Uma viagem ao século XVI!

Recuemos no tempo…

O que levar na mala?!

Imaginação Criatividade A biografia de Luís de Camões

E livros? Podemos levar?

E relatos pessoais?

Quem nos pode fazer uma “visita guiada”?!

E o que é que o nobre senhor nos pode narrar?
Informações sobre o contexto sócio-cultural Gostos da época Divertimentos Gastronomia Novas descobertas … … onde encontrar as senhoras mais elegantes…!

Um serão com Camões…

“Não me falta na vida honesto estudo com

Conversas informais com Luís Vaz de Camões sobre…
Aspectos históricos: Importância dos Descobrimentos e as transformações que daí advieram. Transformações: • Económicas (Comércio em larga escala; abundância da moeda; Lisboa como empório comercial e centro político; decadência da agricultura) • Sociais (Desenvolvimento da burguesia; oposição nobreza/burguesia; luxo em todas as classes; desmoralização) • Culturais (Aumento de portugueses estudantes no estrangeiro; literatura sobre temas ultramarinos; desenvolvimento cultural da burguesia)

…porém…
• • • • • Tribunal da Inquisição 1531 Terramoto em todo o reino Sucessão de naufrágios Derrota nos campos de Alcácer Quibir (1578) Desproporção entre a escassez de recursos humanos e a vastidão geográfica das terras descobertas… …contribuíram para a queda do nosso império. O tempo geográfico de Camões, corresponde à trajectória da decadência política portuguesa, que culmina com a perda da independência em 1580.

Aspectos culturais:
• Renascimento • Humanismo • Classicismo Viragem decisiva em relação à concepção medieval do Homem e do Mundo. O Homem assume o papel de sujeito da História e do progresso. “Os letrados burgueses” descobrem nas velhas civilizações da Grécia e Roma valores capazes de elevarem a vida terrena das pessoas a um nível nunca atingido e agora possível devido às riquezas que afluíam à Europa.

O que se valoriza?
• • • • • • • • Equilíbrio Sobriedade Racionalismo Serenidade O Homem A Vida O Saber A Experiência

Vaidade pessoal!
…vastíssima erudição; expedição a Ceuta; 15 anos passados no Oriente; 1 ano em Moçambique; regresso a Lisboa em 1569; publicação, em 1572, da sua Epopeia – testamento poético e testemunho da sua longa experiência e honesto estudo. Emoções expressas em duas vertentes: IV. Lirismo tradicional V. Lirismo Clássico

Como expressa o poeta essas emoções?
• • • • • • • • • • • • Lirismo tradicional: Frescura / Espontaneidade / Vilancetes Graça / Redondilha menor e maior / assuntos de sentimentos Cantigas fugazes/ amores de juventude / Esparsas emoções passageiras. Endechas ou Trovas Lirismo Clássico: Sonetos Canções Inspiração pessoal / alusão a momentos dolorosos da vida do Odes poeta / inspiração petrarquista Elegias / clássica / reflexões sociais e Oitavas filosóficas Éclogas

Atinjamos contemplar…
De que me serve fugir da morte, dor e perigo, se me eu levo comigo?

Mote

Tenho-me persuadido, por razão conveniente, que não posso ser contente, pois que pude ser nacido. Glosas ou Anda sempre tão unido voltas o meu tormento comigo, que eu mesmo sou meu perigo. E, se de mi me livrasse, nenhum gosto me seria; que, não sendo eu, não teria mal que esse bem me tirasse. Força é logo que assi passe, ou com desgosto comigo, ou sem gosto e sem perigo. (Camões - redondilha 1595) Vide pp. 151 Manual do aluno

…contemplemos a medida nova:
Tanto de meu estado me acho incerto, que em vivo ardor tremendo estou de frio; sem causa, juntamente choro e rio; o mundo todo abarco e nada aperto. É tudo quanto sinto um desconcerto; da alma um fogo me sai, da vista um rio; agora espero, agora desconfio, agora desvario, agora acerto. Estando em terra, chego ao Céu voando; Nua hora acho mil anos, e é de jeito aue em mil anos não posso achar ua hora. Se me pergunta alguém porque assim ando, respondo que não sei; porém suspeito que só porque vos vi, minha Senhora. Camões

Luís de

De regresso a casa! O que há para recordar?
• A Poesia como a expressão mais sublime dos sentimentos do Homem • Regras básicas de versificação • Dualidade presente na lírica camoniana: corrente tradicional # clássica • Temas: Mulher ideal e perfeita # mulher feiticeira Amor espiritual # amor sensual (platónico vs. físico) Humildade # orgulho Inocência # sentimento de culpa Natureza como espelho d’alma # natureza contrastante Saudade Destino Tempo e Mudança

“…a poesia de Camões é agitada por impulsos, impaciências e desesperos, causados não pelas contradições íntimas do sentimento amoroso, mas pela interferência de factores externos a ele, tais como o ciúme, o remorso, a desigualdade social, a ausência e a inexorável marcha do tempo que impossibilita o regresso aos momentos felizes.” “Os tópicos de toda a poesia camoniana não são originais, o que é pessoal é o tom em que Camões os trata: intenso, emocionado, vivido.”
in Cabral, Avelino, Camões Lírico, Ed. Sebenta, 1996, 2ª Edição, pp 89

Ad infinitum…

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful