METODOLOGIAS E FERRAMENTAS DE GESTÃO DE PROJETOS

PROCESSO DE GERENCIAMENTO METODOLOGIAS FERRAMENTAS
Cronograma - Gant, Orçamento, Histograma, Curva de Paretto Diagrama de Ishikawa PERT/CPM, Modelos de Maturidade

• Grande número de variáveis e pouca incerteza quanto ao resultado final. • Tratado de Maastricht (1992) INCERTEZA • Pequeno número de variáveis e pouca incerteza quanto ao resultado final. • Pequenos projetos de engenharia. • Jogos Olímpicos.PROJETOS – VARIÁVEIS E INCERTEZAS Maior • Pequeno número de variáveis e elevada incerteza quanto ao resultado final. J. 2006 . • Grande número de variáveis e elevada incerteza quanto ao resultado final. • Visita do Papa. • Projetos multidisciplinares.A. • Projetos monodisciplinares de pesquisa.Variáveis Maximiano. • Organização de um congresso. Menor Menor Maior COMPLEXIDADE = No.

PRAZOS E CUSTOS DETALHAMENTO DOS PLANOS CONTROLE DO PROGRESSO APROVAÇÃO DO CLIENTE APROVAÇÃ O ADMINISTRAÇÃO DE MUDANÇAS NO ESCOPO. balanços) PROPOSTA BÁSICA MOBILIZAÇÃO DOS RECURSOS CONCLUSÃO DO PRODUTO INÍCIO DO PROJETO DESMOBILIZAÇÃO DOS RECURSOS APROVAÇÃ O INÍCIO DE NOVO CICLO DE VIDA Maximiano.A. PRAZO E CUSTO FECHAMENTO ADMINISTRATIVO (relatórios.ESTRUTURA DO PROJETO PREPARAÇÃO IDÉIA INICIAL ESTRUTURAÇÃO MONTAGEM DA EQUIPE EXECUÇÃO REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES CONCLUSÃO APRESENTAÇÃO DO PRODUTO DEFINIÇÃO DO PRODUTO/SERVI ÇO DEFINIÇÃO ATIVIDADES. 2006 . J.

PROCESSO DE GERENCIAMENTO DE PROJETO Definição e organização do projeto Organização do projeto Definição dos parâmetros do projeto Planejamento do ferramental Produção do documento de definição Planejamento do projeto Desenvolvimento do WBS Desenvolvimento do cronograma Análise de recursos e de trade-offs Desenvolvimento de planos . H.gestão de risco Gerenciamento e controle do projetos Coleta de informações de status Planejamento e execução de ações corretivas Fechamento do projeto Fonte: Correa. 2004 .

MG. AM. CE) 50. RGS. MA. Pensilvânia EUA 250.METODOLOGIAS  PMI – Project Management Institute      Fundado em 1969 por cinco voluntários na Filadélfia. PR. DF.000 associados em 170 países 230 Chapters no mundo – 10 no Brasil – SP. PE. SC (ES. RJ.000 associados.000 Profissionais Baseado em fases de projeto e áreas de conhecimento envolvidas  PRINCE2 – Project In a Controlled Environment   Método de GP desenvolvido pelo governo do Reino Unido. BA. GO. mais de 10.definem as atividades que serão executadas ao longo do ciclo de vida do . Baseado em 8 processos e 45 sub-processos .

CRONOGRAMA – GRAFICO DE GANTT maio/ 2009 Atividades Duração Dependências 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Início Atividade A Atividade B Atividade C Atividade D Atividade E Término 0 2 4 4 1 12 0 - Início Início A. B C B D. E .

Unitário P.ORÇAMENTO DE PROJETO  Por Projeto  Dividido por Processos /Atividades – (deliverable do WBS)  Recursos – M. Serviços. Intangíveis  PROJETO: Item Detalhar: Quantidade. Equipamentos.00 8.00 ..00 5.250. Valor Unitário e Valor Total do item Discriminação .00 68.00 2. Materiais.Total 1 1.1 1.O. Unidade.780.2 FUNDAÇÃO DA OBRA Estacas Strauss – diametro 20 cm Vigas de baldrame – 20X30 cm 50 85 m m 45.descrição Quantidade Un P.030.

Quantidade Tempo/Periodo .HISTOGRAMA: QUANTIDADE DE RECURSOS X TEMPO O Histograma é a representação gráfica (em retângulos) da distribuição de freqüência / quantidade de recursos por período.

423 2.640 2.180 Uso anual acum (%) 11.142 41.PRINCIPIO DE PARETO – CURVA ABC Itens têm importância relativa diferente Seq.616 38.6 75.333 51.552 33.7 59.038 Uso anual acum ($) 5.412 51.317 24.732 30.3 99.037 4.478 2.9 Devem merecer atenção gerencial diferente 39 40 41 42 43 44 45 46 47 2 2 4 2 2 1 1 1 3 59 51 19 37 29 48 34 28 8 119 103 79 75 59 48 34 28 25 51.3 32.6 77.769 3.547 51.8 99.1 64. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Uso anual (unid) 117 27 212 172 60 94 100 48 33 15 210 50 12 Custo médio 49 210 23 27 57 31 28 55 73 160 5 20 86 Uso anual ($) 5.596 51.230 51.9 99.936 2.9 100.7 79.684 99.6 99.9 73.670 5.2 68.659 51.547 21.840 5.0 53.2 48.7 99.630 51.840 11.510 16.796 27.023 39.1 99.488 51.407 1.5 99.0 .192 35.0 41.820 2.098 40.3 22.043 1.075 1.

GRAFICO DE PARETO 100 90 % acumulada de valor de uso 80 70 60 50 40 30 20 10 0 Região A 25 Região B 50 Região C 75 100 itens (%) Poucos Itens importantes Importância média Muitos itens menos importantes .CURVA ABC .

Diagrama de Ishikawa – Espinha de Peixe e 5 M Mão-de-obra Máquina Meio Ambiente QUALIDADE TOTAL Material Método .

Colocar cerâmicas. Colocar o pão na mesa 6.PERT/CPM – PROGRAM EVALUATION AND RESEARCH TECHNIQUE/ CRITICAL PATH METOD Lista de tarefas 1.5 4 0. Colocar alimentos frios na mesa 4. H. talheres e proteção 3. Ciclo da cafeteira 9.5 3 2 1 0. Servir o café Depende de nenhuma 1 1 nenhuma 1. Alimentar cafeteira (café e água) 8.4 nenhuma 6 7 5. Aquecer o pão 5.8 Duração (min) 0. 2004 . Colocar toalha na mesa 2.5 Relações de dependências Tarefa B Tarefa A Fim-começo Tarefa A Tarefa B Começo-começo Tarefa A Tarefa B Fim-fim Tarefa A Tarefa B Com espera 2 Diagrama PERT resultante 1 3 Fim Início 4 5 9 6 7 8 Fonte: Correa.5 3 0. Ferver água 7.

5 6 3 2.5 1 Data mais cedo início Data mais tarde início Data mais cedo término Data mais tarde término 0.5 7.5 4 0 0 6 4 4 5 7. Ferver água 7.5 MAIS CEDO E MAIS TARDE 3 0. Alimentar cafeteira (café e água) 8.5 7. Aquecer o pão 5.5 9 8 8 .5 3 0.5 7. talheres e proteção 3.5 5 0 1 0. Colocar toalha na mesa 2. Ciclo da cafeteira 9.5 7.5 0 I 0 0 0 0 1 1.5 4 0.5 Ativ 4 6.5 7 4 4.PERT/CPM – DATAS INÍCIO E FIM (TERMINO) Lista de tarefas 1.5 8 0 8 8 Duração 1 4.5 7.5 0.5 5 0.5 3 2 1 0.5 8 4. Colocar o pão na mesa 6.8 Duração (min) 0.5 0 2 2 0.5 3 4.5 8 0. Servir o café Depende de nenhuma 1 1 nenhuma 1.4 nenhuma 6 7 5.5 8 8 8 F 3. Colocar cerâmicas. Colocar alimentos frios na mesa 4.5 4 4.

Metodologia Não há Benchmarking Estabilizada C. Informatização D. Alinhamento com a Estratégia Tecnologias isoladas Melhoradas Integradas Não há Em construção Implantada Matricial Equipes multifunci onais Alinhada Melhorada Dinâmica Organizaci onal Suporte Boa vontade Consenso Formalização Não há Não há Não há . Relacionamentos Humanos F.MODELOS DE MATURIDADE EM GESTÃO DE PROJETOS PMMM – Project Management Maturity Model Nível de Maturidade Dimensões de Maturidade 1 Linguagem Comum Básicos 2 Processos Padronizados Tácitos Tentativas isoladas Tecnologias apropriada s 3 Metodologia Própria Explícitos Implantada e Padroniza da Implantadas 4 Projetos Gerenciados Avançados 5 Melhorias Contínuas Pesquisas A. Estrutura Organizacional E. Conhecimento B.