LEGENDA DAS TABELAS B1A A B1J BLOG SIV Nome de um dos 10 sivuqueiros gaúchos ou do seu respectivo blog Comentário

feito por um sivuqueiro, link e conteúdo copiado de outros sivuqueiros em um post Outros: - POSTS: inclui qualquer blog ou site fora dos 10 sivuqueiros gaúchos analisados - COMENTÁRIOS: inclusive os anônimos CONV POL COMM Conversação(ões) via comentários Posts sobre política Comentário(s): [a] A criação de outras categorias de diálogo (conversação dois a dois) além daquelas que constam na tabela acima seria desnecessária para os objetivos desta pesquisa em função do meu interesse na proximidade e nas intersecções online e offline entre os blogueiros selecionados; [b] Em função da ênfase no diálogo, todas as possibilidades de categorizar a conversação estabelecida por grupos de três ou mais comentadores também fogem aos objetivos desta pesquisa; [c] Mantive a ênfase na categorização por tipos de diálogo especificamente montada para este caso também para evitar que um mesmo comentário surgisse em mais de uma categoria. Tal medida evita cruzamentos relacionais imensuráveis. Logo, este trabalho fecha a sua base de dados pressupondo que grande parte dos comentários nãonominados dirige-se a um ou a mais de um comentador, não necessariamente direcionado simultaneamente a mais de um interlocutor. Por isso, a maioria dos comentários não-nominados aparece na coluna CONVERSAÇÃO OUTROS -> BLOG: afinal de contas, em primeira instância, não pode haver conversa de um terceiro se o blogueiro não tiver postado algo que atraia um primeiro interlocutor para si; [d] Nas tabelas, as colunas cujo critério dialógico têm sentido A-B ou B-A funcionam da seguinte maneira: A significa o comentador que lançou o assunto. Porém, se ele não citou o nome de ninguém nem chegou a fazer uma pergunta, mas foi ele o iniciador de algum debate posteriormente respondido por terceiros ou de maneira nominal, ou estritamente relacionada ao assunto que este A desenvolvera, A entra sempre na coluna OUTROS-BLOG quando não for um sivuqueiro nem o próprio blogueiro, pois a comunicação neste caso direciona-se inicialmente ou para o post, ou para o próprio blogueiro. Tal escolha ocorre tanto em função do critério c acima como também pelo fato de não haver nenhuma certeza de que qualquer comentário necessariamente deva ser pessoal. Novamente para efeito deste trabalho em particular, considero que A só conversa com B quando o teor do comentário e/ou da citação de A for comprovadamente direcionada a alguém específico ou, seja, a um comentador B. Todavia, B nunca é quem inicia a conversação mas, sim, quem faz a réplica. A está mais relacionado àquele que faz a tréplica do que necessariamente a quem deliberadamente inicia uma conversa, já que essa iniciação pode ocorrer de maneira involuntária, isto é, sem que um dado comentário tenha sido postado com a intenção premeditada de gerar discussão. Desta forma, pode haver mais de um A e mais de um B envolvidos na mesma conversação através dos comentários existentes em um único post; [e] Finalmente, esta opção por verificar as relações entre blogs, posts e comentários dando ênfase aos comentários e relacionando os ítens de dois a dois não impede cruzamentos múltiplos e complexos entre os dados obtidos, porém controláveis de acordo com o escopo desta pesquisa. OBS.: Agente 65

LEGENDA DE CORES (BLOGS E COMENTADORES) Celeuma Dialógico Diário Gauche Jean Scharlau RS Urgente Outros [3] Pro-Bloggers Nenhum

Alma da Geral Biruta do Sul

OTR

Blog do Júlio Garcia Blog do Kayser

[1]

Sempre que o assunto do post tiver alguma relação com as eleições de outubro de 2007 na Grande POA, sua respectiva linha será representada através da cor normal do blog, segundo a legenda ao lado. Porém, quando o tema for outro, a cor da linha desse post terá o mesmo tom da cor determinada para representar o blog neste trabalho, porém em um tom bem mais suave, com a cor do texto invertida.

[2]

Neste trabalho, todo citado é quem recebe um link e/ou tem seu nome ou post copiado em um post de outro blog. Embora todos os comentários sejam públicos (normalmente, referidos ao tema e direcionados tanto ao blogueiro como a todos os demais comentadores de um mesmo post), as categorias das últimas dez colunas da tabela acima identificam interlocutores específicos diferenciados a partir da citação explícita do nome do blog, do nome/pseudônimo do blogueiro ou de algum outro comentador. Assim, é possível verificarmos se há ou não resposta para cada comentário.

[3]

A célula está preenchida com a respectiva cor de cada um que comentou ou foi citado neste (ou por este) blog, conforme a legenda de cores ao lado. A grafia do nome ou pseudônimo do comentador é idêntica à dos comentários do blog.

[4]

Outros: além de qualquer outro site, inclui também todos os sivuqueiros gaúchos que não satisfizeram os critérios de corte.

[5]

Para este trabalho, o problogger é reconhecido como um profissional que obtém vantagens financeiras e/ou simbólicas diretas e indiretas a partir do uso complementar do seu blog junto aos veículos da mídia corporativa por onde atua ou de onde emergiu a sua reputação. A lógica das legendas e observações da tabela E1 é semelhante à das legendas das tabelas B1A a B1J. Para maiores detalhes v. capítulo 6 (procedimentos metodológicos)

[6]

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful