You are on page 1of 2

Exercício de análise de textos

Prof. Paulo Dias FILOSOFIA TURMAS: 2C; 3C e 3D

TEXTO 1 Tenho vindo a dizê-lo repetidas vezes: trata-se de uma mera vingança da sociedade, mas não traz qualquer solução para os problemas sociais e económicos que levam ao crime. Daí que considere que é inaceitável a pena de morte. De facto, uma tal penalização em nada repara o sofrimento da vida ou da família; em nada serve de castigo exemplar, pois, se o fosse, bastava ter havido um só executado; em nada segue o exemplo dado pelos países civilizados, em que tem sido transformada em prisão perpétua sem que isso represente um aumento das respectivas taxas de criminalidade; em nada reduz um direito da sociedade, pois se não foi ela que deu a vida ao criminoso, também não será ela que tem o direito de lha retirar; em nada simboliza um gesto da humanidade, de amor ao próximo e de fraternidade, cuja carência está, psicologicamente, na base de qualquer crime violento. Em nada se pode basear a defesa de tão repugnante, vil, odioso e chocante procedimento como a pena de morte.
Manifesto Anónimo
1. Identifique o problema sobre o qual o texto toma posição.

2. Identifique a tese central do autor.

3. Explicite os argumentos apresentados. Argumento que critica a ideia da pena de morte como reparação do sofrimento:

4. Argumento que critica a ideia da pena de morte como castigo exemplar:

5. Argumento baseado no progresso civilizacional:

6. Argumento baseado nos princípios do direito:

7. Argumento baseado nas condições da boa cidadania e da paz social:

8. Admita que tinha de atacar um dos argumentos apresentados. Escolha-o e exponha as linhas principais do (s) seu (s) contra argumentos.