You are on page 1of 16

Atualização das Nrs 2012

publicando novas ementas de infrações a dispositivos de NRs que foram atualizadas recentemente (NRs 12. 18 e 31). 15. .ATUALIZAÇÃO NR-28: O CUSTO FISCAL DE NRs COMO FERRAMENTA DE GESTÃO  O Ministério do Trabalho ATUALIZOU a NR-28 em 10/01/2012.

sociedades de economia mista. por estabelecimento. o grau de infração é 4: 5. 3 e 4. Essas ementas são utilizadas durante a lavratura de autos de infração por parte dos auditores fiscais quando surpreendem irregularidades. 205. Essa ementa é uma espécie de “cpf” da infração e indica ainda um grau da infração. instituições beneficentes. e mantê-la em regular funcionamento as empresas privadas. que pode ser 1.2 DA CONSTITUIÇÃO Devem constituir CIPA.001-3 / I4 .  O QUE SÃO EMENTAS DE NRs As ementas das NRs constituem um código ao lado do enunciado de uma regra da NR. bem como outras instituições que admitam trabalhadores como empregados. associações recreativas. Veja abaixo. cooperativas. Neste exemplo. 2. públicas. um exemplo de ementa relacionada à não organização da CIPA I4). órgãos da administração direta e indireta.

no valor da UFIR (da Receita Federal). 18 e 31 o Ministério do Trabalho teve que publicar as novas ementas dos novos regulamentos. a fim de que os Auditores Fiscais possam se basear para lavrar autos de infração pelo descumprimento dessas novas regras. Pode ser complicado entender tudo isso. Com a recente atualização das NRs 12. dá pra entender melhor. mas se vc ver um exemplo de cálculo automático. . no tipo de infração (se Segurança ou Saúde) e no Grau de Infração (da ementa). O cálculo do custo fiscal é feito com base no número de empregados da empresa. Para o pessoal do SESMT e do Setor Financeiro das empresas é importante também saber esse custo potencial.

Nr 20.Inflamáveis   A nova NR-20. incorporou um upgrade completo. na ausência ou omissão destas. normas técnicas nacionais e. . transferência. Em primeiro lugar a necessidade da elaboração de um Projeto de Instalações e ainda que as instalações para extração. produção. saúde e meio ambiente que impactem sobre a integridade física dos trabalhadores previstos nas Normas Regulamentadoras. como tem ocorrido com outras Nrs. aproximando esta nova NR da mesma abordagem que tem orientado outras que foram atualizadas e publicadas no ano passado. bem como nas demais regulamentações pertinentes em vigor. manuseio e manipulação de inflamáveis e líquidos combustíveis devem ser projetadas considerando os aspectos de segurança. convenções e acordos coletivos. armazenamento. Isto significa a adoção de alguns princípios. Devem ser observadas ainda. nas normas internacionais.

nas etapas de projeto. construção. a nova NR-20. montagem. inspeção e desativação da instalação. nas etapas de projeto. inspeção e desativação da instalação. manutenção. operação. Intermediário e Avançado) dependendo do tipo de Classe e de atividade que vão desenvolver. manuseio e manipulação de inflamáveis. incêndios ou explosões. Segundo a nova redação. construção. . transferência. reduzindo assim a burocracia e o número de exigências. A nova NR consolida a noção de classes para o tipo de atividade com inflamáveis e combustíveis. operação. assim como na nova NR-12. havendo regras para cada Classe. produção.      Além disso. o projeto deve prever a adoção de mecanismos de controle para interromper e/ou reduzir uma possível cadeia de eventos decorrentes de vazamentos. manutenção. armazenamento. inclui o princípio similar à falha segura. montagem. transferência e manuseio de líquidos combustíveis. (Básico. produção. b) extração. obrigando à existência de mecanismos que interrompam uma cadeia de eventos de risco. incluindo Análise Preliminar de Risco. armazenamento. Aqui. Essas medidas incluem a utilização de metodologias de análise de riscos para a identificação da necessidade de adoção de medidas de proteção complementares. Os trabalhadores deverão ser submetidos a treinamento variável. Um aspecto positivo dessa nova NR é que não foram criados PPRA ou CIPA específicos. a NR-20 estabelece requisitos mínimos para a gestão da segurança e saúde no trabalho contra os fatores de risco de acidentes provenientes das atividades de: a) extração.

c) Plano de Inspeção e Manutenção. nos locais sujeitos à atividade de trabalhadores.       DOCUMENTOS O empregador deve elaborar Plano que contemple a prevenção e controle de vazamentos. mais um documento de notificaçao além da CAT. com o objetivo de acompanhar a implantação da nova regulamentação. b) Procedimentos Operacionais. aprova a criação da Comissão Nacional Tripartite Temática. e) Plano de prevenção e controle de vazamentos. ainda. a identificação das fontes de emissões fugitivas. f) Certificados de capacitação dos trabalhadores. nova NR-20 traz um Glossário com expressões técnicas mais utilizadas na atividade. d) Análise de Riscos. A CNTT avaliará os prazos consignados após 12 meses da publicação desta nova NR podendo propor ajustes. comunicar ao órgão regional do Ministério do Trabalho e Emprego e ao sindicato da categoria profissional predominante no estabelecimento a ocorrência de vazamento. Deve. derramamentos. Ou seja. g) Análise de Acidentes. . COMISSÃO TRIPARTITE O artigo 2º da NR 20. h) Plano de Resposta a Emergências. incêndio ou explosão envolvendo inflamáveis e líquidos combustíveis que tenha como consequência ferimento ou morte do trabalhador. incêndios e explosões e identificação das fontes de emissões fugitivas. derramamentos. Outro documento exigido é o Prontuário da Instalação contendo: a) Projeto da Instalação. incêndios e explosões e. No final.

Trabalho em altura .NR 35.

. Daí a necessidade de circunstâncias e responsabilidades específicas. o que representa um risco nesse tipo de trabalho.Industria Naval  A alteração consistiu em um acréscimo ao texto anterior da NR e refere-se à execução de trabalho em altura sob determinadas velocidades do vento e utilizando cordas.NR 34.

.

e em outros ampliaramse algumas exigências. O novo texto prevê dimensões mínimas. agora exige-se um local adequado para as refeições para no mínimo 30 empregados. não havia exigência para a metragem de equipamentos sanitários e nem da proporção e número de vestiários. mantendo-se a separação de sanitários por gênero e obrigatoriedade de fornecimento de papel higiênico. no texto anterior. REFEIÇÕES Em relação a local para refeições. inclusive vestiários para empresas com até 10 trabalhadores. Observa-se que as regras tornaram-se em alguns itens mais resumidas e sem muitos detalhes técnicos. passa a ser exigido a utilização de aventais e gorros pelos funcionários. anteriormente exigia-se um Refeitório para no mínimo 300 trabalhadores. inclusive fornecimento de água potável. Em relação a COZINHA. .NR-24 (CONDIÇÕES SANITÁRIAS DE CONFORTO NOS LOCAIS DE TRABALHO)       A maior novidade no texto da nova NR-24 é o acréscimo de novas exigências ao texto anterior. principalmente em relação a uniformes e vestimentas que devem ser diferenciadas dos EPIs (NR-6). Vamos fazer algumas comparações. Por exemplo.

não sendo ambas consideradas como EPI. fazendo-se uma diferenciação entre Uniforme (destinada à padronização visual) e a Vestimenta (a ser usada por exigência do tipo de trabalho). Algumas exigências do texto anterior foram suprimidas. Foi deletado tambem o item relacionado à exigência de tratamento adequado de resíduos. inclusive a proibição para a permanência de pessoas acometidas de doenças infecto-contagiosas.   As regras para ALOJAMENTOS tornaram-se tambem mais simples e foram retirados vários itens com detalhamento de dimensões. Aparece um novo item exclusivo para a ÁGUA POTÁVEL. a exigência de que a limpeza dos locais de trabalho fosse feita fora do horário do expediente. não sendo necessária uma exigência que deve ser responsabilidade do médico que elabora o ASO. foi acrescentado o item relacionado a Uniformes e Vestimentas de Trabalho. que no texto anterior aparecia nas Disposições Gerais. a saúde dos empregados deve ser avaliada no exame admissional. De fato. No final. . previamente à entrada do trabalhador no seu local de trabalho. como por exemplo.

ATUALIZAÇÃO NR-33 EM 30/08/12: CAPACITAÇÃO PARA TRABALHO EM ESPAÇOS CONFINADOS .

ou “LT”. será necessário considerar várias “limitações conceituais intrínsecas“: . Dentro do conceito de VRO. ou “VRO”. o LT e o VRO? Enquanto o LT constituía um valor bem definido. o VRO aparece como apenas um dos parâmetros para se avaliar o risco. a nova NR-15 introduz o conceito de Valores de Referência de Exposição Ocupacional.NR 15     PARÂMETROS E RISCOS Se na versão anterior o foco da NR era a caracterização do Limite de Tolerância. E quais as diferenças entre esses dois conceitos.

 E quais seriam essas limitações? observe o que diz o glossário da nova NR-15 indicando essas restrições (veja a partir do item “b”): .

garante-se aos representantes dos trabalhadores o acompanhamento das medidas adotadas no controle dos riscos. sendo essa a tendência geral nas normas internacionais. abrangendo as responsabilidades nessa área. E em termos de participação. a nova NR traz alguns avanços: exigência de que o controle de riscos seja realizado ainda na fase de projeto e sempre que ocorrerem modificações nas instalações ou atividades. Veja abaixo essas inovações: . RESPONSABILIDADES  Por outro lado. mesmo na fase de projeto. introduz-se a solidariedade entre contratantes e contratados quando ao cumprimento da nova NR. Além disso.