You are on page 1of 4

#1 $ K LEI Nº 161, DE 4 DE SETEMBRO DE 1991

(autor: deputado Eurípedes Camargo)

Promulgação negada pelo Governador do Distrito Federal ao
Projeto de Lei que “Determina a fixação definitiva do
acampamento da Telebrasília no próprio local onde está
estabelecida”.

O Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal,
Faço saber que a Câmara Legislativa do Distrito Federal decreta e eu promulgo, na forma do §
5º, do Artigo 2º do Decreto Legislativo nº 01, de 1991, desta Casa, combinado, por analogia,
com o § 7º do artigo 66 da Constituição Federal a Lei nº 161, de 4 de setembro de 1991.

Art. 1º - Fica instituído oficialmente o "Acampamento da Telebrasília" situado no final da Asa
Sul entre o Lago do Paranoá e a via L-4 Sul.

Art. 2º - A fixação do acampamento da Telebrasília competência da Secretaria do
Desenvolvimento Social, da Secreta ria de Desenvolvimento Urbano, da Companhia Imobiliária
de Brasília - TERRACAP e Secretaria do Meio Ambiente Ciência e Tecnologia.
Parágrafo único - Todo o processo de fixação deverá seguir a orientação da Secretaria
do Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia - SEMATEC, a qual deverá considerar os resultados
do relatório de Impacto Ambiental - RIMA para o setor, elaborado por empresa especializada
convocada pelo GDF, acrescido das alterações e complementações julgadas procedentes e .
audiências públicas do respectivo - RIMA.

Art. 3º - Para a fixação dos moradores no Acampamento da Telebrasília serão obedecidos
cumulativamente os seguintes requisitos:
I - Estar residindo no Acampamento da Telebrasília há três 03 (três) anos,
ininterruptamente, na data de publicação desta Lei.
II - Estar incluído no ultimo levantamento sócio-econômico, realizado no acampamento
da Telebrasília pelo órgão competente do GDF.
IV - Havendo impossibilidade para que todos cadastrados sejam fixados no local, o
excedente deve ser assentado em outro ponto do DF, que tenha toda infra-estrutura.
V - Terão prioridade para ser fixados no Acampamento da Telebrasília os moradores que
comprovarem maior tempo de moradia no local.

§ 1º - Terão prioridade para aquisição das áreas reservadas para o comércio, os
microempresários, estabelecidos no Acampamento da Telebrasília, no mínimo há 03 (três)
anos.
§ 2º - Aplica-se subsidiariamente o Regulamento do cadastro de pretendentes à moradia
no Distrito Federal.

Art. 4º- Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 5º- Revogam-se as disposições em contrário.

1# LEI_161
$ Lei 161/91
K 161/91;Eurípedes Camargo;acampamento da Telebrasília;TERRACAP;SEMATEC;RIMA
# $ K
LEI Nº 247 , DE 31 DE Março DE 1992
(autor: deputado Eurípedes Camargo)

"Promulgação negada pelo Governador do Distrito Federal ao
Projeto de Lei que 'Dispõe sobre a seleção, coleta e destino
dos resíduos gerados por estabelecimentos de serviços de
saúde."

A CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL decreta:

Art. 1º - Os resíduos gerados por estabelecimentos de saúde serão separados, acondicionados
e transportados para as usinas de reciclagem ou aterro sanitário, conforme o destino dado na
triagem.

Art. 2º - São considerados estabelecimentos de serviços de saúde:
a) hospitais;
b) clínicas médicas;
c) ambulatórios;
d) centros de saúde;
e) laboratórios de análises clínicas;
f) laboratórios anátomo-patológicos;
g) farmácias e drogarias;

Art. 3º - o Governo do Distrito Federal proporcionara aos estabelecimentos de serviço de saúde
um serviço especial de coleta, sendo a seleção e acondicionamento de responsabilidade dos
estabelecimentos.

Art. 4º - Os materiais deverão ser selecionados e acondicionados diferenciadamente,
destinando-se à reciclagem quando passíveis de reaproveitamento.

Art. 5º - Os materiais infecto-contagiosos gerados pelos estabelecimentos de serviços de
saúde terão de ser, obrigatoriamente, autoclavados.

Art. 6º - Os cuidados adequados com o material radioativo devem obedecer as orientações
estabelecidas pela Comissão Nacional de Energia Nuclear - CNEN, conforme a Resolução
19/85 de 17.12.85.

Art. 7º - O poder Executivo terá 90 (noventa) dias para regulamentar esta Lei.

Art. 8º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 9º - Revogam-se as disposições em contrário.

# LEI_247
$ Lei 247/91
K 247/91;Eurípedes Camargo;resíduos;resíduos, coleta de;resíduos, seleção de;resíduos, destino dos;resíduos, serviços de
saúde;saúde;saúde, serviços de;CNEN
# $ K
LEI Nº 307 DE 11 DE SETEMBRO DE 1992
(autores: deputados Eurípedes Camargo e Wasny de Roure)

Legaliza a situação das famílias que ocupam lotes de forma
irregular em Samambaia.

O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL,
FAÇO SABER QUE A CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL DECRETA E EU
SANCIONO A SEGUINTE LEI:

Art. 1º - A regularização dos casos pendentes do Programa de Assentamento populacional da
Região Administrativa de Samambaia obedecerá os critérios fixados pelo Decreto nº 13.829, de
13 de março de 1992.

Art. 2º - A regularização de que trata esta Lei deverá estar concluída no prazo de 180 (cento e
oitenta) dias contados da data de sua publicação.

Art. 3º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 4º - Revogam-se as disposições em contrário.

# LEI_307
$ Lei 307/91
K 307/91;Eurípedes Camargo;Wasny de Roure;Samambaia;região administrativa
# $ K
Lei Nº 671, de 22 de março de 1994
(autor: deputado Eurípedes Camargo)

Autoriza a construção de cobertura e fechamento com
grades das áreas frontais dos lotes residenciais da
Ceilândia (RA III), nas quadras que especifica e dá outras
providências.

A CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL decreta:

Art. 1º - Os proprietários dos lotes da cidade satélite de Ceilândia (RA III), no tamanho de até
144 m2, nas quadras abaixo especificadas, ficam autorizados a cercar com grades as áreas
frontais, até o limite de 1,80 m2 no lado do posteamento da CEB e 2,00 m2 no lado oposto,
mediante o instituto da permissão de uso:
I - Setor QNN, quadras pares de 04 a 10 e de 20 a 26;
II - Setor QNO, quadras de 04 e 06 e de 03 a 15.

Parágrafo Único - A área acessória frontal a que se refere o caput deste artigo, poderá
ser coberta até o limite da planta original, vedando-se, entretanto, o seu fechamento para
utilização como cômodo fechado.

Art. 2º - A utilização da área de que trata esta Lei, fica sujeita ao acompanhamento e
fiscalização dos órgãos competentes do Governo do Distrito Federal e da Administração
Regional.

Art. 3º - O reparo aos danos decorrentes de instalações de infra-estrutura ou saneamento
básico nas benfeitorias realizadas em áreas verdes ocupadas, correrá por conta e risco dos
seus proprietários.

Art. 4º - A presente Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 5º - Revogam-se as disposições em contrário.

# LEI_671
$ Lei 671/94
K 671/94;Eurípedes Camargo;grades;Ceilândia;região administrativa