You are on page 1of 39

Liberdade Religiosa, a proteção da fé - Direitos e Prerrogativas das religiões AfroBrasileiras".

Este é o tema da cartilha que será lançada no dia 1º de julho, às 16 horas, no Teatro Municipal de Bauru. O material, que será distribuído gratuitamente, é resultado de anos de estudos e militância em Liberdade Religiosa, Direitos Humanos e Cidadania. A cartilha é uma iniciativa do Instituto Sócio Cultural Umbanda Fest e do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT). A publicação reúne, de forma atualizada, as principais informações e ferramentas legais para a luta por uma sociedade mais justa e igualitária, com enfoque prioritário nas questões religiosas. O texto aborda o Estatuto da Igualdade Racial e as religiões afrobrasileiras; a liberdade de culto e dos locais de culto para todas as religiões, garantida pela Constituição Federal; as obrigações e os direitos de organizações religiosas e seus ministros (sacerdotes e sacerdotisas); o casamento religiosa; a escolha de nomes de filhos de acordo com critérios religiosos; e o ensino religioso. Em geral Além de adeptos das religiões afro-brasileiras, a cartilha também será distribuída ao público geral presente na solenidade de lançamento. No entanto, os idealizadores demonstram o interesse especial em propagar as informações a funcionários públicos, policiais, advogados e professores para que todos sejam parceiros desta luta. O objetivo é também atacar desconfortos recorrentes motivados pelo desconhecimento das informações contidas na cartilha, tanto por parte dos sacerdotes e sacerdotisas da Umbanda e do Candomblé, quanto pelas categorias citadas acima. Os autores A cartilha "Liberdade Religiosa, a proteção da fé - Direitos e Prerrogativas das religiões Afro-Brasileiras" tem a coautoria de Ricardo Barreira e do professor Hédio Silva Jr. Profissional de Marketing, Barreira é babalorixá da Aldeia Tupiniquim e fundou, em 2005, o Instituto Sócio Cultural Umbanda Fest, conhecido nacionalmente por suas ações em favor da das religiões afro-brasileiras. Ativista da Liberdade Religiosa, atua na luta há mais de 15 anos. Hédio Silva Jr. é advogado e diretor executivo do CEERT. Doutor em Direito Constitucional pela PUC-SP e mestre em Direito Processual Penal, é também diretor acadêmico da Faculdade Zumbi dos Palmares. Entre 2005 e 2006, exerceu o cargo de secretário de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania. Serviço:

Os casos de intolerância religiosa, a partir do próximo mês, estarão previstos e enquadrados num manual elaborado pelo coordenador do Instituto da Secretaria de Segurança Pública, Coronel Jorge da Silva, professor e representante da U.E.R.J. e será distribuído aos delegados e inspetores de todas as delegacias, para conscientização e sensibilização dos policiais, no enquadramento dos casos específicos sobre o assunto. A iniciativa é mais uma ação da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro que vem atuando ativamente na questão da garantia da manutenção da liberdade religiosa. O Manual de Ação Policial contra a Discriminação Racial, Étnica, Religiosa, de Origem ou Procedência Nacional objetiva prever

casos exemplificados, com a legislação específica a ser aplicada, para enquadramento pelo policial. "Vamos assumir agora um compromisso, vamos fazer de tudo para mudar a situação de intolerância na qual nos encontramos", alerta o Coronel Silva. O Workshop foi realizado pela manhã nesta terça-feira, (2/12/2008), na Acadepol, e dirigido pelo delegado Henrique Pessoa chefe da Coordenadoria de Informação e Inteligência da Polícia Civil (Cinpol). Com a presença na mesa de debates do delegado Carlos Antonio de Oliveira, responsável pela Delegacia de Repressão de Armas Explosivas, do Coronel Jorge da Silva, ex-secretário de estado dos Direitos Humanos e atual coordenador de Pesquisa de Ordem Pública e Segurança Pública do Instituto da S.S.P e representante do reitor da U.E.R.J., como também do interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, o babalawô Ivanir dos Santos, o evento teve a participação de cerca de 180 pessoas entre religiosos, delegados, inspetores e representantes da sociedade civil."Pela primeira vez, a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro assume a liderança neste processo de conscientização e sensibilização do seu efetivo, contra discriminação e intolerância. Esta iniciativa deveria ser seguida pelas polícias dos demais estados, pois este problema também é nacional", desabafa o babalawô Ivanir dos Santos.Para o delegado Antonio Carlos de Oliveira, que afirmou que racismo e intolerância religiosa fazem parte do seu contexto profissional há 23 anos, pois ele mesmo já foi vítima destes atos por ser afro-descendente e candomblecista. "A intolerância religiosa faz parte de todo um aparato repressivo. Costumo chamar a intolerância religiosa como intolerância correlata, montada há séculos, visando depreciar e olvidar as origens e culturas do negro", sentencia. E aproveitou para dar um breve histórico do processo de punição da estrutura jurídica penal em relação ao negro e à sua cultura. Henrique Pessoa destacou a necessidade do policial, no pleno exercício da sua função representar o estado como país laico. "Ele não pode colocar a sua convicção acima do que a Lei determina. A Polícia Civil deverá ser o padrão, o modelo para o Brasil na abordagem da questão da intolerância religiosa", conclui.

Diversidade religiosa e direitos humanos
“Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender; e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar. (Nelson Mandela)

Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Secretário Especial dos Direitos Humanos Nilmário Miranda Subsecretário de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos Perly Cipriano Presidência da República Secretaria Especial dos Direitos Humanos Esplanada dos Ministérios, Bl. T, Edifício Sede, 4º andar, 700064-900 Brasília, DF direitoshumanos@sedh.gov.br www.presidencia.gov.br/sedh Copyright: Secretaria Especial dos Direitos Humanos É permitida a reprodução total ou parcial da publicação devendo citar menção expressa na fonte de referência Impresso no Brasil em novembro de 2004 Distribuição gratuita Convênio: Centro Popular de Formação da Juventude (Vida & Juventude) Tiragem: 25 mil exemplares Texto: José Rezende Jr. Coordenação: Fernando de La Rocque Couto e Daniel Seidel Consultores: Antônio Olímpio de Sant’Ana, Carlos Alberto Silva, Carlos Alves Moura e César Bastos Colaboração: Célia Gonçalves Souza, Elianildo Nascimento, César Fernandes e Roberto Costa Araújo. Projeto Gráfico: Eduardo Carvalho de Almeida Filho Apoio: Comissão Ecumênica Nacional de Combate ao Racismo (Cenacora) Centro Nacional de Africanidade e Resistência (Cenarab) Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic) Centro de Referência à Discriminação Religiosa (CRDR) Iniciativa das Religiões Unidas (URI) Movimento Inter-Religioso do Rio de Janeiro (MIR/RJ) Conselho Nacional de Ensino Religioso (Conar) Agradecimentos: Ministério das Relações Exteriores (MRE) e Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Sepir)

apresentação

Invadir terreiros de umbanda e candomblé. construída por várias raças. e não tem religião.” A liberdade religiosa é um dos direitos fundamentais da humanidade. muitas vezes. Certamente. agredido devido à sua cor ou à sua crença. deveríamos. seus direitos humanos violados. culturas. Isso significa que ele não deve ter. O programa Nacional dos Direitos Humanos pretende incentivar o diálogo entre os movimentos religiosos. servir de exemplo para o mundo. da Constituição: “É inviolável a liberdade de consciência e de crença. durante a Segunda Guerra Mundial: tudo isto é intolerância. No Brasil de hoje. Brasil. inciso VI. nem matanças. cada um com suas diferenças. o dever de garantir a liberdade religiosa. ou tentar impor a eles a visão de que sua religião é falsa. com base no reconhecimento e no respeito às diferenças. É o contrário do que pretende o Programa Nacional dos Direitos Humanos. Entretanto. A pluralidade. são também guardiães da memória de povos arrancados da África e escravizados no Brasil. este alguém é vítima de um crime – e o Código Penal Brasileiro prevê punição para os criminosos. é discriminação contra religiões. . além de locais sagrados de culto. na forma da lei. Tem. pela diversidade de nossa origem. Outras vezes o preconceito se manifesta pela violência. sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida. a intolerância religiosa não produz guerras. Diz o artigo 5º. agredir os ciganos devido à sua etnia ou crença. como afirma a Declaração Universal dos Direitos Humanos. da qual somos signatários. o preconceito existe e se manifesta pela humilhação imposta àquele que é “diferente”. É o que faz do Brasil. mesmo motivo que os levou ao quase extermínio na Europa. permite que todos sejam iguais. discriminado.O Estado Brasileiro é laico. pela convivência entre os diferentes. para a construção de uma sociedade verdadeiramente pluralista. sim. a proteção aos locais de culto e a suas liturgias. desrespeitar a espiritualidade dos povos indígenas. ele tem seus direitos constitucionais. No momento em que alguém é humilhado. que. religiões.

Diversidade Religiosa e Direitos Humanos. e que não se esgota aqui (outras colaborações podem ser conferidas no site www.gov. Um país e um mundo em que ninguém sofra ou pratique injustiça contra seu semelhante. que. Um mundo e um país de todos. Esta cartilha é a continuidade das muitas ações de homens e mulheres de boa vontade e diferentes crenças. é resultado de quase um ano e meio de um trabalho que contou com a participação de várias religiões. um mundo melhor.presidencia.A presente cartilha. Ministro Nilmário Miranda (Secretaria Especial dos Direitos Humanos) Direitos Humanos Amor A Deusa Alá O Grande Espírito Javé Justiça Brahman Juramidã Paz Deus O Arquiteto do Universo Amor O Grande Espírito Fraternidade Olorum Paz Deus Harmonia Tupã Brahman O Arquiteto do Universo Javé Justiça Fraternidade Paz Tupã Solidariedade Alá Deus Ñand ru A Deusa Javé Justiça Juramidã Paz Direitos Humanos Direitos Humanos Amor A Deusa Alá O Grande Espírito Javé Justiça Brahman Juramidã Paz Deus O Arquiteto do Universo Amor O Grande Espírito Fraternidade Olorum Paz Deus Harmonia Tupã Brahman O Arquiteto do Universo Javé Justiça Fraternidade Paz . pretendem construir um país.br/sedh). com suas palavras e seu atos.

O Grande Espírito.. Alá. XVIII Toda pessoa tem o direito à liberdade de pensamento. Brahman. Olorum.. como irmãos e irmãs. como irmãos e irmãs. A Deusa. como irmãos e irmãs. pela prática. Deus. como irmãos e irmãs. Deus quer que seus filhos e filhas vivam em Paz. Javé. consciência e religião. este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença. pelo culto e pela observância. São muitos os nomes pelos quais os seres humanos chamam o Criador. pelo ensino. Ou então: Javé quer que seus filhos e filhas vivam em Paz. isolada ou coletivamente. Ou: Alá quer que seus filhos e filhas vivam em Paz.Tupã Solidariedade Alá Deus Alá Ñand ru Paz Direitos Humanos declaração universal dos direitos humanos Art. em público ou em particular. . Ou ainda: Olorum quer que seus filhos e filhas vivam em Paz.

no entanto. Às vésperas do início deste século XXI. . ofendemos.  não haverá Paz verdadeira até que todos os grupos e comunidades reconheçam a diversidade de culturas e religiões da família humana. lideranças evangélicas. nós desafiamos a Sua vontade. e a se engajarem no perdão e no auxílio mútuos. guerra e destruição. procurando a reconciliação. neste milênio que mal começou. praticamos atos de violência contra nosso semelhante. atendendo ao chamado da Organização das Nações Unidas (ONU). Reunidos em Nova York. islâmicas. De pensar livre. quem somos nós para desafiá-la? E. mais uma. hinduistas. sobre as quais vale a pena refletirmos:  as religiões têm contribuído para a Paz no mundo. no Encontro de Cúpula Mundial de Líderes Religiosos e Espirituais pela Paz Mundial. nós a desafiamos. De pensar diferente. centenas de representantes das diferentes religiões do planeta entenderam que a chegada do novo milênio era uma boa oportunidade. com a desculpa de que ele é “diferente”. a:  condenar toda violência cometida em nome da religião. no entanto. mas também têm sido usadas para criar divisão e alimentar hostilidades. espíritas. Porque Ele deu a seus filhos e filhas a maior de todas as graças: a capacidade de pensar. Se é esta a vontade do Criador. dentro de um espírito de respeito mútuo e compreensão. em agosto do ano 2000. O documento começa com uma série de considerações. Todas as vezes que discriminamos nosso semelhante porque ele pensa diferente.  apelar a todas as comunidades religiosas e aos grupos étnicos e nacionais a respeitarem o direito à liberdade religiosa. como irmãos e irmãs.  o nosso mundo está assolado pela violência. A partir dessas considerações. nós a desafiamos. católicas. ou faz suas preces de maneira diferente.Mas a vontade dEle é uma só: que seus filhas e filhas vivam em Paz. bahá’is. O Compromisso com a Paz Global. É assim nos dias de hoje. Foi assim no princípio dos tempos. entre outras medidas. buscando remover as raízes da violência. para desafiar a vontade do Criador? E. por vezes perpetradas em nome da religião. judaicas. taoístas. para nos amarmos como irmãos e irmãs. E de darmos as mãos pela Paz na Terra. então. Discriminamos. Quem somos nós. os líderes religiosos e espirituais do mundo inteiro se comprometeram. esotéricas e de tantas religiões antigas e modernas firmaram um compromisso. ou chama o Criador por um nome diferente. budistas.

No relacionamento com nosso próximo. portanto. pastores. O compromisso pela Paz tampouco diz respeito apenas às tragédias de um passado antigo: o sangue derramado por cristãos e mulçumanos durante as Cruzadas. Na maneira como respeitamos ou deixamos de respeitar aquele nosso semelhante que. à saúde e à oportunidade de obter uma subsistência segura e sustentável. Ao nosso redor. mestres. sacerdotes e sacerdotisas. dizimados. e o reconhecimento de que todos os seres humanos – independentemente de religião. portanto. O compromisso pela Paz não diz respeito somente aos grandes conflitos religiosos. Ele é de todos nós. as mulheres queimadas vivas pelo “crime” de “bruxaria”. raça. sexo e origem étnica – têm o direito à educação. E. Nosso compromisso com a Paz na Terra diz respeito a seguir ou não a vontade do Criador. às guerras. os negros escravizados. compartilhada entre todos. de que não possuíam alma. ele se manifesta às vezes pela humilhação. escravizados e catequizados. sob a falsa acusação. comum a quase todas as religiões: Não façamos ao outro o que não queremos que seja feito a nós mesmos. Não podemos simplesmente fechar os olhos e lavar as mãos. os seguidores da Fé Bahá’í trucidados na antiga Pérsia (atual Irã). Contra qualquer um de nós. pajés. Quantos de nós já não sofreram algum tipo de preconceito simplesmente por professar ou não uma fé? O preconceito sempre existe. Por isso. apenas de nossos padres. torturados e assassinados no Brasil Colonial. entre mulçumanos e judeus no Oriente Médio. O Compromisso com a Paz Global não é. ialorixás e babalorixás. no tempo e no espaço. e amar nosso . monges. pelo bem-estar da família humana como um todo. é tão necessário seguirmos todos a regra de ouro da fraternidade.. entre hindus e mulçumanos na Caxemira (fronteira da Índia com o Paquistão). também feita aos índios. A intolerância religiosa não está distante de nós. graças à infinita sabedoria do Criador. rabinos. despertar em todos os indivíduos e comunidades o senso de responsabilidade. os judeus mortos ou convertidos pela força durante a Inquisição. de pensar diferente. simplesmente por cultuarem as sagradas forças da natureza. às matanças em geral. às vezes pela violência. Nosso compromisso com a Paz na Terra começa no nosso dia-dia. nasceu com a capacidade de pensar livremente. imãs. ele vive à espreita. à violência entre católicos e protestantes na Irlanda. Dentro de nossa própria casa. sem que o catequizador entendesse e respeitasse a sua espiritualidade diferente. a amar ou não amar nosso próximo.. os índios.

à liberdade de ir e vir e de pensar. Enfim. significa antes de tudo respeita-lo. sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida. inciso VI É inviolável a liberdade de consciência e de crença. na forma da lei. .próximo ainda que ele pense diferente de nós. à educação. nosso compromisso com a Paz na Terra significa zelar para que todos tenham direito à grande obra do Criador: a VIDA! constituição brasileira Art. ao trabalho. 5°. e trabalhar para que esse nosso próximo tenha garantidos seu diretos à saúde. a proteção aos locais de culto e suas liturgias.

entre o meu espírito e o Criador. Ou porque acreditamos que a religião é o maior de todos os meios para a Paz no mundo e o contentamento para todos os que nele habitam. taoístas. a liberdade religiosa também é tão fundamental e desrespeitada que há sempre homens e mulheres de boa vontade e diferentes crenças trabalhando juntos como agora. como fizeram no ano 2000. em Chicago. judeus. e é por isso que se chama religião. assinada em 1948. Ou em tantos outros movimentos que reúnem católicos. Ou então: Temos religião porque o Criador determinou que tivéssemos. nesta cartilha sobre Diversidade Religiosa e Direitos Humanos. É fundamental. No Brasil. e é nosso dever seguir a Sua vontade. também a Iniciativa das Religiões Unidas (URI) se dedica ao diálogo inter-religioso no mundo. evangélicos. já eram centenas as religiões presentes ao encontro promovido pelo Parlamento das Religiões do Mundo. tão desrespeitada a liberdade religiosa no mundo inteiro que em vários momentos da história os líderes espirituais e religiosos se reúnem para firmar um compromisso pela Paz. entre a minha consciência. simplificando: Temos religião porque assim decidimos. quanto na Constituição Brasileira (artigo 5°. e não cabe aos homens. é respeitar a minha escolha. O que cabe aos governos é garantir a minha liberdade de escolha. A liberdade religiosa é tão importante para todos nós que está entre os direitos fundamentais do homem. mas. reunindo 88 tradições espirituais. Mas o primeiro evento inter-religioso oficial aconteceu ainda no século XIX. e porque respiramos. .Por que temos religião? Ora. temos religião porque somos seres humanos. aos Direitos Humanos e à cultura da Paz. Este é um assunto meu. com a participação de líderes de apenas 16 religiões. Em 2004. em 1893. O que cabe aos outros seres humanos. ou que não tenhamos nenhuma. representantes indígenas e das religiões afro-brasileiras. promulgada em 1988. ao mesmo tempo. inciso VI). Além do Parlamento. porque está entre os nossos direitos sagrados e humanos ter ou não ter religião. Ou ainda: temos religião porque é ela quem nos liga de novo e sempre ao Criador. aos meus irmãos e irmãs. em Nova York. nem aos governos exigirem que tenhamos esta ou aquela. mulçumanos. Ou. em Barcelona. merecendo referência específica tanto na Declaração Universal dos Direitos Humanos (artigo XVIII).

no Brasil e no mundo. seja sempre ampliado. E aqueles que discriminam.” É fundamental que o diálogo entre as religiões. Todos unidos por uma causa justa: combater a discriminação e a intolerância e lutar por melhores condições de vida para todos. em defesa dos Direitos Humanos. numa pequena cidade do interior. como irmãos e irmãs. no Brasil e no mundo. o Criador quer exatamente o contrário: que seus filhos e filhas vivam em Paz. numa aldeia ou numa metrópole – pelo simples fato de pensar e agir de acordo com sua crença. budistas. esotéricos. Quando. Porque no exato momento em que você lê esta cartilha. Somos unânimes em repudiar qualquer ato de perseguição e intolerância religiosa. Ao final da IX Conferência Nacional de Direitos Humanos (Brasília. 2004). na verdade. a valorização do ser enquanto sujeito de sua própria história. independente de credo religioso. há um ser humano sofrendo algum tipo de discriminação. hinduístas. perseguição ou até mesmo violência física.. por meio do diálogo inter-religioso. . representantes dos diversos setores religiosos do Brasil assinaram o seguinte documento: “Declaramos a necessidade de se buscar.espiritualistas.. perseguem e praticam violência contra seu semelhante dirão agir assim em nome do Ser em que acreditam. xintoístas.

e todos os seres humanos são iguais em valor. Diferentes religiões ensinam que o homem foi criado à imagem e semelhança do Criador. independentemente da cor de sua pele. “Sou negro.. a fim de nos ensinar que todas as raças são. branco. uma só. o . mestiço. inclusive no que diz respeito a religiões minoritárias e a cultos afrobrasileiros. dizia Gandhi. vermelho..Programa Nacional Dos direitos Humanos Proposta 110 Prevenir e combater a intolerância religiosa.”. amarelo. Algumas tradições afirmam que o Criador fez esse primeiro homem com punhados de terra de todas as cores. na verdade.

os obreiros da Paz. implantado em 1996. amava o Sermão da Montanha.grande líder que pregava a Paz e a igualdade entre os seres humanos e se valeu da não-violência na luta vitoriosa pela independência da Índia. também. Ele próprio. Um dos maiores líderes pacifistas da história da humanidade. a Declaração sobre a eliminação de todas as formas de intolerância e discriminação fundadas em religião ou crença. proclamados na Declaração Universal dos Direitos Humanos. Maioria no Brasil. Mahatma (“Grande Alma”) Gandhi era hinduísta.. os cristãos são a minoria em países como a Indonésia. os que sofrem perseguição.. Seremos dignos das bem-aventuranças? Temos sido misericordiosos e justos? Mereceremos absolvição quando formos julgados pelos nossos atos para com os humildes. por sua vez. por exemplo. de consciência e de religião. inclusive no que diz respeito a religiões minoritárias e a cultos afrobrasileiros”. Além da vontade do Criador e das leis terrenas.) e deve ser condenada como uma violação dos Direitos Humanos e das liberdades fundamentais. é exatamente “prevenir e combater a intolerância religiosa. mas. determina que a . a Organização das Nações Unidas (ONU) proclamou. uma questão de bom senso. Gandhi. nos ensinou: “Uma civilização é julgada pelo tratamento que dispensa às minorias”. prevista no texto da Constituição de 1988. em 1981. mais adiante. “Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento. Preocupada com os constantes conflitos religiosos no mundo. o respeito pelas minorias é. Mais uma vez. assim como a liberdade de manifestar sua religião ou crença.” No Brasil. no qual Jesus anunciou: bem-aventurados os misericordiosos. para. os justos. diz o primeiro artigo da Declaração da ONU. os que sofrem perseguição. a regra de ouro da fraternidade: não façamos ao outro o que não queremos que seja feito a nós mesmos. as minorias? A desproporção entre cristãos (maioria da população brasileira) e seguidores de religiões tidas como “minoritárias” é tão grande que a Proposta 110 do Programa Nacional dos Direitos Humanos. advertir: “A discriminação entre seres humanos por motivos de religião ou crença constitui uma ofensa à dignidade humana (. tanto em público quanto em particular”. o artigo 33 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Este direito inclui a liberdade de ter uma religião ou qualquer crença de sua escolha. os que fazem o bem. Até porque quem é maioria aqui pode virar a minoria logo ali na outra esquina. individual ou coletivamente. como bom exemplo do diálogo entre as religiões.

guardiães da memória de um povo. sua fé em Olorum (o Criador) e em outras divindades. a desafiar a lei dos homens e a vontade do Criador. de qualquer religião. para aqueles que discriminam e desrespeitam uma religiosidade simplesmente por ser diferente da sua. portanto. Ou seja: é obrigatório respeitar a liberdade religiosa do aluno. Mas resistiram. os terreiros de umbanda e candomblé são. parece difícil entender essa verdade. em diversos pontos do Brasil. mantendo sua religião. o terreiro é um templo sagrado. de forma desrespeitosa. segundo relatam algumas tradições. mulheres e homens africanos perderam quase tudo. firmemente fincadas na ancestralidade. E. Além de território sagrado.. conta uma tradição oral de matriz africana que no princípio havia uma única verdade no mundo. Racismo é crime porque assim diz a lei.. gostaria que tal violência fosse cometida contra seu próprio templo. Quando foram arrancados de sua terra natal. mas não suas raízes. é proibido tentar convertê-lo para esta ou aquela religião. por sua vez. seguidores de umbanda e candomblé chamados de “adoradores do diabo” e suas celebrações e festas religiosas interrompidas. é bom repetir. locais de resistência e preservação cultural. Quem discrimina assim o seu semelhante comete. A propósito. além de intolerância religiosa. como nos ensinam várias religiões. portanto. tão sagrados quanto qualquer outro templo. jogados em navios negreiros e escravizados no Brasil. a usar areia de todas as cores. Mas a intolerância está aí. Para os seguidores da umbanda e do candomblé. chegando até. para deixar claro que todas as cores. Terreiros de umbanda e candomblé são os locais de culto das religiões de matriz africana. e ofender publicamente imagens e outros objetos de culto religioso. esses terreiros têm sofrido constantes ataques. de nenhuma religião. Entre o Orun (mundo . Ninguém. considera crime (punível com multa e até detenção) zombar publicamente de alguém por motivo de crença religiosa. São. que todos os seres humanos são iguais. outro crime e pecado chamado racismo. impedir ou perturbar cerimônia ou culto. no entanto. E é pecado porque o Criador.educação religiosa nas escolas públicas assegure “o respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil. Mas. por pessoas de outras religiões. E as religiões afro-brasileiras têm sido as principais vítimas dessa intolerância. vedadas quaisquer formas de proselitismo”. Perderam quase tudo. fez o homem e a mulher à Sua imagem e semelhança. O Código Penal Brasileiro. Objetos de cultos são destruídos.

apesar de nossas diferenças. . a partir daquele dia não existiria mais uma verdade única. ajudando sua mãe. inadvertidamente. é preciso. aceitar que somos todos iguais. quem encontrar um pedaço de espelho em qualquer parte do mundo já pode saber que está encontrando apenas uma parte da verdade. porque o espelho espelha sempre a imagem do lugar onde ele se encontra”. E todo cuidado era pouco para não se quebrar o espelho da verdade. Neste tempo. que trabalhava muito. vivia no Aiyê uma jovem chamada Mahura.invisível. Qual não foi a surpresa da jovem quando encontrou Olorum calmamente deitado à sombra de um iroko (planta sagrada. que ficava bem perto do Orun e bem perto do Aiyê. e declarou que. espiritual) e o Aiyê (mundo natural) existia um grande espelho. antes de tudo. Olorum ouviu as desculpas de Mahura com toda a atenção. para seguirmos a vontade do Criador. E que a Verdade não pertence a ninguém. dentro de cada um de nós. Assim. Portanto. devido à quebra do espelho. perdendo o controle do movimento ritmado que repetia sem parar. E concluiu Olorum: “De hoje em diante. tudo que estava no Orun se materializava e se mostrava no Aiyê. em cada crença. Mahura correu desesperada para se desculpar com Olorum (o Deus Supremo). a mão do pilão tocou forte no espelho. Ninguém tinha a menor dúvida em considerar todos os acontecimentos como verdades. que se espatifou pelo mundo. Ela passava dias inteiros a pilar inhame. tudo que estava no mundo espiritual se refletia exatamente no mundo material. guardiã dos terreiros). Um dia. Há um pedacinho dela em cada lugar. Ou seja.

ergueu e jogou no chão a imagem de Nossa Senhora da Paz. quando um homem subiu no altar.Programa Nacional Dos direitos Humanos Proposta 113 Incentivar o diálogo entre movimentos religiosos sob o prisma da construção de uma sociedade pluralista. No momento em que o grupo de trabalho encerrava. a capital do Brasil assistia a mais um ato explícito de intolerância religiosa. em Brasília. em Brasília. porque combatia o pecado da idolatria. O homem acreditava que seu gesto era bom. “É o dia mais . quebrando-a em pedaços. a produção desta cartilha sobre Diversidade Religiosa e Direitos Humanos. com base no reconhecimento e no respeito às diferenças de crença e culto. Cerca de 3 mil católicos participavam de uma celebração na Catedral Militar Rainha da Paz.

No dia 12 de outubro de 1995. mesmo motivo que os condenou ao quase extermínio na Segunda Guerra Mundial. um pastor chutou a imagem de Nossa Senhora da Aparecida. O pastor. Deus está contente porque eu quebrei a imagem!”. E sem que o resto do Brasil ficasse sabendo. se desrespeitam. assim como a dos ciganos. é Intolerância e Ódio? O acontecimento foi amplamente noticiado pelo jornal.feliz da minha vida. juntamente com os judeus e outras vítimas da intolerância? Quantos seres humanos terão sofrido algum tipo de violência cometida por alguém que acredita que Deus (ou qualquer outro nome que tenha o Criador) fica contente com a sua intolerância? Com certeza. quantos terreiros de umbanda e candomblé terão sido invadidos? Quantos rituais de praticantes da Wicca. televisão. porque tais acontecimentos quase nunca são noticiados pelo jornal. pelos crimes de discriminação religiosa e vilipêndio (ofensa) de imagem e objeto de culto religioso. rádio. de uma “boneca de barro”. Porque intolerância religiosa não é “apenas” pecado contra a vontade do . ofendem uns aos outros? Quem terá ensinado a esse homem que Deus. para mostrar que a santa de devoção de milhões de brasileiros não passava de um “falso ídolo”. A imprensa peca é por omissão. ocorrido há alguns anos. rádio. ainda não foram capazes de entender que a espiritualidade indígena. tem características próprias e precisa ser respeitada em sua diversidade? Quantos ciganos terão sido perseguidos e agredidos por causa de sua etnia e de sua religião. quando não dá o mesmo merecido destaque a violências praticadas diariamente contra religiões ditas “minoritárias”. E o episódio também mereceu grande cobertura da imprensa. um ano e cinco meses. que celebram a divindade da natureza e não desejam o mal a ninguém. televisão. acabou condenado a dois anos e dois meses de prisão. Mas a imprensa está coberta de razão quando dá o merecido destaque a violências praticadas contra os católicos. terão sido desrespeitados e chamados de “satânicos”? Quantos índios forçados a adotar uma religião imposta pelos catequizadores atuais. depois de ser preso. disse ele. em vez de Amor. muitos seres humanos. que até hoje. E fez lembrar fato semelhante. diante das câmeras de um programa de televisão. Neste meio tempo. O trabalho de produção desta cartilha demorou. cuja atitude foi reprovada até pelos outros pastores e pela maioria do povo evangélico. ao todo. 500 anos depois. Quem terá ensinado a esse homem que o Criador fica contente quando seus filhos brigam.

se mobilizam em iniciativas com a Campanha em defesa da liberdade de crença e contra a intolerância religiosa. uma boa notícia chegava. Intolerância religiosa é. também. Imaculada Conceição de Maria. desrespeito aos Direitos Humanos. A boa notícia é que. um mesmo teto para suas crenças. pedem aos evangélicos que orem por eles. também trazida pela imprensa. a Capela Sagrado Coração de Jesus e Maria era só dos católicos. Os evangélicos faziam seus cultos numa pequena casa desocupada. representantes indígenas e das religiões matriz africana. no Espírito Santo. rezando pelos evangélicos. seguidores das religiões de matriz africana e grupos católicos desenvolvem. e os evangélicos oram. no mesmo lugar onde antes se celebrara a missa. Em Pancas. também de Brasília. Os evangélicos agradecem – e contam: quando os católicos têm problemas. entre outros. e começam o culto. com o objetivo de incluir o tema na agenda brasileira dos Direitos Humanos. mas tiveram que abandoná-la. a fé dos evangélicos acabou acolhida pela capela dos católicos.Criador. . No princípio. Mas e as imagens dos santos católicos. E é crime. numa vila de pouco mais de mil moradores chamada Área Alfa. Há três anos. os evangélicos recolhem cuidadosamente as imagens do Sagrado Coração de Jesus. judeus. bem pertinho da capital do Brasil. com as próprias mãos. Pelo Brasil afora. Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora do Rosário. católicos e luteranos se uniram para construir. Mas no momento em que o grupo de trabalho encerrava a produção desta cartilha sobre Diversidade Religiosa e Direitos Humanos. Os católicos dizem que compartilhar o mesmo teto com os evangélicos é um bom fruto do diálogo religioso. como na Campanha da Fraternidade de 2005 – Ecumênica: Solidariedade e Paz (Felizes os que promovem a Paz). reunidas em entidades como o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic). e que todos são cristãos. previsto no Código Penal Brasileiro. No Rio de Janeiro. metodistas. luteranos. lutam juntas pelos Direitos Humanos. terminada a missa. é a hora do culto. Logo. mulçumanos. e os católicos retribuem. Mas por pouco tempo. católicos e evangélicos dividem o mesmo templo. Em São Paulo. católicos. que tantas manifestações de intolerância têm causado? Ah. e os católicos rezam. guardam com todo cuidado num quartinho. zen-budistas. em conjunto. e que o templo é de todos. diferentes igrejas cristãs. presbiterianos e espiritualistas. Ficaram sem templo. todo domingo é assim: primeiro vem a missa. ações sociais na área da saúde.

religião ou de consciência. em cada povo. deseduca os membros da sua religião e abre caminho para o abandono. refletem a pluralidade e a diversidade do Brasil e dos brasileiros. e tantas outras. existe algo que é relevante para os demais. Porque para isso foi criada a Humanidade: para que sejamos todos irmãos e irmãs. para que vivamos em paz e harmonia. Quem faz distinção entre os fiéis da própria religião e os de outra. Judaísmo A regra de ouro consiste em sermos amigos do mundo e em considerarmos toda a família humana como uma só família. para que nos amemos uns aos outros. Experiências como essas. O Supremo Senhor do Universo. deixam contente o Criador. por mais diferentes que sejam entre si. Igreja Metodista Em cada indivíduo. . o ideal da fraternidade universal permanecerá inatingível. e tantas outras. Dele emana toda a liberdade de pensamento. a irreligião. Enquanto cada grupo pretender ser o dono exclusivo da verdade. em cada cultura. de convivência e respeito mútuo entre religiões diferentes. que tem diferentes nomes em diferentes culturas. em cada credo.Experiências como essas. ama a todos.

mulçumanos. ateus....Mahatma Gandhi A beleza do nosso país reside justamente na diversidade cultural e religiosa de seu povo. por fim. de pensamento. De outra forma. a religião não teria como meta o amor.. entendemos os malefícios da discriminação. e sua aceitação tem de ser baseada na liberdade e numa opção consciente e espontânea. espíritas. ..) Temos que quebrar as barreiras que nos impedem de dialogar com aqueles e aquelas que pensam e que agem de forma diferente. temos indissolúvel ligação neste mundo. Seres Humanos! Legião da Boa Vontade A meta última da religião é o amor. judeus. inclina-te tu também a ela e encomenda-te a Deus. tendo em vista que Martinho Lutero. portanto.. mas que têm o mesmo objetivo: a valorização da VIDA! Igreja Presbiteriana Independente do Brasil Se eles se inclinam à Paz. budistas. quando sincera e conducente à prática do bem.. esotéricos. foi severamente discriminado devido às suas convicções. Somos. umbandistas. bramanistas. Maomé Toda crença é respeitável. xintoístas. é um dos pressupostos básicos (. protestantes. (.) Como luteranos. Desde o princípio das eras. católicos.. Todas as religiões e crenças são conseqüentemente válidas. que iniciou a Reforma da igreja na Alemanha. Somos. Hinduísmo Ter liberdade de religião. agnósticos. Allan Kardec Somos Humanidade.

É o direito humano e divino de pensar e deixar pensar. não os outros. .. nesta ou naquela tenda.Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELR) O sol que veio à Terra / Para todos iluminar / não tem bonito e nem feio / Ele ilumina todos iguais. de consciência e de religião. É sagrado o direito de entrar neste ou naquele templo. neste ou naquele terreiro. Se você fosse sincero. Moisés Cada ser humano possui o direito de escolher a sua própria maneira de servir o sagrado e deve fazê-lo sem perseguições e/ou discriminações. trazendo benefícios à população em geral. Comissão Ecumênica Nacional de Combate ao Racismo (Cenacora) Nenhum segmento religioso pode coagir alguém pela força ou ameaça a aceitar ou mudar de crença religiosa (. Igreja Pentecostal O Brasil para Cristo Não terás nenhum pensamento de ódio contra teu irmão. apreciaria a sinceridade dos outros. com liberdade.) Todos os segmentos religiosos devem promover uma cultura de Paz e ordem. Você vê erros nos outros porque você mesmo os tem. É o sagrado direito de adorar e deixar adorar. especialmente aos menos favorecidos. sua devoção é falsa. de dizer e de ouvir. Encantaria Cigana Se você critica a fé dos demais. Santo Daime É sagrada a liberdade de pensamento..

” religiões afro-brasileiras . Encíclica Pacem in Terris Prevenir a intolerância é assumir que nenhuma verdade é única. de rezar... e a chuva desça sobre os justos e os injustos”. de muitas raças. falando várias línguas. É reconhecer que o outro tem livre arbítrio (. dentro dos limites da ordem moral e do bem comum. de crer. cosmovisão indígena Não pode haver dúvida alguma de que os povos do mundo de qualquer raça ou religião que sejam. de ser gente religiosa. derivam sua inspiração de uma só Fonte Celestial e são súditos de um só Deus. Gente que exercita a missão sagrada de reconhecer no outro a imagem e semelhança de Deus. independente de qualquer convicção. pela vontade do Grande Espírito. Olorum ou Javé. Jesus deixou claro que todos somos participantes das mesmas oportunidades da vida e da graça da criação de Deus. à liberdade na manifestação e difusão do pensamento. de acordo com os retos ditames da própria consciência.. A diferença entre os preceitos sob os quais vivem deve ser atribuída aos vários requisitos e exigências da época em que foram revelados. Bahá’u’lláh Todo ser humano tem direito à liberdade de pesquisa da verdade e.Sathya Sai Baba Jesus Cristo disse: “Porque faz que o Seu sol se levante sobre os bons e os maus.) Esse reconhecimento pressupõe garantir-lhe o direito de pensar. Pertence igualmente aos direitos da pessoa a liberdade de prestar culto a Deus. Somos parte um do outro.. para eles. de amar. só existe um sol. Mas. uma lua e uma mãe terra. de doar. Ministério Sara Nossa Terra Existem muitos povos.

Não significa que são ebós para você vencer em todos os obstáculos que temos que enfrentar na estrada da vida ao longo de seu percurso . porque serão saciados. porque alcançarão misericórdia. na realidade manipular esta energia. jamais se destrói o ódio pelo ódio. Buda Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça. Bem-aventurados os misericordiosos. dar. Bem-aventurados os puros de coração.espiritual e claro folclórica. simpatias. ebós. muitas destas de manipulações tão antigas como o pó da estrada.força e determinação. agrados. . porque serão chamados filhos de Deus. Jesus Cristo Macumba . São dicas das mais diversas na linha de orações. Quando relaciono aqui AXÉS COM ÈGÚN tenho como finalidade colocar a seu dispor ferramentas diversas para você receber.Ebós . Tradicional.Feitiços AXÉS COM ÈGÚN Mo jubá. porque verão a Deus. obrigações. O ódio só é destruído pelo Amor. Este é um preceito eterno.mas com certeza lhe darão ânimo. outras são frutos da evolução humana.Em verdade. Bem-aventurados os que promovem a Paz.

Desejo que você tenha dicernimento para fazer a escolha.conforme a necessidade dele e nossa.que participam da grande .conforme a lei do carma. Acredito . .Claro que cada antepassado serve de acordo com suas condições de conhecimento.Sim eles que já estão a mais tempo na ceara espiritual são os elos de ligação entre nós e as entidades mais evoluídas. Pode ser uma viagem que não se concretize.isto em todos os campos e com o auxilio dos antepassados.Através da conquista do espaço desejado. amigos.Um namoro complicado.isto em todos os campos.assim dizendo.Mas sempre ..parentes próximo.não vamos nos deter nestes detalhes.vizinhos.não apenas da ferramenta a usar.Uma venda que não se efetue.mas melhor o rumo para uma situação que julga ser melhor..as receitinhas estão abaixo.organizada e equilibrada evolução da raça humana.etc.um amante que não se decide. Além claro de ajudá-los quando eles se encontram em situações difíceis no mundo espiritual. Não significa que são ebós para você vencer a morte ou ficar rico fazendo axés para os antepassados. inimigos.mas sim no quadro evolutivo da raça humana.a sua etnia espiritual.Fortalecendo o seu modo de pensar significa você sair de uma situação estagnada seja qual for e partir para uma situação que julga sermelhor. Bem .bem.mas principalmente quanto a necessidade do uso.também que no ciclo evolutivo são os antepassados elo fundamental para a ligação com os orixás.tendo como alicerce nossos parentes distantes.sempre vinculado ao seu orixá de origem.

Existem comidas especificas para cada situação que envolvam Ègún.Portanto companheiro veja só o valor que tem os Ègún.somente em casos específicos é que a comida para segue uma linha diferenciada. A religião dos orixás é uma religião de festa e partilha de alimentos. Não os use só por benefício ou por vaidade. Os alimentos são sagrados e contém axé . sopas.. Uma determinada parte da comidas é colocado aos pés do orixá .. Animais a serem dados para Ègún também seguem a mesma regra levando em consideração o objetivo a ser alcançado.Use para contribuir na evolução individual e coletiva. O orixá . não come só .principalmente aqueles que já tem um bom esclarecimentos. Os antigos costumavam dizer que tudo no candomblé começa com comida.nossos defuntos.como as papas.e cada orixá tem sua iguaria especial. ou negativo as obrigações e agrados para estes também sofrem as variações de acordo com o desejo do adepto.a outra é partilhada entre todos. .Somos todos responsável pelas nossas atitudes.etc.Para haver verdadeiramente a harmonia é necessário que a oferenda tenha um caráter comunitário. E como toda a magia tem seu lado positivo e . pudins. arroz com menga e galinha .e dela vem a resposta para o futuro.embora sempre que se queira agradalo dá-se de comer a comida pertencente ao orixá do mesmo.

Coloque a situação do desprezo que os familiares e amigos deixaram ele. e no mesmo dia a pessoa tem que oferecer flores amarelas para os Ègúns.com.vetorialnet.vendo as bancas e vitrines mas não compre nada e não atenda nenhum chamado.mesmo que seja uma vóz conhecida.passe por um mercado público com passos lentos.de maneira que . de preferência ás doze horas. =AGRADAR.E ao sair do cemitério vá até uma igreja católica e pague uma missa para todos os sofredores.br/~rakaama No link SEMANARIO toda segunda-feira tem assunto novo. devemos comprar um tecido branco de preferência de algodão. =AGRADAR.net <==> Site:www. Para agradar Ègún que seja familiar.Após faça seus pedidos.a pouca importância que lhe dedicam e faça você a alegria de valoriza-lo .ofereça um galo vermelho com esporão bem grande numa sexta-feira para Bará Lodê. levando a um cemitério e colocando em uma cova ou túmulo que esteje ao seu ver muito tempo abandonado.Quem sabe não tem aqui uma receitinha especial para o seu caso? Boa sorte Ou Jafusi Inanga PAI JORGE>(53)3230 0598 / (53)8116 7625 / 9101 2827 / 9949 9946 E-mail:rakaama@vetorial. Para obter uma graça de Ègún .

mas que dê a nítida impresão de estar quaze morta ou já seca. 9 velas brancas . Para livrar uma mulher de má influência de um Ègún .embrulhando em papel de seda preta.e rega-os com cachaça . principalmente que esteje agindo contra a sua vontade . =ATRAPALHANDO UMA MULHER. fumo em rolo .Acenda 12 velas de sebo. -Faça com que a pessoa vista-se com roupas o mais colorida possível. -Prepara-se um pacote com *deburu.flores . procurar um local alto de campo ou um local onde tenha grama e árvore danificada. = ATRAPALHAR INIMIGOS. Ao pé desta árvore faça a mesa contendo : ambrosia .ou seja em um dos cantos.café . coloca-os em uma esquina de encruzilhada aberta . Fazer este ebó nas primeiras horas da manhã. cigarros . água mineral sem gás . devemos fazer o seguinte axé: -Comprar dois pombos fêmeas brancos e saudaveis. Para atrapalhar e derrotar inimigo a pessoa pega utensílios de vidro que estejam lascados ou estalados .se possivel em um domingo .seja pelo tempo ou por ação do homem.possa fazer dele uma toalha de 40 cm por 30 cm. .

e lentamente vá rasgando a roupa da pessoa deixando-a sem suas roupa que ficarão no chão.ao lado coloque um copo com água fresca. ao ouvir o som de vossa voz Nós vos saudamos quando chegas até nós Vos saudamos Espíritos A todos os ancestrais da minha família Eu chamo a todos vós Para virem dar-me proteção e ajuda. eu peço a benção .. Numa segunda-feira.procedendo da seguinte maneira: Acenda uma vela de sebo .O espírito para nós sobrevive é a quem nós saudamos e cultuamos no céu Apresentamos nossos respeitos. Passa-se os dois pombos brancos no corpo da mulher . =BÀBÁ ÈGÚN. dos seios até as partes genitais . “.no horário compreendido entre 06 horas e 09 horas. Sacrifica-se os pombos sem retirar totalmente acabeça .sobre suas roupas e embrulha-se as aves nas roupas e enterra-se tudo na beira da praia .faça esta oração. -Passe o pacote com o deburu no seu corpo. Ó espírito...-Cante para todos os orixás .

conversando.três vezes. . Para agradar Babá Ègún Nitá . =DERROTAR INIMIGOS. =DEMANDA. Pegue dois pratos brancos .coloca-se “ *saraekó “ aos pés de uma árvore seca ou que possua um buraco no tronco ..saudando com as palavras MOJUBÁ.) E que assim seja! .como se você estivesse trocando idéias.ou seja ao meio fio..após esta oração despachar a água na rua. Faça com eles uma casinha em forma de triângulo.Este axé deve ser feito sempre em uma segundafeira.” (fazer seus pedidos.quebre-os nas pontas.Pais Espíritos.Coloque embaixo excremento de cavalo.com o nome do feiticeiro ou do seu inimigo dentro.pedindo opinião a uma pessoa mais velha e culta.Acenda uma vela de sebo . Regue tudo com cachaça.mas deixe um pouco de aguardente na garrafa e coloque uma bandeirinha colorida no gargalo.. acende-se nove velas e oferece-se nove saraekó dentro de uma tigela branca com a borda lascada. =BABA ÈGÚN NITÁ .

colocar atrás da porta uma quartinha com água e 9 pedacinhos de coco. Durante estes 9 dias .quarta ou sexta feiras.Ao retornar a sua residência coloque em local visível uma bandeira de pano branco.VOZ SAÚDO SANTAS ALMAS VENHAM ABRIR MEUS CAMINHOS.no qual deve ser rezada três missas em memória do defunto em igrejas diferentes.uma branca e outra preta para Obatalá e nove brancas para os Ègúns. De nove em nove dias despacha-se a porta e substui-se a água e o coco . seus familiares de sangue bebem desta água. =DESPACHAR ÈGÚN DE CONHECIDO. Ao colocar a água na rua deverá fraciona-la em três partes e cada uma jogada deverá ser pronunciada a saudação : MOJUBÁ . coloca-se 13 *apetê de inhame com dendê para Bará .Arreia-se 12 bolas de inhame com *ori e *efum para Obatalá e da-sede comer aos Ègún sobras de comida de suas refeições em número de nove.Acenda uma vela branca para Bará. .Quando você estiver sendo perseguido quer por encarnado ou desencarnado.que tenha grama a sua volta. Para conseguir dinheiro com ajuda de Ègún. ou deseja obter algo que esteja difícil.como por exemplo espíritos obsessores.- =DINHEIRO. Oriento para que este axé seje feito ás segunda. Prepara-se água de *acaça durante 9 dias seguidos.Deve despachar tudo ao pé de uma árvore velha de preferênciasemi-morta ou seca.claro se for necessário e você tiver tempo disponível faça os três dias.O que sobra a cada dia é colocado em uma vazilha e despachado na sepultura do morto no último dia.

O melhor horário para este axé é dás 21hs ás 24 hs.Por 20 minutos.vá até a porta e despeje na rua .de preferência que não seje emediato na saida do seu prédio para não intimidar e respeitar o direito dos outros. -sal.Nos locais em que existe mudança do horário no período de verão deverá seguir o horário normal do ano todo. -1 peito de frango. -1/2 cebola média roxa picada.não é necessário colocar o copo com água e nem despachar. lógicamente. -azeite-de-dênde.*MACAXEIRA COM FRANGO .e podendo você exercer o seu direito de efetuar os rituais de sua fé. Se estiver chovendo.Se por ventura morar em apartamento. -pimenta-do-reino .evitando assim constrangimento.sua religião. -4 dente de alho. . -1 litro de água. -Em uma panela cozinhe os cubinhos de macaxeira e o frango .e deixe reservado. -salsa picada.Deixe a macaxeira com a água e retire o frango. =DINHEIRO . -40 pedaços pequenos de macaxeira .

=ENCRENCAS.podendo ser retrato. Despachar numa segunda-feira próximo a um rio.portanto tenha calma ao abri-lo.leve um pouco de resto de sua comida a um cemitério e ao pé de uma árvore faça o oferecimento da comida com 9 velas de sebo.grafiti. Para enlouquecer uma pessoa usando a vibração de Ègún. -Após tudo misturado coloque em tigela branca.e por cima do escrito rabisque sete cruzes.você deve comprar um peixe fresco de boa aparência .nome.ou mais comum se for uma região que não tenha produção ou criação em cativeiro.-Frite a cebola e o alho com dendê. coloque na panela onde estava a macaxeira .Coloque . sempre utilizando lápis.bem como a salsa picada. -Desfie a galinha e misture com o purê da macaxeira.Após a abertura que deve ser do tamanho necessário para você colocar dentro dele um sinal do seu desafeto. de preferência um peixe que seja de sua região.ele deve estar com as víceras intactas. ou simplesmente um papel com a inscrição fulano(a) escrito sete vezes.sinal como fio de cabelo.acender uma vela amarela e seis velas de sebo. Se tem Ègún encomodando . =ENLOUQUECER ALGUÉM.apelido. após enfeite com folhas inteira de salsa.misture bem e amasse com o socador de madeira.

pegue nove velas de sebo e acenda oferecendo as benditas santas almas.faça este axé com Nanã e os Ègún: sacrifica-se um pombo branco pedindo a Nanã o que deseja e outro preto aos Ègún.execute durante 7 dias a oração e acenda as velas. Coloque no alguidar o pombo da Nanã. =GUERRA ESPIRITUAL.embrulhe todos os restos de vela dos sete dias.O pombo de ÈGÚN coloque no alguidar e regue com cachaça.dentro da barriga do peixe junto com dois tipos de pimenta moída e uma pimenta fresca preferencialmente unha de moça. Se você esta em meio a uma demanda e esta difícil vence-la ou ter sossego.no final. Nunca use faca para puchar para Nanã.ou seja no sétimo dia após fazer as orações espere as velas queimarem até o final . empacote junte com o peixe e leve até o portão principal.e enfeite com *deburu feita no dendê. e fazer seu pedido.que você deve picar rezando a prece =*BÀBÁ ÈGÚN=.devendo seus axés de corte ser feito com as mãos.As cabeças devem .mas se caso em sua cidade não houver ou for de difícil acesso.Após fechar a barriga do peixe. de um cemitério. Despachar dentro de um rio .

na pessoa e solta-lo com vida .acenda uma vela vermelha para exu Mulo. -1 CEBOLA MÉDIA BRANCA RALADA. Preferencialmente numa quarta-feira. -4 COLHERES DE SOPA DE AMIDO DE MILHO. =MOLHO BRANCO PARA ALMAS. =LIVRAR-SE DE EGUN.ou que tenha barro .uma vela lilás para Nanã. Banhar a pessoa com água de cangica branca . . Despachar tudo próximo a um rio. e nove velas de sebo para as Almas. Passar um pombo do mesmo sexo da pessoa doente . fazer um pacote com os grãos e passar na pessoa .Fazer um pacote com milho torrado. Os pacotes são colocados num alguidar e cobertos com outro alguidar emborcado por cima. Colocar em sua volta Formando um triângulo três pratos brancos com pipoca e uma vela acesa no centro do triângulo. Despache os pombos em um local em que seja pantanoso. -2 COLHERES DE SOPA DE *ORI.ser jogadas em uma praça bem distante de sua casa.

Pegue as pétalas e a água e jogue no meio fio da rua.Se a vela estiver apagada jogue as sobras dela também. -Leve o ori ao fogo e acrescente a cebola e deixe dourar. Faça um pacote com as folhas e os galhos da rosa. -Dissolva o amido de milho no leite frio e junte à cebola dourada.- =PERSEGUIÇÃO DE EGUN.sal.Mantenha sempre os olhos abertos. *GLOSSÁRIO. . coloque em uma vasilha e deixe por nove horas elas mergulhadas em água limpa.não queimar.retire suas pétalas . Acenda uma vela quando fizer sete horas que você colocou as pétalas de molho.por se tratar de um parente ou amigo faça o seguinte:pegue três rosas branca. =ACAÇAS>farinha de mandioca ou de milho.Cubra o vasilhame com uma toalha virgem branca.bote fora. -Mexa até engrossar e soltar do fundo da panela. Após completar as nove horas lave o rosto com a água das flores .água e azeite-de-dendê. Para livrar-se da perseguição de um Ègún que esteja lhe prejudicando mas você não o que fazer mal.-2 CHÍCARAS DE CHA DE LEITE DE VACA.

7 moedas brancas (comuns). desta página. Verificar no jogo qual Orixá ira receber esta magia. . 7 moedas amarelas.=APETE>bolinho feito de massa de batata ou mandioca cozida. Nesse local não poderá haver trânsito de pessoas ou animais. =BABA EGUN >prece continda no início. Enterre a quartinha. baras e pomba-gira. =DEBURÚ>pipoca sem sal e sem gordura quando oferecido para exus. Coloque todos os ingredientes dentro da quartinha. 7 búzios africanos. com a tampa fechada. Peça fortuna e prosperidade por sete vezes. recolocando o piso nesse lugar. do lado de dentro. Cave um buraco (que caiba a quartinha) na porta de entrada da casa. 7 folhas de louro. =MACAXEIRA>aipim. no entanto pode ser feito com dendê quando for para Nanã e com areia da praia para Xapanã e Nanã. mas também você encontra no link >preces e orações. =SARAEKÓ>papa feita com água e farinha de mandioca. EBÓ PARA GANHAR DINHEIRO 1 quartinha de barro. =EFUN>farinha feita da banana seca. mandioca =ORI>gordura extraída da cabeça do carneiro.

leve numa pedreira e ilumine com 06 velas vermelhas com branco. para que ela se espalhe bem. com um coração de batata doce no centro. Ascenda a vela branca e despeja do pescoço para baixo. Leve a um cruzeiro e ilumine com sete velas vermelhas. uma chave de batata inglesa no centro. deixando o banho cai dentro uma bacia grande Despache num verde dentro de seu pátio. fazendo seus pedidos. Neutralizar pessoas “fofoqueiras” Escreva o nome da pessoa fofoqueira em um papel.Coloque dentro de casa em um lugar alto. mas onde ninguém veja). e cerque o bolo com pipoca. Para Afastar Doenças: 01 vassourinha de carqueja 07 dentes de alho 01 pedra de carvão .em baixo da chave coloque seus pedidos. ilumine com 07 velas brancas com vermelho. EBÓ PARA ABRIR CAMINHOS (para Bará): Faça uma bandeja com milho torra do claro com pipoca a volta. Banho para Iemanjá ajudar a conquistar as coisas que deseja Folhas de Pata de Vaca Folhas de Tapete de Oxalá (Boldo) Mel Flores Brancas Numa bacia com água. EBÓ PARA JUSTIÇA (para Xangô): Faça um bolo(tipo uma bola) de farinha de mandioca amassada com 03 bananas catarinas. Acrescente perfume que voce use. coloque no centro de um aguidar. sem deixar pegar em voce. torre a pimenta. No centro do coração coloque os nomes com mel. Jogue num cruzeiro para o alto. amace as folhas. deixe a pimenta fora de casa (ao relento.no centro um quindim cercado por 08 moedas. Na sexta-feira.BÓS SIMPLES: (devem ser feitos somente por quem conhece um pouca de religião) EBÓ PARA AMOR (para Yançã): Leve em uma praça 01 bandeja de pipoca. e transforme-a em pó. Numa quarta-feira. Tome o banho do pescoço para baixo. enrole-o e coloque dentro de uma pimenta dedo de moça. EBÓ PARA CHAMAR DINHEIRO (para Oxum): Num pratinho de vidro coloque farinha de milho (torre ela um pouco).

cubra com pipoca até aborda. para Ogum e ilumine com a vela. bó para Atrair dinheiro com o Orixá Xangô Dom.pequena 12 quiabos Mel de abelha. 05 de Julho de 2009 15:19 Jose Luciano Material: 1 vela marrom de sete dias 1 travessa de louça branca . Para conseguir um bom emprego e dinheiro: Pipoca 01 imã 01 Ferradura 7 moedas correntes 1 laranja 1 vela vermelha e verde. Peça a Mãe Oxum prosperidade. Abra a laranja em gomo sem separa-los e coloque em cima da pipoca Entregue numa mata. amarre o saquinho com a fita e amarre-o na vassourinha. 1 garrafa de água mineral . Após08 dias despache num verde no pátio ou num vaso também dentro do espaço do prédio. PARA PROSPERIDADE: Numa tigela de vidro coloque: Água até a borda 8 Moedas distribuidas em círculo no fundo da vasília 08 punhadinhos pequenos de farinha de milho Quebre um ovo e coloque inteiro (gema e clara) dentro Mel Perfume Pétalas de Flores Amarelas Deixe em sua casa ou no local de trabalho durante 08 dias. 01papel virgem com seus pedidos Numa vasilia de argila (aguidar) coloque nu fundo da fasíla o papel com seus pedidos com mel. pendure atrás da porta de entrada todos os anos deve renovar. Peça a Xapanã muita saúde e protecção para a sua família.01 saquinho de tecido vermelho e preto 01 fita lilás 01punhado de pipoca Coloque dentro do saquinho lilás: o alho. Despache este em um verde e faça outro. oimã no centro com as moedas grudadas. o carvão e a pipoca. coloque a ferradura em cima.

um copo d´água. . Deixe de misturar e amassar quando estiver bem cremoso. Depois de 7 dias.quarta feira .durante o dia.Modo de fazer: Tire a cabeça dos quiabos . Coloque na travessa. Coloque num alto: a travesssa . Faça seus pedidos enquanto for picando. Enfeite com as cabeças reservadas. isto é. Faça um ajabó. e a vela acesa. despache este ebó em agua corrente.reserve Corte os quiabos em cruz e pique-os bem fininhos. como que espumando. Faça numa lua nova. cheia ou crescente . vá com as mãos amassando-os com a água e mel de abelha.