P. 1
sintaxe_I

sintaxe_I

|Views: 483|Likes:
Published by armindaalmeida915

More info:

Published by: armindaalmeida915 on Nov 29, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/05/2013

pdf

text

original

ppt elaborado pela professora Fernanda Costa (adaptado

)

Grupo nominal (GN) – “Grupo de palavras cujo constituinte principal é um nome ou um pronome e que funciona como uma unidade sintática.” (DT) Exemplos de constituição do GN: a) [Faro] é uma cidade agradável. / [Tu] és divertida.
nome pronome

b) [Estes dois alunos] reprovaram.
determinante + quantificador + nome

c) [A ideia da festa] foi ótima.
determinante + nome + complemento do nome

d) [O livro que comprei] é empolgante.
determinante + nome + modificador

Grupo verbal (GV) – “Grupo de palavras cujo constituinte principal é um verbo e que funciona como uma unidade sintática.” (DT) Exemplos de constituição do GV: a) A criança [nasceu]. / Ele [está a dormir].
verbo complexo verbal

b) O Rui [bebeu um chá].
verbo + complemento

c) Ele [adoeceu no domingo].
verbo + modificador

d) O polícia [multou o condutor na estrada].
verbo + complemento + modificador

Grupo adjetival (GAdj) – “Grupo de palavras cujo constituinte principal é um adjetivo e que funciona como uma unidade sintática.” (DT) Exemplos de constituição do GAdj: a) Uma tempestade [inesperada] provocou o caos.
adjetivo

b) O garoto é [muito simpático].
advérbio de quantidade e grau + adjetivo

c) Ele está [satisfeito com o teu trabalho].
adjetivo + complemento

Ele é [impossível de aturar].
adjetivo + complemento

Grupo adverbial (GAdv) – “Grupo de palavras cujo constituinte principal é um advérbio e que funciona como uma unidade sintática.” (DT) Exemplos de constituição do GAdv:
a) [Amanhã] vou ao cinema.
advérbio

b) Ele mora [muito longe].
advérbio + advérbio

c) Eu compro esse quadro [independentemente do preço].
advérbio + complemento

Grupo preposicional (GPrep) – “Grupo de palavras cujo constituinte principal é uma preposição e que funciona como uma unidade sintática.” (DT) Exemplos de constituição do GPrep:
a) Gosto [de livros policiais].
preposição + GN

b) Espero a tua resposta [até amanhã].
preposição + advérbio

c) [Em chegando a encomenda], aviso-te.
preposição + oração

sujeito

predicado
Funções sintáticas a nível da frase vocativo modificador de frase

Sujeito

simples (1 GN ou 1 oração)

Tipos de sujeito

composto (coordenação de GN
ou de orações)

subentendido nulo indeterminado

expletivo

Predicado “Função sintática desempenhada pelo grupo verbal.” (DT) Exemplos de predicados: a) verbo ou complexo verbal: Ele [adoeceu / tem viajado]. b) verbo + complemento(s) Ele [concluiu os estudos]. (v + complemento direto) Ele [telefonou ao Rui]. (v + complemento indireto) Ele [deu um beijo à Ana]. (v + complemento direto e indireto) Ele [pensa na Joana]. (v + complemento oblíquo) Ele [foi aplaudido pelo público]. (v + compl. agente da passiva)

Predicado (cont.)

c) verbo + predicativo do sujeito Ele [está feliz]. d) verbo + compl. direto + predicativo do compl. direto Ele [considera a Ana inteligente].
c. d. predicativo do c. d.

e) verbo + modificador(es) Ele [tossiu ruidosamente, de noite].
modificador modificador

f) verbo + complementos + modificadores Ele [inseriu os textos no jornal na semana passada].
c. d. c. oblíquo modificador

Modificador de frase

Características:
 Modifica toda a frase e não apenas o verbo. Ela chega hoje, [possivelmente]. [Talvez] vá ao cinema contigo.

 Pode apresentar a forma de grupo adverbial e de grupo preposicional.
Infelizmente, o Zé reprovou.
modificador sujeito predicado

Ele vai trabalhar com certeza.
sujeito predicado modificador

Vocativo
Função sintática utilizada em contextos de chamamento ou interpelação do interlocutor. Ocorre frequentemente em frases imperativas, interrogativas e exclamativas. Ex.: Maria, podes passar-me esse livro? Não repito o que disse, meus senhores! Ó António, traz esse saco para dentro!

Complemento direto Complemento indireto Complemento oblíquo

Complemento

Funções sintáticas internas ao GV

Predicativo

Complemento agente da passiva

Predicativo do sujeito

Modificador (do GV)

Predicativo do complemento direto

Complemento oblíquo
Características:  É selecionado (exigido) pelo verbo. (É, pois, um elemento obrigatório.) A Ana pensa [nas férias]. * A Ana pensa. A Rita vai [ao teatro]. * A Rita vai.  Não pode ser substituído pelo pronome pessoal “lhe” / “lhes” (ao contrário do complemento indireto). * A Ana pensa-lhe. * A Rita vai-lhe.

Complemento oblíquo (cont.)

 Pode apresentar uma das seguintes formas: - grupo preposicional: Ele aproximou-se [da mesa]. Ele concorda [com o Pedro]. Ele inscreveu-se [na prova]. - grupo adverbial: Ele portou-se [bem]. Ele mora [além]. Ele depositou as garrafas [aqui].

- a coordenação dos dois (GPrep + GAdv): Ele depositou as garrafas [aqui ou no vidrão]?
c. direto predicado c. oblíquo

Alguns verbos que selecionam complemento oblíquo (GPrep)
 acabar com  O Simão acabou com a empresa.  beneficiar de  A casa beneficiou de algumas obras.  brindar a  Vamos brindar ao teu novo emprego.  candidatar-se a  O João candidatou-se a delegado de turma.  colocar em  Ela colocou os livros na estante.  concordar com  Os alunos concordaram com as notas.  discordar de  Discordo da tua decisão.  enamorar-se de  A Sílvia enamorou-se do vizinho.  encarregar-se de  Encarrega-te das sobremesas.  engraçar com  As crianças engraçaram com o cão.  falar de  Fala-me dos teus projectos.  guardar em  Guarda o dinheiro no cofre.  interessar-se por  Eu interesso-me por pintura.  ir a  Nós vamos a Coimbra amanhã.  ocupar-se de  Ele ocupa-se das crianças durante a manhã. (Continua)

 olhar por  Os avós olharam pelo neto nas férias.  opor-se a  A Teresa opôs-se à mudança de casa.  pactuar com  Não podemos pactuar com injustiças.  participar em  Todos participaram na reunião.  pensar em  Penso em ti todo o dia.  persistir em  Ele persiste naquela atitude desagradável.  pousar em  Pousa a chávena na mesa.  precisar de  Todos precisam de atenção.  preparar-se para  Os atletas preparam-se para o jogo.  prescindir de  Não prescindo da tua opinião.  reconciliar-se com  Ela reconciliou-se com a Joana.  renunciar a  Não renuncio aos meus direitos.  troçar de  Não troces dos teus colegas.  vir de  O Manuel veio do Brasil no domingo.  viver de  Aquele indivíduo vive de esmolas.

Modificador (do GV)
Características:  Não é selecionado (exigido) pelo verbo. Pode, pois, ser eliminado sem que isso afete a gramaticalidade da frase. A Ana telefonou à professora [ontem]. A Ana telefonou à professora.  Faz parte do predicado. A Ana telefonou à professora ontem.
c. indireto predicado modificador

Modificador do GV (cont.)

 Pode apresentar uma das seguintes formas: - grupo preposicional: Ele viu a Ana [no café]. Ele abraçou-a [com paixão]. Ele levou-a a casa [naquele dia]. - grupo adverbial: Ele viu a Ana [ali]. Ele abraçou-a [apaixonadamente]. Ele levou-a a casa [ontem]. - oração: Ele viu a Ana [quando entrou no café].

 modificador do GV  pode ser negado e interrogado:
O João almoçou no jardim.
modificador sujeito predicado

O João não almoçou [no jardim], mas em casa. Foi [no jardim] que o João almoçou?

 modificador de frase  não pode ser negado nem interrogado:
Infelizmente o João adoeceu.
modificador de frase sujeito predicado

*Não [infelizmente] o João adoeceu. *É [infelizmente] que o João adoeceu?

Exercício Complemento oblíquo ou modificador?
Ele agrediu o indivíduo com violência.  mod. Ele vai comprar casa em Leiria.  mod. Ele puxou de uma faca.  c. obl. Ele já viveu aqui.  mod. + c. obl. Ontem, encontrei a Ana aqui.  mod. + mod. Ele tratou do assunto discretamente.  c. obl. + mod. À tarde, ele tornou a casa.  mod. + c. obl. Ele veio cedo para casa. mod. + c. obl. Ele simpatiza com os colegas.  c. obl. Ele parece-se com o avô.  c. obl. Ele assistiu ao espectáculo.  c. obl.

Predicativo do sujeito
“Função sintática desempenhada pelo constituinte que ocorre em frases com verbos copulativos, que predica algo acerca do sujeito. O predicativo do sujeito pode ser um grupo nominal (i), um grupo adjetival (ii), um grupo preposicional (iii) ou um grupo adverbial (iv-v). (i) O João é [professor de Matemática]. (ii) Os alunos estão [muito interessados]. (iii) A Joana ficou [na escola]. (iv) A minha casa é [aqui]. (v) O teste é [amanhã]. O predicativo do sujeito contribui para a interpretação do sujeito, atribuindo-lhe uma propriedade, uma caraterística ou uma localização (temporal ou espacial).” (DT)

Complemento do nome Funções sintáticas internas ao GN Modificador apositivo

Modificador do nome

Modificador restritivo

Complemento do nome Caraterísticas:
 É selecionado por um nome: [A decisão [do Rui]] é louvável. Eu concordo [com a decisão [do Rui]].  Pode ser um GPrep (oracional ou não oracional) ou um GAdj:

Ele tem [uma paixão [por carros]]. Ele teve [a ideia [de organizar um concurso]]. [A época [natalícia]] aproxima algumas pessoas.  Um nome pode selecionar mais de um complemento:
[A cedência [do terreno] [ao clube]] foi ilegal.

Complemento do nome (cont.)

Outros exemplos:
A prisão do criminoso tranquilizou a população.
sujeito predicado

O João discordou da compra do relógio.
complemento oblíquo sujeito predicado

O advogado pediu a condenação do réu.
c. direto sujeito predicado

Funções sintáticas internas ao Grupo Nominal(cont)
Complemento do nome (cont.)

Outros exemplos:
Foi efectuada a prisão do assaltante.

A resposta ao problema não é fácil.
A ida a Timor foi adiada. A entrega da encomenda está prevista para hoje. A chegada do Natal entusiasma as crianças. A responsabilidade do acidente é tua. Todos sentem necessidade de paz. Surgiu a possibilidade de comprar esta casa.

Modificador do nome Características:
 Elemento Opcional.  Pode apresentar diferentes formas (GAdj, GPrep, GN, oração relativa restritiva ou oração relativa explicativa).

▪ Modificador restritivo
 Restringe a realidade referida pelo nome que modifica.
 Não pode ser separado por vírgulas do nome a que se refere. Ele comeu [maçã [assada]]. Ele comprou [uma faca [de cozinha]]. [O meu primo [que vive nos Açores]] casou.

Modificador do nome (cont.)

▪ Modificador apositivo
 Não restringe a realidade referida pelo nome que modifica.  É separado obrigatoriamente por vírgulas do nome a que se refere.

[José Silva [, presidente do clube,]] apresentou a sua demissão. [José Saramago [, um autor consagrado,]] é lido nas escolas. [A neve [, que é anormal nesta época,]] provocou acidentes.

Antes

Agora
sujeito predicado c. direto c. indireto c. agente da passiva predicativo do sujeito predicativo do c. direto vocativo c. oblíquo modificador (do GV / de frase) modificador do nome complemento do nome complemento do adjetivo

sujeito predicado c. direto c. indireto c. agente da passiva predicativo do sujeito predicativo do c. direto vocativo c. circunstanciais c. determinativo aposto atributo

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->