilizador só pode iniciar um sessão I/O no estado "Inactivo (idle)" ou "Chamada iniciada".

● ●

11-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Signaling & Payload Encryption (SPE) – Codificação

11.10
Vista geral

Signaling & Payload Encryption (SPE) – Codificação

Esta facilidade está disponibilizada a partir do HiPath 3000/5000 V7 R4. Tanto os dados de sinalização como os de carga útil podem ser codificados na LAN de forma específica para a extensão. Codificação dos dados de sinalização e de carga útil:

Signaling Encryption: A transmissão de sinal entre o gateway (HG 1500) e os clientes (porex., optiPoint 420, optiClient 130) é codificada com uma chave de 128 Bit. Para a transmissão, é utilizado o protocolo TLS com codificação AES. O mesmo mecanismo (TLS, AES) é utilizado para a rede IP. Payload Encryption: Os dados de carga útil, também denominados de voz ou payload, são transmitidos através do Secure Real-time Transport Protocol (SRTP) e codificados com uma chave de 128 Bit (AES). O SRTP também é utilizado para o Trunking IP (HG 1500). O processo de troca das chaves para SRTP é denominado Multimedia Internet Keying ou, abreviadamente, MIKEY 0.

Licenciamento Não são necessárias licenças para a codificação. O Central License Server (CLS) gera sempre licenças ComScendo + licenças de canal B (licenças de segurança) automaticamente. Algoritmos de codificação Para a codificação são utilizados os algoritmos AES e RSA, com comprimentos de chave de 128 e 1024 Bit respectivamente, sendo o primeiro simétrico e o segundo, assimétrico. O algoritmo RSA soluciona o problema da troca de chaves, que o AES deve utilizar. Os terminais não trocam as chaves directamente entre si, e sim, através do gateway; com isso, não há a criação de um par de chaves públicas e privadas para cada terminal. Os dados de carga útil e de sinalização são codificados com o AES. Codificação dos dados de sinalização Os certificados podem ser gerados pelo Deployment Service (DLS) e distribuídos aos gateways ou carregados manualmente nos mesmos. Os certificados comprovam a autenticidade do remetente. Um telefone IP regista-se no gateway (GW), assim que for ligado na LAN da empresa. Em seguida, estabelece uma ligação TLS permanente com o GW, autenticada por servidor, para receber o certificado. Os próprios certificados não precisam ser codificados; apenas a chave privada permanece secreta, sendo mantida sempre no GW. O telefone IP verifica a validade do

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-17

Facilidades através de LAN/WAN Signaling & Payload Encryption (SPE) – Codificação

certificado do sistema (certificado SPE) com base na data e hora e pode verificar também, se o emissor (CA) do certificado SPE é fiável. Para tal, é necessário, que o certificado CA SPE seja instalado no telefone IP através de DLS. O certificado CA SPE contém apenas a chave pública do gateway. Após o estabelecimento da ligação TLS, todos os dados de sinalização serão trocados com o GW através dessa ligação codificada, como por exemplo, o registo e o estabelecimento de chamadas. Toda ligação TLS utiliza uma chave de sessão, também denominada Session Key, para a codificação dos dados de utilizador. Isso funciona da seguinte forma: O cliente, aqui no caso, o telefone IP, escolhe um número pseudo-aleatório suficientemente grande e codifica-o com a chave pública do certificado do gateway. Este número aleatório codificado pode ser decifrado apenas pelo GW com sua chave privada. Em seguida, a chave de sessão é calculada em ambos os lados a partir do número aleatório seleccionado. Enquanto o telefone IP estiver registado no gateway, a ligação codificada continua a existir. Entretanto, a chave de sessão é renegociada ciclicamente (standard: a cada 24 horas). Codificação dos dados de carga útil O telefone IP marca o número do sistema oposto. No estabelecimento da chamada, o telefone IP transmite o assim chamado "Mikey Container" primeiro ao GW e depois do GW ao sistema oposto. O "Mikey Container" contém a chave para a codificação simétrica dos dados na ligação SRTP. Os dois telefones IP estabelecem uma ligação SRTP directa entre si, segura através da chave trocada no MIKEY Container.Cada nova chamada estabelecida será criptografada com uma nova chave, ou seja, para cada chamada telefónica será criado um número pseudo-aleatório. Um caso especial importante são as conferências telefónicas, que serão transmitidas codificadas e indicadas como "secure call", se todos os telefones IP envolvidos dominarem a codificação. Assim que um segmento não codificado (por ex., um telefone IP não codificado ou uma linha de rede RDIS) participar da conferência, será indicado "standard call" em todas as extensões da conferência, mesmo se os seus próprios segmentos continuarem codificados. As chaves só serão trocadas entre os utilizadores que utilizam a codificação. Os utilizadores não podem por si só activar ou desactivar a codificação.

11-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Signaling & Payload Encryption (SPE) – Codificação

Signaling & Payload Encryption (SPE) no HG 1500 Para a facilidade Signaling & Payload Encryption (SPE), o gateway HG 1500 necessita dos seguintes dados:

Para VoIP: – – uma chave privada específica do sistema e um certificado uma lista dos certificados CA fiáveis

Opcional: um CRL Distribution Point (CDP) e a lista de revogação de certificados (CRL: Certificate Revocation List) apropriada uma directriz de segurança (Security Policy) acordada com o cliente Opcional: Dados (SecureTracePassphrase) para a configuração do Secure Trace através de WBM Flag Suporte de SPE: Se activado, a codificação para terminais e trunks baseados em IP estará activada por predefinição, desde que os dados PKI necessários estejam disponíveis. o nível de segurança ("traditional" ou "secure") suportado para cada gateway parceiro

● ●

Codificação nos terminais A codificação de dados de sinalização e de carga útil só é suportada pelos terminais HFA. Os seguintes terminais HFA suportam a codificação:
● ● ●

optiPoint 410 (excepto optiPoint 410 entry, optiPoint 410 economy) optiPoint 420 (excepto optiPoint 420 economy) optiClient 130

Os equipamentos de fax ou modems analógicos podem ser ligados à LAN da empresa através do adaptador IP HiPath AP 1120. O HiPath AP não domina codificação alguma, apesar disso, pode continuar a funcionar na rede da empresa. Indicação do display O utilizador reconhece a não-codificação ou a codificação no início duma chamada através da indicação no display do seu IP Workpoint. Opcionalmente, a indicação da não-codificação ou da codificação de uma chamada pode ser desactivada para todo os sistema. O estado da codificação também pode ser consultado através de tecla ou do menu do telefone.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-19

Facilidades através de LAN/WAN Signaling & Payload Encryption (SPE) – Codificação

Tabela 11-1

Signaling & Payload Encryption SPE – Indicação do estado no display Indicação no display Chamada codificada Chamada não codificada Standard Call Secure Call

IP Workpoints optiPoint 410 (excepto optiPoint 410 entry, optiPoint 410 economy) optiPoint 420 (excepto optiPoint 420 economy)

Nota: Para um telefone OpenStage TDM, é possível definir através do flag "Segurança de payload", se deve haver a indicação no display, quando houver a codificação de uma parte da rota de ligação com uma extensão IP. Entretanto, a codificação dos dados de sinalização e de voz não é possível por toda a rota de ligação. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Nó de trânsito que não suporta SPE Dependência/Restrição Uma ligação entre dois nós, nos quais SPE foi configurada (por ex., HiPath 3000 V7), pode ser possível através de um nó de trânsito que não suporta SPE (por ex., HiPath 3000 V5.0). Neste caso, são estabelecidas as seguintes ligações: ● Ligação codificada entre o "secure client" emissor e o gateway (HG1500 V6) do nó de origem ● Ligação não codificada entre o nó de origem e o de trânsito ● Ligação não codificada entre o nó de trânsito e o de destino ● Ligação codificada entre o gateway (HG1500 V6) do nó de destino e o "secure client" receptor
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x –

x

x

V7 R4 ou sup. V7 R4 ou sup. V7 R4 ou sup. V7 R4 ou sup.

11-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Signaling & Payload Encryption (SPE) – Codificação

Tema

Dependência/Restrição

Trunking H.323 não é possí- A Signaling & Payload Encryption (SPE) nos trunks H.323 só é vel em sistemas sem EFC suportada em sistemas, que utilizam a Extended Fast Connect (EFC). Visto que EFC não está implementado no HiPath 4000, o Trunking IP com SPE entre HiPath 3000 e HiPath 4000 não pode ser obtido através de trunking H.323, e sim, apenas através de trunking SIP-Q. Verificação dos certificados Um certificado recebido só é verificado nas listas de revogação de certificados (CRL), para as quais foi configurado o CRL Distribution Point. O CRL Distribution Point contido no certificado recebido será ignorado. Certificados SPE para PKI de terceiros (3rd Party Public Key Infrastructure) Os certificados SPE para PKI de terceiros devem cumprir os seguintes requisitos para poderem ser utilizados no contexto "Cliente SSL <-> Servidor SSL": ● Cliente SSL – A extensão "key usage extension" não pode ser activada. Se "key usage extension" estiver activado, OID (Object Identifier) "web client authentication" deve estar contido também. – "KeyUsage" não pode ser activado. Se "keyUsage" estiver activado, "digitalSignature" deve estar programado. – "Netscape certificate type" não pode estar activado. Se "Netscape certificate type" estiver activado, "SSL client" deve estar programado.

Servidor SSL – A extensão "key usage extension" não pode ser activada. Se "key usage extension" estiver activado, OID (Object Identifier) "web client authentication" e/ou outro OID deve estar contido também. – "KeyUsage" não pode ser activado. Se "keyUsage" estiver activado, "digitalSignature" e/ou "keyEncipherment" deve estar programado. – "Netscape certificate type" não pode estar activado. Se "Netscape certificate type" estiver activado, "SSL server" deve estar programado.

Nota: A directriz "extended key usage" não pode ser retirada dos certificados da Microsoft. Porém, é possível ter "ClientAuth" e "ServerAuth" num certificado.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-21

Facilidades através de LAN/WAN Signaling & Payload Encryption (SPE) – Codificação

Tema Quantidade limitada de clientes IP suportados

Dependência/Restrição Os dados de sinalização e de carga útil podem ser codificados para até 250 clientes IP. Os clientes IP não são mais suportados pelas seguintes razões: ● Conceito das sessões TLS permanentes para ligação de extensões IP e trunks IP ● Memória adicional de 50 KB necessária para cada sessão TLS ● Memória limitada do GW (HG1500 V6)

11-22

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Mobilidade IP (Mobil User Logon)

11.11

Mobilidade IP (Mobil User Logon)

Teleworking (Teletrabalho) – – O utilizador utiliza a mesma identificação de login e a mesma senha em seu posto de trabalho no escritório e em casa. Quando o utilizador regista-se a partir de sua casa, o seu telefone IP no escritório recebe um número denominado "não móvel", permitindo que seus colegas utilizem esse telefone. Apenas os optiClients podem ser utilizados para o posto de trabalho no domicílio através de RDIS ou DSL. Funcionamento de emergência: Se o sistema detectar a falha de um IP Workpoint, um chamador pode ser automaticamente transferido para um destino CFSS (Call Forwarding Station out of Service) configurado no sistema, por ex., um telefone da rede fixa ou um telemóvel.

– –

Desk Sharing (utilização em comum de postos de trabalho no escritório) – – No Desk Sharing, os utilizadores não dispõem mais de telefones comerciais com atribuição fixa. Esta facilidade permite que vários colegas dividam um posto de trabalho. Ao registarse com a sua identificação de login, o utilizador acede às programações personalizadas do telefone. Após o término da sessão (=Logout), o telefone faz o login de novo automaticamente com o seu próprio perfil não móvel. Um supervisor também pode efectuar remotamente o login de um utilizador num telefone, executando o login para este telefone dentro do serviço associado (Hoteling). O supervisor está designado como tal nos dados de cliente (KDS) do sistema e não precisa introduzir a senha de utilizador explicitamente para este processo de login.

Procedimento "*9419" para iniciar, introduzir um novo número, introduzir uma senha para activar; "#9419" para desactivar ou repor

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-23

Facilidades através de LAN/WAN Mobilidade IP (Mobil User Logon)

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Porta de extensão Dependência/Restrição A facilidade só é oferecida a partir da 3ª porta de extensão.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Clientes IP Workpoint V5.0 ou sup. V5.0 ou sup. V5.0 ou sup. V5.0 ou sup.

Requisitos para a colo- As programações "Senha" (autenticação activada) e "Tipo" (móvel, cação em serviço não móvel ou móvel bloqueado) definidas em "HiPath 3000/5000 Manager E - Vista de extensão - Workpoint Client: Cliente de sistema," também são consideradas no funcionamento auxiliar. As programações também podem ser efectuadas através do WBM. Em contrapartida, o número de telefone de um Workpoint Client não móvel (opção Não móvel) está atribuído de forma fixa a um terminal IP. O perfil não móvel é necessário para o registo inicial ("home logon") de um terminal IP. Os clientes Workpoint móveis não podem ser utilizados para o registo inicial, isto é, cada cliente Workpoint deve ser registado na primeira vez como cliente Workpoint. Um cliente Workpoint móvel (opção Móvel) não está atribuído de forma fixa a um terminal IP. Com o número de telefone de um cliente Workpoint móvel, uma extensão pode registar-se através de um procedimento (*9419) em qualquer terminal IP, que o permita (a opção Móvel bloqueado não está activada). Se a opção Móvel bloqueado estiver activada para um cliente Workpoint, uma extensão não poderá registar-se com um cliente Workpoint móvel nesse terminal IP.

11-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Ampliação de Mobilidade IP (número de emergência)

11.12
Definição

Ampliação de Mobilidade IP (número de emergência)

Dentro de uma rede IP, uma extensão móvel pode estar registada em casa ou noutro nó de rede remoto. Em caso de uma chamada de emergência a partir de um telefone HFA-IP (HFA: HiPath Feature Access) registado numa nó de rede remoto, não é permitido chamar o destino de emergência desse nó. Só poderá ser chamado o destino de emergência do nó HiPath, em que o telefone estiver registado. O número de emergência válido para o telefone IP tem de ser o número do sistema do nó de rede, em que o telefone estiver ligado e que for utilizado para a saída de rede pública (gateway). Quando um número de emergência for marcado, independentemente da atribuição lógica momentânea a um nó de rede remoto, a chamada será roteada a um nó HiPath, em que o telefone estiver ligado e daí encaminhado à rede pública. Para assegurar a acessibilidade no mundo inteiro, o número do sistema do nó de rede local deve estar memorizado no telefone HFA-IP, inclusive com os prefixos internacional e nacional. Com este número, o destino de chamada de emergência pode ser acedido de qualquer local da rede. Os números de emergência, por ex., na Alemanha 112 ou 110, são marcados pelas extensões e adicionados ao prefixo. Os números de emergência devem estar designados como tais no plano de marcação LCR (KDS) para toda a rede de sistemas, para que esteja assegurado o roteamento apropriado da chamada. Exemplo de uma KDS de um sistema em Erlangen (09131 80) com sistemas colaterais em Munique, Witten e Boca Raton (EUA): Plano de marcação (Dial Plan) Dígitos -110 -112 ... 0-110 0-112 ... -911 Tabela de rotas 11 11 11 11 XX Atributo Emerg=yes yes yes yes yes Marc. de emergência sem cód. de acesso à rede pública Marc. de emergência sem cód. de acesso à rede pública Marc. de emergência com cód. de acesso à rede pública Marc. de emergência com cód. de acesso à rede pública Exemplo: Número de emergência para Boca Raton

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-25

Facilidades através de LAN/WAN Ampliação de Mobilidade IP (número de emergência)

Dígitos 0-0049-89-722-11X 0-0049-2302-667-11X 0-001-561-923-911

Tabela de rotas 12 13 14

Atributo yes yes yes

A tabela de rotas XX (para Boca Raton) tem de estar vazia, para que uma marcação directa possa ser impedida. O 911 é um número de emergência nos EUA 911 também deve ser configurado como número de emergência em Erlangen. O número de emergência (112) não pode ser parte do código de acesso. Durante o processo de registo, o número de emergência de destino memorizado é transmitido do telefone IP ao sistema. Caso esteja programado, o "Location Identification Number" (LIN) nos EUA também deve ser enviado ao sistema depois do registo do telefone. Como o número LIN, o número de emergência também é parte do perfil de extensão não móvel. Esta função é suportada pelos telefones e terminais optiClient. Quando o utilizador da extensão marcar o número de emergência, o algoritmo verifica, se foi configurado um número de emergência no telefone. Este número pode ser então acrescentado aos dígitos marcados pelo utilizador. Caso contrário, os números marcados pelo utilizador serão analisados normalmente. Este algoritmo é compatível com mais de um número de emergência, como por exemplo, 112 e 110. pelo que será memorizado apenas o prefixo do número de emergência (por ex., 49 89 722). Todo número designado como número de emergência no plano de marcação possui também uma referência a um registo na tabela de rotas. Todo registo na tabela de rotas pertencente a um número de emergência deve ser provido com uma classe de acesso (COS) baixa. Uma classe de acesso baixa significa, que toda as extensões são autorizadas, ou seja, a efectuação de uma chamada de emergência não pode ser negada a uma extensão devido à falta de autorizações. Isto significa que, toda extensão, independentemente de sua classe de acesso, precisa ter a autorização para marcar o número de emergência curto e, através de um número de emergência longo, efectuar uma chamada de emergência.

>

É importante que os números de emergência sejam configurados tanto no sistema origem quanto no sistema destino. Isto significa que, em caso de diferentes números de emergência em diversos países (por ex., 911 para os EUA e 112 para a Alemanha), o número de emergência de cada país também deve ser configurado no sistema do país de destino.

11-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades através de LAN/WAN Ampliação de Mobilidade IP (número de emergência)

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x

Clientes IP Workpoint V6.0 ou sup. V6.0 ou sup. V6.0 ou sup. V6.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

11-27

Facilidades através de LAN/WAN Canais DMC (Direct Media Connection)

11.13
Definição

Canais DMC (Direct Media Connection)

Na ligação em rede IP entre HiPath 3000/5000 e HiPath 4000 com a facilidade Interworking DMC activada, as ligações com o Gateway são realizadas através dos chamados canais DMC. Para o utilizador, o canal DMC é um canal de Gateway, que disponibiliza uma ligação de Gateway entre o HiPath 4000 e o HiPath. O canal DMC tem de servir ao mesmo tempo para a ligação de master como para a ligação de slave, causando uma redução dos canais DSP (DSP: processador de sinal digital). Dependências/Restrições Tema Canais de Gateway (canais DSP) Dependência/Restrição A quantidade de canais de Gateway (canais DSP) disponíveis será reduzida com a activação da facilidade Interworking DMC através do WBM ou do Manager E. Neste caso, um DSP só pode disponibilizar 80 % da sua quantidade máxima possível de canais, por exemplo, 6 em vez de 8 canais DSP.

11-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Silent Reversal no início e no fim da chamada

12
12.1

Facilidades para o registo de dados das chamadas
Silent Reversal no início e no fim da chamada

Programação das facilidades, ver Manager E Silent Reversal no início e no fim da chamada Definição Em muitos países é utilizada uma inversão de polaridade (Silent Reversal) nas linhas de rede, a fim de registar o início e o fim da chamada. Estes critérios são utilizados para o registo do tempo das chamadas. Esta facilidade é conveniente principalmente quando é necessária uma facturação exacta das chamadas (p. ex., em hotéis). A facilidade pode ser programada para cada linha de rede. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Dependências/Restrições Tema Silent Reversal Dependência/Restrição Nos países que não utilizam a inversão de polaridade no final da chamada, a duração da mesma é definida quando a extensão A desliga.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3300 ComScendo Service

x TM2LP V5.0 ou sup.

x

x

– – – –

TLA2/4/8 + GEE12 TLA4R V1.0 ou sup. Linha de rede V1.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-1

Facilidades para o registo de dados das chamadas Indicação da taxação no posto de operadora durante a chamada

12.2

Indicação da taxação no posto de operadora durante a chamada

Programação das facilidades, ver Manager E Indicação da taxação no posto de operadora durante a chamada Definição Os critérios de taxação são válidos para linhas de rede analógicas e digitais. Os dados de taxação das chamadas efectuadas para a rede pública analógica são registados com base nos impulsos de taxação recebidos da rede pública. Nas linhas digitais, os dados de taxação de uma chamada externa recebidos através da facilidade "AOC" (indicação de taxação) são indicados no display do telefone, desde que o operador disponibilize esta informação. Na rede pública são suportados os seguintes tipos de AOC:

AOC-S - A taxação é informada no início da chamada – – A indicação no terminal é como um AOC-D. Se uma chamada não for estabelecida completamente ou se não for possível analisar as informações de taxação de um operador através de HiPath 3000/5000, a taxação não será indicada.

● ●

AOC-D = indicação da taxação durante a chamada (charging information during the call) AOC-E = indicação da taxação no fim da chamada (charging information at the end of a call)

No fim da chamada, desde que o utilizador não inicie uma nova função, a taxação definitiva é indicada durante algum tempo no display e memorizada no sistema (memória de taxação). A conversão dos impulsos de taxação em valores monetários é efectuada com base no factor de taxação, que é definido como valor monetário (inclusive uma sobretaxa eventualmente necessária) por unidade/impulso de taxação (ver Parágrafo 12.11, “Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)”).

12-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Indicação da taxação no posto de operadora durante a chamada

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x linhas de rede analógicas: Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V5.0 ou sup.

x

x

XG –

linhas de rede analógicas: GEE12/16/50; Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Dependências/Restrições Tema Terminais analógicos

V5.0 ou sup.

Informação de taxação da rede pública

Dependência/Restrição Nos terminais analógicos com contador de impulsos é possível a actualização do contador através de um relé.

Linhas de rede analó- Para as linhas de rede analógicas, é necessário um módulo GEE esgicas pecial. Transferência Chamada de retorno No AOC-D, o utilizador que recebe a chamada transferida, só lhe é atribuída a taxação a seguir à transferência. Se uma chamada volta como chamada de retorno na "transferência antes do atendimento", é indicado e facturado o valor total.

Comunicação alterna- Na comunicação alternada, é sempre indicada a taxação para a chada mada actual.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-3

Facilidades para o registo de dados das chamadas Indicação da duração da chamada no terminal

12.3

Indicação da duração da chamada no terminal

Programação das facilidades, ver Manager E Indicação da duração da chamada no terminal Definição Esta facilidade permite que seja indicada no display a duração das chamadas externas (de saída e de entrada) no formato HH:MM:SS. Requisito: deve estar activada a opção global do sistema, "Indicar duração da chamada". Até inclusive a versão V3.0 SMR-11 vale: Opção "Indicar duração da chamada" activada = standard. A indicação da taxação tem prioridade. Informação de taxação da rede pública Sim Sim Não Não Opção "Indicar duração da chamada" Activada Não activada Activada Não activada Indicação no display Taxação Taxação Duração da chamada Número marcado

Com a opção activada, é indicada a duração das chamadas de entrada; caso contrário, é indicado o número/nome do chamador. A partir da versão V3.0 SMR-12 vale: Opção "Indicar duração da chamada" não activada = standard. A indicação da duração da chamada tem prioridade. Informação de taxação da rede pública Sim Sim Não Não Opção "Indicar duração da chamada" Activada Não activada Activada Não activada Indicação no display Duração da chamada Taxação Duração da chamada Número marcado

Com a opção activada, é indicada a duração das chamadas de entrada; caso contrário, é indicado o número/nome do chamador. Nas linhas de rede analógicas, o início do registo da duração é activado por um temporizador (5 segundos após o fim da marcação). Nas linhas de rede digitais, o registo é iniciado com o atendimento da chamada ("Connect"). Até este momento do início, é indicado o número marcado. Os dígitos marcados na marcação posterior são indicados durante 5 s aproximadamente, depois é indicada de novo a duração da chamada no display. Quando o utilizador termina a chamada, aparece no display a indicação do estado livre (hora e data actuais).

12-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Indicação da duração da chamada no terminal

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Terminal S0 / CMI Dependência/Restrição O sistema não suporta a indicação da duração da chamada nos terminais S0 e CMI.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x Terminal IP com display V5.0 ou sup.

Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-5

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação por extensão

12.4
Definição

Taxação por extensão

Todos os terminais Optiset E, optiPoint, OpenStage, a/b, S0 (ou cada MSN) e terminais CMI do sistema possuem: – uma memória de totais de taxação (memória de taxação) No fim de uma chamada externa, os custos definitivos são adicionados aos já existentes na memória do telefone. Uma extensão com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) pode activar a indicação de seus actuais custos através de um código. uma memória de taxação por chamada Os custos de cada ligação são armazenados nesta memória. A ligação pode constituir de segmentos de chamada, p. ex., na comunicação alternada. Esta memória é reposta a zero no início de cada nova ligação.

Primeiro deve ser indicado o conteúdo da memória da taxação por chamada. Depois de algum tempo é indicado o conteúdo da memória de totais de taxação.

O telefone de sistema (terminal de programação) pode ser utilizado para a consulta de taxação. Este telefone pode: – – – consultar a taxação de cada extensão. consultar a taxação de todas as extensões (na sequência dos números de extensão). repor a memória de taxação de uma determinada extensão.

A conversão dos impulsos de taxação em valores monetários é efectuada com base no factor de taxação, que é definido como valor monetário (inclusive uma sobretaxa eventualmente necessária) por unidade/impulso de taxação (ver Parágrafo 12.11, “Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)”). Os dados da taxação por extensão actuais podem ser impressos numa impressora ligada num dos interfaces V.24. Neste caso, são impressos os totais de todas as extensões do sistema.

12-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação por extensão

Saída de dados da taxação por extensão através da porta UP0/E Nesta porta UP0/E, deve ser instalado um Optiset E control adapter para a ligação de uma impressora ou terminal. Apenas é suportado um adaptador para cada saída de dados de taxação. A saída é configurada da seguinte forma:
● ● ●

na central privada, a saída dos dados de taxação deve ser configurada para o adaptador; o número do terminal deve ser indicado; em caso de apenas um adaptador de controlo Optiset E a escolha da posição de montagem no terminal é livre; em caso de dois adaptadores, é utilizado o adaptador direito para o Printer Pipe Mode para a saída dos dados de taxação. O outro adaptador é utilizado no modo API1 ou API2; a velocidade de transmissão está configurada para 9.600 Bd (fixa).

Saída de dados da taxação por interface LAN Os dados de taxação por extensão podem ser transferidos para aplicações externas através da interface LAN (Ethernet). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

– –

linhas de rede analógi- linhas de rede analógicas: cas: GEE12/16/50; Terminais com display Terminais com display (Optiset E, optiPoint e (Optiset E, optiPoint e OpenStage) OpenStage) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. Informação de taxação da rede pública

Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Dependências/Restrições Tema Adaptador no modo API2

– –

Dependência/Restrição Quando o adaptador de controlo Optiset E está no modo API2, não é possível mudar para o Printer Pipe Mode.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-7

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação no posto de operadora

12.5

Taxação no posto de operadora

Programação das facilidades, ver Manager E Taxação no posto de operadora Definição Esta facilidade permite o registo selectivo dos dados das chamadas de entrada e de saída, nas quais foi originado no mínimo um impulso de taxação. A conversão dos impulsos de taxação em valores monetários é efectuada com base no factor de taxação, que é definido como valor monetário (inclusive uma sobretaxa eventualmente necessária) por unidade/impulso de taxação (ver Parágrafo 12.11, “Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)”). Os dados da chamada podem ser impressos, caso esteja programada uma porta V.24 no sistema. No caso de um telefone de sistema com display, que possui uma tecla programada para a consulta de taxação no posto de operadora, é activada uma sinalização adicional na extensão. Saída de dados da taxação no posto de atendimento através da porta UP0/E Nesta porta UP0/E, deve ser instalado um Optiset E control adapter para a ligação de uma impressora ou terminal. Apenas é suportado um adaptador para cada saída de dados da chamada. A saída é configurada da seguinte forma:
● ● ●

na central privada, a saída dos dados da chamada deve ser configurada para o adaptador; o número do terminal deve ser indicado; em caso de apenas um adaptador de controlo Optiset E a escolha da posição de montagem no terminal é livre; em caso de dois adaptadores, é utilizado o adaptador direito para o Printer Pipe Mode para a saída dos dados da chamada. O outro adaptador é utilizado no modo API1 ou API2; a velocidade de transmissão está configurada para 9.600 Bd (fixa).

No fim de um segmento de chamada, estão disponíveis os seguintes dados:
● ●

número ou nome da extensão que efectuou a chamada; número externo marcado no caso de chamada de saída ou número do chamador no caso de chamada de entrada, caso exista; hora (início da chamada) em horas, minutos e segundos; duração da chamada em horas, minutos e segundos; custo da chamada na moeda do país.

● ● ●

12-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação no posto de operadora

O registo é efectuado no fim de cada segmento de chamada ou no fim de cada chamada. No máximo 20 segmentos de chamada podem ser protocolados simultaneamente. Estes dados permanecem memorizados no sistema até serem impressos, consultados e apagados pelo posto de operadora através de procedimento. No caso de transbordo, o registo mais antigo é sobrescrito. Os dados memorizados são apagados no caso de falha de energia. Sinalização na tecla de consulta de taxação no posto de operadora:

LED aceso: Novos dados de taxação que ainda não foram consultados. LED apagado: Os dados de taxação já foram consultados no mínimo uma vez ou não há registo de dados.

Configuração de uma extensão como cabine telefónica (taxação automática de posto de operadora): Se uma extensão é configurada como cabine telefónica, todas as chamadas sujeitas a taxação são protocoladas automaticamente no posto de operadora. Uma chamada que é transferida da cabine telefónica para outra extensão, é protocolada, conforme a configuração da extensão de destino, na taxação central ou no posto de operadora. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW (taxação) Pré-requisitos de HW (terminal) Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Dependências/Restrições Tema Taxação Dependência/Restrição Cada segmento de chamada é atribuído à extensão que o aceitou.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x

x

– –

LINHAS DE REDE ANALÓGICAS: GEE12/16/50

Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. Informação de taxação da rede pública

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-9

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação no posto de operadora

Tema Conferência Cabine telefónica Adaptador no modo API2

Dependência/Restrição No caso de conferência, cada chamada externa é registada como um segmento. Um utilizador só pode consultar a taxação dos segmentos de chamada efectuados a partir das "cabines telefónicas" atribuídas. Quando o adaptador de controlo Optiset E está no modo API2, não é possível mudar para o Printer Pipe Mode.

12-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Management Information Bases por linha

12.6

Management Information Bases por linha

Programação das facilidades, ver Manager E Taxação por linha Definição Cada linha de rede dispõe no sistema de uma memória de totais destinada à taxação. Esta memória é atribuída de forma fixa para cada linha. Um telefone de sistema pode consultar e apagar a memória de totais através da gestão do sistema. Para apagar a taxação é necessária uma confirmação. Os dados actuais da taxação por linha podem ser impressos através da administração do sistema. É impressa uma lista com os dados de taxação de todas as linhas do sistema. Para tal, pode ser utilizada uma impressora ligada a uma das interfaces V.24. A conversão dos impulsos de taxação em valores monetários é efectuada com base no factor de taxação, que é definido como valor monetário (inclusive uma sobretaxa eventualmente necessária) por unidade/impulso de taxação (ver Parágrafo 12.11, “Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)”). Saída de dados da taxação por linha através da porta UP0/E Nesta porta UP0/E, deve ser instalado um Optiset E control adapter para a ligação de uma impressora ou terminal. Apenas é suportado um adaptador para cada saída de dados da chamada. A saída é configurada da seguinte forma:
● ● ●

na central privada, a saída dos dados da chamada deve ser configurada para o adaptador; o número do terminal deve ser indicado; em caso de apenas um adaptador de controlo Optiset E a escolha da posição de montagem no terminal é livre; em caso de dois adaptadores, é utilizado o adaptador direito para o Printer Pipe Mode para a saída dos dados da chamada. O outro adaptador é utilizado no modo API1 ou API2; a velocidade de transmissão está configurada para 9.600 Bd (fixa).

Saída de dados de taxação por linha através de interface LAN Os dados da Taxação por linha podem ser transferidos para aplicações externas através da interface LAN (Ethernet).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-11

Facilidades para o registo de dados das chamadas Management Information Bases por linha

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

– –

linhas de rede analógi- linhas de rede analógicas: cas: GEE12/16/50; Terminais com display Terminais com display (Optiset E, optiPoint e (Optiset E, optiPoint e OpenStage) OpenStage) V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. Informação de taxação da rede pública

Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais Dependências/Restrições Tema Adaptador no modo API2

– –

Dependência/Restrição Quando o adaptador de controlo Optiset E está no modo API2, não é possível mudar para o Printer Pipe Mode.

12-12

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Código de projecto

12.7

Código de projecto

Programação das facilidades, ver Manager E Código de projecto

>

A facilidade Código de projecto é utilizada combinada com a Taxação central.

Definição Esta facilidade possibilita atribuir a taxação relativa a um projecto, a um código de projecto. Assim, cada projecto pode ter impressa a sua taxação. Um código de projecto pode ser introduzido por qualquer utilizador da extensão. Existem dois procedimentos de código de projecto e três variantes: Procedimentos:

Código de projecto forçado: a introdução de um código de projecto deve ser efectuada antes do início da chamada (após a ocupação de uma rota). Para chamadas de entrada, a introdução é opcional. O código de projecto é verificado segundo a variante. Se a facilidade de selecção de rotas Least Cost Routing estiver activa, a introdução de um código de projecto após o código de acesso (ocupação) é sinalizada através de um flag no plano de marcação. Esta introdução é tratada como "código de projecto forçado". LCR activa LCR não activa

Código de projecto forçado (35- Com código de projecto força8-3) do configurado ENB KWZ KWI WW Lista de chamadores Tecla de destino No plano de marcação (selecção automática de rota) pode ser definido se é necessário um código de projecto forçado.

Código de projecto será consulta- Código de projecto será consultado. do.

Código de projecto opcional: caso desejada, a introdução de um código de projecto pode ser efectuada antes do início da chamada a partir de qualquer um dos terminais. Durante uma chamada de entrada ou de saída, a introdução de um código de projecto só é possível de extensões digitais. No

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-13

Facilidades para o registo de dados das chamadas Código de projecto

Optiset E entry, Optiset E basic e no optiPoint 500 entry, a introdução de um código de projecto durante a chamada só é possível, se a facilidade Código de projecto estiver programada na tecla e se a DTMF automática estiver desactivada em todo o sistema. Variantes:

Código de projecto não verificado: o código de projecto não é verificado neste teste, ou seja, pode ser introduzido com no máximo 11 caracteres. Se o código de projecto tiver menos de 11 caracteres, a introdução deve ser terminada com "#". Se o código de projecto tiver 11 caracteres, é possível marcar directamente após a sua introdução (dependendo da variante, deve ser introduzido o código de rota ou o número). Em terminais analógicos (DEC) e em terminais RDIS o teste sem verificação só é possível se o código de projecto tiver 11 caracteres. Caso contrário, a marcação não é executada. Nestes terminais, não é possível terminar o procedimento com "#" ou com o código de substituição. Código de projecto com verificação de lista: o sistema apenas aceita os códigos de projecto que estão registados numa lista; caso contrário, a marcação não é executada. Na lista pode ser introduzido um código de projecto de até 11 caracteres. Após a introdução de um código de projecto válido é possível continuar directamente com a marcação (dependendo da variante, deve ser introduzido o código de rota ou o número). Não é necessário introduzir "#" para terminar a introdução. Caso seja registado um código de projecto inválido, o sistema rejeita com um sinal de confirmação negativa. Código de projecto com verificação de quantidade de caracteres: a introdução de um código de projecto é verificada apenas quanto à quantidade de caracteres. É configurado no sistema, quantos dígitos devem ser verificados. No máximo 11 dígitos podem ser verificados. Após a verificação com êxito do código de projecto, é possível continuar directamente com a marcação (dependendo da variante, deve ser introduzido o código de rota ou o número).

Os códigos de projecto não são impressos da taxação central, quando a saída RS-232 estiver ligada directamente com a impressora, porque o formato de impressão não dispõe de colunas suficientes. Mas se for utilizado um computador de taxação, o formato de taxação central contém os códigos de projecto. O código de projecto é atribuído a todas as partes subsequentes (mesmo em caso de transferência ou desvio a outra extensão) da actual ligação para a taxação central. Existem 1.000 registos de código de projecto possíveis. O número do código só pode conter dígitos de 0 a 9. Se o utilizador de um terminal Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage TDM constata, que o actual código de projecto atribuído a uma ligação durante a chamada não está correcto ou que é necessário outro código de projecto, ele pode efectuar a outra introdução. O sistema sobresA31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-14

Facilidades para o registo de dados das chamadas Código de projecto

creve o actual código de projecto. A taxação central emite um registo dos dados taxação após cada segmento, pelo que os segmento de chamada concluídos antes recebem o código de projecto antigo. Os parâmetros Não verificado e Forçado definem por rota, se o código de projecto é opcional (não verificado) ou obrigatório (forçado).

>

Se foi seleccionada para uma rota a opção "Forçado", todos os utilizadores dessa rota devem utilizar códigos de projecto para efectuar uma marcação de saída. Devem ser programadas rotas diferentes, quando apenas determinados utilizadores devem utilizar códigos de projecto e outros não.

A opção Verificação da quantidade de caracteres não verifica o conteúdo do código de projecto. O utilizador pode definir a quantidade de caracteres permitida através da lista "dropdown" Quantidade de caracteres em HiPath 3000/5000 Manager E ou Quantidade de caracteres em Manager T. Podem ser verificados sete até onze caracteres. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Nº de códigos de projecto no sistema Comprimento máx. do código de projecto Dependências/Restrições Tema DISA, desvio externo, rechamada, tráfego ENB Conferência Dependência/Restrição O código de projecto forçado não será consultado. Na agenda electrónica (ENB) é possível registar o código + código de projecto + número. Um código de projecto introduzido durante uma conferência com extensões externas é atribuído a todas as chamadas/linhas envolvidas.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x –

x – 1000 11

x –

x –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-15

Facilidades para o registo de dados das chamadas Código de projecto

Tema Repetição de marcação Selecção automática de rota (Least Cost Routing, LCR) Telefones

Dependência/Restrição A partir da V1.2, os códigos de projecto introduzidos podem também ser memorizados na repetição de marcação. Para isso, é necessário configurar os respectivos flags para todo o sistema. O código de projecto forçado é possível com e sem selecção automática de rota. Os utilizadores de telefones com display devem marcar o código de ocupação depois do código de projecto. Nos telefones de sistema com display, é indicada no display uma solicitação para introduzir o código de projecto. Seleccionando a opção "Código de projecto não verificado" nos telefones S0, o utilizador deve introduzir todos os onze caracteres ("#" não pode ser introduzido). Quando o código de projecto é introduzido com verificação ou quando é introduzida uma quantidade fixa de caracteres, o sistema identifica o fim do código de projecto.

Telefones S0

Código de projecto du- Apenas os utilizadores dos terminais Optiset E, optiPoint 500 e rante a chamada OpenStage TDM podem introduzir um código de projecto durante uma chamada. Momento da introdu- O utilizador pode introduzir um código de projecto em qualquer tipo ção do código de pro- de terminal (Optiset E, optiPoint 500, OpenStage TDM, analógico) jecto antes de efectuar a chamada (antes da ocupação de linha). Um código de projecto pode ser introduzido durante uma chamada de entrada ou de saída apenas nos telefones Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM (inclusive optiClient Attendant). Opção Nenhuma verifi- Essa opção não pode ser seleccionada, quando a opção Código de cação projecto forçado (ou seja, o código deve ser introduzido antes do início da chamada) foi seleccionada. Isto significa, que o parâmetro Forçado e a opção Nenhuma verificação excluem-se. Introdução inválida Se o código de projecto introduzido estiver errado, Introdução errada aparece no display e a ligação é cortada.

Telefones sem display Se é necessária a introdução de um código de projecto, o utilizador não ouve nada após a ocupação de uma rota (marcação do código de ocupação). Se o utilizador não marcar um código de projecto em 30 segundos (este tempo não é variável), ouve o sinal de ocupado e a ligação é cortada. Se o código de projecto introduzido estiver correcto, o utilizador ouve o sinal de confirmação (três sinais acústicos curtos) e pode continuar com a marcação.

12-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

12.8

Taxação central

Programação das facilidades, ver Manager E Taxação central. Definição Os registos de taxação central do HiPath 3000/5000 para cada segmento de chamada terminada ou cada chamada de entrada podem ser transmitidos a um equipamento externo. Este equipamento é normalmente um PC, onde são tratados os dados recebidos, ou uma impressora. A partir da versão V1.2, podem ser registados os dados de taxação das chamadas externas não estabelecidas. Assim, o chamador obtém, por ex., uma comprovação de que a extensão de destino não atendeu a chamada (indicada no protocolo de saída com tempo de chamada "00:00:00"). A facilidade "Taxação central de saída sem ligação" é válida para o tráfego de rede pública digital externo através de RDIS e CorNet/Qsig e para todas as extensões. Para o tráfego de rede pública analógica externo (HKZ) é sempre efectuado um registo dos dados de taxação, independente da "Taxação central de saída sem ligação" estar configurada ou não. A conversão dos impulsos de taxação em valores monetários é efectuada com base no factor de taxação, que é definido como valor monetário (inclusive de uma sobretaxa eventualmente necessária) por unidade/impulso de taxação (ver Parágrafo 12.11, “Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)”). A partir da versão V7.R3, será acrescentado um campo de números de telefone à linha de saída para os dados de taxação. Essa facilidade é programada, quando o flag Número de telefone LCR de saída ou número de telefone de entrada marcado for activado no Manager E. O campo de número de telefone contém,

na chamada de saída, o número de telefone LCR que realmente foi transmitido à rede pública após a conversão por LCR (caso necessária); ou na chamada de entrada, o número interno da extensão desejada, ou seja, da extensão marcada primeiro.

A saída dos dados de taxação central também é efectuada em caso de chamada para uma extensão ocupada. Estes dados correspondem ao formato de conjunto de dados de uma extensão livre, com a diferença de que a duração da chamada está programada para "00:00:00". Possibilidades para a saída dos dados num equipamento externo:

Interface de aplicação (V.24) Transferência dos dados de taxação central para as aplicações de dados da chamada como, p. ex., Teledata.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-17

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Porta de PC posto de operadora Os dados de taxação central podem também ser transferidos a um optiClient Attendant (porta de PC posto de operadora). Neste caso, os dados de chamada são transferidos para o ficheiro Charge.dat, o qual é sempre actualizado ou criado de novo. Estes dados podem então ser analisados com o software adequado. Para o posto de operadora em PC, podem ser utilizados o adaptador de controlo Optiset E, adaptador de dados Optiset E ou o adaptador UP0/E. Porta UP0/E Nesta porta UP0/E, deve ser instalado um Optiset E control adapter para a ligação de uma impressora ou um PC. Apenas é suportado um adaptador para cada saída de dados da chamada. A saída é configurada da seguinte forma: – – – – na central privada, a saída dos dados da chamada deve ser configurada para o adaptador; o número do terminal deve ser indicado; em caso de apenas um adaptador de controlo Optiset E a escolha da posição de montagem no terminal é livre; em caso de dois adaptadores, é utilizado o adaptador direito para o Printer Pipe Mode para a saída dos dados da chamada. O outro adaptador é utilizado no modo API1 ou API2; a velocidade de transmissão está configurada para 9.600 Bd (fixa).


Interface LAN (Ethernet) A saída dos dados de taxação central em aplicações externas pode ser efectuada através da interface LAN (Ethernet) via TFTP (Cliente / Servidor) ou através de uma ligação TCP/ IP directa.

A saída dos dados de taxação central pode ser efectuada em dois formatos:

Formato comprimido (através de V.24 / através de LAN) para PC ou computador de taxação Todos os dados (inclusive o código de projecto) são enviados sem separação por espaço, sem cabeçalho e sem avanço de página. São enviados impulsos de taxação, valor monetário ou unidades de cálculo. Formato não comprimido para impressora TOdos os dados (excepto código de projecto) são impressos separados por espaço, com cabeçalho (em vários idiomas) e avanço de página. É enviado o custo da chamada.

Para o formato das linhas são válidas as seguintes regras:

no fim de cada registo de dados (cada linha) são transmitidos os caracteres de controlo CR (carriage return) e LF (line feed);

12-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

os dados não existentes ou os campos não utilizados são substituídos ou ficam em branco; a saída é efectuada de forma contínua no formato comprimido. O avanço de página (FF = form feed) não é executado; no formato não comprimido, é impresso em cada página um cabeçalho de uma linha seguido de uma linha em branco. Após a impressão de 62 linhas, o avanço de página é executado automaticamente.

São enviados os seguintes dados:
● ● ● ● ● ● ● ● ●

Data (no fim da chamada), 8 dígitos Hora (no fim da chamada), 8 dígitos Número da linha de rede ocupada, 3 dígitos Número de extensão interno (máximo de 6 dígitos) Duração da chamada, 5 dígitos Duração da chamada, 8 dígitos Número externo (máximo de 25 dígitos, caso transmitido) Impulsos/custos, 11 dígitos Informações adicionais, (p. ex., chamada de entrada, de saída, transferida, conferência, DISA, taxação para estabelecimento de chamada), 2 caracteres Os seguintes dados são enviados apenas em formato comprimido:

● ● ● ● ● ●

Código de projecto (máximo de 11 dígitos) MSN utilizado (só no caso de acesso ponto-multiponto, máximo de 11 dígitos) Código de acesso LCR (código de rede, 5 dígitos) Rota LCR utilizada (regras de marcação, 2 dígitos) Elemento de informação Para os EUA adicionalmente: – – – Serviço nodal PRI Banda WATS PRI Código de identificação de operador PRI

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-19

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Módulos opcionais

>
● ●

Todos os campos são predefinidos e não podem ser alterados, com excepção das opções citadas neste parágrafo.

Os quatro últimos dígitos do número de destino podem ser suprimidos no registo dos dados de taxação. Se esta opção estiver activada, são indicados pontos de interrogação (?) nas quatro últimas posições. O campo "Duração da chamada" pode ser suprimido no registo de dados, ficando em branco, se esta opção estiver activada. As chamadas de entrada podem ser protocoladas. O valor standard desta opção é Não (ou seja, apenas as chamadas de saída são protocoladas). O registo dos dados de taxação é iniciado, assim que uma chamada de entrada é sinalizada no sistema. Outros parâmetros configuráveis: Porta RS-232 a ser utilizada para a saída da taxação central e a baudrate (2400, 9600 ou 19200).

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

XG – V5.0 ou sup. –

Impressora, computador de taxação

Nº de chamadas memorizadas tempo300 150 50 rariamente 20000 (só no formato de saída TFTP) V4.0-SMR11 ou sup.

12-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Dependências/Restrições Tema Emissão de taxação "activa" Dependência/Restrição Os dados são transmitidos imediatamente para uma impressora ou uma aplicação. Se o destino da emissão da taxação falhar (por ex., a impressora está desligada), há uma memória disponível de 300 (150, 50) registos onde os dados podem ser guardados. Se a capacidade máxima for alcançada, todos os dados da taxação serão perdidos. Numa emissão de taxação passiva (apenas servidor TFTP), os dados são guardados no ficheiro "taxação central.txt". O ficheiro pode ser lido através do TFTP com comando GET a partir do sistema e possui uma capacidade máxima de 20.000 dados. Se a capacidade máxima for alcançada, todos os dados da taxação serão perdidos. Quando a chamada é efectuada através de linhas analógicas sem a supervisão do atendimento automático, o sistema utiliza um temporizador de pseudo-atendimento (fim de marcação artificial) para determinar o início do registo dos dados de taxação.

Emissão de taxação "passiva"

Temporizador para linhas analógicas

Taxação central de sa- Não são efectuados registos de protocolo, ● no caso de tentativas de chamadas não autorizadas (LCR, listas ída sem ligação de proibição). ● no caso de cancelamento prematuro da tentativa de marcação. Taxação antes de "connect" Caso exista taxação antes do estabelecimento da chamada (por ex., na Áustria), esta será registada, não importando se a "Taxação central de saída sem ligação" esteja programada ou não.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-21

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Formatos de saída

Formato comprimido dos dados de taxação - Saída através de interface de aplicação (V.24)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------1 1 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 1 12345678901234567890123456789012345678901234567890123456789012345678901234567890123456789012345678901234567890 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------1 Data (8 dígitos) | 2 Hora (8) | | 3 Linha (3) | | | 4 Nº ext. interno (6 dígitos) | | | | 5 Duração da sinalização (5) | | | | | 6 Duração da chamada (8) | | | | | | 7 Número (25) | | | | | | | 8 Impulsos de taxação (11) | | | | | | | | 9 Informação (2) | | | | | | | | | 10 Código de projecto (11) | | | | | | | | | | 11 MSN (11) | | | | | | | | | | | 12 Código de | | | | | | | | | | | ocupação (5) | | | | | | | | | | | | 13 Rota | | | | | | | | | | | | LCR (2) | | | | | | | | | | | | | ... | | | | | | | | | | | | | Extensão V V V V V V V V V V V V V V 11.12.0008:23:23 4 16 00:05:2302317324856 12 2 902725 841 (1) 11.12.0009:12:45 3 18 00:01:23834756 34 212345678901 2 (2) 11.12.0009:25:34 2 1100:34 1 (3) 11.12.0010:01:46 1 12 00:12:5383726639046287127384 5 2 11.12.0010:03:42 2 14 05:42:4338449434444495598376 245 2 11.12.0010:23:24 2 15 00:02:221234567890123412???? 83 2 (4) 11.12.0011:12:45 3 18 00:01:23834756 34 2 12.12.0012:23:34 3 1200:1500:03:12 1 (5) 12.12.0012:23:50 4 11 00:03:583844733399 7 2 12.12.0013:23:54 3 17 00:02:233844733399 8 5 (6) 12.12.0014:05:24 3 18 00:01:23834756 31 2 12.12.0014:38:43 2 12 00:03:242374844 63 2 (7a) 12.12.0014:43:33 3 12 00:00:255345545556 5 2 (7b) 12.12.0014:44:12 2 12 00:12:122374844 12 8 (7c) 12.12.0014:44:12 3 12 00:12:125345545556 10 8 (7d) 12.12.0014:56:24 2 12 00:23:462374844 84 2 (7e) 13.12.0009:43:52 1 5 00:01:0539398989983 76 4 (8) 14.12.0012:23:34 1 600:1400:02:3427348596872347569036 3 (9) ** 100 chamadas perdidas ** (10) 15.12.0009:44:34 4 15 00:02:12189???? 23 2 15.12.0009:56:33 3 14 00:05:451283394495 28 2 15.12.0012:20:26 1 12 0230298007766 0 (11a) 15.12.0012:23:34 1 1200:3400:02:340230298007766 1 (11b) 15.12.0013:43:25 3 15 00:05:2408972212345 1 (12a) 15.12.0013:43:25 4 15 00:05:240231471154321 74 9 (12b) 15.12.0013:45:28 4 18 0230298007252 0 (13a) 15.12.0013:45:28 4 32 0230298007252 0 (13a) 15.12.0013:45:28 4 16 0230298007252 0 (13a) 15.12.0013:46:18 4 1600:5000:00:000230298007252 1 (13b) 01.01.0000:00:00 8 16 00:00:000 23 2 (14) 01.06.0113:55:35 3 1201:1300:00:000897221234567 2 (15) 12.06.0709:40:54 1 1004 00:00:106675031 0,06 2 0 2 6675031 (16) 12.06.0709:59:07 1 100200:0800:00:076675031 1 1002 (17)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-22

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Explicação dos exemplos apresentados na Página 12-22: (1) Chamada de saída da extensão 16 na linha 4 com utilização do MSN "902725". Fim da chamada às 8:23:23 horas em 11/12/2000. Duração da chamada 5 min. 23 s. Número chamado: 02317324856. Impulsos de taxação originados: 12. Foi utilizado o código de ocupação "841" para o estabelecimento da chamada. Chamada de saída com o código de projecto de 11 dígitos "12345678901". Foi utilizada a rota "2" em LCR. Chamada de entrada sem número não atendida (endereço de origem não existe, supressão do número (CLIR) activada na extensão que chamou). Chamada de saída com supressão dos últimos 4 dígitos Chamada de entrada com duração da sinalização e da chamada Chamada transferida Conferência interna/externa/externa: (7a) Extensão 12 efectua chamada externa na linha 2 ("2374844"), (7b) Extensão 12 efectua segunda chamada na linha 3 ("5345545556"), (7c) Extensão 12 está em conferência com a linha 2 e (7d) a linha 3. (7e) Linha 3 não participa mais da conferência. A chamada na linha 2 é tratada como uma chamada de saída normal. Chamada de saída (outros serviços) Chamada de entrada (outros serviços) Aviso de perda: 100 registos de dados foram perdidos Avarias que causam a interrupção da saída de dados através da interface V.24 são, por ex.: ● Equipamento não está ligado / falha da energia ● Falta papel na impressora ● Impressora está desligada ● Entupimento de papel na impressora ● Saída de taxação interrompida pela impressão de dados de cliente ● Cabo do interface está com defeito / ligado incorrectamente ... Nestes casos, os dados acumulados durante este tempo são memorizados na memória temporária do sistema. Podem ser memorizados no máximo os primeiros 150 (HiPath 3550/HiPath 3500) ou 50 (HiPath 3350, HiPath 3250, HiPath 3300) registos. Os registos restantes são apenas contados e anulados pelo sistema. Depois do restabelecimento da ligação, é enviado um aviso de perda, com a quantidade de chamadas perdidas, depois do envio dos dados da memória temporária (p.ex., 100 chamadas perdidas).

(2) (3) (4) (5) (6) (7)

(8) (9) (10)

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-23

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

(11)

Chamada de entrada com indicação do número do chamador: (11a) lista de chamadores: ao entrar uma chamada, é imediatamente enviado um registo com data, hora, linha, número de extensão ou número do chamador e o elemento de informação "0" (utilização adequada, p. ex., para PC: iniciar busca na base de dados -> aviso ao utilizador da extensão). (11b) Extensão 12 atendeu a chamada depois de 34 segundos a chamar. Esta linha é enviada no fim da chamada. Desvio de chamadas com destino externo: (12a) chamada de entrada para extensão 15 na linha 3 com indicação do número, sem duração de sinalização, devido ao desvio (ver 12b), (12b) chamada desviada (12a) na linha 4 para número "0231471154321", foram originados 74 impulsos de taxação para a chamada desviada. Chamada de entrada para grupo de extensões (extensões 18, 32 e 16): (13a) as 3 extensões são chamadas simultaneamente, a listagem é efectuada conforme a sequência de registo no grupo (a segunda extensão é apresentada primeiro). (13b) Nenhum membro do grupo atendeu a chamada. Depois de terminada, é enviada uma linha com a indicação do tempo de atendimento para a última extensão chamada ou registada. Registo após falha de energia ou reinicialização: havia 23 impulsos na linha 8 antes da falha de energia. No caso de falha de energia ou reinicialização, a taxação por linha é memorizada na memória não-volátil do sistema. A consistência entre os dados enviados e os memorizados internamente está garantida após uma falha de energia ou reinicialização do sistema. Depois da inicialização do sistema, é verificado se existem dados de taxação na memória que ainda não foram enviados através do interface V.24. Caso positivo, é enviado para cada linha um registo no formato apresentado pelo exemplo (15): (não é indicado o número de extensão). Saída de bilhete de taxação central sem "connect" (tentativa de chamada) identificável através da duração da chamada "00:00:00". Se a duração da sinalização for "00:00", a extensão estava ocupada. Também é registada a taxação para o estabelecimento da chamada. Chamada de saída com extensão: Dígitos enviados em anexo Chamada de entrada com extensão: Extensão desejada em anexo

(12)

(13)

(14)

(15)

(16) (17)

12-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Formato comprimido dos dados de taxação - Saída através de interface LAN

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------1 1 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 1 12345678901234567890123456789012345678901234567890123456789012345678901234567890123456789012345678901234567890 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------1 Data (8 dígitos) | 2 Hora (8) | | 3 Linha (3) | | | 4 Nº ext. interno (6 dígitos) | | | | 5 Duração da sinalização (5) | | | | | 6 Duração da chamada (8) | | | | | | 7 Número (25) | | | | | | | 8 Impulsos de taxação (11) | | | | | | | | 9 Informação (2) | | | | | | | | | 10 Código de projecto (11) | | | | | | | | | | 11 MSN (11) | | | | | | | | | | | 12 Código de ocupação (5) | | | | | | | | | | | | 13 Rota LCR (2 | | | | | | | | | | | | | ... | | | | | | | | | | | | | ... V V V V V V V V V V V V V 13.12.00;08:23:23;4;16;;00:05:23;02317324856;12;2;12345678901;902725;841;;

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

>

Para o formato de saída dos dados de taxação através do interface LAN, podem ser efectuadas as seguintes programações: ● Modo DOS (Carriage Return CR, Line Feed LF) = Standard ou modo UNIX (Line Feed LF) no fim de um registo de dados de taxação ● Sinal separador (";" = Standard ou "|") entre os elementos lógicos de um registo de dados de taxação; que com isso não é mais orientado na posição. Formato de saída comprimido – Explicação dos campos (Seite 1 von 8) Campos
(só p/ saída por V.24)

Tabela 12-1 Posição de campo 1

Definição

Número de caracteres 8

Alinhamento À esquerda

1a8

Data no fim da chamada: DD.MM.AA (DD = Dia: valor 01 ... 31, MM = Mês: valor 01 ... 12, AA = Ano: valor 00 ... 99) Hora no fim do segmento de chamada ou de uma chamada de entrada não atendida: hh:mm:ss (hh = horas: valor 00 ... 23, mm = minutos: valor 00... 59, ss = segundos: valor 00... 59) Linha: número da linha Valor 1 ... 120 Valor 1 ... 250 (a partir da versão HiPath 3000 V4.0)

2

9 a 16

8

À esquerda

3

17 a 19

3

À direita

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-25

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Tabela 12-1 Posição de campo 4

Formato de saída comprimido – Explicação dos campos (Seite 2 von 8) Campos
(só p/ saída por V.24)

Definição

Número de caracteres 6

Alinhamento À direita

20 a 25

Extensões: número de extensão Valor 000000 ... 999999 (dígitos não existentes são substituídos por espaço.) No caso de chamadas não atendidas, é sempre indicada a última extensão chamada (p. ex., linha colectiva, desvio, transferência). Na chamada de grupo, esta é a última extensão registada. No caso de chamadas atendidas, é indicada a extensão que atendeu a chamada. Não é registado o prefixo RNR (não preparado para receber) programado (só no caso de redes). Se a numeração interna foi convertida num plano de numeração de no máximo 6 dígitos, são indicados dos números convertidos. A partir do HiPath 3000 V.3.0, pode ser anteposto ao número de extensão interno um número de telefone de nó de no máximo 6 dígitos. Se a soma do número de telefone do nó com o número de extensão for maior que 6, haverá a saída apenas dos últimos 6 dígitos do número. Duração de sinalização é o tempo até que a chamada de entrada seja atendida: mm:ss (mm = minutos: valor 00... 59, ss = segundos: valor 00... 59) A indicação é efectuada para todas as chamadas de entrada, desde que a "duração da sinalização" esteja configurada no sistema. Se a capacidade do contador for excedida (duração > 59:59), é indicado "59:59". Isto pode acontecer, p. ex., no caso de alteração da data ou da hora durante o funcionamento do sistema. A duração de uma chamada de entrada para uma extensão ocupada tem o valor "00:00".

5

26 a 30

5

À esquerda

12-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Tabela 12-1 Posição de campo 6

Formato de saída comprimido – Explicação dos campos (Seite 3 von 8) Campos
(só p/ saída por V.24)

Definição

Número de caracteres 8

Alinhamento À esquerda

31 a 38

Duração da chamada ou do segmento de chamada: hh:mm:ss (hh = horas: valor 00 ... 23, mm = minutos: valor 00 ... 59, ss = segundos: valor 00... 59) Caso a chamada de entrada não seja atendida, há a saída de 8 espaços. Se a capacidade do contador for excedida (duração > 23:59:59), é indicado "23:59:59". Número externo marcado ou, caso exista, recebido:nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn (n = carácter marcado ou recebido: valor 0 ... 9, *, #, ?) O registo é efectuado nas chamadas de entrada e saída, caso exista. Nas chamadas de saída, é indicado o número marcado ou o número transmitido através de COLP (caso exista). Se a função de supressão de dígitos está activada, os últimos 4 dígitos marcados são substituídos por "????". Se não há informação do número de telefone, ficam 25 espaços em branco.

7

39 a 63

25

À esquerda

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-27

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Tabela 12-1 Posição de campo 8

Formato de saída comprimido – Explicação dos campos (Seite 4 von 8) Campos
(só p/ saída por V.24)

Definição

Número de caracteres 11

Alinhamento À direita

64 a 74

Impulsos de taxação para um segmento de chamada: zzzzzzzzzzz (z = dígito: valor 0... 9) É possível seleccionar entre impulsos de taxação e custo da chamada. A conversão dos impulsos de taxação em valores monetários é efectuada com base no factor de taxação, que é definido como valor monetário (inclusive de uma sobretaxa eventualmente necessária) por unidade/impulso de taxação (ver Parágrafo 12.11, “Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)”). Para a programação do factor de taxação, vale: ● Com precisão de cálculo: factor de taxação = 100% + sobretaxa eventualmente necessária ● Sem precisão de cálculo: factor de taxação = valor/unidade + sobretaxa eventualmente necessária Dependendo da precisão de cálculo(Parágrafo 12.11), a taxação é efectuada com ou sem sobretaxa:
Representação da taxação Impulsos Precisão de cálculo com Saída de unidades de cálculo HiPath sem sobretaxa Saída de unidades HiPath com sobretaxa sem Saída de unidades de taxação sem sobretaxa Saída de valores monetários com sobretaxa

Custo

O registo é efectuado, sempre que o segmento de chamada originar no mínimo um impulso de taxação (p. ex., também no caso de chamadas transferidas). Se não há informação da taxação, os dígitos são preenchidos com 11 espaços.

12-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Tabela 12-1 Posição de campo 9

Formato de saída comprimido – Explicação dos campos (Seite 5 von 8) Campos
(só p/ saída por V.24)

Definição

Número de caracteres 2

Alinhamento À direita

75 a 76

Elementos de informação: informação adicional Valor 0 ... 9 Significado: ● 1 = chamada de entrada (voz / 3.1 kHz chamada de voz) ● 2 = chamada de saída (voz / 3.1 kHz chamada de voz) ● 3 = chamada de entrada (outros serviços) ● 4 = chamada de saída (outros serviços) ● 5 = chamada de entrada transferida ● 6 = chamada de saída transferida ● 7 = conferência interna/externa/externa com chamada de entrada / trânsito através de transferência externa ● 8 = conferência com chamada de saída / trânsito através de transferência externa ● 9 = chamada de saída através de desvio para destino externo ● 0 = informação de chamada (lista de chamadores) é indicada imediatamente ao entrar uma chamada (a saída pode ser suprimida). Pode ser utilizada, p. ex., por um PC na busca do banco de dados. Se são chamadas várias extensões, é registada uma linha para cada uma (sem duração de sinalização, duração de chamada, informação de taxação).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-29

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Tabela 12-1 Posição de campo Continuação 9

Formato de saída comprimido – Explicação dos campos (Seite 6 von 8) Campos
(só p/ saída por V.24)

Definição

Número de caracteres 2

Alinhamento À direita

75 a 76

+20 = offset como código de taxação para o estabelecimento da chamada (estabelecimento da ligação sem duração da chamada) ● +30 (a partir de HiPath 3000/5000 V1.0) = offset como código para um registo de dados sequencial em caso de – uma duração de chamada > 24 horas. – segmentos de chamadas relacionados, com o mesmo número de linha/extensão (por ex., após a transferência de uma chamada, após a desactivação de uma conferência). pode aparecer combinado com offset +40. ● +40 = offset para um registo de dados com código de trânsito (através de uma extensão do subsistema). pode aparecer combinado com offset +30. ● +50 = offset como código para chamadas DISA ● +70 = combinação dos offsets +30 e +40

10

77 a 87

Código de projecto para esta chamada introduzido pelo utilizador: ppppppppppp (p = dígitos do código: valor 0... 9) Se não foi introduzido um código, ficam 11 espaços. Se o código tem menos de 11 dígitos, os dígitos restantes são substituídos por espaços.

11

À esquerda

12-30

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Tabela 12-1 Posição de campo 11

Formato de saída comprimido – Explicação dos campos (Seite 7 von 8) Campos
(só p/ saída por V.24)

Definição

Número de caracteres 11

Alinhamento À direita

88 a 98

MSN utilizado: mmmmmmmmmmm (m = dígitos do MSN: valor 0... 9) A indicação é efectuada desde que haja uma tecla MSN programada. Os dígitos inexistentes são substituídos por espaços. Se não há informação do MSN (p. ex., acesso ponto-aponto), há a saída de 11 espaços. O número do MULAP ocupado é transmitido nas chamadas de saída de seus membros.

12

99 a 103 Código de ocupação utilizado, código de acesso: bbbbb (b = dígitos do código: valor 0... 9) Os dígitos inexistentes são substituídos por espaços. 104 a 105 Rota de LCR utilizada: rr (r = dígitos da rota seleccionada: valor 0... 9) Os dígitos inexistentes são substituídos por espaços. 106 a 107 PRI Nodal Service: nn (n = dígito: valor 0... 9) Os dígitos inexistentes são substituídos por espaços. 108 Banda WATS PRI: w (w = dígito: valor 0... 9) Caso não existam informações, será emitido um espaço.

5

À direita

13

2

À direita

14

2

À direita

15

1

16

109 a 112 PRI Carrier Identification Code CIC: cccc (c = dígito do CIC: valor 0... 9) Os dígitos inexistentes são substituídos por espaços.

4

À direita

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-31

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Tabela 12-1 Posição de campo 14

Formato de saída comprimido – Explicação dos campos (Seite 8 von 8) Campos
(só p/ saída por V.24)

Definição

Número de caracteres 2

Alinhamento À direita

106 a 107 Campos específicos para os EUA são preenchidos com espaços. 108 109 a 112 113 a 114 Só com conjunto de dados ampliado não activado (a partir da versão V7.R3): Caracteres de controlo de fim de linha (carriage return CR, line feed LF) 113 a 137 Com conjunto de dados ampliado activado (a partir da versão V7.R3): Número externo marcado ou, caso exista, recebido:nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn (n = carácter marcado ou recebido: valor 0... 9) A saída é efectuada nas chamadas de entrada e de saída, desde que o flag Número de telefone LCR de saída ou número de telefone marcado de entrada esteja activado no Manager E. Na chamada de saída, é indicado o número que realmente foi transmitido à rede pública após a conversão por LCR, caso necessária. Na chamada de entrada, é indicado o número interno da extensão desejada, ou seja, da extensão que foi marcada primeiro. Se não há informação do número de telefone, ficam 25 espaços em branco. 138 a 139 Caracteres de controlo de fim de linha (carriage return CR, line feed LF)

15 16 17

1 4 2

– À direita –

18

25

À esquerda

19

2

12-32

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Formato não comprimido dos dados de taxação

>
Data 11.12.00 11.12.00 11.12.00 11.12.00 Hora

O cabeçalho do formato de saída não comprimido é impresso no idioma configurado para todo o sistema. Depois da impressão de 62 linhas (inclusive o cabeçalho), é executado um avanço de página (form feed FF) automaticamente e a página seguinte é iniciada com um cabeçalho.
Linha 4 3 2 1 Ext. Sinal Duração Número 20,23 0,69 413,69 Valor 2 2 1 2 I

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------08:23:23 09:12:45 09:25:34 10:01:46 16 00:05:23 02317324856 18 00:01:23 834756 11 00:34 12 00:12:53 83726639046287127384

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Tabela 12-2 Campo Formato de saída não comprimido – Explicação dos campos Campos Definição Número de caracteres 8 8 3 6 5 8 25 Alinhamento À esquerda À esquerda À direita À direita À esquerda À esquerda À esquerda

Data Hora Li Extensão Sinal Duração Número

1a8 10 a 17 19 a 21 23 a 28 30 a 34 36 a 43 45 a 64

ver tabela 12-1, posição de campo 1 ver tabela 12-1, posição de campo 2 ver tabela 12-1, posição de campo 3 ver tabela 12-1, posição de campo 4 ver tabela 12-1, posição de campo 5 ver tabela 12-1, posição de campo 6 Número externo marcado ou, caso exista, recebido:nnnnnnnnnnnnnnnnnnnn (n = carácter marcado ou recebido: valor 0 ... 9, *, #, ?) ver também tabela 12-1, posição de campo 7 Valor da taxação para um segmento de chamada: zzzzzzzzzzz (z = dígito: valor 0... 9) O registo é efectuado, sempre que o segmento de chamada originar no mínimo um impulso de taxação (p. ex., também no caso de chamadas transferidas). Se não há informação da taxação, os dígitos são preenchidos com 11 espaços. Casas decimais são separadas por "vírgula" (,).

Valor

66 a 76

11

À direita

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-33

Facilidades para o registo de dados das chamadas Taxação central

Tabela 12-2 Campo

Formato de saída não comprimido – Explicação dos campos Campos Definição Número de caracteres 2 2 Alinhamento À direita –

I –

78 a 79 80 a 81

ver tabela 12-1, posição de campo 9 Caracteres de controlo de fim de linha (carriage return CR, line feed LF)

12-34

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Monitorização de abuso de taxação

12.9

Monitorização de abuso de taxação

Programação das facilidades, ver Manager E Monitorização de abuso de taxação Definição Através desta facilidade o cliente pode evitar o abuso de taxação. Através de supervisão das chamadas de saída para a rede pública, o cliente pode detectar uma eventual utilização excessiva nas chamadas entre linhas de rede. Se a duração da chamada ultrapassar um tempo definido, esta situação é sinalizada no display do posto de operadora. Se necessário, esta chamada pode ser desligada através de procedimento. Para esta facilidade não está especificado nenhum tempo standard (temporizador Monitorização de abuso de taxação). isto significa, que o posto de operadora não é avisado, enquanto não estiver programado um valor para este temporizador. Função Quando uma ligação de rede pública para a rede pública (por exemplo, uma ligação DISA) excede o temporizador de sistema definido pela Monitorização de abuso de taxação, é enviada uma mensagem ao posto de operadora. No display do posto de operadora aparece Tempo ultrapassado e a pergunta, se a operadora deseja apagar a mensagem de erro. Primeiro, a operadora folheia a indicação de display para verificar quantas linhas de rede estão ligadas. Depois disso, pode libertar as linhas. Num telefone com memória, a linha pode ser seleccionada com o cursor. Opcionalmente, a operadora pode apagar a mensagem de erro depois de ter anotado os números e activar a facilidade "Autorizar linhas", para, se necessário, cortar a ligação posteriormente. A operadora activa a facilidade "Autorizar linhas" no estado "Livre", marcando o código standard *43 ou premindo a tecla Serviço, activando e seleccionando a opção *43=Autorizar linhas. Em seguida, a operadora é solicitada a introduzir um número de linha. Depois de introduzido o número da linha por cima, a ligação é cortada.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-35

Facilidades para o registo de dados das chamadas Monitorização de abuso de taxação

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V5.0 ou sup.

12-36

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Printer Pipe Mode (aumento de alcance V.24 para os dados da chamada)

12.10

Printer Pipe Mode (aumento de alcance V.24 para os dados da chamada)

Programação das facilidades, ver Manager E Printer Pipe Mode Definição Saída da taxação através do adaptador de controlo Optiset E. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Programações Dependência/Restrição Em caso de saída da taxação através do adaptador de controlo Optiset E, programação fixa para: 9600,N, 8, 1

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-37

Facilidades para o registo de dados das chamadas Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)

12.11

Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)

Programação das facilidades, ver Manager E Transmissão livre de valores monetários Definição Nas linhas digitais, os dados de taxação de uma chamada externa recebidos através da facilidade "AOC" (indicação de taxação) são indicados no display do telefone, desde que o operador disponibilize esta informação. Na rede pública são suportados os seguintes tipos de AOC:
● ●

AOC-D = indicação da taxação durante a chamada (charging information during the call) AOC-E = indicação da taxação no fim da chamada (charging information at the end of a call) AOC-S - Indicação da taxação no início da chamada (charging information at call setup)

Redes públicas digitais também podem transmitir valores monetários na indicação AOC-D e AOC-S, os quais são acumulados para a análise dos dados da chamada no sistema. Estes valores não são múltiplos dos impulsos de taxação. Para evitar erros no registo dos dados da chamada, foi introduzido o parâmetro "Precisão de cálculo", que determina

o número de dígitos depois da vírgula, para a análise dos dados da chamada = valor mais pequeno possível. o total máximo possível dos valores memorizados = maior valor possível.

O parâmetro "Precisão de cálculo" deve ser programado de forma que a precisão do sistema não seja mais pequena do que a precisão dos valores monetários transmitidos pela rede pública RDIS. Caso os três dígitos depois da vírgula (máximo possível) não sejam suficientes, há o arredondamento automático. São possíveis os seguintes valores: Precisão de cálculo 3 (por ex., para libras esterlinas) 2 (por ex., para euro) 1 0 Valor mais pequeno possível 1 x 10–3 = 0,001 1 x 10–2 = 0,01 1 x 10–1 = 0,1 1 x 100 = 1 Maior valor possível 1 x 10–3 x (232 – 1) = ca. 4,3 milhões 1 x 10–2 x (232 – 1) = ca. 43 milhões 1 x 10–1 x (232 – 1) = ca. 430 milhões 1 x 100 x (232 – 1) = ca. 4,3 bilhões

12-38

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades para o registo de dados das chamadas Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)

Ao seleccionar "Precisão de cálculo = através de impulsos de taxação", a análise dos dados da chamada no sistema continua a ser realizada na forma de impulsos de taxação. Se a linha de rede digital fornece impulsos de taxação, não é possível trabalhar com unidades de cálculo de HiPath. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

XG – V5.0 ou sup.

Dependências/Restrições Tema Produtos Plus Dependência/Restrição O factor de conversão que converte o número de impulsos de taxação em valor monetário deve ser seleccionado como se segue: Factor de conversão= (factor de taxação em %) / (100 x 10 precisão de cálculo)

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

12-39

Facilidades para o registo de dados das chamadas Transmissão livre de valores monetários (excepto para os EUA)

12-40

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13
13.1

Facilidades RDIS
Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

Programação das facilidades, ver Manager E, Facilidades EURO-RDIS Definição HiPath 3000/5000 estão em conformidade com o standard DSS1, o qual define, ao nível europeu, a estrutura das telecomunicações normalizada pelo ETSI. O EURO-RDIS disponibiliza várias facilidades ao utilizador, as quais estão activadas permanentemente na rede pública ou são activadas através de procedimento. Não é necessária a programação específica das facilidades. As facilidades disponibilizadas por EURO-RDIS para o sistema HiPath 3000/5000 são apresentadas a seguir. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Facilidades PC em S0 Dependência/Restrição Utilização das facilidades como em extensões analógicas. O controlo é efectuado através de elementos de informação no protocolo. Um PC pode ser ligado no Bus S0 interno através de uma carta RDIS-S0.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

G

Acesso à rede pública digital V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-1

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.1
Definição

Marcação directa (Direct Dialing In DDI)

Esta facilidade permite efectuar uma chamada através da rede pública directamente para uma extensão do PPCA, utilizando o plano de numeração RDIS. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema DDI Dependência/Restrição As extensões do sistema devem ter no mínimo acesso indirecto à rede pública. A marcação directa deve estar disponível. x –
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

G

Acesso à rede pública digital V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. x – x – x –

13-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.2
Definição

Números múltiplos (Multiple Subscriber Number MSN)

O número múltiplo possibilita a atribuição de vários números de telefone a um acesso básico S0 (Bus ou acesso ponto-multiponto). A cada terminal é atribuído um MSN de no máximo 11 dígitos, para que a chamada possa ser efectuada de forma selectiva. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição É possível MSN de no máximo 11 dígitos. No caso de um MSN comprido demais, só são analisados os 11 dígitos a partir da direita. As facilidades são activadas por cada MSN. Taxação central MSN É possível a taxação central. Se o MSN não está programado ou não é válido no caso de "SETUP", é utilizado um MSN pré-definido correspondente à situação. No caso de introdução de um número já utilizado (Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage TDM), o "SETUP" é recusado. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

G

Módulo S0 para a rede pública V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. x x x x x –

MSN

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-3

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.3
Definição

Número standard no lugar de MSN (número múltiplo)

Esta facilidade foi criada visando uma maior segurança e melhor facturação (p. ex., em hotéis). Até agora era possível configurar qualquer MSN válido de forma automática. Neste caso, a facturação e o registo das chamadas eram efectuados para um número, o qual não era necessariamente registado pelo operador da central privada. Agora, além da marcação por um MSN, também é possível a marcação por um número standard definido internamente. Para melhor compreensão: a cada porta e consequentemente a cada terminal é atribuído um número standard interno, de forma contínua e crescente. Desta forma, é atribuído um número standard a, p. ex., cada Bus S0 RDIS. No acesso de um adaptador RDIS, o número standard corresponde ao número da porta lógica do terminal TDM Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage do cliente (slave). Os números de telefone permitidos estão distribuídos na programação standard, mas podem ser alterados através do Manager E. Cada número é sempre atribuído a um número de porta lógico. Quando é utilizado um número standard, tem-se o seguinte processo:

Estabelecimento de chamada de saída: independentemente do MSN enviado por um terminal ou aplicação, a chamada é estabelecida com o número standard. A conta é facturada para o cliente com base no número standard, que em hotéis, p. ex., pode ser o número do quarto mais uma combinação fixa de números. Estabelecimento de chamada de entrada: se um cliente configurar de forma idêntica o MSN da aplicação que ele instalou, por exemplo, no seu notebook e ligou à rede telefónica do hotel através de um adaptador RDIS, ao número standard de seu quarto (por exemplo, número do quarto mais uma combinação fixa de números), o PC pode ser acedido por marcação directa.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x x G Módulo S0 para a rede pública V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. x x x x x x x –

x

13-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.4

Indicação do número do chamador na extensão chamada (Calling Line Identification Presentation CLIP)

Definição Trata-se da transmissão e indicação do próprio número no display do terminal chamado. A rede pública deve suportar a transmissão do número de telefone. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema CLIP Dependência/Restrição Necessária a libertação pelo Operador. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

XG –

Terminais com display (Optiset E, optiPoint 500 ou OpenStage TDM) Acesso à rede pública digital

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. x x x x x –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-5

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.5

Indicação do nome do chamador na extensão chamada (Calling Name Identification Presentation CNIP)

Definição Trata-se da transmissão e indicação do próprio nome no display do terminal chamado. A rede pública deve suportar a transmissão do nome. Se o serviço "Calling Name Identification Presentation” estiver autorizado para a extensão chamada, esta recebe automaticamente a informação do nome (se também houver activado este serviço). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

XG –

Terminais com display (Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM) Terminais analógicos Acesso à rede pública digital V6.0 SMR6 ou sup. x x V6.0 SMR6 ou sup. x x V6.0 SMR6 ou sup. x x

Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema CNIP Terminais analógicos

V6.0 SMR6 ou sup. x –

Dependência/Restrição Necessária a libertação pelo Operador. A transmissão da informação do nome CNIP depende do terminal (o Gigaset S100 Professional é suportado; o Euroset 2020, não!). Para isso, devem ser observadas as informações do fabricante dos telefones analógicos. Não é possível a transmissão de caracteres especiais. São suportados apenas os caracteres ASCII de 7 bits.

13-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.6
Definição

CLIP programável

O número registado aqui é transmitido para a extensão chamada no lugar do número de marcação directa e indicado no display. Para tal, o flag válido em todo o sistema "CLIP programável" deve estar activado. Se não for introduzido um registo na coluna CLIP, será transmitido o número de marcação directa. Exemplo: para todos os membros de uma linha colectiva deve ser indicado, na extensão externa chamada, apenas o número da linha colectiva. Por isso, na coluna CLIP, deve ser introduzido o número da linha colectiva para todos os membros. Dentro de um sistema ou integração em rede, é indicado sempre o número interno independente do registo CLIP. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema CLIP / LIN Dependência/Restrição CLIP e LIN (Location Identification Number; apenas nos EUA) excluem-se. Na configuração standard, LIN está activado para os EUA e CLIP, para os demais países. Se CLIP estiver activado para os EUA, então LIN é automaticamente desactivado. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

x –

Terminais com display (Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM) Acesso à rede pública digital

V5.0 ou sup. V3.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. x x x x x –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-7

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.7

Supressão da indicação do número do chamador na extensão chamada (Calling Line Identification Restriction CLIR)

Programação das facilidades, ver Manager E, Supressão da indicação do número do chamador na extensão chamada Definição Esta facilidade impede a indicação do número do chamador no display da extensão chamada. A supressão (temporária ou permanente) deve ser suportada pela rede pública. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição A supressão da indicação do número pode ser configurada para todo o sistema. Através do HiPath 3000/5000 Manager E, é possível (só no nível do desenvolvimento) ignorar uma supressão activada em todo o sistema e activar a indicação do número do chamador. Isto pode ser necessário, p. ex., no caso de chamadas de emergência! Supressão da indicação do número por extensão: ● *86 = activar ● #86 = desactivar Não é possível ignorar uma supressão activada pela extensão. V5.0 ou sup. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

x V5.0 ou sup. x –

Acesso à rede pública digital

CLIR

13-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.8

Indicação do número da extensão chamada no display do chamador (Connected Line Identification Presentation COLP)

Definição Com esta facilidade, o chamador pode verificar se a chamada foi efectuada realmente com a extensão desejada ou se a chamada foi atendida por outra extensão. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema COLP Dependência/Restrição Necessária a libertação pelo Operador. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

XG –

Terminais com display (Optiset E, optiPoint e OpenStage) Acesso à rede pública digital

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. x x x x x –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-9

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.9

Supressão da indicação do número da extensão chamada no display do chamador (Connected Line Identification Restriction COLR)

Definição Esta facilidade impede a indicação do número da extensão chamada no display do chamador. Através desta facilidade, o utilizador pode impedir a indicação do seu número na extensão chamadora. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema COLR Dependência/Restrição Mesmo registo na memória de dados de cliente que CLIR x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

X

Acesso à rede pública digital V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. x x x x x –

13-10

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.10
Definição

Indicação de taxação (Advice of Charge AOC)

As informações de taxação são disponibilizadas para a extensão ou para o PPCA. Esta facilidade tem de ser disponibilizada pela rede pública. Existem três tipos de transmissão:

AOC-S - A taxação é informada no início da chamada – – A indicação no terminal é como um AOC-D. Se uma chamada não for estabelecida completamente ou se não for possível analisar as informações de taxação de um operador através de HiPath 3000/5000, a taxação não será indicada.

● ●

AOC-D - A taxação é informada durante a chamada. AOC-E - A taxação é informada no fim da chamada.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema AOC Dependência/Restrição Em alguns países, podem ser indicados os custos em vez dos impulsos. Neste caso, os impulsos são convertidos em custos através de um factor (como nas linhas de rede analógicas). V5.0 ou sup. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

XG V5.0 ou sup. x –

Acesso à rede pública digital

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-11

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.11
Definição

Transferência de chamadas (Call Forwarding CF)

Existem três tipos de transferência:

Transferência em cadeia (Chaining CFU) A extensão pode activar a transferência variável ou pré-programada na tecla (imediata, incondicional) para os seguintes tipos de chamada: – – – só para chamadas internas de entrada só para chamadas externas de entrada para todas as chamadas

Isto também é possível, quando a própria extensão é um destino de transferência ou quando o destino de transferência já activou uma transferência. A indicação "Encadeamento não autorizado" não aparece mais após a introdução de um segundo destino de transferência durante a programação. Se a chamada para uma extensão for transferida para outra extensão que já tenha activado a transferência imediata e incondicional para uma outra, ocorre a supervisão quanto ao número de transferências permitidas. Este número pode ser limitado a 5, no máximo, através de um contador. Exemplo: – – – – – – Extensão A activou transferência para extensão B: 1. CFU Extensão B activou transferência para extensão C: 2. CFU Extensão C activou transferência para extensão D: 3. CFU Extensão D activou transferência para extensão E: 4. CFU Extensão E activou transferência para extensão F: 5. CFU Extensão F activou transferência para extensão G: 6. CFU (não é mais possível)

Quando a extensão X chama a extensão A, é chamada a extensão F, e não a extensão G. O contador só é comutado em caso de CFU, e não de CFB ou CFNR)

Transferência no caso de ocupado (Call Forwarding Busy, CFB) Como no CFU, porém só no caso de linha ocupada. Transferência no caso de não atendimento (Call Forwarding No Reply, CFNR) Como no CFU, porém só quando a chamada não for atendida dentro de um tempo prédefinido (programável).

Os destinos para os casos de ocupado e não atendimento são definidos na gestão de chamadas.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-12

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição No caso de sistema com acesso ponto-multiponto, o desvio é efectuado apenas ao MSN atribuído ao telefone de programação. Caso este não possua um MSN, o desvio não pode ser activado. O desvio é sempre efectuado para o primeiro acesso básico, ou seja, o primeiro acesso básico S0 também tem de estar disponível no sistema. Nas extensões RDIS, é suportada apenas o desvio incondicional, uma vez que podem surgir conflitos com a gestão de chamadas.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

– – – – –

Acesso à rede pública digital

CF

S0 interno

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-13

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.12
Definição

Transferência para a rede pública

Qualquer extensão que tenha um MSN atribuído como número de marcação directa, pode, para este MSN, activar ou desactivar uma transferência para a rede. Para tal, a extensão deve estar autorizada a efectuar desvios externos. O número máximo de MSN que podem ser transferidos é 10. Se o MSN está atribuído a um grupo de extensões, qualquer extensão deste grupo pode activar ou desactivar uma transferência para a rede pública. Para cada MSN só pode ser introduzido um destino de transferência. Existem três tipos de transferência:

Transferência imediata, incondicional (Call Forwarding Unconditional, CFU) O operador transfere imediatamente todas as chamadas destinadas a este MSN, independentemente de seus estados. Transferência em caso de ocupado (Call Forwarding Busy, CFB) A transferência só é executada, se o MSN estiver ocupado. Transferência em caso de não atendimento (Call Forwarding No Reply, CFNR) A transferência só é executada, se a chamada não for atendida dentro de um tempo predefinido (programável).

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

– – – – –

Acesso à rede pública S0

13-14

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

Dependências/Restrições Tema CF CFU Dependência/Restrição Não é possível com uma linha S2M. Transferência para a rede pública tem maior prioridade do que Serviço nocturno. O número de MSNs na transferência para a rede pública está limitado a 10.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-15

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.13
Definição

Desvio de uma ligação (Call Deflection CD)

Através da activação do desvio externo, o sistema HiPath 3000/5000 tenta desviar uma chamada para a rede pública. Ao entrar a chamada, o novo destino e o número da extensão que desvia são informados à rede pública no aviso de activação do desvio. Se não é possível desviar uma chamada na rede pública, o desvio é efectuado através do sistema. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição x –
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

XG

Acesso à rede pública digital V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup. V5.0 ou sup. x – x – x –

Informação de taxação O sistema HiPath 3000/5000 não recebe informações de taxação para a chamada transferida. A taxação será atribuída pelo operador responsável ao cliente.

13-16

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.14
Definição

Sub-endereçamento (Subadressing SUB)

Esta facilidade possibilita a ampliação da capacidade de endereçamento independentemente do número RDIS ou permite a transmissão de uma informação adicional, além do número de telefone, ao terminal chamado. Assim, podem ser activados certos procedimentos. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Sub-endereçamento Dependência/Restrição O fluxo de informações é efectuado só numa direcção.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

– – – – –

Acesso à rede pública digital

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-17

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.15

Identificação de chamadas maliciosas (Malicious Call Identification MCID)

Programação das facilidades, ver Manager EIdentificação de chamadas maliciosas Definição Esta facilidade permite a identificação de chamadores indesejáveis, devendo de ser disponibilizada pelo operador e activada na rede pública. O número e o nome do chamador são memorizados na rede pública. Em cada chamada de entrada, o desligamento da chamada, depois de o chamador desligar, é atrasado durante um tempo determinado, para que o utilizador chamado possa activar esta facilidade. O atraso só é possível se a facilidade estiver disponível! A facilidade Identificação de chamadas maliciosas possibilita identificar chamadores indesejáveis (MCID= Malicious Call Identification, facilidade DSS1). A activação dessa facilidade ocorre na rede pública (DSS1); a facilidade pode ser utilizada através das linhas DSS1 (não para CorNet-NQ). O número e o nome do chamador são memorizados na rede pública. A própria extensão não tem acesso directo aos dados memorizados. A utilização da facilidade Identificação de chamadas maliciosas deve ser disponibilizada pelo operador da rede pública. A activação da facilidade na rede pública depende da respectiva classe de acesso. A facilidade pode ser activada pelas linhas UP0/E, a/b e S0. Em cada chamada de entrada pela rede pública, o desligamento da chamada, depois de o chamador desligar, é atrasado durante um tempo determinado, para que o utilizador chamado possa activar esta facilidade. Com isso, a disponibilidade das linhas de rede são reduzidas porque demora mais até que as linhas estejam livres. O atraso só é possível se a facilidade estiver disponível. A Indicação de chamadas maliciosas só funciona para chamadas da rede pública, mas não para chamadas internas. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x V5.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

– – – – –

Acesso à rede pública digital

13-18

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição A identificação de chamadas apenas é suportada numa linha de rede directa e não em junções (QSig ou CorNet-N). MCID A desactivação das linhas é atrasada. A identificação pode ser programada para cada extensão. MCID Bus S0 A activação é transferida para a rede pública.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-19

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.16

Rechamada no caso de ocupado (Completition of Calls to Busy Subscribers CCBS)

Definição É possível activar uma rechamada automática para uma linha externa ocupada. Depois que a extensão fica livre, a rede pública tenta estabelecer uma chamada entre as duas extensões. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição A facilidade tem de ser suportada pela rede pública e pelo telefone de destino. CCBS Não funciona com 1TR6. No caso de sistemas em rede, é gerada uma opção de rechamada para o sistema de destino. V5.0 ou sup. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

XG V5.0 ou sup. x –

Acesso à rede pública digital

13-20

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.17
Definição

Retenção (Call Hold CH)

O utilizador pode interromper uma chamada em curso sem ter de desligar. A chamada é colocada em retenção. A retenção de chamadas é relevante na utilização de outras facilidades como Chamada em espera, Consulta, Comunicação alternada e Conferência tripartida. O estado de retenção e a retoma são sinalizados na chamada retida. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição Só em acessos ponto-multiponto. No caso de PPCA, a chamada é retida no sistema. O elemento de informação é enviado à rede pública. CH Assinantes não RDIS não recebem aviso (a não ser que estejam retidos no PPCA). Uma chamada só pode ser colocada em retenção na fase activa ou durante o seu estabelecimento. V5.0 ou sup. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

XG V5.0 ou sup. x –

Acesso à rede pública digital

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-21

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.18
Definição

Conferência (Three Party Service 3PTY)

No acesso ponto-multiponto, é possível efectuar uma conferência tripartida. O estado da conferência é sinalizado na respectiva linha RDIS. Do lado da extensão, deve ter-se em conta que a interligação dos outros membros da conferência é efectuada no sistema, ou seja, apenas um canal B é necessário para o Bus S0. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Conferência Dependência/Restrição Só em acessos ponto-multiponto. No caso de PPCA, a conferência é efectuada no sistema. O elemento de informação é enviado à rede pública. V2.0 ou sup. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

XG V5.0 ou sup. x –

Acesso à rede pública digital

13-22

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.19
Definição

Chamada em espera (Call Waiting CW)

Ao entrar uma chamada durante uma outra em curso, aquela é sinalizada na extensão ocupada através de um sinal acústico. O estado de chamada em espera é enviado à rede pública. A extensão ocupada pode atender a chamada em espera. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Chamada em espera Dependência/Restrição Apenas nos acessos ponto-multiponto. No caso de PPCA, a chamada em espera é efectuada no sistema. O elemento de informação é enviado à rede pública. V5.0 ou sup. x x
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

G V5.0 ou sup. x –

Acesso à rede pública digital

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-23

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.20
Definição

Parque / Portabilidade de terminal (Terminal Portability TP)

Esta facilidade permite parquear uma chamada no Bus, depois desligar o terminal, ligá-lo de novo numa outra posição no Bus e em seguida retomar a chamada parqueada. A extensão parqueada recebe uma indicação no display sobre este processo. O utilizador tem três minutos para efectuar esta troca. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição Apenas nos acessos ponto-multiponto. No caso de PPCA, a chamada externa é parqueada no sistema. O elemento de informação é enviado à rede pública. TP A chamada deve ser retomada dentro de 3 minutos. A utilização não é possível no caso de serviços de telefax, ou transmissão de dados. Portabilidade de termi- No Gigaset RDIS, esta facilidade é utilizada para um handover entre duas células radioeléctricas e para a execução da facilidade Parquenal Bus S0 ar. A execução é feita pelo sistema.
HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

– – – – –

Acesso à rede pública digital

13-24

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.21
Definição

Sinalização Utilizador-Utilizador (User to User Signalling UUS1)

Esta facilidade permite a troca de mensagens entre terminais durante o estabelecimento da chamada. A mensagem é transmitida pela rede de forma transparente, há a verificação apenas do comprimento. Existem três tipos de UUS:

UUS1 - Troca de informações em mensagens de controlo durante a fase de estabelecimento ou desligamento da chamada. UUS2 - Troca de informações durante a fase de sinalização de chamada. A quantidade de mensagens é restrita a duas por linha. USS2 só pode ser utilizado entre PPCAs. UUS3 - Troca de informações durante o estado activo da chamada.

No momento, é suportada apenas a facilidade UUS1! Facilidades suportadas:

Transmissão do nome em UUS para os sistemas em rede. Integração em rede através de linhas comutadas RDIS. (a transmissão de nomes pode ser desactivada). Transmissão de nomes da rede pública através de indicação no display.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema USS1 Dependência/Restrição No acesso ponto-multiponto, o utilizador deve garantir que só um terminal transmita uma mensagem numa chamada de entrada. Só é suportada a facilidade USS1.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

x V1.0 ou sup. x x

– – – – –

Acesso à rede pública digital

13-25

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.22
Definição

Transferência de chamadas (Explicit Call Transfer ECT)

Um utilizador que tenha duas chamadas pode ligar estes interlocutores um com o outro. Uma das chamadas tem que estar já estabelecida. É possível transferir antes e depois do atendimento. O sistema suporta ECT na interface da extensão S0 conforme ETS300367. As variantes possíveis, contudo, apenas suportam "Implicit Invocation". Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup. – x

x V1.0 ou sup. – x

x V1.0 ou sup. – x

– – – – –

Acesso à rede pública digital

13-26

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.23
Definição

Ligação ponto-a-ponto do lado da extensão

Esta facilidade permite a configuração de uma porta S0 do lado da extensão como uma ligação ponto-a-ponto, p. ex., para ligar um servidor de fax. A porta recebe um número que possibilite a marcação directa. Um desvio de chamadas também pode ser activado nesta porta. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Ponto-a-ponto Dependência/Restrição Apenas as facilidades Marcação directa, CLIP, CLIR e Indicação de taxação são suportadas.
HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V1.0 ou sup. – x

x V1.0 ou sup. – x

– – – – –

Acesso de extensão S0

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-27

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.24

Configurar códigos nacionais e internacionais para chamadas de saída

Programação das facilidades, ver Manager E, Programar códigos nacionais e internacionais para as chamadas de saída Definição O número do chamador é indicado no display dos terminais Optiset E e optiPoint, na lista de chamadores e em aplicações (p. ex., Smartset), conforme a origem, incluindo o código de acesso à rede (p. ex., "0") e o prefixo nacional (p. ex., "0") ou internacional (p. ex. "00"). Geralmente, os operadores (carrier) são acessíveis através de um prefixo nacional próprio (de 1 dígito) e um internacional (de 2 dígitos). Se o sistema HiPath 3000/5000 disponibiliza acesso a vários operadores (acesso próprio ou colectivo), não é possível determinar de qual operador vem a chamada de entrada. Todavia, para poder apresentar um prefixo, a configuração dos códigos de acesso nacionais e internacionais é possível através desta facilidade. O valor dos dígitos programáveis varia entre "0" e "9". Para o atendimento de chamadas, podem ser utilizados a lista de chamadores e Smartset, assim como na ligação a operadores (carrier). Os prefixos também podem ser utilizados com estes operadores. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Facilidade da rede pública Facilidade da extensão Dependências/Restrições Tema Prefixo nacional e internacional Dependência/Restrição No sistema todo só existe um prefixo nacional ou internacional, os quais, juntamente com os códigos do operador, podem ser programados no máximo com dois dígitos.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup. – x

x

x

G V5.0 ou sup. – –

Módulo S0 V1.0 ou V1.0 ou sup. sup. – – x x

13-28

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.25

Indicação no display do número A após o corte (por ex., Polícia)

Programação das facilidades, ver Manager E, Indicação no display do número A após o corte Definição Esta facilidade permite que o número da extensão A seja transmitido, após o corte da chamada, para a lista de chamadores com o número 0. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-29

Facilidades RDIS Facilidades EURO-RDIS (excepto para os EUA)

13.1.26

Bloqueio de chamada com cobrança revertida para linhas de rede RDIS

Programação das facilidades, ver Manager E Bloqueio de chamada com cobrança revertida para linhas de rede RDIS Definição Esta facilidade possibilita a desactivação automática de chamadas de cobrança revertida de entrada na rede, não afectando as outras chamadas.

>

Há diversos operadores de rede que não garantem que a extensão chamada receba o elemento de informação para designar uma chamada de cobrança revertida no protocolo de canal D de RDIS. Neste caso, a facilidade ’Bloqueio de chamada com cobrança revertida’ não é possível!

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x V5.0 ou sup.

x Linha de rede digital V3.0 ou sup.

x V3.0 ou sup.

– – –

13-30

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

13.2
Definição

US ISDN (só para os EUA)

Nos Estados Unidos da América, RDIS é oferecido pela maioria das companhias telefónicas. RDIS trata-se de uma tecnologia completamente digital para a transmissão de voz e dados. Ao contrário da transmissão analógica, a digital RDIS transmite o tráfego de voz e dados através de canais de utilização, os chamados canais B; os dados de chamada do cliente e os sinais de controlo são transmitidos via um canal de dados, o canal D. Há dois tipos de acessos RDIS, o acesso primário (PRI) e o acesso básico (BRI). PRI foi elaborado para grandes sistemas telefónicos comerciais e abrange 23 canais B e um canal D. Por sua vez, BRI foi especialmente criado para satisfazer as necessidades de sistemas menores ou privados e é composto de dois canais B e um canal D. Para configurar esses acessos RDIS, o utilizador deve saber o tipo de sistema HiPath 3000 que ele configura. Os acessos RDIS seguintes foram criados especialmente para serem utilizados com o sistema HiPath 3000:
● ●

BRI com HiPath 3350 e HiPath 3300 PRI e BRI com HiPath 3550 e HiPath 3500

>

As facilidades RDIS são activadas pela rede pública.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-31

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

13.2.1
Introdução

Acesso primário (PRI)

Os sistemas HiPath 3800, HiPath 3500 e HiPath 3550 podem ser configurados para suportar os serviços de acesso primário da rede pública. Um acesso primário (PRI) é composto de 23 canais de utilização (B) e um canal de dados (D). Cada um desses canais suporta uma largura da banda de 64 kbit/s. HiPath 3550 e HiPath 3500 suportam uma única interface T1 (módulo TST1), que pode ser configurada como acesso primário. Para cada acesso à rede pública é necessária uma CSU. HiPath 3550 e HiPath 3500 suportam apenas um grupo CBC. Mais além, este grupo pode ser configurado com, no máximo, oito feixes CBC. Normalmente, toda a secção de linha T1 encontra-se num único feixe; os canais primários podem ser distribuídos por diversos feixes, dependendo da aplicação. Isto pode ser necessário para aplicações nas quais uma parte desses canais pode ser reservada para aplicações de dados não pertencentes ao sistema. Deve ser seleccionada, pelo menos, uma secção de linha como interface de referência para a rede pública. Para a atribuição de quatro pontos de clock encontra-se disponível uma tabela hierárquica. Se faltar a fonte de clock primária, será utilizada como referência a próxima fonte de clock especificada. Assim que a fonte de clock primária estiver pronta para o funcionamento, o sistema é sincronizado automaticamente com este clock. Para cada sistema apenas podem ser definidos, no máximo, quatro clocks de referência. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Nº de módulos T1 por sistema Nº de grupos CBC por sistema Nº de feixes por grupo CBC Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x DIU2U 5 4 8

x TST1 1 1 8

– – – – – –

– – – – – –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup.

13-32

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

Dependendo das exigências do operador PRI, os utilizadores devem configurar alguns ou todos os seguintes elementos para a configuração de um acesso primário:
● ● ● ● ●

Signal, Protocol and Emulation Type (tipo de sinal, de protocolo e de emulação) Frame/Line/Encoding (Frame/Linha/Codificação) B Channel Allocation Mode and Identifier (identificação e modo de atribuição do canal B) Number of B Channels (nº de canais B) Trunk Group Calling Service (serviço de chamada de feixe)

Para a integração em rede com PRI, os clientes podem utilizar ou as linhas de junção ou a rede pública. Com Protocol Type (tipo de protocolo), os clientes podem seleccionar a interface entre HiPath 3800/HiPath 3500/HiPath 3550 e o operador PRI. Neste caso, os protocolos para LECs e IEC são diferentes. O utilizador possivelmente irá preferir um IEC, caso deseje iniciar chamadas através de uma linha de junção com base no número de telefone sem precisar utilizar o posto de operadora local. O utilizador pode seleccionar um outro operador e um outro protocolo para cada secção de linha PRI. O sistema HiPath 3000 suporta até sete protocolos LEC ou IEC. Tabela 13-1 e Tabela 13-2 na pág. 13-34 listam os protocolos disponíveis para cada slot. Protocolos LEC Tabela 13-1 Protocolos LEC suportados Switch 5ESS 5ESS DMS100 GTT5 DMS100 EWSD EWSD NI-2 Específico do cliente NI-2 Específico do cliente Específico do cliente NI-2 Protocolo Específico do cliente

Operador LEC AT&T AT&T Bell Canada GTE Nortel Siemens Siemens

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-33

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

Protocolos IEC Tabela 13-2 Protocolos IEC suportados Switch 4ESS DMS250 DEX600 DMS250 DMS250 DMS250 5ESS Protocolo Específico do cliente Emulação AT&T 44ESS Emulação AT&T 44ESS Emulação AT&T 44ESS Emulação AT&T 44ESS DMS250 5ESS

Operador IEC AT&T MCI MCI Sprint Westinghouse GSA GSA FTS 2000

Emulation Type, o tipo de emulação, é determinado pelo protocolo. O utilizador deve seleccionar o tipo de emulação, que corresponda ao serviço RDIS requisitado. Super Frame (SF) ou Extended Super Frame (ESF). O formato de dados para a emulação SF é o Inverted HDLC (High-Level Data Link Control); para ESF é o formato normal HDLC. Frame/Line/Encoding (Frame/Linha/Codificação) permite ao utilizador seleccionar o tipo de codificação utilizada no canal D. Estão disponíveis os módulos opcionais "Normal" ou "Inverted" (Normal/Invertido). A configuração standard é "Normal". O tipo de codificação do frame e da linha depende do respectivo protocolo. HiPath 3550 e HiPath 3500 configuram automaticamente a codificação correcta do frame e da linha para o protocolo correspondente. Com B Channel Allocation Mode and Identifier (identificação e modo de atribuição do canal B), o utilizador pode seleccionar como o sistema deve procurar um canal B disponível, em caso de necessidade. Estão disponíveis os módulos opcionais "High" e "Low" (Alto/Baixo). Com "High", a procura é iniciada num canal B com o mais alto número na secção de linha T1 que possui o mais alto número no feixe PRI e, continuada em ordem decrescente. Com a opção "Low", a procura é iniciada com o número de canal mais baixo da secção de linha T1 que possui o número mais baixo no feixe PRI e, continuada em ordem crescente. Para isso, deve ser seleccionado respectivamente o modo não utilizado pela rede pública a fim de evitar conflitos quando a rede pública e o HiPath 3000 tentarem ocupar um canal. Com Number of B Channels (nº de canais B), o utilizador pode introduzir o número de canais B para o sistema, a fim de informá-lo onde deve ser iniciada a procura pelos canais a serem atribuídos. O número introduzido aqui depende da quantidade de canais B solicitados pelo cliente.

13-34

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

Trunk Group Calling Service (Serviço de chamada de feixe) permite ao utilizador seleccionar um tipo de serviço para cada feixe. HiPath 3550, HiPath 3350, HiPath 3500 e HiPath 3300 suportam 36 tipos de serviços de feixe. O utilizador selecciona o tipo de serviço correspondente ao serviço solicitado ao operador RDIS.

>

Em caso de dúvidas relativas ao Trunk Group Calling Service, favor consultar o operador RDIS para mais informações.

A tabelas seguintes apresentam os serviços de dados e de voz oferecidos pelo operador de rede pública no mercado norte-americano. Tabela 13-3 Serviços de chamada Protocolo IEC ATT 44ESS MCI DMS250/ MCI DEX600 SPRINT DMS250 ULTRA 800 SPR Ultra WATS Westing. DMS250 WICNInWATS WICN-OutWATS FTS2000 DMS/5ESS Não aplicável Não aplicável Não aplicável Não aplicável Não aplicável Não aplicável Não aplicável Não aplicável

In-WATS (800) Megacom 800- MCI 800 TFM Out-WATS Megacom MCI PrismWATS MC!/900 MCI 800 MCI VN-VS

In-WATS (900) Multiquest Intl IN-WATS PVN Intl VPN SDS 56 SDS 94-c/r Inter-800 AT&T SDDN AT&T SDNGSDN Accu-SDS Accu-SDS

Não aplicável Não aplic. Não aplicável Não aplic. SPRINT-VPN Não aplic.

Não aplicável SPRINT-VPN Não aplic. NÃO NÃO Accu-SDS Accu-SDS Accu-SDS Accu-SDS

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-35

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

Tabela 13-4

Serviços de chamada protocolo LEC AT&T 5ESS/ Siemens EWSD Nortel DMS100 Bell Cnd DMS100 DMS100 InWATS DMS100 OutWATS Não aplicável Não aplicável DMS100 PV DMS100 OutWATS Não Não DMS100 OutWATS Não Não Não Não Generic NI2 Siemens NI2 AT&T 5ESS NI2 NI2 InWATS NI2 OutWATS Não aplicável Não aplicável Não aplicável NI2 OutWATS Não Não NI2 OutWATS

In-WATS (800) Out-WATS In WATS (900) Intl InWATS (800) PVN Multiband OutWATS Acesso ao operador LEC Acesso ao operador IEC standard

Megacom Megacom Não aplicável Não aplicável Não aplicável Megacom Não Não

Acesso com direitos iguais Megacom aos serviços da rede telefónica IEC Classe de acesso básica Acesso ao operador IEC SDS-56 SDS-64 c/r Não Não Não Não

Não Não Não Não

13-36

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

13.2.2
Introdução

Acesso básico (BRI)

Para configurar HiPath 3000 para BRI RDIS, o utilizador necessita dos números SPID (Service Profile Identifier Designator), que são oferecidos pela companhia telefónica. Os números SPID identificam o serviço RDIS e o conjunto de facilidades que o cliente recebe. Além disso, para possibilitar um acesso directo a determinados equipamentos, podem ser configurados vários acessos BRI com CACH EKTS. Dependendo da rede pública, o utilizador deve configurar valores CAID (Call Appearance Identification, também denominados de valores CACH) ou números PDID (Phantom Direct Inward Dialing) para todos os equipamentos a partir dos quais são iniciadas chamadas externas. Dependendo do protocolo seleccionado, o utilizador deve configurar alguns ou todos os parâmetros seguintes para a configuração BRI:
● ● ● ● ●

CO Protocol (Protocolo da rede pública) SPID Administration (Administração SPID) CAID Administration (Administração CAID) (AT&T ou EWSD) PDID Administration (Administração PDID) (DMS100) Feature Identification Number (FIN) for Message Waiting (ID da facilidade ID para mensagens em espera) CO Features (Transfer/Conference/Drop) (Facilidades da rede pública, Transferência/Conferência/Sair da conferência) Feature Identification Number (FIN) for Transfer, Conference and Drop (ID da facilidade para Transferência, Conferência e Sair da conferência) CACH EKTS Flag(AT&T ou EWSD)

O CO Protocol (protocolo da rede pública) é a interface entre HiPath 3550, HiPath 3350, HiPath 3500 ou HiPath 3300 e a rede pública do operador BRI. Neste caso, deve ser seleccionado o mesmo protocolo utilizado pelo operador BRI. São suportados os seguintes protocolos:
● ● ● ●

AT&T NI1 AT&T Custom Siemens NI1 Nortel NI1

Para o protocolo Nortel NI1 são necessários os valores PDID no lugar dos valores CAID. Para mais informações, ver o parágrafo para "Administração PDID" (abaixo).
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-37

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

>

Em caso de dúvidas relativas ao protocolo da rede pública, favor consultar o operador RDIS para mais informações.

Na SPID Administration (Administração SPID), o cliente pode configurar valores SPID. Com isso, cada linha BRI recebe dois valores SPID. Os sistemas HiPath 3000 suportam até oito SPID. Os valores SPID podem ser atribuídos a uma combinação qualquer de equipamentos digitais ou terminais digitais e são possivelmente obrigatórios para determinados terminais. Os números SPID são utilizados na rede pública para identificar os terminais para facilidades como mensagem em espera, transferência e conferência. Os números devem configurados na mesma ordem seguida pelas extensões no sistema. É atribuído um número primário a cada número SPID. O seu operador BRI oferece-lhe mais informações sobre os números SPID. Na CAID Administration (Administração CAID), o cliente pode configurar valores CAID para o tipo de rede pública AT&T ou EWSD. Esses valores são formados por um ou dois dígitos, que são atribuídos pela rede pública ao número de sistema primário ou secundário. Um valor CAID é a rota de ligação entre uma extensão de voz ou um terminal de dados e um canal BRI. Para cada extensão deve ser programado, pelo menos, um código de linha (CAID) para que seja possível iniciar ou atender chamadas externas sem utilizar a operadora. Cada equipamento no sistema pode ter até quatro códigos CAID. A uma extensão devem ser atribuídos vários códigos da linha para que ela possa utilizar as funções externas do telefone como, por exemplo, atender chamadas em espera ou conferências. Através deste CAID, diferentes funções de processamento de chamadas são simuladas numa única extensão. Ou seja, cada número CAID simula uma extensão adicional (isto é, uma linha), sem que exista uma linha externa real para estes números adicionais de extensão.

>

Algumas redes públicas não atribuem um CAID aos terminais de dados RDIS. Favor consultar o seu operador BRI para saber se foram atribuídos números CAID ao sistema.

Na PDID Administration (Administração PDID), o cliente pode definir Números de marcação directa fantasma (PDID). Números PDID são utilizados no lugar do CAID apenas para o tipo de rede Nortel DMS100 NI1. O cliente pode atribuir números PDID a todos os terminais de dados e de voz no sistema. Assim, as chamadas de entrada podem ser transferidas para a respectiva extensão ou ao terminal RDIS sem utilizar a operadora. O comprimento do número PDID é de 1 até 7 dígitos, como nos números de telefone normais com 7 dígitos.

13-38

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS US ISDN (só para os EUA)

PDIDs ou números de telefone (DN) são atribuídos pelo operador RDIS. Com a FIN for Message Waiting (ID de facilidade para mensagem em espera), o utilizador pode configurar o código da facilidade BRI Mensagem em espera (indicação de mensagem), que é atribuído pelo operador LEC. O LEC atribui esses valores ID para atribuir a facilidade a determinadas extensões no HiPath 3550, HiPath 3350, HiPath 3500 ou HiPath 3300. As respectivas IDs da facilidade para as diferentes extensões são oferecidas pelo seu operador LEC. A ID da facilidade para Mensagem em espera só pode ser atribuída a extensões com números primários. O cliente deve introduzir uma ID da facilidade para cada extensão. A cada extensão deve ser atribuído um desses códigos, sendo que todas as extensões podem ter o mesmo número. Com CO Features (Transfer/Conference/Drop) (Facilidade da rede pública Transferência/Conferência/Sair da conferência), o utilizador pode activar essas facilidades. Em FIN for Transfer, Conference and Drop (ID da facilidade para Transferência, Conferência e Sair da conferência), o cliente pode configurar as IDs para as facilidades BRI Transferência, Conferência e Sair da conferência, que são atribuídas pelo operador LEC para NI1 (AT&T NI1, Siemens NI1 ou Nortel NI1). Esta ID deve ser idêntica para todos os acessos BRI. O seu operador LEC disponibiliza-lhe os códigos para esta facilidade. O flag CACH EKTS permite ao utilizador indicar quais acessos BRI estão configurados como CACH EKTS dentro do LEC. CACH é um procedimento com o qual um acesso BRI pode emular uma linha colectiva analógica. Apesar da configuração CACH estar programada também no NT DMS, esta não reage da mesma forma: a configuração CACH no DMS não suporta a utilização colectiva de números de telefone. A administração dos valores CACH no HiPath 3000 é denominada de administração CAID (Call Appearance IDentification, códigos da linha).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-39

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3 13.3.1
Definição

Facilidades US ISDN (só para os EUA) Acesso básico ponto-multiponto

Um acesso básico ponto-multiponto RDIS permite ao utilizador ligar vários terminais RDIS (p. ex., Internet e equipamentos de vídeo RDIS) num bus de aplicação RDIS S0. No campo para o número de marcação directa (DID) podem ser atribuídos vários números múltiplos (MSN), através dos quais os terminais podem ser identificados inequivocamente. Temas relacionados

Parágrafo 13.3.10, “Números múltiplos (Multiple Subscriber Number MSN)”

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

– –

STMD3 STLS4 STLS4 ou adaptador STLS4R STLS4R RDIS ou adaptador ou adaptador RDIS RDIS V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema Terminais RDIS Feixe com PP e PMR

Dependência/Restrição Todos os terminais RDIS ligados paralelamente devem receber um MSN para que seja possível atribuír-lhes chamadas. Se ligar diversos pontos de acesso básico (ponto-a-ponto e pontomultiponto) ao sistema, estes devem ser inseridos em diferentes feixes e a ocupação automática da linha (Prime Line) deve ser desactivada.

13-40

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.2
Definição

Selecção de serviços relativa à chamada (Call By Call, CBC)

Esta facilidade permite ao utilizador seleccionar diferentes tipos de serviços para cada canal, por exemplo, canais INWATS e OUTWATS, no mesmo feixe. A seguir, são apresentadas as quatro facilidades mais importantes disponibilizadas por Call By Call (CBC):

Foreign Exchange Non-ISDN Facility (Facilidade Central oposta não RDIS) Neste tipo de rede pública, o utilizador pode iniciar ou atender chamadas como se estivesse num sistema de extensões do Foreign (remote) Central Exchange Office (central oposta). O acesso à central oposta (FX) pode ser efectuado através do LCR ou dos códigos de feixe. Tie Trunk Non-ISDN Facility (Facilidade Junção não RDIS) Este tipo de rede pública permite ao utilizador estabelecer uma ligação a uma rede de junção privada e analógica. O acesso para o início de chamadas é possível através do LCR. As chamadas de entrada via linha de junção são transferidas de acordo com o número da extensão chamada (CdPn, Called Party Number). Facilidade OUTWATS Esta facilidade permite ao cliente telefonar com tarifas especiais mais baratas em determinadas regiões. Facilidade INWATS Esta facilidade suporta o prefixo 800, com o qual é possível chamar o sistema oposto sem custos de chamada. Este é um serviço "Terminating Only"

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-41

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

Dependências/Restrições Tema Grupos SFG (Simulated Facility Groups) Dependência/Restrição Para chamadas de entrada ou de saída da ou para a operadora remota ou linha de junção é necessário um código de acesso SFG, que é disponibilizado pela companhia telefónica ao registar-se.

13-42

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.3

Selecção de serviços fixa (predefinida) (Dedicated [Pre-Provisioned] Service Selection)

Esta facilidade simplifica as exigências do serviço porque oferece números de encomenda, através dos quais o posto de operadora é informado como o HiPath 3000 deve ser configurado em cada caso. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-43

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.4
Definição

Transferência (Transfer)

Com esta facilidade, as chamadas podem ser transferidas exactamente como as chamadas não RDIS. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

13-44

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.5
Definição

Chamada em espera (Camp-On)

Esta facilidade permite as chamadas em espera até que a linha ocupada esteja livre. A chamada será sinalizada assim que a linha estiver livre. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-45

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.6
Definição

Chamada de conferência (Conference Call)

Esta facilidade possibilita uma chamada entre vários interlocutores ao mesmo tempo. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

13-46

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.7
Definição

Acesso com direitos iguais (Equal Access)

Esta facilidade corresponde ao requisito FCC de conceder igual acesso a todos os operadores de rede. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-47

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.8
Definição

Selecção de acesso especial (Special Access Selection)

Esta facilidade permite ao utilizador seleccionar determinados códigos de acesso. Os sistemas HiPath 3000 suportam as seguintes quatro opções:

Acesso a uma operadora do LEC Se o utilizador marcar o prefixo "0" para chamar uma operadora no LEC, o sistema transfere chamadas para a rede através do acesso PRI.

Acesso a uma operadora do IEC Se o utilizador marcar o prefixo da operadora, um código de identificação de operador (CIC) e o "0", o sistema transfere a chamada para a rede e para uma operadora no IEC através do acesso PRI.

Acesso a chamadas com cartão de crédito suportadas pela operadora Com esta facilidade, as chamadas PRI são transferidas para a rede por meio de um prefixo, "0" ou "01", e do número da extensão chamada (CdPn), de forma que as chamadas de cartão de crédito podem ser efectuadas com ajuda de uma operadora.

Acesso N11 Com esta facilidade que na maioria das vezes é utilizada para os números 911, as chamadas PRI são transferidas para a rede através de prefixo de operadora e N11, sendo N qualquer dígito de 1 a 9.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

13-48

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.9
Definição

Marcação directa (Direct Dialing In DDI)

O EKTS base (Electronic Key Telephone System, sistema de intercomunicação electrónica) suporta a utilização colectiva de números para várias linhas RDIS possibilitando assim uma marcação directa (DDI). Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema DDI Dependência/Restrição As extensões do sistema devem ter no mínimo acesso indirecto à rede pública. A marcação directa deve estar disponível.
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x STMD3

x STLS4

x STLS4

– – –

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-49

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.10
Definição

Números múltiplos (Multiple Subscriber Number MSN)

Os números múltiplos (MSN) são utilizados para identificar os terminais RDIS ligados num bus S0 nos sistemas HiPath 3000. Os MSN têm 11 dígitos de comprimento e são introduzidos, na administração do sistema, no campo DDI. Dependendo da aplicação, podem ser atribuídos até dois MSN a cada terminal RDIS. Um terminal que necessita de uma largura da banda de 64 kbit/s deve receber um MSN; a um terminal com uma largura da banda de 128 kbit/s devem ser atribuídos dois números múltiplos. O número atribuído ao MSN é marcado para chamar o respectivo terminal durante uma transacção interna de dados ou de voz. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x STMD3 ou adaptador RDIS

x

x

– –

STLS4 STLS4 STLS4R STLS4R ou adaptador ou adaptador RDIS RDIS

Pré-requisitos de SW Dependências/Restrições Tema MSN Número primário (PDN)

V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

Dependência/Restrição MSN são atribuídos no campo DDI para cada terminal RDIS. Este número é utilizado como SPID interno para o terminal. O PDN (Primary Directory Number, número primário) da ligação BRI à rede pública deve ser introduzido no campo DDI do terminal RDIS a fim de poder estabelecer chamadas para a rede externa.

MSN só para a utiliza- Introduzir um número de 7 dígitos, que não esteja atribuído ao PDN ção interna no campo DDI. SPID externa Canais B As SPID da rede pública para os links RDIS podem ser atribuídas a qualquer extensão no sistema. O número das ligações de dados externas, paralelas é limitado ao número de canais B instalados no sistema.

13-50

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

Tema Acesso

Dependência/Restrição Os canais B são atribuídos respectivamente a um determinado terminal RDIS e devem ser reunidos num feixe separado para assegurar o acesso quando várias linhas BRI estiverem instaladas. Se o MSN não está programado ou não é válido no caso de "SETUP", é utilizado um MSN pré-definido correspondente à situação. No caso de introdução de um número já utilizado (Optiset E ou optiPoint 500), o "SETUP" é recusado. No caso de um MSN comprido demais, só são analisados os 11 dígitos a partir da direita.

MSN

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-51

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.11

Indicação do número do chamador na extensão chamada (Calling Line Identification Presentation CLIP)

Definição Se a facilidade CLIP estiver activada, é efectuada a transmissão do próprio número para a linha chamada e a indicação, nos terminais apropriados. A rede pública deve suportar a transmissão do número de telefone. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x

x

– – –

Terminais com display (Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM) V5.0 ou sup. V1.0 ou sup. V1.0 ou sup.

13-52

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.12
Definição

Transferência de chamadas (Call Forwarding CF)

Todas as chamadas para a porta RDIS podem ser transferidas. Existem três tipos de transferência:

Transferência imediata, incondicional (Call Forwarding Unconditional, CFU) Todas as chamadas para a porta RDIS são transferidas imediatamente para uma porta qualquer.

Transferência no caso de ocupado (Call Forwarding Busy, CFB) Como no CFU, porém só no caso de linha ocupada.

Transferência no caso de não atendimento (Call Forwarding No Reply, CFNR) Como no CFU, porém só quando a chamada não for atendida dentro de um tempo prédefinido (15 s).

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição O desvio é sempre efectuado para o primeiro acesso básico, ou seja, o primeiro acesso S0 também tem de estar disponível no sistema. Este serviço está activado apenas para telefonia, voz e áudio 3,1 kHz. Nas extensões RDIS, é suportada apenas o desvio incondicional, uma vez que podem surgir conflitos com a gestão de chamadas.

CF

S0 interno

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-53

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.13
Definição

Retenção (Call Hold CH)

A retenção de chamadas (CH) é relevante na utilização de outras facilidades como Chamada em espera, Consultas, Comunicação alternada e Conferência tripartida. O estado de retenção e a retoma são sinalizados na chamada retida. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição Só em acessos ponto-multiponto. No caso de PPCA, a chamada é retida no sistema. O elemento de informação é enviado à rede pública. CH Assinantes não RDIS não recebem aviso (a não ser que estejam retidos no PPCA). Uma chamada só pode ser colocada em retenção na fase activa ou durante o seu estabelecimento.

13-54

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.14
Definição

Conferência (Three Party Service 3PTY)

No acesso ponto-multiponto, é possível efectuar uma conferência tripartida. O estado da conferência é sinalizado na respectiva linha RDIS. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema 3PTY Dependência/Restrição Só em acessos ponto-multiponto. No caso de PPCA, a conferência é efectuada no sistema. O elemento de informação é enviado à rede pública. Os participantes da conferência são interligados no sistema, por isso, é necessário apenas um canal para o bus S0.

3PTY S0 interno

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-55

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.15
Definição

Chamada em espera (Call Waiting CW)

Ao entrar uma chamada enquanto uma outra está em curso, aquela é sinalizada na extensão ocupada através de um sinal acústico. O estado de chamada em espera é enviado à rede pública. A extensão ocupada pode atender a chamada em espera. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema CW Dependência/Restrição Apenas nos acessos ponto-multiponto. No caso de PPCA, a chamada em espera é efectuada no sistema. O elemento de informação é enviado à rede pública.

13-56

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.16

Indicação do número da extensão chamada no display do chamador ou supressão da indicação do número (Connected Line Identification Presentation and Restriction COLP/COLR)

Definição A facilidade COLI (Connected Line Identification, Indicação do número da extensão chamada) faz com que o número chamado seja indicado no display. O bloqueio desta função impede a indicação do número da extensão chamada no display do chamador. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-57

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.17

Identificação de chamador (Dialed Number Identification Service, DNIS)

Definição Com a facilidade DNIS, o número de uma extensão externa definido pelo LEC/IEC é convertido num número DNIS definido pelo cliente. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

13-58

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.18
Definição

Selecção de um canal B (B Channel Selection)

Esta facilidade procura um canal B disponível segundo o algoritmo para a selecção do canal B, isto é, cada nova procura é iniciada no canal B com o número mais baixo na configuração DS1 com o número mais baixo no feixe PRI e, prosseguida em ordem crescente. Como alternativa, é possível iniciar cada nova procura no canal B com o número mais alto na configuração DSI com o número mais alto no feixe PRI e, prosseguir em ordem decrescente. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-59

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.19

Predefinição do canal B nas chamadas de saída (Originating B Channel Selection Implementation)

Definição Com esta facilidade é especificado um canal B preferido para o estabelecimento de chamadas de saída. Se o canal B preferido não estiver disponível, a rede pública disponibiliza um canal B alternativo. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

13-60

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.20

Predefinição do canal B nas chamadas de entrada (Terminating B Channel Selection)

Definição Nas chamadas de entrada, a rede pública define o canal B. Se o HiPath 3000 verificar que o canal B solicitado não está disponível e que este não é um canal exclusivo, o HiPath 3000 disponibiliza um canal B alternativo. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

Dependências/Restrições Tema Dependência/Restrição

Nenhum canal B apro- Se o HiPath 3000 não puder atender a chamada num canal B apropriado priado, esta será recusada com o código #34, channel congestion (congestionamento do canal), ou com o código #44, requested channel not available (canal solicitado não está disponível).

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-61

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.21
Definição

Interligação do canal B (B Channel Cut-Through Operation)

Um acesso PRI RDIS na América do Norte requer normalmente que o canal B seja interligado antes do estabelecimento de uma ligação à rede. Esta interligação é diferente dos procedimentos habituais na maior parte do mundo. Por isso, os operadores RDIS realizam com frequência os anúncios ou tons dentro da banda, que requerem uma interligação do caminho de voz. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

13-62

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.22

Conversão de sinais de teclado digitais em sinais MF no PRI (Digital Keypad to DTMF Conversion on PRI)

Definição Esta facilidade converte os sinais de teclado digitais em sinais MF. Estes são enviados dentro da banda através do canal B PRI. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-63

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.23
Definição

Marcação em bloco (En-Bloc Sending)

Com esta facilidade, o HiPath 3000 pode enviar para a rede pública, ou receber desta, blocos de dados (isto é, números completos). Os números são memorizados no sistema e, só serão enviados à rede quando a extensão terminar a marcação. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

13-64

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.24
Definição

Chamadas de dados (Data Calls)

Com esta facilidade, os dados são enviados através do acesso PRI. Assim, o tipo da configuração e o LEC/IEC Calling Service (serviço de chamadas) têm efeito sobre o serviço. O respectivo operador oferece-lhe mais informações sobre os especiais requisitos para uma transmissão de dados através do acesso primário. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-65

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.25
Definição

EKTS base (Electronic Key Telephone System)

EKTS (Electronic Key Telephone System) é um RDIS 1 standard nacional, que suporta a indicação de números respectiva ao número (DN). Nesta função de "Group Sharing", um determinado número é atribuído a um telefone numa interface qualquer. EKTS permite a utilização colectiva de facilidades de telefonia como Gestão de chamadas, Identificação do chamador, Conferência e Transferência de chamadas. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

13-66

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.26
Definição

Call Appearance Call Handling Electronic Key Telephone System

CACH EKTS (Call Appearance Call Handling Electronic Key Telephone System) simula o processamento de várias chamadas numa única extensão. A extensão pode atender várias chamadas por meio de linhas RDIS utilizando um dos códigos da linha (CAID) atribuídos a este número. Com esta facilidade, a rede pública pode oferecer uma chamada a várias interfaces porque as indicações de números são utilizadas colectivamente. Isso permite ao HiPath 3000 atender uma chamada numa interface não ocupada. A facilidade CACH é denominada CAID (Call Appearance Identification, códigos da linha) no HiPath 3000. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Valores CAID Dependência/Restrição Os valores CAID não são suportados num sistema EKTS base. Os sistemas de comutação 5E da AT&T e EWSD da Siemens suportam o formato CAID. Nas operadoras da Northern Telcom são utilizados números de marcação directa fantasma no lugar dos números CAID.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-67

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.27

Indicação do número da extensão chamada e do chamador (Called and Calling Party Display)

Definição Se a indicação do número da extensão chamada e do chamador estiver disponível, os serviços como DNIS (Dialed Number Identification Service, identificação de número) e ANI (Automatic Number Identification, identificação automática de número) são disponibilizados pela rede. DNIS é o serviço para linhas T1 digitais; ANI é o correspondente para as linhas PRI. O número do chamador (CPN, Calling Party Number) é indicado num telefone apropriado com display. Com esta facilidade, o sistema efectua os seguintes passos: 1. 2. 3. 4. Compara o número do chamador com os registos na tabela ANI ou DNIS Conversão dos dígitos de marcação num código de projecto, nome de cliente ou nome de empresa Transferência da chamada Indicação das informações importantes no display do telefone

O utilizador pode desactivar esta facilidade para todo o sistema. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x – V5.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

Dependências/Restrições Tema Linhas T1 Protocolos Dependência/Restrição Linhas T1 suportam apenas a sinalização MF. Os protocolos para o processamentos dos dígitos ANI e DNIS dependem do respectivo serviço e operador de rede.

13-68

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.28

Indicação do número da extensão chamada (Connected Party Display)

Definição Os utilizadores do telefone HiPath 3000 podem utilizar esta facilidade para indicar o número da extensão chamada através do acesso BRI, desde que este seja disponibilizado pela rede pública. Todavia, se a indicação do número da extensão chamada estiver bloqueada, este número não será nem transferido pelo HiPath 3000 nem utilizado para outra coisa. O utilizador pode desactivar esta facilidade para todo o sistema. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

– – –

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-69

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.29
Definição

Indicação de mensagem (Message Waiting)

Esta facilidade avisa que uma mensagem está em espera, utilizando uma das seguintes indicações:

Indicação de uma mensagem em terminais com display (Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM) Sinalização através de LED intermitente Após levantar o microtelefone nos telefones analógicos

● ●

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

– – –

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

13-70

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13.3.30
Definição

Correio de voz interno (Internal Voice Mail)

Quando os sistemas HiPath 3000 transferem uma chamada que entrou através da interface da rede pública /RDIS no sistema de correio de voz local, as informações de controlo contêm dados sobre a origem da chamada transferida. O sistema informa o utilizador sobre a mensagem em espera do seguinte modo:

Indicação de uma mensagem em terminais com display (Optiset E, optiPoint 500 e OpenStage TDM) Sinalização através de LED intermitente Após levantar o microtelefone

● ●

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

– – –

x – V1.0 ou sup.

x – V1.0 ou sup.

– – –

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

13-71

Facilidades RDIS Facilidades US ISDN (só para os EUA)

13-72

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

O conceito Small Remote Site Introdução

14

O conceito Small Remote Site

Programação das facilidades, ver Manager E, Funcionamento de emergência

14.1
Definição

Introdução

O conceito baseia-se em ambientes nos quais o HiPath 4000 actua como sistema central. Os sistemas HiPath 3000 são utilizados em pequenas filiais (Small Remote Sites SRS). A ligação em rede da central e das filiais é realizada através de CorNet IP. As principais facilidades do conceito SRS apresentam-se numa emergência como, por ex., numa falha da rede central HiPath 4000 ou da rede IP. Em funcionamento normal, os clientes IP Workpoint registados no HiPath 4000 central reagem no caso de falha do sistema, registando-se automaticamente e de forma autónoma no sistema HiPath 3000 através do conceito SRS. O utilizador tem à disposição os clientes Workpoint com todas as facilidades do HiPath 3000. As configurações necessárias dos clientes IP Workpoint são realizadas através do Manager E. O conceito Small Remote Site é suportado por:
● ● ● ● ● ●

HiPath 3000 V5.0 ou sup. HiPath 4000 V2.0 optiPoint 410 economy, standard e advanced optiPoint 420 economy, standard e advanced optiClient 130 OpenStage HFA

>

optiPoint 410 e 420 entry sem display estão disponíveis. O utilizador não pode ver no display, que o sistema foi mudado.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

14-1

O conceito Small Remote Site Activação da facilidade

14.2

Activação da facilidade

A facilidade é activada através das extensões com o código *9411 + número de telefone CFSS e desactivada com #9411. Isto apenas será possível a partir de uma extensão IP, se a SRST (Small Remote Site Redundancy) estiver desactivada. Este serviço pode ser também activado/desactivado para a extensão IP, por um utilizador autorizado através do serviço associado. Da mesma forma, é possível configurar e activar ou apagar e desactivar o destino CFSS através do Assistant T, item de menu 14 36, e do Manager E (em "Programar extensão - Funcionamento de emergência").

14.3 14.3.1

Estados de funcionamento Funcionamento normal
Clientes IP e WorkPoint de ligação central

Funcionamento normal

HiPath 4000 HOST

Rede IP

Sistema central

HiPath 3000 Telefone analógico Small Remote Site PSTN TDM

No funcionamento normal, os clientes IP Workpoint numa filial (SRS) são registados no sistema central HiPath 4000.

14-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

O conceito Small Remote Site Estados de funcionamento

14.3.2

Funcionamento de emergência devido à falta da rede IP
Clientes IP e WorkPoint ligados através de SRS

Funcionamento de emergência A rede IP é desligada

HiPath 4000 HOST Sistema central

Rede IP

HiPath 3000 Telefone analógico Small Remote Site PSTN TDM

Num funcionamento de emergência (falha do HiPath 4000 ou da rede IP) os clientes IP Workpoint devem registar-se automaticamente no sistema HiPath 3000 através da respectiva configuração na filial. Os clientes Workpoint podem ser configurados individualmente, se devem ou não comutar para o HiPath 3000 no funcionamento de emergência. Neste caso, tanto os clientes IP Workpoint quanto o respectivo sistema de comunicação devem ser configurados anteriormente. Assim, o funcionamento de emergência pode ser configurado individualmente para cada cliente Workpoint.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

14-3

O conceito Small Remote Site Estados de funcionamento

14.3.3

Funcionamento de emergência no caso de falha do sistema central HiPath 4000
Clientes IP e WorkPoint ligados através de SRS

Funcionamento de emergência O sistema central HiPath 4000 falha

HiPath 4000 HOST

Rede IP

Sistema central

HiPath 3000 Telefone analógico Small Remote Site PSTN TDM

No caso de um funcionamento de emergência devido à falha do sistema HiPath 4000, os clientes IP Workpoint devem registar-se automaticamente no sistema HiPath 3000 através da respectiva configuração na filial. Os clientes Workpoint podem ser configurados individualmente, se devem ou não comutar para o HiPath 3000 no funcionamento de emergência. Neste caso, tanto os clientes IP Workpoint quanto o respectivo sistema de comunicação devem ser configurados anteriormente. Assim, o funcionamento de emergência pode ser configurado individualmente para cada cliente Workpoint.

14-4

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

O conceito Small Remote Site Estados de funcionamento

14.3.4

Comportamento dos clientes IP Workpoint na filial, no funcionamento de emergência

Para os clientes IP Workpoint registados no HiPath 3000 através de SRS é válido:
● ●

As facilidades do HiPath 3000 estão disponíveis. Durante o funcionamento de emergência, é utilizada a interface de utilizador do HiPath 3000. Isto é válido também para o layout das teclas dos clientes IP. Os clientes IP têm uma base de dados pré-configurada no sistema HiPath 3000 para o funcionamento de emergência. A funcionalidade descrita está implementada no software regular do sistema. Nenhuma facilidade do HiPath 3000 é afectada ou bloqueada. A configuração do sistema tem de considerar o funcionamento de emergência. Isso significa que Extensão, LCR, COS, etc. também devem ser respectivamente administrados. No funcionamento de emergência, o display do cliente IP ou Workflow indica uma mensagem correspondente. A indicação desta mensagem pode ser administrada no HiPath 3000 Manager E. Os números de extensão pré-configurados no HiPath 3000 devem ser utilizados para chamadas de saída. Isso é válido também para os registos COS pré-configurados. A facilidade LCR no HiPath 3000 deve ser administrada de forma que as chamadas internas dentro da rede privada possam ser efectuadas através das linhas TDM. No funcionamento de emergência é possível efectuar chamadas também através das rotas LCR alternativas pré-configuradas (por ex., para o operador central). A captura de chamadas também é possível no funcionamento de emergência. Não há nenhum requisito de segurança especial relativo a H.235, que discordem das especificações gerais válidas para o HiPath 3000 (HG 1500) e para o acesso IP WorkPoint.

● ●

● ● ●

● ●

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

14-5

O conceito Small Remote Site Requisitos do HiPath 3000 V5.0

14.4

Requisitos do HiPath 3000 V5.0
Num HiPath 3000 V5.0 instalado numa filial como sistema de comunicação, os terminais do tipo opitPoints, optiClients ou OptiSets não deveriam funcionar no modo de funcionamento normal. Embora não existam limitações relativas à configuração, essas extensões deveriam ser configuradas de modo que apenas sejam possíveis as facilidades relativas a um funcionamento de emergência. A configuração de facilidades como ACD, Grupo de procura, MULAP, etc. resulta num comportamento inconsistente, mesmo que estas estejam ligadas num mesmo local físico. Terminais como OptiSet estão ligados no HiPath 3000, os optiPoints/ optiClients, no HiPath 4000 no funcionamento normal. Por isso, as facilidades acima mencionadas apenas estarão disponíveis se os optiPoints/optiClients estiverem ligados no HiPath 3000 no funcionamento de emergência. Geralmente, o HiPath 3000 não impede que um utilizador ou um administrador configure as facilidades para o funcionamento de emergência.

7

O HiPath 3000 V5.0 suporta um registo alternativo dos HiPath 4000 IP WorkClients, caso estes percam a "ligação" no HiPath 4000. Quando um HiPath 4000 for identificado como inacessível na rede por um IP WorkClient, então o IP WorkClient regista-se num HiPath 3000 V5.0 remoto que trabalha como uma porta de ligação local numa filial. O IP WorkClient HiPath 4000 regista-se de novo automaticamente no HiPath 4000 como seu sistema central assim que o reconhecer como acessível ou quando for efectuada uma comutação manual pelo técnico de serviço. Numa filial, podem ocorrer os seguintes cenários de funcionamento de emergência:

A ligação IP de um HiPath 4000 WorkClient (ligado na filial) para o seu sistema central falha: o funcionamento de emergência é activado. Falha do HiPath 4000: o funcionamento de emergência é activado para os IP WorkClients configurados. Falha do HiPath 3000: nenhum funcionamento de emergência é activado. Falha de um servidor de administração opcional do HiPath: nenhum funcionamento de emergência é activado. Falha de um servidor opcional HiPath 5000: nenhum funcionamento de emergência é activado. O backup TDM não está acessível: nenhum funcionamento de emergência é activado.

● ●

14-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

O conceito Small Remote Site Requisitos do HiPath 3000 V5.0

>

● ●

Um HiPath 5000 não é suportado como sistema filial. Erros em cascata (por ex., um erro "emergency" do HiPath) não são considerados. A selecção de um HiPath 3000 adequado deveria ser suportada pela administração do HiPath 3000, mas não é um requisito. A comutação para um sistema filial e a comutação automática para o sistema central são efectuadas pelos IP WorkClients.

14.4.1

Requisitos para o funcionamento de emergência

Para efectuar o funcionamento de emergência são necessários os seguintes requisitos:

O funcionamento de emergência, no momento, está limitado aos optiPoint 410 e optiClient 130. Os sistemas HiPath nos sistemas central e filial estão ligados através de uma rede IP. A administração do HiPath, principalmente HiPath Tele Service HTS, está disponível opcionalmente. Os IP Workclients suportam tanto o modo HiPath 4000 como o modo HiPath 3000. São domínios HiPath 4000 e HiPath 3000 administrados separadamente. Não há limitações das facilidades de HiPath 3000 no funcionamento de emergência. No sistema central, no filial ou em ambos os sistemas há um plano dos números de telefone para o tráfego da rede pública de entrada no funcionamento normal, baseado nas solicitações dos clientes. Além do plano dos números de telefone para o tráfego da rede pública, há ainda um TDM baseado em backup entre os sistemas central e filial para o funcionamento de emergência. Os IP WorkClients dispõem de todos os parâmetros necessários para o registo num HiPath 4000 e, como alternativa, num HiPath 3000.

● ●

● ● ● ●

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

14-7

O conceito Small Remote Site Requisitos do HiPath 3000 V5.0

14.4.2

Configuração das extensões HiPath 3000 para o funcionamento de emergência

É possível configurar os IP WorkClients dentro do sistema HiPath 3000 para o funcionamento de emergência, com base na configuração normal da extensão optiPoint. Um novo destino para o CFSS (Call Forwarding Station out of Service) das extensões que estão fora de funcionamento pode ser configurado especialmente para todas as extensões optiPoint/OpenStage.

>

O CFSS (Call Forwarding Station out of Service) tem uma prioridade maior do que um desvio de chamada normal (se os dois estiverem activados), se o flag SRSR estiver activado.

14-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

HiPath ComScendo Service Resilience Definição

15

HiPath ComScendo Service Resilience

Programação das facilidades, ver HiPath 3000/5000 Manager E HiPath ComScendo Service Resilience

15.1

Definição

Uma rede HiPath 3000/5000 pode ter os seguintes componentes:
● ●

sistemas HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo PCs HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo O Serviço HiPath ComScendo é um nó HiPath completo (Softswitch IP) que foi configurado apenas como software num PC. Todas as facilidades da versão 5.0 estão disponíveis, com excepção das facilidades puramente TDM. Real-Time Services Manager (RSM) HiPath 5000 como unidade central de administração numa rede IP, com ou sem Serviço HiPath ComScendo Através da criação de uma "Imagem única de sistema”, é possível a administração central de todos os nós (HiPath 3000 e HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo).

A facilidade HiPath ComScendo Service Resilience garante a segurança quanto a falhas dos IP Workpoint Clients de um Serviço HiPath ComScendo ou de um sistema HiPath 3000. Em caso de falha de um PC HiPath 5000, do sistema HiPath 3000 ou de uma avaria do Serviço HiPath ComScendo, as extensões IP (extensões de resiliência) configuradas para tal, são atribuídas a um sistema "standby" auxiliar (destino de resiliência), o qual pode ser um outro Serviço HiPath ComScendo ou um sistema HiPath 3000.

>

Um sistema auxiliar representa sempre um nó numa rede HiPath 3000/5000, mesmo quando se tratar de um Serviço HiPath ComScendo, que está apenas a actuar como um sistema auxiliar.

No sistema auxiliar, apenas as facilidades standard estão à disposição das extensões IP (ver Página 15-3). Pré-requisito para esta facilidade é uma integração em rede HiPath 3000/5000 com RSM HiPath 5000, uma vez que a supervisão e o controlo são realizados através da aplicação RSA (Resilience Service Application) do servidor Feature. Se o servidor Feature não consegue aceder a um nó, são iniciadas mais três tentativas de ligação. Se estas ligações também não tiverem êxito, a facilidade HiPath ComScendo Service Resilience é activada. A disponibilidade do sistema que falhou continua a ser verificada. Quando o servidor Feature conseguir aceder novamente à este nó, as extensões de resiliência são atribuídas de novo ao seu sistema original.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

15-1

HiPath ComScendo Service Resilience Definição

>

A facilidade HiPath ComScendo Service Resilience não é adequada para a solução de problemas de rede. Para garantir o funcionamento à prova de falhas da rede, é necessária uma rede IP implementada com fiabilidade. Se o servidor Feature não consegue aceder dois ou mais nós, trata-se de um problema da rede e, nesse caso, a facilidade HiPath ComScendo Service Resilience não é activada.

Deve-se observar que, num sistema auxiliar, sejam configuradas tanto as extensões "normais” quanto as extensões de resiliência. Os números predefinidos e os nomes das extensões de resiliência têm de ser apagados.

>

As licenças de HiPath ComScendo para as extensões de resiliência devem estar presentes no sistema original e no auxiliar.

Após detectada a falha de um nó e activada a facilidade HiPath ComScendo Service Resilience, as extensões de resiliência são atribuídas ao seu sistema auxiliar (destino de resiliência), o qual assume os números internos, os números de marcação directa e os nomes das extensões de resiliência configuradas no sistema original. O servidor Feature executa a actualização automática das tabelas de números de telefone (tabelas CAR) na rede HiPath 3000/5000. Quando o nó voltar a funcionar, as extensões de resiliência são atribuídas ao seu sistema original e a situação inicial é restabelecida. No sistema auxiliar, os números e os nomes das extensões de resiliência são apagados automaticamente e as tabelas de números de telefone (tabelas CAR) são actualizadas na rede HiPath 3000/5000. Através do HiPath 3000/5000 Manager E, é possível definir para cada cliente do sistema (optiClient 130, optiPoint 410, optiPoint 420, optiPoint 600, OpenStage IP), se se trata de uma extensão de resiliência. Os clientes H.323 não são suportados. Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3350 HiPath 5000 HiPath 3500 HiPath 3300 ComScendo Service

x

x

x

x

Cliente de sistema (optiClient 130, optiPoint 410, optiPoint 420) SMR4 V5.0 ou sup. SMR4 V5.0 ou sup. SMR4 V5.0 ou sup. SMR4 V5.0 ou sup.

Pré-requisitos gerais

HiPath 5000 Real-Time Services Manager RSM

15-2

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

HiPath ComScendo Service Resilience Definição

Dependências/Restrições Tema Portas lógicas 0 e 1 Dependência/Restrição As extensões nas portas lógicas 0 e 1 de um sistema (as duas primeiras linhas em "HiPath 3000/5000 Manager E - Programações Programar extensão - Extensão”) estão previstas para a Administração do sistema e não são suportadas pela facilidade HiPath ComScendo Service Resilience. Uma extensão de resiliência tem de estar acessível no mesmo número de telefone, no sistema original e no auxiliar. Por essa razão, só pode ser utilizado um plano de numeração fechado. Uma numeração aberta não é possível. Os clientes H.323 não são suportados.

Numeração

Clientes H.323

Volume de funções no Podem ser utilizadas as facilidades standard (Programação de teclas funcionamento predefinida, Conferência, Reencaminhamento, Rechamada, Retenauxiliar ("standby") ção, Parque, …). As facilidades individuais de extensão (Programação de teclas, Grupos, Lista de chamadores, Desvio, Transferência, …) não estão disponíveis. Cliente de sistema Senha, Tipo As programações "Senha” (autenticação activada) e "Tipo” (móvel, não móvel ou móvel bloqueado) definidas em "HiPath 3000/5000 Manager E - Vista de extensão - Workpoint Client: Cliente de sistema,” também são consideradas no funcionamento auxiliar. As aplicações não são suportadas no funcionamento auxiliar. Se houver um optiClient Attendant, deve ser executada manualmente uma actualização de sistema na mudança do funcionamento normal para o auxiliar e vice-versa (optiClient Attendant: Ficheiro - Programações - Sistema - Botão para Actualização de sistema). A função BLF válida em toda a rede não é suportada. No funcionamento auxiliar, apenas as informações BFL do nó local serão indicadas após a actualização manual do sistema.

Aplicações optiClient Attendant

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

15-3

HiPath ComScendo Service Resilience Cenários com HiPath ComScendo Service Resilience suportados

15.2

Cenários com HiPath ComScendo Service Resilience suportados PC HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo –> RSM HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo

15.2.1

No cenário a seguir, o Serviço HiPath ComScendo, instalado num RSM HiPath 5000, foi definido como sistema auxiliar. RSM HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo (sistema auxiliar) PC HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo

Servidor Feature com Resilience Service Application RSA

Funcionamento normal Funcionamento auxiliar

200

100

HiPath 3000 PSTN

HiPath 3000 PSTN

Figura 15-1

HiPath ComScendo Service Resilience: PC HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo –> RSM HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo

As extensões 100 e 200 são acessíveis, tanto no funcionamento normal quanto no auxiliar, através dos números de telefone 100 e 200, interna e externamente. 15-4
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

HiPath ComScendo Service Resilience Cenários com HiPath ComScendo Service Resilience suportados

15.2.2

PC HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo Service –> HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo

Neste cenário, os sistemas HiPath 3000 disponíveis na rede actuam como sistemas auxiliares. RSM HiPath 5000 PC HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo

Servidor Feature com Resilience Service Application RSA

Funcionamento normal Funcionamento auxiliar

200 100

HiPath 3000 (sistema auxiliar)

PSTN

HiPath 3000 (sistema auxiliar)

PSTN

Figura 15-2

HiPath ComScendo Service Resilience: PC HiPath 5000 com Serviço HiPath ComScendo –> HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo

As extensões 100 e 200 são acessíveis, tanto no funcionamento normal quanto no auxiliar, através dos números de telefone 100 e 200, interna e externamente.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

15-5

HiPath ComScendo Service Resilience Cenários com HiPath ComScendo Service Resilience suportados

15.2.3

HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo –> HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo

No seguinte cenário, um sistema HiPath 3000 actua como sistema auxiliar. RSM HiPath 5000

Servidor Feature com Resilience Service Application RSA

Funcionamento normal

Funcionamento auxiliar

200

100

HiPath 3000 (sistema auxiliar)

HiPath 3000 PSTN PSTN

Figura 15-3

HiPath ComScendo Service Resilience: HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo –> HiPath 3000 com Serviço HiPath ComScendo

A extensão 100 é acessível, tanto no funcionamento normal quanto no auxiliar, através do número de telefone 100, interna e externamente.

15-6

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

HiPath ComScendo Service Resilience Notas acerca da configuração

15.3

Notas acerca da configuração

Configuração do RSM HiPath 5000 Antes de iniciar o serviço Servidor Feature, é necessário fazer o seguinte registo no ficheiro vsrv.ini: [Global] RSA=1 Configuração de um sistema auxiliar Na configuração de um sistema auxiliar (Serviço HiPath ComScendo ou HiPath 3000) para a facilidade HiPath ComScendo Service Resilience, deve ser observado o seguinte procedimento: 1. Executar a inicialização de país. Com isso, o sistema recebe a carga primordial. Os dados já armazenados, como por exemplo, destinos de marcação abreviada central e classes de acesso são apagados ou repostos à programação base (predefinida) Executar o licenciamento. As licenças de HiPath ComScendo são necessárias tanto para as extensões IP "normais” quanto para as extensões de resiliência. Programar as extensões IP e as de resiliência. Apagar números internos, números de marcação directa e nomes de todas as extensões de resiliência.

2.

3. 4.

Configuração de um sistema original Deve ser definido um destino de resiliência (= endereço IP do sistema auxiliar) para todas as extensões de resiliência do sistema original (HiPath 3000/5000 Manager E - Vista de extensão - Workpoint Client). Configuração dos IP Workpoint Clients (extensões de resiliência) Executar as programações através da interface Web dos terminais: 1. 2. Em "Administration/System/Gateway Settings” registar o segundo Gateway com o mesmo número de telefone. Em "Administration/System/SRSR Settings”, seleccionar "SRSR enabled” e "Automatic Switch back”. Modificar os parâmetros "Switch to home expiry timeout”, "Switch to standby expiry timeout” e "TC_TEST expiry timeout” de forma diferente do valor predefinido (default = 20) para "5”.

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

15-7

HiPath ComScendo Service Resilience Notas acerca da configuração

15-8

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

Mobility Entry (não para os EUA) Definição

16

Mobility Entry (não para os EUA)

Programação das facilidades, ver HiPath 3000/5000 Manager E Mobility Entry e HiPath 3000/ HiPath 5000 Exemplos de programação de Mobility Entry. A facilidade requer licenciamento.

16.1

Definição

A facilidade Mobility Entry permite a integração de extensões móveis ao sistema HiPath 3000. As extensões móveis são os telefones GSM e os postos de trabalho domésticos. Assim as extensões móveis são tratadas como extensões internas. A extensão móvel pode efectuar uma chamada de saída através do sistema. As chamadas de entrada são sinalizadas paralelamente no sistema e na extensão móvel. A extensão móvel em repouso tem acesso a determinadas facilidades do sistema, que são realizadas através do acesso DISA. No sistema, uma extensão móvel é atribuída a uma extensão virtual. Por isso, no sistema HiPath 3000 todas as facilidades são representadas na extensão virtual.

Rede fixa

Chamada de saída Chamada de entrada

Rede móvel

Extensões móveis HiPath 3000 Figura16-1 Chamadas móveis de entrada e saída na Mobility Entry

A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

16-1

Mobility Entry (não para os EUA) Definição

>

Ao marcar um número de destino interno através da extensão móvel no formato internacional (p. ex., 00049XXX100), o número de telefone do sistema deve ser unívoco, ou seja, pode ser marcado por marcação directa. As linhas de rede não aptas para a marcação directa não são adequadas, ou apenas pouco, para esse tipo de marcação, pois os destinos internos são acedidos através da rede pública, acarretando assim custos. O estabelecimento de chamada do sistema para uma extensão móvel através de um operador SIP não apresenta um problema no HiPath 3000, pois as facilidades não podem ser utilizadas a partir do estado da chamada.

Dados conforme o modelo Tema Facilidade disponível Pré-requisitos de HW Pré-requisitos de SW Pré-requisitos gerais V7 ou sup. V7 ou sup. –
HiPath 3800 HiPath 3550 HiPath 3500 HiPath 3350 HiPath 3300 HiPath 5000 ComScendo Service

x

x –

x V7 ou sup.

– –

Dependências/Restrições Tema Número DISA Dependência/Restrição O número DISA não pode ser marcado através de operadores SIP ou de sistemas em rede, e sim, única e directamente através da rede fixa (linhas de rede TDM). A marcação de números de destino externos pela extensão móvel é controlada no sistema, em razão da configuração de LCR, podendo ser efectuada através do operador TDM ou SIP.

Números de destino externos

Números de destino in- Para a marcação de números de destino internos pela extensão móternos vel com o formato internacional (por ex., 00049xxx100), o número do sistema deve ser inequívoco, ou seja, compatível com marcação directa. As linhas de rede não compatíveis com marcação directa não são (totalmente) apropriadas para este tipo de marcação, porque os destinos internos são marcados pela rede pública, podendo causar custos. CLIP No Screening Para poder indicar o número de um chamador na extensão móvel, este deve ser transmitido sem verificação pelo fornecedor.
A31003-H3570-F100-5-7918, 2008-04-01 HiPath 3000/5000 V7, Descrição das facilidades

16-2

Mobility Entry (não para os EUA) Definição

Tema

Dependência/Restrição

CLIP da extensão mó- A CLIP da extensão móvel é necessária para a marcação rápida no vel sistema através de DISA e deve ser disponibilizada pelo operador. Administração de LCR Alguns fornecedores não aceitam números de destino com prefixo internacional próprio, e por isso o sistema tem de abreviar o número de destino, cortando este prefixo. Isto pode ser administrado com a selecção automática de rota (LCR). Linhas de rede pública Ver tabela acima. (canais B) Números de emergên- Quando uma extensão móvel marca um número de emergência, cia esse é comutado