P. 1
Tesouros-Escondidos (Primeira Metade)

Tesouros-Escondidos (Primeira Metade)

|Views: 74|Likes:
Published by vinicius4israel

More info:

Published by: vinicius4israel on Feb 18, 2013
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/01/2013

pdf

text

original

sentido histórico e significado, e se torna um copo vazio para ser
enchido com o que o professor/intérprete quiser. Nesse ponto o texto se
torna uma homilia de associações que são totalmente externas ao texto.
Por exemplo, quando os Judeus falam de “cruzar o Rio Jordão,” isto
simplesmente significa que nós realmente atravessamos de um lado de um rio
físico para o outro, como nos dias de Josué filho Nun. Esta frase tem associações
com a entrada dos filhos de Israel na Terra Prometida. Por outro lado, muitos
Cristãos cantam sobre o cruzamento do Jordão e “ir para a Terra Prometida”
como uma metáfora para a morte. Esta associação não vem da Bíblia, mas de
uma mitologia Grega pagã que diz que uma pessoa morta tem que atravessar o
Rio e “chegar ao outro lado.” Associando o texto Bíblico com um mito pagão
externo, eles fizeram uma alegoria associativa que nada tem a ver com a
travessia do Rio Jordão.

Uma vez, quando eu estava no ensino médio nos Estados Unidos, um
professor perguntou aos alunos na capela, “O que Jesus significa para vocês?”
Foi uma pergunta muito boa, e diferentes alunos deram respostas diferentes. Um
aluno levantou sua mão e disse, “Jesus significa para mim o meu cachorro
Rover,” Todos começaram a rir! No entanto, muitos anos mais tarde quando
pensei sobre este acontecimento, entendi que o aluno foi muito sincero. Ele
amava seu cachorro, e o cachorro o consolava. Quando ele pensou em Yeshua e
como Yeshua o consola ou se relaciona com ele, ele associa esse relacionamento
com o que ele tinha com seu amado cão Rover. Aquela foi a sua associação
pessoal e particular, e nada há de errado com isso.
O problema inicia quando as pessoas começam a associar sem regras
porque então isto pode se tornar um exercício ilimitado. Esta idéia de
associação, a parte “drash,” tem que ter regras e razões. Não se pode saí por aí
e tirar as coisas fora do contexto para fazer um texto dizer o que se quer.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->