Nível Área de competência chave UFCD Conteúdo Tema

B3 Linguagem e Comunicação LC3C - Produzir textos informativos, reflexivos e persuasivos Expressão escrita Conectores/articuladores de discurso Estabelecer uma lista de conectores/articuladores discursivos e respectivos sentidos lógicos. Aplicar em contexto os conectores/articuladores discursivos.

Objectivos específicos

Pré-requisitos: Utilizar correctamente o código escrito de modo coeso e coerente. Espaço e materiais: Sala de aula; ficha de trabalho; quadro das conjunções e locuções conjuncionais coordenativas e subordinativas; quadro dos conectores/articuladores de discurso.

CONTEÚDOS/MÉTODOS/MATERIAIS Estabelecimento de um quadro-guia dos conectores/articuladores de Introdução discurso. Desenvol- Construção de texto a partir de um conjunto de conectores/articuladores de discurso. vimento Correcção dos exercícios. Avaliação Conceitoschave Articulador discursivo; coesão; coerência; frase simples; frase complexa.

FASES

TEMPO 10 30 20

Sumário da aula: O uso dos articuladores/conectores do discurso.

Autor: José Carreiro

1

concluindo.. não é que. enfim. dar ideias semelhantes completar frases concessão (considerar. admitindo.. Por vezes. como. é claro. sobre. do qual.. por causa de. se.. um conector pode ter mais do que um significado. Os conectores discursivos são palavras ou expressões que sequencializam as ideias e estabelecem relações entre elas. do mesmo modo. longe de..Nível Área de competência chave UFCD Conteúdo Tema B3 Linguagem e Comunicação LC3C . finalmente. após… talvez. dado que... qual. em seguida. primeiro. em conclusão. ora… ora.. num primeiro momento. cujo. como vimos. no meio. em primeiro lugar. assim como. efectivamente. é indubitável que… notemos bem que. tal como. bem como. depois. ou até... a menos que. não só… mas também… Conectores de discurso ou. antes de mais… já com respeito a. evitar equívocos espaço evitar a repetição de nomes ou expressões Autor: José Carreiro e. como ainda. portanto. por tudo isto. já que. onde. a seguir.Produzir textos informativos. além disso.. o lugar onde. 2 . supondo. ao lado. aqui pertinho… que. resumindo. é provável. visto que. consequentemente. ou… ou… porque.. é evidente. por mais que. possivelmente. não sei bem. ainda que.. com efeito. tal). para começar.. directo ou sujeito) embora. segundo… que (serve de c. seguidamente.. que (precedido de tão. ou seja. logo. de tal modo que. à esquerda. veja bem que.. reflexivos e persuasivos Expressão escrita Articuladores/conectores do discurso FICHA DE TRABALHO Leitura para informação e estudo As frases podem ser ligadas através de conectores do discurso. lá ao longe. em que.. salvo se. na continuação. desde que. seja… eja. naquele lugar. pode exercer mais do que um sentido lógico conforme o contexto em que se insere. quanto a… como. de modo que. nem. reparemos. Situação/sentido lógico adição alternativa causa certeza chamar a atenção começar iniciar um outro assunto comparação. pois. admitir argumentos diferentes das conclusões pretendidas) concluir condição ou hipótese consequência continuar dúvida enfatizar esclarecer. quem.. de forma que. por pouco que. a não ser que.. tanto..

sobretudo.. porém. Designavam-se por locuções explicativas: ou seja. logo. pelo contrário. definidas como o elemento que introduz uma oração que exprime a condição ou a consequência relativamente àquilo que é expresso na outra oração coordenada. tanto. ou antes. porquanto.. é evidente que. antes de. com o objectivo de. todavia.. condição.. no entanto. ou melhor. neste caso. assim. sem dúvida. contudo. quando. mas também. não obstante. em seguida. Na gramática tradicional designavam-se por conjunções explicativas: pois. por vezes. sendo assim.seja. ao mesmo tempo que. além disso. desde há longo tempo que… CONJUNÇÕES E LOCUÇÕES COORDENATIVAS CLASSIFICAÇÃO Copulativas (indicam adição. assim.. que (= mas) ou ora. atenuar. ou seja. e LOCUÇÕES não só. que (=pois). após... de forma a.. entretanto. pelo menos. de facto quando. consequência) CONJUNÇÕES e. na verdade.. aqui se apresenta. parece-me que.. de outro modo.ou. restringir ideias provar reforçar ideias resumir tempo por exemplo. bem como no entanto. por esta razão. apesar de. sequencialização temporal) Adversativas (indicam contraste. enquanto que. estou em crer que. por outro lado.. isto é. ressalve-se. a fim de que. a saber. na verdade. seja. quanto a mim. seguidamente. importa salientar. apesar disso.já portanto. por exemplo. antes que. como se pode ver em. oposição) Disjuntivas (indicam distinção ou alternativa) Conclusivas1 (exprimem conclusão.quer. fim) opinião oposição. de outra sorte. por isso A TLEBS integra as tradicionalmente designadas conjunções coordenativas explicativas no conjunto das conclusivas. como já foi dito. com o intuito de. quer. como (também). 1 Autor: José Carreiro 3 .ora. para.. penso que. que (=e) nem (=e não) nem… nem mas.. em resumo. ou. a fim de. isto é... quer dizer. até que.. mesmo assim. depois que.. todavia...exemplificar explicar finalidade (apresentar intenção. de modo a.ou por conseguinte por consequência pelo que.. objectivo. na minha opinião.. efectivamente. já… com efeito. como.. isto é. pois. aliás. ainda assim. contudo. a meu ver. deste modo. por outras palavras.. porém. ao passo que seja. para que..... tome-se como exemplo.. já. acho. não só. em nosso entender… mas.

por isso que estava feliz. à medida que... mesmo que.. uma vez que.. efeito) Concessivas (apresentam facto contrário à acção principal.) Temporais (indicam tempo) Causais (indicam a causa ou o motivo) Finais (designam o fim. logo que. mesmo se. pois. mas incapaz de impedi-la) Completivas (ou integrantes) (que integram ou completam) que embora conquanto que (= ainda que) malgrado (+ inf.. de maneira que ainda que. no caso que. ao passo que.assim. sem que.assim. que (= porque). primeiro que. assim que. (= O João foi à praia. salvo se. dado que. posto que. de sorte que. como (= porque)... a fim de (+ inf. depois de (+ inf) visto que. mal. a menos que. tanto. assim também. consoante. tão/tanto.). já que..) a não ser que.CONJUNÇÕES E LOCUÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO CONJUNÇÕES quando. apenas. se não... apesar de que. como. dado que.como.assim. depois que. como se. tão. por menos que. Exemplo: O João foi à praia. na condição de.assim. a finalidade) Condicionais (exprimem uma condição) se caso que como segundo conforme qual (antecedida de tal) quanto (antecedida de tanto) Comparativas (estabelecem uma comparação) Consecutivas (exprimem consequência. sempre que. tanto que. assim como. todas as vezes que. resultado. pois que. que nem. porquanto. (se) bem que. visto (+ inf. dado (+ inf) que (=para que) LOCUÇÕES agora que.assim. conforme.) que. de modo a que. que (=desde que) porque. 2 3 Autor: José Carreiro 4 . excepto se como.). do que (depois de mais /menos/ maior/ menor/ melhor/ pior) que (precedido de tal. até que. tamanho – indicadores de intensidade) de modo que. bem como. é por isso que estava feliz) – ter ido à praia é a causa de estar feliz. cada vez que. de maneira a que. para que. desde que.. enquanto2.. por isso que3 a fim de que. se A conjunção enquanto pode também ter um valor contrastivo: O Luís é trabalhador. não obstante (+ inf. enquanto [= mas] o irmão é preguiçoso. desde que. contanto que. assim como. de maneira que. antes de (+ inf. por que. segundo.. por mais que.. antes que. nem que.

DISJUNÇÃO (ALTERNATIVA): A Maria vai às compras ou encontra a Ana. todavia. O homem sentia-se muito humilhado. (VISTO) Exercício 2 A partir destas duas frases simples. Exercício 4 Construa frases complexas recorrendo a articuladores de tipo consecutivo. (DADO) A chuva é abençoada. a chuva vem lavar a terra do sangue derramado. você deve construir frases complexas.Aplicação Exercício 1 Transforme as frases dadas. Os animais sentem-se apavorados. no entanto. A Maria encontra a Ana. recupera-as. As touradas são uma prática bárbara. estes eram ofertados com as danças que aqueles lhes dedicavam. O homem preferia morrer. Autor: José Carreiro 5 . A má qualidade dos programas televisivos é uma realidade. (DADO QUE) Dado o fim da guerra. O tempo apaga as recordações. a memória. o índice de audiências aumenta assustadoramente. dado que acreditava na sabedoria da Natureza. (COMO) Dado os indígenas acreditarem que a chuva era uma dádiva dos deuses. TEMPO: CONDIÇÃO: CONCESSÃO: OPOSIÇÃO: CONCLUSÃO: ADIÇÃO: Exercício 3 Reescreva as frases. Elas conseguem criar empatia com adultos sensíveis. O ambiente encontra-se degradado. visto que a terra tem grande urgência da sua visita. As crianças são bem especiais. substituindo o articulador sublinhado pelo indicado entre parêntesis. Tia Maria não temia a chuva. substituindo o articulador adversativo por um outro de lógica concessiva. contudo. (UMA VEZ QUE) Visto que se anunciava um novo tempo. A Maria vai às compras. O furor nas touradas é enorme. Se necessário pode-se alterar as formas verbais e a ordem das palavras. há sempre público ávido de sangue na arena. Tia Maria achava que o patrão devia usar fato. estabelecendo entre as duas orações as relações a seguir indicadas. mas ninguém se preocupa com o facto.

É preferível conviver com as crianças.Os adultos são muito complicados. Autor: José Carreiro 6 .

Exercício 3 Reescrição das frases. Apesar da má qualidade dos programas televisivos ser uma realidade. a chuva vem lavar a terra do sangue derramado. Visto se anunciar um novo tempo. o índice de audiências aumenta assustadoramente. Os adultos são tão complicados que é preferível conviver com as crianças. Tia Maria não temia a chuva dado acreditar na sabedoria da Natureza.Produzir textos informativos. O homem sentia-se de tal modo humilhado que preferia morrer. condição: Se a Maria for às compras encontrará a Ana. O furor nas touradas é tanto que os animais se sentem apavorados. Tia Maria achava que o patrão devia usar fato. estes eram ofertados com as danças que aqueles lhes dedicavam. conclusão: A Maria vai às compras. concessão: Apesar da Maria ter ido às compras não encontrou a Ana. a memória recupera-as. Dado que os indígenas acreditavam que a chuva era uma dádiva dos deuses. há sempre público ávido de sangue na arena. esta é abençoada. Mesmo que as touradas sejam uma prática bárbara. mas não encontra a Ana. encontra a Ana. Autor: José Carreiro 7 . Como a terra tem grande urgência da visita da chuva. Uma vez que é (chegou) o fim da guerra. logo encontrará a Ana. Embora o ambiente se encontre degradado. ninguém se preocupa com o facto. substituindo o articulador sublinhado por outro indicado. Ainda que o tempo apague as recordações. Exercício 4 Construção de frases complexas recorrendo a articuladores de tipo consecutivo. oposição: A Maria vai às compras.Nível Área de competência chave UFCD Conteúdo Tema B3 Linguagem e Comunicação LC3C . Exercício 2 Ligação de duas orações com as relações de: tempo: Quando a Maria vai às compras. substituindo o articulador adversativo por um outro de lógica concessiva. As crianças são tão especiais que conseguem criar empatia com adultos sensíveis. adição: A Maria vai às compras e encontra a Ana. reflexivos e persuasivos Expressão escrita Articuladores/conectores do discurso FICHA DE TRABALHO CRITÉRIOS DE CORRECÇÃO Exercício 1 Transformação de frases.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful