P. 1
Leitura de Imagens - Curr. 2008 - Sandra Ramalho

Leitura de Imagens - Curr. 2008 - Sandra Ramalho

|Views: 47|Likes:

More info:

Published by: Manohead Caricaturas on Feb 08, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/05/2014

pdf

text

original

PROGRAMA DE DISCIPLINA 1.

Dados de Identificação Disciplina: Leitura de Imagem Código: 7LEIMA Carga horária: 72 h/a Créditos: 4 CR Curso: Licenciatura em Artes Visuais Habilitação: Artes Visuais Departamento: Artes Visuais (DAV) Fase: 4ª Professor (a): Dra. Sandra Regina Ramalho e Oliveira Currículo: 2008

2. Caracterização da Disciplina (Ementa) O papel da leitura de imagens nos parâmetros curriculares do ensino de arte. As diversas abordagens acerca da leitura de imagens. Introdução à Semiótica. Semiótica discursiva e significação. Imagens Artísticas e Imagens Estéticas. O texto visual: plano de expressão e plano de conteúdo. Elementos constitutivos e Procedimentos relacionais. 3. Objetivos Gerais - estudar a imagem a imagem a partir da sua desconstrução; - conhecer diferentes abordagens para leitura de imagens; - compor e decompor imagens com fundamentos da semiótica discursiva; - exercitar a leitura de imagens. 4. Conteúdo Os parâmetros curriculares nacionais e a leitura de imagens. Diversas abordagens acerca da leitura de imagens, com base em distintas matrizes teóricas. Funções das imagens. Imagens estéticas e imagens artísticas. Noções de semiótica. As diversas abordagens semióticas: conceitos e principais distinções. Semiótica discursiva e seu desenvolvimento a partir da matriz verbal. Conceitos da semiótica discursiva. O texto visual e sua leitura. Estrutura básica e esquemas visuais. Plano de expressão e plano de conteúdo. Elementos constitutivos. Procedimentos relacionais. Elaboração de análises a partir do modelo proposto. Relações intertextuais: isotopias figurativas e isotopias temáticas; a proposta TRANSARTE. 5. Metodologia
UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE ARTES - CEART DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS - DAV

Hacker. OLIVEIRA. S. pesquisas bibliográficas.Lisboa. leituras e discussões de textos teóricos. Martins Fontes. A vida das formas. SENAC/EDUC. Rosari. Vitrina: construção de encenações. F. 2005. DE GIORGIS. São Paulo. Referências Bibliográficas CARADEC.-A. 1998. PRETTE. Rio de Janeiro. São Paulo. DONDIS. _______________. MUKAROVSKÝ. 1998. Lisboa. H. Edições 70. 1997. J. NÖTH. M. Das coisas nascem as coisas. & A. Identités Visuelles. A. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA . C. Rosari. Conceitos fundamentais da história da arte. SENAC. Paris. Rio de Janeiro. Estampa. Rio de Janeiro. MUNARI. F. Plano. Escritos sobre estética e semiótica da arte. 1993. 1998. M. KANDINSKY. Martins Fontes. . 2005. São Paulo. B.auto-avaliação com base em pré e pós-teste. Qu’est-ce que l’Art? Paris. L. GREIMAS. Éditions d’Organization. Leitura de Imagens para a Educação. Cultix. Lisboa. Ponto. PERAZZO. Annablume. 1999. Contexto. Paris. T. & VALANÇA. J. . Campus. 2001. Panorama da Semiótica – de Platão a Peirce. RAMALHO E OLIVEIRA. Paris. PUF. Semiótica do Discurso. Martins Fontes. Histoire de l’Art: questions de cours et commentaires d’oeuvres. Gramática da criação. Edições 70.UDESC CENTRO DE ARTES . Tese de Dout. ____________________________. leituras e discussões de textos artísticos e estéticos. A. WÖLFFLIN. São Paulo. Semiótica Plástica. ________ . Dicionário de Semiótica.). J. W. 2001. Théorie de l’art moderne. Avaliação . São Paulo. Lisboa. Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica PUC/SP.Aulas expositivas e dialogadas. 7. P. J. D. 2007. 1996. 1991. 1998. Sintaxe da linguagem visual. Universos da arte. FOCILLON. São Paulo. KLEE. São Paulo. Moda também é texto. W. 1985. FONTANILLE. levantamento de imagens artísticas e estéticas. 1998. M. 2007. S. (org. 1996. Danöel. OSTROWER. São Paulo. Linha. 2001. A Semiótica no século XX. São Paulo. 1995. Edições 70. Elementos da forma. 1989. FLOCH. Imagem também se lê.participação em seminários e trabalhos. ____________________________. São Paulo. DEMETRESCO. R. Gründ. São Paulo.DAV 2 .-M. C.participação em aula. H. 6.CEART DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS . Annablume. 1986. & J. COURTÉS.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->