You are on page 1of 5

Ásia

A cultura Asiática é o agregado da herança de muitas nacionalidades, sociedades, religiões e grupos étnicos na região. Para entender o conceito de morte em um continente tão multifacetado e diversificado faz-se necessário a compreensão de que as diversas religiões e culturas estabelecidas através de suas crenças e rituais, têm suas definições distintas em varias significações e ainda semelhanças em outros aspectos na relação da vida e da morte. A Ásia abriga as grandes religiões da humanidade, tendo sido berço de quase todas elas, pelos quais 22% dos asiáticos professam o hinduísmo e 9,1% o budismo, e além dessas religiões também são praticados o cristianismo; Católico, Ortodoxo e Protestante. A religião chinesa do confucionismo e o xintoísmo japonês são também relevantes e praticados por parcela da população. Outra religião bastante difundida na Ásia e com maior numero absoluto de pessoas, sobretudo no oriente médio e Índia é o islamismo, e, por fim, restingindose a Israel, encontra-se a religião do judaica. Visto a grandeza territorial do continente asiático e sua diversidade cultural no que diz respeito a ritos e símbolos, é necessário maior entendimento individual das diferentes religiões e crenças que regem as concepções e a especificidade de cada uma delas na hora de entender a morte.

Hinduísmo - Índia, Nepal, Bangladesh, Sri Lanka, Paquistão, Malásia, Singapura, Fiji,
Guiana.

Para os hinduístas, a alma se liga a este mundo por meio de pensamentos, palavras e atitudes. Quando o corpo morre ocorre a transmigração. A alma passa para o corpo de outra pessoa ou para um animal, a depender das nossas ações, pois a toda ação corresponde uma reação - Lei do Carma. Enquanto não atingimos a libertação final chama de moksha -, passamos continuamente por mortes e renascimentos. Este ciclo é denominado Roda de Samsara, da qual só saímos após atingirmos a Iluminação. No hinduísmo, a alma pode habitar 14 níveis planetários distintos (chamados Bhuvanas) dentro da existência material, de acordo com seu nível de consciência. Quando se liberta, a alma retorna ao verdadeiro lar, um mundo onde inexistem nascimentos e mortes. Os hindus possuem crenças distintas, mas todas são baseadas na idéia de que a vida na Terra é parte de um ciclo eterno de nascimentos, mortes e renascimentos. Ritual Fúnebre O hinduísmo ensina que o corpo é formado por cinco elementos: Fogo, água, ar, terra e éter. Ensina-se também que quando uma pessoa morrer, por se ter apagado um dos ditos elementos, o Senhor Agni, Deus do Fogo, virá para purificar o cadáver e libertar a alma, que assim pode seguir o seu caminho. Nas cidades, sobretudo, a modernidade está a levar ao abandono de algumas destas práticas, com as famílias a preferir os crematórios, mas na província as cremações públicas e ao ar livre são ainda a norma.

Paquistão. a mulher não pode sair de casa. córregos de mel e outras belezas jamais vistas pelo homem. para onde vão os pecadores que não se arrependeram. do inferno. Líbano. onde as pessoas são castigadas permanentemente. Japão. quando a mulher perde o marido e está no começo de uma gravidez.e enrolado em três panos brancos. A cremação do corpo não é permitida pelas leis islâmicas. Em seguida. Síria. bem como algumas igrejas protestantes. livro sagrado. o tempo de luto é de 4 meses e 10 dias. O caixão é carregado para o túmulo. Qatar. Depois. as pessoas serão julgadas e uma nova vida e começará depois da avaliação divina. seja no céu ou no inferno. a alma fica aguardando o dia da ressurreição (juízo final) para ser julgado pelo criador. No entanto. Jordânia. Iraque. Para o islamismo. a morte é uma passagem. a não ser em caso de emergência. As visões sobre o que acontece após a morte dentro do Cristianismo variam entre as denominações. Kuwait. Abrão.Arábia Saudita. os cinco principais: Noé. a maior parte das denominações acredita que os mortos serão ressuscitados no Juízo Final. O buraco é tampado com pedras e só depois de totalmente fechado a terra é jogada sobre a tampa. Quando a pessoa morre. Ao morrer. Iraque. o . No Alcorão. O inferno está reservado para as almas 'desobedientes'. Bangladesh. ela deve se despedir passando debaixo do caixão.Índia. quando a mulher perde o marido. Malásia. Dentro do Protestantismo. numa celebração que dura cerca de duas horas. quando então serão julgados. e do purgatório. o corpo do morto é lavado pelos familiares -sempre do mesmo sexo . sendo que os pecadores serão definitivamente mortos e os justos viverão junto a Cristo na imortalidade.Islãmismo . O sheik faz as orações para a alma da pessoa. onde o corpo será colocado sem o caixão em que foi transportado. Coreia do Sul. China. Turcomenistão. para mostrar aos presentes que espera uma criança. Ritual Fúnebre De acordo com as leis islâmicas. Para o paraíso. A Igreja Católica considera a existência do Céu. Cristianismo . Kazaquistão. é colocado num caixão para que os parentes mais próximos se despeçam dele. o corpo é levado à mesquita do cemitério islâmico e a partir deste momento apenas os homens participam da cerimônia. Para os católicos. Omam. Emirados Árabes Unidos. As igrejas orientais. Azerbaijão. Uzbequistão e Iêmem. vão as almas que obedeceram e seguiram a mensagem de Alah e as tradições dos profetas (entre eles. No Alcorão. Na ocasião. Moisés. consideram a existência apenas do céu e do inferno. Kirguistão. composto por quatro paredes de pedra. Os seguidores do catolicismo acreditam que a morte é o batismo definitivo. Esta vida seria então uma preparação para outra existência. começa o primeiro dia da eternidade. Territórios Palestinos. O luto pela pessoa morta dura três dias. que é um estágio de purificação para os pecadores que morreram em estado de Graça. o paraíso é descrito como um lugar com rios de leite. Pela tradição muçulmana. para onde vão os justos. que foram desviadas por Satanás. Jesus filho de Maria e Mohammed). Indonésia. ele é descrito como um lugar preto com fogo ardente. Banherin.

Para libertarse do carma e alcançar a iluminação ou o Nirvana. O Budismo prega o renascimento ou reencarnação. todo ser humano é iluminado. Em qualquer um destes estágios as pessoas estão sujeitas a transformações. Ritual Fúnebre Os católicos velam os corpos do mortos e. o espírito volta em outros corpos. Nesse ritual. Um deles é o powa (transferência de consciência). A reencarnação não é aceita. Os monges oram para que as pessoas atinjam a Terra Pura . O ciclo de mortes e renascimentos permanece até que o espírito liberte-se do carma (ações que deixam marcas e que estabelece uma lei de causas e efeitos). a pessoa pode renascer em seis mundos distintos: reinos celestiais. Após a morte. após a morte. quando toda prece feita com intenção de ajudar o morto é válida e traz benefícios. colocadas ao lado do caixão. de acordo com a sua própria conduta. espíritos insaciáveis e reinos infernais. sede de viver e o apego às coisas materiais deve ser abolido da mente dos homens.lugar de paz. ora feliz e angelical. simbolizam a luz do Cristo ressuscitado.Índia. ou 49 dias. A depender do seu carma. o transmigrar incessante de um mundo a outro. ou seja. embora não tenha consciência disso. China. tranqüilidade e sabedoria iluminada . existem 49 etapas. e as flores são a "primavera da vida que floresce na eternidade". além disso. No Japão usam-se flores dentro do caixão. reinos animais. De acordo com o Livro Tibetano da Morte. ocorrem celebrações em memória do morto no sétimo dia. como o Pai Nosso e a Ave Maria. um vaso com flores. há a celebração da passagem do morto à luz do mistério da morte. além das orações populares que costumam ser feitas durante o velório católico. a doutrina budista ensina a evitar o mal. Coréia e Japão. O leigo deve praticar três virtudes: fé. subindo ou descendo na escala dos seres vivos (homens ou animais). praticar o bem e purificar o pensamento.caminho para a vida eterna. brigando e reclamando. velas e incenso são colocados sobre uma mesa para que nada falte ao morto. No momento do enterro. O corpo pode ser enterrado ou cremado. Depois de enterrado. Para eles. No entanto. e. Evitam o choro e o desespero para que a mente da pessoa permaneça positiva. a família guarda até 49 dias de luto como sinal de respeito.ou renasçam em níveis superiores. corpo e alma são uma só coisa. reinos humanos. ora sofrendo terríveis torturas. Estes determinam a Roda de Samsara. como no Japão. cujo objetivo é pedir o acolhimento do corpo pela terra. espíritos guerreiros. por meio de orações e da benção do corpo. Desapegados das coisas materiais e não se . Para isso. Os budistas têm vários rituais funerários. Para eles. o ciclo ignorância. Budismo . tradicionalmente. um faz uma celebração para encomendar a vida da pessoa às mãos de Deus. água. As velas.Há apenas preces e dedicação dos pensamentos positivos à pessoa que morreu. Ritual Fúnebre Diante da morte. uma tigela com arroz cozido. Sri Lanka e Sudeste Asiático. nos lugares mais tradicionais. os budistas procuram manter o equilíbrio e ajudar os amigos ou parentes que estejam morrendo. no primeiro mês e no primeiro ano. moral e benevolência. há a "benção do túmulo".

Ritual Fúnebre Os funerais chineses alcançam o status da comunidade e são compostos de ritos simbolicamente muito bem construídos. Após a morte existe uma alma que segue seu caminho. Enquanto a reencarnação representa o retorno da alma para um novo corpo. as pessoas costumam queimar dinheiro. o corpo é envolvido em panos brancos e . acima de tudo. Algumas correntes acreditam na reencarnação. O período de luto chinês tem a duração de 49 dias e neste espaço de tempo. Apesar de acreditar que a alma seja eterna. através de cânticos. altar doméstico ou devolvidas à natureza. no qual o corpo é lavado pelo chevra kadisha (grupo sagrado). carpideiras são contratadas para ratificar e demonstrar a tristeza da família. superiores ou inferiores. e cantores taoístas são contratados para. e nem mesmo se existe de fato. para este processo já que o renascimento pode se dar no reino humano. abençoar a família. que visam. aniversários ou quaisquer comemorações. embalar a alma para o paraíso e evitar que esta se encaminhe ao inferno. Os judeus não permitem que seus mortos passem por autópsia. Durante um velório. os judeus sentem a dor da perda e acreditam que ela deve ser expressa de várias maneiras. Ritual Fúnebre Quando um judeu morre. O conceito de imortalidade da alma na cultura chinesa determina muitos dos rituais fúnebres encontrados. Os chineses acreditam que é a localização da sepultura que determinará o destino e o bem-estar dos descendentes do morto. a ressurreição é definida como o retorno da alma ao corpo original. Depois de lavado. mas não oferece um retrato claro da vida após a morte. portanto não são contra cremação. a lei permite à pessoa que vai morrer pôr a sua casa em ordem. mas também em outros. As cinzas poderão ser depositadas em um templo. enviar mensagem aos que lhe parecem importantes e fazer as pazes com Deus. usamos o termo transmigração. Para os judeus. Os membros da família devem vestir panos.Japão A morte é um processo natural de transição entre o fim desta vida e uma nova etapa da existência. vinhos. casas de papel e bens materiais para assegurarem que a riqueza da alma. galinhas. frutas e pães são ofertados ao morto a fim de evitar-lhe a fome. Ao invés de reencarnação. o bem-estar da alma do morto e de seus descendentes que continuam vivos. e esta deve ser repetida consecutivamente de sete em sete dias por sete vezes. O judaísmo é uma religião que permite múltiplas interpretações. são proibidos casamentos. há um ritual chamado de tahará (purificação). Judaísmo O judaísmo crê na sobrevivência da alma. renascendo em uma nova condição. outras na ressurreição dos mortos. listras ou faixas pretas nos braços para demonstrar tristeza e uma cerimônia é elaborada sete dias depois do funeral. Taoísmo . comidas como arroz.preocupam muito com o cadáver. A confissão “in extremis” é considerada importante elemento na transição para o outro mundo.

Junto do corpo. Durante este período. todos os amigos e familiares visitam a família que está de luto e conversam sobre a pessoa que morreu. Os parentes mais próximos rasgam um pedaço da roupa para mostrar o luto. Por isso. os homens não fazem a barba e os cabelos também não podem ser cortados. Não há cuidado com o corpo porque a preocupação é voltada apenas à parte espiritual. A primeira delas dura uma semana. Na primeira etapa. mas a pessoa sempre é lembrada na data de morte por todos os anos seguintes. .o caixão é fechado para que ninguém mais o toque. As leis judaicas não permitem que o corpo seja cremado. A roupa rasgada usada no enterro não é trocada durante a primeira semana. O enterro deve ocorrer o mais rápido possível. que acaba depois de 30 dias. O luto termina no primeiro aniversário de morte. os parentes mais próximos não saem de casa nem para trabalhar. que tem três etapas. Até o final da segunda etapa do luto. todos os espelhos da casa são cobertos. familiares e amigos rezam salmos e partes da Torá (livro sagrado dos judeus).