You are on page 1of 1

Repensando a Histria

O estudo das relaes existentes entre o Direito e a Histria possui grande relevncia porquanto aquele - ao representar o somatrio do conjunto de regras sociais positivadas - em momento algum est isolado do seu contexto histrico-social, mas ao contrrio, fruto deste contexto e exerce influncia sobre o mesmo, integrando uma relao dialtica de interdependncia e co-evoluo. Ao conceber-se a Histria como a complexa manifestao da experincia humana interagida no bojo dos fatos, acontecimento e instituies (WOLKMER) admissvel a existncia de mltiplas e diferenciadas interpretaes desta historicidade haja vista a diversidade de olhares, perspectivas e compromissos, ora envolvidos com a justificao do estado presente das coisas (Histria Oficial, Tradicional), ora preocupados em descortinar as falcias do discurso hegemnico por um esforo crtico de problematizao que possibilite a recriao e modificao da realidade (Histria Subjacente, Alternativa). Contrapondo-se a Histria Oficial, a nova Histria adota um foco temtico diferenciado que considera a atividade humana como elemento de anlise e prestigia aspectos humanos triviais e cotidianos em detrimento a uma postura meramente descritiva. Consideram-se os fatores estruturais que motivam as mudanas (como o social e o econmico) almejando analisar toda a humanidade, os pensamentos coletivos e as pessoas comuns, no se restringindo apenas a grandes estadistas, generais, etc. Como a Histria Oficial sempre foi a histria dos vencedores, daqueles que chegaram ao poder, trata-se agora de fazer a histria dos esquecidos, ou seja, dos vencidos e ofendidos, para alcanar a Histria da Amrica Latina e do homem latino americano e, por conseguinte, a verdadeira embriogenia do Direito Latino Americano.

Pedro Luciano Evangelista Ferreira - Advogado, mestrando em Direito Penal e Criminologia pela UCAM/RJ e integrante do Programa de Capacitao de Docentes do CESCAGE.