You are on page 1of 22

SUPLEMENTO

SIENA

Caro Cliente,
Este suplemento visa familiarizá-lo com as versões equipadas com motor 1.4 mpi 8V do tipo “TETRAFUEL”, isto é, que pode funcionar com quatro tipos distintos de combustível, gasolina sem adição de álcool (disponível em alguns mercados), gasolina com adição de álcool (disponível no Brasil), álcool combustível ou gás natural veicular (GNV). A versão Tetrafuel possui inúmeras vantagens, dentre elas, uma nova central única com interface para o sistema GNV, além da eletroválvula de segurança. Outra vantagem desta versão são os componentes do motor que foram preparados com tratamentos e revestimentos resistentes para o funcionamento com GNV. A carroceria também sofreu alterações. Recebeu reforço estrutural para receber os suportes e cilindros de GNV, além da suspensão com molas específicas que mantém as condições estáticas e dinâmicas do veículo. Para obter melhor proveito de seu novo veículo, leia e siga corretamente as recomendações indicadas neste suplemento. Para os demais assuntos referentes ao veículo, valem as informações do respectivo Manual de Uso e Manutenção. Leia-o atentamente antes de dar partida. Atenciosamente,

Fiat Automóveis S.A. 1

.

............................................................................................................................................... 16 RUÍDOS VEICULARES ............................................................................................................... 6 QUADRO DE INSTRUMENTOS ............................................ 4 SEGURANÇA PASSIVA ............................................................................ÍNDICE INTRODUÇÃO .......................................... 17 MOTOR ................................ 16 DESEMPENHO .......... 20 CAPACIDADES........................................................................................ 18 PESOS ................................. 12 NO POSTO DE ABASTECIMENTO ............................................ 15 MANUTENÇÃO ............ 4 O QUE É GNV? ............................................................................................................................................................................................................. 5 COMPONENTES DO SISTEMA GNV .................................................... 13 CUIDADOS ESPECIAIS ............ 4 SEGURANÇA ATIVA ............................................................................................................................... 12 FUNCIONAMENTO DO SISTEMA TETRAFUEL .............................................................................. 14 INSPEÇÕES DO SISTEMA.................................... 20 3 .......................................... 9 PARTIDA ............................................................ 19 CAPACIDADE DO PORTA-MALAS .... 16 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO............................................................................................................................................................

segurança e conforto para os ocupantes do veículo. O QUE É GNV? O GNV (abreviatura de Gás Natural Veicular) é uma mistura de hidrocarbonetos leves (que possui um baixo número de moléculas de carbono) e gases inertes com predominância do gás metano . o posicionamento e as fixações dos cilindros foram projetados para superar as provas de colisões segundo os padrões de segurança. se caracteriza por funcionar com quatro tipos distintos de alimentação de combustível. 4 . os componentes e acessórios do sistema foram testados contra vazamentos. As tubulações. graças à ausência de impurezas e resíduos da combustão. são estes: 1) Gasolina sem adição de álcool (disponível em alguns mercados). O gás natural veicular usado como combustível para automóveis é comprimido e armazenado em cilindros especiais de aço a uma pressão de até 220 bar. além de ser mais seguro que qualquer outro combustível líquido. seja em terra ou no mar. não tóxico e mais leve que o ar. no combustível ecológico por excelência. Ao utilizar qualquer um dos combustíveis mencionados os sistemas eletrônicos que gerenciam a alimentação do motor se encarregam de fazer com que o funcionamento seja o melhor possível. hoje. proporcionando prazer de dirigir. e se constitui. nos poços de petróleo. É extraído do subsolo. SEGURANÇA PASSIVA As versões equipadas com sistema de alimentação Tetrafuel possuem as mesmas características de segurança passiva das outras versões. 2) Gasolina com adição de álcool (disponível no Brasil). 3) Álcool combustível. É incolor. Em particular.INTRODUÇÃO O Siena Tetrafuel. 4) Gás natural veicular (GNV).CH4. modelo que você adquiriu.

portanto. Em caso de pintura em estufa. na Rede Assistencial Fiat. que são acionadas através do interruptor inercial.O sistema de GNV è dotado de três dispositivos de segurança passiva: . 5 . já descrito no manual de uso e manutenção. os cilindros de GNV devem ser removidos do veículo e depois remontados na Rede Assistencial Fiat. Em caso de reparação de funilaria. Em caso de pintura fora de estufa. protegendo o sistema. este deve ser desmontado e remontado na Rede Assistencial Fiat. deve-se posicionar o veículo em local ventilado e despressurizar os cilindros de gás.Em caso de sobrepressão. com vazão controlada. o sistema permite o vazamento de GNV com vazão controlada para a atmosfera. Esta operação deve ser executada na Rede Assistencial Fiat. em função do aumento brusco de temperatura. Em caso de utilização de solda em áreas próximas ao sistema de gás (cilindros e tubulações).Em caso de excesso de fluxo (rompimento da tubulação) existe um dispositivo que faz com que o GNV seja liberado para a atmosfera. . em caso de avaria. em detrimento ao eventual aumento brusco de temperatura. SEGURANÇA ATIVA As versões equipadas com sistema de alimentação Tetrafuel possuem as mesmas características de segurança ativa das outras versões.Em caso de colisão. onde tem-se o posicionamento de lâmpadas/ painéis de secagem de tinta em regiões próximas ao sistema de gás (cilindros e tubulações). dirija-se unicamente à Rede Assistencial Fiat. . O sistema de alimentação Tetrafuel foi projetado e instalado segundo rígidas normas de segurança. Qualquer intervenção no sistema de GNV deve ser executada por pessoal especializado. o sistema deve ser desmontado e depois remontado na Rede Assistencial Fiat. na qual se torna necessária a utilização de solda (em quaisquer ponto da carroceria). Nunca modifique a configuração do sistema ou de qualquer de seus componentes. ocorre o bloqueio da alimentação do GNV pelas eletroválvulas instaladas no cilindro. O uso de outros componentes ou materiais pode provocar mau funcionamento e redução da segurança.

1 6 .COMPONENTES DO SISTEMA GNV 4EN0938BR 8 9 2 3 7 1 6 B C 5 A 4 fig.

VÁLVULA DE ABASTECIMENTO fig. Caso o registro seja fechado com funcionamento em GNV.Tomada de abastecimento com válvula de retenção .sua função é permitir a entrada de GNV e evitar que o mesmo escape para a atmosfera. Quando o registro está fechado. para armazenamento do gás natural veicular a uma pressão de até 220 bar. B 4EN0930BR A C fig. Só atuar no registro em casos emergenciais. faz a comutação para funcionamento com combustível líquido.Regulador de pressão 8 .Tomada de abastecimento com válvula de retenção 5 . Localizada no compartimento do motor.Eletroinjetores 4EN0931BR CILINDROS fig. 2 .LEGENDA 1 .Manômetro B . A . só depois.Tubulação de alta pressão 4 .Válvula de abastecimento A . o motor pára de funcionar e. força o sistema a operar com combustível líquido.Tubulação de baixa pressão 9 . Estão localizados no porta-malas do veículo.Sensor de pressão 6 . 3 e sistema de segurança a ela integrado que interrompe o fluxo de GNV em caso de emergência.indica a pressão de GNV.sua função é cortar o fluxo do GNV entre a válvula de abastecimento e o cilindro.Eletroválvula com registro 3 .possui uma tampa de proteção . Fecha automaticamente quando a pressão interna é maior ou igual à externa.São dois cilindros de alta pressão. 4 Tem a função de receber abastecimento do veículo com GNV nos postos de combustível.Manômetro .Eletroválvula do regulador de pressão 7 .Registro . 4EN0932BR B . compostos cada um com uma VÁLVULA REGISTRO fig. 3 fig. 2 fig.Cilindros 2 . C . 4 7 .Registro C .

6 4EN0929BR fig.fig. Eletroválvula do regulador de pressão . ELETROINJETORES . 4EN0928BR 8 fig.sua função é cortar o fluxo de GNV quando o sistema estiver desligado ou em caso de emergência. 6 Tem a função de injetar GNV no coletor de admissão do motor. 5 Sua função é reduzir a pressão que vem do cilindro e mantê-la constante independente das condições de funcionamento do motor. 1 Tem a função de conduzir o GNV do cilindro até a válvula de abas-tecimento e depois ao regulador de pressão.fig. 7 Tem a função de conduzir o GNV do regulador de pressão até os eletroinjetores. TUBULAÇÃO DE ALTA PRESSÃO 3-fig. Sensor de pressão .REGULADOR DE PRESSÃO . 5 fig. TUBULAÇÃO DE BAIXA PRESSÃO fig.sua função é medir a pressão de entrada de GNV para indicação no quadro de instrumentos e para informar à central de injeção (ECU) a ausência de GNV para que o sistema funcione com combustível líquido. 7 4EN0933BR .

ocorre automaticamente a indicação momentânea acompanhada de um beep. 8 Localiza-se no compartimento do motor no interior da caixa de fusíveis. 1 . 4EN0945BR QUADRO DE INSTRUMENTOS A indicação do nível de GNV no display ocorrerá sempre com a chave do veículo na posição MAR. 9 e 10.RELÉ DO AQUECEDOR DO REGULADOR DE PRESSÃO (T17) . 4EN0935BR rpm x rpm x F Km/h K E u F00 28 C 1020 2 F01 F06 F05 F08 F02 F04 F07 F17 F10 F22 F11 F24 F30 F16 F09 Km/h F K E u F20 28 C 1020 2 km fig. 9 . 8 fig. em três circunstancias fig. 8. 2 .Quando a chave é colocada em MAR o sistema realiza uma verificação inicial e é exibido o nível de combustível GNV momentaneamente. 10 9 4EN0936BR F03 F18 F23 F21 km F14 F19 F15 T06 T10 T07 T09 T20 T19 T05 T02 T08 T03 T14 T17 fig. 3 .fig. FUSÍVEL DE PROTEÇÃO DO AQUECEDOR DO REGULADOR DE PRESSÃO GNV (F09-20A) Localiza-se no compartimento do motor no interior da caixa de fusíveis fig.Diante da variação na quantidade de GNV nos cilindros.De forma contínua através do Trip Computer.

consumo instantâneo e consumo médio do Trip Computer. Diante da variação na quantidade de GNV nos cilindros. 10 . bem como o Trip B somente estarão disponíveis quando o sistema estiver funcionando com combustível líquido (sistema de GNV vazio ou apresentando falha).INDICAÇÃO DO NÍVEL DE COMBUSTÍVEL GNV A indicação do nível de GNV fig. 10 será informada pelo quadro de instrumentos. ocorre automaticamente. Os círculos cheios (barra gráfica) significam a quantidade de combustível nos cilindros representada na tabela a seguir. a indicação no display acompanhada de um beep. Indicação no display GNV: GNV: GNV: GNV: GNV: GNV: GNV: ●●●●● ●●●●❍ ●●●❍❍ ●●❍❍❍ ●❍❍❍❍ ❍❍❍❍❍ ––––– %GNV 100% 80% 60% 40% 20% (reserva) vazio indicação de defeito As funções de autonomia.

será visualizada no display a mensagem de “Atenção: autonomia limitada” . 12 11 . 12. 11 Quando a autonomia do combustível líquido for inferior a 50 km e o nível de GNV for inferior a 20%. Atenção: pouco 2 km 28oC Combustível 2 km 28oC Nível do gás 2 km 28oC GNV: 2 km 28oC 10:20 10:20 10:20 10:20 fig. A mensagem será acompanhada de sinal sonoro. Atenção 2 km 28oC Autonomia 2 km 28oC Limitada 2 km 28oC 10:20 10:20 10:20 fig.fig. 11. será visualizada no display a mensagem de “Atenção: pouco combustível” . A mensagem será acompanhada de sinal sonoro.fig.Quando o veículo estiver funcionando com GNV e o nível de gás for inferior a 20% no cilindro.

pois se trata do funcionamento da eletroválvula com registro. ao funcionamento com GNV. Em todos os postos existem. O veículo irá apresentar o mesmo desempenho durante a maior parte de seu funcionamento. No funcionamento a GNV os eletroinjetores de combustível líquido são desligados cortando o fornecimento para o motor. uma vez que o sistema alimenta o motor sempre à mesma pressão. No momento da partida. o sistema habilita.PARTIDA O Siena Tetrafuel está preparado para funcionar. que é prioritária no funcionamento do sistema tetrafuel. O funcionamento do veículo é constante. automaticamente. localizada junto aos cilindros de GNV. o qual é produzido pela equalização automática da pressão entre os dois cilindros. sempre que possível. como nos casos de ultrapassagens ou subidas muito íngremes. Com o combustível líquido cortado. No momento da troca de combustível. com GNV. sendo sempre semelhante ao apresentado no manual que acompanha o mesmo. o sistema GNV entra em ação fornecendo o combustível gasoso. a mudança ocorre de modo suave e confortável para os ocupantes do veículo. 12 FUNCIONAMENTO DO SISTEMA TETRAFUEL O funcionamento do veículo não deve provocar alterações no modo de conduzi-lo. Na fase de partida. o veículo foi projetado para funcionar sempre com combustível líquido a fim de manter eficientes a bomba de gasolina e os injetores. de maneira visível. o sistema de partida a frio poderá ser acionado. para evitar perda de desempenho do veículo. automaticamente. Dependendo da temperatura do motor e do combustível presente no tanque. Essa situação também é normal e irá durar somente alguns segundos. pode ser notado também um ruído momentâneo de fluxo de GNV. Esta estratégia. Essa condição é normal. O abastecimento dos cilindros de GNV deve ser feito nos postos identificados e credenciados para venda do combustível sempre pela válvula de abastecimento localizada no vão do motor. O condutor do veículo será alertado sobre o fim do combustível através de mensagens exibidas pelo quadro de instrumentos como descrito nesta publicação. o funcionamento com combustível líquido toda vez que for necessário um torque mais elevado. será desabilitada quando o combustível líquido entrar na reserva. Em alguns casos. . Na primeira desaceleração que ocorrer (aproximadamente 1500 rpm) o sistema habilita o funcionamento com GNV. Ao desacelerar. Na fase de aceleração. o sistema retorna. será percebido um rápido ruído metálico característico. as normas de segurança que devem ser cumpridas pelo estabelecimento e pelos usuários do veículo.

o sistema desabilita o funcionamento com GNV e habilita o funcionamento com combustível líquido. o sistema habilita a partida com GNV. onde o comportamento do veículo não é ideal. no máximo. dirija-se a um dos postos de abastecimento providos de bombas de GNV. Exija que o operador da bomba de GNV do posto de abastecimento conecte o fio terra da mesma no ponto especificado de aterramento do veículo fig. principalmente quando a temperatura estiver abaixo de 10°C. o sistema retorna ao GNV. o sistema inicia o processo de adaptação do combustível e o veículo passa a funcionar com o combustível líquido até a conclusão do reconhecimento do mesmo pela central de injeção (ECU). A pressão de abastecimento do sistema deve ser de. Se a pressão de GNV for superior ao valor mínimo de funcionamento e o nível de combustível líquido no tanque estiver menor que um valor mínimo para a partida. depois de concluída a adaptação. Respeite as normas de segurança do posto de abastecimento. algumas condições do sistema podem mudar seu funcionamento: Se o GNV chegar a uma pressão mínima de funcionamento. 13 13 . 4EN0944BR fig.13. Quando o nível do combustível líquido atingir a reserva. 220 bar. O sistema irá desligar automaticamente a bomba de combustível para evitar superaquecimento e para preservar a partida do veículo. Caso a pressão do GNV seja superior ao seu valor mínimo de funcionamento. Para se desfrutar de uma melhor performance do veículo. não ocorrerá a comutação para combustível líquido em condições em que o veículo necessite de maior desempenho do motor. Esta é uma situação emergencial.Durante o funcionamento do veículo.: abastecimento). NO POSTO DE ABASTECIMENTO Para reabastecer o veículo com GNV. evite deixar o combustível líquido na reserva. Se houver uma variação significativa de combustível líquido (ex.

este pode ser detectado pelo forte odor característico. Não danificar as tubulações de borracha do sistema. devido à variação de temperatura no cilindro. no porta-malas. Dê nova partida no motor. dissipa-se rapidamente na atmosfera. Isso acontece porque no momento do abastecimento. Não dirigir jato d’água para os componentes do sistema de GNV no interior do compartimento do motor. o GNV sofre um aquecimento gerando uma expansão térmica que provoca um aumento na indicação do nível de GNV. Há presença de GNV a alta pressão no circuito. O gás natural veicular. para evitar vazamento de Em caso de vazamento de GNV.A finalidade é descarregar para o solo. por ser mais leve que o ar. Em caso de suspeita de vazamento de GNV. Não deformar os tubos do sistema de GNV. 14 . desligue o motor e feche o registro de alimentação. Não mudar a posição de layout dos componentes do sistema de GNV. O GNV não é tóxico. Poderia danificá-los e causar acidentes. Após o abastecimento do veículo é normal que aconteça uma variação na indicação do nível de GNV. e com o veículo funcionando com combustível líquido. localizado junto aos cilindros. nunca em um estágio intermediário. Este procedimento poderia causar danos ao sistema. As válvulas registros dos cilindros deverão ficar completamente abertas ou completamente fechadas. a eletricidade estática do veículo antes do abastecimento. ADVERTÊNCIA: os postos de GNV de alguns países vizinhos possuem instalações de abastecimento incompatíveis com os sistemas utilizados no Brasil. dirija-se à Rede Assistencial Fiat. CUIDADOS ESPECIAIS GNV.

os mesmos devem ser submetidos a uma inspeção em um organismo credenciado pelo INMETRO. 15 . Jamais tente instalar qualquer outro tipo de cilindro. salvo em casos de suspeita de vazamentos de GNV ou acidente com presença de fogo. a válvula registro de alimentação de combustível. podendo causar ferimentos graves.Se houver acidente com presença de fogo. O usuário não deve realizar qualquer manuseio ou intervenção no sistema. de acordo com as normas vigentes. bem como colocar em risco a segurança das pessoas e do veículo. INSPEÇÕES DO SISTEMA Anualmente. pois o sistema trabalha com altas pressões. Não deixe que ninguém se aproxime do veículo. no veículo ou perto dele. Jamais tente transferir GNV do cilindro de seu veículo para outro. ambos entregues com o cilindro. que não seja especificado para o uso de GNV e para a pressão de armazenamento adequado. Esse organismo é especializado e o seu funcionamento é credenciado pelo INMETRO. O prazo para a inspeção é contado a partir da data de fabricação do cilindro. O uso e a manutenção inadequados do sistema por parte do usuário podem causar a perda da garantia. O veículo deverá ser levado à Rede Assistencial Fiat para qualquer intervenção de reparação ou manutenção do sistema de GNV. se possível. bem como no selo e no certificado de conformidade. Essa data está impressa no próprio cilindro. a cada 05 (cinco) anos. o sistema deve ser submetido à inspeção de um OIC (Organismo de Inspeção Credenciado). de acordo com as normas vigentes. Caso não consiga dominar o fogo. No que se refere aos cilindros de armazenamento de GNV. desligue o motor e feche. Risco de acidentes Todas as operações de manutenção deverão ser realizadas com a chave de ignição desligada e a válvula registro de alimentação do GNV fechada. afaste-se do veículo e informe as autoridades sobre o ocorrido.

. algumas operações específicas deverão ser realizadas no veículo. sobretudo devido à presença da instalação de GNV. . .5 dB É importante o seguimento do “Serviço Periódico de Manutenção”. . São estas: A cada 45. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Código de carroceria 172. para que o veículo permaneça dentro dos padrões antipoluentes.000 km Substituição dos componentes internos (kit de reposição) do regulador de pressão.01X. . . . 81. . 16 . .1 Código do motor RUÍDOS VEICULARES Este veículo está em conformidade com a legislação vigente de controle da poluição sonora para veículos automotores. . .MANUTENÇÃO Além das operações de manutenção previstas no Manual de Uso e Manutenção. . Siena Tetrafuel . . . Limite máximo de ruído para fiscalização de veículo em circulação (veículo parado segundo Resolução nº 01/93 do CONAMA.

0 135.0 70.0 40.0 RAMPA MÁXIMA SUPERÁVEL Em primeira marcha e com carga útil.0 Álcool 40. dependendo dos opcionais do veículo. estando o veículo já em movimento com o motor em rotação de torque máximo.0 102.0 102.0 70.5 Gasolina sem adição de álcool 31. 17 .0 Gasolina sem adição de álcool 40.0 165.0 70.0 135.5 GNV 26.0 135.0 102.0 40.0 165.0 70.5 (*) Os valores obtidos são de veículos base e os valores podem variar para menos 5%.0 40.0 102.0 40.0 153.DESEMPENHO Tetrafuel 1ª marcha 2ª marcha 3ª marcha 4ª marcha 5ª marcha Ré Gasolina com adição de álcool 40. Tetrafuel % (*) Gasolina com adição de álcool 31.0 165.0 135.5 Álcool 31.0 GNV 40.

15 18 .0/58.0/59.15 Álcool 10.4/121.9 5500 12.0/58.9 5500 12.35 ± 0.4/102.6 2250 850 ± 50 68.0/50.2/119.6 5500 12.35 ± 0.35 ± 0.1 5500 10.7 2250 850 ± 50 81.15 Gasolina sem adição de álcool 10.35 ± 0.2 2250 850 ± 50 80.2/119.6 2250 850 ± 50 Gasolina com adição de álcool 10.15 GNV 10.MOTOR Tetrafuel Taxa de compressão Potência máxima ABNT regime correspondente Torque máximo ABNT regime correspondente Regime de marcha lenta DISTRIBUIÇÃO Admissão: início antes do PMS fim depois do PMI Escapamento: início antes do PMS fim depois do PMS – 6º 48 40 2 – 6º 48 40 2 – 6º 48 40 2 – 6º 48 40 2 cv/kW rpm kgfm/Nm rpm rpm 80.

É de responsabilidade do usuário.reboque com freio .0 726.0 900. roda de reserva.0 50.PESOS Tetrafuel Peso do veículo em ordem de marcha (com abastecimentos. ferramentas e acessórios): Capacidade útil incluindo o motorista: Cargas máximas admitidas (*): .0 723.reboque sem freio Carga máxima sobre o teto 1149.eixo dianteiro .0 400. 19 .0 (*) Cargas que não devem ser superadas. a colocação das bagagens no porta-malas e/ou sobre a superfície de carga. respeitando as cargas máximas admitidas.0 380.eixo traseiro Cargas rebocáveis: .

............... podem ocorrer variações no volume de GNV admitido no veículo............... * Condições Normais de Temperatura e Pressão.. GNV .. 6.......CAPACIDADE DO PORTA-MALAS Tetrafuel Volume do porta-malas (norma ISO 3832) 370...........5 m3 (cada cilindro) a CNTP* e pressão de 200 bar....... 48 .....0 dm3 CAPACIDADES COMBUSTÍVEL Gasolina/álcool .. Cilindro .... Se a instalação do posto de abastecimento opera com pressões diferentes da especificada........................................... 27 litros (cada cilindro)..... 20 .........

ou comercial.PORTUGUÊS COPYRIGHT BY FIAT AUTOMÓVEIS S. porém sem prejudicar as características básicas do produto. . a qualquer momento.VI/2006 .PRINTED IN BRAZIL Os dados contidos nesta publicação são fornecidos a título indicativo e poderão ficar desatualizados em conseqüência das modificações feitas pelo fabricante.A. Suplemento Siena Tetrafuel . por razões de natureza técnica.Impresso 60350975 .