P. 1
IMPRESSAO

IMPRESSAO

|Views: 28|Likes:
Published by Ana Romão

More info:

Published by: Ana Romão on Nov 02, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/04/2012

pdf

text

original

INFINITO

“The best way to predict the future is to design it”
Buckminster Fuller

EDITORIAL
Esta revista é importante para as pessoas. É através dela que me esforço por dar a entender que todos os designers precisam de começar a pensar e a agir de modo sustentável. Através dos vários artigos da revista, abordo temáticas como os problemas ambientais e sociais do planeta e disponibilizo trabalhos escolares e iniciativas de vários tipos de modo a contrariar esses problemas. O Statement, que corresponde ao primeiro artigo, foca-se na apresentação de vários cartazes sustentáveis. O Ensaio Escrito fornece algumas luzes acerca desta temática e permite uma melhor compreensão da mesma. O Hack tem como objectivo inspirar os leitores desta revista a melhorarem algo no mundo, interagindo directamente com a sociedade.
Ana Romão

1

ÍNDICE
Statement | 3
Cartazes | 6

Ensaio Escrito | 21
Monitoba Hydro Building | 23 Freitag | 24 Thab | 26 Gazelle | 27 RITI Coffee | 29

Hack | 32
Espaço | 34 Dinheiro | 36 Tempo | 38

2

Statement
No âmbito da disciplina de Design III da Licenciatura em Design e Multimédia da FCTUC foram realizados cartazes focados na temática do design sustentável. Estes foram criados pelos alunos do terceiro ano, baseados na obra de Buckminster Fuller “Manual de instruções para a nave espacial terra”. Nenhum deles utilizou cores e foram impressos utilizando unicamente métodos de impressão amigos da natureza e materiais reciclados. Na sua constituição apresentam apenas elementos do tipo de letra Courier New.

3

sinta o cheiro do planeta

4

Isto é um CARTAZ. Este texto é o DESIGN sobre o cartaz. O DESIGN ajuda a captar a atenção pelo cartaz. Na minha condição de estudante de design, quero que ele seja suficientemente bom para que você pare o que está a fazer e leia e veja o cartaz. Se tal acontecer, talvez quererá dizer que terei tido uma boa nota num projecto para a cadeira de Design III do 3º ano do curso de Design e Multimédia da Universidade de Coimbra. Parte deste projecto consiste na concepção de um cartaz tipográfico que contenha uma mensagem sobre o elo entre a sustentabilidade e o design; o próprio planeamento do cartaz deve estar de mão em mão com a mensagem. Isto é, o cartaz está concebido para ser o mais económico possível, quer em termos financeiros como em termos de recursos usados. Esta estrutura é uma apropriação da capa do álbum Go2 da banda britânica XTC, desenhada pelo grupo Hipgnosis. Agora, um bom DESIGN é um que atrai a sua ATENÇÃO. Estou a tentar que você desse lado se prenda aqui, tal como uma imagem cativante o faria. Está concebido para você o LER. A isto chama-se atrair a VÍTIMA, e aqui você é a VÍTIMA. Mas se tiver uma mente aberta e livre, você deveria PARAR DE LER AGORA! Porque tudo o que eu estou a tentar é fazer com que você continue a ler. Ainda assim, deixei-o entre a ESPADA E A PAREDE, porque se realmente você parar agora, estará a fazer o que eu lhe disse, e se continuar a ler estará a fazer aquilo que eu queria à partida. E quanto mais ler, mais você estará a cair nesta simples artimanha de lhe dizer exactamente como o bom design funciona. São TRUQUES, e este é o pior TRUQUE de todos, uma vez que descreve o que o TRUQUE é, e simultaneamente tenta PERSUADI-LO, e se você leu até este ponto é porque foi exactamente PERSUADIDO, mas talvez não o saberia se não tivesse lido até agora. Ao menos estou a dizer-lhe isto directamente em vez de o seduzir com uma frase espectacular e apelativa que nunca lhe revelaria a minha verdadeira intenção.
Ana Margarida Gomes Oliveira - anaoliv@student.dei.uc.pt

Usa apenas o que precisas.
André Filipe Gomes Cabral acabral@student.dei.uc.pt

SE DERREPENTE NIUNGUEM SE IMPORTASSE COM O MUNDO...

l

f

l

l

a

h la f l l dl d f hd h h

a

a

CONCLUI ≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ ║╗ ║ ║ ╚►╤╤╤╤╤ ► ╤╤╤╤╤ ► ▼ ▐ ΤΤ ▒▒ ΣЩ ▒‫♫♥☺ ▒כ‬ φ░░‼Ő ▼▼▼ ▓ШЦǾǼẄ░░░Њŀ⅜ΐ ▼TM ▓ ╫ ▓ ▓ Ǣ ▓ ‫ ▓ ▒ ◙ ﱳ‬ђ ▓▒░Dpp DES æ¬▒▒▓░ⱥ▓B▓▓ ▓ ▓ ▓ ▓ U▓▓ J▓ ¡∟▒►▒▓▓▓▓▓▓ ▓ ▓ ▓ ▓ ▓‫▓ ▓۝‬þ `≈▒▓▓▓▓▓▓▓▓ ░ ▓ ▐ ▓ ▓▓▓ ▓▓ ▓▓▓▓▓■▓ ▓▓▒ ▒ > ▓ ▓ ▓▓▓ ▓▓▓▓ Ħ ▓▓ ▓▓ ▓▓ ▓▓ ☼ ☻ ☻☻ ☼ ☻ ☻ ☻☻ ☼☼ ☻ ▓▓ ▓ ▓ ☻ ☻ ☻ ☼☼ ☻ ☻ ☼ ☻ ☻ ☻☼ ☼ ☻ ☻ ☻ ☻☻ ☻ ☼☼ ☻ ☻ ☻ ⌠ ☻☻ ☻ ☼☼ ☻ ☻ ☻☻ ☻ ☻☻ ☼ ☼☻ ☻ ☻ ⌠ ▄▄ ☻ ☼ ☻☻ ▄▄ ☻ ☻☻ ☼ ☼☻ ☻ ☻ ☻▄▄ ⌠ ☻ ☻ ☻☼ ☼ ☻☻ ☻ ☻ ☼ ☻☻ ⌠ ☼ ☼☻ ☻ ☻☻ ☻ ☻ ⌠ ☼ ☼ ☼☻ ☻ ☻☻ ☻ ☻ ☻☻ ⌠ ☻☻ ☻ ☻ ☻ ⌠ ⌠ ☻☻ ☻☻ ☻ ☻ ☻☻ ⌠ ⌠ ⌠ ξ ξ⌠ ⌠ ⌠ ⌠ ξ ⌠ ● ● ⌠ ⌠ ⌠ ⌠ ξ ‗‗‗‗‗‗‗ ξ �≡∟ ∟≡� ∟ ∟ �������� ∟ ∟ CONSTRÓI PRATICA TENTA

l

Pedro Miguel Matos Valim pvalim@student.dei.uc.pt

8

fh

f

f f h h l l lf al d l l h ll f f l h d l db a al ff b f l l dh la l l fl lh h hl h f f a l l dh f l f ah l d d f l af l llf a h dhalbdlhl l lfl da dbf a l ll h ha l l d a lh dl l a lf fal f f f hbhhadfhaad l b f a hf h a f h f fl b h h lfl la hl a l d f ll fl a f f afa afha d d h bhlh f fl hfhbdflfllh ll ld f l l lh f a f l l d l dad h lla f d df la l a h h h h laah a a l a al l ld f l lf d d db fhl l l l ad l h lhhdl f ff d d l ll f la lh a f d dll lall l hha fhld f llfhbbl ahdhllllaf a hahlh dbdlh h afh hfdfl h l fdbl fadadalaffd l a lh a al f lfa hhhhh l f f lf l dl d l l a l fb d a l al h l a ld h l alfhabdhaldlh f l a l l flflldhblffhab ald l l d f hllallhhhhddll d f a al l f l l lllf l h a lld h ffl lalfhhl f a lh d afdbahhlhddddfdf f dahaahhhlll f f alaaffa f f l f ad l a hfhhafafdh a a al l a flfl hf l l f l fllh h l l h hfffhhlbala l ll d f dh f a a afa dlallbh l f adllhdlld l bl d l d a lb d lal d l fdd l laa lad ha l a dh l f bfh lhfhldbd f l a f ff ffad lf f l a d h h faahdhaahlhf l l l a l lhlahhbdda l f f l fl lafh lh d aa l a d ll a l a lll f af l fl al d dfl ab a h d l hbd f dbfldllhhdfh a a l d lf h lhldffl l fl d l fh h f aaf fld aal f l l l a lhff ah h ahal l h d ah hdl l al d h h h d h d ffhhahbhh a l l l a l l ll la l f ff d d l lf f a df d f f ffhdf f la lfl la b f ad b l a d f a l d l h l ll h a a h h f al a lh l f aaa d l l l l a a d h f f f l bhh f d d l l dblf f ld f f l hf d l h l dl lda l dll fhah ll f l lla dll flff a al a a f hhd lf flfl ff l bl f l b l h l fdbl fhhala abblfhaablbaah a fl ld l l a aalh hahhhfaala hllha f d fl l f b l l d l f aa d l d l l l a f af a d l hd l fl f la h l h a f h h l dll lh fh l l llbl lflddl h lflh d ha d a a d l a ld l a hhahlhldblafbhdhlhbl fd ll l h lah b f l l afh lahfalla a dlfkh l fd a af dllf d lfll l hl ll f f lal al llaldh l aaahb l al fl l al l a lf lf fh dl lh a h llllahlhahfddddflddh f h b a h dha d hhl f f ha ld d d f dh f f l a lfl a dh alla df d d la f f daaahhh d dbffdbdblfh f h hl l a ll lh dbl l fhaldfl dfdl h h al f fd lf f f a a d l d d ld h lh ll llf hldf l l f a lhallhhhlfhfalahfbbl d l l ah hhldfa lbl lahl dla f f l bl a hhalaaldlhhlf hballf f ll d al fldll hllh a ff l l hfla bdd a ld a f ff fl h l hh a l a l d l l d d fdl hf a l fd f l h h l l db l l fllfldfllhblldlhh l a ah l f f hhah lllfhhfll hd d aa ahhlaadalf a a l l h l lllh l d l a b h lf l f f a l f dl d dll d db abh ahlh l lhallhdbbhdl a lh da d l ladf lla f fa lf l fd l l blh a b l f l a d d h lh f f d h d l l l abld f aa da l l f l dh lh l ah f hldbh hahdhllbb l f f l h f da d a dhahldblall f ld l f d d lf f af a a ah fa d l a fha ab hl dbladahkh d f l l f h l llllh dla a ll f l l fdl l d l ahllbalhlbhfllld h h la h d f fa d a l f l a hla hl dllhllld a lf f l l hl d ah b d l allll ad lf b h ba f a lf d h l bf l f fl a f h la ffalhlhhdld dhdbb hl l f fl fa dh lhldalhdhalhhhdl l fhdbhhh dlldllf lf l a l l dl l f a d d ff a l lfa a a l ad ah h l l f a l l l lal habl lhbl dbl a ff ff l h la fdll ha hh l d lh a d hb l d b f flaf hh lfal a d l l ffhld h l f h bfl ll d ddadf f f f l a l l lff f l aaff h l f h l hl lh lllhh dblflfala d fl al f h ff lh aa f fhlb da a f d a ll l d a f ll d d a a fa lfall lhblh aha dal h h ll b dh l db l af l h l d l d a d ll hlhf f a d l dbdflhhdh l haf ahdbhll adl ldhhl l d lf l f lfla l l l lfllf lf lhlhad lhbl d ah b b d f ab dl h f lll dall a bf h lhlbdfbf d lhl l afdlld ahdhldbadf l f a d a l f a d d a f f h af d f l a l lddl l a f l dh hlh afdah f hfl alhaddllahdl d d d l ab d ah l a l d a lh a h ha lh d l a l f f lh haf h aff ffa l h dla h l l b ha dl d ll l fl a f l h l fa l l l a l l f ll a f l l fl a f d l bfah d a ablfah hlf h hfhbh lfldblh hblhlfaf a d ddld l a b a fb d h f a fh f a l l hlfd a a a f lhflhl all h adbhddd afalh l f df af ll l h f l f alddaa ldfaf fhhhld hblb llh l d f f llfh f l l hd l fahlfallhf l alaaaf hadflfha d l f b aflldl ladah la l al ha a f l l l f l l a a f l l d l h d ll f h d d f al l l f dh f l d a l l d dllhlfdlhhlflllhl daahlhhdl h h h h laah a hhbd af d halldddll d ll lll l f d d l l d f l a d h l ldb flaf l aal h fd d a df l l a l l hd f l ff fflllllfalhl dhbah hhd ff dl df fdb f l l l d l l a l f l l a fd a baaalf hld d hahfl dbd f a d d d b f d l h a ah l hh d l afd a l hl b fh ld dh b f a f h l f a h bhllhllhbadaa lafaflhdlh hhf hhllla f l d ah lh h l ad l f l l f d l l f l hl l f hlhlh lalfflb dldl llf l ah l l h l fddfaah hdfhf allflhllf h f lh hl alfa a a dl h ldbllah allblhfhddbaal la la la adbfff ahbl d hbl d h f l h a d hllabfdbh aafafl lfla a la l f la h l d l d a a d ll h d a l f l d f f l l ahlhdlldbla aalh dldbl d ldbd f hdf h fh l l lb f la hala f hf a fh fdf hdl a dbdblf l lh h dfl lb f dl h d l ll a fl lhd llhhl lfdbaah adal blf lll l hll fhll b a a la a l h f fl f al hd halhhlflalaffffdlhlddaladfld lllaalhlfaaha dahdbda d l a d dl l llf f a lfdl f l h d f llffhdflhhhdfaah lf f hhh ll l f f lhf dl l la l lhl b l h f afll h a d a f l hd ha d l hh l h l a bdf a l dll hh l l d l l l a d f ah ld af l d hbll ldalflalhaldlll ala f ll l f h h h falh dllldhl lladahhdallaaalafadffhlhdhalbla l a d l h a d ahl lablbdl abd lhdhlhhll afl llf df addaahlh hlhaahl hddahfhaafhhlabadldadbhh f dl lh dldlhb f lffllhdl l blbhldllflbllaahfa fbdah f f f l l l a l l fl f d d b d l l l d hlhahfahlhbllhflahhhhdblh lahhhfadfa lh h l a h l d ld fl laaf llflbaf l a fd lb l ld f l l a l a ff dl a l a aalfa dl a f d d f b allhddhlblaf hhabfdldadbhh hlh lllhaf f a a a d dbl l f f h f ff l df hf la f l ah bd al bd a l ll al da a lfa f h hf lhadllblalh lf l lf l l a d ll d ff la l daf fl d d l fd l fh l hldllald f l f l a f d h lbfaf h halhlhhllh l h h lh h fhhhhlfdbh l l hlafdllafhhhahlh lf l b dhkh a d l b f d l h l f l d h lfla l f a l l l ad f a a d f hhfl f f l l a db kd a a l al fa b a f h d a l l l d f d l f fl l f l a a l ff l d l f ll aallfflf ahdaahblfallaallhhhlf lf f l fl f l fd l l ll a aa l a f d fhdlhhlll l hlhhhhdbdhldhlh hadhldf h a lhl dh d h db fa d a a f ll f l d h hhba db dhlhhdhbld l hlhfhdl f a f a d l f d l d ll a al d d b b ad fl ld l lhfhfdada f dhl a da hla d a f h hhhdfl ah ahalh f f a a a ll l a l f d adl f a l lfl d a a f l f a l a d afh b f d ld a f

db hk b a l ll f d fl h l l l ll ahllh h hf hddba fl hbll d f fha l aa h d a fh a al a b f f al l d f f hhlhdl l l h l df a f ld l l a l fd l a h lhlh e al l h ahll d dh b f a d l lhfh hal f la ldl a a l ah l d fl ld h fh d h hbl h k d d af al f ald d l a ffhlh h hlh hl l f l l l ld l lh ffla bl f a dlhh a fa l a a h f l lh h h l a al l l d f l al b l d ah lldlah f lala ldh a ah l f dh l da f f aa l a j a fh d l h b l aff l d dh a lh l f al ll f f l ffdf f hl f a l l h dh a a ahla d l h b f ll h l l f ff h l a hl lf a lh a d a dl d l aa d l dh f h lfd l f fa l l ha l hllh lbl l d da f a l lhbd f h a dk j b ...TALVEZ NEM OS RATOS a dl lh h h f aa l l h hd l ff ah l d d h SERIAM FELIZES! f l h ff h l l ad l ad a f a f l h a l f h a k f f ff h h h h h b f b l h a l a dh l l f l l h bl f f a h l l db l b j l d bh l l lh lh b l b a l ad a a l h lh hblh l d f ll f af ad f d k h fl dh h h d db h la l al h f lld d ll l d h lal d lh l l l h h h lbll lh h lb f lh l b f l f hal h l db h kh h a ad ll d l f la al h l f l a a f h b h l lhfhblh dbd a dllhld d dbl b b f l a h aa l l f a l lh l l l d ff lb h dlfdb f f ad fh d ah h d dbl l l lh hal hllhl l a la f lld l l h lf f hk f a ld l ffh h h hlh h h dblhal lldlhhal dblb f f d l ah l a dl l h hl ld f a d d d h l d a ahfhalhad d lh l l hbl dh bllbfdllhahllbd bl l l al a l l fl a lf ad f a l dh f l l b l l lfl l l b f h a ad a f f aa d f afl ahllah l l f fa d l a ha d f l fbbd l d k f fl b f l l lhhlhfhaa l d db d l ld h a h a labal d l fl f l l f f lh l l dh f lbalhadhdhll l lh h h lhbl lfhhlhlhblbdblh l l h lh dbl a f a l a ff dla hhlh l d f l ld f l f b fl f aa d f a l ah l h h l dbfh hll lhldh a ld al a ad l h l al l aal ab d d d d d k f a f lf l

l

c

i

d

Paulo Sérgio Lourenço Lopes paul_lopex@hotmail.com

l

l

l

l l l l l l l l l l l l l l l l l

b

l

A POLUIÇÃO N É N DA A NÃO S R OS REC RSOS QUE NÃO E TAMOS A R TILIZAR. DEIXAMO-LOS DISP R R PO QUE S M S IGNOR NTE AO S U VALOR.

D IXAM -LOS DIS ERS R PO QUE S OS IGNO ANTES AO S U VA OR.

A OLUIÇ O NÃO É NADA A N O SER S REC R OS Q E NÃO E T MOS A RE TIL ZAR. DEIX MOS DISPERSAR PORQ E S MOS IG ORAN ES AO SEU V LOR.

A POL IÇÃO NÃO É N DA A NÃO SER OS RECUR Q E NÃO EST MOS A R TIL ZAR. D XAMO-LOS D SPE SAR PORQUE SOMOS IGNORANT AO S U V LOR.

A P LU ÇÃO N O É N DA A N O S R OS RECURSOS QUE NÃO E T MOS A RE TIL ZA . DE X MO-L S D SPE AR PORQUE S MOS IG RA TES AO S U VA OR.

A POLUIÇ O NÃ É N D A NÃO S R OS RECU QUE NÃO E TAMOS A R UTILIZ R. D XAMO-LOS DISP SAR PO QUE S MOS IGNORANTES AO SEU V LO .

A P NÃO NÃO R C NÃO A R

IÇÃO É N DA A S R S RSOS QUE ESTAMOS UT LIZAR.

A P IÇÃO N O É NAD A NÃO ER OS RECU OS Q E N O EST MOS A REUTILIZAR.

DEIX M -L S DISP RSAR PO QUE S MOS IG RANTES AO SEU VALOR.
André Filipe Monteiro de Oliveira Casaleiro - andreoc@student.uc.pt

Uma tonelada de papel reciclado gasta menos: --------------------------------------------64 % de energia (2 barris de petróleo e 4100 quilowatts);

Receita Papel Reciclado: Ingedientes: Restos de papel usado Água Cloro ou Amoníaco Coloque o papel picado de molho ou em um balde, por 24 horas, com aproximadamente 10 litros de àgua. Lave bem o papel para retirar todas as impurezas. De seguida pegue em pequenas porções de papel e coloque numa lidiquificadora e bata com 1 litro de àgua durante 1 minuto. Coloque a massa resultante numa caixa plástica e se a mistura estiver muito grossa, junte mais àgua. Mergulhe, agora uma tela de nylon na caixa de plástico e vá retirando o papel. Coloque-o sobre um tecido e seguidamente numa prensa para eliminar o excesso de àgua. O próximo passo é pendurá-lo no estendal para que possa secar. NOTA: para o processo de branqueamento é necessário o uso de cloro ou amoníaco, protutos que são altamente poluentes. Como vais reagir?

Manual para a Colonização da Lua --------------------------------concluíndo então. Como o planeta já está a ficar saturado de habitantes e com escassez de recursos o melhor mesmo, tal como defendi anteriormente, é adoptarmos o processo de terraformação no nosso satélite natural. Mas deixemos essas questões mais complexas para os cientistas e engenheiros e porque não começar já a fazer uma pequena lista de coisas que necessitaremos na nossa nova terra. Deixo então aqui uma pré-concebida para ajudar, com alguns items que são considerados essenciais: [ [ [ [ [ [ [ [ [ [ [ [ [ [ [ [ [ ] ] ] ] ] ] ] ] ] ] ] ] ] ] ] ] ] Pasta de dentes Água Comida Energia Roupa Ar puro Toalhas Utensílios de cozinha Aquecedor Computador Desodorizante em spray Abrigo pressurizado Shampoo e gel de banho Fogão Refrigerantes Petróleo Veículos Motorizados

--------------------------------------------50% de água (24.000 litros); --------------------------------------------Poupa 17 árvores (4600 euros de madeira); --------------------------------------------Cria 5 vezes mais emprego; --------------------------------------------Poupa 3.2 metros cubicos de espaço em aterro;

--------------------------------------------60 kilos de materiais poluentes

--------------------------------------------Do que uma tonelada de papel de pasta virgem.

Obrigado por reciclar!

Se já tens tudo parabéns podes partir em segurança para a lua. Estás apto para destruir mais um local na nossa galáxia. A Terra já deu o que tinha a dar! -------------------------------------------- 15
Miguel Carepa

Daniela Sofia Trindade Bernardo | danielab@student.dei.uc.pt| 2,06€

EYE FOR AN EYE This is a challenge addressed to anyone who feels the need to do a little something for their comunity. This poster was printed on plantable seed paper, not only is is 100% biodegradable, but also adds a nice touch to the landscape when left alone for a while. Follow the steps bellow to see how you too can contribute to this cause. 1. Make plantable seed paper. You can find a tutorial on how by visiting this website: www.eyeforaneyeinitiative.com 2. Write a message. Think of something you’d like to relay to your community. Be as creative as you’d like, the sky is the limit. 3. Spread your message. Post your work in a public space and try not to get caught. 4. Go back. Witness how your work has transformed your environment and rejoice.

PROCURA-SE: 1. Respeito 2. Autonomia 3. Responsabilização colectiva 4. Participação activa 5. Inversão de prioridades 6. Novas formas de comunicação 7. Novas formas de fazer cultura 8. Novas formas de fazer política 9. Novas formas de fazer negócios 10. Novas formas de fazer design 11. Liberdade 12. Igualdade 14. UMA REVOLUÇÃO Se alguém descobrir o paradeiro destes desaparecidos, contacte toda a humanidade.
Planeta Terra, 2012

CENA XXI

A Humanidade aproxima-se de um ponto de ruptura. Alguns seres individuais tentam abrir os olhos ao mundo acerca do estado do planeta. M.K.G. Terra oferece o suficiente para satisfazer todas as necessidades do homem, mas não a ganância de todos os homens. B.F. Quando o poço está seco, sabemos o valor da água. A populção mundial continua a não ver para além dos seus desejos e abusa do que pensa ser seu. D.E. A humanidade está em marcha, a terra em si é deixada para trás. Os eforços são fortes e movem algumas pessoas. Cada vez mais há pessoas conscientes do que devem fazer mas o mundo continua cego. R.B.F. A natureza está a tentar arduamente que nos tenhamos sucesso, mas a natureza não depende de nós. Não somos a única experiência. A Humanidade continua a não dar importância ao que tem, a desperdiçar as oportunidades criadas, a ignorar oportunidades de fazer melhor. Não há tempo a desperdiçar. A mudança começa agora.
André Luís Vitela Monteiro andrelvm@student.dei.uc.pt

RECOMPENSA: Um saco de comida para gato, um frasco de detergente, de restaurador capilar, de pasta de lentes às riscas, de “after-shave” e “before-shave“, dietas para emagrecer e engordar, um frasco de desodorizante, uma garrafa de água com gás e um maço de tabaco.

Ernesto Miguel Fonseca da Cruz | ecruz@student.uc.pt

Total production cost for this poster €3.00

Mariana Seiça Paiva de Carvalho | marianac@student.dei.uc.pt

Para fazer este cartaz... ...eu precisei de: 1. Um computador; 2. Software para o desenhar; 3. Ligação á internet para enviar o cartaz á gráfica; 4. Electricidade. ...a gráfica precisou de: A. Para o imprimir: 1. Um computador; 2. Software para ler o cartaz; 3. Ligação à internet para receber o cartaz; 4. Uma placa offset em alumínio; 5. Papel branco; 6. Tinta preta; 7. Água; 8. Electricidade; 9. Duas pessoas. B. Para o embalar: 1. Uma guilhotina quadrilateral; 2. Plástico de embrulho; 3. Uma palete; 4. Duas pessoas.

Talão Este Cartaz Cliente: Planeta Terra NIF: 463897434 Venda no 23435 Data: 10/10/2012 Preço Qt Artigo --- -------------------------- -------------------- 6,9 L Água 1 Folha 70x100 + 0,39 Kg CO2 1 Folha 70x100 + 0,028 Kg Lixo 1 Folha 70x100 + 2,5 Kg CO2 16 Horas de Electricidade + 0,05 Kg CO2 1 Impressão --------------------------------------------------Total: - 6,9 L Água + 2,94 Kg CO2 + 0,028 Kg Lixo Pago: 1 àrvore plantada (= -22 Kg CO2/Ano) 1 torneira arranjada (= +400 L Água/Mês) 1 sombra fresca 1 poupança mensal

Troco:

Num passado distante uma mensagem como esta teria muito provavelmente sido feita por uma pessoa na face de uma rocha e essa pessoa necessitaria apenas de algumas plantas e água para o fazer.
2008120446 - Nuno Araújo - Preço total de produçao para 250 exemplares: 277,50€ - Preço total de produçao para 500 exemplares: 480,00€
Andreia Sofia Ribeiro Antunes | andreiaa@student.dei.uc.pt | €2,06

São 9 da manhã o despertador toca, começa a rotina diária: banho, creme antí-rugas,antí-celulítico, suplementos minerais, hidratante capilar e nunca esquecer da máscara de olhos! Vejo as horas, já estou atrasada, ainda falta o pequeno-almoço e o meu cigarro. Onde é que pus o cinzeiro? Bem, está na hora, tenho que ir trabalhar. Ai este trabalho, realmente não tenho sorte nenhuma, se pudesse utilizava antí-pragas para todos os meus colegas, é tudo para cima de mim. Esquecem-se de tudo, ou é do líquido revelador fotográfico ou é dos produtos de limpeza, penso que tenho que lhes comprar é uns suplementos de memória! Finalmente o horário de almoço, dedico-me a obverservar enquanto almoço. É a Dona Maria com os seus comprimidos para a dieta, é a Marlene a pintar as unhas, o estagiário a por anti-acne, a Dona Aurora a tentar vender as suas jóias, a verdade é que a crise toca a todos. Bem vou passar à sobremesa, doce de ovos, chego à parte diária de sonhar... Como eu gostava de ter o meu próprio escritório com as minhas molduras, mosaicos, tinta para pintar, já não pinto à tanto tempo.. Em vez disso é desinflamatórios e regeneradores de músculo para recuperar das voltas e voltas que me mandam dar! Se eu pudesse era eu que os mandava dar uma volta! Vá, já são três, de volta ao trabalho. Finalmente! Acendeu-se uma lâmpada na cabeça do meu chefe, fui promovida, adeus fertilizantes, adeus cola peganhenta que não largava os meus dedos, adeus vacinas contra a gripe que apanhava ao fazer de babysiter para os meus c olegas, olá felicidade! Chego a casa, já são 8, ligo a TV. Notícia de última hora: O manifesto “mude a realidade diária do objecto” já provou que o ovo está na rotina diária de cada um de nós e acabou de acrescentar à lista o whiskey!”. Ah, até que ia um copito agora...
Carina Vanessa Marques Mouro carinam@student.dei.uc.pt Preço total recilado: 13,03 € Preço total normal: 2,03 €

10

<<< pr ******* *** ** es ** * ++++++ ** ++++ ++ * + -------

* * *

* * *

Design Sustentável.

André Queda - queda.andre@gmail.com

Tomé Cardetas Melo 2009119845 tomemelo91@hotmail.com

Ouvi dizer que na China há engarrafamentos que duram 9 dias e que há pessoas que jogam badminton entre os carros. Será que qualquer dia isto vai acontecer em Portugal?

e is s n g gi i n ng g nn

D e Design Sustentavel s Design Sustentavel i Design Sustentavel g n

Se não começar-mos

a agir agora a natureza começará: RECICLA:

Rita Grazina de Paiva ritagpaiva@hotmail.com Custo do cartaz: 1,30€

Este cartaz não pode ser impresso sem a chave.

Grandes Piratas nos chamam, seguidores das leis naturais, buscamos especialistas, fazendo-os escravos da sua própria ignorância. Quem somos nós? Dica: R. Buckminster Fuller

keep calm and watch the forest devastation .

e tu, vais continuar parado?

Sara Filipa Malva Correia - sarac@student.dei.uc.pt Preço: 1,96€

Luís Carlos de Albuquerque Rodrigues - luis_rodrigues4@sapo.pt - Preço total:0€

l ve ta l en ve st ta el Su stenntav n D ig n Suuste s e e De sig n S s s s Deesig i ii i D gg gg g n nn nn n
Nome: Ivanilde Esmeralda Landim Martins; Email: ivanilde@student.dei.uc.pt

-

** economia ++ sociedade -- planeta

Lista de preocupações da humanidade

<<<<<<<< prioridade

* * ++ * * * * * * * ++ -- + + + ++++++ ----------

ss

-

--

ad

* + + * * * **** * * * * ** ++ + + ++++ + + + + * * * ++ -+ - - - - ---- - -- + -

o

André Queda - queda.andre@gmail.com

** economia ++ sociedade -- planeta * *
>>> *** en *** ++ * ++ ++ --te

Lista de preocupações da humanidade * * * * * * * * * * * * * * * <<< futuro * ********** * ****** * ****

* * * * * * * * * <<<<<<<< prioridade ** * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * ** * * ********** * * * + * * + * * ++++++++++++ + + + + - * * -* * ----------------- - - * *

Custo Custo Custo Custo Custo

do da do do da

software ................. Pirateado ideia ............................ x papel e impressão .............. 0,8 transporte ....................... 3 distribuição .................... 20

Custo de n cartazes ............... 0.8n+3+20

<<

<

Não ---- custa assim tanto passar a tua mensagem.?
-

pa

n g i s e D n g i s e n g i s D n g i D es n g D esi ign es g n S i gn n S us t Su ust en st en ta en ta ve ta ve l ve l l

11

-xpermienta e-E -C ún -o -e R

Quantos litros custam um esquecimento?

Janete Cristiana Ferreira Castro Pinto janete.pinto@hotmail.com custo do cartaz : 1,30€

Nuria Atanes Bouzón nuria@student.dei.uc.pt

:::::::::: :: “A :: ........ .. . .

ZA POTE NC QU E I RI .. . . . .. . . ..

de

po

ho

je

de

. ...

je ob

T R A N S F O R M A S E ....................: EM RIQUEZA :.................... A L” $ $$ $$$$$$ $$$$$$$$$$$$$$$$$$ $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ R. Buckminster Fuller R E

ni

to

bo

mais acertada para todos!

O

a

co

lh

es

a

É

. os

t

do

s

.

Ivo Daniel Gomes de Faria faria_ivo@live.com.pt

12

ilia-L-oita-Aonc xu Cda arm

não ser o de amanhã. O prático

‘beleza’ em vez da beleza

ECICL a-R Aud ECI -R

........ ...... .... ............ ............... ................. .................. ................... ....... ....... ....... ......... . . . . .Uma torneira mal fechada .gasta até 46 litros por dia. .Durante um ano podem ser .desperdiçados 16 mil litros.

xpermienta-C-o lle -Ene -I eú -n Rfo

forma-CI-n on ec ll
CICLA-R RE

ICLA-R EC

-L-oita-Aia x il ICLA EC

AL
e ec on óm ic o de ho je
c e r t a me nt e q u e se r á o

:: : :: : : : : : : :: ...... : .. . . ..

: : : : : :: : :: :: :: .. :: .... .... : . ..

de am an hã . Pr

..

.. .. . ...

ef

.. ..

ir a a

.

João Filipe Mendes Vaz Oliveria e Silva - jfsilva@student.dei.uc.pt

TELEGRAMA ≡ DEPARTAMENTO DOS CORREIOS E TELEGRAFOS ͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞͞ Telegrama nº: 1 ▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒ Expedido por: Joana Rodrigues ▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒ Assunto: A casca do ovo está a ceder. ▒▒▒▒▒▒▒▒▒▒ _________________________________________________ A todos os navegantes da Nave Espacial Terra: ░░ ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ 1.É urgente redescobrir o planeta e adoptar um pensamento e uma visão global. Sentir a terra na sua totalidade, como uma esfera. ░░░░░░░░░░░░░░░ ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ 2.Se não comprendermos e realizarmos a nossa capacidade potencial de apoiar toda a vida para sempre, estaremos cosmicamente falidos! ░░░░░░░░ ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ 3.É urgente libertar o homem para um envolvimento exploratório, afastando-o das tarefas entrópicas. ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ 4.A eficácia sinergética do todo é muito maior do que o efeito limitado das partes a operar separadamente. ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ 5.As ferramentas não introduzem princípios novos, mas ampliam os limites da utilidade do homem. ░░ ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ 6.É urgente conservar a energia a bordo da Nave Espacial de forma a garantir reservas em situações de arranque. ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░ 7.É urgente resolver o impasse de dogmas ideológicos e politicas opostas, cedendo às capacidades navegantes do computador para efectuar a feliz aterragem de toda a humanidade. ░░░░░░░░░░░░ ░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░░
Joana Margarida Batista Rodrigues | joana_m_rodrigues@hotmail.com | 250 exemplares 0,74€ unid. | 500 exemplares 0,43€ unid.

Adaptação
---->

Incapacidade de pensar no global ------------> Sistema fechado
----> ---->

Recursos abundantes
---->

Conhecimento restrito
->

Informação não circula
---->

---

NÃO

Mundo funciona para 100% da humanidade
---->

É especializado?
--->

Incapacidade de ver uma Natureza global
---->

SIM

Satisfação global
---->

Conhecimento global
---->

Afastamento da Natureza

SIM

Cátia Alexandra da Silva Amador camador@student.dei.uc.pt Preço do cartaz: papel normal 2,03€/papel reciclado 13,03€

_______________________________________________________________

_______________________________________________________________

POUPAR

_______________________________________________ CONSCIÊNCIALIZAR

O

CIVILIZAR

ORIGINAR

Ã

Ç

CRIAR

L

METODIZAR RESPONSABILIZAR PRESERVAR CONFIGURAR

----

GAME OVER

V A M O S

_______________________________________________

Daniel Filipe Seabra Santos

E-mail: dfsantos@student.dei.uc.pt
Tânia Miranda de Oliveira | 2010126425 | Este cartaz teve o custo de 1,5€

14

----

----------------------

CONSTRUIR PROJECTAR COOPERAR COMUNICAR ANALIZAR PROBLEMATIZAR PROTEGER INVESTIR CRITICAR MELHORAR INTER-RELACIONAR SUPOR CONCEBER RESOLVER EXPERIMENTAR CONTINUAR PREVER MANTER EDUCAR DESENVOLVER INOVAR _______________________________________________

O

Regeneração: - re-instalação - Substituição

<----

“Feedback” da estratégia

E

A tua estratégia é de mérito: Se permite “sucesso” à humanidade, é rápida e utiliza recursos renováveis.

V

J O G A R ?

<-- ----

U

----

--->

Sistema regenerativo

Pensa no Mundo como um todo?

---- NÃO --->

Algo não está bem! Recomeça

-------Partida ----> Jogador individual ou ----> Pesquisa grupo de jogadores ----------------------------------------------------------- Cria uma <---- Inventário de <---recursos actuais estratégia

----

-------

Desenvolve: > ---- prototipagem - design

------<

Reduz à prática: - produção ---- instalação

------<

Reproduzir. Parar. Rebobinar. Repetir Infinitamente.

Os recursos não são ilimitados.

João Miguel Marques Oliveira - jmoliv@student.dei.uc.pt

, tê-lo-ia feito nascer com um único olho e um microescópio apenso a ele” Fuller

“Se o esquema total da natureza exigisse que o homem fosse especialista

R. Buckminster

Nuno Coelho nuno_a_c@hotmail.com

($)

Eu, abaixo assinado, designer deste cartaz, juro solenemente que o próximo cartaz que eu fizer será impresso em papel reciclado. Daniela Pinto
“O dinheiro é a unica coisa que não se come.” Indígenas da Amazónia

Ana Manuel Correia Falé anamcfale@gmail.com x euros

Daniela Sofia Viseu Maia Martins Pinto - dmpinto@student.dei.uc.pt

16

///// Não /////////// podemos ///////////////////////// >>>>>>>>>>>>>>> É >>>>>>>>>>> urgente >>>>>>>>>>>>>>>>> ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ Apesar ⁞⁞⁞⁞⁞⁞ de ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ sermos ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ /////////// esquecer ///// que // o /// sucesso /////// >>>>>>> que >>>>>>>>>>>>>>> tenhamos >>>>>>>>>>>>>>>>>> ⁞⁞⁞⁞⁞⁞ todos ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ diferentes, ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ devemos ⁞⁞⁞⁞ ///// ou /////////// é //////////////// para ////////// >>>>>>>>>>> consciência >>>>> de >>>>>>> que >>>>>>>>>> ⁞⁞⁞⁞⁞⁞ ser ⁞⁞⁞⁞ todos ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ complementares ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ ///////// todos ///////////// ou ///////// não //////// >>>>>>>>>> é >>>>>> preciso >>> pensar >>>>>>>>>>>>>>>> ⁞⁞⁞⁞ ”Juntos ⁞⁞⁞⁞⁞ a ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ média ⁞⁞⁞⁞ dá ⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞⁞ /////////////// é ////// para ////////// ninguém! ///// >>>>>> mais >>>>> além.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> ⁞⁞⁞⁞ zero, ⁞⁞⁞⁞⁞ ou ⁞⁞⁞⁞ seja ⁞ a ⁞⁞⁞⁞ eternidade” ⁞⁞⁞⁞
Sara Reis - 2010144021

18

19

Quanto tempo perde a olhar para o relógio?

O seu tempo é precioso, tempo é dinheiro, e ele passa a correr... Quando olha para o o relógio perde a opurtunidade de olhar a sua volta, e entretanto passaram segundos... Ao fim de uma semana, tantos segundos são minutos! Veja o Tempo que perdeu... E continua a olhar para este cartaz ?

João Santos Izidoro 209113555 jizidoro@student.dei.uc.pt

pelos especialistas. Estas questões, existentes essencialmente no mundo desenvolvido, necessitam de uma correcção urgente, talvez até mais urgente que a resolução dos problemas ambientais. É devido a este modo de pensar que o planeta atingiu o estado em que se encontra actualmente. John Thackara, escritor, professor e designer, diz que todas as criações têm um custo de energia e, numa sociedade como a nossa, viciada no crescimento perpétuo, ser criativo não é uma virtude (Thackara, John, 2011). Isto porque estar em constante crescimento é uma condição difícil de sustentar, ficando os criativos numa posição, no mínimo, desfaTodos os dias somos confrontados com dados acerca da degradação progressiva do planeta. Situações como a diminuição da espessura da camada de ozono, a contaminação das águas, a produção e acumulação de lixo radioactivo e de substâncias nocivas e a diminuição da qualidade do ar são constantemente relatadas pelos vários meios de comunicação. No entanto, não só o planeta está em risco de extinção. Também a sociedade em que vivemos apresenta problemas que ainda não tiveram solução e que são tão relevantes quanto os problemas ambientais. A pobreza, a instabilidade económica, a incapacidade de gerir os recursos e a necessidade de estar em constante crescimento, não olhando a meios para atingir os fins são, actualmente, os assuntos mais significativos e mais abordados vorável. No entanto, da mesma forma que a sociedade evoluiu no sentido de construir mais, de consumir mais, de produzir mais, e também de destruir mais, sem qualquer tipo de preconceito, também evoluiu no sentido de se consciencializar das consequências dos seus actos. Esta nova atitude tem levado à criação de alternativas para que possa existir crescimento, mas de uma forma sustentável. Assim sendo, têm vindo a ser desenvolvidas práticas, embora ainda pouco difundidas, para criar algo sem destruir recursos do planeta, o que permite satisfazer as necessidades sociais, culturais e económicas, danificando, de forma muito menos invasiva, a biodiversidade e todo o conjunto de habitats existentes. Surge, com esta série de ideias, o conceito de Design Sustentável. 21

REFLEXÃO SOBRE DESIGN SUSTENTÁVEL

Actualmente, é então possível criar produtos a partir de recursos renováveis, sendo esses recursos passíveis de serem utilizados de forma sistemática e ilimitada sem nunca se esgotarem na natureza. Estes não são por isso prejudiciais ao ambiente, quer durante o seu fabrico, quer durante o seu uso ou após a sua inutilização. Contudo, tem que haver um compromisso entre a sustentabilidade do produto e a eficácia de funcionamento que este apresenta. A facilidade com que é utilizado, o estilo e a performance são aspectos fundamentais. Para criar um produto com um design sustentável, primeiro será necessário criar um bom produto. Uma perspectiva pertinente acerca do design sustentável é a de Tom Dixon, designer industrial, que diz “I don’t think that new sustainable materials will be the answer, it’s finding ways of using existing ones in new ways”, ou seja, mais do que investir em novos e inovadores materiais sustentáveis, é preciso que aprendamos a aproveitar todo o potencial daqueles que já existem. Esta filosofia tem vários benefícios, por exemplo a nível da sua aplicação na arquitectura. Os edifícios construídos sob princípios sustentáveis são muito económicos e eficazes, no sentido em que preservam ou consomem energia com menos custos o que, a longo prazo, acaba por lhes conferir mais valor no mercado. Apresentam uma melhor qualidade do ar, temperaturas agradáveis, e as pessoas que os frequentam sentem um contacto muito mais aproximado com a natureza que os rodeia. 22

MONITOBA HYDRO building
Um exemplo deste tipo de arquitectura é o Manitoba Hydro Building, no Canadá, construído pelos arquitectos KPMB. Este edifício é extremamente eficiente em termos energéticos e já foi reconhecido com vários prémios de engenharia e arquitectura, nomeadamente o AIA/COTE Top Ten Green Projects de 2010. Dentro da infraestrutura, o ar é ventilado eficazmente sem custos de energia. A revista Architechtural Record partilhou a sua opinião acerca desta construção: “Arguably the most energy efficient large building in North America”.

23

FREITAG
Para além da aplicação da sustentabilidade na arquitectura, também é de salientar a sua aplicação nos mais variados produtos. Como exemplo de produtos sustentáveis existem as malas da marca Freitag, desenvolvida pelos irmãos Markus e Daniel Freitag. O conceito é muito simples: utilizam recursos sustentáveis, como lonas para protecção dos conteúdos dos camiões, cintos de segurança, airbags e o interior dos pneus das biciletas, para a produção de vários tipos de malas. Como são fabricadas a partir de materiais de elevada durabilidade, estas malas são extremamente resistentes. Como os materiais utilizados nunca são iguais, permitem uma grande margem de criatividade, conferindo a cada peça um design individual. 24

25

thab
São vários os produtos sustentáveis já existentes, e é importante dá-los a conhecer para os valorizar junto do cidadão comum e para alertar para o facto de que estas iniciativas são necessárias para a preservação do planeta. Liz To, uma jovem designer, investiu na produção de um forno, denominado “thab” que apenas tem na sua constituição materiais sustentáveis: cruzetas desaproveitadas, barro, pedras e fezes como combustível. Devido à estrutura em “L” deste forno, a combustão realiza-se de uma forma muito eficaz, libertando pouco fumo e ardendo sistematicamente. Trata-se de um objecto muito portátil e 100% sustentável.

26

gazelle
Existem também iniciativas sustentáveis de pessoas como Israel Ganot, que, baseado na premissa de que “é muito fácil adquirirmos coisas novas mas muito difícil vermo-nos livres delas”, criou o conceito de “unshopping”, fundando a empresa Gazelle. Esta tem como objectivo receber a troco de dinheiro os aparelhos electrónicos dos quais as pessoas já não precisam ou que já não funcionam, dando-lhes um novo uso ou reciclando-os de modo a criar produtos novos.

27

? +

28

RITI COFFEE
Jeon Hwan Ju, designer coreano, criou um outro exemplo de sustentabilidade. A impressora RITI Coffee, cuja tinta é feita unicamente a partir de borras de café usadas e cuja impressão é realizada utilizando apenas a energia do ser humano. A pessoa introduz a folha a ser impressa na ranhura e vai deslizando o depósito da borra de café da esquerda para a direita, até que a folha saia pelo outro lado da impressora já com a tinta impressa. A sua utilização não envolve o uso de produtos químicos (que são encontrados nas tintas normais de impressão) nem de custos de electricidade.

29

+ +

30

Mas tendo em conta que o design sustentável é a solução para acabar com grande parte da poluição do mundo, porque não é utilizado em todo o lado na produção de todo o tipo de coisas? Talvez, no futuro, já não haja motivos para colocar esta questão. Contudo, no presente, existem ainda muito poucos exemplos reais da sustentabilidade do design, capazes de serem produzidos em massa, tal como não se encontram muitos profissionais qualificados para este efeito. Para além disso, muitas empresas investidoras nos produtos são também um factor limitador, porque não lhes é possível correr riscos e preferem optar pelo seguro, solicitando aos designers que criem sempre o mesmo género de produtos, que já se sabe à partida que vão ser vendidos. Para as grandes empresas, nem sempre a sustentabilidade é sinónimo de lucro. Trata-se, por isso, de um assunto que precisa de ser desenvolvido com mais pormenor, e que necessita de um maior investimento, tendo em vista uma melhor formação dos profissionais nesta área e, por consequência, mais iniciativas para incrementar a produção sustentável. 31

hack
Na sociedade actual é possível verificar vários problemas na gestão do espaço, do tempo e do dinheiro, fazendo com que exista uma desigualdade incomensurável, ao ponto de o nosso mundo ter sido dividido em vários submundos. Para além da evidente relação existente entre o tempo e o espaço em termos matemáticos, podemos adaptar essa mesma relação à nossa sociedade, adicionando a variável dinheiro. Será então a partir da má gestão destas variáveis que se vai realizar o hack.

32

ESPAÇO

TEMPO

DINHEIRO

33

pROBLEMAS DE GESTÃO DO ESPAÇO
Existe um desfazamento entre o espaço real e a forma como as pessoas o interpretam e utilizam. Tendo em conta que a humanidade apenas pode utilizar cerca de 30% do espaço integral do planeta Terra, seria de esperar que esses mesmos 30% fossem utilizados e geridos de forma mais homogénea, situação que não se verifica. .Pouca distribuição de espaços verdes pelos centros urbanos. .Acumulação massiva de cartazes publicitários num pequeno espaço. .Gestão imprópria do espaço utilizado numa publicação.

EXEMPLOS

HACK
Colocar um cartaz em branco por cima de uma parede completamente preenchida por cartazes publicitários sobrepostos, alguns deles já completamente degradados. 34

pROBLEMAS DE GESTÃO DO dinheiro
É uma verdade que, apesar de o dinheiro andar a circular de forma fluída, circula sempre pelos mesmos sítios, que correspondem aos países desenvolvidos, e dentro destes, pelas mesmas pessoas, que correspondem unicamente à classe média e alta. Para além desta problemática, o dinheiro que estas classes possuem nem sempre é investido ou utilizado da melhor maneira, levando a perdas desnecessárias. .Existência de pessoas com dinheiro para alimentar todo o planeta e, em contraposição, de pessoas sem dinheiro para se alimentar a si próprias .Desvalorização das pequenas quantias .Demasiados pedidos de empréstimos

EXEMPLOS

HACK
Numa caixa multibanco de Coimbra e no chão do passeio à sua volta, colocar moedas de 1 a 5 cêntimos e verificar se alguém as apanha no espaço de uma hora. 36

pROBLEMAS DE GESTÃO DO tempo
Talvez seja este o o problema mais ligado ao cidadão comum. Quantas vezes nos perguntamos “Porque é que eu não fiz isto hoje?”. Todos os dias. Esta situação deverá ser mudada, não só para melhorarmos a gestão e eficácia da realização das nossas tarefas porque , como tambem para melhorar as condições em que se encontra o planeta. É necessário aumentar a capacidade de acção. .Investi-lo na produção de objectos de qualidade duvidosa, que acabarão por se degradar rapidamente ou nem ser utilizados .Gastá-lo a realizar a mesma actividade, que inevitavelmente levará a distrações .Procrastinação

EXEMPLOS

HACK
Colar senhas de espera nas paredes das ruas, presas só pela parte de cima para dar a ideia que devem ser tiradas pelas pessoas. Na parte de trás da senha encontra-se a frase: “Quanto tempo já perdeu hoje?”. 38

Fontes
Thackara, John (2011). “Sustainability in 7: John Thackara on Energy”. [Consultado a 24 de outubro de 2012]. Disponível em http://www.livingprinciples.org/sustainability-in-7-john-thackara-on-%20 energy/ Linn, Charles (2010) “Innovation 2010: is Manitoba Hydro the most energy efficient building in North America?”. [Consultado a 24 de outubro de 2012]. Disponível em http://www.kpmb.com/ index.asp?navid=19&layid=29&fid3=5&fid2=159 Freitag Lab (2011). [Consultado a 23 de outubro de 2012]. Disponível em http://www.freitag.ch/ Designed by Liz (2011). [Consultado a 25 de outubro de 2012]. Disponível em http://cargocollective.com/designedbyliz/thab Gazzele (2012). [Consultado a 23 de outubro de 2012]. http://www.gazelle.com/ Igreen Spot (2012). [Consultado a 23 de outubro de 2012]. http://www.igreenspot.com/economically-print-your-documents-with-the-riti-coffee-printer/

40

Esta revista acabou mas os recursos sustentáveis são infinitos. utilize-os.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->