A DEPRESSÃO TRATADA PELA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Cristina Pinheiro Taguchi Psicóloga e Acupunturista O Yin e o Yang apresentam uma

estruturação de oposição que forma uma composição inicial dos opostos. A observação e análise feita pelos chineses concluiu as seguintes divisões: claro e escuro, frio e quente, direita e esquerda, função e substância, inércia e movimento, descendência e ascendência. O Yin representa o escuro, o frio, a direita, a função, a descendência e a inércia; o Yang, por sua vez, representa o claro, o quente, a esquerda, a substância, a ascendência e o movimento. Em relação à sua classificação, o Yin ou o Yang está presente em todas as coisas; assim, todas as coisas devem ser comparadas umas com as outras, pois, segundo a teoria, no todo (TAO) sempre existe um tanto Yin e outro Yang. Podemos concluir que determinado objeto possui uma predominância Yin ou Yang, porém teremos que fazer uma comparação entre esse objeto e outro para que possamos determinar comparativamente aquele mais Yin ou Yang. Yin e Yang são as leis que regem o céu e a terra, o principio de todas as coisas. No universo, tudo pode ser Yin ou Yang, e sempre existirá o seu oposto, sendo suas oposições movimentos que realizam as mudanças na natureza. Já suas habilidades de combater e controlar um ao outro são necessárias, pois desta forma será constituído o movimento natural do universo e mantido o seu equilíbrio. Quando ocorre uma desarmonia ou desequilíbrio no ser humano, isto causa o estabelecimento da superioridade do Yin ou do Yang, surgindo as patologias. A Teoria dos Cinco Elementos, juntamente com a Teoria Yin-Yang, consiste em uma ferramenta importante para a Medicina Tradicional Chinesa. Os Cinco elementos – a madeira, o fogo, a terra, o metal, e a água – são os elementos básicos do mundo material e estão em constante movimento e mudança, numa relação de interdependência e controle. A Madeira é o elemento que representa o arquétipo do nascer, crescer e desenvolver, sendo conhecida como o “elemento da vida”; a essência da vida reside no Fígado. Na Medicina Tradicional Chinesa, é considerado o elemento primordial e é ao seu redor que se movimentam os demais elementos. O Fogo consiste no auge do ciclo dos Cinco elementos, simbolizando o verão e o calor e representando a energia do Coração e da Alegria. A Terra representa uma pausa no ciclo; a energia está manifesta pela meditação, seu órgão é o Baço–Pâncreas e a sua víscera o Estômago. O Metal vem a ser o crepúsculo do ciclo; o órgão a ele atribuído é o Pulmão e a víscera o Intestino Grosso, manifestando-se emocionalmente pela tristeza e melancolia. A Água representa o momento em que a energia está no seu mínimo, preparandose para o início de um novo ciclo; é representada pelo frio e inverno e sua energia reside nos Rins. As substâncias fundamentais para manutenção das atividades vitais do corpo humano são o Qi ou Ki (na língua Japonesa), definido como a energia que se manifesta simultaneamente sobre os níveis físico e espiritual. Qualidades do Qi: Yuan Qi – (Qi original e Qi fonte) é a essência Jing pré e pós-celestial; Gu Qi – Qi dos alimentos; Zong Qi – Qi central; Zhen Qi – Qi verdadeiro; Ying Qi – Qi nutritivo; Wei Qi – Qi defensivo. O Jing e o Qi são considerados fundamentos materiais do Shen (mente) que se constitui em “Shen ancestral” e “Shen adquirido”. O Xue (sangue) é uma forma de Qi

Fogo. bons sentimentos. a pouco entusiasmo e à falta de interesse diante das ofertas e oportunidades. enxaquecas. O diagnóstico preciso da depressão. como vimos. a depressão do Qi do Fígado pode gerar estase de sangue do Fígado. de comportamentos e vida social. Direta ou indiretamente. à ira. o desequilíbrio energético dos cinco elementos ocasionará diversos distúrbios físicos e psicológicos. sutil e rara dos líquidos somáticos que circula na superfície do corpo. e à apatia. Quando em harmonia. enrijecimento de músculos e tendões. a amargura. Fisicamente. confusões de emoções e pensamentos. causando estagnação do Qi ou Xue deste órgão. a energia de madeira flui dentro do indivíduo. tornando o espírito confuso e desorientado. que resultará em palidez. pois pode levar à observação do desenvolvimento da enfermidade no desequilíbrio energético e suas causas. Nervosismo. assim como a falta de uma meta. turva e viscosa dos líquidos. ocasionando o comprometimento dos Zang–Fu (órgãos e vísceras) e seus diversos estados emocionais. como o ressentimento. pode ocorrer cansaço prolongado.muito denso e material tendo um relacionamento com o Qi original. acrescentando-se as teorias psicológicas para o entendimento das relações internas do organismo. A depressão está diretamente ligada aos maus hábitos alimentares. podem levar o indivíduo à intolerância. imaginar. provocando curvaturas nas costas. todos esse são fatores geradores de depressão. A excitação excessiva pode provocar ansiedade que acende o fogo. Na Medicina Tradicional Chinesa. Jin ye (fluídos corpóreos) engloba a totalidade dos líquidos normais do corpo. O Xue (mãe do Qi) produz e nutre o Qi. irritabilidade e raiva moderada estão associados ao Yin do Fígado deficiente. A depressão de longa permanência pode ser proveniente de raiva reprimida ou ressentimento. apatia. relaciona-se. Assim sendo. Fisicamente pode ocorrer má circulação. e a emoção a eles relacionada é a alegria. O fracasso. com o elemento Metal. facilidade de comunicação e alegria de viver. sensação de frio e calor. a frustração. Depressão em Fogo: O Coração e o Intestino Delgado são os acoplados deste elemento. possibilitando planejar. hiperestimulando a mente e desequilibrando o Qi do . podemos dizer que os sentimentos relacionados aos cinco elementos estão ligados aos sintomas da depressão. A anamnese detalhada é muito importante. utilizando a teoria dos Cinco Elementos (Madeira. Nas mulheres. O indivíduo depressivo em fogo geralmente terá problemas afetivos ligados à rejeição e desapontamentos pessoais. má digestão. A alegria em excesso causa euforia que dispersa o Qi do Coração. a perda da motivação. criar e ter paciência. A tristeza. vejamos a depressão em cada um dos cinco elementos: Depressão em Madeira: O Fígado e a Vesícula Biliar são os acoplados deste elemento. desabrigando a alma corpórea e causando confusão e apatia. tem como objetivo entender as funções fisiológicas e as mudanças patológicas. à raiva contida. e o Ye a parte pesada. podem surgir emoções ligadas à raiva. a indignação. circulando no interior do corpo. e debilita diretamente o pulmão. sendo o Jin a parte leve. Terra. sentimento característico da depressão. Na Medicina Tradicional Chinesa. a depressão é vista como uma baixa geral de energia circulante pelo organismo. a sentimentos fortes e incontroláveis de frustração. Quaisquer destas emoções podem afetar o Fígado. então. ao mau humor. incluindo em sua rotina mudanças de hábitos. falta de vitalidade e alegria de viver. Fogo em equilíbrio proporciona bons pensamentos. estar atentos aos hábitos e costumes do indivíduo depressivo. à alimentação feita à base de alimentos ricos em calorias e de pouco valor nutritivo. Diante destes problemas. à falta de alegria de viver e de inspiração. entre eles a depressão. e a emoção relacionada é a reatividade. Devemos. a irritação ou a fúria. Água) e a Teoria Yin–Yang. Metal.

Quando em desequilíbrio decorrente da depressão. Assim. e o trabalho em prol da saúde atua em todos os campos da natureza viva – ou seja. Quando em depressão. é possível detectarmos qual Zang-Fu está mais desequilibrado. Os desejos não satisfeitos causam a frustração que dispersa o Qi. O comportamento torna-se obsessivo. entendem o ser humano de forma global. As causas depressivas decorrem de perdas materiais. a pessoa torna-se pessimista. Em desequilíbrio. e apresenta choro freqüente. o que vem a provocar deficiência de Qi dos Pulmões. podem ocorrer alterações no peso (ganho ou perda).Coração. O medo é uma emoção necessária para a sobrevivência e a manutenção da espécie. apatia. o ritmo respiratório torna-se descontrolado. Pensar o ser humano de forma única e pessoal é a proposta da Psicologia e também da Medicina Tradicional Chinesa. sensação de falta de proteção em relação a aspectos físicos e materiais. dentro da Medicina Tradicional Chinesa. impedindo o raciocínio. no qual uma emoção não tenha efeito corporal ou uma lesão no corpo fique sem efeito emocional. Fisicamente. No tratamento da depressão. Fisicamente. há indisposição generalizada. e a emoção correspondente é a tristeza. e mudança na capacidade de reflexão. desconforto abdominal. alteração dos ciclos alimentares e menstruais. Não há funcionamento dividido. não aceitação do inevitável (morte ou perda material). nostálgica. passando o indivíduo a ter idéias fixas. falta de confiança na própria capacidade de resolução. comprometendo também a concentração e a memória e causando pensamentos ruminantes e não criativos. diarréia ou prisão de ventre. Depressão em Terra: Baço-Pâncreas e Estômago são os acoplados deste elemento. assim. mental. muitas vezes causa deficiência de Xue e amenorréia. gerando depressão e incapacidade de planejar a vida. espiritual e energético. Depressão em Metal: Pulmão e Intestino Grosso são os acoplados deste elemento. enquanto a outra auxilia nas transformações de hábitos psicossociais que o impossibilitam na completa remissão de seus sintomas. anulando as sensações de bem-estar e causando fobias. nas mulheres. ferindo a energia do Pulmão. e a sua emoção corresponde é a reflexão. pois tanto o Yin como o Yang funcionam em harmonia. em relação ao tratamento da depressão. Na procura de cura do psiquismo encontramos. uma trata os desequilíbrios energéticos dos meridianos. afetando o coração. em busca do equilíbrio perfeito destes vários aspectos. ocorre palpitação. dependendo do grau de depressão. A reflexão desequilibrada gera preocupação. é necessário cuidar dos âmbitos físico. as estagnações. o que provoca perda de apetite. A Medicina Tradicional Chinesa e a Psicologia. a ansiedade posiciona-se no lugar do medo. seguido de melancolia e falta de vitalidade. respiratórios ou intestinais. e a emoção causada é o medo. O esgotamento do Qi dos Pulmões pode também esgotar o Yin do Fígado. muitos estarão atingidos. A preocupação gera ansiedade e tristeza. . problemas de garganta e esôfago. problemas circulatórios. recolhimento excessivo e bloqueios emocionais. melancólica e frágil emocionalmente. as deficiências e excessos dos Zang-Fu. insônia. boca seca e transpiração noturna. Fisicamente. Depressão em Água: Os Rins e a Bexiga são os acoplados deste elemento. observaremos alteração do pensamento racional transformado em paranóia. uma gama de causas e efeitos que são fases inter-relacionadas de um processo dinâmico. o medo contamina tudo. porém.

Fundamentos da Medicina Chinesa. WANG. São Paulo: Roca. G. A Prática da Medicina Chinesa. MACIOCIA. Y. Dinastia Yang (1995). AUTEROCHE.Referências Bibliográficas: AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION (1994). . Washington DC: Author. São Paulo: Andrei. São Paulo: Roca. (1996). NAVAILH. São Paulo: Andrei.. (1992) O diagnóstico na Medicina Chinesa. (1996). Acupuntura e Psicologia. São Paulo: Ícone. Princípios da Medicina Interna do Imperador Amarelo. B. P. Diagnostic and statistical Manual of mental disorders. B. REQUENA.(1990). _________.