You are on page 1of 14

TUBERCULOSE

NA INFÂNCIA

Dr. Paulo Gurgel
Infecção tuberculosa

 Condição necessária: contato
com adulto tuberculoso
 Assintomática
 Viragem tuberculínica
 Prognóstico para a doença:
 lactentes: 40%
 1 – 5 anos: 25%
 adolescentes: 15%
 adultos: 10%
 Conduta: quimioprofilaxia
(casos selecionados)
Doença tuberculosa

 Condição necessária: haver sido
infectado
 Condições facilitadoras:
 idade, peso e imunidade baixas
 status socioeconômico
 Sintomática
 Exame radiológico sugestivo
 Formas
 Pulmonar (75%)
 Extra-pulmonar (25%)
 Conduta: tratamento
Tuberculose primária

5 anos a contar da primo-
infecção na criança (e 2 anos
no adulto)
Tuberculose primária
Modos de progressão

 Foco pulmonar
 “Pneumonia”
 “Broncopneumonia” *
 Derrame pleural
 Foco ganglionar
 Adenomegalias
 Atelectasia
 Enfisema
 Fistulização para brônquio *
 Forma miliar **
 Pulmonar
 Extra-pulmonar
*Disseminação broncógena ** Disseminação linfohematógena
Tuberculose na infância
Formas mais comuns

 Torácica
 Pulmão
 Gânglio
 Pleura
 Adenopatias periféricas
 Meningoencefalite
 Osteoarticular
 Articulação coxofemural
Tuberculose na infância
Diagnóstico da forma pulmonar

 Quadro clínico: febre, sudorese
noturna, irritabilidade, anorexia,
emagrecimento e tosse
 Contato com tuberculoso bacilífero
 RxT: “pneumonia que não cura”
adenomegalias
 Baciloscopia e cultura
“criança não expectora”
 Aerossol com NaCl hipertônico
 “Swab” oral
 Lavado gástrico
 Broncofibroscopia
 Biópsia por agulha
 Teste tuberculínico
Caso 1: FGS, 1 ano e 4 meses,
sexo F. – P. 60642 (HM)

 Doente há 1 ano: febre, tosse,
dispnéia, anorexia, anemia e
irritabilidade
 BCG: não vacinada
 Antecedentes: tratamento para
“pneumonia”
 AP: roncos e diminuição do
murmúrio vesicular na base
pulmonar direita
 PPD: 11mm
RX tórax

atelectasia lobar e adenomegalias
na região paratraqueal à direita
Broncofibroscopia

Lesão obstruindo 50% de BPD
Abaulamento de parede lateral
de traquéia
Biópsia: granuloma caseoso (TB)
RX tórax
(6 meses após)
Caso 2: APVS, 14 anos, sexo F.,
estudante, Fortaleza – P. 65015
(HM)

 Doente há 4 meses: febre, tosse
produtiva, dor torácica e redução
do peso corporal (3kg)
 Uso anterior de antibióticos para
tratamento de “pneumonia”
 Sem cicatriz vacinal (BCG)
 Pesquisas de BAAR negativas
em escarros, 6x
 PPD: 15mm
 BF: processo inflamatório
 LB: negativo para BAAR e BK
RX tórax
US tórax

RX: área de opacificação na base pulmonar
esquerda com elevação da hemicúpula diafrag-
mática correspondente + aumento hilar
US: área de hepatização pulmonar com aero-
broncogramas, compatível com pneumonia
Biópsia por agulha

AP: pneumonite crônica produtiva,
granulomatosa, gigantocelular e
caseosa (TB)