Início da Narração – Canto I (estância 19

)
A descoberta do caminho marítimo para a Índia.

Esta é a ação central d’ Os Lusíadas que começa, tal como era exigido no modelo clássico da epopeia, “in medias res”, ou seja, com a viagem numa fase adiantada. Nesse momento, os navegadores portugueses encontravam-se no meio do oceano Índico - “Já no largo Oceano navegavam” - e, até então, tinham feito um percurso previamente conhecido. Daí para a frente relata-se o verdadeiro caminho da descoberta. Camões assume o papel de narrador heterodiegético, omnisciente e subjetivo.

Síntese da estância 19 Já os navegadores portugueses navegavam no oceano Índico, quando os deuses se reuniram no Olimpo para decidirem se permitiam ou não que os portugueses encontrassem um lugar onde pudessem descansar e recuperar novas forças para enfrentar a viagem no desconhecido.

1

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful