Inst. Reg. Pré-Escolar

Direcção Regional de Educação do Centro Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão - 160428 ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C.

MOTA PINTO - 342762 Lajeosa do Dão │ 3460-153 LAJEOSA TND

Avaliação do Desempenho dos Docentes

Instrumento de Registo
(Artigo 6º, ponto 11 do Decreto Regulamentar n.º 2/2008)

Ficha de Registo Avaliação do Desempenho Docente do Pré- Escolar Avaliação efectuada pelo Coordenador de Departamento

1. Identificação do Professor Nome:_________________________________________________________________ Grupo de Recrutamento:__________________________________________________ Departamento:__________________________________________________________ Situação Profissional:____________________________________________________ Período de Avaliação:____________________________________________________

2. Identificação do Professor Avaliador Nome:________________________________________________________________ Cargo:______________________Departamento:______________________________ Situação Profissional:____________________________________________________

Sem prejuízo do disposto no artigo anterior, os avaliadores procedem, em cada ano escolar, à recolha, através de instrumentos de registo normalizados, de toda a informação que for considerada relevante para efeitos da avaliação do desempenho.

1

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR
Direcção Regional de Educação do Centro Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão – 160428 ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO – 342762 Lajeosa do Dão │ 3460-153 LAJEOSA TND

INDICADORES – ANEXO II

A - PREPARAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES LECTIVAS
Nível 3 6 7 8 10 A.1 – Correcção científico - pedagógica e didáctica da planificação das actividades educativas. Planifica as Actividades Educativas (longo, médio e curto prazo), com criatividade e inovação tendo em conta as variáveis contextuais relevantes. O Educador planifica com correcção científico - pedagógica prevendo estratégias diversificadas e motivadoras. Planifica correctamente as Actividades Educativas (longo, médio e curto prazo), tendo em conta as O.C.E.P.E. Planifica sem coerência não contemplando as variáveis contextuais. Raramente ou nunca planifica as Actividades Educativas. Níveis obtidos nas observações de A1 Média de A1 Nível 10 8 7 6 3 A.2 – Adequação do processo educativo às necessidades de cada criança e do grupo, tendo em conta o seu nível etário e desenvolvimento. O processo educativo desenvolve-se de forma inovadora e criativa, seleccionando-se estratégias que promovam a aquisição e aprofundamento de competências e favoreçam de forma significativa a consecução dos objectivos. O processo educativo favorece de forma significativa uma aprendizagem integradora e articulada de conteúdos e competências O processo educativo está adequado às crianças e ao grupo tendo em conta a sua evolução, o contexto social, a heterogeneidade do grupo, as instalações/espaço, o mobiliário e os recursos. O processo educativo está adequado apenas a algumas crianças. O processo educativo não está adequado às crianças e ao grupo. Níveis obtidos nas observações de A2 Média de A2 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

A - PREPARAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES LECTIVAS
Nível 3 6 7 8 10 A3 – Ponderação dos progressos de cada aluno na planificação das actividades lectivas. Não adapta a planificação das actividades lectivas aos progressos de cada aluno. Demonstra dificuldade em adaptar a planificação das actividades lectivas aos progressos de cada aluno. Adapta e reformula a planificação das actividades lectivas aos progressos de cada aluno. Adapta e reformula sempre de forma original e criativa a planificação das actividades lectivas de acordo com os progressos de cada aluno. Adapta e reformula sistematicamente, com rigor e de forma original e criativa a planificação e as estratégias de ensino/aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas Níveis obtidos nas observações de A3 Média de A3 Nível 3 6 7 8 10 A4 – Participação na elaboração do Plano Individual de Transição. Não participa na elaboração do Projecto Individual de Transição Participa de forma desadequada na elaboração do Projecto Individual de Transição Participa na elaboração do Projecto Individual de Transição O docente participa sempre na elaboração do Plano Individual de Transição, tendo em conta as aspirações do aluno e do encarregado de educação. Participa sistematicamente, com rigor, na elaboração do Plano Individual de Transição, tendo em conta as aspirações do aluno e do encarregado de educação. Níveis obtidos nas observações de A4 Média de A4 Sub- total A (A1+A2+A3+A4) / 4 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

2

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR
Direcção Regional de Educação do Centro Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão – 160428 ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO – 342762 Lajeosa do Dão │ 3460-153 LAJEOSA TND

INDICADORES – ANEXO II

B – REALIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES LECTIVAS
Nível 3 6 7 8 10 B1 – Cumprimento dos objectivos definidos no PEI Não cumpre os objectivos definidos no PEI Cumpre os objectivos definidos no PEI com alguma dificuldade Cumpre com correcção os objectivos definidos no PEI, prevendo a gestão adequada do tempo Cumpre sempre com correcção os objectivos definidos no PEI, prevendo uma boa gestão do tempo Cumpre sistematicamente e com rigor os objectivos definidos no PEI, e desenvolve de forma criativa e inovadora as actividades de acordo com as orientações do programa, prevendo uma óptima gestão do tempo Níveis obtidos nas observações de B1 Média de B1 B2 – Adequação dos materiais utilizados ao nível de funcionalidade de cada aluno, ao seu nível etário e ao estilo de aprendizagem. Não utiliza de forma adequada os materiais didácticos. Utiliza materiais didácticos diversificados mas não os adequa ao nível de funcionalidade, nível etário e estilo de aprendizagem de cada aluno. Utiliza os materiais didácticos de forma adequada. Adequa e diversifica sempre os materiais didácticos de acordo com o nível de funcionalidade, nível etário e estilo de aprendizagem de cada aluno. Adequa e diversifica sistematicamente e com rigor os materiais didácticos de acordo com o nível de funcionalidade, nível etário e estilo de aprendizagem de cada aluno. Níveis obtidos nas observações de B2 Média de B2 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

Nível 3 6 7 8 10

B – REALIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES LECTIVAS
Nível 3 6 7 8 10 B3 – Adequação das estratégias e actividades desenvolvidas às medidas e objectivos educativos definidos no PEI. Não adequa as estratégias e actividades às medidas e objectivos educativo definidos no PEI Diversifica mas não adequa as estratégias e actividades às medidas e objectivos do PEI Adequa as estratégias e actividades às medidas e objectivos do PEI Diversifica e adequa de forma original e criativa as estratégias e actividades às medidas e objectivos educativos definidos no PEI. Diversifica e adequa sistematicamente de forma original e criativa as estratégias e actividades às medidas e objectivos educativos definidos no PEI. Níveis obtidos nas observações de B3 Média de B3 B4 – Utilização de métodos de ensino adequados às estratégias de aprendizagem de cada aluno em situação de grupo Não utiliza métodos de ensino adequados às estratégias de aprendizagem de cada aluno em situação de grupo Esforça-se pouco por utilizar métodos de ensino adequados às estratégias de aprendizagem de cada aluno em situação de grupo Utiliza métodos de ensino adequados às estratégias de aprendizagem de cada aluno em situação de grupo. Utiliza e aplica sempre métodos de ensino adequados às estratégias de aprendizagem de cada aluno em situação de grupo. Utiliza e aplica sistematicamente e com rigor métodos de ensino adequados às estratégias de aprendizagem de cada aluno em situação de grupo. Níveis obtidos nas observações de B4 Sub- total B (B1+B2+B3+B4) / 4 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

Nível 3 6 7 8 10

Média de B4

3

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR
Direcção Regional de Educação do Centro Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão – 160428 ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO – 342762 Lajeosa do Dão │ 3460-153 LAJEOSA TND

INDICADORES – ANEXO II

C – RELAÇÃO PEDAGÓGICA COM OS ALUNOS
Nível 3 6 7 8 C1 – Promoção de um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos Não promove um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos. Nem sempre promove um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos. Promove um bom clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos fomentando um bom relacionamento interpessoal e de grupo. Promove sempre um bom clima à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos, fomentando um bom relacionamento interpessoal e de grupo através de actividades e estratégias motivadoras e diversificadas. Promove, sistematicamente, um óptimo clima à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos, fomentando um óptimo relacionamento interpessoal e de grupo através de actividades e estratégias motivadoras e diversificadas denotando inovação e criatividade. Níveis obtidos nas observações de C1 C2 – Criação de um ambiente de trabalho favorável à convivência, ao respeito pelos outros e pelas diferenças individuais. Não concede iguais oportunidades de participação e promoção da integração dos alunos, nem implementa regras de convivência, colaboração e respeito. Concede iguais oportunidades de participação e promove a integração dos alunos mas demonstra dificuldade na adopção de regras de convivência, colaboração e respeito. Concede iguais oportunidades de participação, promovendo a integração dos alunos e implementa regras de convivência, colaboração e respeito criando um bom ambiente de trabalho. Promove, sempre, um bom ambiente de trabalho, através de actividades diversificadas e motivadoras, que favorecem o respeito, inter ajuda, cooperação, convivência e solidariedade, proporcionando a plena integração dos alunos concedendo-lhes as mesmas oportunidades. Promove, sistematicamente, um óptimo ambiente de trabalho através de actividades diversificadas e motivadoras, que favorecem o respeito, inter ajuda, cooperação, convivência e solidariedade, proporcionando a plena integração dos alunos concedendo-lhes as mesmas oportunidades demonstrando inovação e criatividade. Níveis obtidos nas observações de C2 Média de C2 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

10

Média de C1 Nível 3 6 7 8 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

10

C – RELAÇÃO PEDAGÓGICA COM OS ALUNOS
Nível 3 6 7 8 10 C3 – Promoção da participação activa dos alunos na construção e prática de regras de 1º Ano/Dia convivência, fomentando a vivência de práticas de colaboração, no âmbito da formação para a cidadania democrática Não promove a participação activa dos alunos na construção e prática de regras de convivência, fomentando a vivência de práticas de colaboração Promove esporadicamente a participação activa dos alunos na construção e prática de regras de convivência, fomentando a vivência de práticas de colaboração. Promove a participação activa dos alunos na construção e prática de regras de convivência, fomentando a vivência de práticas de colaboração Promove sempre a participação activa dos alunos na construção e prática de regras de convivência, fomentando a vivência de práticas de colaboração Promove sistematicamente a participação activa dos alunos na construção e prática de regras de convivência, fomentando a vivência de práticas de colaboração Níveis obtidos nas observações de C3 Média de C3 C4 – Disponibilidade para atender, ouvir e apoiar os seus alunos. Não revela disponibilidade para atender e apoiar os alunos. Revela pouca disponibilidade para atender e apoiar os alunos. Revela sempre disponibilidade para atender e apoiar os alunos. Revela sempre, disponibilidade para atender e apoiar os alunos, estimulando e encorajando-os, gerindo o seu tempo de acordo com as solicitações dos mesmos demonstrando empatia e equidade no atendimento. Revela, sistematicamente, disponibilidade para atender e apoiar os alunos, estimulando e encorajando-os de forma motivadora, gerindo adequadamente o seu tempo de acordo com as solicitações dos mesmos demonstrando empatia e equidade no atendimento. Níveis obtidos nas observações de C4 Média de C4 Sub- total C (C1+C2+C3+C4) / 4 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

Nível 3 6 7 8

2º Ano/Dia

10

4

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR
Direcção Regional de Educação do Centro Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão – 160428 ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO – 342762 Lajeosa do Dão │ 3460-153 LAJEOSA TND

INDICADORES – ANEXO II

D- AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS DOS ALUNOS
Nível 3 6 7 8 10 D1 - Realização das avaliações pedagógicas especializadas sempre que solicitadas pelos professores/ educadores do ensino regular ou outros. Não realiza avaliações pedagógicas quando solicitado. Quando solicitado, realiza avaliações pedagógicas de forma pouco adequada. Quando solicitado, realiza avaliações pedagógicas. Quando solicitado, elabora sempre de forma adequada as avaliações pedagógicas. Quando solicitado, elabora sistematicamente e com rigor as avaliações pedagógicas. Níveis obtidos nas observações de D1 Média de D1 Nível 3 6 7 8 10 D2 - Realização da avaliação diagnóstica das aprendizagens e competências dos alunos. Não procede a qualquer tipo de avaliação diagnóstica das aprendizagens e competências dos alunos. Procede com alguma regularidade, mas nem sempre de modo adequado à avaliação diagnóstica das aprendizagens e competências dos alunos. Procede com regularidade à avaliação diagnóstica das aprendizagens e competências dos alunos. Procede sempre com regularidade e adequação à avaliação diagnóstica das aprendizagens e competências dos alunos. Procede sistematicamente com regularidade, adequação e muito rigor à avaliação diagnóstica das aprendizagens e competências dos alunos, promovendo estratégias diferenciadas e inovadoras. Níveis obtidos nas observações de D2 Média de D2 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

D- AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS DOS ALUNOS
Nível 3 6 7 8 10 D3 - Avaliação do trabalho realizado com vista ao ajustamento permanente do processo de ensino/ aprendizagem. Não adequa o processo de ensino/aprendizagem em função da avaliação do trabalho realizado. Esforça-se pouco por adequar o processo de ensino/aprendizagem em função da avaliação do trabalho realizado. Organiza e adequa o processo de ensino/aprendizagem em função da avaliação do trabalho realizado. Organiza e adequa sempre o processo de ensino/aprendizagem em função da avaliação do trabalho realizado, promovendo uma pedagogia diferenciada. Organiza e adequa sistematicamente e com rigor o processo de ensino/aprendizagem em função da avaliação do trabalho realizado, promovendo uma pedagogia diferenciada. Níveis obtidos nas observações de D3 Média de D3 Nível 3 6 7 8 10 D4 - Promoção, no final de cada período, da intervenção dos alunos na sua autoavaliação Não promove a autoavaliação dos alunos. Nem sempre promove a autoavaliação dos alunos. Promove sempre a autoavaliação dos alunos. Promove sempre a reflexão e espírito crítico dos alunos através de momentos de autoavaliação. Promove sistematicamente a análise, a reflexão e o espírito crítico através de momentos de autoavaliação dos alunos através de instrumentos diversificados e motivadores demonstrando inovação e criatividade. Níveis obtidos nas observações de D4 Média de D4 Sub- total D (D1+D2+D3+D4) / 4 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia 1º Ano/Dia 2º Ano/Dia

5

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful