Análise de Dois Circuitos Amplificadores com

Transistores Bipolares de Junção

Francisco Sousa de Oliveira Neto

Universidade Federal do Ceará – UFC
Centro de Tecnologia – CT
Departamento de Engenharia Elétrica – DEE
fsoneto@yahoo.com


Resumo    Neste artigo é feita a análise CC e CA de dois
circuitos amplificadores com transistores bipolares de junção
(TBJ). A partir de alguns parâmetros especificados para o TBJ
BC546A, os componentes necessários para a polarização na
região ativa foram determinados. A partir disso, utiliza-se o
software ORCAD para fazer as simulações e observar as formas
de onda, para uma dada resistência de carga.
Palavras-chave    Transistor, amplificador, região ativa.


I. INTRODUÇÃO

Um transistor é um dispositivo semicondutor que
possui duas camadas de material tipo n e uma do tipo p (npn)
ou duas camadas de material tipo p e uma do tipo n (pnp). O
tipo npn é o mais utilizado e será o abordado neste trabalho.
Em cada uma das três regiões semicondutoras é
conectado um terminal: emissor (E), base (B) e coletor (C).
Dessa forma, o transistor possui duas junções pn: a junção
base-emissor J
BE
e junção coletor-base J
CB
.
O modo de operação do transistor bipolar de junção,
doravante denominado TBJ, vai depender do tipo de
polarização de cada uma das junções. Assim, para o tipo npn,
se a J
BE
estiver polarizada reversamente e J
CB
também, então
o TBJ estará no modo de corte. Se ambas as junções
estiverem diretamente polarizadas o TBJ apresentará o modo
de saturação, podendo atuar como chave em diversas
aplicações. Já no caso desse dispositivo ter sua junção base-
emissor J
BE
diretamente polarizada e junção coletor-base J
CB

reversamente polarizada, o TBJ estará modo ativo, podendo
ser utilizado na amplificação de sinais.
Neste artigo é feita a análise CC e CA(apenas
qualitativa) de dois circuitos com TBJ atuando como
amplificadores. São mostrados os cálculos para a polarização
necessária do TBJ e foram feitas simulações com o software
ORCAD. Mais detalhes práticos sobre especificações de
amplificadores com TBJ podem ser encontrados em [3].


II. CIRCUITO Nº 01

A. Topologia

O circuito proposto da Fig. 1 apresenta na topologia,
uma fonte de alimentação contínua I
cc
, uma fonte de
alimentação alternada I
ì
, um TBJ npn BC546A, resistores
para polarização do TBJ (R1, R2, R
C
, R
E
), capacitores de
acoplamento CA (C1, C2 e C3) e uma carga representada
pelo resistor R
L
.

Figura 1. Topologia do circuito nº 01.

B. Especificações

O circuito foi projetado para trabalhar como
amplificador (região ativa) e possuir uma tensão de coletor
V
C
de 10 V. Assim, foi utilizado o circuito auxiliar da Fig. 2
para traçar as curvas características do TBJ com maior
precisão no ORCAD, já que no datasheet consultado [4] os
valores intermediários são imprecisos. A Fig. 3 mostra as
curvas traçadas com o ORCAD.









Figura 2. Circuito auxiliar utilizado para traçar as curvas características com
o software ORCAD variando-se o valor de Rb.











Figura 3. Curvas características produzidas com o software ORCAD a partir
do circuito da Fig. 2. Estão presentes os limites ICMAX e VCEMAX.
Q1
BC546A
Rc R1
R2 RE
Vcc
20V
Vi
FREQ = 10kHz
VAMPL = 0.01V
VOFF = 0
0
C1
10u
C2
10u
C3
50u
RL
10Meg

Q1
BC546A
Rc
100
Rb
V1
10V
0
V2
TD = 0
TF = 1us
PW = 1us
PER = 101ms
V1 = 0
TR = 100ms
V2 = 30V

V(Q2:c)
0V 5V 10V 15V 20V 25V 30V 35V 40V 45V 50V 55V 60V 65V
IC(Q1) IC(Q4) IC(Q2) IC(Q3) IB(Q1)
0A
50mA
100mA
IBQ=150µA
A potência máxima de dissipação do TBJ BC546A é
de 0,5 W, a máxima corrente de coletor é 100 mA e a tensão
máxima coletror-emissor é igual a 65 V [4].
Portanto, para que o TBJ atue na região ativa, foram
adotados os seguintes valores quiescentes:

I
CLç
= 7 I; (1)

I

= 1Su pA; (2)

A partir do ORCAD, com estes valores obtem-se:

I

= 26,8 mA. (S)

Assim,

[
ç
=
I
CQ
I
BQ
= 178,66 (4)


III. ANÁLISE CC DO CIRCUITO Nº 01

A Fig. 4 mostra o circuito nº 01 para análise CC e o
equivalente de Thévenin da malha base-emissor.


(a)

(b)

Figura 4. (a) Análise CC do circuito nº 01. (b) Equivalente de
Thévenin da malha base-emissor

• Malha base-emissor:

I
1h
− R
1h
. I
B
− I
BL
− R
L
. I
L
= u (S)

I
L
= ([ +1). I
B
(6)

Substituindo-se (6) em (5) tem-se:

I
1h
− R
1h
. I
B
− I
BL
− R
L
. ([ +1). I
B
= u (7)

I
B
=
I
1h
− I
BL
R
1h
+ R
L
. ([ + 1)
(8)

• Malha coletor-emissor:

I
cc
− R
C
. I
C
− I
CL
−R
L
. I
L
= u (9)

I
C
= [. I
B
(1u)

I
B
I
L
=
[. I
B
([ + 1). I
B
=> I
L
= I
C
.
([ +1)
[
(11)

Substituindo-se (11) em (9) tem-se:

I
CL
= I
cc
− I
C
_R
C
+R
L
.
([ + 1)
[
_ (12)

Substituindo-se (2) e (4) em (6):

I

= (178,66 + 1). 1Su pA =>

I

= 26,9S mA (1S)

I
CL
= I
C
− I
L
=> I
L
= I
C
−I
CL
= 1u I − 7I =>

I
L
= S I (14)

R
L
=
I
L
I

=
S I
26,9S mA
=> R
L
= 111,S2 Ω (1S)



R
C
=
I
cc
− I
C
I

=
2u − 1u
26,8 mA
=> R
C
= S7S,1S Ω (16)

Assumindo que [. R
L
≥ 1u. R
2
[2], tem-se:

[. R
L
1u
≥ R
2
=>
178,66 ∙ 111,S2
1u
≥ R
2
=>

R
2
≤ 1.988,84 Ω => Adota-se R
2
= 1,8 kΩ (17)

I
B
= I
L
+ I
BL
=> S I + u,7 I =>

I
B
= S,7 I (18)

Da Fig. 4, tem-se:

I
R1
= I
B
+ I
R2
= u,1S mA +
I
B
R
2
= u,1S mA +
S,7 I
1,8 kΩ
=>

I
R1
= 2,2 mA (19)

R
1
=
I
cc
−I
B
I
R1
=
2u I − S,7 I
2,2 mA
=> R
1
= 7,41 kΩ (2u)
Q1
BC546A
Rc R1
R2 RE
0
Vcc
20V
Q1
BC546A
Rc
RE
0
Vcc
20V
VTh
RTh
Portanto, têm-se agora todos os valores dos
componentes necessários para a operação do TBJ como
amplificador, como mostra a Fig. 5.


Figura 5. Circuito nº 01 com seus componentes especificados.


III. RESULTADOS DE SIMULAÇÃO PARA O CIRCUITO Nº 01

As Fig. 6 e 7 trazem respectivamente os resultados
de simulação obtidos com o ORCAD para a análise CC e
análise CA do circuito nº 01.

Figura 6. Formas de onda da análise CC do circuito nº 01.


Figura 7. Formas de onda da análise CA do circuito nº 01.

Na Fig. 6 (análise CC) estão indicadas a tensão de
coletor Vc de 10 V (vermelho), a corrente de coletor I
CQ
de
26,8 mA (verde) e a corrente de base I
BQ
de 150 µA (azul).
A Fig. 7 (análise CA) exibe a tensão de entrada v
i

multiplicada por um fator de 100 para melhor visualização
(verde), a tensão de coletor com um offset de 10 V
(vermelho) e a tensão na carga (azul). Nota-se que, além de
amplificar o sinal de entrada, este circuito também inverte a
fase. O ganho de tensão do circuito nº 01 foi em torno de 273.

IV. CIRCUITO Nº 02

A. Topologia

O circuito proposto da Fig. 8 apresenta na topologia,
uma fonte de alimentação contínua I
cc
, uma fonte de
alimentação alternada I
ì
, um TBJ npn BC546A, resistores
para polarização do TBJ (R
B
, R
C
e R
E
), capacitores de
acoplamento CA (C1, C2 e C3) e uma carga representada
pelo resistor R
L
.

Figura 8. Topologia do circuito nº 02.

B. Especificações

O circuito nº 02 também foi projetado para trabalhar
como amplificador (região ativa) e possuir uma tensão de
coletor V
C
de 10 V, atendendo às mesmas especificações (1) -
(4) do circuito nº 01. Portanto, utilizou-se novamente o
circuito auxiliar da Fig. 2 para traçar as curvas características
do TBJ no ORCAD.

V. ANÁLISE CC DO CIRCUITO Nº 02

A Fig. 9 mostra o circuito nº 02 para análise CC.




Figura 9. (a) Análise CC do circuito nº 02.

Q1
BC546A
Rc
373.13
R1
7.41k
R2
1.8k
RE
111.32
Vcc
20V
Vi
FREQ = 10kHz
VAMPL = 0.01V
VOFF = 0
0
C1
10u
C2
10u
C3
50u
RL
10Meg
Time
0s 2ms 4ms 6ms 8ms 10ms 12ms 14ms 16ms 18ms 20ms
IB(Q1)
0A
50uA
100uA
150uA
IC(Q1)
24mA
26mA
28mA
SEL>>
V(Q1:c)
0V
5V
10V
Time
180.0ms 180.2ms 180.4ms 180.6ms 180.8ms 181.0ms 181.2ms 181.4ms 181.6ms 181.8ms 182.0ms
V(Q1:c) V(RL:2) V(Vi:+) *100
0V
5V
10V
-4V
14V
Q1
BC546A
Rc RB
RE
Vcc
20V
Vi
FREQ = 10kHz
VAMPL = 0.01V
VOFF = 0
0
C1
10u
C2
10u
C3
50u
RL
10Meg
Q1
BC546A
Rc RB
RE
Vcc
20V
0
• Malha base-emissor:

I
cc
− R
C
. I
X
− R
B
. I
B
−I
BL
−R
L
. I
L
= u (21)

I
X
= I
B
+ I
C
(22)

Substituindo-se (22) e (6) em (21) tem-se:

I
cc
− R
C
. (I
B
+ I
C
) −R
B
. I
B
− I
BL
− R
L
. ([ + 1). I
B
= u (2S)

Usando (10):

I
cc
− R
C
. (I
B
+[. I
B
) − R
B
. I
B
− I
BL
− R
L
. ([ +1). I
B
= u (24)

I
B
=
I
cc
− I
BL
R
B
+ R
C
. ([ + 1) + R
L
. ([ + 1)
(2S)

• Malha coletor-emissor:

I
cc
− R
C
. I
X
− I
CL
− R
L
. I
L
= u (26)

I
cc
− R
C
. (I
B
+ I
C
) − I
CL
− R
L
. I
L
= u (27)

I
CL
= I
cc
− R
C
. ([ + 1). I
B
− R
L
. ([ + 1). I
B
(28)

I
CL
= I
cc
−([ +1). (R
C
+ R
L
). I
B
(29)

De (13), (14) e (15) tem-se:

R
L
= 111,S2 Ω (1S)

Substituindo (15) e os valores já conhecidos de Vcc,
V
CE
e [ em (29) encontra-se:

R
C
= S7u,7S Ω (Su)

Agora, substituindo (15), (30) e (2) em (25),
encontra-se:

R
B
= 42,1S kΩ (S1)

Logo, todos os valores dos componentes necessários
para a operação do TBJ como amplificador foram
detrminados, como mostra a Fig. 10.



Figura 10. Circuito nº 02 com seus componentes especificados.

VII. CONCLUSÕES

Este artigo propôs uma análise de dois circuitos
amplificadores com TBJ do ponto de vista da análise CC
quantitativa e qualitativa e da análise CA mais qualitativa.
Após a determinação das especificações
necessárias, utilizou-se o software ORCAD para se fazer as
simulações e constatar o modo ativo do TBJ como
amplificador.
Observou-se a necessidade de polarizar corretamente
o TBJ para atuar na região desejada para sua aplicação.
Logo, pôde-se compreender o funcionamente de
circuitos amplificadores, extremamente utilizados em
Engenharia Elétrica.


REFERÊNCIAS

[1] SEDRA, A. S., SMITH, K. C. Microeletrônica. 5ª Ed. São Paulo:
Pearson Prentice Hall, 2007.

[2] BOYLESTAD, R. L., NASHELSKY, L. Dispositivos Eletrônicos e
Teoria de Circuitos. 8ª Ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004.

[3] CIPELLI, A. M. V.,MARKUS, O., SANDRINI, W. Teoria e
Desenvolvimento de Projetos de Circuitos Eletrônicos. 23ª Ed. São
Paulo: Érica, 2011.

[4] Datasheet do TBJ BC546A (Fairchild).
Q1
BC546A
Rc
370.37
RB
42.13k
RE
111.32
Vcc
20V
Vi
FREQ = 10kHz
VAMPL = 0.01V
VOFF = 0
0
C1
10u
C2
10u
C3
50u
RL
10Meg

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful