Desigualdade Social no Brasil

Beliza Stasinski Lopes

Por que estudar...
• No ranking internacional da desigualdade social – índice de GINI – estamos em décimo lugar com 0,544 relativo ao ano de 2008, atrás somente de Colômbia, Haiti, Suazilândia, República Centro-Africana, Serra Leoa, Botsuana, Lesoto, Namíbia e outros.

Distribuição de Riqueza
• PIB (Produto Interno Bruto) é o conjunto de bens e serviços produzidos numa nação. • O PIB do Brasil em 2009 foi de 3,675 trilhões de reais. • Renda per capita é a divisão do PIB pelo número da população de um país.

Gráfico
• 10% mais ricos

Concentração da riqueza

Privilégios da elite
• Ipea: 10% mais ricos têm 75% da renda do país • Tributação Ipea: 10% mais ricos têm 75% da renda do país e pobres pagam mais impostos • Publicada em 15/05/2008 às 14h12m • Cristiane Jungblut - O Globo BRASÍLIA - Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgada nesta quinta-feira mostrou que o atual sistema tributário do país faz com que os mais pobres paguem mais impostos que os mais ricos. • Segundo o levantamento, os 10% mais pobres pagam 32% de sua renda em impostos e contribuições, enquanto os 10% mais ricos pagam só 22%. Já os extremamente pobres entregam 44,5% do que ganham para o Estado. O Ipea mostrou ainda que os 10% mais ricos concentram 75% da riqueza e da renda nacional.

• • • • • • •

• •
• •

• •

Segundo Karl Marx: Definição “clássica”: 1ª Proprietários de meios de produção burguesia 2ª Não proprietários (proprietários apenas de sua força de trabalho) que vendem sua força de trabalho proletariado ou trabalhadores 3ª Comerciantes e profissionais liberais pequena burguesia Critérios para sua determinação: •Aspecto estrutural: as classes se definem por sua posição no modo de produção, isto é, são constituídas pela estrutura social e não pelos indivíduos. Nesse sentido, não podemos aceitar a idéia de classe social como um agregado de indivíduos, pois um sujeito pode fazer parte de uma classe social sem mesmo ter consciência disto. É a estrutura da sociedade que dá origem às classes sociais; •Aspecto relacional: as classes sociais estão em constante relação umas com as outras, o que vale dizer, elas se definem também por esta relação. O mesmo movimento de identificação das classes sociais é o movimento de perceber-lhes as relações que, no caso do pensamento marxista, são relações de contradição; •Aspecto econômico: as classes sociais se definem, ainda, conforme as formas de propriedade vigentes, ou seja, classes possuidoras ou não possuidoras dos meios de produção. No esquema de Marx, burguesia e proletariado nas sociedades capitalistas. A renda não é indicador de classe social, mas a “fonte” da renda sim, pois o que interessa é sua localização no modo de produção; •Apesar de sua importância e significado para a compreensão da vida social, não constitui base comum suficiente para ações coletivas, já que não criam identidades

Classe Social

Criminalização da pobreza
É entendido pelo tratamento violento dispensado aos moradores das periferias e as populações historicamente excluídas da sociedade brasileira. Incursões militares nas favelas, tortura, execução de inocentes e chacinas são exemplos corriqueiros do que podemos chamar de criminalização da pobreza.

Com tanto riqueza por aí, onde que está, cadê sua fração.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful