You are on page 1of 1

Universidade Federal Fluminense Faculdade de Pedagogia Disciplina: Didática Professora: Alice Akemi Grupo: Daniele, Edileusa, Francisca

(por favor, completem os nomes dos integrantes do grupo e a bibliografia)
COMENIUS, Didática Magna Resumo – cap xvii Neste capítulo, Comenius trata do princípios em que a facilidade de ensinar e aprender se fundam. O capítulo está dividido em dez princípios. O primeiro princício trata da necessidade de iniciar a instrução cedo, enquanto as crianças não têm preocupações. Somente ocupadas com o aprendizado, aprendem com facilidade. A criança deve ser instruída por um único método e um único preceptor. Os ensinamentos sobre a moral devem ser os primeiros, as paixões devem ser domadas para que o aprendizado se torne possível. O segundo princípio trata da necessidade de despertar na criança “o amor pelo saber e pelo aprender” através de um método e ambiente de ensino agradáveis, através do incentivo dos pais, de um tratamento afável por parte dos preceptores e através de conteúdos próprios para cada idade. O terceiro princípio trata da necessidade de ensinar o necessário, de modo claro, conciso, fazendo a utilização de exemplos. No quarto princípio Comenius trata do aprendizado de diferentes línguas. Para ele é necessário partir do mais fácil, da língua que o aluno sabe, para as mais difíceis. Mestre e discípulo devem falar a mesma língua, devem partir da língua conhecida pela criança para que ela possa aprender outras. Primeiro deve-se exercitar os sentidos da criança e somente depois a memorização, o intelecto. Há uma gradação, ampliação das capacidades intelectuais. Os quinto, sexto e sétimo princípios tratam da necessidade de ensinar cada coisa ao seu tempo, sem sobrecarregar a criança, de modo agradável e calmo, e, conforme a capacidade do aluno. O oitavo princípio trata da necessidade que as crianças têm de ser ajudadas pelos preceptores. Estes devem explicar do que se trata a tarefa e de que maneira ela deve ser feita. Os sentidos, a imaginação devem ser amplamente utilizados através da escrita, da pintura, da exposição oral e gestual. O aprendizado ocorrerá se antes passar por todos os sentidos. O nono princípio trata da necessidade de se utilizar o que é aprendido. Comenius tem pensamento pragmático, o que é aprendido deve ter utilidade prática. No décimo princípio retoma a necessidade da utilização de métodos uniformes para promover a aprendizagem. Todas as disciplinas e exercícios devem ser executados na mesma ordem e da mesma forma.