You are on page 1of 3

Cópia não autorizada

ABR 1997

NBR 13817

Placas cerâmicas para revestimento Classificação
ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas
Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680 Rio de Janeiro - RJ Tel.: PABX (021) 210 -3122 Fax: (021) 240-8249/532-2143 Endereço Telegráfico: NORMATÉCNICA

Copyright © 1997, ABNT–Associação Brasileira de Normas Técnicas Printed in Brazil/ Impresso no Brasil Todos os direitos reservados

Origem: Projeto 02:002.10-002:1995 CB-02 - Comitê Brasileiro de Construção Civil CE-02:002.10 - Comissão de Estudo de Ladrilhos Cerâmicos NBR 13817 - Ceramic tiles - Classification Descriptor: Ceramic tile Esta Norma foi baseada na ISO 13006:1995 Esta Norma cancela e substitui as NBR 9445:1986 e NBR 7169:1983 Válida a partir de 30.05.1997 Palavras-chave: Placa cerâmica. Revestimento 3 páginas

Prefácio
A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (CB) e dos Organismos de Normalização Setorial (ONS), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros). Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito dos CB e ONS, circulam para Votação Nacional entre os associados da ABNT e demais interessados. As normas para revestimentos cerâmicos estão agrupadas em três conjuntos, conforme a seguir: a) NBR 13816 - Terminologia; b) NBR 13817 - Classificação; c) NBR 13818 - Especificação e métodos de ensaio. As Normas citadas foram baseadas nas normas ISO 10545-1 a 17 e ISO 13006, que contemplam os mesmos aspectos das Normas Brasileiras.

2 Referência normativa
A norma relacionada a seguir contém disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para esta Norma. A edição indicada estava em vigor no momento desta publicação. Como toda norma está sujeita a revisão, recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a conveniência de se usar a edição mais recente da norma citada a seguir. A ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado momento. NBR 13818:1997 - Placas cerâmicas para revestimento - Especificação e métodos de ensaio

3 Classificação
As placas cerâmicas para revestimentos podem ser classificadas segundo os seguintes critérios: a) esmaltadas e não esmaltadas; b) métodos de fabricação (por exemplo: prensado, extrudado e outros ); c) grupos de absorção de água; d) classes de resistência à abrasão superficial, em número de 5; e) classes de resistência ao manchamento, em número de 5; f) classes de resistência ao ataque de agentes químicos, segundo diferentes níveis de concentração; g) aspecto superficial ou análise visual.

1 Objetivo
Esta Norma classifica as placas cerâmicas para revestimentos, visando promover a especificação correta para o uso.

A . acrescido do grupo de absorção.2 Nas tabelas de especificação.alta concentração.3.0 NOTA .0 < Abs ≤ 10.1 Esmaltadas e não esmaltadas 3. ou III.2 Não esmaltadas (unglazed) ou UGL.2 A letra inicial do código deve fazer referência ao tipo de placa cerâmica. quando 95% das peças examinadas. ou mais. hidróxido de potássio e tricloroetileno.3 Placas cerâmicas produzidas por outros pro- cha.5 < Abs ≤ 3 3 < Abs ≤ 6 6 < Abs ≤ 10 Abs > 10 AIIa AIIb AIII Métodos de fabricação a) primeira letra: G ou U .2 Métodos de fabricação 3.3 A seqüência do código5) é a seguinte: 3. 1) A determinação da absorção de água deve ser realizada de acordo com o anexo B da NBR 13818. como mostrado na tabela 2. 3. 5) Por exemplo: código HA significa: U .esmaltada ou não esmaltada. b) segunda letra: H ou L . 3.3.1 Esmaltadas (glazed) ou GL.1 As placas cerâmicas para revestimentos estão agrupadas conforme a tabela 1. respectivamente. A determinação da abrasão superficial deve ser realizada de acordo com o anexo D da NBR 13818.As placas cerâmicas são agrupadas em classes utilizando procedimentos sistemáticos progressivos de limpeza. utilizando subgrupos a ou b. não apresentarem defeitos visíveis na distância padrão de observação.0 3. d) classe 2: mancha removível com ácido clorídrico. II. 3. 2) . limpeza forte3). se esmaltada G (glazed) ou não esmaltada U (unglazed). Grupos Ia Ib IIa IIb III Absorção de água (%) 0 < Abs ≤ 0. Tabela 1 . I.5 0.1.3 Grupos de absorção de água1) (Abs) 3. L .Não esmaltado.6.alta.Codificação dos grupos de absorção de àgua em função dos métodos de fabricação Absorção de água (%) Abs ≤ 0.6. Código GB significa: G . conforme a NBR 13818.6.alta ou baixa concentração. 3. Código GA significa: G .5 < Abs ≤ 3. 3.7 Aspecto superficial ou análise visual Extrudado (A) Prensado (B) Outros (C) Al Bla BIb BIIa BIIb BIII CIIa CIIb CIII CI Esta Norma classifica como produto de primeira qualidade.1.Grupos de absorção de água e) classe 1: impossibilidade de remoção da mancha.4 Classes de resistência à abrasão superficial 2) Esta classificação está indicada na tabela D. B ou C . 3. A . b) classe 4: mancha removível com produto de limpeza fraco. justapostas às concentrações H ou L dos agentes químicos.alta resistência química para uso doméstico e de piscina.esmaltado.0 < Abs ≤ 6.5 Classes de resistência ao manchamento ou classes de limpabilidade Esta classificação indica a facilidade de remoção das manchas como a seguir: a) classe 5: máxima facilidade de remoção de man- 3. B .alta resistência. H . Tabela 2 .esmaltado. B ou C. a saber: tipo precisão e tipo artesanal.média resistência química. O tipo precisão cumpre exigências maiores com menores tolerâncias em relação ao tipo artesanal. ou C.0 6. 3.5 0.2 Placas cerâmicas prensadas (B). média e baixa. c) terceira letra: classes de resistências químicas: A.6 Classes de resistência ao ataque de agentes químicos4) 3. 3.0 Abs acima de 10.Cópia não autorizada 2 NBR 13817:1997 3.2.1 Placas cerâmicas extrudadas (A): esta Norma divide as extrudadas em dois tipos.baixa concentração.2.2. 3. c) classe 3: mancha removível com produto de cessos (C). conforme o anexo A da NBR 13818. B. 4) A determinação da resistência ao ataque químico deve ser realizada de acordo com o anexo H da NBR 13818.1 Nas tabelas de especificação deve-se usar um código constituído pelas classes de resistências químicas A. deve-se usar um código constituído pelo método de fabricação A. como mostrado na tabela 3. 3) A determinação da resistência ao manchamento deve ser realizada de acordo com o anexo G da NBR 13818.1 da NBR 13818:1997. 3.

Codificação dos níveis das resistências químicas Agentes químicos Alta (A) Ácidos e Alta concentração (H) HA álcalis Baixa concentração (L) Produtos domésticos e de piscinas LA A LB B LC C HB HC Níveis de resistência química Média (B) Baixa (C) .Cópia não autorizada NBR 13817:1997 3 Tabela 3 .

Related Interests