Universidade Federal Fluminense

PROFESSOR PESQUISADOR

PROF. M.SC. ENG. ANTONIO FERNANDO NAVARRO
PROFESSOR ORIENTADOR

PROF. DR. ENG. MIGUEL LUIZ FERREIRA RIBEIRO
CLASSIFICAÇÃO DO ASSUNTO Segurança do Trabalho e o processo de produção

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA BRUZON, M. B.; ESCORSIM, S.; PAITCH, L. F. B.; BUENO, M. C. A.. Como a Segurança do Trabalho influencia no Processo de Produção. ADM2005 Congresso de Administração e 4º COMEXSUL Congresso Sul Brasileiro de Comércio Exterior, 01-07, 2005.

PALAVRAS-CHAVE Segurança do Trabalho; Produtividade; Fatores Humanos; Prevenção de acidentes.

OBJETIVO Pretende-se demonstrar, através de pesquisa bibliográfica a importância da Segurança do Trabalho, as vantagens para a empresa com a prevenção de acidentes, perdas de materiais e/ou equipamentos e a redução do tempo despendido pelos trabalhadores, aumentando o processo de produção.

METODOLOGIA DE PESQUISA (E/OU MÉTODO DE CONSTRUÇÃO) O trabalho é estruturado com base em pesquisa bibliográfica com autores que enfatizam as boas práticas com a implantação de programas de Segurança do Trabalho, enfatizando as seguintes questões: A Segurança na hierarquia das necessidades; Acidentes no trabalho; A Segurança do Trabalho e a CIPA; Acidentes de Trabalho no Brasil; Tempo perdido nos acidentes; A importância da estrutura de pessoal. CONCLUSÃO (PRINCIPAIS RESULTADOS, POLÊMICAS E CONCLUSÕES)

Escola de Engenharia Universidade Federal Fluminense Rua Passo da Pátria, 156, sala 265, bloco D São Domingos | Niterói | RJ | 24210-240 Tel.: +55 21 2629-5564 Fax: +55 21 2629-5420

1|2

Universidade Federal Fluminense

Os autores concluem dizendo que a segurança dos trabalhadores constitui num elevado grau de importância na questão da produtividade. Alegam que um profissional que se sinta “seguro” sente-se mais motivado, o que gera seu melhor desempenho. Ao aplicar o processo de segurança dentro da empresa, deve-se ter a participação de todos, desde a cúpula que gera as idéias, explicações, apoio e controle, até todo o campo de funcionários que devem ser os maiores interessados por estarem mais suscetíveis aos acidentes. Ao aplicar o processo de segurança na empresa, pode-se se contar coma ajuda dos órgãos de segurança que colaboram na aplicação dos métodos e/ou da CIPA que aponta as condições de insegurança. A segurança dentro da empresa tem seus “gastos”, porém seus investimentos, muito retornáveis pois fazem com que seus funcionários, tendo qualidade de vida dentro da empresa, transmitam tal qualidade para o processo de produção. A falta desta preocupação com a segurança dos funcionários pode acarretar em muitos gastos futuros, com questões médicas, ou aposentadoria por invalidez ao funcionário diretamente lesado com o acidente ou mesmo a morte, e também gastos coma preparação do novo funcionário que ocupará o lugar do acidentado, além da imagem denegrida que permanecerá tanto para os clientes internos, quanto para os externos. Além de gastos pela própria empresa, acidentes geram despesas para o governo, uma parcela do nosso PIB que poderia servir de investimentos para o país, é gasta com previdência social e questões referentes a acidentes, que poderiam ser anteriormente precavidas. Um ponto fraco levantado é que a pesquisa bibliográfica poderia ser mais seletiva e extensa, realçando melhor a questão da importância dos aspectos da segurança nas obras. A produtividade não foi abordada com mais profundidade. BIBLIOGRAFIA

Escola de Engenharia Universidade Federal Fluminense Rua Passo da Pátria, 156, sala 265, bloco D São Domingos | Niterói | RJ | 24210-240 Tel.: +55 21 2629-5564 Fax: +55 21 2629-5420

2|2