P. 1
Clausewitz

Clausewitz

|Views: 2|Likes:

More info:

Published by: Gilberto Antônio Silva on Feb 08, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/12/2014

pdf

text

original

Clausewitz e a Arte da Guerra Ocidental

Falamos anteriormente sobre um texto oriental de estratégia pouco conhecido dos brasileiros, o “36 Estratégias Chinesas”. Tive vários contatos de pessoas interessadas nestes outros tratados pouco conhecidos. Um destes é o célebre “Da Guerra” (ou “Vom Kriege” no original alemão), a mais importante obra de estratégia do Ocidente. O sucesso popular da “Arte da Guerra” de Sun-Tzu acabou por obscurecer esta que é a obra-prima da estratégia ocidental, nascida nas batalhas napoleônicas e que influenciou tremendamente a Blitzkrieg (Guerra-Relâmpago) do III Reich. Foi com base no conhecimento de “Da Guerra” que os generais de Hitler, membros da elite militar prussiana como Clausewitz, basearam suas vitórias esmagadoras no início da 2ª Guerra Mundial. É o livro de cabeceira de todas as escolas militares modernas do mundo. Mesmo que nós não sejamos militares nem estejamos em guerra, os conhecimentos estratégicos são importantes em vários aspectos de nossa vida, como nos negócios e na política. O próprio Clausewitz definia a guerra tão somente como um prolongamento da diplomacia, colocando a estratégia no rol do conhecimento que está presente em nossas vidas em todo momento. Segundo o Mestre: “a guerra é a continuação da política por outros meios”. DA GUERRA O livro Da Guerra, publicado postumamente em 1832, foi escrito por Carl Phillip Gottlieb von Clausewitz (1780-1831), escritor e general prussiano de notável importância na construção das forças militares européias modernas. Iniciou sua carreira militar aos 13 anos, adquirindo grande experiência prática em campos de batalha na Europa. Participou da Campanha do Reno de 1793 a 1794, ingressando depois na Academia de Berlim onde estudou a filosofia de Kant. Aos 38 anos atingiu a patente de Major-General. Mais tarde ajudou Scarnhorst a reformar o exército prussiano, tornando-se posteriormente o chefe do estadomaior do Corpo Militar. De 1818 a 1830 foi diretor da Academia Militar de Berlim, onde pôde passar toda a sua filosofia para este livro, o qual ainda ficou incompleto com sua morte prematura em 1831. Clausewitz, com seu olhar de filósofo, definiu linhas estratégicas de modo a equilibrar as forças numa Europa aturdida pelas vitórias esmagadoras de Napoleão e pela Revolução Francesa. Seu conceito de guerra era que ela não passava de uma ferramenta política, nas mãos do Estado, que deveria ser utilizada no momento certa e logo abandonada.. Com isso, abominava a idéia de guerra apenas pela guerra. Seus conceitos éticos mudaram a idéia de guerra, de simples matanças para um instrumento de solução política. Afirmava que não se deve destruir fisicamente um inimigo que pode ser desarmado.

Ensinamentos de Clausewitz e a arte dos negócios
NA AÇÃO, CONFIA-SE A MAIORIA DAS VEZES NO FARO Por melhor que seja seu planejamento, nunca se pode prever todas as circunstâncias. É sempre importante manter-se isso em mente e se preparar para o inesperado. Nestas situações o uso da intuição baseada em sua experiência anterior será o grande diferencial.

A SURPRESA TORNA-SE O MEIO DE ALCANÇAR A SUPERIORIDADE Essa é uma verdade estratégica bastante conhecida. Cortou-se a força de movimentação do inimigo. Quanto maior ele for.O OBJETIVO É DESARMAR O INIMIGO Um inimigo fraco ou imobilizado é um inimigo inofensivo. Em marketing se diz que onde um concorrente está devemos estar também. A Burger King levou isso muito a sério. mais pontos vulneráveis terá. partido ou candidato. O inimigo não pode ter domínio absoluto dele. imobilizando-o. Toda organização. sem a intrusão de concorrentes. seu uso ainda não era liberado para refrigerantes.org) . o que acabou sendo reconsiderado. Mas esse dispositivo legal foi largamente utilizado pelas outras empresas de refrigerantes do país. mostrando que eles também estavam nas imediações. lançassem seus próprios produtos diet com imensas campanhas publicitárias. O TERRITÓRIO E A VONTADE DO INIMIGO Para desarmar o inimigo podem ser utilizados três fatores. A recente fusão dos bancos Itaú e Unibanco ilustra bem isso. que não dispunham de refrigerantes diet. atrasando a liberação do refrigerante o suficiente para que as outras empresas. Levou quase uma década para que a Dolly colocasse seu produto novamente em destaque nacional. Identificar corretamente este ponto vulnerável e atacá-lo de forma apropriada é uma das melhores estratégias. Foi formado um dos maiores bancos do continente sem que ninguém desconfiasse disso. Todo exército sem moral elevada debanda facilmente.taoismo. O território. Uma forma de se entrar no território inimigo usando poucos recursos. empresa. colocando um outdoor deles ao lado de cada loja do McDonald’s. o que garantiu a estabilidade das ações e a facilidade na negociação. onde todos trabalhavam tendo em mente os mesmos objetivos. Quando todas as suas forças estão em poucas direções. TRÊS COISAS PARA DESARMAR O INIMIGO: AS FORÇAS MILITARES. Gilberto Antônio Silva – escritor. A Dolly sairia na frente em um mercado milionário. Embora fosse permitida a utilização de adoçantes em vários produtos. Ele enxugou a estrutura e criou uma cadeia de comando bem ajustada. onde um departamento fazia o que bem entendia sem se relacionar com os demais. Pressões legais e políticas da concorrência “empacaram” o processo legal. jornalista e taoísta (site: www. As forças militares são o primeiro ponto a ser atingido e foi o enfoque dado no caso citado acima. quando se busca levantar as mais infundadas suspeitas sobre determinado candidato para quebrar a confiança que seus eleitores e assessores possam ter nele. todas bem maiores que a Dolly. em negócios. por maior que ele seja. Isso é comumente visto nas campanhas políticas. No final da década de 80 surgiu o primeiro refrigerante dietético brasileiro: o Diet Dolly. Atacar a vontade do inimigo é abalar sua credibilidade e abater sua moral. MIL HOMENS EFETIVAMENTE DISPARAM DUAS VEZES MAIS TIROS DO QUE 500. MAS SÃO MAIS FÁCEIS DE ACERTAR Nunca se deve deixar que o tamanho de seu oponente seja um objeto de desmotivação. é um item muito importante. A LEI SUPREMA E A MAIS SIMPLES DA ESTRATÉGIA CONSISTE EM CONCENTRAR SUAS FORÇAS Uma das coisas que Lee Iacocca fez para levantar a Chrysler no final dos anos 70 foi remontar a estrutura administrativa. ou será mais forte. possui seu calcanhar-de-aquiles. pode-se utilizá-las com mais eficiência. Foi necessário um esforço legal para mostrar que a restrição era coisa ultrapassada. dos refrigerantes diet.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->