O verbo se fez carne (1João 1:14) Na época de João discipulo de Jesus existiu um heresia gnóstica que afirmava que a encarnação

o Jesus Cristo não foi real Em (1João 4:3-4) Podemos entender porque joão falava sobre Jesus cristo como sendo humano. Os docéticos ensinavam naquela época que Jesus Cristo não tinha corpo fisico (Romanos 8:3)

Alguns seguiam a Cerinto . Esses tais seguidores alegavam que Jesus e Cristo eram seres independentes ; um fisico. e outro espiritual

Em (1João 4:2) João tem o cuidado de empregar o nome e o titulo de Jesus Cristo juntos para expressar claramente que os dois titulos se reúnem numa unica pessoa.

(1João 4:3)

Cerinto , um falso mestre do tempo de João, negava a encarnação do verbo ensinando que o Cristo divino desceu sobre o Jesus Cristo humano quando este foi batizado e , depois deixou o corpo de Jesus antes da crucificação

Em (1João 2:22) João ensina que Jesus não entrou num ser humano preexistente; antes veio como ser humano.

O tempo grego do verbo (veio) e o sentido do substantivo (carne) indicam que Jesus não só veio como ser humano, mas tambem ainda era um ser humano quando João escreveu esta epistola. Deus Filho possui eternidade a plena divindade e a plena humanidade .Ele é imortal e recebeu um corpo humano ressureto que não envelhece nem morre.Negar a verdadeira e integral humanidade de Cristo prova que esses mestres não são de Deus.

Obs: crer em Jesus é receber o poder para se tornar um filho de Deus (João1:12-13)

primeiro ato de fé = batismo que é a declaração ao mundo e a igreja de que a pessoa agora fez uma aliança de serviço a Deus .

o pecado tem o poder de endurecer o coração do homem. por isso a biblia fala sobre o engano do pecado. Ele é enganoso ou enganador e endurecedor de corações

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful