You are on page 1of 1

Introduo J no introito bom destacar que o objeto do trabalho apenas o universo da prostituio espontnea.

Captulo 1 Consideraes Histricas e Sociolgicas Analisar o surgimento da prostituio e as questes de gnero envolvidas. Verificar quais as razes que levam o individuo a se prostituir, sob o ponto de vista da oportunidade. A prostituio voluntria ou coercitiva? Qual o cenrio atual? Se possvel levantar nmeros. No pode ser nica opo para as classes menos favorecidas. Falar sobre a questo legislativa: homens fazer normas para serem impostas as mulheres. Captulo 2 Consideraes Constitucionais e Civis. H dignidade na prostituio? Pode haver? Quais as causas constitucionais? As normas programticas colaboram ou atrapalham a premissa: H dignidade na prostituio. A normatizao da prostituio constitucionalmente possvel? Prostituio enquanto trabalho autnomo. Seria apenas uma obrigao natural? possvel (ou ser) a cobrana judicial da constraprestao? Analisar o contrato de prestao de servios sexuais, a validade, a eficcia. Qual a funo social do contrato. Art. 122 e 422 CC. Sexo em troca de status (A prostituio consentida socialmente atravs do casamento) Captulo 4 Consideraes Trabalhistas e Previdencirias possvel a CLT se aplicar a prostituio? Quais direitos haveriam? Ningum pode valer-se da prpria torpeza. Enriquecimento sem causa. Se fosse aprovado hoje como ficariam os contratos anteriores? Para a previdncia qual o enquadramento do Profissional do Sexo? O mascaramento (o caso das massagistas) Diferenas e Semelhanas com o jogo do bicho (mo se pode falar em associao criminosa) Captulo 3 Consideraes Penais Teorias sobre a prostituio (abolucionista e ...) Como est hoje, como pode ficar com a reforma. A tolerncia dos poderes constitudos e a corrupo. Qual bem est sendo protegido = A moralidade sexual pblica. Uma escolha no pode representar uma ofensa a liberdade sexual alheia. Como fica o filme porn nesse enquadramento atual? A situao marginal amplia a criminalidade, expe oo OS a outras situaes de risco (trfico, drogas, roubos, estupros...)